Projeto +Cana

558 visualizações

Publicada em

Titulo: Projeto +Cana
Alunos:Marcio Vieira da Costa,Thobias Landim,Tiago Malachias,
Cidade: Ribeirão Preto
Disciplina: Fundamentos
Turma: GP22
Data:22-02-2016
Hora:21:28
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto +Cana

  1. 1. O Grupo TMT está entre os maiores do setor sucroenergéticos do Brasil, com capacidade aproximada de moagem de 23,5 milhões de toneladas de cana. Possui quatro usinas em operação: O escritório corporativo encontra-se na capital paulista. O local reúne as áreas administrativas, financeira, jurídica, de recursos humanos e de suprimentos, além de informática, controladoria e Gestão de projetos. Quem Somos
  2. 2. Projeto +Cana Tiago M. Malachias (Diretor de Execução) Thobias Landim (Diretor Custos) Márcio Vieira da Costa (Diretor de Planejamento)
  3. 3. +CanaPortfólio 4 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 1. Programa de Aumento e Maximização de Lucros 1.1 - Projeto de expansão dos setores de destilaria e açúcar 1.2 - Projeto de ampliação do índice de automação interno 1.3 - Projeto de reestruturação no setor de logística interno e externo 1.4 - Projeto de pesquisas para diferentes variedades de cana e ciclos de colheitas reduzidos. 2. Programa Redução do Impacto Ambiental 2.1 - Projeto de manutenção preventiva em todo sistema hídrico 2.2 - Projeto de definição de critérios para elaboração de plano de gestão ambiental integrada de bacias urbanas 2.3 - Projeto de gestão e tratamento de resíduos 2.4 - Projeto alternativas para produção de hidrogênio e metano a partir da vinhaça produzida visando à geração de energia elétrica.
  4. 4. +Portfólio 5 Aumento de Maximização de Lucros Projeto 1.1 Projeto 1.2 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Projeto 1.3 Projeto 1.4 Redução do Impacto Ambiental Projeto 2.1 Projeto 2.2 Projeto 2.3 Projeto 2.4
  5. 5. 6 Fases do Projeto Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento
  6. 6. 7Trabalho de Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 INTEGRAÇÃO Desenvolver o Termo de Abertura do Projeto (TAP) STEAKHOLDERS Identificar os Steakholders. Iniciação Iniciar Planejar Executar Monitorar e Controlar Encerrar
  7. 7. Projeto: Mais Cana Justificativa: Aumento da demanda do mercado. Objetivo: Expandir a capacidade de produção da unidade em 12% nos próximos 5 anos, atendendo o mercado sucroalcooleiro , sem danos ao meio ambiente e garantindo a satisfação dos clientes e de nossos investidores. TAP - Termo de aceitação do projeto 8 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  8. 8. Steakholders 1. Clientes de Açúcar (VHP e Cristal); 2. Clientes de Álcool; 3. Investidores; 4. Gerentes de projetos; 5. Gerentes Funcionais; 6. Alta gerencia e diretoria da empresa; 7. Suprimentos; 8. Recursos Humanos; 9. Segurança; 10. Órgãos Públicos; 11. Órgãos ambientais; 12. Departamento Financeiro TAP - Termo de aceitação do projeto 9 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  9. 9. Steakholders : 1. Clientes de Açúcar (VHP e Cristal); 2. Clientes de Álcool; 3. Investidores; 4. Gerentes de projetos; 5. Gerentes Funcionais; 6. Alta gerencia e diretoria; 7. Suprimentos; 8. Recursos Humanos; 9. Segurança; 10. Órgãos Públicos; 11. Órgãos ambientais; 12. Departamento Financeiro TAP - Termo de aceitação do projeto PODER Alto Alta Gerencia Diretoria Órgãos Públicos Órgãos Ambientais Gerentes de Projetos Depto. Financeiro Segurança Recursos Humanos Baixo Clientes Gerentes Funcionais Fornecedores Suprimentos Baixo Poder INTERESSE Matriz de Poder-Interesse (Steakholders) 10 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  10. 10. Plano de Gerenciamento de Escopo 11 Projeto +Cana 1. Descrição dos processos de gerenciamento de escopo. [Aspectos do plano de gerenciamento de escopo] 2. Priorização das mudanças de escopo e respostas [Apresente e explique como as mudanças serão priorizadas - prioridade zero, 1, 2, etc.] 3. Gerenciamento das configurações [Explique o processo de gerenciamento das mudanças de escopo - fluxograma é o ideal] 4. Frequência de avaliação do escopo do projeto [Insira a frequência em que o escopo será verificado] 5. Alocação financeira das mudanças de escopo [Apresente e justifique como mudanças de escopo serão custeadas que podem não estar abordados nesse plano de projeto] 6. Administração do plano de gerenciamento de escopo 1. Responsável pelo plano [Nome e cargo do responsável pelo plano]. [Nome e cargo do suplente do responsável pelo plano]. 2. Frequência de atualização do plano de gerenciamento de escopo [Descreva a frequência de atualização do plano de gerenciamento de escopo] 7. Outros assuntos relacionados ao gerenciamento do escopo do projeto não previstos neste plano [Apresente e contextualize outros assuntos] Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  11. 11. Requisitos dos Steakholders (Produto): 1. Clientes de Açúcar (VHP e Cristal); Produto atendendo as especificações de qualidade; 2. Clientes de Álcool; Grau alcóolico dentro dos parâmetros admissíveis pelo governo; 3. Investidores; Retorno lucrativo e deverá entrar em operação dentro do prazo de 5 anos; Planejar o Gerenciamento de Escopo 12 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  12. 12. Requisitos dos Steakholders (Projeto): 1. Alta gerencia e diretoria Acompanhamento físico e financeiro semanal; Relatar quinzenalmente o avanço físico-financeiro; O projeto não poderá exceder a U$ 15 Milhões de Dólares; 2. Recursos Humanos; Deverá ser utilizado mão de obra local; 3. Órgãos Públicos ; AVCB - Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros; Fiscalização do Ministério do Trabalho; Licenciamento Ambiental da CETESB; 13 Planejar o Gerenciamento de Escopo Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  13. 13. 14 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Planejamento Iniciar Planejar Executar Monitorar e Controlar Encerrar
  14. 14. 15 WBS do Projeto Trabalho de Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  15. 15. 16 WBS do Projeto Trabalho de Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  16. 16. 17 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 WBS do Projeto - Detalhada
  17. 17. +Cana 18 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Entregáveis – Gerenciamento do Projeto Fase Pacote Criterio de validação Criterio de aceitção Declaração do Trabalho do Projeto Termo de Abertura do Projeto Aprovado Contrato Fatores ambientais da empresa Termo de Abertura do Projeto Aprovado Documentação dos requisitos Registro das partes interessadas Plano de gerenciamento dos requisitos Matriz de rastreabilidade dos requisitos Linha de base do escopo Lista das atividades Fatores ambientais da empresa Atributos das atividades Ativos de processos organizacionais Lista dos marcos Linha de base do escopo Estimativas de custos das atividades Cronograma do projeto Bases das estimativas Plano de Recursos Humanos Atualizações dos documentos do projeto Registro dos riscos Fatores ambientais da empresa Linha de Base do Escopo Plano de gerenciamento da qualidade Registro das partes interessadas Métricas da qualidade Linha de base do desempenho de custos Listas de verificação da qualidade Linha de base do cronograma Plano de melhorias no processo Registro dos riscos Atualizações dos documentos do projeto Gerenciamento de Projetos Integração Escopo Tempo Custo Qualidade
  18. 18. +Cana 19 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Entregáveis – Licenças Fase Licenças Pacote Criterio de validação Criterio de aceitção Ambientais Fatores ambientais da empresa Licenças Aprovadas Registro dos riscos Ambientais Relatorio Aprovado Relatorio de Sustentabilidade Projeto basico Ambiental Funcionamento Registro dos trabalhadores Licenças Aprovadas Plano de trabalho e expansão
  19. 19. +Cana 20 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Entregáveis – Engenharia Fase Engenharia Pacote Criterio de validação Criterio de aceitção Detalhamento Lista de material Listas aprovadas Lista de fornecedores Desenho Desenho Mecanico Plantas Executivas Aprovadas Desenho Eletrico Desenho Civil Desenho Hidraulico Documentação Eleaboração da documento tecnico caderno das especificações Catalogos de fabricantes
  20. 20. +Cana 21 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Entregáveis – Projeto Executivo Fase Projeto Executivo Pacote Criterio de validação Criterio de aceitção Administrativo Linha de base do escopo Plano de gerenciamento das aquisições Documentação dos requisitos Declarações do trabalho das aquisições Registro dos riscos Decisões de fazer ou comprar Decisões contratuais relacionadas a riscos Documento de aquisição Requisitos de recursos das atividades Critérios para seleção de fontes Cronograma do projeto Estimativas de custos das atividades Linha de base de desempenho de custos Alimentação Preparo Extração Plano de Gerenciamento do Projeto Fornecedores selecionados Documentos de aquisição Adjudicação do contrato de aquisição Critérios para seleção de fontes Calendários dos recursos Lista dos fornecedores qualificados Solicitações de mudança Propostas dos fornecedores Atualizações do plano de ger. do projeto Documentos do projeto Atualizações dos documentos do projeto Decisões de fazer ou comprar Acordos de cooperação Ativos de processos organizacionais Destilaria Plano de Gerenciamento do Projeto Fornecedores selecionados Documentos de aquisição Adjudicação do contrato de aquisição Critérios para seleção de fontes Calendários dos recursos Lista dos fornecedores qualificados Solicitações de mudança Propostas dos fornecedores Atualizações do plano de ger. do projeto Documentos do projeto Atualizações dos documentos do projeto Decisões de fazer ou comprar Acordos de cooperação Ativos de processos organizacionais
  21. 21. +Cana 22 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Plano de Engajamento dos Steakholders 40% 60% Peso (%) 50% 50% Peso (%) ID Interessado Função Influencia sobre os demais Controle Direto de Recursos Poder no Projeto Técnico Não Técnico Interesse Grau de Importância Percentual de Importãncia 1 Gumercindo Silva Comercial Muito Alto Alto 4,50 Muito Baixo Muito Alto 3,00 75% 3 2 Hugo Ribas CEO Muito Alto Muito Alto 5,00 Baixo Muito Alto 3,50 85% 1 3 José Maria Junior Agricola Médio Muito Baixo 2,00 Médio Muito Baixo 2,00 40% 6 4 João Macedo Amaral Diretoria Muito Alto Muito Alto 5,00 Baixo Alto 3,00 80% 2 5 Márcio Vieira da Costa Projetos Alto Médio 3,50 Muito Alto Muito Alto 5,00 85% 1 6 Tiago Malachias Projetos Médio Baixo 2,50 Alto Médio 3,50 60% 4 7 Thobias Landin Projetos Médio Médio 3,00 Baixo Médio 2,50 55% 5 8 Priscila Fantim Meio Ambiente Baixo Muito Baixo 1,50 Médio Muito Baixo 2,00 35% 7 9 Eunácio Chaves Jurídico Médio Baixo 2,50 Muito Baixo Muito Baixo 1,00 35% 7 10 Flávio Coghi Projetos Alto Médio 3,50 Médio Baixo 2,50 60% 4 11 Flávio Sórdi Segurança Baixo Muito Baixo 1,50 Muito Baixo Baixo 1,50 30% 8 12 Renata Moda Recursos Humanos Médio Muito Baixo 2,00 Muito Baixo Baixo 1,50 35% 7 Registro de Steakhoders (Partes Interessadas) Dados Básicos Nível de Poder no Projeto Nível de Interesse no Projeto Resultados
  22. 22. +Cana 23 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Mapeamento e Mitigação dos Riscos Data 15/10/2015 Concluído Em Andamento Parado Where What Why How When Who How Much? Onde? O que? Porque? Como? (Quando?) (Quem?) Quanto Custa? 1 Geral Falta de conhecimento do time sobre o projeto. Pode ocasionar dependencia de consultoria para execução. Mapear competencias e treinar envolvidos. 05/09/2016 Nelson Augusto R$ 60.000,00 10% 2 Canteiro de Obras Falta de iluminação Baixa visibilidade, possibilidade de acidentes. Impossibilidade de montagem noturna Instalar iluminação no canteiro de obras e containers administrativos. 01/06/2016 José Macedo R$ 48.000,00 25% 3 Almoxarifado Falta de equipamentos Pode ocorrer atrasos de montagem. Garantir aquisição de equipamentos e entrega dentro da programação de montagem. 15/06/2016 Suprimentos R$ 7.600.000,00 * 34% 4 Almoxarifado Falta ferramentas. Pode ocorrer atrasos de montagem. Mapear a necessidade e aquisição de ferramentas. 15/06/2016 Suprimentos R$ 5.600.000,00 70% 5 Canteiro de Obras Atraso das licenças Trabalhistas Retardo do inicio da obra. Providenciar documentação trabalhista e licenças. 01/05/2016 Recursos Humanos R$ 76.000.000,00 68% 6 Canteiro de Obras Atraso Licenças Ambientais Retardo do inicio da obra. Providenciar licenças junto aos órgão ambientais. 01/05/2016 Meio Ambiente R$ 12.600.000,00 34% 7 Geral Contratos Falta de fornecimento de serviços. Emitir, recolher assinturas e registro de todos os contratos conforme cronograma da obra. 01/06/2016 Suprimentos/ Juridico R$ 2.500.000,00 39% 8 Geral Atraso na entrega dos servidores. Impossibilidade de entada de dados de inspeção, diagramas e arquivos do projeto. Locação de serviços de informática incluindo acessos, backups e serviços de rede. 01/06/2016 Suprimentos R$ 750.000,00 10% 9 Geral Falta de conhecimento em montagens eletromecanicas. Desperdiíco de materiais, baixa qualidade de montagem e excesso de não conformidades. Contratação de inspetores qualificados (Cívil elétrica, instrumentação e mecânica). 01/06/2016 Qualidade / Suprimentos / Juridico R$ 2.500.000,00 Garantir o dirigenciamento dos equipamentos. 10% 10 Canteiro de Obras Falta local adequado para acondicionamento dos equipamentos. Danos em equipamentos por intempéries, umidade, corrosão e chuvas. Contratar galpões especificos e climátizados para armazenamento de materiais 01/06/2016 Suprimentos R$ 960.000,00 Incluso instalação 10% R$ 108.618.000,00 Comentários Status PROBLEMA MITIGAÇÃO Item 1- PRINCIPAIS RISCOS Flávio Sordi ( SHE ) Plano de Mitigação dos Riscos Projeto +Cana Auditores REVISÃO: 04 Márcio Vieira da Costa ( Gerenciamento de Projetos )
  23. 23. 24 Execução Iniciar Planejar Executar Monitorar e Controlar Encerrar Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22
  24. 24. 25 ESCOPO Validar Escopo Controlar o Escopo QUALIDADE Controlar a Qualidade AQUISIÇÕES .Controlar as Aquisições CUSTOS Controlar os Custos STEAKHOLDERS Controlar o Engajamento dos Steakholders RISCOS Controlar os Riscos COMUNICAÇÃO Controlar as Comunicações Planejar Planejar Executar Monitorar e Controlar Encerrar INTEGRAÇÃO Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Realizar o Controle Integrado de Mudanças Monitorar e Controlar o Trabalho do Projeto Monitoramento & Controle
  25. 25. 26 Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Realizar o Controle Integrado de Mudanças Solicitação de Mudanças Avaliação dos Desvios na Programação Requer Mudança Requer medida corretiva Melhoria Correção Verificar Custo Buscar Aprovação do GP Urgência Prioridade 3 Não Impacto na Qualidade Prioridade 2 Não Impacto em outras áreas Prioridade 2 Não Prioridade 1 Monitoramento & Controle
  26. 26. 27 Gerenciamento de Mudanças - MoC Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 Realizar o Controle Integrado de Mudanças Sim Sim
  27. 27. 28 Fases do Projeto – Encerrar Planejar Planejar Executar Monitorar e Controlar Encerrar Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 INTEGRAÇÃO Encerrar o Projeto ou a Fase AQUISIÇÕES Encerrar as Aquisições
  28. 28. 29 Matriz de Criticídade Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 . DADOS DO PROJETO Cód. Projeto: Data Solic.: Resultado 18 1 2 4 Criticidade 3 6 12 A 9 18 27 Informações do Projeto 2 - Valor do investimento total > R$500k 3 - Valor do investimento total > R$1,0M 1 - Projetos Cesta C Visibilidade: Local SSMA: Risco Baixo 2 - Projetos Cesta B Visibilidade: Pólo SSMA: Risco Moderado 3 - Projetos Cesta A Visibilidade: Nacional / Internacional SSMA: Risco Grave ou Gravíssimo 2 - Pessoas Envolvidas < 50 pessoas Engenharia: Eng. Básica + PGP 1 - Pessoas Envolvidas < 20 pessoas Engenharia: Não necessita de engenharia 3 - Pessoas Envolvidas > 50 pessoas Engenharia: Eng. Detalhada + PGP 1 - Valor do investimento total <= R$500k Gerente do Projeto: Solicitante do Projeto: Mais Cana (+Cana) Márcio Vieira Costa Thobias Landin 10/02/16 Estratégia Complexidade DESCRITIVO DOS PARÂMETROS 3 2 3 Criticidade do Projeto 999 Nome do Projeto: Valor de Investimento Estratégia Complexidade MATRIZ Valor de Investimento
  29. 29. 30 Registros dos Riscos Fundamento de Gerenciamento de Projetos turma GP-22 . Será preenchido ao final da obra.

×