Anamnese das cefaléias

4.339 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Boa Tarde a Todos Agradecimento pelo convite de mais uma vez participar do congresso mineiro de neurologia e cefaléia. É um tema amplo que não será esgotado e o objetivo da apresentação é sistematizar as principais drogas disponíveis e aplicação no tratamento agudo e profilático da migrânea
  • Anamnese das cefaléias

    1. 1. “ Anamnese das cefaléias” <ul><li>Henrique Carneiro </li></ul><ul><li>Hospital Mater Dei – BH </li></ul><ul><li>Simpósio da Sociedade Mineira de Cefaléia </li></ul><ul><li>Fundação da Liga Acadêmica de Cefaléia e Dor de Barbacena </li></ul>
    2. 2. Anamnese das cefaléias Henrique Carneiro <ul><li>Doutor, me ajude por favor. Já não agüento mais conviver com esta dor !!! </li></ul>
    3. 3. Anamnese das cefaléias <ul><li>Está entre as 20 causas mais freqüentes de atendimento ambulatorial- hospitalar </li></ul><ul><li>4ª causa de procura aos atendimentos de urgência </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>LyN. Advance data from vital ad health statistics;2001;321:1-28. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
    4. 4. Anamnese das cefaléias Neurologia Epilepsia Nervos Periféricos Demências Cefaliatria
    5. 5. Anamnese das cefaléias <ul><li>“ A cefaléia tão frequentemente considerada como irmã feia da especialidade (neurológica), ambígua, mal entendida e sempre chata na clínica, recebeu um </li></ul><ul><li>up grade , e deixou que revelássemos alguns de seus segredos que vieram a enriquecer nossa prática e melhorar a qualidade de vida de seus sofredores...” </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Peter Goadsby </li></ul></ul></ul></ul></ul>
    6. 6. Anamnese das cefaléias <ul><li>Anamnese = relembrar, trazer a novamente à memória, recordar. </li></ul><ul><li>Direcionamento sem mecanicismo </li></ul><ul><li>O que está causando isto e como posso ajudar ? </li></ul>
    7. 7. Anamnese das cefaléias <ul><li>Pré requisitos básicos: </li></ul><ul><li>Conhecimento para saber o que procura </li></ul><ul><li>Inteligência para interpretar o que encontra </li></ul><ul><li>Paciência para cativar e obter a colaboração do doente </li></ul><ul><li>Atenção para captar todos os detalhes </li></ul><ul><li>TEMPO, para melhorar a acurácia </li></ul>
    8. 8. Anamnese das cefaléias <ul><li>A anamnese: </li></ul><ul><li>Passo 1: Adquirir confiança e empatia </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Inicie a conversa com temas cotidianos até que se conheçam melhor </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Mostre-se solidário </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Acredite na queixa </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Não existe protocolo: </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>pacientes diferentes = abordagens diferentes </li></ul></ul></ul></ul></ul>
    9. 9. Anamnese das cefaléias <ul><li>A anamnese: </li></ul><ul><li>Passo 2: Saber o que abordar </li></ul>
    10. 10. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Há quanto tempo tem dor de cabeça ? </li></ul><ul><li>Cefaléias primárias X secundárias </li></ul><ul><li>Períodos assintomáticos </li></ul><ul><li>Piora recente </li></ul>Anamnese das cefaléias
    11. 11. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Com que freqüência suas dores ocorrem ? </li></ul><ul><li>Diferenciação entre as várias causas de cefaléias primárias </li></ul>Anamnese das cefaléias
    12. 12. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Quando a dor começa, quanto tempo dura ? </li></ul><ul><ul><li>Você dorme já dormiu e acordou com a dor? </li></ul></ul><ul><ul><li>Há oscilações durante a dor ? </li></ul></ul>Anamnese das cefaléias
    13. 13. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Aonde da cabeça que doi ? </li></ul><ul><li>Aonde começa ? </li></ul><ul><li>Aponte com o dedo o trajeto da dor (irradiações) </li></ul>Anamnese das cefaléias
    14. 14. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Tente descrever como é sua dor. </li></ul><ul><li>Ajude se necessário, sem induzir (aperta, queima, lateja, fura) </li></ul><ul><li>Aceite que alguns pacientes não conseguem definir. </li></ul>Anamnese das cefaléias
    15. 15. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Qual a intensidade da dor ? </li></ul><ul><li>Escala visual (0 – 10) </li></ul><ul><li>Interferência nas atividades de vida diária: </li></ul><ul><ul><ul><li>Leve = não interfere </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Moderada = interfere </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Forte = Impossibilita </li></ul></ul></ul>Anamnese das cefaléias
    16. 16. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Quando a dor vem o que mais você sente ? </li></ul><ul><li>Deixe que o paciente fale espontâneamente </li></ul><ul><li>Pergunte após sobre aversão a cheiros </li></ul><ul><li>Barulho, luz. Presença de aura visual e parestésica. </li></ul><ul><li>O que você costuma fazer quando está com dor? </li></ul>Anamnese das cefaléias
    17. 17. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>O que causa sua dor ? </li></ul><ul><li>Alimentos, estresse, sono, jejum, ciclos menstruais, exercícios físicos, álcool, medicações, traumas prévios. </li></ul>Anamnese das cefaléias
    18. 18. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>O que você sabe que piora sua dor? </li></ul><ul><li>Exercícios, luz, barulho, odores, ansiedade </li></ul>Anamnese das cefaléias
    19. 19. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>O que você faz para melhorar quando está com dor ? </li></ul><ul><li>Gelo, massagens, acupuntura, relaxamento, tenta esquecer. </li></ul>Anamnese das cefaléias
    20. 20. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>O que você acha que pode estar causando sua dor? </li></ul><ul><li>Reconhecer os medos, incertezas, inseguranças para poder informar e esclarecer. </li></ul>Anamnese das cefaléias
    21. 21. <ul><li>Início </li></ul><ul><li>Frequência </li></ul><ul><li>Duração </li></ul><ul><li>Local </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Quantidade </li></ul><ul><li>Fatores associados </li></ul><ul><li>Desencadeantes </li></ul><ul><li>Agravantes </li></ul><ul><li>Fatores de alívio </li></ul><ul><li>Percepção </li></ul><ul><li>Tratamentos Prévios </li></ul><ul><li>Você costuma tomar quais remédios para dor ? Já fez algum tratamento preventivo com o uso de medicações diariamente ? </li></ul><ul><li>Anotar detalhadamente </li></ul><ul><li>Esclarecer sobre posologias e início de ação </li></ul><ul><li>Perguntar sobre comorbidades </li></ul>Anamnese das cefaléias
    22. 22. Anamnese das cefaléias <ul><li>A anamnese: </li></ul><ul><li>Passo 3: Algumas dicas úteis </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Mais vale a pena reformular uma pergunta, do que repeti-la em tom mais alto </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Deixe o paciente falar, no início não o interrompa </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Paciência e tempo são pré requisitos básicos </li></ul></ul></ul></ul>
    23. 23. Anamnese das cefaléias <ul><li>A anamnese: </li></ul><ul><li>Passo 3: Algumas dicas úteis </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Informe sempre sobre perspectivas e expectativas reais do tratamento </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>O fim da anamnese e consulta é uma decisão mútua </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Nem sempre tudo é tão evidente quanto parece </li></ul></ul></ul></ul>
    24. 26. OBRIGADO ! [email_address] Diagnosticar sempre com humildade e duvidando o tempo todo da sua pretensa certeza e infalibilidade, pois, em Medicina, a certeza não existe e infalível ninguém é.

    ×