VOLUME MORTO -
NUNCA MAIS
TRABALHO APRESENTADO PARA A DISCIPLINA GESTÃO DE
PROJETOS
TURMA : MSP01511-TEGE-T32 - SÃO PAULO
...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
ALEXANDRE LEITE
CUNHA
DIRETORIA :
SANDRA VALENTE
ELIANE SANTOS
SAMPAIO
JULIANA SANTANA
MORAES
RA...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
QUEM SOMOS :
SOMOS UMA EMPRESA QUE IMPORTARÁ UMA TECNOLOGIA AMPLAMENTE DESENVOLVIDA NO EXTERIOR ...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
DEFINIÇÕES INICIAIS :
JUSTIFICATIVA: A EMPRESA “VOLUME MORTO NUNCA MAIS” NASCEU COM O OBJETIVO D...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
STAKEHOLDERS :
Nº STAKEHOLDERS :
POSITIVO /
NEGATIVO OU
NEUTRO
REQUISITOS (TEMPO / CUSTO OU RISC...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
INICIAÇÃO:
DECLARAÇÃO DO ESCOPO
• IMPORTAR PRODUTO E PROCESSO DE INSTALAÇÃO DA EMPRESA GRAF DA
A...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
Volume Morto Nunca
Mais
Descrição do Projeto
Justificativa do
projeto
Identificação dos
Stakehol...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
WBS:
VOLUME MORTO
NUNCA MAIS
VIABILIDADE CONCEITUAÇÃO DESENVOLVIMENTO IMPLEMENTAÇÃO
REALIZAR
PES...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
FASE PACOTE ENTREGÁVEIS
CRITÉRIO
VALIDAÇÃO
CRITÉRIO
ACEITAÇÃO
VIABILIDADE
- RELATÓRIO DE VIABILI...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
FASE PACOTE ENTREGÁVEIS
CRITÉRIO
VALIDAÇÃO
CRITÉRIO
ACEITAÇÃO
CONCEITUAÇÃO - PROTÓTIPO DO PROJET...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
FASE PACOTE ENTREGÁVEIS
CRITÉRIO
VALIDAÇÃO
CRITÉRIO
ACEITAÇÃO
DESENVOLVIMENTO -
PRODUTO PRONTO P...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
FASE PACOTE ENTREGÁVEIS
CRITÉRIO
VALIDAÇÃO
CRITÉRIO
ACEITAÇÃO
IMPLEMENTAÇÃO - PRODUTO NO MERCADO...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
CLASSIFICAÇÃO DOS RISCOS:
Muito
provável
Provável
Possível
Remota
Baixo Médio Alto Crítico
Risco...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
RESPOSTA PARA OS RISCOS:
• RISCO CAMBIAL
TODOS OS EQUIPAMENTOS SÃO IMPORTADOS
RESP.: EXPORTAR OU...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
COMO PLANEJAR:
Stakeholders
Requisitos
Decompor em
fases
Decompor em
pacotes
Planejar
Comunicaçã...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
Pacotes de
Trabalho
Make Identificar
veículos de
divulgação
Estruturar
apresentação
Estabelecer
...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
CC/CCRONO/CE/CA/CR/CQ
Análise dos indicadores de
qualidade
CCO CESH
COMO COMTROLAR / MONITORAR:
...
VOLUME MORTO - NUNCA MAIS
Volume Morto Nunca
Mais
Encerrar contratos
com fornecedores
Entrega da fases
validadas e aceitas...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Volume Morto Nunca Mais

413 visualizações

Publicada em

Titulo: Volume Morto Nunca Mais
Alunos:Alexandre Leite Cunha,Eliane Santos Sampaio,juliana santana moraes,Rafael Valentini,RAUL JOSÉ DE BRITO MACHADO,Sandra da Silva Valente,
Cidade: Paulista
Disciplina: Fundamentos
Turma: GEMP32
Data:29-02-2016
Hora:02:29
Comentarios:
Publico até ápos a correção

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Volume Morto Nunca Mais

  1. 1. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS TRABALHO APRESENTADO PARA A DISCIPLINA GESTÃO DE PROJETOS TURMA : MSP01511-TEGE-T32 - SÃO PAULO PROFESSOR: MARCO ANTONIO COGHI
  2. 2. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS ALEXANDRE LEITE CUNHA DIRETORIA : SANDRA VALENTE ELIANE SANTOS SAMPAIO JULIANA SANTANA MORAES RAUL BRITO RAFAEL VALENTINI
  3. 3. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS QUEM SOMOS : SOMOS UMA EMPRESA QUE IMPORTARÁ UMA TECNOLOGIA AMPLAMENTE DESENVOLVIDA NO EXTERIOR (ONDE A ÁGUA É ESCASSA) PARA IMPLANTAÇÃO NO BRASIL. A OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SURGIU A PARTIR DA CRISE NO ABASTECIMENTO DA POPULAÇÃO EM VÁRIOS CENTROS URBANOS, GERADO PELA EXPANSÃO DAS CIDADES SEM O PLANEJAMENTO ADEQUADO. PORTFÓLIO: PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO DO LANÇAMENTOPROJETO DE IMPORTAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PROJETO DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES NO EXTERIOR PROGRAMA 1 PROJETO DE IMPLANTAÇÃO NO CLIENTE PROJETO DE LEGALIZAÇÃO NO BRASIL PROJETO DE MARKETING PROJETO DE REVISÃO DA TECNOLOGIA PROJETO DE VENDAS GOVERNAMENTAIS PROGRAMA 2 * EM VERMELHO O PROJETO ESCOLHIDO PELO GRUPO PARA DESENVOLVIMENTO NESTE TRABALHO QUE RESULTARÁ NA ESTRÁTÉGIA DE IMPLANTAÇÃO ( PRODUTO = ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO)
  4. 4. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS DEFINIÇÕES INICIAIS : JUSTIFICATIVA: A EMPRESA “VOLUME MORTO NUNCA MAIS” NASCEU COM O OBJETIVO DE PREENCHER A LACUNA DE MERCADO QUE SE ABRIU NO MOMENTO QUE OS RESERVATÓRIOS QUE ATENDEM A MAIOR METRÓPOLE BRASILEIRA (SÃO PAULO) MOSTROU-SE INCAPAZ DE FORNECER ÁGUA POTÁVEL A SEUS HABITANTES. ESSA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO TRARÁ AO USUÁRIO A POSSIBILIDADE DE OBTER ÁGUA PARA FINS ESPECÍFICOS, ATRAVÉS DA CONTENÇÃO DA ÁGUA DE CHUVA EM CISTERNAS, QUE DIMINUIRÃO O CONSUMO CONSEQUENTEMENTE SEU CUSTO COM ESTE INSUMO, QUE SOFREU REAJUSTE DIRETO DE MAIS DE 23% EM APENAS UM ANO. OBJETIVO S.M.A.R.T. : OFERECER UM SISTEMA DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA PARA 10% DOS NOVOS EMPREENDIMENTOS NA REGIÃO METROPOLITANTA DE SÃO PAULO NOS PRÓXIMOS 2 ANOS JÁ A PARTIR DO SEGUNDO SEMESTRE DE 2016.
  5. 5. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS STAKEHOLDERS : Nº STAKEHOLDERS : POSITIVO / NEGATIVO OU NEUTRO REQUISITOS (TEMPO / CUSTO OU RISCO) : 1 EQUIPE DO PROJETO POSITIVO RECEBER TREINAMENTO ADEQUADO DO PRODUTO 2 FORNECEDOR (EQUIPEMENTO) POSITIVO VENDER MAIS QUE 10 UNIDADES ANUALMENTE 3 CONSTRUTORAS POSITIVO TEMPO DE IMPLANTAÇÃO EM ATÉ 6 MESES 4 CONCESSIONÁRIA DE ÁGUA NEGATIVO RISCO DE PERDER ARRECADAÇÃO 5 CONSUMIDOR INDIRETO NEUTRO PAGAR MENOS PELA ÁGUA 6 AMBIENTALISTAS POSITIVO DIMINUIR CONSUMO DE ÁGUA DAS REPRESAS 7 ÓRGÃOS REGULADORES NEUTRO RESPEITAR NORMAS SANITÁRIAS 8 DIRETORIA POSITIVO TER “PAY BACK” MENOR QUE 24 MESES 9 IMPORTADORES POSITIVO MANTER A QUANTIDADE MÉDIA DE IMPORTAÇÕES ANUAIS 10 CONCORRENTES NEGATIVO CRIAÇÃO DE TECNOLOGIA MAIS BARATA (CONCORRENTE)
  6. 6. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS INICIAÇÃO: DECLARAÇÃO DO ESCOPO • IMPORTAR PRODUTO E PROCESSO DE INSTALAÇÃO DA EMPRESA GRAF DA ALEMANHA; • AVALIAR FORMA DE INSTALAÇÃO DAS CISTERNAS EM RELAÇÃO ÀS REGULAÇÕES INTERNAS DO BRASIL; • CAPACITAR EQUIPE DE INSTALAÇÃO DAS CISTERNAS; • DIVULGAR PRODUTO PARA CONSTRUTORAS NÃO ESCOPO • O PRODUTO NÃO SERÁ DISTRIBUÍDO PARA PESSOAS FÍSICAS OU LOJAS DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO • OTIMIZAÇÕES NAS CISTERNAS PREMISSAS • REDUÇÃO DO CUSTO COM CONTAS DE AGUA DO CONDOMINIO • REDUÇÃO DO RISCO DE FALTA DE AGUA • VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL
  7. 7. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS Volume Morto Nunca Mais Descrição do Projeto Justificativa do projeto Identificação dos Stakeholders Objetivo SMART Cronograma macro Orçamento estimado Aprovação do termo de abertura do projeto Identificação de Riscos COMO INICIAR: Desejos e requisitos dos Stakeholders Aprovado? TAP Sim Não
  8. 8. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS WBS: VOLUME MORTO NUNCA MAIS VIABILIDADE CONCEITUAÇÃO DESENVOLVIMENTO IMPLEMENTAÇÃO REALIZAR PESQUISA ESTUDAR MANUAL ANALISAR LEGISLAÇÃO AVALIAR SUGESTÕES GERAR CONCLUSÃO GERAR MANUAL DE INSTALAÇÃO ELABORAR TREINAMENTO CONTRATAR EQUIPE LEGALIZAR O PRODUTO ESCOLHA DE ESPAÇO PARA SHOWROOM M – Pacote Make TREINAR EQUIPE IMPORTAR UM PRODUTO PLANEJAR APRESENTAÇÃO ELABORAR PROPAGANDAS IDENTIFICAR CONSTRUÇÕES APRESENTAR PRODUTO DIVULGAR EM MÍDIAS VENDER O 1º PRODUTO BUSCAR FEEDBACK DO CLIENTE ACOMPANHAR O PAY BACK B – Pacote Buy M B M M M B B B B B B B B M M M M MM M
  9. 9. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS FASE PACOTE ENTREGÁVEIS CRITÉRIO VALIDAÇÃO CRITÉRIO ACEITAÇÃO VIABILIDADE - RELATÓRIO DE VIABILIDADE JUSTIFICATIVA DA CONCLUSÃO DETALHADA NOS ITENS LEGAL, VISÃO DO CLIENTE E TÉCNICA TER A CONCLUSÃO DE VIABILIDADE COM A JUSTIFICATIVA VIABILIDADE REALIZAR PESQUISA RELATÓRIO COM PESQUISA DE MERCADO DE CISTERNAS PARA NOVOS EMPREENDIMENTOS 100% DAS QUESTÕES RESPONDIDAS RESPOSTAS RELACIONADAS A EMPRESA QUE RESPONDEU ESTUDAR MANUAL RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO MANUAL O RESUMO DEVE ESTAR TÉCNICO E EM PORTUGUÊS O RESUMO CONTER TODOS OS PASSOS PARA INSTALAÇÃO DO PRODUTO ANALISAR LEGISLAÇÃO LISTA DE REQUISITOS QUE DEVEM SER SEGUIDOS PARA INSTALAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO PRODUTO OS REQUISITOS DEVEM ESTAR RELACIONADOS ÀS LEIS E NORMAS A LISTA DEVE ESTAR NA EMPRESA ANTES DA GERAÇÃO DO MANUAL AVALIAR SUGESTÕES RELATÓRIO COM SUGESTÕES DE FUNCIONÁRIOS E CLIENTES DA EMPRESA TER TODAS AS SUGESTÕES RELACIONADAS AO ASSUNTO E ESCRITAS EM PORTUGUÊS TER MAIS DE 20 SUGESTÕES GERAR CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DA VIABILIDADE JUSTIFICATIVA DA CONCLUSÃO DETALHADA NOS ITENS LEGAL, VISÃO DO CLIENTE E TÉCNICA TER A CONCLUSÃO DE VIABILIDADE COM A JUSTIFICATIVA ENTREGÁVEIS:
  10. 10. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS FASE PACOTE ENTREGÁVEIS CRITÉRIO VALIDAÇÃO CRITÉRIO ACEITAÇÃO CONCEITUAÇÃO - PROTÓTIPO DO PROJETO AS VALIDAÇÕES DOS PACOTES DEVEM TER SUCESSO AS ACEITAÇÕES DEVEM ESTAR TODAS VÁLIDAS CONCEITUAÇÃO GERAR MANUAL DE INSTALAÇÃO PROTÓTIPO DO MANUAL DE INSTALAÇÃO SUCESSO SIMULAÇÃO DE INSTALAÇÃO DO PRODUTO UTILIZANDO O MANUAL MANUAL VALIDADO EM ÓRGÃO REGULADOR ELABORAR TREINAMENTO DESCRIÇÃO DE CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS PARA EQUIPE DE INSTALAÇÃO APRESENTAÇÃO E APOSTILAS CONTENDO TODOS OS REQUISITOS DO MANUAL FÁCIL ENTENDIMENTO PARA PESSOAS DA ÁREA CONTRATAR EQUIPE RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS CONTRATADOS A RELAÇÃO DEVE CONTER NOME, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA DE CADA FUNCIONÁRIO O FUNCIONÁRIO DEVE TER NO MÍNIMO 2 ANOS DE EXPERIENCIA NA ÁREA LEGALIZAR PRODUTO RELATÓRIO DE REGISTRO EM ÓRGÃOS NORMATIVOS TER O NÚMERO DE REGISTRO NOS ÓRGÃO REGULADORES RECEBER VALIDAÇÃO DO REGISTRO DO COMPLIANCE DA EMPRESA ESCOLHA DE ESPAÇO PARA OSHOWROOM CONTRATO DE ESPAÇO PARA SHOWROOM ASSINADO O ESPAÇO DEVE CABER O PRODUTO E SER EM UM LOCAL COMERCIAL O CONTRATO DEVE SER DE 2 ANOS E O VALOR DO ALUGUEL NÃO DEVE ULTRAPASSAR O ORÇAMENTO ENTREGÁVEIS:
  11. 11. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS FASE PACOTE ENTREGÁVEIS CRITÉRIO VALIDAÇÃO CRITÉRIO ACEITAÇÃO DESENVOLVIMENTO - PRODUTO PRONTO PARA DIVULGAR AS VALIDAÇÕES DOS PACOTES DEVEM TER SUCESSO AS ACEITAÇÕES DEVEM ESTAR TODAS VÁLIDAS DESENVOLVIMENTO TREINAR EQUIPE CONCLUSÃO DO TREINAMENTO AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DOS TREINANDOS FUNCIONÁRIOS COM CONHECIMENTO SUFICIENTE PARA INTALAÇÃO DO PRODUTO IMPORTAR UM PRODUTO DOCUMENTO FISCAL DO PRODUTO IMPORTADO VERIFICAR O PRODUTO NA IMPORTADORA O PRODUTO DEVE ESTAR ÍNTEGRO PLANEJAR APRESENTAÇÃO ENTREGA DE MODELO DE APRESENTAÇÃO A APRESENTAÇÃO DEVE SER FEITA PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA A APRESENTAÇÃO DEVE PRENDER A ATENÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS, GERANDO COMENTÁRIOS E DÚVIDAS ELABORAR PROPAGANDA PROPAGANDAS FINALIZADAS VALIDAR AS MÍDIAS E O CONTEÚDO PROPAGANDA EM REVISTAS DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO E INTERNET SEM CRITÉRIOS TÉCNICOS DO PRODUTO IDENTIFICAR CONSTRUÇÕES LISTA DE EMPREENDIMENTOS PROSPECTS A LISTA DEVE CONTER A LOCALIZAÇÃO E O TAMANHO DO EMPREENDIMENTO OS EMPREENDIMENTOS DEVEM SER NA GRANDE SÃO PAULO ENTREGÁVEIS:
  12. 12. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS FASE PACOTE ENTREGÁVEIS CRITÉRIO VALIDAÇÃO CRITÉRIO ACEITAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO - PRODUTO NO MERCADO ACEITAÇÃO DOS CLIENTES PRODUTO 50% ACEITO NO MERCADO IMPLEMENTAÇÃO APRESENTAR PRODUTO PRODUTO APRESENTADO EM EVENTO QUANTIDADE DE CLIENTES PRESENTES NO EVENTO TER MAIS DE 75% DOS CONVIDADOS. DIVULGAR EM MÍDIAS PROPAGANDAS DO PRODUTO CIRCULANDO NA MÍDIA FEEDBACK NO SITE E QUANTIDADE DE VISUALIZAÇÕES NA INTERNET 75% DE FEEDBACKS POSITIVOS E MAIS DE 1000 VISUALIZAÇÕES NA INTERNET VENDER O 1º PRODUTO PRIMEIRA VENDA REALIZADA. TER A LISTA DE BENEFICIOS IDENTIFICADA PELO CLIENTE COMPRADOR ESSA LISTA DEVE ESTAR NA DIRETORIA 2 DIAS APÓS O EVENTO BUSCAR FEEDBACK DE CLIENTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE FINALIZADA QUANTIDADE DE PESQUISA CLIENTES PROSPECTS RESPONDIDA 80% DOS CLIENTES PROSPECTS COM A PESQUISA RESPONDIDA ACOMPANHAR PAYBACK RELATÓRIO FINANCEIRO SEMANAL SOBRE O PRODUTO POR 3 MESES AS INFORMAÇÕES FINANCEIRAS DEVEM CONTER NO RELATÓRIO TER O RELATÓRIO COM VALORES E DATAS DE DÉBITO DOS VALORES ENTREGÁVEIS:
  13. 13. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS CLASSIFICAÇÃO DOS RISCOS: Muito provável Provável Possível Remota Baixo Médio Alto Crítico Risco Cambial Riscos Governamentais Restrição de Mercado Restrição de Financiamento Risco de Mão de Obra
  14. 14. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS RESPOSTA PARA OS RISCOS: • RISCO CAMBIAL TODOS OS EQUIPAMENTOS SÃO IMPORTADOS RESP.: EXPORTAR OUTROS PRODUTOS PARA PASSAR A NEGOCIAR COM A MESMA MOEDA • RISCOS GOVERNAMENTAIS CRISE HÍDRICA RESOLVIDA POR AÇÃO GOVERNAMENTAL RESP.: SEM PLANO • RESTRIÇÃO DE MERCADO CUSTO MAIS ELEVADO QUE O DA CONCORRÊNCIA RESP.: MANTER A DIVULGAÇÃO DO PRODUTO, DEIXANDO EM EVIDENCIA O DIFERENCIAL DO PRODUTO RESTRIÇÃO DE FINANCIAMENTO CUSTO DE FINANCIAMENTO INTERNO ELEVAR-SE. RESP.: REVER BENEFÍCIO DO PROJETO. RISCO DE MÃO DE OBRA MÃO DE OBRA POUCO QUALIFICADA PARA INSTALAÇÃO. RESP.: TREINAMENTO QUALIFICADO
  15. 15. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS COMO PLANEJAR: Stakeholders Requisitos Decompor em fases Decompor em pacotes Planejar Comunicação Critérios de Aceitação Critérios de Validação Planejar Riscos Lista de Atividades Plano RH Plano de Aquisição WBS do contrato WBS Make ou Buy?Riscos Restrições Premissas Fora do Escopo Escopo Riscos Restrições Premissas Fora do Escopo Escopo Make Buy
  16. 16. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS Pacotes de Trabalho Make Identificar veículos de divulgação Estruturar apresentação Estabelecer local físico Convidar envolvidos MEP Identificar veículos de divulgação Estruturar apresentação Estabelecer local físico (Show Room) Convidar envolvidos CDA Mapear competências Liberação e acordo RH Formação da equipe Estabelecer indicadores DEP PGP Aprovado Avaliação das competências GEP Indicadores de Qualidade RGQ Painel de comunicação GCO Reunião de follow up das tarefas GESH Entrega Terminada Pacotes de Trabalho Buy COMO EXECUTAR:
  17. 17. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS CC/CCRONO/CE/CA/CR/CQ Análise dos indicadores de qualidade CCO CESH COMO COMTROLAR / MONITORAR: Quantificar o número de clientes que efetivaram o pedido da solução Avaliar relatório de mídia (número de matérias publicadas nos veículos de abrangência local e nacional) Analisar resultados da pesquisa realizada com convidados do evento de lançamento da solução Verificar o atingimento da meta de participantes no evento (número de pessoas e qualidade do público presente Identificar o número de clientes potenciais que demonstraram interesse pelo produto Volume Morto Nunca Mais Entrega terminada Ata das reuniões de fallow up Divulgação semanal do painel de comunicação
  18. 18. VOLUME MORTO - NUNCA MAIS Volume Morto Nunca Mais Encerrar contratos com fornecedores Entrega da fases validadas e aceitas (Termo de Aceite) Comunicação aos Stakeholders Termo de recebimento COMO ENCERRAR: Entrega do produto Final Desmobilizar equipe de projetos Projeto encerrado

×