O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 11 Anúncio

A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG

Baixar para ler offline

Apresentação feita por Mariana Machado dos Santos Pereira no II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde, realizado em Brasília, nos dias 10 e 11 de dezembro de 2019.

Apresentação feita por Mariana Machado dos Santos Pereira no II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde, realizado em Brasília, nos dias 10 e 11 de dezembro de 2019.

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG (20)

Anúncio

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG

  1. 1. A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS Santa Luzia, no município de Uberlândia-MG AUTORES: Mariana Machado dos Santos Pereira, Bárbara Crepaldi, Diego Camilo Pinto, Larissa Botelho, Leonardo Castro Alves, Leonardo Fernandes Marcacini, Lúcia Magnino, Melyne Serralha Rocha, Rúbia Pereira Barra Brasília, dezembro de 2019
  2. 2. UM POUCO DA HISTÓRIA Em fevereiro de 2017, a UBSF Santa Luzia se tornou uma unidade laboratório da Planificação da Atenção à Saúde (CONASS) Objetivo: Organizar as redes de Atenção à Saúde por meio do Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde Em Setembro de 2017 aconteceu o primeiro Ciclo de Atenção Continua e Autocuidado Apoiado na APS – Unidade Laboratório - UBSF Santa Luzia Em maio de 2018 Primeiro Ciclo – Integrando APS e AE no Ambulatório de Especialidades São Jorge
  3. 3. Fonte: Mendes, 2015 O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO SOCIAL DA APS 1 Macroprocessos e Microprocessos Básicos da Atenção Primária À Saúde 2 Macroprocessos de Atenção aos Eventos Agudos 3 Macroprocessos de Atenção às Condições Crônicas não agudizadas, Enfermidades e Pessoas hiperutilizadoras 4 Macroprocessos de Atenção Preventiva 5 Macroprocessos de Demandas Administrativas 6 Macroprocessos de Atenção Domiciliar 7 Macroprocessos de Autocuidado Apoiado 8 Macroprocessos de Cuidados Paliativos Auto Cuidado Apoiado Plano de Autocuidado Apoiado Atenção Continua Plano de Cuidado
  4. 4. METODOLOGIA Foram selecionados usuários diabéticos e hipertensos de Alto e Muito Alto Risco e Idosos Frágeis. Medico e enfermeiro da ESF juntamente com a equipe do NASF dirigem-se ao AAE, onde é realizado a Atenção Contínua junto com o cardiologista, endocrinologista e oftalmologista.
  5. 5. Acolhida do usuário Discussão do caso Encaminhamento para o atendimento individual ATENÇÃO CONTÍNUA Enfermeiro Medico de Família Farmacêutico Nutricionista Assistente Social Psicólogo Educador Físico Dentista Fisioterapeuta PLANO DE CUIDADO COMPLETO Cardiologista Endocrinologista Oftalmologista Geriatra 1. Atendimento de forma sequenciada 2. Diferentes profissionais de saúde 3. Num mesmo turno de trabalho ATENÇÃO CONTINUA
  6. 6. PLANO DE CUIDADOS É elaborado um plano de cuidado multiprofissional, interdisciplinar com foco na melhoria das condições de saúde dos cidadãos. Os casos são discutidos pela equipe multidisciplinar Definido Gestor de Caso - Padrinho.
  7. 7. ATENDIMENTO REALIZADO 43 8 5 7 Melhoraram Mantiveram Pioraram Não foram reavaliados (janeiro 2020) Total de 63 pacientes 77% MELHORARAM
  8. 8. DECLARAÇÃO DO PACIENTE JAIRO CÉSAR
  9. 9. Mês 06/2019 Mês 10/2019 HbA1c = 11,20 HbA1c = 5,40
  10. 10. CONCLUSÕES Esse modelo mudou a forma de trabalho em grupo na Unidade de Saúde; Ao pactuar o Plano de Autocuidado Apoiado, os usuários se empoderam em relação a sua saúde; Através da Atenção Contínua na AAE, os profissionais foram capacitados no manejo dos pacientes Diabéticos/Hipertensos; Redução dos encaminhamentos para a atenção especializada.
  11. 11. MUITO OBRIGADA !

Notas do Editor

  • 65573
  • 65573
  • 65573

×