Proposta de Implantação de PMO em LISARB - Equipe PentaTeam

241 visualizações

Publicada em

Titulo: Proposta de Implantação de PMO em LISARB - Equipe PentaTeam
Alunos:Diogo Coimbra de Brito,Izabel Oenning,Maria Fernanda M. Pollnow,Paulo Zavattieri Ruiz,Sergio Luiz Brandão da Silva Moura,
Cidade: Curitiba
Disciplina: PMO
Turma: GP2/14
Data:20-12-2015
Hora:22:12
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta de Implantação de PMO em LISARB - Equipe PentaTeam

  1. 1. Gerenciamento de Portfólio e PMO em Projetos MBA em Gerenciamento de Projetos – Turma 2/14 Curitiba - PR, 2015
  2. 2. Empresa  Há 15 anos no mercado, a Penta Team Consultoria atua no ramo de consultoria focando na entrega de soluções estratégicas para alavancar os resultados de organizações publico-privadas. Operamos no mapeamento de processos e confecção de metodologias para rastreabilidade e aumento de maturidade das organizações.  Possui equipe 100% certificada pelo Project Management Institute em Project Management Professional (PMP) e esta equipe de elite já atuou nos mais diversos segmentos, como indústria de transformação, manufatura, energia, varejo e petroquímica. Missão  Tornar as necessidades de nossos clientes em objetivos realizados, adicionando valor a seus negócios de forma simples, inovadora e sustentável. Visão  Ser a empresa mais conceituada no ramo de gerenciamento de portfólios e programas de projetos do Brasil. Valores  Simplicidade, ética, inovação, foco no cliente, qualidade de vida. Sobre a Penta Team
  3. 3. Equipe Integrantes: (da esquerda para direita) • Sergio Luiz B. da Silva Moura • Izabel Oenning • Maria Fernanda • Diogo Coimbra de Brito • Paulo Ruiz
  4. 4. Objetivo do Projeto  Implantar um escritório de projetos (PMO) em LISARB com base nos objetivos estratégicos. Elevando o nível de experiência, qualidade e aproveitamento de gastos nos projetos.
  5. 5. Nível de Maturidade  Utilizando o Modelo proposto por Darci Prado, Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos.  LISARB obteve um total de 69 pontos na avaliação da pesquisa fornecida pelo ministério de planejamento para identificação da maturidade em gerenciamento de projetos.  O que corresponde ao nível 2 (Definição dos processos) em uma escala de 1 à 5 sob o critério de avaliação adotado pelos administradores de LISARB.
  6. 6. Benefícios  Melhoria no desempenho dos projetos;  Consolidação dos dados(menos retrabalho);  Expectativas dos stakeholders gerenciada de forma correta;  Maior retorno financeiro dos projetos;  Gestão integrada dos riscos;  Maior celeridade no processo decisório;  Acúmulo e multiplicação de conhecimento;  Manutenção dos padrões de qualidade dos projetos.  A metodologia de Gerenciamento de Projetos é utilizada por todos;  Os processos de planejamento e controle são consistentes;  As lições aprendidas são incorporadas na gestão de todos os projetos.
  7. 7. Nível hierárquico  PMO Hierarquia 1 – Gestão dos projetos Para implementação do PMO foi adotada a Hierarquia 1, visando os projetos críticos afim de elevar a maturidade de LISARB. Através deste modelo a equipe estará mais alinhada ao gerente funcional do que ao gerente de projeto. O PMO atua no controle de projetos priorizados.
  8. 8. Função do PMO nesse projeto  Métodos e Procedimentos: desenvolverá e implementará as metodologias e processos a serem seguidos;  Incorporação das melhores práticas;  Gerenciamento da infraestrutura: fornecerá infraestrutura para o gerenciamento de projetos;  Gerenciamento de recursos: fornecerá e alinhará os conhecimentos das pessoas para o gerenciamento de projetos;  Gerenciamento técnico: disseminará as informações do gerenciamento de projetos;  Integração das metodologias.
  9. 9. Modelo Adotado  Torre de controle Estabelece padrões e métodos para o gerenciamento de projetos, suporta e acompanha na utilização da metodologia, reforça os padrões estabelecidos auditando e treinando os times. Promovendo melhoria contínua nos procedimentos.
  10. 10. Métricas de Sucesso  Métricas genéricas: Quantidade de projetos trabalhados pelo PMO (mês) Quantidade de projetos iniciados/concluídos (ano)  Métricas específicas: Escopo – Índice de Alterações Tempo – Índice de Cumprimento do Cronograma Custo – Índice de Cumprimento do Custo Qualidade – Índice de conformidades no produto/projeto.
  11. 11. Etapas de Implementação  Fase I Definir os objetivos de curto e longo prazo; Verificar qual o modelo de maturidade da empresa; Reuniões com as partes interessadas; Determinar as funções de todos os membros da equipe e definir uma estratégia de comunicação.  Fase II Catalogar os projetos existentes; Treinamento para as equipes do projeto; Estabelecimento de um Fluxo de Trabalho; Elaboração de modelos e padrões.
  12. 12. Etapas de Implementação  Fase III Desenvolvimento de um programa contínuo de treinamento; Desenvolver relatórios e métricas detalhadas; Implantação de ferramentas; Gerenciamento estratégico de portfólio; Planejamento das Mudanças organizacionais.  Fase IV Processo de manutenção do escritório de projetos. Trabalhos alinhados a melhoria continua e lições aprendidas.
  13. 13. Objetivos do Planejamento Estratégico  Aliança por um LISARB mais justo 100% dos lisarbeanos querem um jeito melhor de fazer as coisas, de cuidar do país, de uma justiça pública mais ágil.  Política cidadã baseada em princípios e valores É preciso uma nova prática no modo de fazer política do país, ouvir as opiniões das pessoas em todas as partes geográficas que queiram participar para colocar em prática seus princípios e valores.  Educação para a sociedade do conhecimento Para estabelecer uma ponte entre o LISARB do presente e o LISARB do futuro, é imprescindível uma educação de qualidade, formadora de cidadãos comprometidos com uma vida social solidária e preparados para os desafios de uma sociedade cada vez mais demandante de informação e conhecimento.  Economia para uma sociedade sustentável O desenvolvimento na economia sustentável tem que ser compatível com a absorção de novas tecnologias de baixo carbono e o aumento contínuo da qualidade de vida para todos lisarbeanos.
  14. 14. Objetivos do Planejamento Estratégico  Proteção social Olhar a proteção social, saúde e previdência como um conjunto de políticas públicas integradas e complementares. A reconstrução das redes de proteção social é um passo necessário para orientar um conjunto de valores que afirmam a nova cultura social da sustentabilidade. O combate as drogas e outras práticas que degradem os lisarbeanos também entram nesse item.  Qualidade de vida e segurança para todos os LISARBeanos Cidades sustentáveis e democráticas fazem parte dos grandes desafios do século 21, onde a garantia de mobilidade e direito à cidade para todos os seus habitantes, a valorização da diversidade sociocultural e a busca de padrões sustentáveis para uso dos recursos naturais devem ser valores centrais.  Cultura e fortalecimento da diversidade Promover a diversidade na centralidade das políticas públicas é investir no aprofundamento da democracia e na sustentabilidade do LISARB.  Política externa para o século 21 A política externa lisarbeana deverá ser pautada por princípios fundamentais, como a manutenção e a promoção da paz, que devem ser defendidos e respeitados nas relações internacionais.  Combate a corrupção Tomar atitudes práticas em todos os setores sociais e orgânicos do país para o extermínio de qualquer prática ou ato ilícito envolvendo a corrupção.
  15. 15. Projetos e Programas recomendados Projetos Alexandria Democracia Já! Educação Para Todos Liga da Justiça Cultura Sustentável Bem vindos Cubanos! Academia para TODOS Tecno Lisarb Sociedade Sigma PolíticaSec Maria Política Promoção da Paz Educasol Tropa Social PAE Lisarb com Saúde Valorizei Social e Orgânico Zero Alcapone Lisarb mais Justo Best Way Conan Lampião Passando o Rodo Guardiões da Sustentabilidade Política 21 ONU Conection Mortal Combat Corrupção Zero Vida Mais Diversidade Total Exterminador de Corruptos Sustentabilidade StrongSegurança Armada = Dade Politicagem
  16. 16. Critérios de Avaliação Projetos Portfólio  Com base nos seguintes critérios foram avaliados e ranqueados todos os projetos do Portfólio. Critério Peso Modelo de Avaliação 0 5 10 Número de Pessoas impactadas pelo Projeto. Obs.: Quanto maior melhor 30 <10% população >60% população Projetos com baixo custo de implementação. Utilizando recursos já existentes no país. 20 R$ 1000,00 / pessoa impactada R$ 100,00 / pessoa impactada Projetos que geram inovação destacando o país. 20 0 ≥ 2 Projetos realizados em parceria entre país e instituições privadas. 10 <3% ≥ 30% Projeto com maior retorno financeiro (TIR). 10 <1 ≥ 1,5 Marketing 10 < 40 % ≥ 80%
  17. 17. Critérios de Avaliação Projetos Portfólio  Com base nas notas em cada critério e pesos para cada critério, a lista dos 10 primeiros projetos é a seguinte: Projeto Média Categoria Orçamento Duração Cultura Sustentável 7,5 Educação Grande Média Sociedade Sigma 7,5 Educação Grande Grande Valorizei 7 Educação Pequeno Média Educasol 7 Educação Médio Média Alexandria 7 Educação Grande Grande Guardiões da Sustentabilidade 7 Educação Pequeno Média Best Way 7 Saúde Médio Grande Sustentabilidade Strong 6,5 Justiça Médio Pequena Democracia Já! 6,5 Inclusão Social Pequeno Pequena Corrupção Zero 6,5 Justiça Médio Grande
  18. 18. Balanceamento do Portfólio  Após a classificação de todos os projetos do portfólio, utilizando uma ferramenta como o gráfico de bolhas, é possível verificar se o Portfólio da organização está balanceado e se o mesmo atende todas as áreas estratégicas que a organização gostaria de atingir. R$- R$2.000.000,00 R$4.000.000,00 R$6.000.000,00 R$8.000.000,00 R$10.000.000,00 R$12.000.000,00 R$14.000.000,00 R$16.000.000,00 R$18.000.000,00 0 1 2 3 4 5 6 Gráfico de Bolhas - Gerenciamento de Portfólio Educação Saúde Justiça Inclusão Social
  19. 19. Balanceamento do Portfólio  Analisando o gráfico de bolhas é possível visualizar um desbalanceamento no portfólio de projetos conforme os critérios adotados pela empresa. Isto porque a maioria dos projetos se encontram na área da Educação, e ainda áreas estratégicas como Inovação não aparecem no portfólio de projetos selecionados pelos critérios de avaliação atual.  Neste caso, foi recomendado para o cliente a reavaliação dos critérios, e em caso de que os mesmos não fossem alterados, que o critério de seleção adotado por exemplo, poderia ser os dois melhores projetos de cada área estratégica, a fim da organização possuir um portfólio de projetos que atenda todas as áreas estratégicas de interesse.

×