SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Luzienne Cristine Alves Nascimento Moraes
Saúde do Idoso
Osteoporose
Queda no Idoso
Depressão no Idoso
Sexualidade na Terceira Idade
Cuidados para um envelhecimento
saudável
ENFERMAGEM
GERONTOLOGIA
Ciência que
estuda o
envelhecimento
nos seus
aspectos
biológico,
psicológico e
social, como
ciência pura,
básica ou
acadêmica.
(Ruipérez,
2000).
GERIATRIA
Ramo da
medicina que se
dedica ao idoso,
ocupando-se não
só da prevenção,
do diagnóstico e
do tratamento
das suas
doenças agudas
e crônicas, mas
também da sua
recuperação
funcional e
reinserção na
sociedade.
(Ruipérez, 2000).
ENFERMAGEM
GERONTOGERIÁTRICA
Enfermagem
gerontogeriátrica como
uma especificidade
tanto no interior da
prática da enfermagem
geral quanto da prática
gerontológica exercida
pela equipe
multiprofissional.
(Stevenson,Gonçalves,
Alvarez, 1997).
Ações de
planejamento
Diante da Lei nº 10.741, que estabeleceu o Estatuto do
Idoso, artigo 1º, (BRASIL, 2003, p.7) “idoso é toda pessoa com
idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos”.
Dispõe no art. 3º:
É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e
do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a
efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação,
à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à
liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e
comunitária.
Funcionais
Cognitivas
Psíquicas Nutricionais
Sociais
Econômicos
A osteoporose é uma doença
que causa o enfraquecimento
progressivo dos ossos, pela
perda de cálcio e massa
óssea, tornando os ossos
mais frágeis e quebradiços.
Para Cunha & Guimarães (1989), a queda se dá
em decorrência da perda total do equilíbrio postural,
podendo estar relacionada à insuficiência súbita dos
mecanismos neurais e osteoarticulares envolvidos na
manutenção postural.
Para Masud e Morris (2001), pessoas com idade
menor que 75 anos têm maior probabilidade de cair em
ambientes externos e os idosos com mais de 75 anos
caem mais no interior de suas próprias residências.
Carvalhaes et al. (1989, p.181) afirmam que:
Em relação à morbidade, o idoso passa a ser vulnerável
a algumas patologias, sendo que as de maior incidência
são: doenças reumáticas, hipertensão, doenças
cardíacas, diabetes, agravos a saúde mental.
As alterações da
memória, demência,
depressão, alterações do
sono são alguns dos
distúrbios que
frequentemente são
encontrados na 3ª Idade.
A Depressão
consistem em
distúrbios
emocionais
incluindo humor, e
também as
alterações ansiosas,
são problemas
psicológicos.
A inatividade é
responsável pela
progressiva
disfunção
(fisiológicas, psíquico
e motora) dos
idosos, portanto é
necessário que tenha
uma alimentação
saudável e exercite o
corpo e a mente
constantemente.
 Disposição para bem-estar
espiritual aumentado;
 Processo de pensamento
perturbado;
 Risco de solidão;
 Sentimento de impotência;
 Desesperança
A enfermagem deve prevenir,
minimizar a depressão nos
idosos e ajudá-los na
manutenção de sua saúde
mental.
Almeida et al afirma, a sexualidade está sendo cada vez
mais reconhecida como importante no cuidado dos idosos. Todos
os idosos, tanto saudáveis quanto fracos, precisam expressar
sentimentos sexuais (a sexualidade envolve amor, partilha, calor,
toque e não somente o ato do intercurso). (POTTER, 1999).
Desta forma, verificou-se que a sexualidade pode ser
vivenciada das mais variadas formas possíveis, de acordo com a
vontade e as necessidades de cada pessoa ou de cada casal,
independentemente da idade que estas possuem. (Monteiro, 2002).
A sexualidade não se restringe aos impulsos sexuais,
nem aos órgãos sexuais, ou ao mero ato sexual, portanto, trata da
interação harmoniosa da genitalidade, da afetividade e da relação
interpessoal, motivo pelo qual não é um meio de prazer apenas, é uma
linguagem do ser humano, do corpo (VIDAL, 2002).
Orientar idosos, famílias e comunidade para um novo
conviver com o processo de envelhecimento;
Implementar ações educativas que visem a manutenção da
autonomia e da independência do idoso;
Estimular o idoso na realização de seu autocuidado;
Implementar ações específicas de atenção à saúde do
idoso que visem a promoção da saúde, a prevenção de
agravos e controle de doenças.
Estimular a adesão de hábitos saudáveis de vida:
alimentação, higiene, atividades físicas, convívio social;
ATUAÇÃO E ORIENTAÇÃO DO ENFERMEIRO
Auxiliar, junto com a equipe multiprofissional, o idoso a
conquistar a qualidade de vida.
NÃO FUMAR
NÃO ABUSAR DO ÁLCOOL
EVITAR O PESO EXCESSIVO
PRATICAR ATIVIDADE FÍSICA
EVITAR O STRESSE
RELACIONAMENTO ESTÁVEL
EDUCAÇÃO / INFORMAÇÃO
Não é no silêncio que os homens se fazem,
Mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão.
Paulo Freire
SANTOS SSC. et al. Diagnósticos e intervenções de enfermagem para
idosos deprimidos e residentes em uma instituição de longa permanência
(ILP). Revista eletrônica Enfermería Global N. 20, Out 2010. Disponível
em: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/n20/pt_clinica2.pdf
Acesso em 20 Mai. 2013.
FALCÃO M. E. O. ; ALMEIDA S. A. A. Atuação do enfermeiro para
prevenção de quedas de idosos. Ebah, Out 2008. Disponível em:
<http://www.advita.pt/download.php?f3f27de2da06fee54f8cbcdf973bbea8
>
Acesso em 20 Mai. 2013.
SOUZA R. M. Sexualidade na terceira idade. Revista Educação, Meio
Ambiente e Saúde Vol. 4 n. 1, 2009; São Paulo- SP, p.65-73 Disponível em:
http://www.faculdadedofuturo.edu.br/revista/2009/pdfs/ARTIGO-
SEXUALIDADENATERCEIRAIDADE.pdf
Acesso em 20 Mai. 2013.
BEZERRA F. C. et al. Estudos sobre envelhecimento no Brasil: revisão
bibliográfica. Rev. bras. geriatr. gerontol. Vol.15 n.1 Rio de Janeiro 2012,
P.155-167. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v15n1/17.pdf
Acesso em 20 Mai. 2013.
ALMEIDA, A. C. F. et al. Sexualidade Na Terceira Idade: Alterações
fisiológicas e a relação enfermeiro x cliente – Uma revisão bibliográfica.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Promoção a-saúde-do-idoso
Promoção a-saúde-do-idosoPromoção a-saúde-do-idoso
Promoção a-saúde-do-idosoJoice Lins
 
Aula saude do idoso
Aula saude do idosoAula saude do idoso
Aula saude do idosomorgausesp
 
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosa
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosaAula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosa
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosaProqualis
 
Enfermagem em Geriatria Saúde do Idoso
Enfermagem em Geriatria   Saúde do IdosoEnfermagem em Geriatria   Saúde do Idoso
Enfermagem em Geriatria Saúde do IdosoMaria Dias
 
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da MulherPrograma nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da MulherFernanda Marinho
 
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira IdadeO Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira IdadeGreicy Kapisch
 
Aula 2 cuidados de saúde do idoso (2)
Aula 2   cuidados de saúde do idoso (2)Aula 2   cuidados de saúde do idoso (2)
Aula 2 cuidados de saúde do idoso (2)Tania Jesus
 
Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemJardiel7
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia Stefane Rayane
 
Saúde do Idoso - A Queda
Saúde do Idoso - A QuedaSaúde do Idoso - A Queda
Saúde do Idoso - A QuedaMarina Sousa
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaJarquineide Silva
 
Enfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatricaEnfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatricaJose Roberto
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteProqualis
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaAliny Lima
 
Enfermagem clínica SLIDE.pptx
Enfermagem clínica SLIDE.pptxEnfermagem clínica SLIDE.pptx
Enfermagem clínica SLIDE.pptxMirnaKathary1
 
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIADOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIAAna Carolina Costa
 

Mais procurados (20)

Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso
 
Promoção a-saúde-do-idoso
Promoção a-saúde-do-idosoPromoção a-saúde-do-idoso
Promoção a-saúde-do-idoso
 
Aula saude do idoso
Aula saude do idosoAula saude do idoso
Aula saude do idoso
 
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosa
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosaAula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosa
Aula sobre segurança do paciente no cuidado da pessoa idosa
 
Enfermagem em Geriatria Saúde do Idoso
Enfermagem em Geriatria   Saúde do IdosoEnfermagem em Geriatria   Saúde do Idoso
Enfermagem em Geriatria Saúde do Idoso
 
Envelhecimento
EnvelhecimentoEnvelhecimento
Envelhecimento
 
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da MulherPrograma nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
 
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira IdadeO Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
 
Aula 2 cuidados de saúde do idoso (2)
Aula 2   cuidados de saúde do idoso (2)Aula 2   cuidados de saúde do idoso (2)
Aula 2 cuidados de saúde do idoso (2)
 
Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 
Saúde do Idoso - A Queda
Saúde do Idoso - A QuedaSaúde do Idoso - A Queda
Saúde do Idoso - A Queda
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básica
 
Enfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatricaEnfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatrica
 
Fundamentos De Gerontologia Parte 1
Fundamentos De Gerontologia Parte 1Fundamentos De Gerontologia Parte 1
Fundamentos De Gerontologia Parte 1
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
 
Enfermagem clínica SLIDE.pptx
Enfermagem clínica SLIDE.pptxEnfermagem clínica SLIDE.pptx
Enfermagem clínica SLIDE.pptx
 
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIADOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
 

Destaque

Os idosos na nossa sociedade
Os idosos na nossa sociedadeOs idosos na nossa sociedade
Os idosos na nossa sociedadelucia_nunes
 
Fases do desenvolvimento humano - Velhice
Fases do desenvolvimento humano - VelhiceFases do desenvolvimento humano - Velhice
Fases do desenvolvimento humano - VelhiceLigia Coppetti
 
Factores de risco Doenças cardiovasculares
Factores de risco Doenças cardiovasculares Factores de risco Doenças cardiovasculares
Factores de risco Doenças cardiovasculares António Carvalho
 
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idosos
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idososAutocuidado e diagnósticos de enfermagem em idosos
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idososCurso Nery
 
Educação saúde idosos apresentação
Educação saúde idosos   apresentaçãoEducação saúde idosos   apresentação
Educação saúde idosos apresentaçãofabio_freitas
 
Planta física c.c
Planta física c.cPlanta física c.c
Planta física c.cSandra Silva
 
Assedio moral apresentacao
Assedio moral   apresentacaoAssedio moral   apresentacao
Assedio moral apresentacaoFabisilverio
 
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010jhony
 
49782837 assistencia-enfermagem
49782837 assistencia-enfermagem49782837 assistencia-enfermagem
49782837 assistencia-enfermagemjaquelinefragoso
 
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhos
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhosDesenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhos
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhosJessica Monteiro
 

Destaque (20)

Os idosos na nossa sociedade
Os idosos na nossa sociedadeOs idosos na nossa sociedade
Os idosos na nossa sociedade
 
Fases do desenvolvimento humano - Velhice
Fases do desenvolvimento humano - VelhiceFases do desenvolvimento humano - Velhice
Fases do desenvolvimento humano - Velhice
 
Terceira Idade
Terceira IdadeTerceira Idade
Terceira Idade
 
Envelhecimento
EnvelhecimentoEnvelhecimento
Envelhecimento
 
Idoso
IdosoIdoso
Idoso
 
Sexualidade idoso
Sexualidade idosoSexualidade idoso
Sexualidade idoso
 
Factores de risco Doenças cardiovasculares
Factores de risco Doenças cardiovasculares Factores de risco Doenças cardiovasculares
Factores de risco Doenças cardiovasculares
 
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idosos
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idososAutocuidado e diagnósticos de enfermagem em idosos
Autocuidado e diagnósticos de enfermagem em idosos
 
Seminári..
 Seminári.. Seminári..
Seminári..
 
Educação saúde idosos apresentação
Educação saúde idosos   apresentaçãoEducação saúde idosos   apresentação
Educação saúde idosos apresentação
 
Planta física c.c
Planta física c.cPlanta física c.c
Planta física c.c
 
Infecções Osteoarticulares
Infecções OsteoarticularesInfecções Osteoarticulares
Infecções Osteoarticulares
 
Assedio moral apresentacao
Assedio moral   apresentacaoAssedio moral   apresentacao
Assedio moral apresentacao
 
Ilpi puc - outubro 2013
Ilpi   puc - outubro 2013Ilpi   puc - outubro 2013
Ilpi puc - outubro 2013
 
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
EducaçãO E PromoçãO Em SaúDe 05 03 2010
 
Reumatismo
ReumatismoReumatismo
Reumatismo
 
49782837 assistencia-enfermagem
49782837 assistencia-enfermagem49782837 assistencia-enfermagem
49782837 assistencia-enfermagem
 
Aula dia 13 09
Aula dia 13 09Aula dia 13 09
Aula dia 13 09
 
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhos
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhosDesenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhos
Desenvolvimento do ciclo de vida - Idosos: perdas de ganhos
 
Teoria de imogene king slide
Teoria de imogene king slideTeoria de imogene king slide
Teoria de imogene king slide
 

Semelhante a Saúde do Idoso: Envelhecimento Saudável

Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdf
Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdfFisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdf
Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdfSergioBSantos1
 
Introdução à gerontologia.pptx
Introdução à gerontologia.pptxIntrodução à gerontologia.pptx
Introdução à gerontologia.pptxLarissaCampos96
 
Aula 1 Ps e Envelhecimento
Aula 1 Ps e EnvelhecimentoAula 1 Ps e Envelhecimento
Aula 1 Ps e Envelhecimentogerontopedia
 
Doenças, Saúde E Bem
Doenças, Saúde E Bem Doenças, Saúde E Bem
Doenças, Saúde E Bem butaneviola61
 
Saúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaSaúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaTânia Reis
 
1192977739 1192920299 saude
1192977739 1192920299 saude1192977739 1192920299 saude
1192977739 1192920299 saudePelo Siro
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnfº Ícaro Araújo
 
SAUDE E DOENÇA.pptx
SAUDE E DOENÇA.pptxSAUDE E DOENÇA.pptx
SAUDE E DOENÇA.pptxSobeMaria1
 
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados b
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados bArtigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados b
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados bnefer_amarna
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1Gustavo Henrique
 
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenau
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenauEnvelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenau
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenauAlícia Souza
 
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico""Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"Tainá Martins
 
Envelhecer com-vigor-2-ano
Envelhecer com-vigor-2-anoEnvelhecer com-vigor-2-ano
Envelhecer com-vigor-2-anocorpoemente
 
Conceitos++básico geriatria
Conceitos++básico geriatriaConceitos++básico geriatria
Conceitos++básico geriatriaMadaisa Sousa
 

Semelhante a Saúde do Idoso: Envelhecimento Saudável (20)

Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdf
Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdfFisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdf
Fisiopatologia do Envelhecimento (061023).pdf
 
Saúde do homem
Saúde do homemSaúde do homem
Saúde do homem
 
Saúde do Idoso.pptx
Saúde do Idoso.pptxSaúde do Idoso.pptx
Saúde do Idoso.pptx
 
Introdução à gerontologia.pptx
Introdução à gerontologia.pptxIntrodução à gerontologia.pptx
Introdução à gerontologia.pptx
 
Qualidade De Vida Na Maturidade
Qualidade De Vida Na MaturidadeQualidade De Vida Na Maturidade
Qualidade De Vida Na Maturidade
 
Aula 1 Ps e Envelhecimento
Aula 1 Ps e EnvelhecimentoAula 1 Ps e Envelhecimento
Aula 1 Ps e Envelhecimento
 
Doenças, Saúde E Bem
Doenças, Saúde E Bem Doenças, Saúde E Bem
Doenças, Saúde E Bem
 
1122
11221122
1122
 
Saúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitáriaSaúde individual e comunitária
Saúde individual e comunitária
 
Aula 2 saúde e doença
Aula 2   saúde e doençaAula 2   saúde e doença
Aula 2 saúde e doença
 
1192977739 1192920299 saude
1192977739 1192920299 saude1192977739 1192920299 saude
1192977739 1192920299 saude
 
Unidade1.pdf
Unidade1.pdfUnidade1.pdf
Unidade1.pdf
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
 
SAUDE E DOENÇA.pptx
SAUDE E DOENÇA.pptxSAUDE E DOENÇA.pptx
SAUDE E DOENÇA.pptx
 
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados b
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados bArtigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados b
Artigo intervenção-em-grupo-com-idosos-institucionalizados b
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 1
 
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenau
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenauEnvelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenau
Envelhecimento, saúde e qualidade de vida blumenau
 
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico""Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"
"Atenção à Saúde do Idoso: Exame Físico"
 
Envelhecer com-vigor-2-ano
Envelhecer com-vigor-2-anoEnvelhecer com-vigor-2-ano
Envelhecer com-vigor-2-ano
 
Conceitos++básico geriatria
Conceitos++básico geriatriaConceitos++básico geriatria
Conceitos++básico geriatria
 

Mais de luzienne moraes

Estudo de caso anemia falciforme
Estudo de caso anemia falciforme Estudo de caso anemia falciforme
Estudo de caso anemia falciforme luzienne moraes
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilisluzienne moraes
 
Banner enfisema pulmonar SAE 2015
Banner enfisema pulmonar SAE 2015Banner enfisema pulmonar SAE 2015
Banner enfisema pulmonar SAE 2015luzienne moraes
 
Anemia falciforme genética
Anemia falciforme  genéticaAnemia falciforme  genética
Anemia falciforme genéticaluzienne moraes
 
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringioma
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringiomaenfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringioma
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringiomaluzienne moraes
 
enfermagem saúde do adulto estudo de caso
enfermagem saúde do adulto estudo de caso enfermagem saúde do adulto estudo de caso
enfermagem saúde do adulto estudo de caso luzienne moraes
 
Métodos naturais de contracepção
Métodos naturais de contracepçãoMétodos naturais de contracepção
Métodos naturais de contracepçãoluzienne moraes
 
Resenha golpe do destino.
Resenha golpe do destino.Resenha golpe do destino.
Resenha golpe do destino.luzienne moraes
 
Ética e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemÉtica e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemluzienne moraes
 
Plano de negócio corretora
Plano de negócio corretora Plano de negócio corretora
Plano de negócio corretora luzienne moraes
 
Resenha crítica intocáveis
Resenha crítica intocáveisResenha crítica intocáveis
Resenha crítica intocáveisluzienne moraes
 
Sumário de Situação Paciente ( idoso)
Sumário de Situação Paciente ( idoso)Sumário de Situação Paciente ( idoso)
Sumário de Situação Paciente ( idoso)luzienne moraes
 
Planejamento Estratégico
Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico
Planejamento Estratégico luzienne moraes
 
Anatomia vascularização arterial encefálica e avc
Anatomia vascularização arterial encefálica e avcAnatomia vascularização arterial encefálica e avc
Anatomia vascularização arterial encefálica e avcluzienne moraes
 
Fisiologia Gustação e Olfação
Fisiologia Gustação e OlfaçãoFisiologia Gustação e Olfação
Fisiologia Gustação e Olfaçãoluzienne moraes
 

Mais de luzienne moraes (20)

Estudo de caso anemia falciforme
Estudo de caso anemia falciforme Estudo de caso anemia falciforme
Estudo de caso anemia falciforme
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilis
 
Banner hanseníase (1)
Banner hanseníase (1)Banner hanseníase (1)
Banner hanseníase (1)
 
Banner enfisema pulmonar SAE 2015
Banner enfisema pulmonar SAE 2015Banner enfisema pulmonar SAE 2015
Banner enfisema pulmonar SAE 2015
 
Anemia falciforme genética
Anemia falciforme  genéticaAnemia falciforme  genética
Anemia falciforme genética
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringioma
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringiomaenfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringioma
enfermagem saúde do adulto estudo de caso craniofaringioma
 
enfermagem saúde do adulto estudo de caso
enfermagem saúde do adulto estudo de caso enfermagem saúde do adulto estudo de caso
enfermagem saúde do adulto estudo de caso
 
Métodos naturais de contracepção
Métodos naturais de contracepçãoMétodos naturais de contracepção
Métodos naturais de contracepção
 
Resenha golpe do destino.
Resenha golpe do destino.Resenha golpe do destino.
Resenha golpe do destino.
 
Ética e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemÉtica e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagem
 
Plano de negócio corretora
Plano de negócio corretora Plano de negócio corretora
Plano de negócio corretora
 
Saude da mulher1
Saude da mulher1Saude da mulher1
Saude da mulher1
 
Doença diverticular
Doença diverticularDoença diverticular
Doença diverticular
 
Resenha crítica intocáveis
Resenha crítica intocáveisResenha crítica intocáveis
Resenha crítica intocáveis
 
Sumário de Situação Paciente ( idoso)
Sumário de Situação Paciente ( idoso)Sumário de Situação Paciente ( idoso)
Sumário de Situação Paciente ( idoso)
 
Planejamento Estratégico
Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
 
Anatomia vascularização arterial encefálica e avc
Anatomia vascularização arterial encefálica e avcAnatomia vascularização arterial encefálica e avc
Anatomia vascularização arterial encefálica e avc
 
Fisiologia Gustação e Olfação
Fisiologia Gustação e OlfaçãoFisiologia Gustação e Olfação
Fisiologia Gustação e Olfação
 
Riscos financeiros
Riscos financeirosRiscos financeiros
Riscos financeiros
 

Saúde do Idoso: Envelhecimento Saudável

  • 1. Luzienne Cristine Alves Nascimento Moraes Saúde do Idoso Osteoporose Queda no Idoso Depressão no Idoso Sexualidade na Terceira Idade Cuidados para um envelhecimento saudável ENFERMAGEM
  • 2. GERONTOLOGIA Ciência que estuda o envelhecimento nos seus aspectos biológico, psicológico e social, como ciência pura, básica ou acadêmica. (Ruipérez, 2000). GERIATRIA Ramo da medicina que se dedica ao idoso, ocupando-se não só da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das suas doenças agudas e crônicas, mas também da sua recuperação funcional e reinserção na sociedade. (Ruipérez, 2000). ENFERMAGEM GERONTOGERIÁTRICA Enfermagem gerontogeriátrica como uma especificidade tanto no interior da prática da enfermagem geral quanto da prática gerontológica exercida pela equipe multiprofissional. (Stevenson,Gonçalves, Alvarez, 1997).
  • 3. Ações de planejamento Diante da Lei nº 10.741, que estabeleceu o Estatuto do Idoso, artigo 1º, (BRASIL, 2003, p.7) “idoso é toda pessoa com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos”. Dispõe no art. 3º: É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária. Funcionais Cognitivas Psíquicas Nutricionais Sociais Econômicos
  • 4. A osteoporose é uma doença que causa o enfraquecimento progressivo dos ossos, pela perda de cálcio e massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e quebradiços.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Para Cunha & Guimarães (1989), a queda se dá em decorrência da perda total do equilíbrio postural, podendo estar relacionada à insuficiência súbita dos mecanismos neurais e osteoarticulares envolvidos na manutenção postural. Para Masud e Morris (2001), pessoas com idade menor que 75 anos têm maior probabilidade de cair em ambientes externos e os idosos com mais de 75 anos caem mais no interior de suas próprias residências. Carvalhaes et al. (1989, p.181) afirmam que: Em relação à morbidade, o idoso passa a ser vulnerável a algumas patologias, sendo que as de maior incidência são: doenças reumáticas, hipertensão, doenças cardíacas, diabetes, agravos a saúde mental.
  • 8.
  • 9. As alterações da memória, demência, depressão, alterações do sono são alguns dos distúrbios que frequentemente são encontrados na 3ª Idade. A Depressão consistem em distúrbios emocionais incluindo humor, e também as alterações ansiosas, são problemas psicológicos. A inatividade é responsável pela progressiva disfunção (fisiológicas, psíquico e motora) dos idosos, portanto é necessário que tenha uma alimentação saudável e exercite o corpo e a mente constantemente.
  • 10.  Disposição para bem-estar espiritual aumentado;  Processo de pensamento perturbado;  Risco de solidão;  Sentimento de impotência;  Desesperança A enfermagem deve prevenir, minimizar a depressão nos idosos e ajudá-los na manutenção de sua saúde mental.
  • 11. Almeida et al afirma, a sexualidade está sendo cada vez mais reconhecida como importante no cuidado dos idosos. Todos os idosos, tanto saudáveis quanto fracos, precisam expressar sentimentos sexuais (a sexualidade envolve amor, partilha, calor, toque e não somente o ato do intercurso). (POTTER, 1999). Desta forma, verificou-se que a sexualidade pode ser vivenciada das mais variadas formas possíveis, de acordo com a vontade e as necessidades de cada pessoa ou de cada casal, independentemente da idade que estas possuem. (Monteiro, 2002). A sexualidade não se restringe aos impulsos sexuais, nem aos órgãos sexuais, ou ao mero ato sexual, portanto, trata da interação harmoniosa da genitalidade, da afetividade e da relação interpessoal, motivo pelo qual não é um meio de prazer apenas, é uma linguagem do ser humano, do corpo (VIDAL, 2002).
  • 12.
  • 13. Orientar idosos, famílias e comunidade para um novo conviver com o processo de envelhecimento; Implementar ações educativas que visem a manutenção da autonomia e da independência do idoso; Estimular o idoso na realização de seu autocuidado; Implementar ações específicas de atenção à saúde do idoso que visem a promoção da saúde, a prevenção de agravos e controle de doenças. Estimular a adesão de hábitos saudáveis de vida: alimentação, higiene, atividades físicas, convívio social; ATUAÇÃO E ORIENTAÇÃO DO ENFERMEIRO Auxiliar, junto com a equipe multiprofissional, o idoso a conquistar a qualidade de vida.
  • 14. NÃO FUMAR NÃO ABUSAR DO ÁLCOOL EVITAR O PESO EXCESSIVO PRATICAR ATIVIDADE FÍSICA EVITAR O STRESSE RELACIONAMENTO ESTÁVEL EDUCAÇÃO / INFORMAÇÃO
  • 15.
  • 16. Não é no silêncio que os homens se fazem, Mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão. Paulo Freire
  • 17. SANTOS SSC. et al. Diagnósticos e intervenções de enfermagem para idosos deprimidos e residentes em uma instituição de longa permanência (ILP). Revista eletrônica Enfermería Global N. 20, Out 2010. Disponível em: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/n20/pt_clinica2.pdf Acesso em 20 Mai. 2013. FALCÃO M. E. O. ; ALMEIDA S. A. A. Atuação do enfermeiro para prevenção de quedas de idosos. Ebah, Out 2008. Disponível em: <http://www.advita.pt/download.php?f3f27de2da06fee54f8cbcdf973bbea8 > Acesso em 20 Mai. 2013. SOUZA R. M. Sexualidade na terceira idade. Revista Educação, Meio Ambiente e Saúde Vol. 4 n. 1, 2009; São Paulo- SP, p.65-73 Disponível em: http://www.faculdadedofuturo.edu.br/revista/2009/pdfs/ARTIGO- SEXUALIDADENATERCEIRAIDADE.pdf Acesso em 20 Mai. 2013. BEZERRA F. C. et al. Estudos sobre envelhecimento no Brasil: revisão bibliográfica. Rev. bras. geriatr. gerontol. Vol.15 n.1 Rio de Janeiro 2012, P.155-167. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v15n1/17.pdf Acesso em 20 Mai. 2013. ALMEIDA, A. C. F. et al. Sexualidade Na Terceira Idade: Alterações fisiológicas e a relação enfermeiro x cliente – Uma revisão bibliográfica.