SlideShare uma empresa Scribd logo
CONTATO COM DIFERENTES
TIPOS DE PESQUISA EM
RADIOLOGIA
Prof. Esp. Raniery Penha
COREN-MA: 188005
Radiologia e sua importância para a medicina:
O ramo da radiologia na medicina, principalmente diagnóstica, possui grande
importância. Essa atuação conjunta é um fator de grande avanço e que influencia
diretamente na vida das pessoas. Exames de raio-x facilitam cada vez mais a prevenção
e o diagnóstico de doenças. E o benefício é, sobretudo, do paciente.
A radiologia possui o objetivo de estudar a aplicação do raio-x e da radiação
para o diagnóstico e o tratamento de patologias. E, mesmo com mais de um século de
existência, é um dos exames de triagem mais importantes da medicina.
IMPORTÂNCIA DA RADIOLOGIA:
Muitas vezes não demos a devida consideração à radiologia. Por isso,
trouxemos alguns tópicos importantes que nos lembram o porquê dessa área ser tão
necessária para a medicina.
◦ – Análise preventiva ou diagnóstica:
◦ O organismo pode ser analisado de maneiras diversificadas, por meio de várias
especialidades da medicina. Sendo assim, podemos encontrar o auxílio da radiologia
nessa investigação. Seja na análise do sistema digestivo ou na ortopedia, os exames
estão sempre descobrindo e diagnosticando diferentes patologias.
◦ – Tratamento:
◦ Pacientes que estão em tratamento de alguma doença, como a pneumonia por
exemplo, podem ser acompanhados por meio de uma radiografia. E, dessa forma, o
médico poderá identificar a melhor maneira de levar o tratamento adiante.
TIPOS DE RADIOLOGIA
Em geral, a área radiológica pode se dividir em dois planos: Diagnóstico e
Terapêutico:
– Radiologia Diagnóstica
Como já dissemos, o plano diagnóstico da radiologia investiga o que ocorre com o
corpo humano no momento do exame. Essa análise é feita por meio de diferentes tipos de
imagens. Isso permite que o médico identifique, de maneira mais facilitada (e rápida), o que
está acontecendo com o paciente.
Por isso, na radiologia existem diferentes formas de se identificar patologias no
organismo. Veja algumas abaixo:
Radiografia Simples – é o famoso Raio-X. Em virtude da diferença de composição e
densidade das áreas do corpo humano, cada estrutura capta diferentes quantidades de
raios-x. Dessa forma, o restante é absorvido pelo filme fotográfico durante o exame. E então,
uma imagem 2D, sobreposta às estruturas atravessadas, é formada.
Radiografia Contrastada – nesse tipo é utilizado uma substância radiopaca, como o
sulfato de bário. E assim, é possível visualizar uma estrutura específica do corpo. Pode ser:
– Articular
– REED
– Enema Opaco
Mamografia – É como uma radiografia simples, porém apenas nas mamas. É considerado o exame mais
eficiente para o diagnóstico do câncer de mama. No Brasil, o mês de outubro é o recorde nesse exame,
afinal a campanha Outubro Rosa ocorre para lembrar às mulheres sobre a importância de realizar esse
tipo de radiografia.
Tomografia Computadorizada – É uma imagem mais detalhada e precisa de todos dos eixos do corpo
humano. A emissão de raios-x em maiores quantidades pode ser processada em imagens
computadorizadas. Sem dúvidas é uma das radiografias mais completas.
Ultrassonografia – Assim como o raio X, esse também é um exame realizado com muita frequência.
Imagens são obtidas por meio de uma sonda que emite ondas sonoras de alta frequência. O eco dessas
ondas é o que permite a visualização em tempo real da parte examinada. Existem diferentes tipos:
– Ultrassonografia Geral
– Ultrassonografia Mamária
– Ultrassonografia Vascular
– Ultrassonografia Cardíaca
– Ultrassonografia Obstétrica
– Ultrassonografia com Doppler Colorido
No plano diagnóstico, há também: a Medicina Nuclear, a Ressonância Magnética e a
Densitometria Óssea.
O MÉDICO RADIOLOGISTA
O Radiologista é o profissional da área da medicina que atua no estudo de
estruturas e órgãos por meio do uso de raios-x. Ele é responsável pelo relatório e pelo
diagnóstico por imagem. Ou seja, o paciente que realiza uma radiografia depende
inteiramente da perfeita análise do Médico Radiologista para diagnosticar uma
patologia, ou até mesmo indicar a necessidade de cirurgia.
Os técnicos em radiologia são profissionais de saúde que efetuam
efetuam exames na área da radiologia, ou seja, atuam na produção de
imagens do interior do corpo que permitem diagnosticar situações
patológicas como pneumonias, tumores ou fraturas ósseas, entre outras.
TIPOS DE EXAMES DE IMAGEM EM RADIOLOGIA:
Os exames de imagem são o resultado da aplicação do conhecimento
da Radiologia para a formação de imagens de estruturas ósseas e de tecidos internos do
corpo humano, com o objetivo de auxiliar no diagnóstico de um quadro médico. Tudo
isso só foi possível graças ao desenvolvimento da radiologia, que atualmente atende
diferentes segmentos voltados à área da saúde através do uso de radiações.
Como as imagens são feitas para a visualização de órgãos, membros e
diferentes estruturas do corpo humano, diversas técnicas são utilizadas para obter uma
melhor ilustração da situação real. Ao todo, a Radiologia conta com 8
diferentes modalidades de diagnóstico por imagem que podem ser divididos em
dois grupos: aqueles que utilizam radiação ionizante, conhecida como Raio-x, e
aqueles que não utilizam de tal radiação, como a ressonância magnética e a
ultrassonografia.
Conheça as oito modalidades para auxiliar diagnósticos:
1. Radiografia (Raio X)
A radiografia é o exame por imagem mais utilizado em diagnósticos médicos e odontológicos. O
equipamento de Raio-x – como é chamado – utiliza uma radiação ionizante que atravessa os tecidos do
organismos e consegue captar e formar uma imagem. Em algumas situações da radiografia, é necessário a
utilização de contraste, uma substância opaca, permite a distinção das estruturas específicas. Geralmente os
contrastes utilizados são compostos de bário ou de iodo.
◦ 2. Mamografia
Muito semelhante ao procedimento da radiografia, a mamografia se difere da modalidade anterior
por conter um elemento químico chamado molibdênio. Essa é a melhor técnica para o diagnóstico de câncer
de mama, pois o Raio-x emitido no exame consegue captar nódulos impossíveis de serem notados
no autoexame das mamas.
◦
◦ 3. Ressonância Magnética
A ressonância magnética é uma modalidade que não faz uso da radiação ionizante, mas de
uma radiofrequência em conjunto com um forte campo magnético que permitem a formação de imagens.
A máquina estimula as moléculas de água do corpo humano de forma organizada, tornando-as capazes de
emitir sinais que podem ser processados para produzir imagens.
4. Ultrassonografia
Ultrassonografia é um método de diagnóstico que se utiliza de ondas sonoras de alta frequência e
se baseia na reflexão do som. Dessa forma, essas ondas não produzem radiação, portanto, não
apresentando riscos à saúde.
◦ 5. Tomografia Computadorizada:
Esse procedimento utiliza feixes colimados ou muito finos de Raio-X e computadores, para
imagens mais detalhadas dos segmentos corporais a serem estudados. Os softwares utilizados para a
formação de imagens consegue gerar fotografias com 2 e 3 dimensões em diversos planos.
◦ 6. Angiografia
Utilizado na medicina moderna, como nos cateterismos, arteriografias e cirurgias endovasculares, a
angiografia é uma espécie de radiografia que utiliza contraste no lúmen dos vasos, podendo chegar até as
câmaras do coração.
7. Densitometria Óssea
Esse serviço permite realizar exames de corpo inteiro, diagnosticando e monitorando as alterações
ósseas no que diz respeito ao volume e à densidade. Esse método é usado para identificar se existe ou não
redução da massa óssea, proveniente da osteoporose. Esse equipamento também utiliza emissão de Raios-X,
mas em baixas quantidades.
◦ A Densitometria Óssea é o exame que mede a densidade mineral óssea e avalia o risco de fraturas
utilizando tecnologia com baixa dose de radiação (DXA).
◦ A Densitometria Óssea da coluna e do fêmur em adultos é o exame de referência para:
◦ Detecção precoce da perda óssea;
◦ Diagnóstico preciso da osteoporose;
◦ Acompanhamento do tratamento de baixa massa óssea, osteopenia e osteoporose;
O exame é simples, seguro, rápido e indolor.
◦
Orientações para o Exames de Densitometria Óssea
◦ É recomendada a realização do exame de densitometria óssea, periodicamente, em mulheres acima dos 65
anos ou nas situações abaixo:
◦ Mulheres acima de 40 anos, na transição menopausal, com fatores de risco:
◦ Mulheres com diagnóstico ou tratamentos que podem causar perda óssea acelerada ou osteoporose;
◦ Mulheres em tratamento para osteoporose, para monitoramento de sua eficácia;
◦ Mulheres com fratura prévia por fragilidade óssea;
◦ *Fatores de risco
◦ Sexo feminino, etnia branca, mulheres com baixo peso corporal (inferior a 55 kg), mulheres interrompendo
terapia hormonal (TH), familiar 1º grau com fratura quadril,
tabagismo atual, uso prolongado de corticoide, consumo regular de bebidas alcoólicas (acima de duas
doses diárias), sedentarismo.
◦ Preparos para o Exame de Densitometria Óssea
◦ Venha com roupas confortáveis, sem artefatos ou acessórios metálicos, no dia do exame
◦ É necessário suspender o uso de suplementos/comprimidos que contenham cálcio no dia do exame
◦ Certifique-se de não ter realizado exames de medicina nuclear nos dias que antecedem o exame
◦ Trazer exames anteriores relacionados a coluna e quadril.
◦ 8. Medicina Nuclear:
Esse tipo de exame é realizado através de imagens formadas por isótopos radioativos de
moléculas que atingem células-alvo específicas, possibilitando a avaliação da fisiologia e do metabolismo do
órgão estudado. Isso faz com que seja possível identificar a existência de células disfuncionais, como as do
câncer.
◦ https://saudebusiness.com/mercado/13-novidades-cientificas-sobre-radiologia/
MUITO OBRIGADO!!!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a aula 2 de metodologia da pesquisa...pptx

Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptxTipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
RaquelOlimpio1
 
o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética
VidaSaudavel7
 
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
Vania Lima "Somos Físicos"
 
24 liv rx m nuclear ro us rm 755 a 784
24  liv rx m nuclear ro us rm  755 a 78424  liv rx m nuclear ro us rm  755 a 784
24 liv rx m nuclear ro us rm 755 a 784
Escola Técnica Destake NI
 
Avaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
Avaliação de Exames de Imagem - EnfermagemAvaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
Avaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
Joseir Saturnino
 
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
alvido muaviraca
 
Aplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicinaAplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicina
Helena Aragão De Sá Martins
 
Radioterapia química
Radioterapia químicaRadioterapia química
Radioterapia química
Laylis Amanda
 
2 Radiotaividade
2 Radiotaividade2 Radiotaividade
2 Radiotaividade
AulasParticulares
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividade
Ana Clara Raft
 
Osteossarcoma
OsteossarcomaOsteossarcoma
Osteossarcoma
Oncoguia
 
Exercicio de radiologia
Exercicio de radiologiaExercicio de radiologia
Exercicio de radiologia
Grazi Pull
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Rabdomiossarcoma
RabdomiossarcomaRabdomiossarcoma
Rabdomiossarcoma
Oncoguia
 
Capítulo 1 o organismo humano
Capítulo 1   o organismo humanoCapítulo 1   o organismo humano
Capítulo 1 o organismo humano
Ligia Maria Moura
 
Técnica radiológica médica básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
Técnica radiológica médica   básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007Técnica radiológica médica   básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
Técnica radiológica médica básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
cezarlima35
 
Radiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptxRadiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptx
LucasCorra65
 
Radiologia Forense
Radiologia ForenseRadiologia Forense
Radiologia Forense
Renata Cristina
 
Apostila1cnen
Apostila1cnenApostila1cnen
Apostila1cnen
Jupira Silva
 

Semelhante a aula 2 de metodologia da pesquisa...pptx (20)

Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptxTipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
 
o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética
 
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
 
24 liv rx m nuclear ro us rm 755 a 784
24  liv rx m nuclear ro us rm  755 a 78424  liv rx m nuclear ro us rm  755 a 784
24 liv rx m nuclear ro us rm 755 a 784
 
Avaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
Avaliação de Exames de Imagem - EnfermagemAvaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
Avaliação de Exames de Imagem - Enfermagem
 
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
 
Aplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicinaAplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicina
 
Radioterapia química
Radioterapia químicaRadioterapia química
Radioterapia química
 
2 Radiotaividade
2 Radiotaividade2 Radiotaividade
2 Radiotaividade
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividade
 
Osteossarcoma
OsteossarcomaOsteossarcoma
Osteossarcoma
 
Exercicio de radiologia
Exercicio de radiologiaExercicio de radiologia
Exercicio de radiologia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06
 
Rabdomiossarcoma
RabdomiossarcomaRabdomiossarcoma
Rabdomiossarcoma
 
Capítulo 1 o organismo humano
Capítulo 1   o organismo humanoCapítulo 1   o organismo humano
Capítulo 1 o organismo humano
 
Técnica radiológica médica básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
Técnica radiológica médica   básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007Técnica radiológica médica   básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
Técnica radiológica médica básica e avançada - luiz fernando boisson- 2007
 
Radiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptxRadiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptx
 
Radiologia Forense
Radiologia ForenseRadiologia Forense
Radiologia Forense
 
Apostila1cnen
Apostila1cnenApostila1cnen
Apostila1cnen
 

aula 2 de metodologia da pesquisa...pptx

  • 1. CONTATO COM DIFERENTES TIPOS DE PESQUISA EM RADIOLOGIA Prof. Esp. Raniery Penha COREN-MA: 188005
  • 2. Radiologia e sua importância para a medicina: O ramo da radiologia na medicina, principalmente diagnóstica, possui grande importância. Essa atuação conjunta é um fator de grande avanço e que influencia diretamente na vida das pessoas. Exames de raio-x facilitam cada vez mais a prevenção e o diagnóstico de doenças. E o benefício é, sobretudo, do paciente. A radiologia possui o objetivo de estudar a aplicação do raio-x e da radiação para o diagnóstico e o tratamento de patologias. E, mesmo com mais de um século de existência, é um dos exames de triagem mais importantes da medicina.
  • 3. IMPORTÂNCIA DA RADIOLOGIA: Muitas vezes não demos a devida consideração à radiologia. Por isso, trouxemos alguns tópicos importantes que nos lembram o porquê dessa área ser tão necessária para a medicina. ◦ – Análise preventiva ou diagnóstica: ◦ O organismo pode ser analisado de maneiras diversificadas, por meio de várias especialidades da medicina. Sendo assim, podemos encontrar o auxílio da radiologia nessa investigação. Seja na análise do sistema digestivo ou na ortopedia, os exames estão sempre descobrindo e diagnosticando diferentes patologias. ◦ – Tratamento: ◦ Pacientes que estão em tratamento de alguma doença, como a pneumonia por exemplo, podem ser acompanhados por meio de uma radiografia. E, dessa forma, o médico poderá identificar a melhor maneira de levar o tratamento adiante.
  • 4. TIPOS DE RADIOLOGIA Em geral, a área radiológica pode se dividir em dois planos: Diagnóstico e Terapêutico: – Radiologia Diagnóstica Como já dissemos, o plano diagnóstico da radiologia investiga o que ocorre com o corpo humano no momento do exame. Essa análise é feita por meio de diferentes tipos de imagens. Isso permite que o médico identifique, de maneira mais facilitada (e rápida), o que está acontecendo com o paciente. Por isso, na radiologia existem diferentes formas de se identificar patologias no organismo. Veja algumas abaixo: Radiografia Simples – é o famoso Raio-X. Em virtude da diferença de composição e densidade das áreas do corpo humano, cada estrutura capta diferentes quantidades de raios-x. Dessa forma, o restante é absorvido pelo filme fotográfico durante o exame. E então, uma imagem 2D, sobreposta às estruturas atravessadas, é formada. Radiografia Contrastada – nesse tipo é utilizado uma substância radiopaca, como o sulfato de bário. E assim, é possível visualizar uma estrutura específica do corpo. Pode ser: – Articular – REED – Enema Opaco
  • 5. Mamografia – É como uma radiografia simples, porém apenas nas mamas. É considerado o exame mais eficiente para o diagnóstico do câncer de mama. No Brasil, o mês de outubro é o recorde nesse exame, afinal a campanha Outubro Rosa ocorre para lembrar às mulheres sobre a importância de realizar esse tipo de radiografia. Tomografia Computadorizada – É uma imagem mais detalhada e precisa de todos dos eixos do corpo humano. A emissão de raios-x em maiores quantidades pode ser processada em imagens computadorizadas. Sem dúvidas é uma das radiografias mais completas. Ultrassonografia – Assim como o raio X, esse também é um exame realizado com muita frequência. Imagens são obtidas por meio de uma sonda que emite ondas sonoras de alta frequência. O eco dessas ondas é o que permite a visualização em tempo real da parte examinada. Existem diferentes tipos: – Ultrassonografia Geral – Ultrassonografia Mamária – Ultrassonografia Vascular – Ultrassonografia Cardíaca – Ultrassonografia Obstétrica – Ultrassonografia com Doppler Colorido No plano diagnóstico, há também: a Medicina Nuclear, a Ressonância Magnética e a Densitometria Óssea.
  • 6. O MÉDICO RADIOLOGISTA O Radiologista é o profissional da área da medicina que atua no estudo de estruturas e órgãos por meio do uso de raios-x. Ele é responsável pelo relatório e pelo diagnóstico por imagem. Ou seja, o paciente que realiza uma radiografia depende inteiramente da perfeita análise do Médico Radiologista para diagnosticar uma patologia, ou até mesmo indicar a necessidade de cirurgia. Os técnicos em radiologia são profissionais de saúde que efetuam efetuam exames na área da radiologia, ou seja, atuam na produção de imagens do interior do corpo que permitem diagnosticar situações patológicas como pneumonias, tumores ou fraturas ósseas, entre outras.
  • 7. TIPOS DE EXAMES DE IMAGEM EM RADIOLOGIA: Os exames de imagem são o resultado da aplicação do conhecimento da Radiologia para a formação de imagens de estruturas ósseas e de tecidos internos do corpo humano, com o objetivo de auxiliar no diagnóstico de um quadro médico. Tudo isso só foi possível graças ao desenvolvimento da radiologia, que atualmente atende diferentes segmentos voltados à área da saúde através do uso de radiações.
  • 8. Como as imagens são feitas para a visualização de órgãos, membros e diferentes estruturas do corpo humano, diversas técnicas são utilizadas para obter uma melhor ilustração da situação real. Ao todo, a Radiologia conta com 8 diferentes modalidades de diagnóstico por imagem que podem ser divididos em dois grupos: aqueles que utilizam radiação ionizante, conhecida como Raio-x, e aqueles que não utilizam de tal radiação, como a ressonância magnética e a ultrassonografia.
  • 9. Conheça as oito modalidades para auxiliar diagnósticos: 1. Radiografia (Raio X) A radiografia é o exame por imagem mais utilizado em diagnósticos médicos e odontológicos. O equipamento de Raio-x – como é chamado – utiliza uma radiação ionizante que atravessa os tecidos do organismos e consegue captar e formar uma imagem. Em algumas situações da radiografia, é necessário a utilização de contraste, uma substância opaca, permite a distinção das estruturas específicas. Geralmente os contrastes utilizados são compostos de bário ou de iodo.
  • 10. ◦ 2. Mamografia Muito semelhante ao procedimento da radiografia, a mamografia se difere da modalidade anterior por conter um elemento químico chamado molibdênio. Essa é a melhor técnica para o diagnóstico de câncer de mama, pois o Raio-x emitido no exame consegue captar nódulos impossíveis de serem notados no autoexame das mamas. ◦
  • 11. ◦ 3. Ressonância Magnética A ressonância magnética é uma modalidade que não faz uso da radiação ionizante, mas de uma radiofrequência em conjunto com um forte campo magnético que permitem a formação de imagens. A máquina estimula as moléculas de água do corpo humano de forma organizada, tornando-as capazes de emitir sinais que podem ser processados para produzir imagens.
  • 12. 4. Ultrassonografia Ultrassonografia é um método de diagnóstico que se utiliza de ondas sonoras de alta frequência e se baseia na reflexão do som. Dessa forma, essas ondas não produzem radiação, portanto, não apresentando riscos à saúde.
  • 13. ◦ 5. Tomografia Computadorizada: Esse procedimento utiliza feixes colimados ou muito finos de Raio-X e computadores, para imagens mais detalhadas dos segmentos corporais a serem estudados. Os softwares utilizados para a formação de imagens consegue gerar fotografias com 2 e 3 dimensões em diversos planos.
  • 14. ◦ 6. Angiografia Utilizado na medicina moderna, como nos cateterismos, arteriografias e cirurgias endovasculares, a angiografia é uma espécie de radiografia que utiliza contraste no lúmen dos vasos, podendo chegar até as câmaras do coração.
  • 15. 7. Densitometria Óssea Esse serviço permite realizar exames de corpo inteiro, diagnosticando e monitorando as alterações ósseas no que diz respeito ao volume e à densidade. Esse método é usado para identificar se existe ou não redução da massa óssea, proveniente da osteoporose. Esse equipamento também utiliza emissão de Raios-X, mas em baixas quantidades.
  • 16. ◦ A Densitometria Óssea é o exame que mede a densidade mineral óssea e avalia o risco de fraturas utilizando tecnologia com baixa dose de radiação (DXA). ◦ A Densitometria Óssea da coluna e do fêmur em adultos é o exame de referência para: ◦ Detecção precoce da perda óssea; ◦ Diagnóstico preciso da osteoporose; ◦ Acompanhamento do tratamento de baixa massa óssea, osteopenia e osteoporose; O exame é simples, seguro, rápido e indolor. ◦ Orientações para o Exames de Densitometria Óssea ◦ É recomendada a realização do exame de densitometria óssea, periodicamente, em mulheres acima dos 65 anos ou nas situações abaixo: ◦ Mulheres acima de 40 anos, na transição menopausal, com fatores de risco: ◦ Mulheres com diagnóstico ou tratamentos que podem causar perda óssea acelerada ou osteoporose; ◦ Mulheres em tratamento para osteoporose, para monitoramento de sua eficácia; ◦ Mulheres com fratura prévia por fragilidade óssea;
  • 17. ◦ *Fatores de risco ◦ Sexo feminino, etnia branca, mulheres com baixo peso corporal (inferior a 55 kg), mulheres interrompendo terapia hormonal (TH), familiar 1º grau com fratura quadril, tabagismo atual, uso prolongado de corticoide, consumo regular de bebidas alcoólicas (acima de duas doses diárias), sedentarismo. ◦ Preparos para o Exame de Densitometria Óssea ◦ Venha com roupas confortáveis, sem artefatos ou acessórios metálicos, no dia do exame ◦ É necessário suspender o uso de suplementos/comprimidos que contenham cálcio no dia do exame ◦ Certifique-se de não ter realizado exames de medicina nuclear nos dias que antecedem o exame ◦ Trazer exames anteriores relacionados a coluna e quadril.
  • 18. ◦ 8. Medicina Nuclear: Esse tipo de exame é realizado através de imagens formadas por isótopos radioativos de moléculas que atingem células-alvo específicas, possibilitando a avaliação da fisiologia e do metabolismo do órgão estudado. Isso faz com que seja possível identificar a existência de células disfuncionais, como as do câncer.