SlideShare uma empresa Scribd logo
Marketing (1º ciclo)
Comércio Electrónico e Web Marketing
2012/2013
Estratégias de
Comunicação na Web 2.0
Vera Silva Carlos
MARKETING NA WEB 2.0
Web Marketing vs. X-Marketing
WEB MARKETING
 A aplicação da Internet e das tecnologias digitais relacionadas em
conjunto com tecnologias tradicionais para atingir os objectivos de
marketing.
X-MARKETING (Marketing Digital)
 Abrange mais meios e tecnologias do que o web marketing, tais
como o mobile marketing, a televisão interactiva ou os quiosques
electrónicos com ecrãs tácteis.
Objectivos do Web Marketing
 Aumentar as vendas (mais alargada distribuição e promoção);
 Acrescentar valor (dar mais benefícios aos clientes);
 Aumentar a proximidade com o cliente (encontrando-o,
colocando mais questões, criando diálogo, aprendendo sobre o mesmo);
 Diminuir os custos (do serviço, das promoções e das vendas) e,
portanto, aumentar os lucros da transacção;
 Expandir a marca online (reforçar os valores da marca).
MKT ONLINE
 As empresas podem conduzir o mkt online de quatro formas:
1. Através da criação de uma PRESENÇA ELECTRÓNICA;
2. Ao colocar ANÚNCIOS ONLINE;
3. Ao participar em fóruns, grupos de discussão ou COMUNIDADESWEB;
4. Utilizando E-MAILS e WEBCASTING*
http://www.youtube.com/watch?v=_xvwgxF84BY&feature=related
 Uma empresa pode estabelecer uma presença electrónica através da:
1. Compra de um espaço num provedor de serviços comerciais;
2. Criação do próprio Website.
*transmissão de áudio/vídeo utilizando a tecnologia streaming media – distribuição de informação multimédia numa rede através
de pacotes
Criação de um Website
Satisfação das necessidades e
desejos dos actuais e
potenciais clientes da
organização.
Também num projecto Web
todas estas variáveis têm de
ser tidas em conta e tratadas.
O marketing começa com o conceito do produto/serviço, passando pelo seu
desenvolvimento, embalagem, preço, lançamento, publicidade, vendas, etc.
5 P’s do MARKETING TRADICIONAL
PRODUCT
Produto físico
ou serviço,
incluindo
embalagem,
garantia, etc.
PRICE
Margem de
lucro, os preços
da concorrência
PLACEMENT
Canais de
distribuição,
cobertura de
mercado,
logística, etc
PROMOTION
Comunicação e
venda através de
publicidade, RP,
etc.
PEOPLE
Serviço ao
cliente,
aparência,
atitude etc.
5 P’s do Marketing na Web 2.0 (1/4)
PRODUCT
É envolvente e
digno de buzz?
PRICE
Valor do
produto na
comunidade é
tido em conta
PLACE
Onde o produto
se insere na vida
do cliente?
PROMOTION
O próprio
produto conduz
à promoção
dentro da
comunidade.
PEOPLE
O cliente é o
novo
intermediário
5 P’s do Marketing na Web 2.0 (2/4)
(1) Product:
 Novos produtos/serviços (ex.: música).
 Reforço no apoio aos clientes – serviço pré/pós-venda – através
de páginas FAQ, manuais dos produtos online, chats online, fóruns de
discussão, etc.
(2) Price
 Custos/preços mais baixos (despesas menores/inexistentes com
instalações ou salários; possibilidade de inexistência de
intermediários).
5 P’s do Marketing na Web 2.0 (3/4)
(3) Promotion
 Os clientes satisfeitos devem ser encorajados a divulgar o
produto em redes sociais;
 Demonstrações interactivas podem suscitar discussões acerca de
um produto, mesmo antes de ser lançado (buzz!).
Utilizar as comunidades para promover o produto.
(4) Place(ment)
 O produto pode ser vendido directamente ou através de
revendedores;
 As empresas devem considerar a localização do cliente
(distribuição e serviço pós-venda).
5 P’s do Marketing na Web 2.0 (4/4)
(5) People
 O cliente é o novo intermediário; mais do que nunca, é
importante que esteja satisfeito.
 Assegurar que as pessoas dentro da organização têm uma boa
influência no produto/marca.
Como acontece no MKT tradicional, ao fazer uma mudança
estratégica num dos elementos, todos os outros são influenciados.
A IMPORTÂNCIA DA
QUALIDADE DOS WEBSITES (1/2)
 A Internet tornou-se uma arma estratégica chave,
particularmente importante tendo em conta o ambiente
empresarial competitivo actual.
 Recebe cada vez mais Websites que variam em termos de qualidade,
por isso a avaliação da qualidade oferece un feedback rápido às
organizações.
A IMPORTÂNCIA DA
QUALIDADE DOS WEBSITES (2/2)
 A qualidade dos Websites é
fundamental para atrair a atenção
dos clientes.
 Como o marketing online tem
baixos custos e está amplamente
disponível, todas as organizações
possuem capacidades similares para
utilizar a Internet em sua
vantagem.
DIMENSÕES DA QUALIDADE DOS
WEBSITES
 Com a evolução da tecnologia Web, as dimensões utilizadas para
avaliar a qualidade mudam constantemente.
 Dependendo da natureza do produto/serviço, as empresas online
poderão querer centrar-se em dimensões específicas de qualidade.
CARACTERÍSTICAS DE UM SITE
DE SUCESSO
 Criar interactividade com o utilizador (permitir consulta e pesquisa
de informação + fazer e ler comentários; enviar mails, etc.)
 Desenvolver um design profissional, apelativo e funcional (a
homepage deve permitir identificar imediatamente o objectivo do site)
 Acrescentar valor (links para sites relacionados, oferecer downaload grátis
de software/demonstrações de produtos/serviços)
 Colocar estrategicamente no site as keywords que descrevem a
empresa (rápida localização do site)
 Proporcionar entretenimento (humor/efeito surpresa)
http://visibilidade.net
CARACTERÍSTICAS DE UM SITE
DE SUCESSO
 Garantir rapidez (evitar pormenores gráficos que retardem o
carregamento da página; recorrer a um servidor veloz)
 Proporcionar vantagens exclusivas, que façam o cliente
registrar-se (online tracking - encomendas)
 Facilitar a navegação (regra dos três clicks para encontrar a informação)
 Disponibilizar sistemas de encomenda (carrinho de compras)
 Transmitir confiança (facultando morada, telefone, fotos de instalações,
mapa de localização, etc.)
 Considerar a globalização (consoante o público alvo; ex: site multilingue)
 Garantir que o site está sempre disponível (excepto quando é
necessário fazer upgrades)
ESTRATÉGIAS DE WEB
MARKETING
Definição das estratégias de Web
Marketing
 Para definir as estratégias de web marketing devem ser utilizados:
1. Segmentação do mercado e identificação dos targets;
2. Posicionamento;
3. Declaração do posicionamento;
4. Definição das Keywords.
Por esta ordem, não de importância mas de execução.
1. SEGMENTAÇÃO (1/2)
 Hoje em dia as empresas têm inúmeros problemas de
âmbito comercial resultantes de má segmentação, ou de
nenhuma.
 A solução passa por dividir o mercado em vários níveis de
potencial, sendo traçados 3 grupos em função das suas
características demográficas (sexo, idade, agregado familiar…),
comportamentais e psicográficas (estilo de vida, personalidade,
valores…).
1. SEGMENTAÇÃO (2/2)
 Vejamos como:
◦ 1º grupo – pessoas mais sensíveis às ofertas;
◦ 2º grupo – pessoas medianamente sensíveis às ofertas;
◦ 3º grupo – pessoas menos sensíveis às ofertas.
 A estratégia eficaz é alvejar o primeiro grupo, negligenciando
os outros.
 Se não se obtiverem resultados satisfatórios, das duas uma: ou
a segmentação foi mal feita, ou há problemas com a oferta
(reflectir novamente sobre o mix de mkt).
2. POSICIONAMENTO (1/2)
 Posicionamento não é o que se faz com o produto, mas sim o que se faz
com a mente dos clientes potenciais.
POSICIONAMENTO DE ACORDO COM DUAS DIMENSÕES
1. Identificação (de que género de produto/serviço se trata)
2. Diferenciação (o que o distingue dos outros produtos/serviços do
género).
 Para a identificação criamos os pontos de paridade com os
concorrentes e para a diferenciação os pontos de diferença.
2. POSICIONAMENTO (2/2)
O posicionamento será bem sucedido quando nós conseguimos demonstrar
uma razão credível e incontestável para que o cliente compre o
nosso produto e não o produto concorrente.
3. DECLARAÇÃO DE
POSICIONAMENTO
Responder numa frase a, pelo menos, três questões:
 Em que sector opera a empresa/marca/produto/serviço?
 Que benefícios proporciona?
 Por que motivo é melhor do que a concorrência?
4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (1/8)
 Só depois de sabermos quem (Segmentação) queremos atingir e como
(Posicionamento) é que poderemos ser eficazes nesta etapa, que é
fundamental para atrair tráfego qualificado para os sites.
 Em primeiro lugar é necessário definir os objectivos (o que queremos
que os visitantes façam no site)
http://www.youtube.com/watch?v=_RjhZY0o8xo&feature=relmfu
EXS.:
 Downloads
 Subscrição de uma Newsletter
 Pedido de uma amostra/demonstração
 Solicitação de um orçamento
 Compra de um produto
 Reserva de um serviço
4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (4/8)
 Antes de começar a criar/reestruturar o site e a recolher
conteúdos para o mesmo, deve ser feita a pesquisa das
Keywords:
o Google Search-based KeywordTool (Google Adwords)
http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=J5WjtRZ61gw
o Google Insights/Trends
o Número de resultados no Google
o Etc
Http://www.youtube.com/watch?v=PPD-W2Bsxrw
https://adwords.google.com/o/Targeting/Explorer?__c=1000000000&__u=1000000000&ideaRequestType=KEYWORD_IDEAS
Baixa concorrência, elevada pesquisa
https://adwords.google.com/o/Targeting/Explorer?__c=1000000000&__u=1000000000&ideaRequestType=KEYWORD_IDEAS
http://www.google.com/trends/?q=flores,+rosas,+enviar+flores,+plantas+flores&ctab=0&geo=pt&date=all&sort=0
INDICE DE PROCURA
1. Flores 2. Rosas
http://www.google.com/insights/search/#q=flores%2C%20enviar%20flores%2C%20florzinhas&geo=PT&cmpt=q 0
Maior interesse nos Açores e em
Portalegre
4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (2/8)
Regra Nº 1
 Usar expressões (keyphrases) em vez de palavras isoladas, porque a
maioria das pessoas usa expressões nas pesquisas.
 Por outro lado, palavras isoladas têm menos eficácia, porque
competem com maior número de sites na página de resultados do motor
de busca.
De acordo com dados da Majestic Research:
50% de todas as pesquisas são feitas com 2 ou 3 palavras;
25% das pesquisas usa entre 4 e 6 palavras;
20% das pesquisas usa apenas 1 palavra;
5% das pesquisas usa mais do que 6 palavras.
4.DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (3/8)
Regra Nº 2
◦ Usar expressões relevantes e coerentes com o conteúdo da
página, não esquecendo que deverão ser:
Suficientemente comuns e de uso corrente;
Razoavelmente específicas para que não devolvam milhões de
resultados pelo motor de busca.
Regra Nº 3
◦ Keywords específicas e altamente focadas nos produtos
produzem tráfego altamente qualificado (motivado para a compra).
PROMOÇÃO EM
MEIOS DIGITAIS
PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS
 Facilidade de comunicação em massa;
 Induz a percepção de que a comunicação está a ser feita
para um.
 A comunicação e a oferta são mais personalizadas em função
das necessidades do cliente, por isso sente-se único.
PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS
O meio digital proporciona custos mais baixos.
• Melhor relação custo-benefício
A promoção digital não conhece barreiras geográficas.
No mundo físico, a colocação de anúncios nos meios de comunicação não é
imediata.
• Comunicação instantânea
As campanhas de mkt na Internet permitem saber minuto a minuto a reacção
do mercado, o que possibilita a alteração da campanha
 Dimensão do mercado
• Estatísticas em tempo real
VANTAGENS
PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS
Cada vez mais é difícil para as empresas mostrar que são diferentes (>
concorrência).
• Dificuldade em atrair clientes
Os registos obtidos das bases de dados podem não estar 100% correctos.
Ainda existem resistências ao meio digital, embora estas vão diminuindo ao
longo do tempo.
• Meio impessoal
 Possibilidade de comunicar com as pessoas erradas
A promoção através de meios digitais pode não ser de todo a mais vantajosa,
particularmente quando queremos atingir públicos que não os utilizam.
DESVANTAGENS
PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS
 PATROCÍNIOS
 PÁGINA WEB;
 E-MAIL MARKETING;
 MOTORES DE BUSCA
 MOBILE MARKETING
 REDES SOCIAIS
 MICROBLOGGING
 Aumentar a notoriedade das marcas
 Atrair tráfego para os sites dos anunciantes
Anunciar com inteligência, segmentando em função de:
 O SITE ONDE SE LOCALIZA O ANÚNCIO
(a escolha do site deve ser feita tendo em conta o tipo de público que o visita)
 AS PÁGINAS DO SITE
(portais como o Sapo ou o Yahoo! têm conteúdos dirigidos para diferentes
públicos-alvo, portanto é necessário escolher áreas específicas que atraiam o
público que nos interessa)
 A ORIGEM DOSVISITANTES
(através do IP é possível determinar o país de origem dos visitantes, colocando
à sua disposição um banner na sua língua)
PUBLICIDADE SEGMENTADA
PATROCÍNIOS (compra de espaço
num site) (1/5)
PATROCÍNIOS (compra de espaço
num site) (2/5)
 VISITANTES REGISTADOS
(com a recolha de informações – gostos, idade, compras anteriores,
etc. – é possível fazer anúncios específicos para cada visitante que
visualiza uma página do site – este é o modelo de negócio das redes
sociais)
Antes de 2000…
 Banners pagos por visualizações
Após 2000…
 Sendo um meio pouco eficaz, evoluiu-se para o modelo Pay Per
Click, em que a empresa não paga quando o anúncio é visualizado,
apenas quando é ‘clicado’.
PATROCÍNIOS (compra de espaço
no site) (4/5)
Iniciativa do Google dirigida a anunciantes e
proprietários de sites, em que o Google
funciona como intermediário na venda/gestão
do espaço publicitário.
COMO FUNCIONA??
Proprietário
do site
Disponibiliza espaços para anúncios e recebe uma comissão
em função do nº de visitantes que clica nos anúncios.
Anunciante Coloca o anúncio na rede de sites associados ao Google,
pagando apenas quando os visitantes clicam no anúncio.
Google Como intermediário, fornece a plataforma tecnológica que
gere os espaços em cada site e recebe a contrapartida
financeira do anunciante, pagando a parte que corresponde ao
proprietário do site.
“7 dicas essenciais para seres um Ninja dos Facebook Ads”
http://www.webmilionario.com/redes-sociais/facebook/7-dicas-essenciais-para-seres-um-ninja-dos-facebook-ads/
“No último ano, o "custo por clique" de um anúncio no Facebook aumentou 74%”
Tim Bradshaw, Económico, 21/07/11
PÁGINA WEB (1/4)
WEBSITES CORPORATIVOS
 Construir uma boa imagem;
 Apoiar outros canais de vendas;
 Fornecer informação (história, missão e filosofia da empresa,
produtos/serviços, localização, eventos concorrentes, desempenho financeiro,
oportunidades de emprego);
 Construir relacionamentos mais próximos;
 Gerar interesse (buzz!!) pela empresa;
 Tirar dúvidas aos clientes.
PÁGINA WEB (3/4)
WEBSITES DE MKT
 Reter os consumidores através de actividades interactivas;
 Fornecer informação (catálogo) e promoções (sugestões de compra,
cupões, eventos de vendas ou concursos).
http://us.coca-cola.com/
E-MAIL MARKETING (1/3)
 Meio de comunicação por excelência.
 Quando bem utilizado, contribui para o aumento de visitas a um
site.
ASSINATURA DOS E-MAILS
 Numa empresa, devem existir regras para a assinatura, devendo o
endereço web constar da assinatura;
 Há que ter em conta que os e-mails podem ser reencaminhados.
E-MAIL MARKETING (2/3)
CRIAR UMA NEWSLETTER
 Quando enviada por correio electrónico tem um baixo custo e permite
posicionar a empresa como especialista no ramo.
 Uma e-newsletter não deve ser só um repositório dos feitos da empresa, deve
também dar conselhos e informações úteis (diferenciação).
ENVIAR OFERTAS A CLIENTES EVISITANTES DO SITE
 Artigos, vídeos, promoções especiais – CRIATIVIDADE.
FAZER ACÇÕES DE E-MAIL MKT
 Com o apoio de empresas especializadas, alugar bases de dados para o envio
de informação promocional.
MOTORES DE BUSCA
 Valorizam um site que seja referenciado por links noutros sites,
estando também estes sites a gerar tráfego para o nosso site.
MULTIPLICAR OS LINKS A APONTAR PARA O SITE:
 Colocar o site em directórios;
 Solicitar a troca de links com outros sites;
 Criar um blog e disponibilizar os link;
 Enviar notas de imprensa com o link incluído;
 Criar uma presença nas redes sociais.
MOBILE MARKETING
SMS – Short Message Service
MMS – Multimedia Messaging Service
Bluetooth Recepção de promoções em determinados locais.
Serviços de
posicionamento
Utilização do dispositivo GPS; Acesso a guias/roteiros
consoante a localização
QR Code Código de barras que permite dar mais informações do que o
código de barras tradicional (Smartphone,Tablet, PC)
http://www.youtube.com/watch?v=F_Fy1ycmyWc
Realidade aumentada Smartphones/tablets http://www.youtube.com/watch?v=m3SJo2u7tQo /
http://www.youtube.com/watch?v=oqCFJIRK6wU
Mobile payment Pagamento de bens e serviços físicos e digitais através do tlm.
http://www.youtube.com/watch?v=SGEHeUjsf6Q
Utilização de tecnologias de comunicação em dispositivos portáteis de modo a
transmitir uma mensagem promocional a diferentes grupos-alvo, em qualquer
momento, mesmo quando se encontram em movimento.
REDES SOCIAIS
http://www.youtube.com/watch?v=xECSNTQJGT0
 Páginas;
 Eventos;
 Grupos;
 Anúncios (segmentação por atitudes/comportamentos – ‘Like’)
 Etc.
 A participação nas redes deve ser feita da forma correcta
(interacção e não apenas anúncios, publicação de conteúdos).
REDES SOCIAIS
Podem ser utilizadas pelas empresas para:
 Divulgar preços, produtos e serviços;
 Ganhar notoriedade e comunicar com clientes, criando comunidades e
relações de proximidade diferentes.
Vantagens:
 Baixos custos
 Procura segmentada
 Atendimento personalizado a cada cliente
 Interactividade com o público-alvo
Ler mais na Revista Exame Expresso: http://expresso.sapo.pt/redes-sociais-como-ferramenta-de-
marketing=f535611#ixzz1tS2B0zA3
MICROBLOGGING
 Estes textos podem ser enviados por: sms, mensagens instantâneas,
e-mail ouWeb.
http://www.youtube.com/watch?v=JXPmI4YaOpM
O SERVIÇO DE MICROBLOGGING MAIS POPULAR É O TWITTER
Forma de publicação de blog que permite aos utilizadores fazer actualizações
breves de texto e publicá-las (publicamente ou por um grupo restrito).
Tweets são mensagens curtas que têm até 140 caracteres e podem conter
links como http://twitter.com.
Um Widget é uma aplicação que permite aceder a informações diversas a
partir do ambiente de trabalho ou que podem ser colocados num site.
(ex.: Widget no site de uma empresa actualiza a informação, desde que seja feito um post no Twitter)
OUTRAS…
CONVIDAR VISITANTES A ADICIONAR O SITE AOS
FAVORITOS
 Colocando um botão no site – simplifica o processo.
CRIAR UMA ACÇÃO DE MKTVIRAL
 (http://www.youtube.com/watch?v=x88lu5uMphs;
http://www.youtube.com/user/tippexperience?ob=0&feature=results_main)
CRIAR UM PROGRAMA DE AFILIADOS
 Desenvolver uma rede de afiliados que ajudam na
promoção/comercialização de produtos/serviços.
MONITORIZAÇÃO DA
REPUTAÇÃO DE UMA MARCA,
ORGANIZAÇÃO OU PESSOA
“Qualquer pessoa com acesso à Internet pode potencialmente (…) destruir uma
marca que demorou anos a construir.“
(Carrera, 2012)
MONITORIZAÇÃO DA
REPUTAÇÃO
Várias ferramentas:
 Twitter
 Google Alerts
 Facebook
 Blogs
 Linkedin
 Youtube
 Social Mention
Ferramenta para verificar, em qualquer momento, o que se diz nas redes
sociais acerca de uma empresa, marca, produto ou pessoa.
Compila tudo o que é dito e apresenta estatísticas que permitem verificar o
impacto na rede. http://www.socialmention.com/
São actualizações dos mais recentes resultados
relevantes do Google (web, notícias, etc) que são
enviadas por e-mail com base nas consultas que o
utilizador faz. http://www.google.pt/alerts?hl=pt-br
MONITORIZAÇÃO DA
REPUTAÇÃO
 Para além das soluções gratuitas, existem também soluções pagas
(ONLINE REPUTATION MANAGEMENT)
 Radian 6 - http://www.radian6.com/
 Lithium - http://www.lithium.com/
 BrandsEye - http://www.brandseye.com/
Têm como vantagem o facto de proporcionarem uma análise integrada dos
vários comentários realizados em blogs, redes sociais, sites e outros (análise
global).
Concluindo…
 Com todas as potencialidades da Internet em espalhar uma
mensagem, ainda mais depois do advento do conceito Web 2.0, talvez
possamos dizer que estamos na fase Marketing 2.0, que é suportada
grandemente nas redes sociais e no seu poder.
BIBIOGRAFIA
Ascensão, C. P. (2011). Google Marketing. Lisboa: Edições Sílabo.
Carrera, F. (2012). Marketing Digital na versão 2.0 (2ª Ed.). Lisboa: Edições Sílabo.
Chaffey, D. & Smith, P. R. (2008). E-marketing Excellence - Planning and
Optimizing you Digital Marketing (3rd Ed.). Oxford: Elsevier/Butterworth-Heinemann.
VanRysdam, P. (2010). Marketing in a Web 2.0 World Using Social
Media, Webinars, Blogs, and More to Boost Your Small Business on a
Budget. Florida:Atlantic Publishing Group Inc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
Rafa Vitoriano
 
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO? COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
Planning Estratégia de Comunicação
 
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes SociaisAula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web
 
Identidade Visual
Identidade VisualIdentidade Visual
Identidade Visual
Taína Egas
 
Como fazer planejamento de comunicação integrada?
Como fazer planejamento de comunicação integrada?Como fazer planejamento de comunicação integrada?
Como fazer planejamento de comunicação integrada?
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Construção da Marca - Conceitos fundamentais
Construção da Marca - Conceitos fundamentaisConstrução da Marca - Conceitos fundamentais
Construção da Marca - Conceitos fundamentais
Brav Design
 
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasBranding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Valente Branding
 
Oficina de campanha publicitária
Oficina de campanha publicitáriaOficina de campanha publicitária
Oficina de campanha publicitária
André Bomfim
 
Planejamento de comunicacao
Planejamento de comunicacaoPlanejamento de comunicacao
Planejamento de comunicacao
Bruno Mastrocolla
 
Guia Planejamento de Comunicação Integrada
Guia Planejamento de Comunicação IntegradaGuia Planejamento de Comunicação Integrada
Guia Planejamento de Comunicação Integrada
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Etapas do Planejamento de Comunicação Integrada
Etapas do Planejamento de Comunicação IntegradaEtapas do Planejamento de Comunicação Integrada
Etapas do Planejamento de Comunicação Integrada
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Plano de marketing modelo
Plano de marketing modeloPlano de marketing modelo
Plano de marketing modelo
Walter Mendonça
 
Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4
Carlos Alves
 
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na práticaAula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
Comunicação Integrada - Cursos e Soluções (Isabela Pimentel)
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
Rafael Comin
 
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
La Gracia Design
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
luizhsr
 
Propaganda e composto promocional
Propaganda e composto promocionalPropaganda e composto promocional
Propaganda e composto promocional
Ciro Gusatti
 
Apresentacao De Um Plano De Marketing
Apresentacao De Um Plano De MarketingApresentacao De Um Plano De Marketing
Apresentacao De Um Plano De Marketing
Cursos Profissionalizantes
 

Mais procurados (20)

Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
 
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO? COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
 
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
Como desenvolver uma estratégia de comunicação para 2023?
 
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes SociaisAula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
 
Identidade Visual
Identidade VisualIdentidade Visual
Identidade Visual
 
Como fazer planejamento de comunicação integrada?
Como fazer planejamento de comunicação integrada?Como fazer planejamento de comunicação integrada?
Como fazer planejamento de comunicação integrada?
 
Construção da Marca - Conceitos fundamentais
Construção da Marca - Conceitos fundamentaisConstrução da Marca - Conceitos fundamentais
Construção da Marca - Conceitos fundamentais
 
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasBranding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de Marcas
 
Oficina de campanha publicitária
Oficina de campanha publicitáriaOficina de campanha publicitária
Oficina de campanha publicitária
 
Planejamento de comunicacao
Planejamento de comunicacaoPlanejamento de comunicacao
Planejamento de comunicacao
 
Guia Planejamento de Comunicação Integrada
Guia Planejamento de Comunicação IntegradaGuia Planejamento de Comunicação Integrada
Guia Planejamento de Comunicação Integrada
 
Etapas do Planejamento de Comunicação Integrada
Etapas do Planejamento de Comunicação IntegradaEtapas do Planejamento de Comunicação Integrada
Etapas do Planejamento de Comunicação Integrada
 
Plano de marketing modelo
Plano de marketing modeloPlano de marketing modelo
Plano de marketing modelo
 
Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4
 
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na práticaAula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
Aula : Planejamento de Comunicação Integrada na prática
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
 
Propaganda e composto promocional
Propaganda e composto promocionalPropaganda e composto promocional
Propaganda e composto promocional
 
Apresentacao De Um Plano De Marketing
Apresentacao De Um Plano De MarketingApresentacao De Um Plano De Marketing
Apresentacao De Um Plano De Marketing
 

Destaque

Estratégias de Comunicação em Marketing
Estratégias de Comunicação em MarketingEstratégias de Comunicação em Marketing
Estratégias de Comunicação em Marketing
TEMA1
 
Estratégia de comunicação
Estratégia de comunicaçãoEstratégia de comunicação
Estratégia de comunicação
Odair Cavichioli
 
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
Laura Azevedo
 
Estratégia e Marketing
Estratégia e MarketingEstratégia e Marketing
Estratégia e Marketing
José Cruz
 
Aula Segmentação de Mercado
Aula   Segmentação de MercadoAula   Segmentação de Mercado
Aula Segmentação de Mercado
Rafael Gonçalves
 
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusõesComunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
Planning Estratégia de Comunicação
 
Segmentacao posicionamento
Segmentacao posicionamentoSegmentacao posicionamento
Segmentacao posicionamento
Flávia Camargo Bernardi
 
Marketing: princípios de segmentação
Marketing: princípios de segmentaçãoMarketing: princípios de segmentação
Marketing: princípios de segmentação
Bruno Quirino
 
Segmentação de mercado
Segmentação de mercado   Segmentação de mercado
Segmentação de mercado
guel1910
 
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUALLINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
Andrea Dalforno
 
Posicionamento objetivos estratégias e táticas
Posicionamento objetivos estratégias e táticasPosicionamento objetivos estratégias e táticas
Posicionamento objetivos estratégias e táticas
Ciro Gusatti
 
Comunicação integrada de marketing aula 3
Comunicação integrada de marketing   aula 3Comunicação integrada de marketing   aula 3
Comunicação integrada de marketing aula 3
Enrico Trevisan
 
WDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketingWDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketing
We Do Logos
 

Destaque (13)

Estratégias de Comunicação em Marketing
Estratégias de Comunicação em MarketingEstratégias de Comunicação em Marketing
Estratégias de Comunicação em Marketing
 
Estratégia de comunicação
Estratégia de comunicaçãoEstratégia de comunicação
Estratégia de comunicação
 
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
O eterno clássico que se renova: análise das estratégias de comunicação da ma...
 
Estratégia e Marketing
Estratégia e MarketingEstratégia e Marketing
Estratégia e Marketing
 
Aula Segmentação de Mercado
Aula   Segmentação de MercadoAula   Segmentação de Mercado
Aula Segmentação de Mercado
 
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusõesComunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
Comunicação da Mudança - Plano de Comunicação para integração, gestão e fusões
 
Segmentacao posicionamento
Segmentacao posicionamentoSegmentacao posicionamento
Segmentacao posicionamento
 
Marketing: princípios de segmentação
Marketing: princípios de segmentaçãoMarketing: princípios de segmentação
Marketing: princípios de segmentação
 
Segmentação de mercado
Segmentação de mercado   Segmentação de mercado
Segmentação de mercado
 
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUALLINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
LINGUAGEM VISUAL | ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL
 
Posicionamento objetivos estratégias e táticas
Posicionamento objetivos estratégias e táticasPosicionamento objetivos estratégias e táticas
Posicionamento objetivos estratégias e táticas
 
Comunicação integrada de marketing aula 3
Comunicação integrada de marketing   aula 3Comunicação integrada de marketing   aula 3
Comunicação integrada de marketing aula 3
 
WDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketingWDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketing
 

Semelhante a 6 estratégias de comunicação na web 20

Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
 Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010 Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
DOM Strategy Partners
 
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
Gustavo Franco
 
Palestra - Como esta sua presença na internet?
Palestra - Como esta sua presença na internet?Palestra - Como esta sua presença na internet?
Palestra - Como esta sua presença na internet?
H2Web
 
Apresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing DigitalApresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing Digital
Jayme Ventricci Jr.
 
Aula PUC - Marketing digital x conteúdo
Aula PUC - Marketing digital x conteúdoAula PUC - Marketing digital x conteúdo
Aula PUC - Marketing digital x conteúdo
FilipeCarpes
 
Planejamento Integrado de Mídia
Planejamento Integrado de MídiaPlanejamento Integrado de Mídia
Planejamento Integrado de Mídia
Fred Pacheco
 
Mídia (maio 2013)
Mídia (maio 2013)Mídia (maio 2013)
Mídia (maio 2013)
Tality Vacari Rocha
 
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_ptBiz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
KATHLEENBULTEEL
 
Marketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digitalMarketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digital
Marcos Basilio
 
Webinário Marketing Digital PMEs
Webinário Marketing Digital PMEsWebinário Marketing Digital PMEs
Webinário Marketing Digital PMEs
Inesting
 
Planejamento de Mídia Online
Planejamento de Mídia OnlinePlanejamento de Mídia Online
Planejamento de Mídia Online
Fred Pacheco
 
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
HELENO FAVACHO
 
Exe e marketing 2013
Exe e marketing 2013Exe e marketing 2013
Exe e marketing 2013
AdmFabioAraujo
 
Marketing digital para comércio eletrônico
Marketing digital para comércio eletrônicoMarketing digital para comércio eletrônico
Marketing digital para comércio eletrônico
Marcelo Negrini
 
Marketing para Bares e Restaurantes
Marketing para Bares e RestaurantesMarketing para Bares e Restaurantes
Marketing para Bares e Restaurantes
Marcio Mello
 
Curso de Marketing Digital para E-Commerce
Curso de Marketing Digital para E-CommerceCurso de Marketing Digital para E-Commerce
Curso de Marketing Digital para E-Commerce
Norma Paiva da Matta
 
E36 ll02
E36 ll02E36 ll02
E36 ll02
Equipa36_EP13
 
Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
 Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy... Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
DOM Strategy Partners
 
Apostila marketing_digital
 Apostila marketing_digital Apostila marketing_digital
Apostila marketing_digital
Evonaldo Gonçalves Vanny
 
Apostila marketing digital (2)
 Apostila marketing digital (2) Apostila marketing digital (2)
Apostila marketing digital (2)
Cecilia Dagnolo
 

Semelhante a 6 estratégias de comunicação na web 20 (20)

Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
 Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010 Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
Apresentação Metodologias CREM DOM Strategy Partners 2010
 
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
Performance, Mídias Digitais e BI - Aula 1
 
Palestra - Como esta sua presença na internet?
Palestra - Como esta sua presença na internet?Palestra - Como esta sua presença na internet?
Palestra - Como esta sua presença na internet?
 
Apresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing DigitalApresentação de Marketing Digital
Apresentação de Marketing Digital
 
Aula PUC - Marketing digital x conteúdo
Aula PUC - Marketing digital x conteúdoAula PUC - Marketing digital x conteúdo
Aula PUC - Marketing digital x conteúdo
 
Planejamento Integrado de Mídia
Planejamento Integrado de MídiaPlanejamento Integrado de Mídia
Planejamento Integrado de Mídia
 
Mídia (maio 2013)
Mídia (maio 2013)Mídia (maio 2013)
Mídia (maio 2013)
 
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_ptBiz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
Biz miz o1 m6_u6.2_r6_pt
 
Marketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digitalMarketing e empreendedorismo digital
Marketing e empreendedorismo digital
 
Webinário Marketing Digital PMEs
Webinário Marketing Digital PMEsWebinário Marketing Digital PMEs
Webinário Marketing Digital PMEs
 
Planejamento de Mídia Online
Planejamento de Mídia OnlinePlanejamento de Mídia Online
Planejamento de Mídia Online
 
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
Coleta de informações junto aos clientes - PROJETO INTEGRADO III - CST EM MAR...
 
Exe e marketing 2013
Exe e marketing 2013Exe e marketing 2013
Exe e marketing 2013
 
Marketing digital para comércio eletrônico
Marketing digital para comércio eletrônicoMarketing digital para comércio eletrônico
Marketing digital para comércio eletrônico
 
Marketing para Bares e Restaurantes
Marketing para Bares e RestaurantesMarketing para Bares e Restaurantes
Marketing para Bares e Restaurantes
 
Curso de Marketing Digital para E-Commerce
Curso de Marketing Digital para E-CommerceCurso de Marketing Digital para E-Commerce
Curso de Marketing Digital para E-Commerce
 
E36 ll02
E36 ll02E36 ll02
E36 ll02
 
Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
 Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy... Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
Apresentação Metodologias Novo Marketing O Fim da Desgovernança DOM Strategy...
 
Apostila marketing_digital
 Apostila marketing_digital Apostila marketing_digital
Apostila marketing_digital
 
Apostila marketing digital (2)
 Apostila marketing digital (2) Apostila marketing digital (2)
Apostila marketing digital (2)
 

Mais de Vera Carlos

Cap2 planeamento estratégico
Cap2 planeamento estratégicoCap2 planeamento estratégico
Cap2 planeamento estratégico
Vera Carlos
 
1 a internet
1   a internet1   a internet
1 a internet
Vera Carlos
 
Capítulo 9
Capítulo 9Capítulo 9
Capítulo 9
Vera Carlos
 
Análise de um anúncio de tv
Análise de um anúncio de tvAnálise de um anúncio de tv
Análise de um anúncio de tv
Vera Carlos
 
Actividade lojas moda
Actividade lojas modaActividade lojas moda
Actividade lojas moda
Vera Carlos
 
Cap. 3 competências práticas de gestão
Cap. 3   competências práticas de gestãoCap. 3   competências práticas de gestão
Cap. 3 competências práticas de gestão
Vera Carlos
 
Cap. 5 merchandising visual
Cap. 5   merchandising visualCap. 5   merchandising visual
Cap. 5 merchandising visual
Vera Carlos
 
Ficha 2 selecção de canais distribuição
Ficha 2   selecção de canais distribuiçãoFicha 2   selecção de canais distribuição
Ficha 2 selecção de canais distribuição
Vera Carlos
 
Cap. 4 análise do ponto de venda1
Cap. 4   análise do ponto de venda1Cap. 4   análise do ponto de venda1
Cap. 4 análise do ponto de venda1
Vera Carlos
 
Cap. 2 canais de distribuição
Cap. 2   canais de distribuiçãoCap. 2   canais de distribuição
Cap. 2 canais de distribuição
Vera Carlos
 
1 introdução à gp.pdf
1   introdução à gp.pdf1   introdução à gp.pdf
1 introdução à gp.pdf
Vera Carlos
 
3 marketing e estudo de mercado slideshare
3   marketing e estudo de mercado slideshare3   marketing e estudo de mercado slideshare
3 marketing e estudo de mercado slideshare
Vera Carlos
 

Mais de Vera Carlos (12)

Cap2 planeamento estratégico
Cap2 planeamento estratégicoCap2 planeamento estratégico
Cap2 planeamento estratégico
 
1 a internet
1   a internet1   a internet
1 a internet
 
Capítulo 9
Capítulo 9Capítulo 9
Capítulo 9
 
Análise de um anúncio de tv
Análise de um anúncio de tvAnálise de um anúncio de tv
Análise de um anúncio de tv
 
Actividade lojas moda
Actividade lojas modaActividade lojas moda
Actividade lojas moda
 
Cap. 3 competências práticas de gestão
Cap. 3   competências práticas de gestãoCap. 3   competências práticas de gestão
Cap. 3 competências práticas de gestão
 
Cap. 5 merchandising visual
Cap. 5   merchandising visualCap. 5   merchandising visual
Cap. 5 merchandising visual
 
Ficha 2 selecção de canais distribuição
Ficha 2   selecção de canais distribuiçãoFicha 2   selecção de canais distribuição
Ficha 2 selecção de canais distribuição
 
Cap. 4 análise do ponto de venda1
Cap. 4   análise do ponto de venda1Cap. 4   análise do ponto de venda1
Cap. 4 análise do ponto de venda1
 
Cap. 2 canais de distribuição
Cap. 2   canais de distribuiçãoCap. 2   canais de distribuição
Cap. 2 canais de distribuição
 
1 introdução à gp.pdf
1   introdução à gp.pdf1   introdução à gp.pdf
1 introdução à gp.pdf
 
3 marketing e estudo de mercado slideshare
3   marketing e estudo de mercado slideshare3   marketing e estudo de mercado slideshare
3 marketing e estudo de mercado slideshare
 

Último

Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
CalerieLife Brasil
 
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do SulMutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
sindiconet
 
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RS
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RSPrevenção de doenças do pós-enchentes no RS
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RS
sindiconet
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
CalerieLife Brasil
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
CalerieLife Brasil
 
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docxReocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
sindiconet
 

Último (6)

Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
 
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do SulMutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
Mutirão de limpeza - Enchentes Rio Grande do Sul
 
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RS
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RSPrevenção de doenças do pós-enchentes no RS
Prevenção de doenças do pós-enchentes no RS
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
 
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docxReocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
Reocupação do condomínio - Enchentes no RS.docx
 

6 estratégias de comunicação na web 20

  • 1. Marketing (1º ciclo) Comércio Electrónico e Web Marketing 2012/2013 Estratégias de Comunicação na Web 2.0 Vera Silva Carlos
  • 3. Web Marketing vs. X-Marketing WEB MARKETING  A aplicação da Internet e das tecnologias digitais relacionadas em conjunto com tecnologias tradicionais para atingir os objectivos de marketing. X-MARKETING (Marketing Digital)  Abrange mais meios e tecnologias do que o web marketing, tais como o mobile marketing, a televisão interactiva ou os quiosques electrónicos com ecrãs tácteis.
  • 4. Objectivos do Web Marketing  Aumentar as vendas (mais alargada distribuição e promoção);  Acrescentar valor (dar mais benefícios aos clientes);  Aumentar a proximidade com o cliente (encontrando-o, colocando mais questões, criando diálogo, aprendendo sobre o mesmo);  Diminuir os custos (do serviço, das promoções e das vendas) e, portanto, aumentar os lucros da transacção;  Expandir a marca online (reforçar os valores da marca).
  • 5. MKT ONLINE  As empresas podem conduzir o mkt online de quatro formas: 1. Através da criação de uma PRESENÇA ELECTRÓNICA; 2. Ao colocar ANÚNCIOS ONLINE; 3. Ao participar em fóruns, grupos de discussão ou COMUNIDADESWEB; 4. Utilizando E-MAILS e WEBCASTING* http://www.youtube.com/watch?v=_xvwgxF84BY&feature=related  Uma empresa pode estabelecer uma presença electrónica através da: 1. Compra de um espaço num provedor de serviços comerciais; 2. Criação do próprio Website. *transmissão de áudio/vídeo utilizando a tecnologia streaming media – distribuição de informação multimédia numa rede através de pacotes
  • 6. Criação de um Website Satisfação das necessidades e desejos dos actuais e potenciais clientes da organização. Também num projecto Web todas estas variáveis têm de ser tidas em conta e tratadas. O marketing começa com o conceito do produto/serviço, passando pelo seu desenvolvimento, embalagem, preço, lançamento, publicidade, vendas, etc.
  • 7. 5 P’s do MARKETING TRADICIONAL PRODUCT Produto físico ou serviço, incluindo embalagem, garantia, etc. PRICE Margem de lucro, os preços da concorrência PLACEMENT Canais de distribuição, cobertura de mercado, logística, etc PROMOTION Comunicação e venda através de publicidade, RP, etc. PEOPLE Serviço ao cliente, aparência, atitude etc.
  • 8. 5 P’s do Marketing na Web 2.0 (1/4) PRODUCT É envolvente e digno de buzz? PRICE Valor do produto na comunidade é tido em conta PLACE Onde o produto se insere na vida do cliente? PROMOTION O próprio produto conduz à promoção dentro da comunidade. PEOPLE O cliente é o novo intermediário
  • 9. 5 P’s do Marketing na Web 2.0 (2/4) (1) Product:  Novos produtos/serviços (ex.: música).  Reforço no apoio aos clientes – serviço pré/pós-venda – através de páginas FAQ, manuais dos produtos online, chats online, fóruns de discussão, etc. (2) Price  Custos/preços mais baixos (despesas menores/inexistentes com instalações ou salários; possibilidade de inexistência de intermediários).
  • 10. 5 P’s do Marketing na Web 2.0 (3/4) (3) Promotion  Os clientes satisfeitos devem ser encorajados a divulgar o produto em redes sociais;  Demonstrações interactivas podem suscitar discussões acerca de um produto, mesmo antes de ser lançado (buzz!). Utilizar as comunidades para promover o produto. (4) Place(ment)  O produto pode ser vendido directamente ou através de revendedores;  As empresas devem considerar a localização do cliente (distribuição e serviço pós-venda).
  • 11. 5 P’s do Marketing na Web 2.0 (4/4) (5) People  O cliente é o novo intermediário; mais do que nunca, é importante que esteja satisfeito.  Assegurar que as pessoas dentro da organização têm uma boa influência no produto/marca. Como acontece no MKT tradicional, ao fazer uma mudança estratégica num dos elementos, todos os outros são influenciados.
  • 12. A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DOS WEBSITES (1/2)  A Internet tornou-se uma arma estratégica chave, particularmente importante tendo em conta o ambiente empresarial competitivo actual.  Recebe cada vez mais Websites que variam em termos de qualidade, por isso a avaliação da qualidade oferece un feedback rápido às organizações.
  • 13. A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DOS WEBSITES (2/2)  A qualidade dos Websites é fundamental para atrair a atenção dos clientes.  Como o marketing online tem baixos custos e está amplamente disponível, todas as organizações possuem capacidades similares para utilizar a Internet em sua vantagem.
  • 14. DIMENSÕES DA QUALIDADE DOS WEBSITES  Com a evolução da tecnologia Web, as dimensões utilizadas para avaliar a qualidade mudam constantemente.  Dependendo da natureza do produto/serviço, as empresas online poderão querer centrar-se em dimensões específicas de qualidade.
  • 15. CARACTERÍSTICAS DE UM SITE DE SUCESSO  Criar interactividade com o utilizador (permitir consulta e pesquisa de informação + fazer e ler comentários; enviar mails, etc.)  Desenvolver um design profissional, apelativo e funcional (a homepage deve permitir identificar imediatamente o objectivo do site)  Acrescentar valor (links para sites relacionados, oferecer downaload grátis de software/demonstrações de produtos/serviços)  Colocar estrategicamente no site as keywords que descrevem a empresa (rápida localização do site)  Proporcionar entretenimento (humor/efeito surpresa) http://visibilidade.net
  • 16. CARACTERÍSTICAS DE UM SITE DE SUCESSO  Garantir rapidez (evitar pormenores gráficos que retardem o carregamento da página; recorrer a um servidor veloz)  Proporcionar vantagens exclusivas, que façam o cliente registrar-se (online tracking - encomendas)  Facilitar a navegação (regra dos três clicks para encontrar a informação)  Disponibilizar sistemas de encomenda (carrinho de compras)  Transmitir confiança (facultando morada, telefone, fotos de instalações, mapa de localização, etc.)  Considerar a globalização (consoante o público alvo; ex: site multilingue)  Garantir que o site está sempre disponível (excepto quando é necessário fazer upgrades)
  • 18. Definição das estratégias de Web Marketing  Para definir as estratégias de web marketing devem ser utilizados: 1. Segmentação do mercado e identificação dos targets; 2. Posicionamento; 3. Declaração do posicionamento; 4. Definição das Keywords. Por esta ordem, não de importância mas de execução.
  • 19. 1. SEGMENTAÇÃO (1/2)  Hoje em dia as empresas têm inúmeros problemas de âmbito comercial resultantes de má segmentação, ou de nenhuma.  A solução passa por dividir o mercado em vários níveis de potencial, sendo traçados 3 grupos em função das suas características demográficas (sexo, idade, agregado familiar…), comportamentais e psicográficas (estilo de vida, personalidade, valores…).
  • 20. 1. SEGMENTAÇÃO (2/2)  Vejamos como: ◦ 1º grupo – pessoas mais sensíveis às ofertas; ◦ 2º grupo – pessoas medianamente sensíveis às ofertas; ◦ 3º grupo – pessoas menos sensíveis às ofertas.  A estratégia eficaz é alvejar o primeiro grupo, negligenciando os outros.  Se não se obtiverem resultados satisfatórios, das duas uma: ou a segmentação foi mal feita, ou há problemas com a oferta (reflectir novamente sobre o mix de mkt).
  • 21. 2. POSICIONAMENTO (1/2)  Posicionamento não é o que se faz com o produto, mas sim o que se faz com a mente dos clientes potenciais. POSICIONAMENTO DE ACORDO COM DUAS DIMENSÕES 1. Identificação (de que género de produto/serviço se trata) 2. Diferenciação (o que o distingue dos outros produtos/serviços do género).  Para a identificação criamos os pontos de paridade com os concorrentes e para a diferenciação os pontos de diferença.
  • 22. 2. POSICIONAMENTO (2/2) O posicionamento será bem sucedido quando nós conseguimos demonstrar uma razão credível e incontestável para que o cliente compre o nosso produto e não o produto concorrente.
  • 23. 3. DECLARAÇÃO DE POSICIONAMENTO Responder numa frase a, pelo menos, três questões:  Em que sector opera a empresa/marca/produto/serviço?  Que benefícios proporciona?  Por que motivo é melhor do que a concorrência?
  • 24. 4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (1/8)  Só depois de sabermos quem (Segmentação) queremos atingir e como (Posicionamento) é que poderemos ser eficazes nesta etapa, que é fundamental para atrair tráfego qualificado para os sites.  Em primeiro lugar é necessário definir os objectivos (o que queremos que os visitantes façam no site) http://www.youtube.com/watch?v=_RjhZY0o8xo&feature=relmfu EXS.:  Downloads  Subscrição de uma Newsletter  Pedido de uma amostra/demonstração  Solicitação de um orçamento  Compra de um produto  Reserva de um serviço
  • 25. 4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (4/8)  Antes de começar a criar/reestruturar o site e a recolher conteúdos para o mesmo, deve ser feita a pesquisa das Keywords: o Google Search-based KeywordTool (Google Adwords) http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=J5WjtRZ61gw o Google Insights/Trends o Número de resultados no Google o Etc Http://www.youtube.com/watch?v=PPD-W2Bsxrw
  • 30. 4. DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (2/8) Regra Nº 1  Usar expressões (keyphrases) em vez de palavras isoladas, porque a maioria das pessoas usa expressões nas pesquisas.  Por outro lado, palavras isoladas têm menos eficácia, porque competem com maior número de sites na página de resultados do motor de busca. De acordo com dados da Majestic Research: 50% de todas as pesquisas são feitas com 2 ou 3 palavras; 25% das pesquisas usa entre 4 e 6 palavras; 20% das pesquisas usa apenas 1 palavra; 5% das pesquisas usa mais do que 6 palavras.
  • 31. 4.DEFINIÇÃO DAS KEYWORDS (3/8) Regra Nº 2 ◦ Usar expressões relevantes e coerentes com o conteúdo da página, não esquecendo que deverão ser: Suficientemente comuns e de uso corrente; Razoavelmente específicas para que não devolvam milhões de resultados pelo motor de busca. Regra Nº 3 ◦ Keywords específicas e altamente focadas nos produtos produzem tráfego altamente qualificado (motivado para a compra).
  • 33. PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS  Facilidade de comunicação em massa;  Induz a percepção de que a comunicação está a ser feita para um.  A comunicação e a oferta são mais personalizadas em função das necessidades do cliente, por isso sente-se único.
  • 34. PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS O meio digital proporciona custos mais baixos. • Melhor relação custo-benefício A promoção digital não conhece barreiras geográficas. No mundo físico, a colocação de anúncios nos meios de comunicação não é imediata. • Comunicação instantânea As campanhas de mkt na Internet permitem saber minuto a minuto a reacção do mercado, o que possibilita a alteração da campanha  Dimensão do mercado • Estatísticas em tempo real VANTAGENS
  • 35. PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS Cada vez mais é difícil para as empresas mostrar que são diferentes (> concorrência). • Dificuldade em atrair clientes Os registos obtidos das bases de dados podem não estar 100% correctos. Ainda existem resistências ao meio digital, embora estas vão diminuindo ao longo do tempo. • Meio impessoal  Possibilidade de comunicar com as pessoas erradas A promoção através de meios digitais pode não ser de todo a mais vantajosa, particularmente quando queremos atingir públicos que não os utilizam. DESVANTAGENS
  • 36. PROMOÇÃO EM MEIOS DIGITAIS  PATROCÍNIOS  PÁGINA WEB;  E-MAIL MARKETING;  MOTORES DE BUSCA  MOBILE MARKETING  REDES SOCIAIS  MICROBLOGGING
  • 37.  Aumentar a notoriedade das marcas  Atrair tráfego para os sites dos anunciantes Anunciar com inteligência, segmentando em função de:  O SITE ONDE SE LOCALIZA O ANÚNCIO (a escolha do site deve ser feita tendo em conta o tipo de público que o visita)  AS PÁGINAS DO SITE (portais como o Sapo ou o Yahoo! têm conteúdos dirigidos para diferentes públicos-alvo, portanto é necessário escolher áreas específicas que atraiam o público que nos interessa)  A ORIGEM DOSVISITANTES (através do IP é possível determinar o país de origem dos visitantes, colocando à sua disposição um banner na sua língua) PUBLICIDADE SEGMENTADA PATROCÍNIOS (compra de espaço num site) (1/5)
  • 38. PATROCÍNIOS (compra de espaço num site) (2/5)  VISITANTES REGISTADOS (com a recolha de informações – gostos, idade, compras anteriores, etc. – é possível fazer anúncios específicos para cada visitante que visualiza uma página do site – este é o modelo de negócio das redes sociais) Antes de 2000…  Banners pagos por visualizações Após 2000…  Sendo um meio pouco eficaz, evoluiu-se para o modelo Pay Per Click, em que a empresa não paga quando o anúncio é visualizado, apenas quando é ‘clicado’.
  • 39.
  • 40. PATROCÍNIOS (compra de espaço no site) (4/5) Iniciativa do Google dirigida a anunciantes e proprietários de sites, em que o Google funciona como intermediário na venda/gestão do espaço publicitário. COMO FUNCIONA?? Proprietário do site Disponibiliza espaços para anúncios e recebe uma comissão em função do nº de visitantes que clica nos anúncios. Anunciante Coloca o anúncio na rede de sites associados ao Google, pagando apenas quando os visitantes clicam no anúncio. Google Como intermediário, fornece a plataforma tecnológica que gere os espaços em cada site e recebe a contrapartida financeira do anunciante, pagando a parte que corresponde ao proprietário do site.
  • 41. “7 dicas essenciais para seres um Ninja dos Facebook Ads” http://www.webmilionario.com/redes-sociais/facebook/7-dicas-essenciais-para-seres-um-ninja-dos-facebook-ads/ “No último ano, o "custo por clique" de um anúncio no Facebook aumentou 74%” Tim Bradshaw, Económico, 21/07/11
  • 42. PÁGINA WEB (1/4) WEBSITES CORPORATIVOS  Construir uma boa imagem;  Apoiar outros canais de vendas;  Fornecer informação (história, missão e filosofia da empresa, produtos/serviços, localização, eventos concorrentes, desempenho financeiro, oportunidades de emprego);  Construir relacionamentos mais próximos;  Gerar interesse (buzz!!) pela empresa;  Tirar dúvidas aos clientes.
  • 43.
  • 44. PÁGINA WEB (3/4) WEBSITES DE MKT  Reter os consumidores através de actividades interactivas;  Fornecer informação (catálogo) e promoções (sugestões de compra, cupões, eventos de vendas ou concursos).
  • 46. E-MAIL MARKETING (1/3)  Meio de comunicação por excelência.  Quando bem utilizado, contribui para o aumento de visitas a um site. ASSINATURA DOS E-MAILS  Numa empresa, devem existir regras para a assinatura, devendo o endereço web constar da assinatura;  Há que ter em conta que os e-mails podem ser reencaminhados.
  • 47. E-MAIL MARKETING (2/3) CRIAR UMA NEWSLETTER  Quando enviada por correio electrónico tem um baixo custo e permite posicionar a empresa como especialista no ramo.  Uma e-newsletter não deve ser só um repositório dos feitos da empresa, deve também dar conselhos e informações úteis (diferenciação). ENVIAR OFERTAS A CLIENTES EVISITANTES DO SITE  Artigos, vídeos, promoções especiais – CRIATIVIDADE. FAZER ACÇÕES DE E-MAIL MKT  Com o apoio de empresas especializadas, alugar bases de dados para o envio de informação promocional.
  • 48.
  • 49. MOTORES DE BUSCA  Valorizam um site que seja referenciado por links noutros sites, estando também estes sites a gerar tráfego para o nosso site. MULTIPLICAR OS LINKS A APONTAR PARA O SITE:  Colocar o site em directórios;  Solicitar a troca de links com outros sites;  Criar um blog e disponibilizar os link;  Enviar notas de imprensa com o link incluído;  Criar uma presença nas redes sociais.
  • 50. MOBILE MARKETING SMS – Short Message Service MMS – Multimedia Messaging Service Bluetooth Recepção de promoções em determinados locais. Serviços de posicionamento Utilização do dispositivo GPS; Acesso a guias/roteiros consoante a localização QR Code Código de barras que permite dar mais informações do que o código de barras tradicional (Smartphone,Tablet, PC) http://www.youtube.com/watch?v=F_Fy1ycmyWc Realidade aumentada Smartphones/tablets http://www.youtube.com/watch?v=m3SJo2u7tQo / http://www.youtube.com/watch?v=oqCFJIRK6wU Mobile payment Pagamento de bens e serviços físicos e digitais através do tlm. http://www.youtube.com/watch?v=SGEHeUjsf6Q Utilização de tecnologias de comunicação em dispositivos portáteis de modo a transmitir uma mensagem promocional a diferentes grupos-alvo, em qualquer momento, mesmo quando se encontram em movimento.
  • 51. REDES SOCIAIS http://www.youtube.com/watch?v=xECSNTQJGT0  Páginas;  Eventos;  Grupos;  Anúncios (segmentação por atitudes/comportamentos – ‘Like’)  Etc.  A participação nas redes deve ser feita da forma correcta (interacção e não apenas anúncios, publicação de conteúdos).
  • 52. REDES SOCIAIS Podem ser utilizadas pelas empresas para:  Divulgar preços, produtos e serviços;  Ganhar notoriedade e comunicar com clientes, criando comunidades e relações de proximidade diferentes. Vantagens:  Baixos custos  Procura segmentada  Atendimento personalizado a cada cliente  Interactividade com o público-alvo Ler mais na Revista Exame Expresso: http://expresso.sapo.pt/redes-sociais-como-ferramenta-de- marketing=f535611#ixzz1tS2B0zA3
  • 53. MICROBLOGGING  Estes textos podem ser enviados por: sms, mensagens instantâneas, e-mail ouWeb. http://www.youtube.com/watch?v=JXPmI4YaOpM O SERVIÇO DE MICROBLOGGING MAIS POPULAR É O TWITTER Forma de publicação de blog que permite aos utilizadores fazer actualizações breves de texto e publicá-las (publicamente ou por um grupo restrito). Tweets são mensagens curtas que têm até 140 caracteres e podem conter links como http://twitter.com. Um Widget é uma aplicação que permite aceder a informações diversas a partir do ambiente de trabalho ou que podem ser colocados num site. (ex.: Widget no site de uma empresa actualiza a informação, desde que seja feito um post no Twitter)
  • 54. OUTRAS… CONVIDAR VISITANTES A ADICIONAR O SITE AOS FAVORITOS  Colocando um botão no site – simplifica o processo. CRIAR UMA ACÇÃO DE MKTVIRAL  (http://www.youtube.com/watch?v=x88lu5uMphs; http://www.youtube.com/user/tippexperience?ob=0&feature=results_main) CRIAR UM PROGRAMA DE AFILIADOS  Desenvolver uma rede de afiliados que ajudam na promoção/comercialização de produtos/serviços.
  • 55. MONITORIZAÇÃO DA REPUTAÇÃO DE UMA MARCA, ORGANIZAÇÃO OU PESSOA “Qualquer pessoa com acesso à Internet pode potencialmente (…) destruir uma marca que demorou anos a construir.“ (Carrera, 2012)
  • 56. MONITORIZAÇÃO DA REPUTAÇÃO Várias ferramentas:  Twitter  Google Alerts  Facebook  Blogs  Linkedin  Youtube  Social Mention Ferramenta para verificar, em qualquer momento, o que se diz nas redes sociais acerca de uma empresa, marca, produto ou pessoa. Compila tudo o que é dito e apresenta estatísticas que permitem verificar o impacto na rede. http://www.socialmention.com/ São actualizações dos mais recentes resultados relevantes do Google (web, notícias, etc) que são enviadas por e-mail com base nas consultas que o utilizador faz. http://www.google.pt/alerts?hl=pt-br
  • 57. MONITORIZAÇÃO DA REPUTAÇÃO  Para além das soluções gratuitas, existem também soluções pagas (ONLINE REPUTATION MANAGEMENT)  Radian 6 - http://www.radian6.com/  Lithium - http://www.lithium.com/  BrandsEye - http://www.brandseye.com/ Têm como vantagem o facto de proporcionarem uma análise integrada dos vários comentários realizados em blogs, redes sociais, sites e outros (análise global).
  • 58. Concluindo…  Com todas as potencialidades da Internet em espalhar uma mensagem, ainda mais depois do advento do conceito Web 2.0, talvez possamos dizer que estamos na fase Marketing 2.0, que é suportada grandemente nas redes sociais e no seu poder.
  • 59. BIBIOGRAFIA Ascensão, C. P. (2011). Google Marketing. Lisboa: Edições Sílabo. Carrera, F. (2012). Marketing Digital na versão 2.0 (2ª Ed.). Lisboa: Edições Sílabo. Chaffey, D. & Smith, P. R. (2008). E-marketing Excellence - Planning and Optimizing you Digital Marketing (3rd Ed.). Oxford: Elsevier/Butterworth-Heinemann. VanRysdam, P. (2010). Marketing in a Web 2.0 World Using Social Media, Webinars, Blogs, and More to Boost Your Small Business on a Budget. Florida:Atlantic Publishing Group Inc.