IMPLANTAÇÃO DE PMO EM LISARB
Projeto Ordem e Progresso
Cristiano Alencar
Guilherme Rezende
Jaqueline Pelloso
Paulo Ivano d...
 A Abitiruc Consulting está presente no mercado há mais de
20 anos prestando consultoria em gestão de projetos e
implanta...
ABITIRUC CONSULTING
Ser a empresa
referência até 2025
Comprometimento com a
melhor solução desenvolvida
especificamente pa...
BENEFÍCIOS DE IMPLANTAÇÃO DE
UM PMO
Gerenciamento
das expectativas
dos
stakeholders
Alinhamento
dos projetos com
o planeja...
MATURIDADE
Para determinar o nível de maturidade da empresa, e as práticas
efetivamente necessárias ao Gerenciamento de Pr...
BENEFÍCIOS
 Identificação e desenvolvimento de metodologia, melhores práticas e
normas de gerenciamento de projeto (baixo...
NÍVEL HIERÁQUICO ADOTADO
 H1 – Visando projetos e programas individuais.
O baixo nível de maturidade no gerenciamento de
...
FUNÇÃO DO PRIMEIRO PMO
Utilizaremos a função Métodos e Procedimentos para
unificar processos e linguagens, definindo canai...
MODELO DE PMO
Com a utilização do modelo Estação
Meteorológica alinhamos a estratégia de atuação no nível
hierárquico H1.
...
FUTURO PMO
 Após a implantação através do modelo Estação
Meteorológica, serão implantados os modelos Torre de
Controle e ...
ARQUITETURA DO FUTURO PMO
Estação
Meteorológica
Torre de
Controle
Torre de
Controle
Pool de
Recursos
Torre de
Controle
MÉTRICAS DE SUCESSO
 Índice de alterações;
 Número de falhas de projeto (antes X depois);
 Índice de adesão das metodol...
ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO
1. Analise de Viabilidade;
2. Identificação dos Stakeholders;
3. Aprovar orçamento;
4. Diagnóstico d...
OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO
Aliança por um Lisarb mais justo
Política cidadã baseada em princípios e valores
Edu...
PASSO-A-PASSO DA IMPLANTAÇÃOIdentificação
Categorização
Avaliação
Seleção
Priorização
Balanceamento
Identificação
BRAINSTORM DE PROJETOS
( )* IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS
LisarDE (2)
Nova Era (13)
Renova (6)Eduq (5)
Gilberto Gil
(1)
Smart...
Categorização
CATEGORIZAÇÃO
• LisarDE
• Gilbeto Gil
Cidadania e
Culltura
• Eduq
• Smart
Cities
• Renova
• Estados
Unidos
• Atenas
• Qual...
CATEGORIZAÇÃO
 As Categorias utilizadas foram selecionadas a
partir da analise dos objetivos estratégicos. A
Abitiruc Con...
Avaliação
DEFINIÇÃO DE CRITÉRIOS E PESOS
Critério
Duração
máxima
Índice de
lucratividade
Aceitação
da
população
Aumento
do IDH
Repas...
Critério Nota 0 Nota 05 Nota 10
Duração máxima >2 > 1 e ≤ 2 ≤ 1
Índice de
lucratividade
< 1 = 1 >1
Aceitação da
população
...
Seleção
SELEÇÃO
Critério Duração
máxima
Índice de
lucratividade
Aceitação
da
população
Aument
o do IDH
Repasse de
verba p/ações
so...
PRIORIZAÇÃO
4
1 7
PRIORIZAÇÃO
Priorização
1° Projeto 10
2° Projeto 06
3° Projeto 01
4° Projeto 02
5° Projeto 04
6° Projeto 03
7° Projeto 07
...
BALANCEAMENTO
O processo de balanceamento consiste na
organização dos projetos e programas do portfólio
para proporcionar ...
BALANCEAMENTO
Objetivo 01
Objetivo 02
Objetivo 03
Objetivo 04
Objetivo 05
Objetivo 06
Objetivo 07
Objetivo 08
Objetivo 09
...
BALANCEAMENTO
Como é possível observar, o portfólio de
projetos proposto não está balanceado. Alguns
objetivos estratégico...
BALANCEAMENTO
Para tanto, considere as seguintes estratégias
adotadas para o balanceamento do portfolio:
 Eliminar projet...
BALANCEAMENTO
Projetos propostos:
 15 – Suíça
 16 – Apolo
 17 – TecSust
 18 – Namastê
 19 – Conscientiza
 20 – Democ...
NOVO CONJUNTO DE PROJETOS NO PORTFOLIO
LisarDE (2)
Nova Era (13)
Conscientiza
(19)
Namastê (18)
Suíça(15)
Smart Cities (3)...
CATEGORIZAÇÃO
• LisarDE
• Suíça
• Conscientiza
Cidadania e
Culltura
• Smart Cities
• Estados
Unidos
• Democratiza
Desenvol...
AVALIAÇÃO
Critério Nota 0 Nota 05 Nota 10
Duração máxima >2 > 1 e ≤ 2 ≤ 1
Índice de
lucratividade
< 1 = 1 >1
Aceitação da
...
SELEÇÃO
Critério Duração
máxima
Índice de
lucratividade
Aceitação da
população
Aument
o do IDH
Repasse de
verba p/ações
so...
PRIORIZAÇÃO
Projeto 02 Pontos Priorização
Projeto 10 75 1º
Projeto 02 60 2º
Projeto 03 60 3º
Projeto 07 60 4º
Projeto 19 6...
BALANCEAMENTO
Objetivo 01
Objetivo 02
Objetivo 03
Objetivo 04
Objetivo 05
Objetivo 06
Objetivo 07
Objetivo 08
Objetivo 09
...
BALANCEAMENTO
Como é possível verificar o portfólio está agora
balanceado. O processo a seguir é contínuo até que
se chegu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ABITIRUC CONSULTING

231 visualizações

Publicada em

Titulo: ABITIRUC CONSULTING
Alunos:Cristiano Alencar,Guilherme Rezende,Jaqueline Pelloso,Paulo de Paula,Thiago Klettemberg Rocha,
Cidade: Curitiba
Disciplina: PMO
Turma: GP2/14
Data:20-12-2015
Hora:11:12
Comentarios:
Publico até ápos a correção

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ABITIRUC CONSULTING

  1. 1. IMPLANTAÇÃO DE PMO EM LISARB Projeto Ordem e Progresso Cristiano Alencar Guilherme Rezende Jaqueline Pelloso Paulo Ivano de Paula Thiago Klettemberg
  2. 2.  A Abitiruc Consulting está presente no mercado há mais de 20 anos prestando consultoria em gestão de projetos e implantação de PMO desenvolvidos em função da necessidade do cliente.  Com uma posição consolidada no mercado, conta com profissionais experientes e capacitados, atuantes nos principais segmentos de energia, telecomunicações e infra- estrutura.  Possui sua sede em Curitiba, com sucursais em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Cidade do México, Montevidéu e Santiago. ABITIRUC CONSULTING
  3. 3. ABITIRUC CONSULTING Ser a empresa referência até 2025 Comprometimento com a melhor solução desenvolvida especificamente para o cliente Ética, transparência, qualidade, inovação
  4. 4. BENEFÍCIOS DE IMPLANTAÇÃO DE UM PMO Gerenciamento das expectativas dos stakeholders Alinhamento dos projetos com o planejamento estratégico da empresa Registro e gestão dos históricos de projetos permitindo antecipar problemas Análise de indicadores de desempenho para avaliação de mudanças de projeto Implantação de uma metodologia de gestão de projetos integrada
  5. 5. MATURIDADE Para determinar o nível de maturidade da empresa, e as práticas efetivamente necessárias ao Gerenciamento de Projetos, foram identificadas através da ferramenta de auto avaliação (questionário de 40 perguntas). A pontuação atingida de 69 pontos, estabelece uma maturidade nível 2.
  6. 6. BENEFÍCIOS  Identificação e desenvolvimento de metodologia, melhores práticas e normas de gerenciamento de projeto (baixo desempenho nas questões 2, 4, 12, 13 e 15 do questionário);  Maior previsibilidade de resultados de projeto e propostas mais realistas (baixo desempenho nas questões 22 e 31);  Referência consistente para prática de gerenciamento de projetos (baixo desempenho nas questões 3, 9 e 36);  Gestão do conhecimento e melhoria contínua da performance (baixo desempenho na questão 40).
  7. 7. NÍVEL HIERÁQUICO ADOTADO  H1 – Visando projetos e programas individuais. O baixo nível de maturidade no gerenciamento de projetos diagnosticado através do questionário resultou na opção de ações pelo menor nível hierárquico. A empresa de consultoria ABITIRUC definiu a utilização do modelo H1 para implementar o PMO através de projetos pilotos, buscando objetivos de curto prazo para coleta e apresentação de resultados. A melhora nos resultados dos Indicadores atrairá maior patrocínio e engajamento da alta Administração, estratégia para conquista dos próximos níveis de Hierarquia, justificando a implementação completa do PMO (H1, H2 e H3).
  8. 8. FUNÇÃO DO PRIMEIRO PMO Utilizaremos a função Métodos e Procedimentos para unificar processos e linguagens, definindo canais de comunicação, atendimento personalizado e adequado para stakeholders, fluxo para solicitação e aprovação das mudanças. Para atender as carências observados no baixo desempenho apontado nas questões 1, 2, 4, 22, 15, 26 e 40 do questionário de avaliação de maturidade.
  9. 9. MODELO DE PMO Com a utilização do modelo Estação Meteorológica alinhamos a estratégia de atuação no nível hierárquico H1. A estação ira fornecer informações relevantes de desempenho e acompanhamento do projeto permitindo o desenvolvimento de ferramentas e métodos que auxiliarão na gestão dos projetos atuando nas questões com baixo desempenho 4, 10, 16, 22 e 28 do questionário de avaliação de maturidade.
  10. 10. FUTURO PMO  Após a implantação através do modelo Estação Meteorológica, serão implantados os modelos Torre de Controle e Pool de Recursos respectivamente. As torres de controle auxiliarão no controle e monitoramente, para reporte para alta administração, auxiliando na tomada de decisões estratégicas. O Pool de recursos dará auxilio no desenvolvimento, retenção e contratação de profissionais para as práticas de gerenciamento de projetos.
  11. 11. ARQUITETURA DO FUTURO PMO Estação Meteorológica Torre de Controle Torre de Controle Pool de Recursos Torre de Controle
  12. 12. MÉTRICAS DE SUCESSO  Índice de alterações;  Número de falhas de projeto (antes X depois);  Índice de adesão das metodologias pelo colaboradores;  Índice de desvio da linha de base de tempo e custo;  Quantidade de problemas decorrentes de ruído ou falha de comunicação. Utilizaremos estes índices para evidenciar os benefícios da implementação do PMO em LISARB para a Alta Administração. Estes indicadores vem de encontro com a estratégia de convencimento da Direção para implementação dos próximos níveis de Hierarquia (H2 e H3).
  13. 13. ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO 1. Analise de Viabilidade; 2. Identificação dos Stakeholders; 3. Aprovar orçamento; 4. Diagnóstico de maturidade; 5. Desenho do modelo; 6. Aprovação do Modelo; 7. Escolha do Projeto Piloto; 8. Colocar em prática;
  14. 14. OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Aliança por um Lisarb mais justo Política cidadã baseada em princípios e valores Educação para a sociedade do conhecimento Economia para uma sociedade sustentável Proteção social Qualidade de vida e segurança para todos Cultura e fortalecimento da diversidade Política externa para o século 21 Combate a corrupção
  15. 15. PASSO-A-PASSO DA IMPLANTAÇÃOIdentificação Categorização Avaliação Seleção Priorização Balanceamento
  16. 16. Identificação
  17. 17. BRAINSTORM DE PROJETOS ( )* IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS LisarDE (2) Nova Era (13) Renova (6)Eduq (5) Gilberto Gil (1) Smart Cities (3) Qualivita (4) Estados Unidos (7) Atenas (8) Escuta Cidadão (10) Global Lisarb (09) Zeus (12) Liga da justiça (11) Polícia Fantástica(14)
  18. 18. Categorização
  19. 19. CATEGORIZAÇÃO • LisarDE • Gilbeto Gil Cidadania e Culltura • Eduq • Smart Cities • Renova • Estados Unidos • Atenas • Qualivita Desenvolvimen to Sustentável • GlobalLisarb • Escuta Cidadão Políticas internas e externas • Liga da justiça • Zeus Justiça Social • Nova Era • Polícia Fantástica Igualdade Social
  20. 20. CATEGORIZAÇÃO  As Categorias utilizadas foram selecionadas a partir da analise dos objetivos estratégicos. A Abitiruc Consulting definiu trabalhar com categorias que atendessem as maiores carências apontadas pelo questionário de maturidade efetuado na organização.
  21. 21. Avaliação
  22. 22. DEFINIÇÃO DE CRITÉRIOS E PESOS Critério Duração máxima Índice de lucratividade Aceitação da população Aumento do IDH Repasse de verba p/ações sociais Investimento de empresas privadas Peso 3 1 3 1 1 1 Os critérios e pesos foram definidos com base nos objetivos do Planejamento estratégico de Lisarb e nas deficiências levantadas no questionários de maturidade sobre os projetos já realizados. • Duração máxima de 2 anos: foi fixado um prazo máximo para execução dos projetos para melhorar a agilidade. • Índice de Lucratividade: Lisarb precisa também de saúde financeira para gerenciar seus projetos com sucesso. • Aceitação da População: Todos os projetos devem ter aceitação e devem ser conhecidos por todos para que sejam viáveis. • Aumento de IDH: O índice de desenvolvimento humano é considerado uma métrica que permite avaliar quantitativamente a melhora na qualidade de vida das pessoas de Lisarb. • Repasse de verba para ações sociais: Os projetos serão avaliados também em relação a sua sustentabilidade e se os mesmos contribuirão para incentivar e promover novos projetos sociais • Investimentos de empresas privadas: Projetos que possuem apoio financeiro de empresas privadas terão pontuação favorável por viabilizarem o investimento destas empresas também em projetos sócio-econômicos que beneficiam ambas as partes.
  23. 23. Critério Nota 0 Nota 05 Nota 10 Duração máxima >2 > 1 e ≤ 2 ≤ 1 Índice de lucratividade < 1 = 1 >1 Aceitação da população ≤50% >50% e <90% ≥90% Aumento do IDH <1 ≥1 e <1,5 ≥1,5 Repasse de verba para ações sociais < 50% ≥ 50% e < 75% ≥ 75% Investimentos de empresas privadas <25% ≥ 25% e < 50% ≥50% DEFINIÇÃO DE CRITÉRIOS E PESOS
  24. 24. Seleção
  25. 25. SELEÇÃO Critério Duração máxima Índice de lucratividade Aceitação da população Aument o do IDH Repasse de verba p/ações sociais Investimento de empresas privadas Total Peso 3 1 3 1 1 1 Projeto 01 Nota 5 0 10 10 0 10 Média 15 0 30 10 0 10 65 Projeto 02 Nota 5 0 10 5 0 10 Média 15 0 30 5 0 10 60 Projeto 03 Nota 0 10 10 10 0 10 Média 0 10 30 10 0 10 60 Projeto 04 Nota 10 5 10 10 5 0 Média 10 5 30 10 5 0 60 Projeto 05 Nota 0 0 10 10 5 0 Média 0 0 30 10 5 0 45 Projeto 06 Nota 5 5 10 10 5 5 Média 15 5 30 10 5 5 70 Projeto 07 Nota 0 5 10 10 5 10 Média 0 5 30 10 5 10 60 Projeto 08 Nota 0 5 10 10 5 10 Média 0 5 30 10 5 10 60 Projeto 09 Nota 0 0 5 10 5 5 Média 0 0 15 10 0 5 30 Projeto 10 Nota 10 0 10 10 0 5 Média 30 0 30 10 0 5 75 Projeto 11 Nota 0 0 5 5 0 5 Média 15 0 15 5 0 5 40 Projeto 12 Nota 5 0 5 5 0 10 Média 15 0 15 5 0 10 45 Projeto 13 Nota 0 0 10 10 0 0 Média 0 0 30 10 0 0 40 Projeto 14 Nota 5 0 10 10 0 0 Média 15 0 30 10 0 0 55
  26. 26. PRIORIZAÇÃO 4 1 7
  27. 27. PRIORIZAÇÃO Priorização 1° Projeto 10 2° Projeto 06 3° Projeto 01 4° Projeto 02 5° Projeto 04 6° Projeto 03 7° Projeto 07 8° Projeto 08 9° Projeto 14 10° Projeto 12 11° Projeto 05 12° Projeto 13 13° Projeto 11 14° Projeto 09
  28. 28. BALANCEAMENTO O processo de balanceamento consiste na organização dos projetos e programas do portfólio para proporcionar o alcance coletivo das metas estratégicas. Analisando o nosso portfolio temos distribuição dos projetos nas categorias e objetivos apresentados a seguir.
  29. 29. BALANCEAMENTO Objetivo 01 Objetivo 02 Objetivo 03 Objetivo 04 Objetivo 05 Objetivo 06 Objetivo 07 Objetivo 08 Objetivo 09 Cidadania e Cultura Desenvolvimento Sustentável Políticas Internas e Externas Justiça Social Igualdade Social Orçamento Pequeno Duração Baixa Orçamento Médio Duração Média Orçamento Grande Duração Alta Balanceamento c 1 2 3 4 6 9 5 8 7 12 14 10 11 13
  30. 30. BALANCEAMENTO Como é possível observar, o portfólio de projetos proposto não está balanceado. Alguns objetivos estratégicos possuem muitos projetos com longas durações e grandes orçamento, como por exemplo o objetivo 06 na categoria desenvolvimento sustentável. Em contra partida, alguns objetivos estratégicos possuem muito poucos projetos, como por exemplo os objetivos 01, 08 e 09.
  31. 31. BALANCEAMENTO Para tanto, considere as seguintes estratégias adotadas para o balanceamento do portfolio:  Eliminar projetos com longa duração e orçamento alto para que sobre verba e tempo de execução para novos projetos;  Reduzir a quantidade de projetos de objetivos que possuem muitos projetos e aumentar a quantidade de projetos nos demais. Portanto, os serão eliminados os projetos 01, 04, 05, 06 e 08.
  32. 32. BALANCEAMENTO Projetos propostos:  15 – Suíça  16 – Apolo  17 – TecSust  18 – Namastê  19 – Conscientiza  20 – Democratiza  21 – Zero Droga
  33. 33. NOVO CONJUNTO DE PROJETOS NO PORTFOLIO LisarDE (2) Nova Era (13) Conscientiza (19) Namastê (18) Suíça(15) Smart Cities (3) TecSust (17) Estados Unidos (7) Apolo (16) Escuta Cidadão (10) Global Lisarb (09) Zeus (12) Liga da justiça (11) Polícia Fantástica(14) Democratiza(20) Zero Droga(21)
  34. 34. CATEGORIZAÇÃO • LisarDE • Suíça • Conscientiza Cidadania e Culltura • Smart Cities • Estados Unidos • Democratiza Desenvolvime nto Sustentável • GlobalLisarb • Escuta Cidadão • TecSust Políticas internas e externas • Liga da justiça • Zeus • Apolo • Zero Droga Justiça Social • Nova Era • Polícia Fantástica • Namastê Igualdade Social
  35. 35. AVALIAÇÃO Critério Nota 0 Nota 05 Nota 10 Duração máxima >2 > 1 e ≤ 2 ≤ 1 Índice de lucratividade < 1 = 1 >1 Aceitação da população ≤50% >50% e <90% ≥90% Aumento do IDH <1 ≥1 e <1,5 ≥1,5 Repasse de verba para ações sociais < 50% ≥ 50% e < 75% ≥ 75% Investimentos de empresas privadas <25% ≥ 25% e < 50% ≥50%
  36. 36. SELEÇÃO Critério Duração máxima Índice de lucratividade Aceitação da população Aument o do IDH Repasse de verba p/ações sociais Investimento de empresas privadas Total Peso 3 1 3 1 1 1 Projeto 02 Nota 5 0 10 5 0 10 Média 15 0 30 5 0 10 60 Projeto 03 Nota 0 10 10 10 0 10 Média 0 10 30 10 0 10 60 Projeto 07 Nota 0 5 10 10 5 10 Média 0 5 30 10 5 10 60 Projeto 09 Nota 0 0 5 10 5 5 Média 0 0 15 10 5 5 35 Projeto 10 Nota 10 0 10 10 0 5 Média 30 0 30 10 0 5 75 Projeto 11 Nota 0 0 5 5 0 5 Média 0 0 15 5 0 5 25 Projeto 12 Nota 5 0 5 5 0 10 Média 15 0 15 5 0 10 45 Projeto 13 Nota 0 0 10 10 0 0 Média 0 0 30 10 0 0 40 Projeto 14 Nota 5 0 10 10 0 0 Média 15 0 30 10 0 0 55 Projeto 15 Nota 0 0 10 10 0 10 Média 0 0 30 10 0 10 50 Projeto 16 Nota 10 0 5 10 0 0 Média 30 0 15 10 0 0 55 Projeto 17 Nota 0 0 10 5 5 5 Média 0 0 30 5 5 5 45 Projeto 18 Nota 5 0 5 5 0 0 Média 15 0 15 5 0 0 35 Projeto 19 Nota 5 0 10 10 0 5 Média 15 0 30 10 0 5 60 Projeto 20 Nota 0 0 5 5 0 5 Média 0 0 15 5 0 5 25 Projeto 21 Nota 0 0 10 10 10 0 Média 0 0 30 10 10 0 50
  37. 37. PRIORIZAÇÃO Projeto 02 Pontos Priorização Projeto 10 75 1º Projeto 02 60 2º Projeto 03 60 3º Projeto 07 60 4º Projeto 19 60 5º Projeto 14 55 6º Projeto 16 55 7º Projeto 15 50 8º Projeto 21 50 9º Projeto 12 45 10º Projeto 17 45 11º Projeto 13 40 12º Projeto 09 35 13º Projeto 18 35 14º Projeto 11 25 15º Projeto 20 25 16º
  38. 38. BALANCEAMENTO Objetivo 01 Objetivo 02 Objetivo 03 Objetivo 04 Objetivo 05 Objetivo 06 Objetivo 07 Objetivo 08 Objetivo 09 Cidadania e Cultura Desenvolvimento Sustentável Políticas Internas e Externas Justiça Social Igualdade Social Orçamento Pequeno Duração Baixa Orçamento Médio Duração Média Orçamento Grande Duração Alta Balanceamento c 2 3 9 7 12 14 10 11 13 15 16 17 18 19 20 21
  39. 39. BALANCEAMENTO Como é possível verificar o portfólio está agora balanceado. O processo a seguir é contínuo até que se chegue em um balanceamento satisfatório. IDENTIFICAÇÃO CATEGORIZAÇÃO AVALIAÇÃO SELEÇÃO PRIORIZAÇÃO BALANCEAMENTO PORTFOLIOBALANCEADO? SIM NÃO APROVAÇAO

×