SlideShare uma empresa Scribd logo
Secretaria Municipal da Saúde
Coordenação da Atenção Básica
Coordenação das Redes de Atenção
Área Técnica da Criança e do Adolescente
Coordenação de Gestão de Pessoas
Escola Municipal de Saúde
Coordenadoria Regional de Saúde Oeste
Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares"  CRS oeste
Coordenadoria Regional de Saúde Oeste
Supervisão Técnica de Saúde Butantã
Agosto 2015
Ações desenvolvidas no território referente a
área de Saúde da Criança
6 Unidades Básicas
da Região Oeste
foram escolhidas:
por terem cobertura
da Estratégia de
Saúde da Família e
por estarem nos
Distritos mais
vulneráveis
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
A População das Unidades escolhidas é de
140.106 habitantes, com 9 % de Crianças
menores de 6 anos.
A População da Coordenadoria Regional de
Saúde Oeste é de 1.023.486 de habitantes,
9% da População de São Paulo.
Território e População
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Percentual de Crianças Menores de 6 anos
nas Unidades de Saúde da CRSO
Fonte: IBGE 2010/SMS Ceinfo
9 %
Até 6%
7% a 8 %
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Percentual de Pessoas
Cadastradas na ESF
UNIDADE
Nº de
Equipes
ESF
Pessoas
Cadastradas
ESF
Cobertura
UBS J BOA VISTA 6 20.123 100%
UBS J SAO JORGE 6 17.813 67%
UBS PAULO VI 6 19.143 67%
UBS J D ABRIL 4 12.707 85%
UBS MALTA CARDOSO 3 8.392 23%
UBS VILA DALVA 5 13.755 88%
TOTAL nas UBS
selecionadas
30 91.933 66%
Fonte: SIAB - elaboração ESF e CEInfo CRSOeste, 06/ 2015
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Número de Famílias com Gestantes e Número de Crianças
menores de 4 anos nas Unidades ESF selecionadas
UNIDADE
Nº de famílias com gestantes e
nº de famílias com crianças de
0 a 4 anos
GESTANTES CRIANÇAS
UBS J BOA VISTA 107 1.003
UBS J SAO JORGE 121 1446
UBS PAULO VI 148 1.462
UBS J D ABRIL 81 894
UBS JOSÉ M. MALTA CARDOSO 69 763
UBS VILA DALVA 80 783
TOTAL nas UBS selecionadas 606 6.351
Fonte: SIAB - elaboração ESF e CEInfo CRSOeste, 06/ 2015
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
UBS
Malta Cardoso
495
Famílias
UBS
Vl Dalva
402
Famílias
UBS
Jdm D’Abril
331
Famílias
UBS
Paulo VI
811
Famílias
UBS
Boa Vista
403
Famílias
UBS
São Jorge
577
Famílias
Total 3.019 Famílias
Cadastradas no Bolsa
Família
Número de Famílias Cadastradas no Bolsa Família
Fonte: SIAB
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Alguns aspectos Socioeconômicos
dos Distritos Selecionados
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
1. População vivendo em Favelas
UBS
São Jorge
6.401 hab.
Pop. em favela 24%
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
UBS
Paulo VI
4.755 hab.
Pop. em favela 17%
UBS
Boa Vista
1.066 hab.
Pop. em favela 6%
Distrito Raposo Tavares
12.222 pessoas
vivendo em favelas
Favela Tintas Wanda
UBS
Malta Cardoso
10.044 hab.
Pop. em favela 28%
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
UBS
Jardim D’Abril
4.032 hab.
Pop. em favela 27%
UBS Vila Dalva
3.796 hab.
Pop. Em favela 24%
Favela Vl Dalva
865 Domicílios
Distrito Rio Pequeno
17.872 pessoas
vivendo em Favelas
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
2. Escolaridade
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Sem Instrução
Grau de Escolaridade de Pessoas Maiores de 10
anos. (IBGE 2010 /SMS Ceinfo Gisa)
Fundam Completo
Médio Compl
Superior Completo
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Renda
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
0
5,000
10,000
15,000
20,000
25,000
30,000
35,000
0 a 0,74 Salário Mínimo 0,75 a 1,99 Salário Mínimo 2 ou mais Salário Mínimo
Renda per capita por Pessoa por Área de Abrangência
- CENSO IBGE 2010
Nº de pessoas
Salário mínimo
(Brasil - 2015)
R$ 788,00
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Agrupamentos Socioambientais dos
Territórios da Saúde (ASaTS)
Grupo 5:
Condições de renda;
Escolaridade e acesso ruins.
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Taxa de Mortalidade Infantil por
Agrupamentos Socioambientais das Áreas
das Unidades de Saúde, 2011
ASaTS 5:
Condições de renda.
Escolaridade e acesso ruins.
CEInfo-SMS-SP
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Nº Nascidos Vivos, Pré-Natal e Parto
UBS selecionadas
para SP Carinhosa
CRS Oeste
Município
São Paulo
Nascidos Vivos 1.784 5.732 102.101
% parto SUS 69,8% 39,7% 60,6%
% baixo peso (<2500g) 9,0% 9,3% 9,8%
% adolescentes (< 19anos) 19,2% 19,5% 19,8%
% parto normal 61,2% 62,3% 66,6%
% 7 ou + consulta de Pré-Natal 65,5% 66,9% 67,8%
Mãe com até 7 anos de estudo 30,8% 33,8% 21,6%
Fonte: SINASC, base PMSP/SMS/CEInfo/tabwin PRODAM, Acesso em 06/08/2015.
*Dados 2012 por área de abrangência do estabelecimento de residência, partos em hospitais SUS (SMS e SES)
UBS SP Carinhosa = as UBS selecionadas para o programa
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Ações e Programas desenvolvidos no Território
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Principais Ações e Programas
• Planejamento familiar
• Protocolo de Pré-Natal Instituído
• Grupos de Gestantes e Aleitamento Materno
(plantão de dúvidas em algumas unidades)
• Prevenção da Transmissão Vertical: Comitê para
prevenção da Sífilis Congênita
• Monitoramento dos óbitos infantis: Comitê
Mortalidade Infantil
• Acompanhamento do crescimento e
desenvolvimento infantil
• Acompanhamento dos Bebês de Risco
• Programa Saúde na Escola (PSE)
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação
Complementar Saudável no SUS (Estratégia Amamenta e Alimenta):
UBS Paulo VI.
• Formação para multiplicadores ocorreu de 27 a 29/07 e aula prática com
participação de funcionários na Unidade em 30/07;
• Em fase de discussão nas equipes para implantação na UBS.
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
UBS Vila Dalva: Projeto de implantação da
“Unidade Amiga da Amamentação”
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Ambulatório de acompanhamento de
recém-nascido de alto risco Peri-Peri
Maternidades:
Alô Mãe
Sem Risco:
Até 7º dia de vida, são
agendados na UBS de
referência
Com Risco para Desenvolvimento:
agendado para NIR/NISA Peri-Peri (3 a 4 dias
antes da alta) e também para UBS de referência
Ambulatório recebe também crianças com risco p/ desenv.
detectado nas UBS e crianças de famílias residentes no Butantã e
que nasceram em Maternidades fora do Território
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Objetivo: cuidado ao Recém-nascido de alto risco,
fazendo diagnostico e intervenção precoce no atraso
do desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM) e seu
acompanhamento, para minimizar as sequelas.
Ambulatório de acompanhamento de
recém-nascido de alto risco Peri-Peri
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Articulação intersetorial entre Escola e Rede Básica de Saúde e demais
redes sociais para o desenvolvimento das ações a partir da
conformação de redes de corresponsabilidade, implicando mais do que
ofertas de serviços num mesmo território.
Programa Saúde na Escola - PSE
Unidades de Saúde CRECHES EMEI Total
UBS JD BOA VISTA 548 658 1.206
UBS JD SAO JORGE 1.574 - 1.574
UBS PAULO VI 604 1.604 2.208
UBS JD D'ABRIL 169 272 441
UBS JOSE M. MALTA CARDOSO 1.218 622 1.840
UBS VL DALVA 233 309 542
TOTAL UBS com SP Carinhosa 4.346 3.465 7.811
demais UBS 3.400 3.843 7.243
Total STS Butantã 7.746 7.308 15.054
Fonte: SMS/PSE, agosto/2015
Número de alunos matriculados nas creches e EMEIs do PSE, STS Butantã, Agosto - 2015
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Ministrado pela Dra. Ana Maria Escobar- 22/9 e 24/9/2014,
organizado pelo grupo condutor do PSE e pela Escola
Municipal Regional de Saúde da CRS Oeste em parceria com
Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo, e
com as DREs Butantã e Pirituba.
Seminário: Importância do Desenvolvimento na
Primeira Infância: como estimular sem estressar
Programa Saúde na Escola - PSE
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Organizado pelo grupo condutor do PSE Oeste em parceria
com DRE Butantã e Pirituba e participação da Educação,
Assistência Social e Saúde
Discussão das desigualdades e da exclusão com o objetivo
de pensar e conhecer a cidade para alinhar ações entre as 3
Secretarias e melhor atender as necessidades da população,
especialmente das crianças do nosso território.
Foto: Prof. Dra. Dirce Koga
Seminário Mapa da Inclusão-Exclusão Social da Região
Oeste da Cidade de São Paulo – Maio de 2015
Programa Saúde na Escola - PSE
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Participação de adolescentes entre 12 e 16 anos da DRE Butantã
para discutir Prevenção da Gravidez na Adolescência, Sexualidade e
Prevenção de DST:
• 25/03/2015 no SESC Pinheiros (organizado pelo FOCA Pinheiros)
• 30/04/2015 - no Auditório da DRE Butantã
Participação da DRE Butantã, CRS Oeste (STS Lapa-Pinheiros), CRAS
Pinheiros, Secretaria da Mulher
“Calma aí, Tá ligado?”
Programa Saúde na Escola - PSE
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
REDES:
•Rede de Proteção Social às Crianças e Adolescentes do Butantã;
•Rede de Paz do Butantã;
•Rede Comunitária.
Rede de Proteção Social às Crianças e Adolescentes do Butantã
1. RP Rio Pequeno I (UBS Malta Cardoso, UBS Rio Pequeno, CSE BT)
2. RP Rio Pequeno II (UBS Jd D”Abril e UBS Dalva)
3. RP Raposo Tavares I (UBS Paulo VI)
4. RP Raposo Tavares II (UBS V Borges e UBS Jd S Jorge)
5. RP Jaqueline/Sonia
6. RP Caxingui, Butantã e Real Parque
7. RP Boa Vista
Seminário
Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil
Região Oeste
Coordenadoria Regional de Saúde Oeste
Alexandre Nemes Filho
Obrigado
Agosto 2015

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto
IFRR
 
Eduardo Chakora: Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
Eduardo Chakora:  Paternidades, Singularidades e Políticas PúblicasEduardo Chakora:  Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
Eduardo Chakora: Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
Elos da Saúde
 
Programa de saúde da criança no brasil
Programa de saúde da criança no brasilPrograma de saúde da criança no brasil
Programa de saúde da criança no brasil
Leandro Silva
 
Revista ministério da saúde e municípios 2013
Revista ministério da saúde e municípios 2013Revista ministério da saúde e municípios 2013
Revista ministério da saúde e municípios 2013
Ministério da Saúde
 
SP Carinhosa - CRS - Sudeste
SP Carinhosa - CRS - SudesteSP Carinhosa - CRS - Sudeste
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementarMedidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Palácio do Planalto
 
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues BessaDefesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
Especialização em Saúde da Família - EaD - UFPEl
 
Rachel Sarmento Reis: Paternidade na Atenção Primária
Rachel Sarmento Reis:  Paternidade na Atenção PrimáriaRachel Sarmento Reis:  Paternidade na Atenção Primária
Rachel Sarmento Reis: Paternidade na Atenção Primária
Elos da Saúde
 
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves FariaDefesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
Especialização em Saúde da Família - EaD - UFPEl
 
Política de Atenção Integral à saúde da criança
Política de Atenção Integral à saúde da criançaPolítica de Atenção Integral à saúde da criança
Política de Atenção Integral à saúde da criança
Josy Tosta
 
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da PaternidadeSancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
Elos da Saúde
 
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundoA PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Gravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimentoGravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimento
Letícia Spina Tapia
 
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadasFormação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Boas praticas 2015_final_web
Boas praticas 2015_final_webBoas praticas 2015_final_web
Boas praticas 2015_final_web
Angelica Martins
 
Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17
Jornal Correio do Sul
 

Mais procurados (20)

Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
 
13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto
 
Eduardo Chakora: Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
Eduardo Chakora:  Paternidades, Singularidades e Políticas PúblicasEduardo Chakora:  Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
Eduardo Chakora: Paternidades, Singularidades e Políticas Públicas
 
Programa de saúde da criança no brasil
Programa de saúde da criança no brasilPrograma de saúde da criança no brasil
Programa de saúde da criança no brasil
 
Revista ministério da saúde e municípios 2013
Revista ministério da saúde e municípios 2013Revista ministério da saúde e municípios 2013
Revista ministério da saúde e municípios 2013
 
SP Carinhosa - CRS - Sudeste
SP Carinhosa - CRS - SudesteSP Carinhosa - CRS - Sudeste
SP Carinhosa - CRS - Sudeste
 
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
Apresentação Dra. Athene Maria Mauro e Equipe - Área Técnica Saúde da Criança...
 
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
Seminário: A Saúde na Política Municpal de Saúde São Paulo Carinhosa - STS Er...
 
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementarMedidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
 
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues BessaDefesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
Defesa de TCC | Fabiane Rodrigues Bessa
 
Rachel Sarmento Reis: Paternidade na Atenção Primária
Rachel Sarmento Reis:  Paternidade na Atenção PrimáriaRachel Sarmento Reis:  Paternidade na Atenção Primária
Rachel Sarmento Reis: Paternidade na Atenção Primária
 
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves FariaDefesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
Defesa de TCC | Carolina Aquino Alves Faria
 
Política de Atenção Integral à saúde da criança
Política de Atenção Integral à saúde da criançaPolítica de Atenção Integral à saúde da criança
Política de Atenção Integral à saúde da criança
 
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
Saúde e infância: a EBBS e a construção da PNAISC - conceitos e experiências:...
 
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da PaternidadeSancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
Sancler Correa: Boas Práticas de Valorização da Paternidade
 
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundoA PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
A PATERNIDADE no BRASIL - relatório de situação: ProMundo
 
Gravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimentoGravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimento
 
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadasFormação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
 
Boas praticas 2015_final_web
Boas praticas 2015_final_webBoas praticas 2015_final_web
Boas praticas 2015_final_web
 
Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17
 

Semelhante a Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste

Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptxArticulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
ShesterDamaceno1
 
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
ShesterDamaceno1
 
Educadore sspe 2012
Educadore sspe 2012Educadore sspe 2012
Educadore sspe 2012
cursometa
 
Apresentacao deborah maio.2011[1]
Apresentacao deborah maio.2011[1]Apresentacao deborah maio.2011[1]
Apresentacao deborah maio.2011[1]
Simone Everton
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Mortalidade Materna e Infantil
Mortalidade Materna e InfantilMortalidade Materna e Infantil
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
Biblioteca Virtual
 
Seminário..[1]
Seminário..[1]Seminário..[1]
Seminário..[1]
lu4_4lu
 
Saúde da Família em Emaús
Saúde da Família em EmaúsSaúde da Família em Emaús
Saúde da Família em Emaús
Professor Robson
 
Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17
Jornal Correio do Sul
 
Defesa de TCC | Norma Wille Tedesco
Defesa de TCC | Norma Wille TedescoDefesa de TCC | Norma Wille Tedesco
Defesa de TCC | Norma Wille Tedesco
Especialização em Saúde da Família - EaD - UFPEl
 
Plano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idosoPlano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idoso
Evailson Santos
 
13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto
Tadeu Rodrigues
 
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Saude bucal
Saude bucalSaude bucal
Saude bucal
AndersonLima649132
 
Diretrizes Nacionais
Diretrizes NacionaisDiretrizes Nacionais
Diretrizes Nacionais
Elos da Saúde
 

Semelhante a Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste (20)

Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptxArticulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
Articulação-das-Políticas-de-Saúde-Janine.pptx
 
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
Coordenadoria Regional de Saúde Sul - Seminário "Desenvolvimento Infantil e V...
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
 
Educadore sspe 2012
Educadore sspe 2012Educadore sspe 2012
Educadore sspe 2012
 
Apresentacao deborah maio.2011[1]
Apresentacao deborah maio.2011[1]Apresentacao deborah maio.2011[1]
Apresentacao deborah maio.2011[1]
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares- Virgínia Ma...
 
Mortalidade Materna e Infantil
Mortalidade Materna e InfantilMortalidade Materna e Infantil
Mortalidade Materna e Infantil
 
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
Reunião sobre Primeira Infância: Programa "Mãe Coruja Pernambucana" - Cuidand...
 
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
Aspectos Relevantes da Política Municipal de Saúde – UBS Integral: Perspectiv...
 
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
 
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
TendêNcia Secular Do Aleitamento Materno Em Uma Unidade De AtençãO PrimáRia à...
 
Seminário..[1]
Seminário..[1]Seminário..[1]
Seminário..[1]
 
Saúde da Família em Emaús
Saúde da Família em EmaúsSaúde da Família em Emaús
Saúde da Família em Emaús
 
Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17
 
Defesa de TCC | Norma Wille Tedesco
Defesa de TCC | Norma Wille TedescoDefesa de TCC | Norma Wille Tedesco
Defesa de TCC | Norma Wille Tedesco
 
Plano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idosoPlano de atenção ao idoso
Plano de atenção ao idoso
 
13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto13h15 francisco-norbeto
13h15 francisco-norbeto
 
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
Plano de Educação Permanente da São Paulo Carinhosa na Saúde - 10/08/2015
 
Saude bucal
Saude bucalSaude bucal
Saude bucal
 
Diretrizes Nacionais
Diretrizes NacionaisDiretrizes Nacionais
Diretrizes Nacionais
 

Mais de Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS

Procedimentos em atenção primária a saúde
Procedimentos em atenção primária a saúdeProcedimentos em atenção primária a saúde
Procedimentos em atenção primária a saúde
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis CongênitaOficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Nomes Populares de Doenças e Sintomas
Nomes Populares de Doenças e SintomasNomes Populares de Doenças e Sintomas
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Registro em APS
Registro em APSRegistro em APS
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Prevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
Prevenção Quaternária - SobrediagnósticoPrevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
Prevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAPMétodo Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFCMedicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Comunicação e Interação Médico-Paciente
Comunicação e Interação Médico-PacienteComunicação e Interação Médico-Paciente
Comunicação e Interação Médico-Paciente
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Impactos da Violência no Município de São Paulo
Impactos da Violência no Município de São PauloImpactos da Violência no Município de São Paulo
Impactos da Violência no Município de São Paulo
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca AíDESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 

Mais de Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS (20)

Procedimentos em atenção primária a saúde
Procedimentos em atenção primária a saúdeProcedimentos em atenção primária a saúde
Procedimentos em atenção primária a saúde
 
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
Urgências e Emergências na Atenção Básica - SCA e AVC
 
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis CongênitaOficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
Oficina Para a Prevenção de Casos de Sífilis Congênita
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APS
 
Nomes Populares de Doenças e Sintomas
Nomes Populares de Doenças e SintomasNomes Populares de Doenças e Sintomas
Nomes Populares de Doenças e Sintomas
 
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
Módulo de Acolhimento e Avaliação - Língua Portuguesa
 
Registro em APS
Registro em APSRegistro em APS
Registro em APS
 
Projeto Terapêutico Singular
Projeto Terapêutico SingularProjeto Terapêutico Singular
Projeto Terapêutico Singular
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde
 
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
SUS e Políticas de Saúde - Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva
 
Prevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
Prevenção Quaternária - SobrediagnósticoPrevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
Prevenção Quaternária - Sobrediagnóstico
 
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAPMétodo Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
 
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFCMedicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
Medicina Baseada em Evidências - Diagnóstico na Prática do MFC
 
Comunicação e Interação Médico-Paciente
Comunicação e Interação Médico-PacienteComunicação e Interação Médico-Paciente
Comunicação e Interação Médico-Paciente
 
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
Regionalização, Pactos Interfederativos e regulação das redes de atenção à sa...
 
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
 
Impactos da Violência no Município de São Paulo
Impactos da Violência no Município de São PauloImpactos da Violência no Município de São Paulo
Impactos da Violência no Município de São Paulo
 
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca AíDESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
 
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Desenvolvimento do Protagonismo Juvenil como M...
 
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
Apresentação - "MelhorAndo" na UBS: Utilização do Número de Passos como Estra...
 

Último

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

Seminário "Desenvolvimento Infantil e Vínculos Familiares" CRS oeste

  • 1. Secretaria Municipal da Saúde Coordenação da Atenção Básica Coordenação das Redes de Atenção Área Técnica da Criança e do Adolescente Coordenação de Gestão de Pessoas Escola Municipal de Saúde Coordenadoria Regional de Saúde Oeste
  • 3. Coordenadoria Regional de Saúde Oeste Supervisão Técnica de Saúde Butantã Agosto 2015
  • 4. Ações desenvolvidas no território referente a área de Saúde da Criança
  • 5. 6 Unidades Básicas da Região Oeste foram escolhidas: por terem cobertura da Estratégia de Saúde da Família e por estarem nos Distritos mais vulneráveis Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste
  • 6. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste A População das Unidades escolhidas é de 140.106 habitantes, com 9 % de Crianças menores de 6 anos. A População da Coordenadoria Regional de Saúde Oeste é de 1.023.486 de habitantes, 9% da População de São Paulo. Território e População
  • 7. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Percentual de Crianças Menores de 6 anos nas Unidades de Saúde da CRSO Fonte: IBGE 2010/SMS Ceinfo 9 % Até 6% 7% a 8 %
  • 8. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Percentual de Pessoas Cadastradas na ESF UNIDADE Nº de Equipes ESF Pessoas Cadastradas ESF Cobertura UBS J BOA VISTA 6 20.123 100% UBS J SAO JORGE 6 17.813 67% UBS PAULO VI 6 19.143 67% UBS J D ABRIL 4 12.707 85% UBS MALTA CARDOSO 3 8.392 23% UBS VILA DALVA 5 13.755 88% TOTAL nas UBS selecionadas 30 91.933 66% Fonte: SIAB - elaboração ESF e CEInfo CRSOeste, 06/ 2015
  • 9. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Número de Famílias com Gestantes e Número de Crianças menores de 4 anos nas Unidades ESF selecionadas UNIDADE Nº de famílias com gestantes e nº de famílias com crianças de 0 a 4 anos GESTANTES CRIANÇAS UBS J BOA VISTA 107 1.003 UBS J SAO JORGE 121 1446 UBS PAULO VI 148 1.462 UBS J D ABRIL 81 894 UBS JOSÉ M. MALTA CARDOSO 69 763 UBS VILA DALVA 80 783 TOTAL nas UBS selecionadas 606 6.351 Fonte: SIAB - elaboração ESF e CEInfo CRSOeste, 06/ 2015
  • 10. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste UBS Malta Cardoso 495 Famílias UBS Vl Dalva 402 Famílias UBS Jdm D’Abril 331 Famílias UBS Paulo VI 811 Famílias UBS Boa Vista 403 Famílias UBS São Jorge 577 Famílias Total 3.019 Famílias Cadastradas no Bolsa Família Número de Famílias Cadastradas no Bolsa Família Fonte: SIAB
  • 11. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Alguns aspectos Socioeconômicos dos Distritos Selecionados
  • 12. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste 1. População vivendo em Favelas
  • 13. UBS São Jorge 6.401 hab. Pop. em favela 24% Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste UBS Paulo VI 4.755 hab. Pop. em favela 17% UBS Boa Vista 1.066 hab. Pop. em favela 6% Distrito Raposo Tavares 12.222 pessoas vivendo em favelas Favela Tintas Wanda
  • 14. UBS Malta Cardoso 10.044 hab. Pop. em favela 28% Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste UBS Jardim D’Abril 4.032 hab. Pop. em favela 27% UBS Vila Dalva 3.796 hab. Pop. Em favela 24% Favela Vl Dalva 865 Domicílios Distrito Rio Pequeno 17.872 pessoas vivendo em Favelas
  • 15. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste 2. Escolaridade
  • 16. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Sem Instrução Grau de Escolaridade de Pessoas Maiores de 10 anos. (IBGE 2010 /SMS Ceinfo Gisa) Fundam Completo Médio Compl Superior Completo
  • 17. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Renda
  • 18. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste 0 5,000 10,000 15,000 20,000 25,000 30,000 35,000 0 a 0,74 Salário Mínimo 0,75 a 1,99 Salário Mínimo 2 ou mais Salário Mínimo Renda per capita por Pessoa por Área de Abrangência - CENSO IBGE 2010 Nº de pessoas Salário mínimo (Brasil - 2015) R$ 788,00
  • 19. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Agrupamentos Socioambientais dos Territórios da Saúde (ASaTS) Grupo 5: Condições de renda; Escolaridade e acesso ruins.
  • 20. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Taxa de Mortalidade Infantil por Agrupamentos Socioambientais das Áreas das Unidades de Saúde, 2011 ASaTS 5: Condições de renda. Escolaridade e acesso ruins. CEInfo-SMS-SP
  • 21. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Nº Nascidos Vivos, Pré-Natal e Parto UBS selecionadas para SP Carinhosa CRS Oeste Município São Paulo Nascidos Vivos 1.784 5.732 102.101 % parto SUS 69,8% 39,7% 60,6% % baixo peso (<2500g) 9,0% 9,3% 9,8% % adolescentes (< 19anos) 19,2% 19,5% 19,8% % parto normal 61,2% 62,3% 66,6% % 7 ou + consulta de Pré-Natal 65,5% 66,9% 67,8% Mãe com até 7 anos de estudo 30,8% 33,8% 21,6% Fonte: SINASC, base PMSP/SMS/CEInfo/tabwin PRODAM, Acesso em 06/08/2015. *Dados 2012 por área de abrangência do estabelecimento de residência, partos em hospitais SUS (SMS e SES) UBS SP Carinhosa = as UBS selecionadas para o programa
  • 22. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Ações e Programas desenvolvidos no Território
  • 23. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Principais Ações e Programas • Planejamento familiar • Protocolo de Pré-Natal Instituído • Grupos de Gestantes e Aleitamento Materno (plantão de dúvidas em algumas unidades) • Prevenção da Transmissão Vertical: Comitê para prevenção da Sífilis Congênita • Monitoramento dos óbitos infantis: Comitê Mortalidade Infantil • Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil • Acompanhamento dos Bebês de Risco • Programa Saúde na Escola (PSE)
  • 24. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no SUS (Estratégia Amamenta e Alimenta): UBS Paulo VI. • Formação para multiplicadores ocorreu de 27 a 29/07 e aula prática com participação de funcionários na Unidade em 30/07; • Em fase de discussão nas equipes para implantação na UBS.
  • 25. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste UBS Vila Dalva: Projeto de implantação da “Unidade Amiga da Amamentação”
  • 26. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Ambulatório de acompanhamento de recém-nascido de alto risco Peri-Peri Maternidades: Alô Mãe Sem Risco: Até 7º dia de vida, são agendados na UBS de referência Com Risco para Desenvolvimento: agendado para NIR/NISA Peri-Peri (3 a 4 dias antes da alta) e também para UBS de referência Ambulatório recebe também crianças com risco p/ desenv. detectado nas UBS e crianças de famílias residentes no Butantã e que nasceram em Maternidades fora do Território
  • 27. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Objetivo: cuidado ao Recém-nascido de alto risco, fazendo diagnostico e intervenção precoce no atraso do desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM) e seu acompanhamento, para minimizar as sequelas. Ambulatório de acompanhamento de recém-nascido de alto risco Peri-Peri
  • 28. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Articulação intersetorial entre Escola e Rede Básica de Saúde e demais redes sociais para o desenvolvimento das ações a partir da conformação de redes de corresponsabilidade, implicando mais do que ofertas de serviços num mesmo território. Programa Saúde na Escola - PSE Unidades de Saúde CRECHES EMEI Total UBS JD BOA VISTA 548 658 1.206 UBS JD SAO JORGE 1.574 - 1.574 UBS PAULO VI 604 1.604 2.208 UBS JD D'ABRIL 169 272 441 UBS JOSE M. MALTA CARDOSO 1.218 622 1.840 UBS VL DALVA 233 309 542 TOTAL UBS com SP Carinhosa 4.346 3.465 7.811 demais UBS 3.400 3.843 7.243 Total STS Butantã 7.746 7.308 15.054 Fonte: SMS/PSE, agosto/2015 Número de alunos matriculados nas creches e EMEIs do PSE, STS Butantã, Agosto - 2015
  • 29. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Ministrado pela Dra. Ana Maria Escobar- 22/9 e 24/9/2014, organizado pelo grupo condutor do PSE e pela Escola Municipal Regional de Saúde da CRS Oeste em parceria com Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo, e com as DREs Butantã e Pirituba. Seminário: Importância do Desenvolvimento na Primeira Infância: como estimular sem estressar Programa Saúde na Escola - PSE
  • 30. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Organizado pelo grupo condutor do PSE Oeste em parceria com DRE Butantã e Pirituba e participação da Educação, Assistência Social e Saúde Discussão das desigualdades e da exclusão com o objetivo de pensar e conhecer a cidade para alinhar ações entre as 3 Secretarias e melhor atender as necessidades da população, especialmente das crianças do nosso território. Foto: Prof. Dra. Dirce Koga Seminário Mapa da Inclusão-Exclusão Social da Região Oeste da Cidade de São Paulo – Maio de 2015 Programa Saúde na Escola - PSE
  • 31. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste Participação de adolescentes entre 12 e 16 anos da DRE Butantã para discutir Prevenção da Gravidez na Adolescência, Sexualidade e Prevenção de DST: • 25/03/2015 no SESC Pinheiros (organizado pelo FOCA Pinheiros) • 30/04/2015 - no Auditório da DRE Butantã Participação da DRE Butantã, CRS Oeste (STS Lapa-Pinheiros), CRAS Pinheiros, Secretaria da Mulher “Calma aí, Tá ligado?” Programa Saúde na Escola - PSE
  • 32. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste REDES: •Rede de Proteção Social às Crianças e Adolescentes do Butantã; •Rede de Paz do Butantã; •Rede Comunitária. Rede de Proteção Social às Crianças e Adolescentes do Butantã 1. RP Rio Pequeno I (UBS Malta Cardoso, UBS Rio Pequeno, CSE BT) 2. RP Rio Pequeno II (UBS Jd D”Abril e UBS Dalva) 3. RP Raposo Tavares I (UBS Paulo VI) 4. RP Raposo Tavares II (UBS V Borges e UBS Jd S Jorge) 5. RP Jaqueline/Sonia 6. RP Caxingui, Butantã e Real Parque 7. RP Boa Vista
  • 33. Seminário Vínculos Familiares e Desenvolvimento Infantil Região Oeste
  • 34. Coordenadoria Regional de Saúde Oeste Alexandre Nemes Filho Obrigado Agosto 2015

Notas do Editor

  1. Porcentagem MT
  2. Porcentagem MT