SlideShare uma empresa Scribd logo
Entendendo o
Comportamento
Humano
Por Julio Pascoal
Olá!!!
Sou Julio Pascoal, Administrador de Marketing,
Consultor empresarial,
Palestrante (nas áreas de marketing,
motivação, desenvolvimento humano),
Prof. Universitário, Comentarista da CBN Recife
pela Orbe Consultoria no quadro Pesquisa e
Opinião.
APRESENTAÇÃO
COMO O SER HUMANO SE VÊ?
INDIVIDUO
Raiz latina: in (não)
dividere (dividir)
“Indivíduo é um todo
em si, não poder ser
dividido”.
PERSONALIDADE
Personalidade vem de
PERSONA
PERSONALIDADE
Personalidade: Características
psicofísicas de uma pessoa
“Personalidade é a organização dinâmica dos
traços no interior do "Eu", formados a partir dos
genes particulares que herdamos, das
existências singulares que suportamos e das
percepções individuais que temos do mundo,
capazes de tornar cada indivíduo único em
sua maneira de ser e de desempenhar o seu
papel social".
PERSONALIDADE
Nenhuma pessoa é igual a outra
Um indivíduo tem o direito de ser ele
mesmo desde que respeitando o outro
Ideologias e crenças merecem respeito
Vamos exercitar o “diferente...”
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Antropológicos ou culturais;
Sócio-Econômicos ;
Biológicos ou Fisiológicos;
Ambientais;
Psicológicos.
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Antropológicos ou culturais:
Fator relacionado a questão de
cultura de um povo ou grupo
social.
Ex.: hábitos semelhantes
quanto a vestimenta, atitudes e
comportamento em geral.
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Sócio-Econômicos:
Pessoas que moram em
locais mais pobres ou
ricos tem, em geral,
características mais
semelhantes entre si.
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Biológicos ou Fisiológicos:
Está relacionado ao físico.
Causas físicas que altera o
modo de como se
comportamento.
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Ambientais:
Tem a ver com o local onde as
pessoas moram, trabalham, vivem...
Curiosidade: Cidades onde há maior
incidência de sol as pessoas tendem a agir de
modo mais alegre, receptivo e espontâneo.
Oposto também é verdade.
OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O
COMPORTAMENTO HUMANO
Psicológicos:
Está relacionado ao estado
emocional das pessoas,
modo como foram criadas
e tratadas desde a infância
até o momento atual.
A FORMAÇÃO DE PERSONALIDADE
DE UM INDIVÍDUO
Infância Adolescência
Adulto
“Cuide de seus pensamentos; eles se tornam palavras.
Cuide de suas palavras; elas se tornam ações.
Cuide de suas ações, elas se tornam hábitos.
Cuide de seus hábitos; eles se tornam caráter.
Cuide de seu caráter; ele se torna o seu destino.”
Frank Outlaw.
REFLITA...
ObrigadoObrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
Carlos Caldas
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
ruibraz
 
Psicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimentoPsicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimento
Ana Larissa Perissini
 
Psicologia introdução
Psicologia introduçãoPsicologia introdução
Psicologia introdução
Chrys Souza
 
Neurociencia e educação
Neurociencia e educaçãoNeurociencia e educação
Neurociencia e educação
Claudinéia da Silva de Oliveira
 
Orientação profissional
Orientação profissionalOrientação profissional
Orientação profissional
Adriana Ignácio
 
Teorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimentoTeorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimento
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Introdução à psicologia
Introdução à psicologiaIntrodução à psicologia
Introdução à psicologia
Laércio Góes
 
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
FABRICIO CRUZ
 
Qualidade de vida
Qualidade de vidaQualidade de vida
Qualidade de vida
Dalvânia Santos
 
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
Nilson Dias Castelano
 
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de AprendizagemAula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Fernando S. S. Barbosa
 
Ética Profissional: Trabalho em Equipe
Ética Profissional: Trabalho em EquipeÉtica Profissional: Trabalho em Equipe
Ética Profissional: Trabalho em Equipe
Vadeilza Castilho
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Silvia Marina Anaruma
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
WAGNER OLIVEIRA
 
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Viviane Pasqualeto
 
Contribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
Contribuições da Psicanálise para a PsicopedagogiaContribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
Contribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
Sergio Luis dos Santos Lima
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Prof. Leonardo Rocha
 
Psicologia da educação 1
Psicologia da educação 1Psicologia da educação 1
Psicologia da educação 1
Universidade Federal do Ceará
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
Adriana Alves Almeida
 

Mais procurados (20)

Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Psicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimentoPsicologia do desenolvimento
Psicologia do desenolvimento
 
Psicologia introdução
Psicologia introduçãoPsicologia introdução
Psicologia introdução
 
Neurociencia e educação
Neurociencia e educaçãoNeurociencia e educação
Neurociencia e educação
 
Orientação profissional
Orientação profissionalOrientação profissional
Orientação profissional
 
Teorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimentoTeorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimento
 
Introdução à psicologia
Introdução à psicologiaIntrodução à psicologia
Introdução à psicologia
 
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
Diversidade e Inclusão no mundo do trabalho: desafios para a área de Gestão d...
 
Qualidade de vida
Qualidade de vidaQualidade de vida
Qualidade de vida
 
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1O comportamento humano e a aprendizagem - v1
O comportamento humano e a aprendizagem - v1
 
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de AprendizagemAula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
 
Ética Profissional: Trabalho em Equipe
Ética Profissional: Trabalho em EquipeÉtica Profissional: Trabalho em Equipe
Ética Profissional: Trabalho em Equipe
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
 
Contribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
Contribuições da Psicanálise para a PsicopedagogiaContribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
Contribuições da Psicanálise para a Psicopedagogia
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
 
Psicologia da educação 1
Psicologia da educação 1Psicologia da educação 1
Psicologia da educação 1
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
 

Destaque

Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
Adrianadiasbrito
 
Design do Comportamento Humano
Design do Comportamento HumanoDesign do Comportamento Humano
Design do Comportamento Humano
UTFPR
 
Comportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizaçõesComportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizações
Marco Coelho
 
Aula 1 comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
Aula 1   comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5Aula 1   comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
Aula 1 comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
Bárbara Camila Bomfim de Souza
 
Princípios de análise do comportamento
Princípios de análise do comportamentoPrincípios de análise do comportamento
Princípios de análise do comportamento
carolmorbach
 
Behaviorismo
BehaviorismoBehaviorismo
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Nilson Dias Castelano
 
Comportamento organizacional
Comportamento organizacionalComportamento organizacional
Comportamento organizacional
Laura Malate
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
Rui Loureiro
 
Rh relações humanas de trabalho
Rh   relações humanas de trabalhoRh   relações humanas de trabalho
Rh relações humanas de trabalho
Irineu Francisco
 
O Homem, ser social e fragmentado
O Homem, ser social e fragmentadoO Homem, ser social e fragmentado
O Homem, ser social e fragmentado
GRAZIA TANTA
 
5. Case: Gente como diferencial competitivo
5. Case: Gente como diferencial competitivo5. Case: Gente como diferencial competitivo
5. Case: Gente como diferencial competitivo
ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva
 
Modelagem e manutenção do comportamento
Modelagem e manutenção do comportamentoModelagem e manutenção do comportamento
Modelagem e manutenção do comportamento
Caio Maximino
 
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINALREGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
pedroribeiro1973
 
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalhoPrevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
Clínica Lares
 
Comportamento Organizacional - Formação
Comportamento Organizacional - FormaçãoComportamento Organizacional - Formação
Comportamento Organizacional - Formação
Elsa Fernandes
 
Transtornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocialTranstornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocial
miusela
 
Rumo à psicologia positiva e à resiliência 1ª parte
Rumo à psicologia positiva e à resiliência   1ª parteRumo à psicologia positiva e à resiliência   1ª parte
Rumo à psicologia positiva e à resiliência 1ª parte
Sara Baptista
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
Julio Pascoal
 

Destaque (20)

Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
 
Design do Comportamento Humano
Design do Comportamento HumanoDesign do Comportamento Humano
Design do Comportamento Humano
 
Comportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizaçõesComportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizações
 
Aula 1 comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
Aula 1   comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5Aula 1   comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
Aula 1 comportamento humano nas organizações - tópicos i 1 e i5
 
Princípios de análise do comportamento
Princípios de análise do comportamentoPrincípios de análise do comportamento
Princípios de análise do comportamento
 
Behaviorismo
BehaviorismoBehaviorismo
Behaviorismo
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
 
Comportamento organizacional
Comportamento organizacionalComportamento organizacional
Comportamento organizacional
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
 
Rh relações humanas de trabalho
Rh   relações humanas de trabalhoRh   relações humanas de trabalho
Rh relações humanas de trabalho
 
O Homem, ser social e fragmentado
O Homem, ser social e fragmentadoO Homem, ser social e fragmentado
O Homem, ser social e fragmentado
 
5. Case: Gente como diferencial competitivo
5. Case: Gente como diferencial competitivo5. Case: Gente como diferencial competitivo
5. Case: Gente como diferencial competitivo
 
Modelagem e manutenção do comportamento
Modelagem e manutenção do comportamentoModelagem e manutenção do comportamento
Modelagem e manutenção do comportamento
 
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINALREGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
REGIÕES FUNCIONAIS, RELAÇÕES URBANO‐RURAIS | RELATÓRIO FINAL
 
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalhoPrevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
 
Comportamento Organizacional - Formação
Comportamento Organizacional - FormaçãoComportamento Organizacional - Formação
Comportamento Organizacional - Formação
 
Transtornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocialTranstornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocial
 
Rumo à psicologia positiva e à resiliência 1ª parte
Rumo à psicologia positiva e à resiliência   1ª parteRumo à psicologia positiva e à resiliência   1ª parte
Rumo à psicologia positiva e à resiliência 1ª parte
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 

Semelhante a Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal

Identidade Pessoal Personalidade
Identidade Pessoal   PersonalidadeIdentidade Pessoal   Personalidade
Identidade Pessoal Personalidade
Carlos Pessoa
 
Familia x escolha profissional
Familia x escolha profissionalFamilia x escolha profissional
Familia x escolha profissional
Colégio Elisa Andreoli
 
Módulo 1 1.2.
Módulo 1   1.2.Módulo 1   1.2.
Módulo 1 1.2.
cattonia
 
Psicologia da educação(2)
Psicologia da educação(2)Psicologia da educação(2)
Psicologia da educação(2)
FATIMA RIBEIRO
 
Pessoa e cultura.pptx
Pessoa e cultura.pptxPessoa e cultura.pptx
Pessoa e cultura.pptx
CristinaAzevedo43
 
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docxRESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
andresilvahis
 
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdfsadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
Karlaejobson
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Aroldo Gavioli
 
Introdução Psicologia
Introdução Psicologia Introdução Psicologia
Introdução Psicologia
João Carlos Gomes
 
ai_pessoa_e_cultura.pptx
ai_pessoa_e_cultura.pptxai_pessoa_e_cultura.pptx
ai_pessoa_e_cultura.pptx
ProfBrunoFilipeCirur
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
Marcelo Anjos
 
Papel das decisões.
Papel das decisões.Papel das decisões.
Papel das decisões.
Rik Viana
 
Motivacao
MotivacaoMotivacao
Motivacao
Ligia Coppetti
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
sandrafran
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
sandrafran
 
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
Marcus Vinícius Machado
 
Psicologia da comunicação - pascom
Psicologia da comunicação - pascomPsicologia da comunicação - pascom
Psicologia da comunicação - pascom
Eloy Bezerra
 
Identidade Pessoal e Socialização
Identidade Pessoal e SocializaçãoIdentidade Pessoal e Socialização
Identidade Pessoal e Socialização
Jorge Barbosa
 
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
AnaMariaMonteles
 
Atitudes - Psicologia
Atitudes - PsicologiaAtitudes - Psicologia
Atitudes - Psicologia
Sara Afonso
 

Semelhante a Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal (20)

Identidade Pessoal Personalidade
Identidade Pessoal   PersonalidadeIdentidade Pessoal   Personalidade
Identidade Pessoal Personalidade
 
Familia x escolha profissional
Familia x escolha profissionalFamilia x escolha profissional
Familia x escolha profissional
 
Módulo 1 1.2.
Módulo 1   1.2.Módulo 1   1.2.
Módulo 1 1.2.
 
Psicologia da educação(2)
Psicologia da educação(2)Psicologia da educação(2)
Psicologia da educação(2)
 
Pessoa e cultura.pptx
Pessoa e cultura.pptxPessoa e cultura.pptx
Pessoa e cultura.pptx
 
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docxRESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
 
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdfsadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
sadementaledesenvolvimentodapersonalidade-140813214028-phpapp01.pdf
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
 
Introdução Psicologia
Introdução Psicologia Introdução Psicologia
Introdução Psicologia
 
ai_pessoa_e_cultura.pptx
ai_pessoa_e_cultura.pptxai_pessoa_e_cultura.pptx
ai_pessoa_e_cultura.pptx
 
Os processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição socialOs processos fundamentais de cognição social
Os processos fundamentais de cognição social
 
Papel das decisões.
Papel das decisões.Papel das decisões.
Papel das decisões.
 
Motivacao
MotivacaoMotivacao
Motivacao
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
 
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
Indivã­duo e a_organizaã§ã£o[1]
 
Psicologia da comunicação - pascom
Psicologia da comunicação - pascomPsicologia da comunicação - pascom
Psicologia da comunicação - pascom
 
Identidade Pessoal e Socialização
Identidade Pessoal e SocializaçãoIdentidade Pessoal e Socialização
Identidade Pessoal e Socialização
 
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
1. AULA ADULTO JOVEM (1).pdf
 
Atitudes - Psicologia
Atitudes - PsicologiaAtitudes - Psicologia
Atitudes - Psicologia
 

Mais de Julio Pascoal

COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
Julio Pascoal
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio PascoalCurso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio PascoalLiderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
O poder da comunicação & oratória Por Julio Pascoal
O poder da comunicação & oratória   Por Julio PascoalO poder da comunicação & oratória   Por Julio Pascoal
O poder da comunicação & oratória Por Julio Pascoal
Julio Pascoal
 
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor AdormecidoEmpreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
Julio Pascoal
 
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
Julio Pascoal
 
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing PessoalPostura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
Julio Pascoal
 
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
Julio Pascoal
 
Motivação minha motivação motiva!!! por julio pascoal
Motivação   minha motivação motiva!!! por julio pascoalMotivação   minha motivação motiva!!! por julio pascoal
Motivação minha motivação motiva!!! por julio pascoal
Julio Pascoal
 
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao clienteTécnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao cliente
Julio Pascoal
 
Vendas - Uma negociação
Vendas - Uma negociaçãoVendas - Uma negociação
Vendas - Uma negociação
Julio Pascoal
 
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao clienteTécnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao cliente
Julio Pascoal
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
Julio Pascoal
 
Marketing pessoal
Marketing pessoalMarketing pessoal
Marketing pessoal
Julio Pascoal
 

Mais de Julio Pascoal (17)

COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
COMPORTAMENTO: POR QUE EU FAÇO O QUE FAÇO (PNL - METAPROGRAMAS)
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (4ª aula) - Julio Pascoal
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (3ª aula) - Julio Pascoal
 
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio PascoalCurso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
Curso de formação em atendimento ao cliente (2ª aula) - Julio Pascoal
 
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio PascoalCurso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
Curso de Formação em Atendimento ao Cliente (1ª AULA) - Por Julio Pascoal
 
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio PascoalLiderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
Liderança - Despertando seu Líder Interior - Por Julio Pascoal
 
O poder da comunicação & oratória Por Julio Pascoal
O poder da comunicação & oratória   Por Julio PascoalO poder da comunicação & oratória   Por Julio Pascoal
O poder da comunicação & oratória Por Julio Pascoal
 
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor AdormecidoEmpreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
Empreendedorismo - Despertando meu Empreendedor Adormecido
 
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
Trabalho em Equipe - Somos um time... e juntos somos mais fortes!!!
 
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing PessoalPostura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
Postura no Processo Seletivo- Ou seja... Marketing Pessoal
 
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
4 p's do marketing pessoal um produto chamado você - trecho
 
Motivação minha motivação motiva!!! por julio pascoal
Motivação   minha motivação motiva!!! por julio pascoalMotivação   minha motivação motiva!!! por julio pascoal
Motivação minha motivação motiva!!! por julio pascoal
 
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao clienteTécnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao cliente
 
Vendas - Uma negociação
Vendas - Uma negociaçãoVendas - Uma negociação
Vendas - Uma negociação
 
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao clienteTécnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de atendimento ao cliente
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Marketing pessoal
Marketing pessoalMarketing pessoal
Marketing pessoal
 

Último

Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 

Último (20)

Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 

Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal

  • 2. Olá!!! Sou Julio Pascoal, Administrador de Marketing, Consultor empresarial, Palestrante (nas áreas de marketing, motivação, desenvolvimento humano), Prof. Universitário, Comentarista da CBN Recife pela Orbe Consultoria no quadro Pesquisa e Opinião. APRESENTAÇÃO
  • 3. COMO O SER HUMANO SE VÊ?
  • 4. INDIVIDUO Raiz latina: in (não) dividere (dividir) “Indivíduo é um todo em si, não poder ser dividido”.
  • 6. PERSONALIDADE Personalidade: Características psicofísicas de uma pessoa “Personalidade é a organização dinâmica dos traços no interior do "Eu", formados a partir dos genes particulares que herdamos, das existências singulares que suportamos e das percepções individuais que temos do mundo, capazes de tornar cada indivíduo único em sua maneira de ser e de desempenhar o seu papel social".
  • 7. PERSONALIDADE Nenhuma pessoa é igual a outra Um indivíduo tem o direito de ser ele mesmo desde que respeitando o outro Ideologias e crenças merecem respeito
  • 8. Vamos exercitar o “diferente...”
  • 9. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Antropológicos ou culturais; Sócio-Econômicos ; Biológicos ou Fisiológicos; Ambientais; Psicológicos.
  • 10. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Antropológicos ou culturais: Fator relacionado a questão de cultura de um povo ou grupo social. Ex.: hábitos semelhantes quanto a vestimenta, atitudes e comportamento em geral.
  • 11. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Sócio-Econômicos: Pessoas que moram em locais mais pobres ou ricos tem, em geral, características mais semelhantes entre si.
  • 12. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Biológicos ou Fisiológicos: Está relacionado ao físico. Causas físicas que altera o modo de como se comportamento.
  • 13. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Ambientais: Tem a ver com o local onde as pessoas moram, trabalham, vivem... Curiosidade: Cidades onde há maior incidência de sol as pessoas tendem a agir de modo mais alegre, receptivo e espontâneo. Oposto também é verdade.
  • 14. OS CINCO FATORES QUE INFLUENCIAM O COMPORTAMENTO HUMANO Psicológicos: Está relacionado ao estado emocional das pessoas, modo como foram criadas e tratadas desde a infância até o momento atual.
  • 15. A FORMAÇÃO DE PERSONALIDADE DE UM INDIVÍDUO Infância Adolescência Adulto
  • 16.
  • 17. “Cuide de seus pensamentos; eles se tornam palavras. Cuide de suas palavras; elas se tornam ações. Cuide de suas ações, elas se tornam hábitos. Cuide de seus hábitos; eles se tornam caráter. Cuide de seu caráter; ele se torna o seu destino.” Frank Outlaw. REFLITA...

Notas do Editor

  1. Entender o que seja o ser humano, sua natureza racional e espiritual, sua formação cultural, seu comportamento e grau de responsabilidade dentro da sociedade.
  2. Esta palavra, na sua raiz latina, é formada por in (que significa 'não') + dividere (que significa 'dividir'). Logo, um indivíduo é um todo em si, que não pode ser dividido. O conceito de indivíduo aplicado ao ser humano é cheio de consequências filosóficas e sociais. Basicamente, entretanto, ele é matéria e espírito, de tal sorte que todas as suas ações levam a marca destes dois elementos de suas individualidades.  O individuo nunca teve tanta importância nas sociedades como nos dias de hoje. Entre os povos antigos, pouco valor se dava a pessoa única, a importância do indivíduo estava inserida no grupo que pertencia, apesar das diferenças naturais entre os indivíduos, não havia sequer hipótese de pensar em alguém desvinculado do seu grupo. Interessante notar outros dois extremos que devem ser examinados com muito cuidado. O sistema capitalista confere ao indivíduo primazia absoluta, como única razão de ser da sociedade. . Por outro lado, na moral comunista, tudo deve pertencer ao Estado, o indivíduo não existe. Há que se falar, ainda, em individualismo, que não deve ser confundido com o direito à liberdade e ao livre arbítrio. Liberdade é a condição de um ser humano realizar em plenitude a sua própria natureza. Um homem é tanto mais livre quanto melhor puder realizar a natureza humana, de forma integral e harmoniosa. E isso só pode ser alcançado dentro de uma ordem, onde cada qual realiza a perfeição de seu próprio ser na medida em que participa da promoção dos outros. Ou seja, a felicidade de um também deveria ser a felicidade dos outros.
  3. A palavra personalidade vem de "persona", cuja origem etimológica é controvertida. Há quem aceite que venha do etrusco "phersu ", uma máscara de teatro que os atores da Grécia usavam em cena , com o tempo, o sentido de máscara passou para o de personagem. Há outros que concordam que a origem está no termo latino "perisoma" ou "per se uma", ou "persum", ou ainda "per sonare". De qualquer forma, a palavra personalidade hoje em dia determina as maneiras peculiares de um indivíduo relacionar-se com o mundo, seu temperamento, seus traços afetivos, suas emoções. O psicanalista Sigmund Freud assim conceituou a palavra: "Personalidade é a organização dinâmica dos traços no interior do "Eu", formados a partir dos genes particulares que herdamos, das existências singulares que suportamos e das percepções individuais que temos do mundo, capazes de tornar cada indivíduo único em sua maneira de ser e de desempenhar o seu papel social".
  4. A palavra personalidade vem de "persona", cuja origem etimológica é controvertida. Há quem aceite que venha do etrusco "phersu ", uma máscara de teatro que os atores da Grécia usavam em cena , com o tempo, o sentido de máscara passou para o de personagem. Há outros que concordam que a origem está no termo latino "perisoma" ou "per se uma", ou "persum", ou ainda "per sonare". De qualquer forma, a palavra personalidade hoje em dia determina as maneiras peculiares de um indivíduo relacionar-se com o mundo, seu temperamento, seus traços afetivos, suas emoções. O psicanalista Sigmund Freud assim conceituou a palavra: "Personalidade é a organização dinâmica dos traços no interior do "Eu", formados a partir dos genes particulares que herdamos, das existências singulares que suportamos e das percepções individuais que temos do mundo, capazes de tornar cada indivíduo único em sua maneira de ser e de desempenhar o seu papel social".
  5. A palavra personalidade vem de "persona", cuja origem etimológica é controvertida. Há quem aceite que venha do etrusco "phersu", uma máscara de teatro que os atores da Grécia usavam em cena , com o tempo, o sentido de máscara passou para o de personagem. Há outros que concordam que a origem está no termo latino "perisoma" ou "per se uma", ou "persum", ou ainda "per sonare". De qualquer forma, a palavra personalidade hoje em dia determina as maneiras peculiares de um indivíduo relacionar-se com o mundo, seu temperamento, seus traços afetivos, suas emoções. O psicanalista Sigmund Freud assim conceituou a palavra: "Personalidade é a organização dinâmica dos traços no interior do "Eu", formados a partir dos genes particulares que herdamos, das existências singulares que suportamos e das percepções individuais que temos do mundo, capazes de tornar cada indivíduo único em sua maneira de ser e de desempenhar o seu papel social".