Anamnese neurológica

2.103 visualizações

Publicada em

Aula de semiologia neurológica UNILUS

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.051
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anamnese neurológica

  1. 1. Propedêutica Neurológica Anamnese Maria Fernanda M. Mingossi
  2. 2. “ Nunca acredite no que um paciente lhe diz que o médico lhe disse”. Sir Willian Jenner
  3. 3. Anamnese Mais importante da Avaliação Clínica RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE
  4. 4. Qual a 1a pergunta a ser respondida em todo paciente com doença neurológica ? ONDE ESTÁ A LESÃO ?
  5. 5. 1o ABORDAGEM ANATÔMICA FISIOLOGIA ETIOLOGIA
  6. 6. POR QUÊ ? Cada parte do S.N. tem déficits clínicos característicos
  7. 7. ANAMNESE Exame Físico-Neurológico 80% DiagnósticosOrientação Exames Complementares Diagnóstico
  8. 8. IDENTIFICAÇÃO
  9. 9.  Nome  Idade  Sexo  Cor  Procedência  Profissão  Grau de escolaridade  Mão preferencial
  10. 10. Grau de Escolaridade  Síndromes demenciais.  Mini Exame Mental: 0 a 30 • Nível universitário: 26 normal • Analfabeto: 16 normal
  11. 11. Neuropsicológico Mini-mental • Orientação • Registro de dados • Atenção e cálculo • Memória • Linguagem • Nomeação • Repetição • Compreensão • Leitura • Escrita
  12. 12. Mão Preferencial  Dominância hemisférica  Força muscular  Linguagem Área de Broca • Destros 100% H.E. • Sinistros 70% H.E 30% H.D.
  13. 13. Anamnese História da doença atual
  14. 14.  Início:  Ordem de aparecimento dos sintomas  Evolução: surtos?  Agressões  Exames prévios  Medidas terapêuticas
  15. 15. Interrogatório especial  Desmaios? Tonturas? Vertigens? Crises epilépticas?  Cefaléia  Dores  Desordens sensitivas: parestesia?  Distúrbios esfincterianos  Alterações do sono  Alterações do humor
  16. 16.  Perdas da consciência: características Síncope ? Epilepsia ?  Tipos de cefaléia
  17. 17. Antecedentes Pessoais  Criança  Gestação  Parto  Condições do RN  DNPM  Vacinação  Doenças prévias  Adulto  Tabagismo  Etilismo  Doenças prévias
  18. 18. História Familiar Epilepsia Migrânea Doenças heredodegenerativas (Consangüinidade)
  19. 19. Interrogatório sempre só ao paciente ? Exceto em situações como:  Coma  Quadros psiquiátricos  Crises epilépticas  Crianças pequenas
  20. 20. DICAS ANAMNESE
  21. 21. Narração pelo paciente  Palavras próprias  Não induzir  Avaliação do comportamento
  22. 22. Rejeitar  Diagnósticos prévios  Diagnósticos dados pelo paciente: convulsão  Nomes dados pelo paciente: vertigem, tontura  Termos técnicos, complexos ou expressões interpretativas
  23. 23. DESCREVER O EPISÓDIO, A SENSAÇÃO IMPORTANTE
  24. 24. Queixa inicial e a doença atual • Que tipo de problema você está tendo? • O que o trouxe aqui? (lembra meio de transporte) • O que há de errado? (risos)
  25. 25. Tempo de duração Doença Minutos Vascular Horas Hematomas, meningites Dias Encefalites, abscesso Semanas Tumores, hematoma subdural Meses Degenerativas INSTALAÇÃO
  26. 26. História médica pregressa Condições gerais de saúde: • Doenças crônicas e doenças anteriores, • Hospitalizações, • Cirurgias, • Acidentes ou lesões (TCE) • Doenças infecciosas, • Doenças venéreas, • Defeitos congênitos, • Padrões de sono.
  27. 27. História médica pregressa • Vegetarianos ou pacientes com história de cirurgia gástrica ou doença inflamatória intestinal deficiência de vitamina B12, • Existem complicações neurológicas decorrentes de transtorno do tecido conectivo, diabete, sarcoidose, • Câncer metástase.
  28. 28. História médica pregressa • Valvopatia cardíaca ou infarto agudo do miocárdio doenças vasculares cerebrais, • Medicações efeitos colaterais neurológicos.
  29. 29. História familiar • Possibilidade de doenças heredofamiliares, • Perguntas habituais (câncer, diabete, hipertensão e doenças cardiovasculares), • Importante em pacientes com epilepsia, doenças vasculares cerebrais, transtornos do movimento, miopatias, doenças cerebelares.
  30. 30. História social • Estado civil, • Nível educacional, • Ocupação, • Hábitos pessoais (álcool, fumo, drogas)
  31. 31. Indagar sobre alguns sintomas • Qualquer história de convulsões ou perda da consciência sem explicação, • Cefaléia, • Vertigens ou tontura, • Perda da visão, • Diplopia, • Dificuldade de audição, • Zumbido nos ouvidos,
  32. 32. Indagar sobre alguns sintomas • Dificuldade de fala ou deglutição, • Fraqueza, • Dificuldade de se mover, • Movimentos anormais, • Dormência, formigamento, • Tremor, • Problemas de marcha, equilíbrio e coordenação,
  33. 33. Indagar sobre alguns sintomas • Dificuldade no controle dos esfíncteres ou na função sexual, • Dificuldade de pensamento ou memória, • Problemas em dormir ou sonolência excessiva, • Sintomas depressivos.
  34. 34. GERAIS • Perda de pêso (depressão, neoplasia) • Diminuição do nível de energia (depressão) • Calafrios/febre (infecções ocultas)
  35. 35. CABEÇA • Cefaléias (muitas) • Traumatismo (hematoma subdural)
  36. 36. OLHOS • Estado de refração; óculos, cirurgia de refração, • Perda visual episódica (amaurose fugaz), • Perda visual progressiva (neuropatia óptica) • Diplopia (várias)
  37. 37. OLHOS • Ptose (miastenia), • Olhos secos (Sjögren), • Fotossensibilidade (enxaqueca) • Dor nos olhos (neurite óptica).
  38. 38. OUVIDOS • Perda auditiva (neurinoma acústico), • Secreção (colesteatoma), • Zumbidos (doença de Menière), • Vertigens (vestibulopatia), • Vesículas (Herpes zoster)
  39. 39. NARIZ • Anosmia (meningioma do sulco olfatório) • Secreção (rinorréia de líquor)
  40. 40. BOCA • Língua inflamada (deficiência nutricional)
  41. 41. PESCOÇO • Dor (radiculopatia) • Rigidez (meningite)
  42. 42. CARDIOVASCULARES • Doenças cardíacas (muitas) • Hipertensão (doenças vasculares cerebrais) • Arritmias cardíacas (embolia cerebral)
  43. 43. RESPIRATÓRIOS • Dispnéia (doenças neuromusculares) • Asma (vasculite sistêmica) • Tuberculose (meningite)
  44. 44. GASTROINTESTINAIS • Mudança no apetite (lesão hipotalâmica) • Sede excessiva (diabe melito ou insipidus) • Disfagia (miastenia) • Obstipação intestinal (disautonomia, encefalomiopatia neurogatrointestinal mitocondrial) • Vômitos (pressão intracraniana aumentada)
  45. 45. GENITOURINÁRIOS • Incontinência ou retenção urinária (bexiga neurogênica) • Impotência (disautonomia) • Poliuria (diabete melito ou insipido) • Aborto espontâneo (síndrome anticorpo antifosfolípide) • Doença sexualmente transmitida (neurossífilis)
  46. 46. HISTÓRIA MENSTRUAL • Último ciclo menstrual e métodos anticoncepcionais • Uso de anticoncepcionais orais (acidente vascular cerebral) • Terapia de reposição hormonal (enxaqueca)
  47. 47. ENDÓCRINOS • Galactorréia (tumor hipofisário) • Amenorréia (insuficiência hipofisária) • Mãos/pés aumentando de tamanho (acromegalia)
  48. 48. MUSCULOESQUELÉTICOS • Artrite (doenças do tecido conectivo) • Cãimbras musculares (ELA) • Mialgias (miopatias)
  49. 49. HEMATOPOIÉTICOS • Anemia (deficiência de B12) • Trombose venosa profunda (síndrome anticorpo antifosfolípide)
  50. 50. PELE • Erupções cutâneas (doença de Lyme, reações a drogas) • Picadas de insetos (doença de Lyme, infecção riquetsial) • Manchas congênitas (síndromes neurocutâneas =>facomatoses)
  51. 51. PSIQUIÁTRICOS • Depressão (muitas) • Psicose (doeça de Jakob-Creutzfeldt) • Alucinações (Demência de Lewy) • Manias de grandeza (neurossífilis)
  52. 52. CEFALÉIA DOENÇA? SINTOMA?
  53. 53. • Início • Localização • Irradiação • Tipo • Periodicidade • Associação de sinais e sintomas • Fatores agravantes • Fatores que aliviam
  54. 54. ANAMNESE • Identificação • QD: Fraqueza em braço e perna D há 2 horas • HPMA: Paciente refere que há 2 horas apresentou diminuição da força muscular em dimídio D, de início súbito, enquanto realizava suas tarefas habituais. Relata que um copo caiu de sua mão e que teve que se sentar no momento do evento. Apresentou ainda súbita dificuldade para falar (disartria). Refere parestesia também à direita. Relata que o déficit tem piorado desde seu início. Nega perda de consciência, convulsão, alterações de memória. Nega sintomas semelhantes previamente.
  55. 55. ANAMNESE • ISDA • Hábitos: Tabagista 40 anos/maço. Medicações em uso: Capoten 25 mg de 8/8 horas, AAS 200 mg/dia, Propranolol 40 mg 8/8 horas, Glucoformin 850 mg 2x/dia, em uso regular. • Antecedentes pessoais: HAS, DM, IAM com ATC + stent há 5 anos. • Antecedentes familiares: Pai falecido por SCA aos 56 anos e mãe com HAS e DM.
  56. 56. HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS • Diagnóstico sindrômico • Diagnóstico topográfico • Diagnóstico etiológico

×