SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Colégio Elisa AndreoliColégio Elisa Andreoli
Serviço de Psicologia EscolarServiço de Psicologia Escolar
Projeto de Orientação ProfissionalProjeto de Orientação Profissional
Data. 23 de maio de 2007Data. 23 de maio de 2007
TemaTema
Família XX Escolha ProfissionalEscolha Profissional
Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos
• Independência eIndependência e
consciência própriaconsciência própria
alcançam equilíbrio ealcançam equilíbrio e
compreensão superior.compreensão superior.
• O adolescenteO adolescente
reconhece as leis quereconhece as leis que
regem seus direitos eregem seus direitos e
deveres.deveres.
• O trabalho despertaO trabalho desperta
interesses .interesses .
Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos
• Há necessidade deHá necessidade de
aprender a administraraprender a administrar
o próprio dinheiro.o próprio dinheiro.
Nessa idade já seNessa idade já se
revelam os gastadoresrevelam os gastadores
dos econômicos.dos econômicos.
• A moral doA moral do
adolescente é pessoal,adolescente é pessoal,
admite os princípios eadmite os princípios e
os valores morais daos valores morais da
família e da igreja,família e da igreja,
mas o aquilo que émas o aquilo que é
importante é o que eleimportante é o que ele
pensa.pensa.
Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos
• Existe , às vezes umExiste , às vezes um
grande domínio dogrande domínio do
grupo, maior que agrupo, maior que a
família. Pode até serfamília. Pode até ser
verdadeiro , porémverdadeiro , porém
muda para se adequarmuda para se adequar
às sugestões do grupo.às sugestões do grupo.
Prefere a companhia dePrefere a companhia de
amigos à família. Nãoamigos à família. Não
significa menor afeto àsignifica menor afeto à
família, porém,família, porém,
necessita firmar a suanecessita firmar a sua
personalidade com opersonalidade com o
objetivo de conquistarobjetivo de conquistar
maior experiênciamaior experiência
social e humana.social e humana.
Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos
• O esclarecimentoO esclarecimento
firme, autêntico efirme, autêntico e
inteligente de uminteligente de um
adulto pode exerceradulto pode exercer
forte influência.forte influência.
•Já tem presente
que o tempo deve
ser administrado e
que isto é uma
questão de ordem,
disciplina e
educação.
PersonalidadePersonalidade
• Já conquistou suaJá conquistou sua
liberdade e sabeliberdade e sabe
administrá-la.administrá-la.
• O desenvolvimentoO desenvolvimento
intelectual e emocionalintelectual e emocional
levam-no a ver os fatoslevam-no a ver os fatos
com bom senso ecom bom senso e
realismo.realismo.
• Tem capacidade paraTem capacidade para
analisar a realidadeanalisar a realidade
moral com sensatez,moral com sensatez,
compreensão ecompreensão e
tolerância.tolerância.
PersonalidadePersonalidade
• Nessa idade oNessa idade o
adolescente éadolescente é
independente. Oindependente. O
sentido desentido de
independência éindependência é
espontâneo e trazespontâneo e traz
como conseqüência ,como conseqüência ,
maior segurança, osmaior segurança, os
atritos com os pais jáatritos com os pais já
diminuem e a frasediminuem e a frase
freqüente é: “ não tefreqüente é: “ não te
preocupes comigo”.preocupes comigo”.
PersonalidadePersonalidade
• Percebe que a suaPercebe que a sua
felicidade estáfelicidade está
relacionada com asrelacionada com as
pessoas que a cercampessoas que a cercam
(pais, parentes, amigos)(pais, parentes, amigos)
• O período de 16 a 21O período de 16 a 21
anos é o que se chamaanos é o que se chama
de “pré-adulto”, fasede “pré-adulto”, fase
final de formação dafinal de formação da
pessoa humana.pessoa humana.
• É a idade de pensar naÉ a idade de pensar na
futura profissão.futura profissão.
Adolescente e a escolhaAdolescente e a escolha
• O período da escolhaO período da escolha
profissional é uma faseprofissional é uma fase
crítica e importante nacrítica e importante na
vida das pessoas evida das pessoas e
quem procura aquem procura a
orientação sãoorientação são
geralmente osgeralmente os
adolescentes que estãoadolescentes que estão
abertos para discernirabertos para discernir
a possibilidade e aa possibilidade e a
necessidade de tomarnecessidade de tomar
decisões.decisões.
O adolescente e a escolhaO adolescente e a escolha
• A escolha profissional éA escolha profissional é
um processo contínuo.um processo contínuo.
Escolher implicaEscolher implica
escolher um estilo deescolher um estilo de
vida.vida.
• Escolher significaEscolher significa
saber perder , sabersaber perder , saber
ganhar, renunciar,ganhar, renunciar,
selecionar..Supõeselecionar..Supõe
conflitos, geraconflitos, gera
ansiedades , pressupõeansiedades , pressupõe
elaboração deelaboração de
mudanças e lutos.mudanças e lutos.
O adolescente e a escolhaO adolescente e a escolha
• LeventusLeventus ( 1997) traça( 1997) traça
um paralelo entre osum paralelo entre os
lutos básicos dalutos básicos da
adolescência:adolescência:
• luto pelas perdasluto pelas perdas
profissionais fantasiadas.profissionais fantasiadas.
• luto pela perda dos paisluto pela perda dos pais
da infância.da infância.
• luto pelo corpo doluto pelo corpo do
adolescenteadolescente
• luto pelas identificaçõesluto pelas identificações
profissionais queprofissionais que
abandona.abandona.
• luto pelo papel e pelaluto pelo papel e pela
identidade adolescente.identidade adolescente.
A adolescência e a escolhaA adolescência e a escolha
• Escolher implica umaEscolher implica uma
dimensão temporal.dimensão temporal.
• Escolher implicaEscolher implica
enfrentar insegurançasenfrentar inseguranças
e medos: medo dee medos: medo de
errar, de fracassar, deerrar, de fracassar, de
ter que mudar..ter que mudar..
A família é o alicerce do ser humanoA família é o alicerce do ser humano
• É na família que todaÉ na família que toda
criança se identifica, secriança se identifica, se
estrutura, se constituiestrutura, se constitui
e se constrói comoe se constrói como
pessoa. Portanto,pessoa. Portanto,
também as concepçõestambém as concepções
de trabalho, de estudo,de trabalho, de estudo,
de profissões estão aíde profissões estão aí
incluídas.incluídas.
A família é o alicerce do ser humanoA família é o alicerce do ser humano
• Segundo Soares ( 2002) “ os paisSegundo Soares ( 2002) “ os pais
constroem projetos para o futuro de seusconstroem projetos para o futuro de seus
filhos, desejam que eles correspondem àfilhos, desejam que eles correspondem à
imagem projetada”.imagem projetada”.
• Incentivo de certos comportamentos eIncentivo de certos comportamentos e
corrigir outras iniciativas.corrigir outras iniciativas.
• Formação de hábitos e interesses.Formação de hábitos e interesses.
• Cria autoconceitos, opiniões expressasCria autoconceitos, opiniões expressas
de forma explícita, implícita, sutil,de forma explícita, implícita, sutil,
direta e indireta (o filho escuta e vêdireta e indireta (o filho escuta e vê
dentro de casa, através de imagens,dentro de casa, através de imagens,
palavras, gestos, conceitos construídospalavras, gestos, conceitos construídos
a partir dos pais, parentes...).a partir dos pais, parentes...).
Bibliografia:Bibliografia:
Autores consultados:Autores consultados:
1. Lamare, Rinaldo de1. Lamare, Rinaldo de
2. Soares, Dulce2. Soares, Dulce
3. Leventus3. Leventus
4.4. Revista Cidade NovaRevista Cidade Nova
(seção- psicologia)(seção- psicologia)
ProduçãoProdução
• Texto : EmiTexto : Emi
• Montagem : Manuella SouzaMontagem : Manuella Souza
OuriquesOuriques

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOZoel Alvarenga
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetFuturos Medicos
 
A Teoria de Erikson
A Teoria de EriksonA Teoria de Erikson
A Teoria de Eriksonjunioragogo
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafiosBruno Carrasco
 
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da PsicopedagogiaConflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da PsicopedagogiaPaulo Martins
 
Estádios de Erikson
Estádios de EriksonEstádios de Erikson
Estádios de EriksonTeeOliveira
 
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anos
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anosDesenvolvimento Da Criança 6-12 anos
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anosMarco Leão
 
Identidades juvenis
Identidades juvenisIdentidades juvenis
Identidades juvenisaluisiobraga
 
Estádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de eriksonEstádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de eriksonmarco14cdc
 
A teoria de erikson
A teoria de eriksonA teoria de erikson
A teoria de eriksonPsicologia4
 
10. a importância de vivenciar a infância
10. a importância de vivenciar a infância10. a importância de vivenciar a infância
10. a importância de vivenciar a infânciaOnésimo Remígio
 
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO O ADMINISTRADOR DE SUCESSO
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO donmapel
 
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialEriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialAntónio Moreira
 
Erik erikson
Erik eriksonErik erikson
Erik eriksontiny161
 
Desenvolvimento Psicossocial - Erik Eriksson
Desenvolvimento Psicossocial - Erik ErikssonDesenvolvimento Psicossocial - Erik Eriksson
Desenvolvimento Psicossocial - Erik Erikssongaspar2112
 

Mais procurados (20)

OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
 
A Teoria de Erikson
A Teoria de EriksonA Teoria de Erikson
A Teoria de Erikson
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafios
 
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da PsicopedagogiaConflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
 
Estádios de Erikson
Estádios de EriksonEstádios de Erikson
Estádios de Erikson
 
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anos
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anosDesenvolvimento Da Criança 6-12 anos
Desenvolvimento Da Criança 6-12 anos
 
Identidades juvenis
Identidades juvenisIdentidades juvenis
Identidades juvenis
 
A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção
 
Estádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de eriksonEstádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de erikson
 
Limites com Carinho
Limites com CarinhoLimites com Carinho
Limites com Carinho
 
Aula 43 - Identidade
Aula 43 - IdentidadeAula 43 - Identidade
Aula 43 - Identidade
 
A teoria de erikson
A teoria de eriksonA teoria de erikson
A teoria de erikson
 
10. a importância de vivenciar a infância
10. a importância de vivenciar a infância10. a importância de vivenciar a infância
10. a importância de vivenciar a infância
 
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO O ADMINISTRADOR DE SUCESSO
O ADMINISTRADOR DE SUCESSO
 
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
EriksoneodesenvolvimentopsicossocialEriksoneodesenvolvimentopsicossocial
Eriksoneodesenvolvimentopsicossocial
 
Adolescêni
AdolescêniAdolescêni
Adolescêni
 
Erik erikson
Erik eriksonErik erikson
Erik erikson
 
Desenvolvimento Psicossocial - Erik Eriksson
Desenvolvimento Psicossocial - Erik ErikssonDesenvolvimento Psicossocial - Erik Eriksson
Desenvolvimento Psicossocial - Erik Eriksson
 
Drorlandacruz
DrorlandacruzDrorlandacruz
Drorlandacruz
 

Semelhante a Familia x escolha profissional

Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaPsicologia_2015
 
Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
Planejamento Educação Infatil Fase II 2011lucianoproenca21
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase Ilucianoproenca21
 
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptx
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptxResumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptx
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptxBeatrizVieira226546
 
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissionalCoaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissionalKatia Manangão
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacionalmluisavalente
 
Adolescência e identidade
Adolescência e identidadeAdolescência e identidade
Adolescência e identidadeariadnemonitoria
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOUFMA e UEMA
 
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio PascoalEntendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio PascoalJulio Pascoal
 
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência! Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência! Hericka Zogbi J. Dias
 
A PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptx
A  PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptxA  PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptx
A PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptxalineoaraujopsi
 
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...Jeca Tatu
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)Filipe Leal
 
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009JUCILANA
 
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivasSer feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivasSER_2011
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasTurma_do_Marketing
 

Semelhante a Familia x escolha profissional (20)

Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
 
Planejamento fase i
 Planejamento fase i Planejamento fase i
Planejamento fase i
 
Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
 
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptx
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptxResumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptx
Resumo sobre Psi_D.H_-_Adolescencia.pptx
 
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissionalCoaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacional
 
Adolescência e identidade
Adolescência e identidadeAdolescência e identidade
Adolescência e identidade
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio PascoalEntendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal
Entendendo o Comportamento humano - Por Julio Pascoal
 
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência! Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
 
A PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptx
A  PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptxA  PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptx
A PRIMEIRA INFÂNCIA DE DOIS A SETE ANOS.pptx
 
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...
Ga stela vc_como aprendem _pessoas_jovens_adultas_revisado2_final_27_08_2013_...
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
 
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009
Relações interpessoais para o curso Pro-funcionário 21032009
 
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivasSer feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
 
Documento de ma (4)
Documento de ma (4)Documento de ma (4)
Documento de ma (4)
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
 
Os 7 hábitos
Os 7 hábitosOs 7 hábitos
Os 7 hábitos
 

Mais de Colégio Elisa Andreoli

Mais de Colégio Elisa Andreoli (13)

O pre modernismo
O pre modernismoO pre modernismo
O pre modernismo
 
Consumo
ConsumoConsumo
Consumo
 
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética   gabarito - 1º anoAtividades de revisão fonética   gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
 
Revisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºtRevisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºt
 
Com convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelasCom convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelas
 
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionaisAspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
 
Sintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogiaSintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogia
 
Orientações ensino médio
Orientações ensino médioOrientações ensino médio
Orientações ensino médio
 
Orientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e iiOrientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e ii
 
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhosPsicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
 
Perfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professorPerfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professor
 
A importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagemA importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagem
 
Psicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoliPsicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoli
 

Familia x escolha profissional

  • 1. Colégio Elisa AndreoliColégio Elisa Andreoli Serviço de Psicologia EscolarServiço de Psicologia Escolar Projeto de Orientação ProfissionalProjeto de Orientação Profissional Data. 23 de maio de 2007Data. 23 de maio de 2007 TemaTema Família XX Escolha ProfissionalEscolha Profissional
  • 2. Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos • Independência eIndependência e consciência própriaconsciência própria alcançam equilíbrio ealcançam equilíbrio e compreensão superior.compreensão superior. • O adolescenteO adolescente reconhece as leis quereconhece as leis que regem seus direitos eregem seus direitos e deveres.deveres. • O trabalho despertaO trabalho desperta interesses .interesses .
  • 3. Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos • Há necessidade deHá necessidade de aprender a administraraprender a administrar o próprio dinheiro.o próprio dinheiro. Nessa idade já seNessa idade já se revelam os gastadoresrevelam os gastadores dos econômicos.dos econômicos. • A moral doA moral do adolescente é pessoal,adolescente é pessoal, admite os princípios eadmite os princípios e os valores morais daos valores morais da família e da igreja,família e da igreja, mas o aquilo que émas o aquilo que é importante é o que eleimportante é o que ele pensa.pensa.
  • 4. Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos • Existe , às vezes umExiste , às vezes um grande domínio dogrande domínio do grupo, maior que agrupo, maior que a família. Pode até serfamília. Pode até ser verdadeiro , porémverdadeiro , porém muda para se adequarmuda para se adequar às sugestões do grupo.às sugestões do grupo. Prefere a companhia dePrefere a companhia de amigos à família. Nãoamigos à família. Não significa menor afeto àsignifica menor afeto à família, porém,família, porém, necessita firmar a suanecessita firmar a sua personalidade com opersonalidade com o objetivo de conquistarobjetivo de conquistar maior experiênciamaior experiência social e humana.social e humana.
  • 5. Filosofia do adolescente 16 e 17 anosFilosofia do adolescente 16 e 17 anos • O esclarecimentoO esclarecimento firme, autêntico efirme, autêntico e inteligente de uminteligente de um adulto pode exerceradulto pode exercer forte influência.forte influência. •Já tem presente que o tempo deve ser administrado e que isto é uma questão de ordem, disciplina e educação.
  • 6. PersonalidadePersonalidade • Já conquistou suaJá conquistou sua liberdade e sabeliberdade e sabe administrá-la.administrá-la. • O desenvolvimentoO desenvolvimento intelectual e emocionalintelectual e emocional levam-no a ver os fatoslevam-no a ver os fatos com bom senso ecom bom senso e realismo.realismo. • Tem capacidade paraTem capacidade para analisar a realidadeanalisar a realidade moral com sensatez,moral com sensatez, compreensão ecompreensão e tolerância.tolerância.
  • 7. PersonalidadePersonalidade • Nessa idade oNessa idade o adolescente éadolescente é independente. Oindependente. O sentido desentido de independência éindependência é espontâneo e trazespontâneo e traz como conseqüência ,como conseqüência , maior segurança, osmaior segurança, os atritos com os pais jáatritos com os pais já diminuem e a frasediminuem e a frase freqüente é: “ não tefreqüente é: “ não te preocupes comigo”.preocupes comigo”.
  • 8. PersonalidadePersonalidade • Percebe que a suaPercebe que a sua felicidade estáfelicidade está relacionada com asrelacionada com as pessoas que a cercampessoas que a cercam (pais, parentes, amigos)(pais, parentes, amigos) • O período de 16 a 21O período de 16 a 21 anos é o que se chamaanos é o que se chama de “pré-adulto”, fasede “pré-adulto”, fase final de formação dafinal de formação da pessoa humana.pessoa humana. • É a idade de pensar naÉ a idade de pensar na futura profissão.futura profissão.
  • 9. Adolescente e a escolhaAdolescente e a escolha • O período da escolhaO período da escolha profissional é uma faseprofissional é uma fase crítica e importante nacrítica e importante na vida das pessoas evida das pessoas e quem procura aquem procura a orientação sãoorientação são geralmente osgeralmente os adolescentes que estãoadolescentes que estão abertos para discernirabertos para discernir a possibilidade e aa possibilidade e a necessidade de tomarnecessidade de tomar decisões.decisões.
  • 10. O adolescente e a escolhaO adolescente e a escolha • A escolha profissional éA escolha profissional é um processo contínuo.um processo contínuo. Escolher implicaEscolher implica escolher um estilo deescolher um estilo de vida.vida. • Escolher significaEscolher significa saber perder , sabersaber perder , saber ganhar, renunciar,ganhar, renunciar, selecionar..Supõeselecionar..Supõe conflitos, geraconflitos, gera ansiedades , pressupõeansiedades , pressupõe elaboração deelaboração de mudanças e lutos.mudanças e lutos.
  • 11. O adolescente e a escolhaO adolescente e a escolha • LeventusLeventus ( 1997) traça( 1997) traça um paralelo entre osum paralelo entre os lutos básicos dalutos básicos da adolescência:adolescência: • luto pelas perdasluto pelas perdas profissionais fantasiadas.profissionais fantasiadas. • luto pela perda dos paisluto pela perda dos pais da infância.da infância. • luto pelo corpo doluto pelo corpo do adolescenteadolescente • luto pelas identificaçõesluto pelas identificações profissionais queprofissionais que abandona.abandona. • luto pelo papel e pelaluto pelo papel e pela identidade adolescente.identidade adolescente.
  • 12. A adolescência e a escolhaA adolescência e a escolha • Escolher implica umaEscolher implica uma dimensão temporal.dimensão temporal. • Escolher implicaEscolher implica enfrentar insegurançasenfrentar inseguranças e medos: medo dee medos: medo de errar, de fracassar, deerrar, de fracassar, de ter que mudar..ter que mudar..
  • 13. A família é o alicerce do ser humanoA família é o alicerce do ser humano • É na família que todaÉ na família que toda criança se identifica, secriança se identifica, se estrutura, se constituiestrutura, se constitui e se constrói comoe se constrói como pessoa. Portanto,pessoa. Portanto, também as concepçõestambém as concepções de trabalho, de estudo,de trabalho, de estudo, de profissões estão aíde profissões estão aí incluídas.incluídas.
  • 14. A família é o alicerce do ser humanoA família é o alicerce do ser humano • Segundo Soares ( 2002) “ os paisSegundo Soares ( 2002) “ os pais constroem projetos para o futuro de seusconstroem projetos para o futuro de seus filhos, desejam que eles correspondem àfilhos, desejam que eles correspondem à imagem projetada”.imagem projetada”. • Incentivo de certos comportamentos eIncentivo de certos comportamentos e corrigir outras iniciativas.corrigir outras iniciativas. • Formação de hábitos e interesses.Formação de hábitos e interesses. • Cria autoconceitos, opiniões expressasCria autoconceitos, opiniões expressas de forma explícita, implícita, sutil,de forma explícita, implícita, sutil, direta e indireta (o filho escuta e vêdireta e indireta (o filho escuta e vê dentro de casa, através de imagens,dentro de casa, através de imagens, palavras, gestos, conceitos construídospalavras, gestos, conceitos construídos a partir dos pais, parentes...).a partir dos pais, parentes...).
  • 15. Bibliografia:Bibliografia: Autores consultados:Autores consultados: 1. Lamare, Rinaldo de1. Lamare, Rinaldo de 2. Soares, Dulce2. Soares, Dulce 3. Leventus3. Leventus 4.4. Revista Cidade NovaRevista Cidade Nova (seção- psicologia)(seção- psicologia)
  • 16. ProduçãoProdução • Texto : EmiTexto : Emi • Montagem : Manuella SouzaMontagem : Manuella Souza OuriquesOuriques