Projetizar Consultoria - Implantação PMO Lisarb

219 visualizações

Publicada em

Titulo: Projetizar Consultoria - Implantação PMO Lisarb
Alunos:Blenda Emília Carvalho Mendonça,Carlos Eduardo dos Santos Coelho,MARIA DO CARMO BARBOSA DA SILVA,Saulo Lopes da Silva,Valdilene de Freitas Pereira,
Cidade: São Luiz
Disciplina: PMO
Turma: GP20
Data:13-10-2014
Hora:20:21
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
219
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projetizar Consultoria - Implantação PMO Lisarb

  1. 1.  Turma: GP20 – São Luís - MA  Blenda Emilia  Carlos Coelho  Maria do Carmo  Saulo Lopes da Silva  Valdilene de Freitas Pereira
  2. 2.  A Projetizar Assessoria e Consultoria de Projeto é uma empresa nacional com 15 anos atuando no mercado de assessoria e consultoria em gerenciamento de projetos, portfólios, planejamentos estratégicos de projetos e implementação de PMO (Project Management Office).   Possui uma equipe de profissionais experientes, competentes e especializados nas mais diversas áreas inseridas em gerenciamento de projetos e portfólios.
  3. 3.  Trata-se de uma proposta solicitada pelo cliente - país de nome LISARB – através do seu representante legal, conforme objetivos abaixo:   Objetivos:  Fornecer ao governo do país uma consultoria de identificação dos projetos existentes de acordo com seu Planejamento Estratégico, verificação de nível de maturidade desses projetos, de forma a propor a otimização desses projetos e/ou implementação de novos projetos para promover a eficiência dos índices de desenvolvimento do pais e consequentemente melhoria da qualidade de vida de sua população de maneira suficiente e auto-sustentável;   Apresentar portfólio fins de definição dos principais projetos que deverão ser desenvolvidos pelo país, em quais setores deverão ser investidos, de que forma e em que momento deverão ser implementados.
  4. 4.  O Planejamento Estratégico do Pais é fundamentado em nove objetivos principais: 1. Aliança por um Lisarb mais justo; 2. Política cidadã baseada em princípios e valores; 3. Educação para a sociedade do conhecimento; 4. Economia para uma sociedade sustentável; 5. Proteção social; 6. Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos; 7. Cultura e fortalecimento da diversidade; 8. Política externa para o século XXI; 9. Combate a corrupção;
  5. 5.  A empresa de consultoria PROJETIZAR após aplicação de questionário de maturidade cujos dados foram fornecidos pelo cliente – LISARB- verificou que o nível de maturidade (medida do estágio evolutivo das práticas de projeto) do país é de nível 02, ou seja, o gerenciamento de projeto sustenta-se de conhecimento básico, onde segundo Prado –MMGP (Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetoa), possui as seguintes características:  Apesar dos investimentos constante em treinamento e softwares em GP, os “fracassos” são persistentes;  Iniciativas isoladas de padronização em gerenciamento de projeto;  Necessidade de efetuar planejamento e controle padronizado/metodologia;
  6. 6.  Dados dos resultados apurados do Questionário de Maturidade: Total de Pontos Classificação Nível de maturidade aproximado 69 Entre 41 e 80 pontos Nível 2
  7. 7.  Principais benefícios:  Centralização dos projetos existentes – ou seja, identificar necessidades/carências de projetos, planejamento, acompanhamento e controle desses projetos;  Estabelecer uma metodologia/padronização para o gerenciamento de projetos, de forma a promover a unificação, transferência de conhecimentos, históricos/banco de dados e manter o acompanhamento dos processos em busca da melhoria contínua em projetos, alinhados com o Planejamento Estratégico do País.  Ter uma fonte de informações palpáveis, reais dos projetos desenvolvidos e a desenvolver de forma a subsidiar as tomadas de decisões da alta administração;  Ter uma ferramenta de contribuição eficiente e eficaz para buscar o bem estar social, econômico e político do País;  Ter em seu PMO uma equipe de profissionais qualificada, atualizada, com visão holística do País de forma a apresentar possíveis soluções dos seus problemas;
  8. 8.  A Projetizar entende que o nível hierárquico do PMO que possa atender LISARB é a Hierarquia 3, por ter visão estratégica amplificada, globalizada, holística do país. Dessa forma manterá os projetos existentes em sintonia entre si, mantendo a dinâmica dos processos, a sua otimização, sem dispersões, ou seja, sendo administrados conjuntamente, dentro da padronização estabelecida, bem como em conformidade com o Planejamento Estratégico da Nação.
  9. 9.  Considerando que LISARB tem a necessidade de contratar uma empresa de consultoria que melhor apresente um portfólio em gerenciamento de projetos com vistas a proporcionar melhores condições de vida a sua população e para isso tem como objetivos fundamentais a implantação de um sistema de governabilidade que atinja todos os seus stakeholders como autoridades políticas, financeiras, a própria população, especialistas, investidores e implementar melhorias em todos os seus segmentos como gestão pública, financeira e social, segurança, educação e cultura a função do PMO mais adequada se baseia na INTEGRAÇÃO COM O NEGÓCIO tendo em vistas a amplitude esta função, pois considera as ações voltadas para políticas, gerência de portfólios e de clientes, interfaces funcionais e sobretudo a melhoria continua dos projetos.
  10. 10.  A princípio, a PROJETIZAR defende que o modelo mais adequado é a TORRE DE CONTROLE por conhecer o seu nível de maturidade, bem como dispor de informações obtidas com o questionário de maturidade cujas informações fornecidas demonstra de modo geral a realidade atual de LISARB em gerenciamento de projetos. Daí, surgir a necessidade de implementar uma base, espécie de matriz, célula-mãe, com as diretrizes definidas e padrões estabelecidos, e em conjunto com a estação metereológica e pool de recursos polarizar as ações, disseminar as informações e identificar as carências, emergências, fins de aplicar as boas práticas anteriormente definidas para melhor desempenho e desenvolvimento do Gerenciamento de Projetos no País. E ainda, esta função tem a finalidade de monitoramento e controle realizada através de auditoria, análise, mitigação e eliminação de riscos.
  11. 11.  As métricas são os indicadores de sucesso das boas práticas aplicadas no Gerenciamento de Projeto. As métricas adotadas são baseadas principalmente nos indicadores da tríplice restrição sobre os projetos:  CUSTO – Monitoramento e acompanhamento dos custos do projeto de forma a cumprir os recursos do orçamento de LISARB;  PRAZO – Acompanhar as ações planejadas e se as entregas dos projetos foram entregues no prazo estipulado.  RISCO – Acompanhar e avaliar os riscos dos projetos de forma que as ações corretivas sejam realizadas no prazo, com menor esforço possível.  GRAU DE COMPLEXIDADE – Verificar o grau de complexidade dos projetos de forma a estabelecer prazos, custos e riscos proporcionais e em consonância com a natureza dos diversos projetos.  IMPACTO SOCIAL – Medir com ferramentas específicas o impacto social com a implementação dos diversos projetos.
  12. 12.  Fase I  Reunião com os stakeholders;  Identificar de pessoal com suas respectivas funções;  Definir metas e objetivos;  Elaboração do Plano de Comunicação.  Fase II  Treinamento para as equipes de projetos;  Identificação e implementação ferramentas e tecnologias;  Estebelecimento dos modelos e padrões de trabalho; 
  13. 13.  Fase III  Desenvolvimento de um programa definitivo de treinamento;  Gerenciamento estratégico de porfólio;  Gerenciamento de recursos;  Planejamento de mudanças organizacionais e de transição.  Fase IV  Processo de melhoria contínua alinhado com o planejamento estratégico da empresa. 
  14. 14.  LIVRO A TODOS  ATITUDE JOVEM  CORRUPÇÃO ZERO
  15. 15.  A categorização dos projetos consiste no agrupamento de projetos de natureza semelhantes, que fazem parte por suas características afins de um grupo maior – uma categoria de projetos. Os projetos identificados pela PROJETIZAR estão categorizados da seguinte forma:
  16. 16. MELHORIA E EFICÁCIA MELHORIA DE PROCESSOS SATISFAÇÃO SOCIAL Corrupção Zero Livros a Todos Atitude Jovem
  17. 17.  A avaliação dos projetos do portfólio consiste na coleta de informações de cada projeto, utilizando os critérios adotados, que neste caso, são cinco critérios: Custo, Prazo, Risco, Complexidade e Impacto Social, com notas variando de 0 a 10 para cada projeto.
  18. 18. CRITÉRIOS PESO NOTA 0 5 10 CUSTO 40% Maior que 100 Milhões Entre 10 e 100 milhões Menor que 10 Milhões TEMPO 20% Maior que 10 anos Entre 05 e 10 anos Menor que 05 anos RISCO 30% Maior que 60% Entre 20% e 60% do projeto. Menor que 20% COMPLEXIDADE 5% Maior que 10 mil documentos Entre 5.000 e 10.000 documentos Menor que 5.000 documentos IMPACTO SOCIAL 5% Menor que 20% da população. Entre 20% e 80% da população Maior que 80% da população.
  19. 19.  Para seleção dos projetos de portfólio deve-se partir do caráter eliminatório de pontuação mínima desejável, determinada no Planejamento Estratégico.  Adota-se por convenção os projetos aprovados deverão atingir pontuação maior que 500 pontos. Caso seja menor, será eliminado automaticamente.
  20. 20. CRITERIOS PESO CORRUPÇÃO ZERO LIVRO A TODOS ATITUDE JOVEM ESTIM NOTA MEDIA ESTIM NOTA MEDIA ESTIM NOTA MEDIA CUSTO 40 60 MI 5 200 4 MI 10 400 4 MI 10 400 PRAZO 20 5 anos 10 200 3 anos 10 200 3 anos 10 200 RISCO 30 50% 5 150 10% 10 300 40% 5 150 COMPLEXI - DADE 5 10.000 docs 0 0 1.500 docs 10 50 1.000 docs 10 50 IMPACTO SOCIAL 5 80% 10 50 50% 5 25 70% 5 25 TOTAIS 100 600 975 825
  21. 21.  A priorização consiste na ordem de implementação dos projetos depois de identificados, avaliados e selecionados, conforme métricas utilizadas e ponderadas. Ordem de pontuação numérica decrescente, conforme abaixo: CLASSIFICAÇÃO PROJETO MEDIA FINAL SITUAÇÃO Prioridade 1 Livro a Todos 975 Aprovado Prioridade 2 Atitude Jovem 825 Aprovado Prioridade 3 Corrupção Zero 600 Aprovado
  22. 22. 10 09 08 07 06 05 04 03 02 01 ano Melhoria e Eficácia Melhoria de Processos Satisfação Social
  23. 23.  Legendas: Gráfico de bolhas  Eixo X – categorias  Eixo Y – prazo. LEGENDAS CUSTOS PROJETOS TAMANHO DA BOLHA COR DA BOLHA Pequeno Médio Grande Verde Preto Vermelho Corrupção Zero (Combate a Corrupção) Livro a Todos (Educação social) Atitude Jovem (Proteção Social)
  24. 24.  Esta fase de realização de monitoramento e controle no Processo de Portfólio algumas ações podem ser tomadas para balanceamento do portfólio, com vistas a atingir os objetivos estabelecidos no Planejamento Estratégico:  - Reuniões com stakeholders para captação de novas idéias para implementação de projetos;  - Ter como fator crítico de sucesso a implementação de projetos cuja realização seja em curto prazo e de menor custo, risco e complexidade;

×