SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
A introdução de novas tecnologias para o manejo das
condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município
de Uberlândia-MG
AUTORES:
Mariana Machado dos Santos Pereira, Bárbara Crepaldi, Diego
Camilo Pinto, Larissa Botelho, Leonardo Castro Alves, Leonardo
Fernandes Marcacini, Lúcia Magnino, Melyne Serralha Rocha,
Rúbia Pereira Barra
Brasília, dezembro de 2019
UM POUCO DA HISTÓRIA
Em fevereiro de 2017, a UBSF Santa Luzia se tornou uma unidade
laboratório da Planificação da Atenção à Saúde (CONASS)
Objetivo: Organizar as redes de Atenção à Saúde por meio do
Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde
Em Setembro de 2017 aconteceu o primeiro Ciclo de Atenção
Continua e Autocuidado Apoiado na APS – Unidade Laboratório -
UBSF Santa Luzia
Em maio de 2018 Primeiro Ciclo – Integrando APS e AE no
Ambulatório de Especialidades São Jorge
Fonte: Mendes, 2015
O PROCESSO DE
CONSTRUÇÃO
SOCIAL DA APS
1
Macroprocessos e Microprocessos
Básicos da Atenção Primária À Saúde
2
Macroprocessos de Atenção aos Eventos
Agudos
3
Macroprocessos de Atenção às
Condições Crônicas não agudizadas,
Enfermidades e Pessoas
hiperutilizadoras
4
Macroprocessos de Atenção
Preventiva
5
Macroprocessos de Demandas
Administrativas
6
Macroprocessos de Atenção
Domiciliar
7
Macroprocessos de Autocuidado
Apoiado
8
Macroprocessos de Cuidados
Paliativos
Auto Cuidado Apoiado
Plano de Autocuidado
Apoiado
Atenção Continua
Plano de Cuidado
METODOLOGIA
Foram selecionados usuários diabéticos e hipertensos de Alto e
Muito Alto Risco e Idosos Frágeis.
Medico e enfermeiro da ESF juntamente com a equipe do NASF
dirigem-se ao AAE, onde é realizado a Atenção Contínua junto com o
cardiologista, endocrinologista e oftalmologista.
Acolhida do usuário
Discussão do caso
Encaminhamento para o
atendimento individual
ATENÇÃO
CONTÍNUA
Enfermeiro
Medico de
Família
Farmacêutico
Nutricionista
Assistente Social
Psicólogo
Educador Físico
Dentista
Fisioterapeuta
PLANO DE CUIDADO
COMPLETO
Cardiologista
Endocrinologista
Oftalmologista
Geriatra
1. Atendimento de
forma
sequenciada
2. Diferentes
profissionais de
saúde
3. Num mesmo
turno de trabalho
ATENÇÃO CONTINUA
PLANO DE CUIDADOS
É elaborado um plano de
cuidado multiprofissional,
interdisciplinar com foco na
melhoria das condições de
saúde dos cidadãos.
Os casos são discutidos pela
equipe multidisciplinar
Definido Gestor de Caso - Padrinho.
ATENDIMENTO REALIZADO
43
8 5 7
Melhoraram Mantiveram Pioraram Não foram reavaliados
(janeiro 2020)
Total de 63 pacientes
77%
MELHORARAM
DECLARAÇÃO DO PACIENTE JAIRO CÉSAR
Mês 06/2019
Mês 10/2019
HbA1c = 11,20 HbA1c = 5,40
CONCLUSÕES
Esse modelo mudou a forma de trabalho em grupo na Unidade
de Saúde;
Ao pactuar o Plano de Autocuidado Apoiado, os usuários se
empoderam em relação a sua saúde;
Através da Atenção Contínua na AAE, os profissionais foram
capacitados no manejo dos pacientes Diabéticos/Hipertensos;
Redução dos encaminhamentos para a atenção
especializada.
MUITO OBRIGADA !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágioRosane Garcia
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSDaiane Daine
 
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTI
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTISegurança do paciente Metas Internacionais - CTI
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTIMarco Lamim
 
Instrumento para coleta de dados em enfermagem
Instrumento para coleta de dados em enfermagemInstrumento para coleta de dados em enfermagem
Instrumento para coleta de dados em enfermagemNayara Kalline
 
Educação saúde idosos apresentação
Educação saúde idosos   apresentaçãoEducação saúde idosos   apresentação
Educação saúde idosos apresentaçãofabio_freitas
 
Relatório ações da saúde
Relatório ações da saúdeRelatório ações da saúde
Relatório ações da saúdeJunior Campos
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemCentro Universitário Ages
 
Modelo de projeto ação educativa
Modelo de projeto ação educativaModelo de projeto ação educativa
Modelo de projeto ação educativarosa07
 
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDE
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDEINTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDE
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDEValdirene1977
 

Mais procurados (20)

Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOS
 
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTI
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTISegurança do paciente Metas Internacionais - CTI
Segurança do paciente Metas Internacionais - CTI
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Auditoria de Enfermagem
Auditoria de EnfermagemAuditoria de Enfermagem
Auditoria de Enfermagem
 
Aula Pesquisa Mercadológica
Aula Pesquisa MercadológicaAula Pesquisa Mercadológica
Aula Pesquisa Mercadológica
 
Instrumento para coleta de dados em enfermagem
Instrumento para coleta de dados em enfermagemInstrumento para coleta de dados em enfermagem
Instrumento para coleta de dados em enfermagem
 
Rede cegonha 24022011
Rede cegonha 24022011Rede cegonha 24022011
Rede cegonha 24022011
 
Educação saúde idosos apresentação
Educação saúde idosos   apresentaçãoEducação saúde idosos   apresentação
Educação saúde idosos apresentação
 
Relatório ações da saúde
Relatório ações da saúdeRelatório ações da saúde
Relatório ações da saúde
 
Atenção básica ao_idoso
Atenção básica ao_idoso Atenção básica ao_idoso
Atenção básica ao_idoso
 
Câncer de mama
Câncer de mamaCâncer de mama
Câncer de mama
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
 
Modelo de projeto ação educativa
Modelo de projeto ação educativaModelo de projeto ação educativa
Modelo de projeto ação educativa
 
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDE
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDEINTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDE
INTRODUÇÃO À GERÊNCIA EM SAÚDE
 
Planeamento em saúde
Planeamento em saúdePlaneamento em saúde
Planeamento em saúde
 
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
 
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e VerdadesOutubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
 
Modelo de plano de ação
Modelo de plano de açãoModelo de plano de ação
Modelo de plano de ação
 

Semelhante a A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG

Pronutri sicnut-vd
Pronutri sicnut-vdPronutri sicnut-vd
Pronutri sicnut-vdMab Davilla
 
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)Davi Mota
 
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdf
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdfvdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdf
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdfMiguelAlmeida502577
 
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saudeAtencao basica a_saude
Atencao basica a_saudeIsabela Moura
 
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à Saúde
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à SaúdeProtocolos de enfermagem na Atenção Primária à Saúde
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à SaúdeSebástian Freire
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxDiegoSALVADOR31
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxDiegoSALVADOR31
 
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarãesapresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarãesmichele funato
 
Minist rio da sa de - manualcanguru
Minist rio da sa de - manualcanguruMinist rio da sa de - manualcanguru
Minist rio da sa de - manualcangurugisa_legal
 
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptx
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptxApresentacao-Antonio-corrigida.pptx
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptxJuanitoFlorentino4
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágiocristiane1981
 
Plano de sensibilização hipertensão
Plano de sensibilização hipertensão Plano de sensibilização hipertensão
Plano de sensibilização hipertensão Joao Paulo Mendes
 
Protocolo clinico de proteção da criança
Protocolo clinico de proteção da criançaProtocolo clinico de proteção da criança
Protocolo clinico de proteção da criançaLetícia Spina Tapia
 
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel Pr
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel PrTema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel Pr
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel PrLeonardo Savassi
 

Semelhante a A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG (20)

Pronutri sicnut-vd
Pronutri sicnut-vdPronutri sicnut-vd
Pronutri sicnut-vd
 
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)
Manual programa saúdeemcasa-saúdedoidoso-mg (1)
 
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
 
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdf
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdfvdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdf
vdocuments.net_caderno-saude-do-idoso.pdf
 
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saudeAtencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
 
0200
02000200
0200
 
Linha guiasaudeidoso
Linha guiasaudeidosoLinha guiasaudeidoso
Linha guiasaudeidoso
 
PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR
PROJETO TERAPÊUTICO SINGULARPROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR
PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR
 
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à Saúde
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à SaúdeProtocolos de enfermagem na Atenção Primária à Saúde
Protocolos de enfermagem na Atenção Primária à Saúde
 
Protocolo coren rj
Protocolo coren rjProtocolo coren rj
Protocolo coren rj
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
 
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarãesapresentação pet saúde Vivência usf nestor  guimarães
apresentação pet saúde Vivência usf nestor guimarães
 
Minist rio da sa de - manualcanguru
Minist rio da sa de - manualcanguruMinist rio da sa de - manualcanguru
Minist rio da sa de - manualcanguru
 
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptx
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptxApresentacao-Antonio-corrigida.pptx
Apresentacao-Antonio-corrigida.pptx
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Plano de sensibilização hipertensão
Plano de sensibilização hipertensão Plano de sensibilização hipertensão
Plano de sensibilização hipertensão
 
Protocolo clinico de proteção da criança
Protocolo clinico de proteção da criançaProtocolo clinico de proteção da criança
Protocolo clinico de proteção da criança
 
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel Pr
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel PrTema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel Pr
Tema Livre Apresentacao Oral Apresentado No I Cobrad Cascavel Pr
 
Linha guiatuberculose
Linha guiatuberculoseLinha guiatuberculose
Linha guiatuberculose
 

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS (20)

Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do SulModelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
 
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
 
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - ROPIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
 
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
 
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
 
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
 
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
 
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
 
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e HipertensãoJornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
 
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APSA Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
 
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DFEstratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
 
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicasCuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
 
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
 
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de DiabetesPor um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
 
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à SaúdeNotas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
 
Ministério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APSMinistério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APS
 
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
 
Usuário do SUS: as primeiras evidências
Usuário do SUS: as primeiras evidênciasUsuário do SUS: as primeiras evidências
Usuário do SUS: as primeiras evidências
 
Desafios do SUS
Desafios do SUS Desafios do SUS
Desafios do SUS
 

Último

eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxWenderSantos21
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 

Último (10)

eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 

A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG

  • 1. A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG AUTORES: Mariana Machado dos Santos Pereira, Bárbara Crepaldi, Diego Camilo Pinto, Larissa Botelho, Leonardo Castro Alves, Leonardo Fernandes Marcacini, Lúcia Magnino, Melyne Serralha Rocha, Rúbia Pereira Barra Brasília, dezembro de 2019
  • 2. UM POUCO DA HISTÓRIA Em fevereiro de 2017, a UBSF Santa Luzia se tornou uma unidade laboratório da Planificação da Atenção à Saúde (CONASS) Objetivo: Organizar as redes de Atenção à Saúde por meio do Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde Em Setembro de 2017 aconteceu o primeiro Ciclo de Atenção Continua e Autocuidado Apoiado na APS – Unidade Laboratório - UBSF Santa Luzia Em maio de 2018 Primeiro Ciclo – Integrando APS e AE no Ambulatório de Especialidades São Jorge
  • 3. Fonte: Mendes, 2015 O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO SOCIAL DA APS 1 Macroprocessos e Microprocessos Básicos da Atenção Primária À Saúde 2 Macroprocessos de Atenção aos Eventos Agudos 3 Macroprocessos de Atenção às Condições Crônicas não agudizadas, Enfermidades e Pessoas hiperutilizadoras 4 Macroprocessos de Atenção Preventiva 5 Macroprocessos de Demandas Administrativas 6 Macroprocessos de Atenção Domiciliar 7 Macroprocessos de Autocuidado Apoiado 8 Macroprocessos de Cuidados Paliativos Auto Cuidado Apoiado Plano de Autocuidado Apoiado Atenção Continua Plano de Cuidado
  • 4. METODOLOGIA Foram selecionados usuários diabéticos e hipertensos de Alto e Muito Alto Risco e Idosos Frágeis. Medico e enfermeiro da ESF juntamente com a equipe do NASF dirigem-se ao AAE, onde é realizado a Atenção Contínua junto com o cardiologista, endocrinologista e oftalmologista.
  • 5. Acolhida do usuário Discussão do caso Encaminhamento para o atendimento individual ATENÇÃO CONTÍNUA Enfermeiro Medico de Família Farmacêutico Nutricionista Assistente Social Psicólogo Educador Físico Dentista Fisioterapeuta PLANO DE CUIDADO COMPLETO Cardiologista Endocrinologista Oftalmologista Geriatra 1. Atendimento de forma sequenciada 2. Diferentes profissionais de saúde 3. Num mesmo turno de trabalho ATENÇÃO CONTINUA
  • 6. PLANO DE CUIDADOS É elaborado um plano de cuidado multiprofissional, interdisciplinar com foco na melhoria das condições de saúde dos cidadãos. Os casos são discutidos pela equipe multidisciplinar Definido Gestor de Caso - Padrinho.
  • 7. ATENDIMENTO REALIZADO 43 8 5 7 Melhoraram Mantiveram Pioraram Não foram reavaliados (janeiro 2020) Total de 63 pacientes 77% MELHORARAM
  • 9. Mês 06/2019 Mês 10/2019 HbA1c = 11,20 HbA1c = 5,40
  • 10. CONCLUSÕES Esse modelo mudou a forma de trabalho em grupo na Unidade de Saúde; Ao pactuar o Plano de Autocuidado Apoiado, os usuários se empoderam em relação a sua saúde; Através da Atenção Contínua na AAE, os profissionais foram capacitados no manejo dos pacientes Diabéticos/Hipertensos; Redução dos encaminhamentos para a atenção especializada.

Notas do Editor

  1. 65573
  2. 65573
  3. 65573