SlideShare uma empresa Scribd logo
TERRITORIALIZAÇÃO, 
CADASTRO 
E 
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
FAMILIAR 
DO 
MUNÍCIPIO 
DE 
SANTO 
DO 
MONTE 
– 
MG. 
Juliana 
Ferreira 
Silva 
Lacerda 
Coord. 
de 
Atenção 
Primária 
à 
Saúde 
Tarcília 
Antônia 
de 
Oliveira 
Rodrigues 
Agente 
Comunitário 
de 
Saúde 
UBS 
Ponte 
Nova
SuperGcie: 
1.125,780 
KM² 
População 
(IBGE, 
2010): 
25.975 
habitantes 
13.197 
homens 
12.778 
mulheres 
22.686 
alfabe^zados 
IDH 
(2005):0,724 
Vegetação: 
cerrado 
e 
mata 
atlân^ca 
Santo 
Antônio 
do 
Monte
INTRODUÇÃO 
o LIACC 
o Organização 
dos 
processos 
de 
trabalho 
nas 
UBS’s 
do 
município 
de 
Santo 
Antônio 
do 
Monte 
-­‐ 
MG 
TERRITORIALIZAÇÃO 
CADASTRO 
FAMILIAR 
MACROPROCESSOS 
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
FAMILIAR 
E 
ESTRATIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
DAS 
CONDIÇÕES 
CRÔNICAS 
PROGRAMAÇÃO 
E 
AGENDA
OBJETIVOS 
o Definir 
o 
território 
do 
município 
o Manter 
os 
cadastros 
familiar 
atualizados 
o Promover 
a 
classificação 
de 
risco 
das 
famílias 
o Priorizar 
e 
avaliar 
os 
atendimentos 
e 
visitas 
domiciliares 
de 
acordo 
com 
o 
risco
TERRITORIALIZAÇÃO: 
ASPECTOS 
DELINEADOS 
o 
Iden^ficação 
de 
informantes 
chaves 
que 
determinam 
o 
processo 
de 
trabalho 
das 
equipes 
o Rever 
os 
pontos 
de 
apoio 
da 
comunidade 
o Existência 
de 
Barreiras 
geográficas 
(linha 
férrea 
e 
Rodovia) 
o Presença 
de 
excedentes 
populacionais
MAPA 
ATUAL 
MAPA 
IDEAL
RECADASTRAMENTO 
o SIAB: 
26.592 
habitantes 
o IBGE: 
– 2010: 
25.975 
habitantes 
– População 
es^mada 
em 
2013: 
27.556 
habitantes 
– Área 
da 
unidade 
territorial 
(km²) 
1.125,780 
km² 
– Aproximadamente 
171 
Km 
de 
BH 
Fonte: 
IBGE, 
2014
RECADASTRAMENTO 
o O 
Município 
de 
Santo 
Antônio 
do 
Monte 
é 
composto 
por 
08 
equipes 
de 
Atenção 
Primária 
a 
Saúde 
o 
06 
urbanas 
e 
02 
rurais 
o Cobertura 
municipal: 
97%
2500 
2000 
1500 
1000 
500 
0 
UBS 
MAC 
UBS 
SVP 
UBS 
SL 
UBS 
NSF 
UBS 
Centro 
UBS 
DB 
UBS 
PN 
UBS 
SJR 
< 
1 
1 
a 
6 
7 
a14 
15 
a 
19 
20 
a 
49 
50 
a 
59 
> 
60 
POPULAÇÃO 
POR 
FAIXA 
ETÁRIA 
NAS 
UBS’S 
Fonte: 
SIAB, 
2014
DESCRIÇÃO 
DA 
SITUAÇÃO 
ATUAL 
E 
IDEAL 
CONSTRUÇÃO 
ESF 
TIPO 
POPULAÇÃO 
ATUAL 
POPOLUÇÃO 
COM 
O 
NOVO 
DESENHO 
Planalto 
I 
-­‐ 
2.433 
Geraldo 
Luís 
de 
Castro 
I 
-­‐ 
2.245 
São 
Lucas 
e 
São 
Vicente 
II 
2.834/ 
4.086 
2.808 
/ 
2.597 
N. 
Sra. 
de 
Fa^ma 
I 
3.601 
3.000 
Mangabeiras 
I 
-­‐ 
2.575 
São 
José 
dos 
Rosas 
I 
1.495 
1.495 
Ponte 
Nova 
I 
1.320 
1.320 
Fonte: 
SIAB, 
2014
DESCRIÇÃO 
DA 
SITUAÇÃO 
ATUAL 
E 
IDEAL 
Fonte: 
SIAB, 
2014 
AMPLIAÇÃO 
E 
REFORMA 
ESF 
TIPO 
POPULAÇÃO 
ATUAL 
POPULAÇÃO 
COM 
NOVO 
DESENHO 
Maria 
Angélica 
de 
Castro 
I 
4.732 
3.680 
Centro 
I 
4.822 
2.925 
Dom 
Bosco 
I 
3.781 
3.702
ATUAÇÃO 
DOS 
AGENTES 
COMUNITÁRIOS 
DE 
SAÚDE 
NO 
PROCESSO 
DE 
TERRITORIALIZAÇÃO, 
CADASTRO 
E 
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
1. 
Mapeamento 
do 
território 
visando 
iden^ficar: 
o 
Aspectos 
econômicos, 
sociais 
e 
culturais 
o 
Condições 
crônicas 
o Entrevista 
com 
informantes 
chaves 
avaliando 
os 
seguintes 
itens:
ENTREVISTA 
AO 
INFORMANTE 
CHAVE 
o Localização 
e 
acesso 
à 
unidade 
o Atendimento 
na 
sala 
de 
vacina, 
farmácia 
e 
sala 
de 
cura^vo 
o Atendimento 
programado 
(consultas, 
grupos 
opera^vos 
e 
outros): 
duração 
do 
atendimento, 
habilidade 
do 
profissional 
o Horário 
de 
funcionamento 
o Encaminhamento 
para 
consultas 
de 
especialidades 
o Lembretes 
aos 
usuários 
sobre 
atendimentos 
agendados 
ou 
programados 
e 
busca 
a^va 
em 
caso 
de 
falta 
o Informações 
prestadas 
por 
telefone 
o Realização 
de 
exames 
laboratoriais 
o Atendimento 
em 
situações 
de 
urgência: 
tempo 
de 
espera, 
resolu^vidade 
o Manutenção 
e 
limpeza 
da 
unidade 
o Visitas 
domiciliares, 
ações 
preven^vas, 
controle 
de 
zoonoses 
o Atendimento 
de 
Álcool 
e 
Drogas 
no 
CAPS 
o Recepção 
e 
acolhimento 
na 
unidade: 
a^tude 
rela^va 
a 
cortesia, 
respeito, 
sensibilidade 
e 
simpa^a; 
sala 
de 
espera 
o Compreensão 
sobre 
a 
orientação 
feita 
após 
o 
atendimento, 
prescrição 
de 
medicamentos 
ou 
solicitação 
de 
exames 
o Atendimento 
de 
Doença 
Mental 
no 
CAPS 
o Tempo 
de 
espera 
para 
consultas 
programadas 
ou 
de 
urgência 
o Sa^sfação 
com 
relação 
ao 
atendimento 
das 
necessidades 
do 
cidadão
2. 
Recadastramento 
o 
Revisão 
da 
Ficha 
de 
Cadastro 
da 
Família 
– 
Ficha 
A 
o 
Introduzindo 
novos 
campos 
para 
auxiliar 
no 
conhecimento 
da 
situação 
de 
saúde 
individual 
e 
classificação 
das 
condições 
crônicas. 
o Imunização 
o Tabagismo 
o Uso 
Excessivo 
de 
Álcool 
o Alimentação 
Adequada 
o A^vidade 
Gsica 
o Todos 
os 
membros 
da 
família 
fazem 
escovação 
diária 
dos 
dentes?
Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG.
Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG.
o Transição 
nas 
UBSs: 
o U^lização 
simultânea 
da 
ficha 
A 
e 
SIAB 
com 
alimentação 
do 
e-­‐SUS
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
CRITÉRIOS 
SÓCIO-­‐ECÔNOMICOS 
CRITÉRIOS 
CLÍNICOS 
VERIFICAÇÃO 
DA 
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO
PORCENTAGEM 
DE 
CLASSIFICAÇÃO 
DO 
RISCO 
DAS 
FAMÍLIAS 
DE 
SANTO 
ANTÔNIO 
DO 
MONTE 
46,81% 
19,43% 
28,34% 
5,40% 
SEM 
RISCO 
BAIXO 
RISCO 
MÉDIO 
RISCO 
ALTO 
RISCO 
Fonte: 
Mapa 
de 
Classificação 
de 
Risco 
da 
Família, 
2014
MAPA 
DE 
CLASSIFICAÇÃO 
DE 
RISCO 
DAS 
FAMÍLIAS
Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG.
ABORDAGEM 
FAMILIAR 
A 
família 
cons^tui 
um 
sistema 
aberto, 
dinâmico 
e 
complexo, 
cujos 
membros 
pertencem 
a 
um 
mesmo 
contexto 
social 
e 
dele 
compar^lham. 
É 
o 
lugar 
do 
reconhecimento 
da 
diferença 
e 
o 
aprendizado 
quanto 
ao 
unir-­‐se 
e 
separar-­‐se; 
é 
a 
sede 
das 
primeiras 
trocas 
afe^vo-­‐emocionais 
e 
da 
construção 
da 
iden^dade 
(Fernandes 
e 
Curra).
“ 
Há 
um 
tempo 
em 
que 
é 
preciso 
abandonar 
as 
roupas 
usadas, 
que 
já 
tem 
a 
forma 
do 
nosso 
corpo, 
e 
esquecer 
os 
nossos 
caminhos, 
que 
nos 
levam 
sempre 
aos 
mesmos 
lugares. 
É 
o 
tempo 
da 
travessia: 
e, 
se 
não 
ousarmos 
fazê-­‐la, 
teremos 
ficado, 
para 
sempre, 
à 
margem 
de 
nós 
mesmos. 
” 
Fernando 
Pessoa
Obrigada! 
Juliana 
Ferreira 
Silva 
Lacerda 
Coordenadora 
da 
Atenção 
Primária 
em 
Saúde 
Membro 
do 
Grupo 
Condutor 
do 
LIACC 
E-­‐mail: 
julianalacerda03@gmail.com 
Tarcília 
Antônia 
de 
Oliveira 
Rodrigues 
Agente 
Comunitária 
de 
Saúde 
E-­‐mail: 
tarciliaorodrigues@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptxTERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
ssuser51d27c1
 
Visita domiciliar
Visita domiciliarVisita domiciliar
1. Introdução pratica ESF e APS
1. Introdução pratica ESF e APS1. Introdução pratica ESF e APS
1. Introdução pratica ESF e APS
Leonardo Savassi
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Luis Dantas
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Amanda Moura
 
SUS
SUSSUS
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde ColetivaAula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Karynne Alves do Nascimento
 
Rede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à SaúdeRede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à Saúde
feraps
 
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério SaúdeApresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
Apresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimentoApresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimento
Felipe Cavalcanti
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
Ismael Costa
 
Redes de atenção em saúde (ras)
Redes de atenção em saúde (ras)Redes de atenção em saúde (ras)
Redes de atenção em saúde (ras)
Kellen Medina
 
Humanização
 Humanização Humanização
Humanização
Isabella Meneses
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Karla Toledo
 
4ª aula 1º slid humaniza sus
4ª aula 1º slid humaniza sus4ª aula 1º slid humaniza sus
4ª aula 1º slid humaniza sus
Francisco Fialho
 
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º períodoSeminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Laíz Coutinho
 
Aula de humanização plt
Aula de humanização pltAula de humanização plt
Aula de humanização plt
enfanhanguera
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
Katia Pontes Remijo
 
Sae
SaeSae

Mais procurados (20)

TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptxTERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
 
Visita domiciliar
Visita domiciliarVisita domiciliar
Visita domiciliar
 
1. Introdução pratica ESF e APS
1. Introdução pratica ESF e APS1. Introdução pratica ESF e APS
1. Introdução pratica ESF e APS
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
 
SUS
SUSSUS
SUS
 
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde ColetivaAula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
 
Rede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à SaúdeRede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à Saúde
 
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério SaúdeApresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
 
Apresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimentoApresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimento
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
 
Redes de atenção em saúde (ras)
Redes de atenção em saúde (ras)Redes de atenção em saúde (ras)
Redes de atenção em saúde (ras)
 
Humanização
 Humanização Humanização
Humanização
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
 
4ª aula 1º slid humaniza sus
4ª aula 1º slid humaniza sus4ª aula 1º slid humaniza sus
4ª aula 1º slid humaniza sus
 
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º períodoSeminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
 
Aula de humanização plt
Aula de humanização pltAula de humanização plt
Aula de humanização plt
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
 
Sae
SaeSae
Sae
 

Destaque

Processo de territorialização
Processo de territorializaçãoProcesso de territorialização
Processo de territorialização
Isadora Ribeiro
 
Território e o Processo Saúde - Doença
Território e o Processo Saúde - DoençaTerritório e o Processo Saúde - Doença
Território e o Processo Saúde - Doença
feraps
 
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
Leonardo Savassi
 
Mapa - territorialização e Papel do TVS
Mapa - territorialização e Papel do TVSMapa - territorialização e Papel do TVS
Mapa - territorialização e Papel do TVS
feraps
 
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - TerritorioCurso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
eadsantamarcelina
 
Territorialização1
Territorialização1Territorialização1
Territorialização1
jorge luiz dos santos de souza
 
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de CoelhoSistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
Leonardo Savassi
 
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
eadsantamarcelina
 
Manual do agente comunitário de saúde
Manual do agente comunitário de saúdeManual do agente comunitário de saúde
Manual do agente comunitário de saúde
Alinebrauna Brauna
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
karensuelen
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
apemfc
 
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e DoençaAula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
Ghiordanno Bruno
 
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great Infographics
SlideShare
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShare
Kapost
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
Empowered Presentations
 
You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!
Jesse Desjardins - @jessedee
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
Oneupweb
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
Content Marketing Institute
 
Territorialização no bairro manoel deodato
Territorialização no bairro manoel deodatoTerritorialização no bairro manoel deodato
Territorialização no bairro manoel deodato
Pedro Silva
 

Destaque (20)

Processo de territorialização
Processo de territorializaçãoProcesso de territorialização
Processo de territorialização
 
Território e o Processo Saúde - Doença
Território e o Processo Saúde - DoençaTerritório e o Processo Saúde - Doença
Território e o Processo Saúde - Doença
 
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
2015 - Escala de Risco Familiar de Coelho e Savassi e o e-SUS
 
Mapa - territorialização e Papel do TVS
Mapa - territorialização e Papel do TVSMapa - territorialização e Papel do TVS
Mapa - territorialização e Papel do TVS
 
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - TerritorioCurso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Territorio
 
Territorialização1
Territorialização1Territorialização1
Territorialização1
 
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de CoelhoSistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
Sistematização de Instrumento de Estratificação: A Escala de Risco de Coelho
 
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 2 - Aula 2
 
Manual do agente comunitário de saúde
Manual do agente comunitário de saúdeManual do agente comunitário de saúde
Manual do agente comunitário de saúde
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
 
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e DoençaAula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
 
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
Apresentação - Mapa Vivo: Conhecendo e Transformando o Cuidado em Saúde na "C...
 
What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great Infographics
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShare
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
 
You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
 
Territorialização no bairro manoel deodato
Territorialização no bairro manoel deodatoTerritorialização no bairro manoel deodato
Territorialização no bairro manoel deodato
 

Semelhante a Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG.

Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do MonteAplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Plano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idosoPlano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idoso
Evailson Santos
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
DiegoSALVADOR31
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
DiegoSALVADOR31
 
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25setRegulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
Rodrigo Zardo
 
Missao Piaui Diario da Serra 2016
Missao Piaui Diario da Serra 2016Missao Piaui Diario da Serra 2016
Missao Piaui Diario da Serra 2016
Alexandre Naime Barbosa
 
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MGDesenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Rede de atenção psicossocial crs sul roda de conv infancia14
Rede de atenção psicossocial  crs sul roda de conv  infancia14Rede de atenção psicossocial  crs sul roda de conv  infancia14
Rede de atenção psicossocial crs sul roda de conv infancia14
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares"  CRS oesteSeminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares"  CRS oeste
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Rede Sampa de Braços Abertos Leste 290714 braços abertos cid_tiradentes
Rede Sampa de Braços Abertos Leste  290714 braços abertos cid_tiradentesRede Sampa de Braços Abertos Leste  290714 braços abertos cid_tiradentes
Rede Sampa de Braços Abertos Leste 290714 braços abertos cid_tiradentes
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúdePlanificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Regionalpimentas
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
Eduardo Júnior
 
Campanha previna se (2)
Campanha previna se (2)Campanha previna se (2)
Campanha previna se (2)
Giovana Lazzaretti
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
Gazeta Santa Cândida
 

Semelhante a Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG. (20)

Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do MonteAplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
 
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Leste - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
 
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
 
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
 
Plano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idosoPlano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idoso
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
 
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptxAPRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
APRESENTAÇÃO RELÁTORIO DE VISITAS UBS.pptx
 
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25setRegulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
Regulacao a unidade_de_saude_novo_horizonte_parte_2_leitura_previa25set
 
Missao Piaui Diario da Serra 2016
Missao Piaui Diario da Serra 2016Missao Piaui Diario da Serra 2016
Missao Piaui Diario da Serra 2016
 
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MGDesenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
Desenvolvimento do Liacc em Santo Antonio do Monte-MG
 
Rede de atenção psicossocial crs sul roda de conv infancia14
Rede de atenção psicossocial  crs sul roda de conv  infancia14Rede de atenção psicossocial  crs sul roda de conv  infancia14
Rede de atenção psicossocial crs sul roda de conv infancia14
 
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares"  CRS oesteSeminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares"  CRS oeste
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste
 
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste - Seminário Desenvolvimento Infantil ...
 
Rede Sampa de Braços Abertos Leste 290714 braços abertos cid_tiradentes
Rede Sampa de Braços Abertos Leste  290714 braços abertos cid_tiradentesRede Sampa de Braços Abertos Leste  290714 braços abertos cid_tiradentes
Rede Sampa de Braços Abertos Leste 290714 braços abertos cid_tiradentes
 
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúdePlanificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
Planificação da APS - A fórmula organizadora do sistema local de saúde
 
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
Coordenadoria Regional de Saúde Norte - Seminário Desenvolvimento Infantil e ...
 
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
 
Campanha previna se (2)
Campanha previna se (2)Campanha previna se (2)
Campanha previna se (2)
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
 

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS

Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do SulModelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - ROPIMENTEIRAS DO OESTE - RO
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e HipertensãoJornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APSA Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DFEstratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicasCuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de DiabetesPor um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à SaúdeNotas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Ministério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APSMinistério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APS
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS (20)

Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do SulModelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
 
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
 
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
 
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - ROPIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
 
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
 
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
 
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
 
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
 
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
 
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e HipertensãoJornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
 
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APSA Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
 
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DFEstratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
 
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicasCuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
 
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
 
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de DiabetesPor um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
 
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à SaúdeNotas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
 
Ministério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APSMinistério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APS
 
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
 

Territorialização, cadastro e classificação de risco familiar do município de Santo Antônio do Monte - MG.

  • 1. TERRITORIALIZAÇÃO, CADASTRO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO FAMILIAR DO MUNÍCIPIO DE SANTO DO MONTE – MG. Juliana Ferreira Silva Lacerda Coord. de Atenção Primária à Saúde Tarcília Antônia de Oliveira Rodrigues Agente Comunitário de Saúde UBS Ponte Nova
  • 2. SuperGcie: 1.125,780 KM² População (IBGE, 2010): 25.975 habitantes 13.197 homens 12.778 mulheres 22.686 alfabe^zados IDH (2005):0,724 Vegetação: cerrado e mata atlân^ca Santo Antônio do Monte
  • 3. INTRODUÇÃO o LIACC o Organização dos processos de trabalho nas UBS’s do município de Santo Antônio do Monte -­‐ MG TERRITORIALIZAÇÃO CADASTRO FAMILIAR MACROPROCESSOS CLASSIFICAÇÃO DE RISCO FAMILIAR E ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO DAS CONDIÇÕES CRÔNICAS PROGRAMAÇÃO E AGENDA
  • 4. OBJETIVOS o Definir o território do município o Manter os cadastros familiar atualizados o Promover a classificação de risco das famílias o Priorizar e avaliar os atendimentos e visitas domiciliares de acordo com o risco
  • 5. TERRITORIALIZAÇÃO: ASPECTOS DELINEADOS o Iden^ficação de informantes chaves que determinam o processo de trabalho das equipes o Rever os pontos de apoio da comunidade o Existência de Barreiras geográficas (linha férrea e Rodovia) o Presença de excedentes populacionais
  • 7. RECADASTRAMENTO o SIAB: 26.592 habitantes o IBGE: – 2010: 25.975 habitantes – População es^mada em 2013: 27.556 habitantes – Área da unidade territorial (km²) 1.125,780 km² – Aproximadamente 171 Km de BH Fonte: IBGE, 2014
  • 8. RECADASTRAMENTO o O Município de Santo Antônio do Monte é composto por 08 equipes de Atenção Primária a Saúde o 06 urbanas e 02 rurais o Cobertura municipal: 97%
  • 9. 2500 2000 1500 1000 500 0 UBS MAC UBS SVP UBS SL UBS NSF UBS Centro UBS DB UBS PN UBS SJR < 1 1 a 6 7 a14 15 a 19 20 a 49 50 a 59 > 60 POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA NAS UBS’S Fonte: SIAB, 2014
  • 10. DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO ATUAL E IDEAL CONSTRUÇÃO ESF TIPO POPULAÇÃO ATUAL POPOLUÇÃO COM O NOVO DESENHO Planalto I -­‐ 2.433 Geraldo Luís de Castro I -­‐ 2.245 São Lucas e São Vicente II 2.834/ 4.086 2.808 / 2.597 N. Sra. de Fa^ma I 3.601 3.000 Mangabeiras I -­‐ 2.575 São José dos Rosas I 1.495 1.495 Ponte Nova I 1.320 1.320 Fonte: SIAB, 2014
  • 11. DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO ATUAL E IDEAL Fonte: SIAB, 2014 AMPLIAÇÃO E REFORMA ESF TIPO POPULAÇÃO ATUAL POPULAÇÃO COM NOVO DESENHO Maria Angélica de Castro I 4.732 3.680 Centro I 4.822 2.925 Dom Bosco I 3.781 3.702
  • 12. ATUAÇÃO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE NO PROCESSO DE TERRITORIALIZAÇÃO, CADASTRO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO 1. Mapeamento do território visando iden^ficar: o Aspectos econômicos, sociais e culturais o Condições crônicas o Entrevista com informantes chaves avaliando os seguintes itens:
  • 13. ENTREVISTA AO INFORMANTE CHAVE o Localização e acesso à unidade o Atendimento na sala de vacina, farmácia e sala de cura^vo o Atendimento programado (consultas, grupos opera^vos e outros): duração do atendimento, habilidade do profissional o Horário de funcionamento o Encaminhamento para consultas de especialidades o Lembretes aos usuários sobre atendimentos agendados ou programados e busca a^va em caso de falta o Informações prestadas por telefone o Realização de exames laboratoriais o Atendimento em situações de urgência: tempo de espera, resolu^vidade o Manutenção e limpeza da unidade o Visitas domiciliares, ações preven^vas, controle de zoonoses o Atendimento de Álcool e Drogas no CAPS o Recepção e acolhimento na unidade: a^tude rela^va a cortesia, respeito, sensibilidade e simpa^a; sala de espera o Compreensão sobre a orientação feita após o atendimento, prescrição de medicamentos ou solicitação de exames o Atendimento de Doença Mental no CAPS o Tempo de espera para consultas programadas ou de urgência o Sa^sfação com relação ao atendimento das necessidades do cidadão
  • 14. 2. Recadastramento o Revisão da Ficha de Cadastro da Família – Ficha A o Introduzindo novos campos para auxiliar no conhecimento da situação de saúde individual e classificação das condições crônicas. o Imunização o Tabagismo o Uso Excessivo de Álcool o Alimentação Adequada o A^vidade Gsica o Todos os membros da família fazem escovação diária dos dentes?
  • 17. o Transição nas UBSs: o U^lização simultânea da ficha A e SIAB com alimentação do e-­‐SUS
  • 18. CLASSIFICAÇÃO DE RISCO CRITÉRIOS SÓCIO-­‐ECÔNOMICOS CRITÉRIOS CLÍNICOS VERIFICAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO DE RISCO
  • 19. PORCENTAGEM DE CLASSIFICAÇÃO DO RISCO DAS FAMÍLIAS DE SANTO ANTÔNIO DO MONTE 46,81% 19,43% 28,34% 5,40% SEM RISCO BAIXO RISCO MÉDIO RISCO ALTO RISCO Fonte: Mapa de Classificação de Risco da Família, 2014
  • 20. MAPA DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO DAS FAMÍLIAS
  • 22. ABORDAGEM FAMILIAR A família cons^tui um sistema aberto, dinâmico e complexo, cujos membros pertencem a um mesmo contexto social e dele compar^lham. É o lugar do reconhecimento da diferença e o aprendizado quanto ao unir-­‐se e separar-­‐se; é a sede das primeiras trocas afe^vo-­‐emocionais e da construção da iden^dade (Fernandes e Curra).
  • 23. “ Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-­‐la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos. ” Fernando Pessoa
  • 24. Obrigada! Juliana Ferreira Silva Lacerda Coordenadora da Atenção Primária em Saúde Membro do Grupo Condutor do LIACC E-­‐mail: julianalacerda03@gmail.com Tarcília Antônia de Oliveira Rodrigues Agente Comunitária de Saúde E-­‐mail: tarciliaorodrigues@hotmail.com