SlideShare uma empresa Scribd logo
Project Management Institute
Daniel Augusto | daniel.augustod@gmail.com
Núbia Monteiro | nubiammfarias@gmail.com
Wladimir Farias | fariaswladimir@gmail.com
Grupo de Estudos – 2017.1
Capítulo 5
Gerenciamento do Escopo do Projeto
Escopo da Apresentação
• Escopo positivo
Descrever 6 processos da Área de Conhecimento
de Gerenciamento do Escopo do Projeto
presente no PMBOK - 5ª Edição;
Capítulo 5 - Gerenciamento do Escopo do Livro
Preparatório para o exame de PMP da Rita
Mulcahy
• Escopo negativo
Não apresentará todas as entradas, ferramentas e
técnicas, e saídas dos 6 processos contidos na
área de conhecimento de Gerenciamento de
Escopo do Projeto;
Não conterá questões resolvidas;
• Escopo do produto
Características e funções que descrevem um
produto, serviço ou resultado.
Sua conclusão é medida em relação aos requisitos
• Escopo do projeto
É o trabalho executado para entregar um produto,
serviço ou resultado com características
especificadas.
Sua conclusão é medida em relação ao Plano de
Gerenciamento do Projeto
Conceitos Centrais
5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo
5.2 - Coletar os requisitos
5.3 - Definir o Escopo
5.4 - Criar a EAP
5.5 - Validar o Escopo
5.6 - Controlar o Escopo
Processos da Área de Conhecimento do
Gerenciamento do Escopo do Projeto
O que é?
● Processo de criar um plano de Gerenciamento do Escopo
do Projeto que documenta como o escopo será definido,
validado e controlado.
Principal Benefício?
1. Fornecer orientação e instrução sobre como o escopo será
gerenciado ao longo de todo o projeto
5.1 - Planejar o Gerenciamento do
Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
O Plano de Gerenciamento do Escopo pode ser formal ou informal, detalhado ou não
O Plano de Gerenciamento do Escopo ajuda a reduzir o “Scope Creep” (Desvios do Projeto)
5.1 - Planejar o Gerenciamento do
Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Entradas:
● Plano de Gerenciamento do Projeto
○ Contém os planos auxiliares aprovados
● Termo de Abertura do Projeto
○ Fornece o contexto do projeto
● Fatores Ambientais da Empresa
○ Cultura Organizacional
○ Infraestrutura
○ Administração do Pessoal
○ Condições de Mercado
● Ativos dos Processos Organizacionais
○ Políticas
○ Procedimentos
○ Informações Históricas
○ Lições Aprendidas
5.1 - Planejar o Gerenciamento do
Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Saídas:
● Plano de Gerenciamento do Escopo
○ Descreve como o escopo será:
■ Definido;
■ Desenvolvido;
■ Monitorado;
■ Controlado; e
■ Verificado
● Plano de Gerenciamento de Requisitos
○ Descreve como os requisitos serão:
■ Analisados;
■ Documentados; e
■ Gerenciados
5.1 - Planejar o Gerenciamento do
Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
O que é?
● Processo de Determinar, Documentar e Gerenciar as
necessidades e Requisitos das partes interessadas.
○ Para atender aos objetivos do projeto
Principal Benefício?
1. Servir de base para a Definição e Gerenciamento do Escopo
do Projeto
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Requisitos
● Inicia com a análise do
○ Termo de Abertura do Projeto
○ Registro das partes interessadas
○ Plano de Gerenciamento das Partes Interessadas
● Incluem
○ Condições e capacidades que devem ser atendidas pelo
Produto ou Projeto para cumprir um acordo ou
especificação formal
○ Necessidades quantificadas e documentadas
○ Expectativas do Patrocinador, clientes e demais partes
interessadas
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Os requisitos tornam-se a base para desenvolver a EAP e são essenciais para a estimativa de custos,
desenvolvimento do cronograma e o planejamento da qualidade
Requisitos
● Precisam ser obtidos, analisados e registrados
○ Com detalhes suficientes para serem incluídos na linha
de base do escopo
● O planejamento de custo, cronograma, qualidade e
aquisições são construídos com base nestes requisitos
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Categorias comuns de requisitos:
● Requisitos de negócio
● Requisitos das partes interessadas
● Requisitos de solução
○ Requisitos Funcionais
○ Requisitos Não Funcionais
● Requisitos de transição
● Requisitos de projeto
● Requisitos de qualidade
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.2 - Coletar os requisitos
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Saídas:
● Documentação dos requisitos
○ Descreve como os requisitos individuais atendem às
necessidades do negócio para o projeto
● Matriz de rastreabilidade dos requisitos
○ A ideia por trás da Matriz de rastreabilidade é
documentar onde o requisito se originou, documentar
qual requisito será rastreado e então segui-lo até a
entrega ou conclusão.
○ Fornece uma estrutura de gerenciamento das
mudanças do escopo do produto
5.3 Definir o Escopo
O que é?
● Processo de Descrição Detalhada
○ Do Projeto e do Produto
● Seleciona os requisitos finais do projeto
● Este processo pode ser iterativo
Principal Benefício?
1. Descreve os Limites
○ Do Projeto / Produto / Serviço
2. Define quais requisitos serão
○ Incluídos e Excluídos do Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.3 Definir o Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.3 Definir o Escopo
Saídas:
● Atualizações nos documentos do projeto
● Especificação do Escopo do Projeto
● É crítico para o sucesso do projeto
● É baseado nas:
○ Principais entregas;
○ Premissas; e Documentados durante a
○ Restrições iniciação (TAP) do projeto
● Não confundir com o Termo de Abertura do Projeto
(TAP)
○ O TAP possui uma visão em alto nível
○ A Especificação do Escopo do Projeto é bem
detalhado
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.3 Definir o Escopo
Saídas:
● Especificação do Escopo do Projeto
● É detalhado a medida que o projeto é conhecido
● Fornece entendimento comum do escopo entre as
partes interessadas
● Em projetos iterativos
○ Escopo detalhado é determinado uma iteração por
vez
○ Planejamento da iteração seguinte é executado
durante entrega atual
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.3 Definir o Escopo
Saídas:
● Especificação do Escopo do Projeto
● Contém:
○ Descrição do escopo do produto e do projeto
○ Critérios de aceitação
○ Entregas do projeto
○ Exclusão do produto
○ Restrições do projeto
○ Premissas do projeto
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Declarar explicitamente o que está fora do escopo ajuda a gerenciar as expectativas das partes interessadas
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
O que é?
● Processo de subdividir as entregas e o trabalho do projeto
○ Em partes menores; e
○ Mais fáceis de gerenciar;
● Principal Benefício?
○ Fornecer visão estruturada do que deve ser entregue
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
● A Estrutura Analítica do Projeto é:
○ Decomposição hierárquica do escopo total do projeto
■ Organiza e define este escopo
■ Apresenta todo o trabalho a ser executado pela
equipe para alcançar os objetivos do projeto e criar
as entregas exigidas
○ Representa o trabalho indicado na Especificação do
Escopo do Projeto aprovado
○ Dividida em pacotes de trabalho
○ É finalizada com a definição das Contas de Controle
■ É uma ferramenta de análise do desempenho do
trabalho em termos de custo, cronograma e escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
A EAP representa todo produto e trabalho do projeto, inclusive o trabalho de gerenciamento do projeto
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Saídas:
● Atualizações nos documentos do projeto
● Linha de Base do Escopo
● É a versão aprovada da:
○ Especificação de Escopo do Projeto;
○ Estrutura Analítica do Projeto;
○ Dicionário da Estrutura Analítica do Projeto
■ Contém informações detalhadas das entregas,
atividades e agendamento (Premissas e
restrições, marcos do cronograma, estimativa de
custos, ….)
■ Dá suporte à EAP
● Só pode ser alterada, após procedimento de controle
formal
● É usada como base de comparação nos processos
Validar o Escopo e Controlar o Escopo
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.4 Criar a Estrutura Analítica do
Projeto (EAP)
Grupo de Processo:
Planejamento
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Resumo:
● É uma imagem gráfica da hierarquia do projeto
● Identifica todas as entregas do projeto
● É muito importante
● É a base sobre a qual o projeto é construído
● Deve existir para todos os projetos
● Obriga a análise de todos os aspectos do projeto
● NÃO mostra dependências
● A EAP deve ser criada pela equipe
● Deve incluir apenas entregas necessárias
Monitoramento e Controle
Grupo de Processo:
Monitoramento e Controle
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Principais objetivos
1. Medir o desempenho em relação a linha de base
2. Analisar e avaliar o desempenho
3. Solicitar mudanças
4. Aprovar ou rejeitar solicitações de mudanças
5. Realizar o controle integrado de mudanças;
6. Obter aceite do cliente das entregas
7. Gerenciar configurações
Lembrete:
Nenhuma mudança pode ocorrer sem uma solicitação de
mudança aprovada
5.5 Validar o Escopo
Grupo de Processo:
Monitoramento e Controle
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
O que é?
● Processo de formalização da aceitação das entregas
concluídas;
Para que serve?
● Obter Validação de que o escopo terminado do trabalho é
aceitável para o cliente
Para que não serve
● Para confirmar e validar a conveniência do escopo durante
o planejamento
Principal Benefício?
● Proporciona objetividade ao processo de aceitação e
aumenta a probabilidade da aceitação final do produto,
serviço ou resultado, através da validação de cada entrega
Resumo
● Aceitação das entregas provisórias
○ Entregas finais é com “Encerrar Processo ou fase”
● É a Verificação por parte do cliente
○ a Verificação por parte da equipe do projeto é feita com
“Controlar a qualidade”
Principal saída
● Entregas aceitas
○ As entregas que estão de acordo com os critérios de
aceitação são formalmente assinadas e aprovadas pelo
cliente ou patrocinador.
Não realizar Gold Plating - Que é adicionar a entrega de funcionalidades ou
atributos não solicitados pelas partes interessadas;
O Projeto deve apenas fazer o que é aprovado pelo patrocinador nem a mais e
nem a menos.
5.5 Validar o Escopo
Grupo de Processo:
Monitoramento e Controle
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.6 Controlar o Escopo
O que é?
● Controlar o Escopo é o processo de monitoramento do
progresso do escopo do projeto e do escopo do produto e
gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do
escopo
Para que serve?
● Medir o desempenho do escopo e fazer os ajustes conforme
necessário
Principal Benefício?
1. O principal benefício deste processo é permitir que a linha
de base do escopo seja mantida ao longo de todo o projeto.
Grupo de Processo:
Monitoramento e Controle
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
5.6 Controlar o Escopo
Resumo
● O controle do escopo do projeto assegura que todas as
mudanças solicitadas e ações corretivas ou preventivas
recomendadas sejam processadas através do processo
“Realizar o controle integrado de mudanças”;
Principais saídas
● Solicitação de Mudança
○ A Mudança é aprovada pelo Comitê de Controle de
Mudanças (CCM) no processo “Realizar controle
integrado de mudanças”
● Informações sobre o desempenho do trabalho
○ As informações geradas sobre o desempenho do
trabalho incluem informações correlacionadas e
contextualizadas sobre o desempenho do escopo do
projeto em comparação à linha de base do escopo
Grupo de Processo:
Monitoramento e Controle
Área de Conhecimento:
Gerenciamento do Escopo
Dúvidas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Processos PMBOK5 (download p/ visualizar a planilha)
Processos PMBOK5  (download p/ visualizar a planilha)Processos PMBOK5  (download p/ visualizar a planilha)
Processos PMBOK5 (download p/ visualizar a planilha)
Fernando Palma
 
Gerenciamento de projetos aula 6 (tempo)
Gerenciamento de projetos   aula 6 (tempo)Gerenciamento de projetos   aula 6 (tempo)
Gerenciamento de projetos aula 6 (tempo)
Paulo Junior
 
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - ColorFlow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Ricardo Viana Vargas
 
[ reference ] Processos - PMBOK
[ reference ] Processos - PMBOK[ reference ] Processos - PMBOK
[ reference ] Processos - PMBOK
Robson Silva Espig
 
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em PortuguêsFluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
Ricardo Viana Vargas
 
Pmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeõesPmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeões
Paulo Henrique Silva
 
Gestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do ProjetoGestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do Projeto
Antonio Marcos Montai Messias
 
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
maryvascon
 
Gerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopoGerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopo
Ricardo Satin, MSc, ITIL, CSM, PMP
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
Fernando Dantas
 
Processos PMBOK por área
Processos PMBOK por áreaProcessos PMBOK por área
Processos PMBOK por área
Carlos Halrik
 
Aula03-12
Aula03-12Aula03-12
Aula03-12
3XtremeHelpDesk
 
Gerenciamento de integração
Gerenciamento de integraçãoGerenciamento de integração
Gerenciamento de integração
Ricardo Satin, MSc, ITIL, CSM, PMP
 
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosApostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Léo De Melo
 
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Rodrigo Lopes - Eng. - MBA - PMP - SCRUM - ITIL - COBIT
 
Aula 4 - Gerenciamento de integracao
Aula 4 - Gerenciamento de integracaoAula 4 - Gerenciamento de integracao
Aula 4 - Gerenciamento de integracao
Matheus de Lara Calache
 
Gerenciamento projetos cap
Gerenciamento projetos capGerenciamento projetos cap
Gerenciamento projetos cap
leopaiva217101
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
Paulo Sobrinho
 
Gerenciamento de Escopo em Projetos
Gerenciamento de Escopo em ProjetosGerenciamento de Escopo em Projetos
Gerenciamento de Escopo em Projetos
renneralves
 
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracaoGerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
Fernando Palma
 

Mais procurados (20)

Processos PMBOK5 (download p/ visualizar a planilha)
Processos PMBOK5  (download p/ visualizar a planilha)Processos PMBOK5  (download p/ visualizar a planilha)
Processos PMBOK5 (download p/ visualizar a planilha)
 
Gerenciamento de projetos aula 6 (tempo)
Gerenciamento de projetos   aula 6 (tempo)Gerenciamento de projetos   aula 6 (tempo)
Gerenciamento de projetos aula 6 (tempo)
 
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - ColorFlow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
 
[ reference ] Processos - PMBOK
[ reference ] Processos - PMBOK[ reference ] Processos - PMBOK
[ reference ] Processos - PMBOK
 
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em PortuguêsFluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
Fluxo de Processos do Guia PMBOK® 5ª Edição em Português
 
Pmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeõesPmbok - Em busca de campeões
Pmbok - Em busca de campeões
 
Gestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do ProjetoGestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do Projeto
 
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
 
Gerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopoGerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopo
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
 
Processos PMBOK por área
Processos PMBOK por áreaProcessos PMBOK por área
Processos PMBOK por área
 
Aula03-12
Aula03-12Aula03-12
Aula03-12
 
Gerenciamento de integração
Gerenciamento de integraçãoGerenciamento de integração
Gerenciamento de integração
 
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosApostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
 
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de tempo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
 
Aula 4 - Gerenciamento de integracao
Aula 4 - Gerenciamento de integracaoAula 4 - Gerenciamento de integracao
Aula 4 - Gerenciamento de integracao
 
Gerenciamento projetos cap
Gerenciamento projetos capGerenciamento projetos cap
Gerenciamento projetos cap
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
 
Gerenciamento de Escopo em Projetos
Gerenciamento de Escopo em ProjetosGerenciamento de Escopo em Projetos
Gerenciamento de Escopo em Projetos
 
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracaoGerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
Gerenciamento de Projetos pmbok cap4 integracao
 

Destaque

Capítulo 2 arrumando a casa
Capítulo 2 arrumando a casaCapítulo 2 arrumando a casa
Capítulo 2 arrumando a casa
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
Hugo Ortega Cocus
 
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - CristianeResumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
Belmmen
 
Fracturas (1)
Fracturas (1)Fracturas (1)
Xxy
XxyXxy
Edtech final
Edtech finalEdtech final
Edtech final
Cherry Ponteras
 
Databasepresentation
DatabasepresentationDatabasepresentation
Databasepresentation
Lindsey Mabrey
 
A cidade como centro da região
A cidade como centro da regiãoA cidade como centro da região
A cidade como centro da região
André Alencar
 
000 star wars formación de la república
000 star wars   formación de la república000 star wars   formación de la república
000 star wars formación de la república
Natalia Reyes
 
Complexidade e mudança
Complexidade e mudançaComplexidade e mudança
Complexidade e mudança
Cristina Costa
 
Social Mobilization (Handout)
Social Mobilization (Handout)Social Mobilization (Handout)
Social Mobilization (Handout)
Al Alva
 
февраль
февральфевраль
февраль
lesik1990
 
Մեծամոր քաղաք
Մեծամոր քաղաքՄեծամոր քաղաք
Մեծամոր քաղաք
tigranesthegreat
 
Presentacion cancer de pulmon
Presentacion cancer de pulmonPresentacion cancer de pulmon
Presentacion cancer de pulmon
Nashali2020
 
Fintech
FintechFintech
Design a bionic hand
Design a bionic handDesign a bionic hand
Design a bionic hand
nabeelasd
 
7 pasos para la seleccion de personal
7 pasos para la seleccion de personal7 pasos para la seleccion de personal
7 pasos para la seleccion de personal
santiago mariño
 
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
Gaetano Settimo
 
Sports
SportsSports
Sports
Mar Jurado
 
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICs
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICsTarea del seminario 2 de Estadística y TICs
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICs
patriciamunozcastellano
 

Destaque (20)

Capítulo 2 arrumando a casa
Capítulo 2 arrumando a casaCapítulo 2 arrumando a casa
Capítulo 2 arrumando a casa
 
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
Gerenciamento da Rotina do Dia a Dia - 1
 
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - CristianeResumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
Resumo cap. 1, 2, 3, 4 e 5 - Cristiane
 
Fracturas (1)
Fracturas (1)Fracturas (1)
Fracturas (1)
 
Xxy
XxyXxy
Xxy
 
Edtech final
Edtech finalEdtech final
Edtech final
 
Databasepresentation
DatabasepresentationDatabasepresentation
Databasepresentation
 
A cidade como centro da região
A cidade como centro da regiãoA cidade como centro da região
A cidade como centro da região
 
000 star wars formación de la república
000 star wars   formación de la república000 star wars   formación de la república
000 star wars formación de la república
 
Complexidade e mudança
Complexidade e mudançaComplexidade e mudança
Complexidade e mudança
 
Social Mobilization (Handout)
Social Mobilization (Handout)Social Mobilization (Handout)
Social Mobilization (Handout)
 
февраль
февральфевраль
февраль
 
Մեծամոր քաղաք
Մեծամոր քաղաքՄեծամոր քաղաք
Մեծամոր քաղաք
 
Presentacion cancer de pulmon
Presentacion cancer de pulmonPresentacion cancer de pulmon
Presentacion cancer de pulmon
 
Fintech
FintechFintech
Fintech
 
Design a bionic hand
Design a bionic handDesign a bionic hand
Design a bionic hand
 
7 pasos para la seleccion de personal
7 pasos para la seleccion de personal7 pasos para la seleccion de personal
7 pasos para la seleccion de personal
 
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
Gaetano Settimo indoor air quality in Europe ancd in Italy Ecomondo 9_novembr...
 
Sports
SportsSports
Sports
 
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICs
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICsTarea del seminario 2 de Estadística y TICs
Tarea del seminario 2 de Estadística y TICs
 

Semelhante a Grupo de Estudo PMI-PE - Gerenciamento do Escopo

GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdfGP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
Marciodias402888
 
Fundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
Fundamentos Gestão de Escopo e QualidadeFundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
Fundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
Kleitor Franklint Correa Araujo
 
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptx
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptxAula 2 - Gestão de Projetos.pptx
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptx
Universidade Católica de Santos
 
Pmbok5 escopo
Pmbok5   escopoPmbok5   escopo
Pmbok5 escopo
Ricardo Abreu Aranha
 
Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7
Ueliton da Costa Leonidio
 
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAISCURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
Karlos Ribas
 
Pmbok5 escopo (2)
Pmbok5   escopo (2)Pmbok5   escopo (2)
Pmbok5 escopo (2)
Thamires Gomes
 
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
Alessandro Almeida
 
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdfSlides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
Jairo Garcia
 
GP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
GP4US - Gerenciamento do Escopo do ProjetoGP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
GP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
Jefferson Affonso - PMP®, ITIL®, MCTS®, MBA
 
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
Ueliton da Costa Leonidio
 
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Giovana Unbehaun
 
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil - praticas de fundamentos
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil -  praticas de fundamentosGestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil -  praticas de fundamentos
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil - praticas de fundamentos
Kleitor Franklint Correa Araujo
 
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
Facuuldade Norte Sul
 
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMIO Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
Mauro Sotille, MBA, PMP
 
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamentoGerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
Aurivan
 
Boas práticas para implementação mps.br
Boas práticas para implementação mps.brBoas práticas para implementação mps.br
Boas práticas para implementação mps.br
brunomatjas
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
Aragon Vieira
 
Gerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracaoGerenciamento de integracao

Semelhante a Grupo de Estudo PMI-PE - Gerenciamento do Escopo (20)

GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdfGP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
GP_04_Gerenciamento de Escopo (1).pdf
 
Fundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
Fundamentos Gestão de Escopo e QualidadeFundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
Fundamentos Gestão de Escopo e Qualidade
 
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptx
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptxAula 2 - Gestão de Projetos.pptx
Aula 2 - Gestão de Projetos.pptx
 
Pmbok5 escopo
Pmbok5   escopoPmbok5   escopo
Pmbok5 escopo
 
Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7
 
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAISCURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
CURSO GERENCIAMENTO DE PROJETOS INDUSTRIAIS E AMBIENTAIS
 
Pmbok5 escopo (2)
Pmbok5   escopo (2)Pmbok5   escopo (2)
Pmbok5 escopo (2)
 
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
Planejamento, Execução e Controle de Projetos (24/02/2015)
 
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdfSlides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
Slides - Gestão de Projetos Atuliazação PMBoK 7 Edição.pdf
 
GP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
GP4US - Gerenciamento do Escopo do ProjetoGP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
GP4US - Gerenciamento do Escopo do Projeto
 
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
Administração de Projetos - Planejamento - Escopo - Aula 8
 
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
Boas práticas para implementação Mps.br utilizando a ferramenta Channel
 
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil - praticas de fundamentos
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil -  praticas de fundamentosGestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil -  praticas de fundamentos
Gestão de projeto PMBOK 5 com um Toque Agil - praticas de fundamentos
 
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
C:\Documents And Settings\Juliana\Desktop\Palestra 19 03 2010
 
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMIO Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
O Impacto do Guia PMBOK® 6ª ed. na gestão de projetos e nas certificações do PMI
 
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamentoGerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
Gerenciamento de projetos - Aula04 - planejamento
 
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 02
 
Boas práticas para implementação mps.br
Boas práticas para implementação mps.brBoas práticas para implementação mps.br
Boas práticas para implementação mps.br
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
 
Gerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracaoGerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracao
 

Mais de Wladimir Farias Tenorio Filho

Entregacontinua.pdf
Entregacontinua.pdfEntregacontinua.pdf
Entregacontinua.pdf
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Análise do Dataset Dry beans
Análise do Dataset Dry beansAnálise do Dataset Dry beans
Análise do Dataset Dry beans
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Palestra: Outras economias
Palestra: Outras economiasPalestra: Outras economias
Palestra: Outras economias
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfariasCap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Contabilidade básica - conceitos introdutórios
Contabilidade básica - conceitos introdutóriosContabilidade básica - conceitos introdutórios
Contabilidade básica - conceitos introdutórios
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultadosCapítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Apresentação para V SEMEAP
Apresentação para V SEMEAPApresentação para V SEMEAP
Apresentação para V SEMEAP
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE  EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE  EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Cine Prevenção
Cine PrevençãoCine Prevenção
Plan. estr.grupo pé no chão
Plan. estr.grupo pé no chãoPlan. estr.grupo pé no chão
Plan. estr.grupo pé no chão
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Mercado de trabalho v04
Mercado de trabalho v04Mercado de trabalho v04
Mercado de trabalho v04
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Mst e o estado brasileiro vfinal
Mst e o estado brasileiro vfinalMst e o estado brasileiro vfinal
Mst e o estado brasileiro vfinal
Wladimir Farias Tenorio Filho
 
Apresentação trapeiros
Apresentação trapeirosApresentação trapeiros
Apresentação trapeiros
Wladimir Farias Tenorio Filho
 

Mais de Wladimir Farias Tenorio Filho (15)

Entregacontinua.pdf
Entregacontinua.pdfEntregacontinua.pdf
Entregacontinua.pdf
 
Análise do Dataset Dry beans
Análise do Dataset Dry beansAnálise do Dataset Dry beans
Análise do Dataset Dry beans
 
Palestra: Outras economias
Palestra: Outras economiasPalestra: Outras economias
Palestra: Outras economias
 
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfariasCap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
Cap 4 como padronizar sua área de trabalho wladimirfarias
 
Contabilidade básica - conceitos introdutórios
Contabilidade básica - conceitos introdutóriosContabilidade básica - conceitos introdutórios
Contabilidade básica - conceitos introdutórios
 
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultadosCapítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
Capítulo 3: Como gerenciar para melhorar os resultados
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
Capitulo 1: Entenda seu trabalho. livro Gerenciamento da rotina do trabalho d...
 
Apresentação para V SEMEAP
Apresentação para V SEMEAPApresentação para V SEMEAP
Apresentação para V SEMEAP
 
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE  EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE  EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
Anais V SEMEAP - O CINEMA COMO EXPERIÊNCIA DE ARTE EDUCAÇÃO NA PREVENÇÃO À D...
 
Cine Prevenção
Cine PrevençãoCine Prevenção
Cine Prevenção
 
Plan. estr.grupo pé no chão
Plan. estr.grupo pé no chãoPlan. estr.grupo pé no chão
Plan. estr.grupo pé no chão
 
Mercado de trabalho v04
Mercado de trabalho v04Mercado de trabalho v04
Mercado de trabalho v04
 
Mst e o estado brasileiro vfinal
Mst e o estado brasileiro vfinalMst e o estado brasileiro vfinal
Mst e o estado brasileiro vfinal
 
Apresentação trapeiros
Apresentação trapeirosApresentação trapeiros
Apresentação trapeiros
 

Grupo de Estudo PMI-PE - Gerenciamento do Escopo

  • 1. Project Management Institute Daniel Augusto | daniel.augustod@gmail.com Núbia Monteiro | nubiammfarias@gmail.com Wladimir Farias | fariaswladimir@gmail.com Grupo de Estudos – 2017.1 Capítulo 5 Gerenciamento do Escopo do Projeto
  • 2. Escopo da Apresentação • Escopo positivo Descrever 6 processos da Área de Conhecimento de Gerenciamento do Escopo do Projeto presente no PMBOK - 5ª Edição; Capítulo 5 - Gerenciamento do Escopo do Livro Preparatório para o exame de PMP da Rita Mulcahy • Escopo negativo Não apresentará todas as entradas, ferramentas e técnicas, e saídas dos 6 processos contidos na área de conhecimento de Gerenciamento de Escopo do Projeto; Não conterá questões resolvidas;
  • 3. • Escopo do produto Características e funções que descrevem um produto, serviço ou resultado. Sua conclusão é medida em relação aos requisitos • Escopo do projeto É o trabalho executado para entregar um produto, serviço ou resultado com características especificadas. Sua conclusão é medida em relação ao Plano de Gerenciamento do Projeto Conceitos Centrais
  • 4. 5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo 5.2 - Coletar os requisitos 5.3 - Definir o Escopo 5.4 - Criar a EAP 5.5 - Validar o Escopo 5.6 - Controlar o Escopo Processos da Área de Conhecimento do Gerenciamento do Escopo do Projeto
  • 5. O que é? ● Processo de criar um plano de Gerenciamento do Escopo do Projeto que documenta como o escopo será definido, validado e controlado. Principal Benefício? 1. Fornecer orientação e instrução sobre como o escopo será gerenciado ao longo de todo o projeto 5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo O Plano de Gerenciamento do Escopo pode ser formal ou informal, detalhado ou não O Plano de Gerenciamento do Escopo ajuda a reduzir o “Scope Creep” (Desvios do Projeto)
  • 6. 5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 7. Entradas: ● Plano de Gerenciamento do Projeto ○ Contém os planos auxiliares aprovados ● Termo de Abertura do Projeto ○ Fornece o contexto do projeto ● Fatores Ambientais da Empresa ○ Cultura Organizacional ○ Infraestrutura ○ Administração do Pessoal ○ Condições de Mercado ● Ativos dos Processos Organizacionais ○ Políticas ○ Procedimentos ○ Informações Históricas ○ Lições Aprendidas 5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 8. Saídas: ● Plano de Gerenciamento do Escopo ○ Descreve como o escopo será: ■ Definido; ■ Desenvolvido; ■ Monitorado; ■ Controlado; e ■ Verificado ● Plano de Gerenciamento de Requisitos ○ Descreve como os requisitos serão: ■ Analisados; ■ Documentados; e ■ Gerenciados 5.1 - Planejar o Gerenciamento do Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 9. O que é? ● Processo de Determinar, Documentar e Gerenciar as necessidades e Requisitos das partes interessadas. ○ Para atender aos objetivos do projeto Principal Benefício? 1. Servir de base para a Definição e Gerenciamento do Escopo do Projeto 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 10. Requisitos ● Inicia com a análise do ○ Termo de Abertura do Projeto ○ Registro das partes interessadas ○ Plano de Gerenciamento das Partes Interessadas ● Incluem ○ Condições e capacidades que devem ser atendidas pelo Produto ou Projeto para cumprir um acordo ou especificação formal ○ Necessidades quantificadas e documentadas ○ Expectativas do Patrocinador, clientes e demais partes interessadas 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Os requisitos tornam-se a base para desenvolver a EAP e são essenciais para a estimativa de custos, desenvolvimento do cronograma e o planejamento da qualidade
  • 11. Requisitos ● Precisam ser obtidos, analisados e registrados ○ Com detalhes suficientes para serem incluídos na linha de base do escopo ● O planejamento de custo, cronograma, qualidade e aquisições são construídos com base nestes requisitos 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 12. 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Categorias comuns de requisitos: ● Requisitos de negócio ● Requisitos das partes interessadas ● Requisitos de solução ○ Requisitos Funcionais ○ Requisitos Não Funcionais ● Requisitos de transição ● Requisitos de projeto ● Requisitos de qualidade
  • 13. 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 14. 5.2 - Coletar os requisitos Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Saídas: ● Documentação dos requisitos ○ Descreve como os requisitos individuais atendem às necessidades do negócio para o projeto ● Matriz de rastreabilidade dos requisitos ○ A ideia por trás da Matriz de rastreabilidade é documentar onde o requisito se originou, documentar qual requisito será rastreado e então segui-lo até a entrega ou conclusão. ○ Fornece uma estrutura de gerenciamento das mudanças do escopo do produto
  • 15. 5.3 Definir o Escopo O que é? ● Processo de Descrição Detalhada ○ Do Projeto e do Produto ● Seleciona os requisitos finais do projeto ● Este processo pode ser iterativo Principal Benefício? 1. Descreve os Limites ○ Do Projeto / Produto / Serviço 2. Define quais requisitos serão ○ Incluídos e Excluídos do Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 16. 5.3 Definir o Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 17. 5.3 Definir o Escopo Saídas: ● Atualizações nos documentos do projeto ● Especificação do Escopo do Projeto ● É crítico para o sucesso do projeto ● É baseado nas: ○ Principais entregas; ○ Premissas; e Documentados durante a ○ Restrições iniciação (TAP) do projeto ● Não confundir com o Termo de Abertura do Projeto (TAP) ○ O TAP possui uma visão em alto nível ○ A Especificação do Escopo do Projeto é bem detalhado Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 18. 5.3 Definir o Escopo Saídas: ● Especificação do Escopo do Projeto ● É detalhado a medida que o projeto é conhecido ● Fornece entendimento comum do escopo entre as partes interessadas ● Em projetos iterativos ○ Escopo detalhado é determinado uma iteração por vez ○ Planejamento da iteração seguinte é executado durante entrega atual Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 19. 5.3 Definir o Escopo Saídas: ● Especificação do Escopo do Projeto ● Contém: ○ Descrição do escopo do produto e do projeto ○ Critérios de aceitação ○ Entregas do projeto ○ Exclusão do produto ○ Restrições do projeto ○ Premissas do projeto Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Declarar explicitamente o que está fora do escopo ajuda a gerenciar as expectativas das partes interessadas
  • 20. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) O que é? ● Processo de subdividir as entregas e o trabalho do projeto ○ Em partes menores; e ○ Mais fáceis de gerenciar; ● Principal Benefício? ○ Fornecer visão estruturada do que deve ser entregue Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 21. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) ● A Estrutura Analítica do Projeto é: ○ Decomposição hierárquica do escopo total do projeto ■ Organiza e define este escopo ■ Apresenta todo o trabalho a ser executado pela equipe para alcançar os objetivos do projeto e criar as entregas exigidas ○ Representa o trabalho indicado na Especificação do Escopo do Projeto aprovado ○ Dividida em pacotes de trabalho ○ É finalizada com a definição das Contas de Controle ■ É uma ferramenta de análise do desempenho do trabalho em termos de custo, cronograma e escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo A EAP representa todo produto e trabalho do projeto, inclusive o trabalho de gerenciamento do projeto
  • 22. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 23. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 24. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 25. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 26. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Saídas: ● Atualizações nos documentos do projeto ● Linha de Base do Escopo ● É a versão aprovada da: ○ Especificação de Escopo do Projeto; ○ Estrutura Analítica do Projeto; ○ Dicionário da Estrutura Analítica do Projeto ■ Contém informações detalhadas das entregas, atividades e agendamento (Premissas e restrições, marcos do cronograma, estimativa de custos, ….) ■ Dá suporte à EAP ● Só pode ser alterada, após procedimento de controle formal ● É usada como base de comparação nos processos Validar o Escopo e Controlar o Escopo Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 27. 5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Grupo de Processo: Planejamento Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Resumo: ● É uma imagem gráfica da hierarquia do projeto ● Identifica todas as entregas do projeto ● É muito importante ● É a base sobre a qual o projeto é construído ● Deve existir para todos os projetos ● Obriga a análise de todos os aspectos do projeto ● NÃO mostra dependências ● A EAP deve ser criada pela equipe ● Deve incluir apenas entregas necessárias
  • 28. Monitoramento e Controle Grupo de Processo: Monitoramento e Controle Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo Principais objetivos 1. Medir o desempenho em relação a linha de base 2. Analisar e avaliar o desempenho 3. Solicitar mudanças 4. Aprovar ou rejeitar solicitações de mudanças 5. Realizar o controle integrado de mudanças; 6. Obter aceite do cliente das entregas 7. Gerenciar configurações Lembrete: Nenhuma mudança pode ocorrer sem uma solicitação de mudança aprovada
  • 29. 5.5 Validar o Escopo Grupo de Processo: Monitoramento e Controle Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo O que é? ● Processo de formalização da aceitação das entregas concluídas; Para que serve? ● Obter Validação de que o escopo terminado do trabalho é aceitável para o cliente Para que não serve ● Para confirmar e validar a conveniência do escopo durante o planejamento Principal Benefício? ● Proporciona objetividade ao processo de aceitação e aumenta a probabilidade da aceitação final do produto, serviço ou resultado, através da validação de cada entrega
  • 30. Resumo ● Aceitação das entregas provisórias ○ Entregas finais é com “Encerrar Processo ou fase” ● É a Verificação por parte do cliente ○ a Verificação por parte da equipe do projeto é feita com “Controlar a qualidade” Principal saída ● Entregas aceitas ○ As entregas que estão de acordo com os critérios de aceitação são formalmente assinadas e aprovadas pelo cliente ou patrocinador. Não realizar Gold Plating - Que é adicionar a entrega de funcionalidades ou atributos não solicitados pelas partes interessadas; O Projeto deve apenas fazer o que é aprovado pelo patrocinador nem a mais e nem a menos. 5.5 Validar o Escopo Grupo de Processo: Monitoramento e Controle Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 31. 5.6 Controlar o Escopo O que é? ● Controlar o Escopo é o processo de monitoramento do progresso do escopo do projeto e do escopo do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do escopo Para que serve? ● Medir o desempenho do escopo e fazer os ajustes conforme necessário Principal Benefício? 1. O principal benefício deste processo é permitir que a linha de base do escopo seja mantida ao longo de todo o projeto. Grupo de Processo: Monitoramento e Controle Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo
  • 32. 5.6 Controlar o Escopo Resumo ● O controle do escopo do projeto assegura que todas as mudanças solicitadas e ações corretivas ou preventivas recomendadas sejam processadas através do processo “Realizar o controle integrado de mudanças”; Principais saídas ● Solicitação de Mudança ○ A Mudança é aprovada pelo Comitê de Controle de Mudanças (CCM) no processo “Realizar controle integrado de mudanças” ● Informações sobre o desempenho do trabalho ○ As informações geradas sobre o desempenho do trabalho incluem informações correlacionadas e contextualizadas sobre o desempenho do escopo do projeto em comparação à linha de base do escopo Grupo de Processo: Monitoramento e Controle Área de Conhecimento: Gerenciamento do Escopo