SlideShare uma empresa Scribd logo
Cassyano J Correr
Departamento de Farmácia
Universidade Federal do Paraná
cassyano@ufpr.br
http://www.cebm.net/
Meta-
análise
Revisão
sistemática
Ensaio clínico
randomizado
Coorte
Caso-controle
Transversais
Série de casos / Relatos de casos
(Oxford Centre for
Evidence-Based
Medicine, 2009)
NÍVEL	
  2
NÍVEL	
  3
NÍVEL	
  4
NÍVEL	
  5
NÍVEL	
  1 N-of-1 randomized trials
OR
Systematic review of randomized trials
Randomized trial
OR
Observational study with dramatic effect
Non-randomized controlled cohort/follow-up study**
Case-series, case-control studies, or historically controlled studies**
** As always, a systematic review is generally better than an individual study.	
  
Mechanism-based reasoning
http://www.cebm.net/mod_product/design/files/CEBM-Levels-of-Evidence-2.1.pdf
NÍVEL	
  2
Grau	
  de	
  Recomendação:	
  
A	
  –	
  Estudos	
  consistentes	
  com	
  Nível	
  1	
  
B	
  –	
  Estudos	
  consistentes	
  com	
  nível	
  2	
  ou	
  3	
  
OU	
  extrapolações	
  de	
  estudos	
  do	
  Nível	
  1	
  
C	
  –	
  Estudos	
  Nível	
  4	
  OU	
  extrapolações	
  de	
  
estudos	
  dos	
  Níveis	
  2	
  ou	
  3	
  
D	
  –	
  Evidência	
  Nível	
  5	
  ou	
  estudos	
  de	
  
qualquer	
  nível	
  que	
  sejam	
  inconclusíveis	
  ou	
  
apresentam	
  inconsistência	
  problemáDca.
1. Formulação da pergunta
Outcomes - Desfechos
Pesquisar se a pergunta já não foi respondida !!!
ATALLAH; CASTRO, 1998; GREEN, 2005; JUSTO; SOARES; CALIL, 2005; FUCHS 2010
P
I
C
O
Comparação
Intervenção
Problema do Paciente
S Study design
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
Formulação
da pergunta
Localização
dos estudos*
Triagem*
Elegibilidade
e Inclusão*
Análise de
qualidade*
Extração
dos dados*
Meta-
análises
Análises de
sensibilidade
* Todas essas etapas são realizadas por dois revisores independentes.
Após cada etapa é realizada uma reunião de consenso.
Caso o consenso não seja obtido, um terceiro revisor participa da decisão.
Boas práticas para revisões sistemáticas
Boas práticas para revisões sistemáticas
doi:10.1371/journal.pmed1000097
2. Localização dos estudos
  Estratégia de busca (descritores, operados boleanos,
adaptação para as diferentes bases de dados)
  Bases de dados: Pubmed, Lilacs, Cochrane, Scopus,
Science direct, Web of science, IPA, Embase, Scielo
  Decisão entre sensibilidade e especificidade.
  Busca manual complementar.
3. Triagem e Seleção dos estudos
  Critérios de inclusão
  Critérios de exclusão
  Triagem: Análise dos títulos e resumo
  Elegibilidade: Análise na íntegra
4. Avaliação da qualidade dos estudos
  Avaliação da qualidade e risco de viés de ensaios
clínicos
o  Escala de Jadad
o  Avaliação Cochrane do risco de viés
  Avaliação da qualidade de estudos observacionais
analíticos
o  NOS (Newcastle-Ottawa Scale)
4. Avaliação da qualidade dos estudos - Jadad
JADAD et al., 1996
Escala de Qualidade (Jadad, 1996)
Dê 1 ponto para cada “sim”
Dê 0 ponto para cada “não”
Dê 1 ponto para cada “sim”
Retire 1 ponto para cada “não”
O estudo foi descrito como randomizado?
O estudo foi duplo-cego?
Foram descritas as perdas e exclusões?
A randomização foi descrita e é adequada?
O cegamento foi descrito e é adequado?
Variação de pontos = 0 a 5
Qualidade pobre < 3
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane
Avaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)
Tipo de viés Descrição Domínios relevantes
Seleção
Performance
Detecção
Atrito
Publicação
Diferenças no baseline dos
grupos comparados
Geração da sequência de
randomização; manutenção
do sigilo da alocação
Diferenças no cuidado
provido a cada grupo
comparado
Diferenças entre grupos na
mensuração dos desfechos
Diferenças entre grupos
com relação ao abandono
do estudo
Diferenças entre os dados
reportados e não reportados
Cegamento dos participantes
e profissionais envolvidos
Cegamento do profissional
responsável pela mensuração
dos desfechos
Dados relatados de forma
incompleta
Seleção de dados para
escrever o relatório/artigo
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane
Risco de viés Interpretação Dentro do estudo
Baixo
Moderado
Alto
Viés incapaz de alterar de
modo importante o resultado
do estudo
Baixo risco de viés para
todos os domínios-chave
Viés capaz de gerar alguma
dúvida sobre os resultados
Risco de viés não
esclarecido para um ou
mais domínios-chave
Viés capaz de enfraquecer
seriamente a confiança nos
resultados
Alto risco de viés para
um ou mais domínios-
chave
Avaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)
Interpretação Risco de Viés
4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane
Formulário usado na Universidade Federal do Paraná. Correr, CJ.
http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
GRÁFICO DE RISCO DE VIÉS
GRÁFICO DE RISCO DE VIÉS
http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
5. Extração dos dados
•  Coleta das características do estudo
•  Levantamento dos desfechos relatados nos
estudos
•  Coleta dos resultados dos desfechos de interesse
em tabelas pré - formuladas
6. Análise e apresentação dos resultados
Síntese qualitativa Síntese quantitativa
6. Análise e apresentação dos resultados
Síntese qualitativa Síntese quantitativa
META-ANÁLISE
Softwares:
Review Manager
STATA
CMA
MEDCALC
META-STET
R
WINBUGS
ADDIS
DIRETA INDIRETA
Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
Avaliação da qualidade de RS – Instrumento AMSTAR
1.  Um projeto foi realizado a priori?
2.  A seleção dos estudos e extração dos dados foi realizada em
duplicata?
3.  Foi realizada uma pesquisa bibliográfica abrangente?
4.  O tipo de publicação foi usado como um critério de inclusão
(p.ex. Língua)?
5.  Uma lista de estudos (incluídos e excluídos) foi fornecida?
6.  As características dos estudos incluídos foi fornecida?
7.  A qualidade científica dos estudos incluídos foi avaliada e
documentada?
8.  A qualidade dos estudos incluídos foi usada apropriadamente
na formulação das conclusões?
9.  Os métodos utilizados para combinar os achados dos estudos
foram apropriados?
10.  A probabilidade de viés de publicação foi avaliada?
11.  O conflito de interesse foi incluído?
Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
  Instrumento AMSTAR
  Pontuação varia de 0 a 11
•  Baixa qualidade: < 4
•  Qualidade moderada: 5 – 7
•  Alta qualidade: > 8
FIM...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Yasmin Casini
 
Obesidade
Obesidade Obesidade
Obesidade
Robson Lopes
 
Cuidados farmacêuticos no diabetes
Cuidados farmacêuticos no diabetesCuidados farmacêuticos no diabetes
Cuidados farmacêuticos no diabetes
adrianomedico
 
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIAPARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
Michele Scott
 
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânicaInterpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Professor Robson
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidênciaSistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
http://bvsalud.org/
 
Semiologia das arritmias 2019
Semiologia das arritmias 2019Semiologia das arritmias 2019
Semiologia das arritmias 2019
pauloalambert
 
Novas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcrNovas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcr
Barbara Oliveira
 
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
Rodrigo Hisgail de Almeida Nogueira
 
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-InvasivaMonitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
resenfe2013
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
Helena Borralho
 
Choque (1) 1
Choque (1) 1Choque (1) 1
Choque (1) 1
janinemagalhaes
 
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Professor Robson
 
Fontes de informação sobre medicamentos
Fontes de informação sobre medicamentosFontes de informação sobre medicamentos
Fontes de informação sobre medicamentos
Cassyano Correr
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
Jaqueline Almeida
 
Abordagem choque
Abordagem choqueAbordagem choque
Abordagem choque
Yuri Assis
 
Parada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória aclsParada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória acls
dapab
 

Mais procurados (20)

Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
 
Obesidade
Obesidade Obesidade
Obesidade
 
Cuidados farmacêuticos no diabetes
Cuidados farmacêuticos no diabetesCuidados farmacêuticos no diabetes
Cuidados farmacêuticos no diabetes
 
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIAPARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
 
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânicaInterpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
Interpretação de curvas e loops em ventilação mecânica
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
 
Evolução pós parto
Evolução pós partoEvolução pós parto
Evolução pós parto
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidênciaSistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
Sistema GRADE: Avaliação da qualidade da evidência
 
Semiologia das arritmias 2019
Semiologia das arritmias 2019Semiologia das arritmias 2019
Semiologia das arritmias 2019
 
Novas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcrNovas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcr
 
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
Questionários de atividade física: revisão bibliográfica e aplicação de instr...
 
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-InvasivaMonitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
 
Choque (1) 1
Choque (1) 1Choque (1) 1
Choque (1) 1
 
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
 
Fontes de informação sobre medicamentos
Fontes de informação sobre medicamentosFontes de informação sobre medicamentos
Fontes de informação sobre medicamentos
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
 
Abordagem choque
Abordagem choqueAbordagem choque
Abordagem choque
 
Parada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória aclsParada cardiorrespiratória acls
Parada cardiorrespiratória acls
 

Destaque

O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?
Cassyano Correr
 
Atribuições clínicas do farmacêutico
Atribuições clínicas do farmacêuticoAtribuições clínicas do farmacêutico
Atribuições clínicas do farmacêutico
Cassyano Correr
 
Prescrição Farmacêutica
Prescrição FarmacêuticaPrescrição Farmacêutica
Prescrição Farmacêutica
Rinaldo Ferreira
 
Prescrição farmacêutica
Prescrição farmacêuticaPrescrição farmacêutica
Prescrição farmacêutica
farmaefarma
 
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à SaúdeGestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
Cassyano Correr
 
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao TratamentoRevisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
Cassyano Correr
 
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Cassyano Correr
 
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão ArterialRevisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Cassyano Correr
 
Introdução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção FarmacêuticaIntrodução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção Farmacêutica
Cassyano Correr
 
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados FarmacêuticosMétodo Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Cassyano Correr
 
The Recovery Position by First Aid Powerpoint
The Recovery Position by First Aid PowerpointThe Recovery Position by First Aid Powerpoint
The Recovery Position by First Aid Powerpoint
Atlantic Training, LLC.
 
Prescrição farmacêutica oficina para franqueado
Prescrição farmacêutica oficina para franqueadoPrescrição farmacêutica oficina para franqueado
Prescrição farmacêutica oficina para franqueado
farmaefarma
 
Custo serviço farmacêutico resumido laércio
Custo serviço farmacêutico    resumido laércioCusto serviço farmacêutico    resumido laércio
Custo serviço farmacêutico resumido laércio
farmaefarma
 
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
Cassyano Correr
 
Indicação farmacêutica
Indicação farmacêuticaIndicação farmacêutica
Indicação farmacêutica
farmaefarma
 
Farmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPSFarmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPS
Tiago Sampaio
 
Mip
MipMip
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
angelitamelo
 
First Aid CPR SNAKE BITE
First Aid  CPR SNAKE BITEFirst Aid  CPR SNAKE BITE
First Aid CPR SNAKE BITE
Anil Bhadoria
 
Complexidade da farmacoterapia
Complexidade da farmacoterapiaComplexidade da farmacoterapia
Complexidade da farmacoterapia
Cassyano Correr
 

Destaque (20)

O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?
 
Atribuições clínicas do farmacêutico
Atribuições clínicas do farmacêuticoAtribuições clínicas do farmacêutico
Atribuições clínicas do farmacêutico
 
Prescrição Farmacêutica
Prescrição FarmacêuticaPrescrição Farmacêutica
Prescrição Farmacêutica
 
Prescrição farmacêutica
Prescrição farmacêuticaPrescrição farmacêutica
Prescrição farmacêutica
 
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à SaúdeGestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
Gestão Clínica de Medicamentos na Atenção Primária à Saúde
 
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao TratamentoRevisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
 
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
 
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão ArterialRevisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão Arterial
 
Introdução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção FarmacêuticaIntrodução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção Farmacêutica
 
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados FarmacêuticosMétodo Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
 
The Recovery Position by First Aid Powerpoint
The Recovery Position by First Aid PowerpointThe Recovery Position by First Aid Powerpoint
The Recovery Position by First Aid Powerpoint
 
Prescrição farmacêutica oficina para franqueado
Prescrição farmacêutica oficina para franqueadoPrescrição farmacêutica oficina para franqueado
Prescrição farmacêutica oficina para franqueado
 
Custo serviço farmacêutico resumido laércio
Custo serviço farmacêutico    resumido laércioCusto serviço farmacêutico    resumido laércio
Custo serviço farmacêutico resumido laércio
 
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
Projeto DEPICT: um novo sistema para caracterização dos componentes das inter...
 
Indicação farmacêutica
Indicação farmacêuticaIndicação farmacêutica
Indicação farmacêutica
 
Farmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPSFarmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPS
 
Mip
MipMip
Mip
 
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
 
First Aid CPR SNAKE BITE
First Aid  CPR SNAKE BITEFirst Aid  CPR SNAKE BITE
First Aid CPR SNAKE BITE
 
Complexidade da farmacoterapia
Complexidade da farmacoterapiaComplexidade da farmacoterapia
Complexidade da farmacoterapia
 

Semelhante a Boas práticas para revisões sistemáticas

Curso rs e ma
Curso rs e maCurso rs e ma
Curso rs e ma
Arquivo-FClinico
 
Revisão sistemática - Parte 2
Revisão sistemática - Parte 2Revisão sistemática - Parte 2
Revisão sistemática - Parte 2
bibmedufrgs
 
Revisão Sistemática - Parte 2
Revisão Sistemática - Parte 2Revisão Sistemática - Parte 2
Revisão Sistemática - Parte 2
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
 
Revisão sistemática de estudos de acurácia
Revisão sistemática de estudos de acuráciaRevisão sistemática de estudos de acurácia
Revisão sistemática de estudos de acurácia
Iared
 
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicosMetodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
LASCES UFPR
 
09 avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
09   avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane09   avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
09 avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
gisa_legal
 
Evidencia cientifica por tipo de estudo oxford centre
Evidencia cientifica por tipo de estudo   oxford centreEvidencia cientifica por tipo de estudo   oxford centre
Evidencia cientifica por tipo de estudo oxford centre
gisa_legal
 
Nível de evidência científica por tipo de estudo oxford centre
Nível de evidência científica por tipo de estudo   oxford centreNível de evidência científica por tipo de estudo   oxford centre
Nível de evidência científica por tipo de estudo oxford centre
gisa_legal
 
Revisão sistemática
Revisão sistemáticaRevisão sistemática
Revisão sistemática
Iared
 
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidenciaTipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
gisa_legal
 
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
Sandro Esteves
 
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematicaDiretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
Janaiana Uchoa
 
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnósticoICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
Ricardo Portela
 
Sputnik, il report brasiliano sul vaccino
Sputnik, il report brasiliano sul vaccinoSputnik, il report brasiliano sul vaccino
Sputnik, il report brasiliano sul vaccino
ilfattoquotidiano.it
 
Janine Schirmer
Janine SchirmerJanine Schirmer
Janine Schirmer
Sobragen-VIIIEnenge
 
Metanálise
MetanáliseMetanálise
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudosInstrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
Rosemeire Rocha Pinto
 
Mapa de Evidências: conceito e metodologia
Mapa de Evidências: conceito e metodologiaMapa de Evidências: conceito e metodologia
Mapa de Evidências: conceito e metodologia
http://bvsalud.org/
 
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Fernando Neves Hugo
 
aula-meta-analise.ppt
aula-meta-analise.pptaula-meta-analise.ppt
aula-meta-analise.ppt
adrianaalves784598
 

Semelhante a Boas práticas para revisões sistemáticas (20)

Curso rs e ma
Curso rs e maCurso rs e ma
Curso rs e ma
 
Revisão sistemática - Parte 2
Revisão sistemática - Parte 2Revisão sistemática - Parte 2
Revisão sistemática - Parte 2
 
Revisão Sistemática - Parte 2
Revisão Sistemática - Parte 2Revisão Sistemática - Parte 2
Revisão Sistemática - Parte 2
 
Revisão sistemática de estudos de acurácia
Revisão sistemática de estudos de acuráciaRevisão sistemática de estudos de acurácia
Revisão sistemática de estudos de acurácia
 
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicosMetodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
 
09 avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
09   avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane09   avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
09 avaliação do risco de viés de ensaios pela cochrane
 
Evidencia cientifica por tipo de estudo oxford centre
Evidencia cientifica por tipo de estudo   oxford centreEvidencia cientifica por tipo de estudo   oxford centre
Evidencia cientifica por tipo de estudo oxford centre
 
Nível de evidência científica por tipo de estudo oxford centre
Nível de evidência científica por tipo de estudo   oxford centreNível de evidência científica por tipo de estudo   oxford centre
Nível de evidência científica por tipo de estudo oxford centre
 
Revisão sistemática
Revisão sistemáticaRevisão sistemática
Revisão sistemática
 
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidenciaTipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
Tipos de estudos cientificos e niveis de evidencia
 
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
Como preparar sua publicação para ser aceita em uma boa revista?
 
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematicaDiretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
Diretrizes metodologicas elaboracao_sistematica
 
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnósticoICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
ICSA17 - Critérios de validação imunodiagnóstico
 
Sputnik, il report brasiliano sul vaccino
Sputnik, il report brasiliano sul vaccinoSputnik, il report brasiliano sul vaccino
Sputnik, il report brasiliano sul vaccino
 
Janine Schirmer
Janine SchirmerJanine Schirmer
Janine Schirmer
 
Metanálise
MetanáliseMetanálise
Metanálise
 
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudosInstrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
Instrumentos de avaliação da qualidade e elaboração dos estudos
 
Mapa de Evidências: conceito e metodologia
Mapa de Evidências: conceito e metodologiaMapa de Evidências: conceito e metodologia
Mapa de Evidências: conceito e metodologia
 
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
 
aula-meta-analise.ppt
aula-meta-analise.pptaula-meta-analise.ppt
aula-meta-analise.ppt
 

Mais de Cassyano Correr

Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e FunçãoServiços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
Cassyano Correr
 
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
Cassyano Correr
 
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
Cassyano Correr
 
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços FarmacêuticosLivro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Cassyano Correr
 
Revisão sobre Diabetes Mellitus
Revisão sobre Diabetes MellitusRevisão sobre Diabetes Mellitus
Revisão sobre Diabetes Mellitus
Cassyano Correr
 
Cuidados farmacêuticos na gravidez
Cuidados farmacêuticos na gravidezCuidados farmacêuticos na gravidez
Cuidados farmacêuticos na gravidez
Cassyano Correr
 
Pirâmide de Aprendizagem
Pirâmide de AprendizagemPirâmide de Aprendizagem
Pirâmide de Aprendizagem
Cassyano Correr
 
Avaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da FarmacoterapiaAvaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da Farmacoterapia
Cassyano Correr
 
Asma Brônquica
Asma BrônquicaAsma Brônquica
Asma Brônquica
Cassyano Correr
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Cassyano Correr
 
Condições oftálmicas e colírios
Condições oftálmicas e colíriosCondições oftálmicas e colírios
Condições oftálmicas e colírios
Cassyano Correr
 
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
Cassyano Correr
 
QSSF-Brasil
QSSF-BrasilQSSF-Brasil
QSSF-Brasil
Cassyano Correr
 
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitáriaAvaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
Cassyano Correr
 
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitáriaAvaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
Cassyano Correr
 
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
Cassyano Correr
 
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Cassyano Correr
 
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
Cassyano Correr
 
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
Cassyano Correr
 

Mais de Cassyano Correr (20)

Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e FunçãoServiços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
Serviços Clínicos Farmacêuticos - Estrutura e Função
 
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
10 Passos para a criação de um serviço farmacêutico de sucesso
 
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
Assistência Farmacêutica Avançada - Road Show Brasília - Nov2017
 
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços FarmacêuticosLivro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
 
Revisão sobre Diabetes Mellitus
Revisão sobre Diabetes MellitusRevisão sobre Diabetes Mellitus
Revisão sobre Diabetes Mellitus
 
Cuidados farmacêuticos na gravidez
Cuidados farmacêuticos na gravidezCuidados farmacêuticos na gravidez
Cuidados farmacêuticos na gravidez
 
Pirâmide de Aprendizagem
Pirâmide de AprendizagemPirâmide de Aprendizagem
Pirâmide de Aprendizagem
 
Avaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da FarmacoterapiaAvaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da Farmacoterapia
 
Asma Brônquica
Asma BrônquicaAsma Brônquica
Asma Brônquica
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
 
Condições oftálmicas e colírios
Condições oftálmicas e colíriosCondições oftálmicas e colírios
Condições oftálmicas e colírios
 
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
Efeitos da atenção farmacêutica em pacientes com diabetes tipo 2 em farmácia ...
 
QSSF-Brasil
QSSF-BrasilQSSF-Brasil
QSSF-Brasil
 
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitáriaAvaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
Avaliação da pressão arterial na farmácia comunitária
 
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitáriaAvaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
Avaliação da glicemia capilar na farmácia comunitária
 
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
7 passos para a implementação de serviços farmacêuticos na farmácia comunitária
 
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
 
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
Farmacoterapia baseada em evidências: Uma abordagem sobre os processos da far...
 
Os problemas dos MIPs
Os problemas dos MIPsOs problemas dos MIPs
Os problemas dos MIPs
 
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
Lisboa Simposio Luso-Brasileiro - out 2012
 

Último

9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
KauFelipo
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
BrunaNeves80
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
maripinkmarianne
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
OttomGonalvesDaSilva
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
paathizinhya
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
Anderson1783
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 

Último (7)

9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 

Boas práticas para revisões sistemáticas

  • 1. Cassyano J Correr Departamento de Farmácia Universidade Federal do Paraná cassyano@ufpr.br
  • 3. Meta- análise Revisão sistemática Ensaio clínico randomizado Coorte Caso-controle Transversais Série de casos / Relatos de casos (Oxford Centre for Evidence-Based Medicine, 2009)
  • 4. NÍVEL  2 NÍVEL  3 NÍVEL  4 NÍVEL  5 NÍVEL  1 N-of-1 randomized trials OR Systematic review of randomized trials Randomized trial OR Observational study with dramatic effect Non-randomized controlled cohort/follow-up study** Case-series, case-control studies, or historically controlled studies** ** As always, a systematic review is generally better than an individual study.   Mechanism-based reasoning http://www.cebm.net/mod_product/design/files/CEBM-Levels-of-Evidence-2.1.pdf
  • 5. NÍVEL  2 Grau  de  Recomendação:   A  –  Estudos  consistentes  com  Nível  1   B  –  Estudos  consistentes  com  nível  2  ou  3   OU  extrapolações  de  estudos  do  Nível  1   C  –  Estudos  Nível  4  OU  extrapolações  de   estudos  dos  Níveis  2  ou  3   D  –  Evidência  Nível  5  ou  estudos  de   qualquer  nível  que  sejam  inconclusíveis  ou   apresentam  inconsistência  problemáDca.
  • 6. 1. Formulação da pergunta Outcomes - Desfechos Pesquisar se a pergunta já não foi respondida !!! ATALLAH; CASTRO, 1998; GREEN, 2005; JUSTO; SOARES; CALIL, 2005; FUCHS 2010 P I C O Comparação Intervenção Problema do Paciente S Study design
  • 12. Formulação da pergunta Localização dos estudos* Triagem* Elegibilidade e Inclusão* Análise de qualidade* Extração dos dados* Meta- análises Análises de sensibilidade * Todas essas etapas são realizadas por dois revisores independentes. Após cada etapa é realizada uma reunião de consenso. Caso o consenso não seja obtido, um terceiro revisor participa da decisão.
  • 16. 2. Localização dos estudos   Estratégia de busca (descritores, operados boleanos, adaptação para as diferentes bases de dados)   Bases de dados: Pubmed, Lilacs, Cochrane, Scopus, Science direct, Web of science, IPA, Embase, Scielo   Decisão entre sensibilidade e especificidade.   Busca manual complementar.
  • 17. 3. Triagem e Seleção dos estudos   Critérios de inclusão   Critérios de exclusão   Triagem: Análise dos títulos e resumo   Elegibilidade: Análise na íntegra
  • 18. 4. Avaliação da qualidade dos estudos   Avaliação da qualidade e risco de viés de ensaios clínicos o  Escala de Jadad o  Avaliação Cochrane do risco de viés   Avaliação da qualidade de estudos observacionais analíticos o  NOS (Newcastle-Ottawa Scale)
  • 19. 4. Avaliação da qualidade dos estudos - Jadad JADAD et al., 1996 Escala de Qualidade (Jadad, 1996) Dê 1 ponto para cada “sim” Dê 0 ponto para cada “não” Dê 1 ponto para cada “sim” Retire 1 ponto para cada “não” O estudo foi descrito como randomizado? O estudo foi duplo-cego? Foram descritas as perdas e exclusões? A randomização foi descrita e é adequada? O cegamento foi descrito e é adequado? Variação de pontos = 0 a 5 Qualidade pobre < 3
  • 20. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane Avaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011) Tipo de viés Descrição Domínios relevantes Seleção Performance Detecção Atrito Publicação Diferenças no baseline dos grupos comparados Geração da sequência de randomização; manutenção do sigilo da alocação Diferenças no cuidado provido a cada grupo comparado Diferenças entre grupos na mensuração dos desfechos Diferenças entre grupos com relação ao abandono do estudo Diferenças entre os dados reportados e não reportados Cegamento dos participantes e profissionais envolvidos Cegamento do profissional responsável pela mensuração dos desfechos Dados relatados de forma incompleta Seleção de dados para escrever o relatório/artigo
  • 21. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane Risco de viés Interpretação Dentro do estudo Baixo Moderado Alto Viés incapaz de alterar de modo importante o resultado do estudo Baixo risco de viés para todos os domínios-chave Viés capaz de gerar alguma dúvida sobre os resultados Risco de viés não esclarecido para um ou mais domínios-chave Viés capaz de enfraquecer seriamente a confiança nos resultados Alto risco de viés para um ou mais domínios- chave Avaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011) Interpretação Risco de Viés
  • 22. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - Cochrane Formulário usado na Universidade Federal do Paraná. Correr, CJ.
  • 24. GRÁFICO DE RISCO DE VIÉS http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
  • 25. 5. Extração dos dados •  Coleta das características do estudo •  Levantamento dos desfechos relatados nos estudos •  Coleta dos resultados dos desfechos de interesse em tabelas pré - formuladas 6. Análise e apresentação dos resultados Síntese qualitativa Síntese quantitativa
  • 26. 6. Análise e apresentação dos resultados Síntese qualitativa Síntese quantitativa META-ANÁLISE Softwares: Review Manager STATA CMA MEDCALC META-STET R WINBUGS ADDIS DIRETA INDIRETA
  • 27. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
  • 28. Avaliação da qualidade de RS – Instrumento AMSTAR 1.  Um projeto foi realizado a priori? 2.  A seleção dos estudos e extração dos dados foi realizada em duplicata? 3.  Foi realizada uma pesquisa bibliográfica abrangente? 4.  O tipo de publicação foi usado como um critério de inclusão (p.ex. Língua)? 5.  Uma lista de estudos (incluídos e excluídos) foi fornecida? 6.  As características dos estudos incluídos foi fornecida? 7.  A qualidade científica dos estudos incluídos foi avaliada e documentada? 8.  A qualidade dos estudos incluídos foi usada apropriadamente na formulação das conclusões? 9.  Os métodos utilizados para combinar os achados dos estudos foram apropriados? 10.  A probabilidade de viés de publicação foi avaliada? 11.  O conflito de interesse foi incluído?
  • 29. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas   Instrumento AMSTAR   Pontuação varia de 0 a 11 •  Baixa qualidade: < 4 •  Qualidade moderada: 5 – 7 •  Alta qualidade: > 8