O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Programa Maior Cuidado

2.248 visualizações

Publicada em

Minas Gerais

Publicada em: Saúde e medicina
  • Entre para ver os comentários

Programa Maior Cuidado

  1. 1. Critérios de fragilidade Funcional Desospitalizado Social Etário Clínico Fonte: SMSA /PBH LINHA DE CUIDADO AO IDOSO FRÁGIL
  2. 2. Fonte: SMSA /PBH Insuficiência Familiar Despreparo p/ cuidado Dependência Internação Abandono Piora do Quadro Negligência Ciclo de Violência Intradoméstica contra a pessoa idosa
  3. 3. Fonte: SMSA /PBH Proposta: Rede de assistência à saúde e apoio social, aos idosos em situação de fragilidade clínica e vulnerabilidade social. Apoio institucional aos idosos e às famílias.
  4. 4. Consiste no cuidado domiciliar de rotina, realizado por um cuidador, a idosos semidependentes e dependentes, residentes nas áreas de abrangência dos CRAS, que vivenciam situações de vulnerabilidade social e de saúde, pela fragilização de vínculos familiares e / ou sociais; pela ausência de acesso a possibilidades de inserção comunitária.
  5. 5. OBJETIVOS • Dar apoio institucional às famílias e aos idosos frágeis • Prevenir ou retardar a institucionalização • Fortalecer a função protetiva da família • Reduzir internações hospitalares • Reduzir risco de quedas/fraturas • Favorecer o desenvolvimento e manutenção da independência e autonomia do idoso • Melhorar qualidade de vida do idoso e família • Qualificar e humanizar o cuidado no domicílio
  6. 6. COMPETÊNCIAS Secretaria Municipal de Saúde Centro de Saúde e ESF/NASF: • Selecionar e acompanhar os idosos • Avaliar globalmente o idoso e elaborar o plano de cuidados • Participar de reuniões intersetoriais • Orientar aos cuidadores e familiares • Elaborar da rotina de cuidados para os cuidadores • Dispensar de medicamentos e insumos padronizados Coordenação do Projeto na SMSA: • Monitorar o projeto - planilhas de Produção/acompanhamento e Avaliação Quadrimestral • Matriciar os Centros de Saúde que participam do Projeto Cuidador
  7. 7. COMPETÊNCIAS Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social: • Selecionar, cadastrar e acompanhar os idosos e suas famílias • Elaborar o Plano de Cuidados • Realizar visita domiciliar e estudo social dos casos • Promover o acesso a benefícios, programas de transferência de renda e serviços socioassistenciais • Promover atividades coletivas com famílias • Mobilizar para a cidadania e documentação pessoal • Particiar de reuniões intersetoriais • Gerenciar e coordenar as atividades dos cuidadores
  8. 8. ABRANGÊNCIA O Projeto Cuidador de Idosos contempla:  9 Regionais  26 CRAS  49 Centros de Saúde
  9. 9. TIPOLOGIA DOS IDOSOS Tipo 1: semidependente* sem mobilidade comprometida. Tipo 2: semidependente com mobilidade comprometida. Tipo 3: dependente, acamado e/ou restrito ao domicílio. * Grau de dependência conforme a RDC 283 da ANVISA
  10. 10. IDENTIFICAÇÃO DOS IDOSOS Rastreamento idosos: 754 pessoas identificadas pelas ESF/NASF e CRAS. Avaliação: clinica, funcional, social, econômica  Critérios de Inclusão: Cadastrados em UBS adscritas às áreas CRAS. Idosos semidependentes e dependentes Situação de vulnerabilidade clínica e social. Instrumento de pontuação≥ 60 pontos
  11. 11. RESULTADOS Semidependentes Dependentes Classificação Funcional dos Idosos inicialmente Selecionados pelas ESF/NASF 58,2% 41,8% Total idosos 412 9 regionais administrativas
  12. 12. CRITÉRIOS DE DESLIGAMENTO Família reassume o cuidado Mudança de município ou território Transferência para Instituições de Longa de Permanência para Idosos – ILPI Reabilitação do idoso Recusa do idoso ou família Situação de risco para o cuidador Óbito
  13. 13. IDOSOS DESLIGADOS Óbito 38% Opção da família 18% Família reassume o cuidado 11% Mudança de território 10% Recusa do idoso 9% Situação de risco para o cuidador 5% Transferência para ILPI 4% Reabilitação do idoso 4% Mudança de município 1% Fonte: SMAAS 223 idosos desligados
  14. 14. Perfil dos Cuidadores de Idosos > 21 anos Ensino fundamental Curso de Cuidador de Idosos
  15. 15. ATRIBUIÇÕES DO CUIDADOR EIXO SAÚDE • Executar as Rotinas de Cuidado conforme orientações das ESF/ NASF • Atuar em conformidade com o Parecer Técnico da SMSA • Auxiliar, estimular e/ou executar as AVD’s básicas • Observar e adaptar o meio ambiente em que vive o idoso, para melhorar o conforto e a segurança, conforme as orientações da ESF/NASF • Estar atento às alterações físicas e comportamentais do idoso • Estimular o idoso a participar de atividades de promoção de saúde, oferecidas pelos Programas da PBH
  16. 16. ATRIBUIÇÕES DO CUIDADOR EIXO ASSISTÊNCIA SOCIAL • Seguir a rotina de cuidados proposta pela SMAAS • Orientar a família na organização do cuidado • Contribuir para a redução do stress do cuidador familiar • Facilitar a convivência comunitária, atuando como elo entre a família, a pessoa cuidada e a comunidade • Acolher, orientar, apoiar, informar e facilitar o acesso a rede socioassistencial • Registrar o desenvolvimento do idoso e as intercorrências, comunicando ao CRAS qualquer agravo que possa comprometer o desenvolvimento do trabalho
  17. 17. NÚMERO TOTAL DE IDOSOS ATENDIDOS 618 idosos atendidos do mês de Abril/11 até Abril/12  267 dependentes  351 semidependentes Situação atual: 444 idosos Ampliação até 2016: 800 idosos
  18. 18. INDICADORES Saúde -2012 Nº idosos Projeto Cuidador atendidos pela ESF/NASF- 365 Nº idosos encaminhados para consultas especializadas -180 Nº idosos encaminhados para o Centro Mais Vida(CMV)- 177 Nº idosos encaminhados para os serviços de Reabilitação-73 Nº idosos hospitalizados- 101 Nº idosos que tiveram quedas com fraturas-13 Nº idosos institucionalizados- 2 Nº de óbitos – 19 Nº de idosos do projeto cuidador que necessitavam de ser avaliados pela saúde bucal -151 Nº idosos avaliados pela saúde bucal- 106 Fonte: Coordenação do Projeto Cuidador na SMSA -2013
  19. 19. Insuficiente Regular Bom Ótimo Índice de Satisfação Indicadores Sociais Função Protetiva da Família, 50% Vínculos Familiares e Sociais, 54% Desenvolvimento da autonomia do idoso, 66% Garantia de Direitos, 57% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% valores Fonte: SMAAS
  20. 20. AVANÇOS • Promoção do envelhecimento digno • Qualificação do cuidado domiciliar • Identificação de violações de direitos • Acesso a benefícios e programas de transferência de renda, aposentadoria e pensão
  21. 21. Desafios • Ampliação do Programa • Estabelecimento de fluxos efetivos e ágeis • Garantia dos direitos dos idosos • Sensibilização das famílias para o cuidado • Superação de barreiras pessoais e institucionais
  22. 22. CONCLUSÃO A integração entre as Políticas de Assistência Social e Saúde, no município de Belo Horizonte tem se tornado uma importante ferramenta para a garantia dos direitos e superação de situações adversas, trazendo benefícios para os idosos e suas famílias. Intersetorialidade: novo paradigma de políticas públicas
  23. 23. IDOSO ANTES DO PROGRAMA MAIOR CUIDADO
  24. 24. IDOSO DEPOIS DO PROGRAMA MAIOR CUIDADO
  25. 25. OBRIGADA! Cristina Maria Sartini Coordenadora do Projeto Cuidador na SMSA GEAS/Coordenação de Atenção ao Adulto e Idoso Secretaria Municipal de Saúde csartini@hotmail.com adulto@pbh.gov.br

×