Cirurgia radioguiada no câncer de mama

1.082 visualizações

Publicada em

Seminário 28/03/14

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.082
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cirurgia radioguiada no câncer de mama

  1. 1. Cirurgia Radioguiada no Câncer de mama Paula de Azevedo Brant Saldanha Residente de Mastologia Orientador: Dr. Afrânio Coelho Oliveira HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CLEMENTINO FRAGA FILHO
  2. 2. Histórico • Década de 50: iniciou-se o uso de um sistema de detecção de radiação em cirurgias • 1949: Selverstone e cols. Harvard Medical School: injeção intravenosa de Fosforo 32 para cirurgia de tumores cerebrais suspeitos • 1956: Harris e cols. Oak Ridge Institute os Nucelar Studies Medical Hospital: uso de um sistema de detecção gamma em tumores tireoidianos • 1977: Cabanas : Definiu o conceito de linfonodo sentinela a partir do estudo da drenagem linfática do carcinoma de pênis – primeiro linfonodo sítio de metástases World Journal of Surgical Oncology 2009, 7:11:A comprehensive overview of radioguided surgery using gamma detection probe technology;Stephen P Povoski
  3. 3. Histórico • 1993: Krag e cols. University of Vermont: biópsia de linfonodo sentinela radioguiada em cancer de mama • 1996 : Instituto Europeu de Oncologia: primeiros casos do uso do ROLL (Radioguided Occult Lesion Localization ) • 2001: Gray e cols. – descreveram pela primeira vez a associação da localização da lesão subclínica da mama com a biópsia do linfonodo sentinela • 2007: SNOLL (Sentinel Node and Occult Lesion Localisation) – nome dado a associação dos dois métodos Annals of Surgical Oncology October 2007, Volume 14, Issue 10, pp 2928-2931: Occult Breast Lesion Localization plus Sentinel Node Biopsy (SNOLL): Experience with 959 Patients at the European Institute of Oncology; Simonetta Monti MD
  4. 4. Evolução do Diagnóstico e Tratamento das lesões subclínicas Aumento do rastreio de câncer de mama ↑ detecção de lesões impalpáveis 25 - 35% dos diagnósticos são subclínicos Marcação pré-cirúrgica Cirurgia radioguiada Cirurgia Conservadora e Oncoplastia
  5. 5. Cirurgia Radioguiada • TÉCNICA MULTIDISCIPLINAR - Medicina Nuclear - Radiologista - Cirurgião - Patologista
  6. 6. Radiotraçadores ≠ Radioisótopos • Radiotraçadores OU Radiofármacos são fármacos com moléculas semelhantes á fisiológicas de derterminado sistema orgânico humano Ex: Colóide sulfurado; Albumina humana; Dextran; Fitato • Radioisótopos OU Radionuclídeo são isótopos radioativos usados para reproduzir uma situação fisiológica ou patológica ao serem injetados ou administrados no órgão alvo, de maneira a serem detectados por cintilógrafos ou detectores de radiação Ex: Tecnécio 99 ( ⁹⁹ᵐTc) ; Iodo 125 ( ¹²⁵ I) ; Índio 111 ( ¹¹¹ In) ; Flúor 18 ( ¹⁸ F) World Journal of Surgical Oncology 2009, 7:11:A comprehensive overview of radioguided surgery using gamma detection probe technology;Stephen P Povoski
  7. 7. ROLL (Radioguided Occult Lesion Localization) CONCEITO: • Localização de lesões impalpáveis da mama, guiada por método de imagem, marcadas por um material que emite radiação
  8. 8. ROLL “maximizing efficacy, minimizing mutilation” • Localização pré-operatória precisa • Excisão completa da lesão com margem • Facilitar a escolha apropriada da incisão cirúrgica • Menor retirada de tecido mamário Radioguided occult lesion localization (ROLL) in breast cancer: maximizing efficacy, minimizing mutilation Annals of Oncology 13: 1839–1840, 2002 Editorial DOI: 10.1093/annonc/mdf343
  9. 9. ROLL • Radioisótopos 1. Tecnécio 99 ( ⁹⁹ᵐ TC ) - 6h de meia vida - baixa absorção de radiação pela paciente - associado a diferentes tipos de radiofármacos 2. Sementes de Iodo 125 ( ¹²⁵ I ) - 60 dias de meia vida - baixa emissão de energia gamma - semente de titanio de 4,5 x 0,8 mm - introduzida até 5 dias antes da cirurgia World Journal of Surgical Oncology 2009, 7:11:A comprehensive overview of radioguided surgery using gamma detection probe technology;Stephen P Povoski
  10. 10. Sementes de iodo Tecnécio 99
  11. 11. ROLL INDICAÇÕES: 1. Microcalcificações focais - diagnóstico e tratamento com abordagem cirúrgica única 2. Ressecção completa de lesões impalpáveis com diagnóstico prévio de HDA, CDIS e CDI obtidos por outros métodos de biópsia
  12. 12. ROLL • TÉCNICA  MARCAÇÃO DA LESÃO ( ⁹⁹ Tc ) 1. Método de imagem para orientação 2. Punção e localização da lesão 3. Injeção intralesional de coloide radioativo 4. Injeção de 0,2 ml de solução salina 5. Cintilografia – descartar a dispersão, disseminação ou extravasamento para linfáticos ou pele
  13. 13. Mamografia ou Ultrassonagrafia • Optar pelo método que melhor visualizar a lesão Microcalcificações Korean J Radiol. 2014 Jan-Feb; 15(1): 12–19. Nódulo espiculado – BI RADS 5 Cancer Imaging. 2007; 7(1): 63–68.
  14. 14. Orientação por estereotaxia Aeromastografia Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.27 no.11 Rio de Janeiro Nov. 2005
  15. 15. ROLL  PROCEDIMENTO CIRÚRGICO 1. Imediatamente ou até 18 horas após a marcação 2. Uso da sonda de detecção de raios gamma ( gamma-probe) 3. Radiografia da peça cirúrgica ( avaliação per-operatória) 4. Anatomia patológica
  16. 16. Gamma-Probe • Calibração do aparelho • Orienta localização da lesão (efeito sonoro e visual) • Checar leito tumoral • Checar peça cirúrgica
  17. 17. Radiografia do espécime cirúrgico • Confirmar a adequada remoção da lesão • Orienta o patologista
  18. 18. ROLL  VANTAGENS: • Facilita a localização da lesão durante o ato cirúrgico • Localiza mais precisamente a projeção cutânea da lesão • Localiza o centro da lesão • Menor tempo cirúrgico • Melhor acesso estético • Maior conforto para a paciente • Retirada do tumor com mais facilidade e maior segurança (De Cicco et al. - 2002) • Maior porcentagem de margens livres Localización radioguiada de las lesiones ocultas de la mama; Rev Colomb Cancerol 2012;16(4):239-243
  19. 19. ROLL  DESVANTAGENS: • Necessidade de material específico • Maior custo • Experiência dos profissionais Localización radioguiada de las lesiones ocultas de la mama; Rev Colomb Cancerol 2012;16(4):239-243
  20. 20. ROLL vs Fio metálico • Método mais comum para localização de lesões impalpáveis • Posicionamento em mamas densas é mais difícil • Pode ocorrer deslocamento do fio durante a cirurgia • A excisão cirúrgica é feita através do trajeto do fio pelo tecido mamário • Excisão de grande quantidade de tecido sadio • Migração e ruptura • Desconforto para a paciente Comparison of lesion localization techniques Ocal K et al.; CLINICS 2011;66(6):1003-1007
  21. 21. ROLL vs Fio metálico Radioguided occult lesion localization versus wireguided localization for non-palpable breast lesions:randomized controlled trial Koray Ocal CLINICS 2011;66(6):1003-1007 • Estudo prospectivo randomizado • Junho de 2007 e Maio 2009 • 108 pacientes • 56 – ROLL/52 – Fio
  22. 22. Radioguided occult lesion localization versus wireguided localization for non-palpable breast lesions:randomized controlled trial Koray Ocal CLINICS 2011;66(6):1003-1007
  23. 23. Radioguided occult lesion localization versus wireguided localization for non-palpable breast lesions:randomized controlled trial Koray Ocal CLINICS 2011;66(6):1003-1007
  24. 24. • 120 pcts divididas em dois grupos • Questionadas em relação a aparência das mamas após a cirurgia e dor pós-operatória Radioguided breast surgery for occult lesion localization –correlation between two methods.Marcelo Moreno. Journal of Experimental & Clinical Cancer Research 2008, 27:29 http://www.jeccr.com/content/27/1/29
  25. 25. Linfonodo Sentinela CONCEITO: PRIMEIRO LINFONODO QUE RECEBE A DRENAGEM LINFÁTICA DO TUMOR Identificação do linfonodo sentinela no câncer de mama com injeção subdérmica periareolar. A.Oliveira; Radiol Bras 2004;37 (4):233-237 THE JOURNAL OF NUCLEAR MEDICINE • Vol. 42 • No. 8 • August 2001
  26. 26. Linfonodo Sentinela OBJETIVOS: • Status linfonodal axilar • Menor morbidade • Quando negativo, evita a dissecção axilar • Recorrência axilar – BLS vs Linfadenectomia axilar
  27. 27. Linfonodo Sentinela INDICAÇÕES • Tumores invasivos • Axila clinicamente positiva e cito/histopatologia negativa National Compehensive Cancer Network. NCCN Guidelines Version 2.2014
  28. 28. Recomendações NCCN 2014 National Compehensive Cancer Network. NCCN Guidelines Version 2.2014
  29. 29. Linfonodo Sentinela • Contraindicações - Carcinoma Inflamatório - Adenopatia axilar clinica ( N2) ou comprovada citohistologicamente
  30. 30. Linfonodo Sentinela • TÉCNICAS  MARCAÇÃO DO LINFONODO 1. Azul patente/ Radiofármaco 2. Injeção sudérmica peritumoral/periareolar 3. Linfocintilografia
  31. 31. Rev. Bras. Cir. Plást. (Impr.) vol.26 no.2 São Paulo Apr./June 2011
  32. 32. Linfocintilografia Radiol Bras vol.37 no.4 São Paulo July/Aug. 2004
  33. 33. SNOLL (Sentinel Node and Occult Lesion Localisation Associação dos métodos ROLL + Biópsia do linfonodo sentinela
  34. 34. Linfonodo Sentinela Situações especiais • Carcinoma “in situ” • Quimioterapia neoadjuvante • Gestação • Multicentricidade e multifocalidade • Cirurgias de mama prévias
  35. 35. Biópsia do linfonodo sentinela e Carcinoma “in situ“ • 854 pcts com CDIS foram submetida a BLS de Março 1996 á Setembro 2006 no Instituto Europeu de Oncologia • 12 pcts ( 1.4%) LS + : 7 micrometástases ( < 2mm) 5 macrometástases • 11 pcts foram submetidas á dissecção axilar completa e não foi encontrado nenhum outro linfonodo acometido
  36. 36. Contraindicações: existem? Contraindications of sentinel lymph node biopsy: Áre there any really? George M Filippakis; World Journal of Surgical Oncology 2007, 5:10 http://www.wjso.com/content/5/1/10
  37. 37. • Em caso de cirurgias mamárias prévias, a possibilidade de realizar a BLS dependerá do tipo de cirurgia realizada. Pode aumentar a taxa de falso negativo • Muitos estudos vem sendo realizados para avaliação da biópsia do linfonodo sentinela pós quimioterapia neoadjuvante. • Resultados preliminares sugerem que não há diferença significativa de falso negativo em doenças multifocais e multicêntricas • Durante a gravidez a anatomia do sistema linfático pode estar modificada. Ainda não esta muito claro dos riscos em relação ao feto
  38. 38. BIBLIOGRAFIA: 1. World Journal of Surgical Oncology 2009, 7:11:A comprehensive overview of radioguided surgery using gamma detection probe technology;Stephen P Povoski 2. Annals of Surgical Oncology October 2007, Volume 14, Issue 10, pp 2928-2931: Occult Breast Lesion Localization plus Sentinel Node Biopsy (SNOLL): Experience with 959 Patients at the European Institute of Oncology; Simonetta Monti MD 3. Radioguided occult lesion localization (ROLL) in breast cancer: maximizing efficacy, minimizing mutilation Annals of Oncology 13: 1839–1840, 2002 Editorial DOI: 10.1093/annonc/mdf343 4. Localización radioguiada de las lesiones ocultas de la mama; Rev Colomb Cancerol 2012;16(4):239-243 5. Radioguided occult lesion localization versus wireguided localization for non-palpable breast lesions:randomized controlled trial Koray Ocal CLINICS 2011;66(6):1003-1007 6. Multifocality and multicentricity are not contraindications for sentinel lymph node biopsy in breast cancer surgery; Alberta Ferrari. World Journal of Surgical Oncology 2006, 4:79 http://www.wjso.com/content/4/1/79 7. Contraindications of sentinel lymph node biopsy: Are there any really? George M Filippakis. World Journal of Surgical Oncology 2007, 5:10 http://www.wjso.com/content/5/1/10 8. Development of axillary surgery in breast cancer; A. Luini. Annals of Oncology 16: 259–262, 2005 9. Identificação do linfonodo sentinela no câncer de mama com injeção subdérmica periareolar em quatro pontos do radiofármaco.A.Oliveira; Radiol Bras vol.37 no.4 São Paulo July/Aug. 2004 10. National Compehensive Cancer Network. NCCN Guidelines Version 2.2014 11. Sentinel node biopsy is not a standard procedure in ductal carcinoma in situ of the breast: the experience of the European institute of oncology on 854 patients in 10 years.Intra M; Ann Surg. 2008 Feb;247(2):315-9 12. Contraindications of sentinel lymph node biopsy: Áre there any really? George M Filippakis; World Journal of Surgical Oncology 2007, 5:10 http://www.wjso.com/content/5/1/10 13. Radioguided Sentinel Lymph Node Biopsy in Breast Cancer Surgery. Giuliano Mariani. THE JOURNAL OF NUCLEAR MEDICINE • Vol. 42 • No. 8 • August 2001 14. Radioguided breast surgery for occult lesion localization –correlation between two methods.Marcelo Moreno. Journal of Experimental & Clinical Cancer Research 2008, 27:29 http://www.jeccr.com/content/27/1/29 15. Doenças da Mama: guia prático baseado em evidências/ Antonio Frasson - 2011
  39. 39. OBRIGADA

×