SlideShare uma empresa Scribd logo

Exposição Pediátrica à Radiação Ionizante em Exames Radiológicos

Crianças são mais radiosensíveis que adultos, portanto estão expostas à riscos mais elevados de câncer de cérebro, mama, pele, tireoide e leucemia ao longo da vida após exposição às radiações. Material de 01 de outubro de 2020 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção à Criança Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/ Fácil acesso. Diferentes recursos. As melhores evidências. Um olhar multidisciplinar.

1 de 22
Baixar para ler offline
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ATENÇÃO À
CRIANÇA
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
Crianças são mais radiosensíveis que adultos, portanto estão
expostas à riscos mais elevados de câncer de cérebro, mama,
pele, tireoide e leucemia ao longo da vida após exposição às
radiações.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
Objetivos dessa apresentação:
• Apresentar o que são as radiações ionizantes presentes em exames
radiológicos e seus riscos à saúde da criança;
• Discutir a necessidade de uso racional desta tecnologia em pediatria e
formas de minimizar seus efeitos nas crianças.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
Ondas Eletromagnéticas
Oscilação do campo elétrico
Oscilação do campo magnético
Comprimento
de onda
Propagação
Espectro eletromagnético
Energias mais baixas Energias mais altas
Radiação ionizanteRadiação não ionizante
• Ondas eletromagnéticas são energia em
propagação, campo elétrico perpendicular à
campo magnético, capaz de interagir com a
matéria, e dependendo de sua energia,
modificá-la.
• As radiações ionizantes, que possuem menor
comprimento de onda e, portanto, maior
energia, são capazes de ionizar átomos das
nossas moléculas e modificá-las, inclusive
moléculas de DNA.
• Radiação não ionizante: ondas de rádio, micro-
ondas, radiação infra vermelha, luz visível.
• Radiação ionizante: Raios X e Raios Gama
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
O que são Radiações Ionizantes?
Ondas eletromagnéticas ou partículas emitidas por elementos
químicos instáveis (radioativos) capazes de promover a ionização de
átomos e quebras de moléculas do nosso organismo.
Radiação Ionizante
Núcleo
Radiação
Elétron
Ionização – Onde a energia
proveniente da onda
eletromagnética é capaz de
remover um elétron da
eletrosfera atômica e torná-lo
um íon positivo.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE
EM EXAMES RADIOLÓGICOS
Exemplos de Radiações
• Raios Ultravioleta (UV-A e UV-B) emitidos pelo Sol, dos quais se protege utilizando
protetor solar, uma barreira física e química que impede que essa radiação ionizante de
baixa energia penetre no tecido epitelial depositando sua energia. Por ter baixa energia,
mesmo sem proteção solar, os raios ultravioleta não tem capacidade de atingir órgãos
internos, por isso, o cuidado é voltado somente para a pele
• Há materiais radioativos presentes no solo, no cimento, na água, na areia e inclusive em
frutos como a banana que possui o isótopo K-40 (potássio-40). Estas exposições diárias o
organismo é capaz de resolver espontaneamente, não causando prejuízos para a saúde
dos indivíduos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAWillian R. Bandeira
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesFernando Belome Feltrin
 
Proteçao radiologica
Proteçao radiologicaProteçao radiologica
Proteçao radiologicaÁlex Jesus
 
Formação das imagens convencionais e digitais: raios X
Formação das imagens convencionais e digitais: raios XFormação das imagens convencionais e digitais: raios X
Formação das imagens convencionais e digitais: raios XPaulo Fonseca
 
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012Cláudio Silva
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Fabiano Ladislau
 
Filmes e processamento aula 1
Filmes e processamento   aula 1Filmes e processamento   aula 1
Filmes e processamento aula 1Magno Cavalheiro
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologicoradiomed
 
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog http:/...
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog      http:/...P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog      http:/...
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog http:/...Rodrigo Penna
 
Aula 01 imaginologia biomedica
Aula 01 imaginologia biomedicaAula 01 imaginologia biomedica
Aula 01 imaginologia biomedicaRicardo Aguiar
 
Produção e equipamentos de raios x
Produção e equipamentos de raios    xProdução e equipamentos de raios    x
Produção e equipamentos de raios xHeraldo Silva
 

Mais procurados (20)

Proteção e Higiene das Radiações
Proteção e Higiene das RadiaçõesProteção e Higiene das Radiações
Proteção e Higiene das Radiações
 
Aula radioproteção
Aula radioproteçãoAula radioproteção
Aula radioproteção
 
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
 
Proteçao radiologica
Proteçao radiologicaProteçao radiologica
Proteçao radiologica
 
Formação das imagens convencionais e digitais: raios X
Formação das imagens convencionais e digitais: raios XFormação das imagens convencionais e digitais: raios X
Formação das imagens convencionais e digitais: raios X
 
Radioproteção
RadioproteçãoRadioproteção
Radioproteção
 
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012
Notas aula dosimetria_calculo_blindagem_2012
 
Mamografia
MamografiaMamografia
Mamografia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Biossegurança em RM
Biossegurança em RMBiossegurança em RM
Biossegurança em RM
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Filmes e processamento aula 1
Filmes e processamento   aula 1Filmes e processamento   aula 1
Filmes e processamento aula 1
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologico
 
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog http:/...
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog      http:/...P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog      http:/...
P E T: POSITRON EMISSION TOMOGRAPHY - Conteúdo vinculado ao blog http:/...
 
Aula 01 imaginologia biomedica
Aula 01 imaginologia biomedicaAula 01 imaginologia biomedica
Aula 01 imaginologia biomedica
 
RADIOLOGIA PEDIÁTRICA
RADIOLOGIA PEDIÁTRICARADIOLOGIA PEDIÁTRICA
RADIOLOGIA PEDIÁTRICA
 
Produção e equipamentos de raios x
Produção e equipamentos de raios    xProdução e equipamentos de raios    x
Produção e equipamentos de raios x
 
Radioterapia 2009
Radioterapia 2009Radioterapia 2009
Radioterapia 2009
 

Semelhante a Exposição Pediátrica à Radiação Ionizante em Exames Radiológicos

Curso radiologia odontológica
Curso radiologia odontológica Curso radiologia odontológica
Curso radiologia odontológica Alex Moreira
 
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaEfeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaRenato Sabbatini
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAna Clara Raft
 
Radiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptxRadiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptxLucasCorra65
 
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docx
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docxTCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docx
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docxEryka Gonçalves
 
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptx
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptxRADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptx
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptxnathaliaroncada
 
Proteção radiologica ebook final
Proteção radiologica ebook finalProteção radiologica ebook final
Proteção radiologica ebook finalPABLOPLINIOMOSQUEIRO
 
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...Rodrigo Penna
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraRenata Cristina
 
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxRADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxMeryslandeMoreira1
 

Semelhante a Exposição Pediátrica à Radiação Ionizante em Exames Radiológicos (20)

Curso radiologia odontológica
Curso radiologia odontológica Curso radiologia odontológica
Curso radiologia odontológica
 
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaEfeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividade
 
Radiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptxRadiologia (1).pptx
Radiologia (1).pptx
 
Material10
Material10Material10
Material10
 
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docx
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docxTCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docx
TCC Eryka Gonçalves versao final ENVIADO PELA CRÍSSIA.docx
 
Aplicações
AplicaçõesAplicações
Aplicações
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptx
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptxRADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptx
RADIOPROTEÇÃOSALUTE.pptx
 
Proteção radiologica ebook final
Proteção radiologica ebook finalProteção radiologica ebook final
Proteção radiologica ebook final
 
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
 
Radiação emitida por aparelhos celulares
Radiação emitida por aparelhos celularesRadiação emitida por aparelhos celulares
Radiação emitida por aparelhos celulares
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestra
 
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxRADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
 
Radiação
RadiaçãoRadiação
Radiação
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
Risco Radiologico.pptx
Risco Radiologico.pptxRisco Radiologico.pptx
Risco Radiologico.pptx
 
Risco Radiologico.pptx
Risco Radiologico.pptxRisco Radiologico.pptx
Risco Radiologico.pptx
 
Prevencao.de.reacoes.adversas
Prevencao.de.reacoes.adversasPrevencao.de.reacoes.adversas
Prevencao.de.reacoes.adversas
 
Rp Bs Ind Ex
Rp Bs Ind ExRp Bs Ind Ex
Rp Bs Ind Ex
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz) (20)

Documento 1O Passos do Cuidado Obstétrico para Redução da Morbimortalidade Ma...
Documento 1O Passos do Cuidado Obstétrico para Redução da Morbimortalidade Ma...Documento 1O Passos do Cuidado Obstétrico para Redução da Morbimortalidade Ma...
Documento 1O Passos do Cuidado Obstétrico para Redução da Morbimortalidade Ma...
 
Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
 
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no Climatério
 
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
 
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto NormalO Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
 
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?
 
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Osteogênese Imperfeita
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
 

Exposição Pediátrica à Radiação Ionizante em Exames Radiológicos

  • 2. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Crianças são mais radiosensíveis que adultos, portanto estão expostas à riscos mais elevados de câncer de cérebro, mama, pele, tireoide e leucemia ao longo da vida após exposição às radiações.
  • 3. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Objetivos dessa apresentação: • Apresentar o que são as radiações ionizantes presentes em exames radiológicos e seus riscos à saúde da criança; • Discutir a necessidade de uso racional desta tecnologia em pediatria e formas de minimizar seus efeitos nas crianças.
  • 4. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Ondas Eletromagnéticas Oscilação do campo elétrico Oscilação do campo magnético Comprimento de onda Propagação Espectro eletromagnético Energias mais baixas Energias mais altas Radiação ionizanteRadiação não ionizante • Ondas eletromagnéticas são energia em propagação, campo elétrico perpendicular à campo magnético, capaz de interagir com a matéria, e dependendo de sua energia, modificá-la. • As radiações ionizantes, que possuem menor comprimento de onda e, portanto, maior energia, são capazes de ionizar átomos das nossas moléculas e modificá-las, inclusive moléculas de DNA. • Radiação não ionizante: ondas de rádio, micro- ondas, radiação infra vermelha, luz visível. • Radiação ionizante: Raios X e Raios Gama
  • 5. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS O que são Radiações Ionizantes? Ondas eletromagnéticas ou partículas emitidas por elementos químicos instáveis (radioativos) capazes de promover a ionização de átomos e quebras de moléculas do nosso organismo. Radiação Ionizante Núcleo Radiação Elétron Ionização – Onde a energia proveniente da onda eletromagnética é capaz de remover um elétron da eletrosfera atômica e torná-lo um íon positivo.
  • 6. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Exemplos de Radiações • Raios Ultravioleta (UV-A e UV-B) emitidos pelo Sol, dos quais se protege utilizando protetor solar, uma barreira física e química que impede que essa radiação ionizante de baixa energia penetre no tecido epitelial depositando sua energia. Por ter baixa energia, mesmo sem proteção solar, os raios ultravioleta não tem capacidade de atingir órgãos internos, por isso, o cuidado é voltado somente para a pele • Há materiais radioativos presentes no solo, no cimento, na água, na areia e inclusive em frutos como a banana que possui o isótopo K-40 (potássio-40). Estas exposições diárias o organismo é capaz de resolver espontaneamente, não causando prejuízos para a saúde dos indivíduos.
  • 7. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Efeitos Biológicos das Radiações Efeitos Determinísticos • Efeitos à curto prazo - podem aparecer após algumas horas, dias ou até alguns anos • Dependem do limiar de dose • Causam morte celular • Os efeitos dependem da dose de radiação utilizada, podendo causar: vermelhidão, queimadura, necrose, epilação temporária ou permanente, cataratas, síndrome aguda da radiação (SAR), podendo levar a óbito. A gravidade é proporcional à dose!
  • 8. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Efeitos Biológicos das Radiações Efeitos Determinísticos Catarata
  • 9. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Efeitos Biológicos das Radiações Efeitos Estocásticos • Efeitos à longo prazo - surgem anos após a exposição. No geral os sintomas aparecem 10 anos após a exposição. A leucemia tem menor período de latência, podendo aparecer sinais 5 anos após exposição. • Ocorrem com baixas doses de radiação - Podem ocorrer a partir da exposição à qualquer dose, baixa ou alta. Quanto maior a dose maior a probabilidade de aparecimento, quanto menor, menos provável. No entanto a probabilidade não é nula! • Causam dano ao DNA -> tumores e câncer Probabilidade proporcional à dose!
  • 10. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Radiossensibilidade dos tecidos Tecido Fator de Ponderação do Tecido (*) ∑wT Medula óssea (vermelha), cólon, pulmão, estômago, mama, outros (*) 0,12 0,72 Gônadas 0,08 0,08 Bexiga, esôfago, fígado, tireóide 0,04 0,16 Superfície óssea, cérebro, glândulas salivares, pele 0,01 0,04 Total 1,00 Adrenais, região extratorácica, bexiga, coração, rins, sistema linfático, músculos, mucosa oral, pâncreas, próstata, intestino delgado, baço, timo, útero/cérvix Traduzido de: ICRP 103 (2007) (*) Cada tecido tem um fator de peso na contabilização da dose integral do indivíduo, visto que uns são mais sensíveis às radiações do que os outros, todos os fatores de peso somados, contabilizam 1, que representa 100% dos tecidos radiosensíveis do organismo.
  • 11. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS As crianças são mais radiosensíveis que os adultos por apresentarem: • Tecidos em desenvolvimento • Longa expectativa de vida pós-exposição • Reduzida massa e superfície corporal
  • 12. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Aumento do Uso de Procedimentos Radiológicos no Brasil e no Mundo A relação risco de exposição x benefício do diagnóstico deve sempre orientar a decisão de realização do exame Uso inapropriado Riscos desnecessários
  • 13. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Exposições Pediátricas Adaptado e traduzido de: Survey of the use of X-ray Beam Collimator and Shielding Tools during Infant Chest Radiography. (2016) II – Colimação aceitável Superexposição I – Colimação ideal (área de interesse diagnóstico)
  • 14. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Exposições Pediátricas Para garantir a colimação ideal deve-se posicionar corretamente o equipamento em relação à criança, considerando: • Distância Foco – posicionamento do tubo de raios e filme (detector sob o paciente); • Angulação – incidência do feixe deve se dar de forma perpendicular ao detector para que se evitem distorções; • Técnica – seleção adequada de energia, intensidade do feixe, tempo de exposição; • Posicionamento – posicionamento do paciente em relação ao detector, tubo de raios X e região de interessa a ser radiografada • Espaço – necessário para posicionamento correto do equipamento em relação à estrutura a ser estudada para garantir perpendicularidade e boa colimação
  • 15. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Por ano, 600.000 tomografias de abdômen e cabeça são realizadas nos EUA em pacientes com 15 anos de idade ou menos. Desses indivíduos, estima-se que 500 morreriam de câncer atribuído à exposição à radiação oriunda da Tomografia. Exposições pediátricas às radiações em tomografia pediátrica representam 8% dos estudo realizados em um hospital geral central de grande porte da cidade do Rio de Janeiro. Esse resultado é compatível com países como Estados Unidos, bastante superior aos índices apresentados pela Alemanha, França, Israel e Suíça (1-3%), no entanto, inferiores à países da Ásia e África (16-20%). Doses de radiação equivalentes a 50 mGy de dose absorvida na medula óssea e 60 mGy no cérebro triplicam a probabilidade de desenvolvimento de leucemia e câncer de cérebro respectivamente. Pearce et al, 2012 Brenner D.J. et al, AJR, 2001 Chaves et al, BJRS, 2018
  • 16. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Exposições Pediátricas Os riscos absolutos são relativamente baixos, no entanto, estudos realizados em populações expostas mostram que cânceres radio induzidos podem não ocorrer em até 20 a 40 anos após a exposição. Dois estudos estimaram que cerca de 30% das leucemias radio induzidas não tenham aparecido em um período de acompanhamento de 10 anos. Esse número atinge 90% para o caso de câncer de cérebro. Ron E, et al., 1988; Preston DL, et al., 1994. Levando-se isso em consideração, os riscos de vida associados à tomografia computadorizada pediátrica podem se tornar 1 em 7500 para leucemia e 1 em 1.000 para câncer de cérebro. Brenner e Hall , 2012. No Brasil, as doses são muito superiores, os equipamentos possuem sistemas menos sensíveis e não há padronização de técnicas/doses ou uso efetivo do report de doses.
  • 17. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Princípios de Radioproteção - Justificação • Benefício da informação do exame • Riscos associados à radiação • Normas proibitivas
  • 18. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Justificação • Proposta de uso de tomografia computadorizada pediátrica sem contraste – trauma cerebral agudo, suspeita de cálculo renal ou doença pulmonar intersticial e algumas patologias do esqueleto. • As demais indicações podem ser avaliadas através da combinação de ultrassonografia (USG) e ressonância magnética ou tomografia computadorizada contrastada, sem necessidade de tomografia computadorizada sem contraste na maioria das vezes. • Necessidade urgente de otimização dos procedimentos – desafio de cooperação entre pediatras, radiologistas pediátricos e físicos médicos. McHugh e Disini, 2011; Ambrosino et al., 1994; Donelly LF, 1997; Strouse et al., 2002.
  • 19. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS Princípios de Radioproteção - Otimização ALARA – As Low as Reasonably Achievable • Maior tempo de exposição -> maior probabilidade de efeitos estocásticos Quem deve conter as crianças durante os procedimentos radiológicos? • Tempo • Distância • Blindagem
  • 20. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS É importante fazer uso consciente das modalidades diagnósticas que envolvam exposição à radiação ionizante. • Médicos solicitantes devem se comunicar com os especialistas ou consultar guias de referência para garantir o bom uso do método. • Familiares, não devem exigir a realização de exames desnecessários. • Especialistas, devem usar sempre otimização na garantia da melhor qualidade de imagem associada às doses de radiação mais baixas possíveis.
  • 21. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS • N Engl J Med. 1988 Oct 20;319(16):1033-9. Tumors of the brain and nervous system after radiotherapy in childhood. Ron E1, Modan B, Boice JD Jr, Alfandary E, Stovall M, Chetrit A, Katz L. (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3173432) • Radiat Res. 1994 Feb;137(2 Suppl):S68-97. Cancer incidence in atomic bomb survivors. Part III. Leukemia, lymphoma and multiple myeloma, 1950-1987. • Preston DL1, Kusumi S, Tomonaga M, Izumi S, Ron E, Kuramoto A, Kamada N, Dohy H, Matsuo T, Matsui T [corrected to Matsuo T], et al. (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8127953) • Portaria 453/1998 https://saude.es.gov.br/Media/sesa/NEVS/Servi%C3%A7os%20de%20sa%C3%BAde%20e%20de%20interesse/portaria453.pdf • Survey of the use of X-ray Beam Collimator and Shielding Tools during Infant Chest Radiography. Varid Karami, Mansour Zabihzadeh, Abdolreza Gilavand, Nasim Shams. (2016) – http:// ijp.mums.ac.ir - Original Article (Pages: 1637-1642) • ICRP Publication 103 - The 2007 Recommendations of the International Commission on Radiological Protection • Radiation exposure from CT scans in childhood and subsequente risk of leucemia and brain tumours: a retrospective cohort study. Mar S Pearce et al, 2012, Lancet • Patterns and trends of Computed Tomography usage among pediatric and Young patients ina private hospital in Rio de janeiro, 2005-2015, T.O. Chaves et al, BJRS, 2018 • Estimated Risks of Radiation Induced Fatal Cancer from Pediatric CT, Brenner D.J. et al, AJR, 2001 • Ron E, Modan B, Boice JD Jr, Alfandary E, Stovall M, Chetrit A, Katz L. Tumors of the brain and nervous system after radiotherapy in childhood. 1988. • Preston DL, Kusumi S, Tomonaga M, Izumi S, Ron E, Kuramoto A, Kamada N, Dohy H, Matsuo T, Matsui T [corrected to Matsuo T], et al. Cancer incidence in atomic bomb survivors. Part III. Leukemia, lymphoma and multiple myeloma, 1950-1987. 1994 • Brenner DJ, Hall EJ. Cancer risks from CT scans: now we have data, what next? Radiology. 2012 • McHugh, K.; Disini, L. Commentary: For the children’s sake, avoid non-contrast CT. Cancer Imaging 2011, 11, 16–18. • Ambrosino MM, Genieser NB, Roche KJ, et al. Feasibility of high-resolution, low-dose chest CT in evaluating the pediatric chest. Pediatr Radiol. 1994;24:6–10. doi: 10.1007/BF02017649. PMid:8008501. • Donelly LF. Commentary: oral contrast medium administration for abdominal CT-reevaluating the benefits and disadvantages in the pediatric patient. Pediatr Radiol. 1997;27:770–2. doi: 10.1007/s002470050225. • Strouse PJ, Bates G, Bloom DA, Goodsitt MM. Non-contrast thin-section helical CT of urinary tract calculi in children. Pediatr Radiol. 2002;32:326–32. PMid:11956719.
  • 22. ATENÇÃO À CRIANÇA portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Material de 01 de outubro de 2020 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção à Criança Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal. EXPOSIÇÃO PEDIÁTRICA À RADIAÇÃO IONIZANTE EM EXAMES RADIOLÓGICOS