SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso: TST - 3o A | Segurança do Trabalho
ANEXO IV - NR 18
PTA é o equipamento móvel,
autopropelido** ou não,
dotado de uma estação de
trabalho (cesto ou
plataforma) e sustentado em
sua base por haste metálica
(lança) ou tesoura, capaz de
erguer-se para atingir ponto
ou local de trabalho elevado.
** Autopropelido: Que tem o seu
próprio meio de propulsão.
Requisitos Mínimos de Segurança
A PTA deve atender às especificações técnicas do
fabricante quanto a aplicação, operação, manutenção e
inspeções periódicas.
O equipamento deve ser dotado de:
a) dispositivos de segurança que garantam seu perfeito
nivelamento no ponto de trabalho, conforme
especificação do fabricante
b) alça de apoio interno
c) guarda-corpo que atenda às especificações do fabricante
ou, na falta destas, ao disposto no item 18.13.5 da NR18
d) painel de comando com botão de parada de emergência
e) dispositivo de emergência que possibilite baixar o
trabalhador e a plataforma até o solo em caso de pane
elétrica, hidráulica ou mecânica
f) sistema sonoro automático de sinalização acionado
durante a subida e a descida.
É proibido o uso de cordas, cabos,
correntes ou qualquer outro material
flexível em substituição ao guardacorpo.
A PTA deve possuir proteção contra choques elétricos, por meio de:
a) cabos de alimentação de dupla isolação
b) plugs e tomadas blindadas
c) aterramento elétrico
d) Dispositivo Diferencial Residual (DDR)
PERIGOS E RISCOS NA ATIVIDADE
 Evite situações de risco
 Utilize sempre os EPI’S necessários para a atividade
 Conheça e compreenda as NORMAS DE SEGURANÇA
antes de iniciar a operação
NORMAS DE SEGURANÇA
PERIGOS E RISCOS NA ATIVIDADE
 Realize sempre uma inspeção no
equipamento utilizando um checklist.
 Realize sempre testes de
funcionamento antes do uso
NORMAS DE SEGURANÇA
 Inspecione o local de trabalho
 Use o equipamento somente
para a finalidade que se
destina
RISCO DE CHOQUÉ ELÉTRICO
 Cuidado com os ventos fortes
ou temporais
 Mantenha-se afastado do
equipamento em caso de
contato com linhas de
transmissão energizadas
NORMAS DE SEGURANÇA
RISCO DE CHOQUÉ ELÉTRICO
 As pessoas que estiverem no solo ou na
plataforma NÃO DEVEM tocar ou operar
o equipamento até que a linha de
transmissão energizada seja
DESLIGADA.
 Não opere o equipamento se houver raios
ou durante tempestades.
NORMAS DE SEGURANÇA
 Não utilize a plataforma
para realizar solda
RISCO DE TOMBAMENTO
 Os ocupantes e os
equipamentos não devem
exceder a capacidade máxima
da plataforma
 Não eleve a plataforma a
menos que a máquina esteja
em uma superfície firme e
nivelada
 Não opere sobre terrenos
irregulares
NORMAS DE SEGURANÇA
Tesoura
elétrica
RISCO DE TOMBAMENTO
 Não coloque escadas e
inúmeras pessoas sobre a
plataforma
 Não dependa do alarme de
inclinação como um indicador
de nível
 Dirija com extremo cuidado e
baixa velocidade
NORMAS DE SEGURANÇA
RISCO DE TOMBAMENTO
NORMAS DE SEGURANÇA
 Não utilize o equipamento em
uma superfície móvel, em
movimento ou em veículos
 NÃO utilize o
equipamento
como guindaste
RISCO DE TOMBAMENTO
NORMAS DE SEGURANÇA
O operador deve Inspecionar a
superfície do solo antes de iniciar
a atividade
 Rampas e inclinações no piso
 Composição do solo
 Carga/ posição da carga
 Pneus desgastados com alta
pressão
RISCO DE QUEDA
NORMAS DE SEGURANÇA
 Mantenha o piso da plataforma livre de
detritos
 Não opere o equipamento a menos que
os trilhos de proteção estejam
instalados de forma adequada e a
entrada esteja presa para a operação
 Os ocupantes devem usar cinto de
segurança e talabarte fixado no guarda
corpo da plataforma
RISCO DE QUEDA
NORMAS DE SEGURANÇA
 Não sente, fique em pé ou
suba nos trilhos de proteção
da plataforma
 Mantenha-se sempre firme
no piso da plataforma
 Não desça da plataforma
quando estiver elevada e
não escale a mesma
RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO
NORMAS DE SEGURANÇA
 Esteja atendo para a visibilidade
limitada e os pontos cegos ao operar o
equipamento.
 Esteja atento à posição estendida da
plataforma ao mover o equipamento
 Verifique se há obstruções elevadas ou
possíveis riscos na área de trabalho
RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO
 Não desça a plataforma a menos que a área abaixo esteja livre
de PESSOAS E OBSTRUÇÕES
 Mantenha as mãos e membros afastados das tesouras
NORMAS DE SEGURANÇA
 Use o bom senso e
planejamento ao operar
o equipamento com os
Controles de solo
 Mantenha uma
distância segura entre o
operador, o
equipamento e objetos
fixos
RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO
NORMAS DE SEGURANÇA
 Limite de velocidade de percurso de acordo com as condições da
superfície, de congestionamento, inclinação, localização de
pessoas e quaisquer outros fatores que possam causar colisão
 Não opere o equipamento
onde possam passar
guindastes ou ponte
rolante a menos que os
controles do guindaste
tenham sido travados
e/ou precauções tenham
sido tomadas para evitar
uma potencial colisão
RISCOS EM POTENCIAL
NORMAS DE SEGURANÇA
 RISCO DE EXPLOSÃO E INCÊNDIO
Não opere o equipamento em locais
perigosos ou locais onde possam estar
presente gases ou partículas
inflamáveis ou explosivas
 RISCOS DA MÁQUINA DANIFICADA
Não utilize o equipamento com defeito
ou que não esteja funcionando
corretamente
 RISCO DE ACIDENTES PESSOAIS
Não opere a máquina com vazamento
de óleo hidráulico ou vazamento de ar.
ÓLEO HIDRÁULICO PODE QUEIMAR
A PELE.
NORMAS DE SEGURANÇA
EXECUÇÃO DA TAREFA
 A operação deve ser realizada com
auxílio de um observador
 Todo cenário a ser percorrido pela
plataforma deve estar isolado e
sinalizado
 Os funcionários envolvidos na
atividade devem ter treinamento
de PTA e trabalho em altura
 Todos devem passar por exames que
contemple a atividade de trabalho
em altura.
NORMAS DE SEGURANÇA
EXECUÇÃO DA TAREFA
 O ASO no crachá e o selo no
capacete de operação com
plataforma e trabalho em
altura são itens indispensáveis
para a operação da PTA
 Cuidado com
operação em
atividade explosiva
NORMAS DE SEGURANÇA
EXECUÇÃO DA TAREFA
 Cuidado para não exceder o
peso (7,3 TON) ou altura
(15 m)
 A atividade não pode ser
iniciada se algum dos itens
anteriores não forem
atendidos
INSPEÇÃO DO EQUIPAMENTO
NORMAS DE SEGURANÇA
 A inspeção de Pré Operação é uma
inspeção visual e inspeção de
movimento realizada pelo operador
antes de cada turno de trabalho
acompanhando o Check list do
equipamento
 O objetivo da inspeção é descobrir se
há algo errado com o equipamento
antes de iniciar a operação
TESTE DE FUNÇÕES
 Os testes de funções têm por objetivo
descobrir defeitos antes de usar o
equipamento
 TESTE A PARADA DE EMERGÊNCIA
 TESTE A BUZINA
 TESTE A CHAVE DE HABILITAÇÃO DE FUNÇÃO
 TESTE AS FUNÇÕES DE SUBIDA/DESCIDA
 TESTE A DIREÇÃO
 TESTE O MOVIMENTO E FRENAGEM
 TESTE A VELOCIDADE DE OPERAÇÃO LIMITADA
 TESTE O FUNCIONAMENTO DO SENSOR DE
INCLINAÇÃO
 TESTE AS PATOLAS DE PROTEÇÃO
 TESTE A CHAVE LIMITADORA DA PLATAFORMA
NORMAS DE SEGURANÇA
CHECK-LIST
PLATAFORMA ELEVATÓRIA
IDENTIFICAÇÃO
1° TURNO 2° TURNO 3° TURNO
NOME: NOME: NOME:
DATA: ____/____/2013 PLATAFORMA: ÁREA:
ORD SEGURANÇA
TURNOS
1° 2° 3°
1 A BUZINA ESTÁ FUNCIONANDO?
2 BOTÃO DE EMERGÊNCIA ESTÁ FUNCIONANDO?
3 GIROFLEX ESTÁ FUNCIONANDO?
4 HÁ SIRENE DE SUBIDA, DESCIDA E LOCOMOÇÃO?
5 PARADA DE EMERGÊNCIA ESTÁ FUNCIONANDO?
ORD MECÂNICA
TURNOS
1° 2° 3°
1 A FRENAGEM ESTÁ FUNCIONANDO?
2 AS PARTES HIDRÁULICAS ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES?
3 AS PARTES MECÂNICAS ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES?
4 CONTROLE REMOTO ESTA FUNCIONANDO?
5 ESTADO DE CONSERVAÇÃO DO EQUIPAMENTO?
6 PNEUS ESTÃO ADEQUADOS?
7 PORTA, GUARDA CORPO E ESCADA ESTÃO CONFORME?
8 SISTEMA DE LOCOMOÇÃO PARA FRENTE E TRÁS FUNCIONA?
9 SISTEMA DE SUBIDA E DESCIDA ESTÁ FUNCIONANDO?
ORD ELÉTRICA
TURNOS
1° 2° 3°
1 AS FIAÇÕES ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES?
2 AS PARTES ELÉTRICAS ESTÃO ADEQUADAS?
3 HÁ ALGUMA LUZ DE SINALIZAÇÃO QUEIMADA?
4 NIVEL DE ÁGUA DA BATERIA ESTÁ CONFORME?
OBSERVAÇÕES
LEGENDA
C - CONFORME | NC - NÃO CONFORME
NORMAS DE SEGURANÇA
INSPEÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO
 A inspeção do local de trabalho ajuda o operador a
determinar se o local está seguro para realizar as
atividades
 Deve ser realizada pelo operador antes de mover o
equipamento para o local de trabalho
 Verificar:
 DECLIVES ACENTUADOS OU BURACOS
 LOMBADAS, OBSTRUÇÕES OU DETRITOS NO SOLO
 OBSTRUÇÕES ELEVADAS E CONDUTORES DE ALTA TENSÃO
 LOCAIS PERIGOSOS
 SUPORTE INADEQUADO NA SUPERFÍCIE PARA TOLERAR
TODAS AS FORÇAS DE CARGA IMPOSTAS PELA MÁQUINA
 CONDIÇÕES DE CLIMA E VENTO
 PRESENÇA DE PESSOAS NÃO AUTORIZADAS
 OUTRAS POSSÍVEIS CONDIÇÕES DE FALTA DE SEGURANÇA
NORMAS DE SEGURANÇA
CAPACIDADE DE CARGA DA PLATAFORMA
 Os ocupantes e os equipamentos não devem exceder a
capacidade máxima da plataforma ou da extensão da
plataforma
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
Tesoura elétrica
OCUPANTES NA PLATAFORMA
 O limite é de 2 pessoas sobre a
plataforma, NÃO EXCEDENDO SEU
LIMITE DE SUSTENTAÇÃO E
ESPAÇO.
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE CARREGAMENTO
RISCOS DE QUEIMADURA
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 As baterias contêm ácido
 Use os EPI’S ao trabalhar
com as baterias
 Evite derramamento do
ácido das baterias ou
contato com o mesmo
 Não exponha as baterias
ou o carregador à água
e/ou chuva durante o
carregamento
AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO
DE CARREGAMENTO
RISCOS DE EXPLOSÃO
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 Mantenha faíscas, chamas e
cigarros acesos afastados das
baterias
 As baterias
emitem um gás
explosivo
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 A bandeja de baterias deve permanecer aberta
durante todo o ciclo de carregamento
AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE
CARREGAMENTO
RISCOS DE EXPLOSÃO
 Não toque os
terminais da bateria
ou braçadeiras dos
cabos com ferramentas
que possam provocar
faíscas
TENSÃO DE CARREGAMENTO
RISCO DE DANOS AOS COMPONENTES
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 Utilize somente 220V para carregar a
PTA
 Conecte o carregador de bateria
somente a uma tomada elétrica
aterrada.
TENSÃO DE CARREGAMENTO
RISCO DE DANOS AOS COMPONENTES
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 Evite choques elétricos pelo
contato com os terminais da
bateria retirando anéis, relógios
e outras jóias.
 Inspecione
diariamente fios,
os cabos para
verificar se estão
danificados.
AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE
CARREGAMENTO
RISCO DE TOMBAMENTO
CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
 Não utilize baterias que
pesem menos do que o
equipamento original. As
baterias são utilizadas
como contrapeso e são
essenciais para a
estabilidade do
equipamento.
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
CONCLUSÃO
 Realize o Check list
 Avalie o cenário
 Utilize todos os EPI’S necessários para a atividade
 Cuidado com os pisos irregulares e com desnível
 Tenha ATENÇÃO com as estruturas
 Jamais trabalhe sozinho
 ISOLE, SINALIZE E IDENTIFIQUE o local de
trabalho
 Tenha atenção nos trabalhos simultâneos entre
MAQUINAS E PESSOAS.
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível
PTA com lança flexível

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx

APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
Treinamento de pta
Treinamento de ptaTreinamento de pta
Treinamento de pta
RogrioTorresTorres
 
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptxTrabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
ValmarOliveira2
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Isaline Oliveira
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
RaynaraGoes1
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
RogrioTorresTorres
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
10345934
 
NR 18 PTA Operador de PEMT 4 H 2020 A.pptx
NR 18 PTA  Operador de PEMT 4  H  2020 A.pptxNR 18 PTA  Operador de PEMT 4  H  2020 A.pptx
NR 18 PTA Operador de PEMT 4 H 2020 A.pptx
rcunhacfs
 
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentosCfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
Franklin Pinto
 
Apr hr
Apr hrApr hr
Apr hr
Andre Cruz
 
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURANR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
Geovanine Miranda
 
Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015
Leandro Guimarães de Toledo
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptxTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
Nistron
 
Segurança em Trabalhos de Manutenção
Segurança em Trabalhos de ManutençãoSegurança em Trabalhos de Manutenção
Segurança em Trabalhos de Manutenção
Eliane Damião Alves
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
Eliane Damião Alves
 
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdfTreinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
Marcelo915443
 
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdfTREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
Treinar Desenvolvimento Pessoal
 
NR 11 - Sinaleiro.pptx
NR 11 - Sinaleiro.pptxNR 11 - Sinaleiro.pptx
NR 11 - Sinaleiro.pptx
eduardosilva480139
 

Semelhante a APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx (20)

APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
 
Treinamento de pta
Treinamento de ptaTreinamento de pta
Treinamento de pta
 
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptxTrabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
 
NR 18 PTA Operador de PEMT 4 H 2020 A.pptx
NR 18 PTA  Operador de PEMT 4  H  2020 A.pptxNR 18 PTA  Operador de PEMT 4  H  2020 A.pptx
NR 18 PTA Operador de PEMT 4 H 2020 A.pptx
 
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentosCfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
Cfs apt 011 - abastecimento de equipamentos
 
Apr hr
Apr hrApr hr
Apr hr
 
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURANR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
 
Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015Trabalho em altura 2015
Trabalho em altura 2015
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptxTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA.pptx
 
Segurança em Trabalhos de Manutenção
Segurança em Trabalhos de ManutençãoSegurança em Trabalhos de Manutenção
Segurança em Trabalhos de Manutenção
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
 
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdfTreinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo.pdf
 
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdfTREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
TREINAMENTO-PLATAFORMA-AEREA.pdf
 
NR 11 - Sinaleiro.pptx
NR 11 - Sinaleiro.pptxNR 11 - Sinaleiro.pptx
NR 11 - Sinaleiro.pptx
 

Último

7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (7)

7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx

  • 1. Curso: TST - 3o A | Segurança do Trabalho ANEXO IV - NR 18
  • 2. PTA é o equipamento móvel, autopropelido** ou não, dotado de uma estação de trabalho (cesto ou plataforma) e sustentado em sua base por haste metálica (lança) ou tesoura, capaz de erguer-se para atingir ponto ou local de trabalho elevado. ** Autopropelido: Que tem o seu próprio meio de propulsão.
  • 3. Requisitos Mínimos de Segurança A PTA deve atender às especificações técnicas do fabricante quanto a aplicação, operação, manutenção e inspeções periódicas.
  • 4. O equipamento deve ser dotado de: a) dispositivos de segurança que garantam seu perfeito nivelamento no ponto de trabalho, conforme especificação do fabricante b) alça de apoio interno c) guarda-corpo que atenda às especificações do fabricante ou, na falta destas, ao disposto no item 18.13.5 da NR18 d) painel de comando com botão de parada de emergência e) dispositivo de emergência que possibilite baixar o trabalhador e a plataforma até o solo em caso de pane elétrica, hidráulica ou mecânica f) sistema sonoro automático de sinalização acionado durante a subida e a descida.
  • 5. É proibido o uso de cordas, cabos, correntes ou qualquer outro material flexível em substituição ao guardacorpo.
  • 6. A PTA deve possuir proteção contra choques elétricos, por meio de: a) cabos de alimentação de dupla isolação b) plugs e tomadas blindadas c) aterramento elétrico d) Dispositivo Diferencial Residual (DDR)
  • 7. PERIGOS E RISCOS NA ATIVIDADE  Evite situações de risco  Utilize sempre os EPI’S necessários para a atividade  Conheça e compreenda as NORMAS DE SEGURANÇA antes de iniciar a operação NORMAS DE SEGURANÇA
  • 8. PERIGOS E RISCOS NA ATIVIDADE  Realize sempre uma inspeção no equipamento utilizando um checklist.  Realize sempre testes de funcionamento antes do uso NORMAS DE SEGURANÇA  Inspecione o local de trabalho  Use o equipamento somente para a finalidade que se destina
  • 9. RISCO DE CHOQUÉ ELÉTRICO  Cuidado com os ventos fortes ou temporais  Mantenha-se afastado do equipamento em caso de contato com linhas de transmissão energizadas NORMAS DE SEGURANÇA
  • 10. RISCO DE CHOQUÉ ELÉTRICO  As pessoas que estiverem no solo ou na plataforma NÃO DEVEM tocar ou operar o equipamento até que a linha de transmissão energizada seja DESLIGADA.  Não opere o equipamento se houver raios ou durante tempestades. NORMAS DE SEGURANÇA  Não utilize a plataforma para realizar solda
  • 11. RISCO DE TOMBAMENTO  Os ocupantes e os equipamentos não devem exceder a capacidade máxima da plataforma  Não eleve a plataforma a menos que a máquina esteja em uma superfície firme e nivelada  Não opere sobre terrenos irregulares NORMAS DE SEGURANÇA Tesoura elétrica
  • 12. RISCO DE TOMBAMENTO  Não coloque escadas e inúmeras pessoas sobre a plataforma  Não dependa do alarme de inclinação como um indicador de nível  Dirija com extremo cuidado e baixa velocidade NORMAS DE SEGURANÇA
  • 13. RISCO DE TOMBAMENTO NORMAS DE SEGURANÇA  Não utilize o equipamento em uma superfície móvel, em movimento ou em veículos  NÃO utilize o equipamento como guindaste
  • 14. RISCO DE TOMBAMENTO NORMAS DE SEGURANÇA O operador deve Inspecionar a superfície do solo antes de iniciar a atividade  Rampas e inclinações no piso  Composição do solo  Carga/ posição da carga  Pneus desgastados com alta pressão
  • 15. RISCO DE QUEDA NORMAS DE SEGURANÇA  Mantenha o piso da plataforma livre de detritos  Não opere o equipamento a menos que os trilhos de proteção estejam instalados de forma adequada e a entrada esteja presa para a operação  Os ocupantes devem usar cinto de segurança e talabarte fixado no guarda corpo da plataforma
  • 16. RISCO DE QUEDA NORMAS DE SEGURANÇA  Não sente, fique em pé ou suba nos trilhos de proteção da plataforma  Mantenha-se sempre firme no piso da plataforma  Não desça da plataforma quando estiver elevada e não escale a mesma
  • 17. RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO NORMAS DE SEGURANÇA  Esteja atendo para a visibilidade limitada e os pontos cegos ao operar o equipamento.  Esteja atento à posição estendida da plataforma ao mover o equipamento  Verifique se há obstruções elevadas ou possíveis riscos na área de trabalho
  • 18. RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO  Não desça a plataforma a menos que a área abaixo esteja livre de PESSOAS E OBSTRUÇÕES  Mantenha as mãos e membros afastados das tesouras NORMAS DE SEGURANÇA  Use o bom senso e planejamento ao operar o equipamento com os Controles de solo  Mantenha uma distância segura entre o operador, o equipamento e objetos fixos
  • 19. RISCO DE COLISÃO E ESMAGAMENTO NORMAS DE SEGURANÇA  Limite de velocidade de percurso de acordo com as condições da superfície, de congestionamento, inclinação, localização de pessoas e quaisquer outros fatores que possam causar colisão  Não opere o equipamento onde possam passar guindastes ou ponte rolante a menos que os controles do guindaste tenham sido travados e/ou precauções tenham sido tomadas para evitar uma potencial colisão
  • 20. RISCOS EM POTENCIAL NORMAS DE SEGURANÇA  RISCO DE EXPLOSÃO E INCÊNDIO Não opere o equipamento em locais perigosos ou locais onde possam estar presente gases ou partículas inflamáveis ou explosivas  RISCOS DA MÁQUINA DANIFICADA Não utilize o equipamento com defeito ou que não esteja funcionando corretamente  RISCO DE ACIDENTES PESSOAIS Não opere a máquina com vazamento de óleo hidráulico ou vazamento de ar. ÓLEO HIDRÁULICO PODE QUEIMAR A PELE.
  • 21. NORMAS DE SEGURANÇA EXECUÇÃO DA TAREFA  A operação deve ser realizada com auxílio de um observador  Todo cenário a ser percorrido pela plataforma deve estar isolado e sinalizado  Os funcionários envolvidos na atividade devem ter treinamento de PTA e trabalho em altura  Todos devem passar por exames que contemple a atividade de trabalho em altura.
  • 22. NORMAS DE SEGURANÇA EXECUÇÃO DA TAREFA  O ASO no crachá e o selo no capacete de operação com plataforma e trabalho em altura são itens indispensáveis para a operação da PTA  Cuidado com operação em atividade explosiva
  • 23. NORMAS DE SEGURANÇA EXECUÇÃO DA TAREFA  Cuidado para não exceder o peso (7,3 TON) ou altura (15 m)  A atividade não pode ser iniciada se algum dos itens anteriores não forem atendidos
  • 24. INSPEÇÃO DO EQUIPAMENTO NORMAS DE SEGURANÇA  A inspeção de Pré Operação é uma inspeção visual e inspeção de movimento realizada pelo operador antes de cada turno de trabalho acompanhando o Check list do equipamento  O objetivo da inspeção é descobrir se há algo errado com o equipamento antes de iniciar a operação
  • 25. TESTE DE FUNÇÕES  Os testes de funções têm por objetivo descobrir defeitos antes de usar o equipamento  TESTE A PARADA DE EMERGÊNCIA  TESTE A BUZINA  TESTE A CHAVE DE HABILITAÇÃO DE FUNÇÃO  TESTE AS FUNÇÕES DE SUBIDA/DESCIDA  TESTE A DIREÇÃO  TESTE O MOVIMENTO E FRENAGEM  TESTE A VELOCIDADE DE OPERAÇÃO LIMITADA  TESTE O FUNCIONAMENTO DO SENSOR DE INCLINAÇÃO  TESTE AS PATOLAS DE PROTEÇÃO  TESTE A CHAVE LIMITADORA DA PLATAFORMA NORMAS DE SEGURANÇA
  • 26. CHECK-LIST PLATAFORMA ELEVATÓRIA IDENTIFICAÇÃO 1° TURNO 2° TURNO 3° TURNO NOME: NOME: NOME: DATA: ____/____/2013 PLATAFORMA: ÁREA: ORD SEGURANÇA TURNOS 1° 2° 3° 1 A BUZINA ESTÁ FUNCIONANDO? 2 BOTÃO DE EMERGÊNCIA ESTÁ FUNCIONANDO? 3 GIROFLEX ESTÁ FUNCIONANDO? 4 HÁ SIRENE DE SUBIDA, DESCIDA E LOCOMOÇÃO? 5 PARADA DE EMERGÊNCIA ESTÁ FUNCIONANDO? ORD MECÂNICA TURNOS 1° 2° 3° 1 A FRENAGEM ESTÁ FUNCIONANDO? 2 AS PARTES HIDRÁULICAS ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES? 3 AS PARTES MECÂNICAS ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES? 4 CONTROLE REMOTO ESTA FUNCIONANDO? 5 ESTADO DE CONSERVAÇÃO DO EQUIPAMENTO? 6 PNEUS ESTÃO ADEQUADOS? 7 PORTA, GUARDA CORPO E ESCADA ESTÃO CONFORME? 8 SISTEMA DE LOCOMOÇÃO PARA FRENTE E TRÁS FUNCIONA? 9 SISTEMA DE SUBIDA E DESCIDA ESTÁ FUNCIONANDO? ORD ELÉTRICA TURNOS 1° 2° 3° 1 AS FIAÇÕES ESTÃO EM BOAS CONDIÇÕES? 2 AS PARTES ELÉTRICAS ESTÃO ADEQUADAS? 3 HÁ ALGUMA LUZ DE SINALIZAÇÃO QUEIMADA? 4 NIVEL DE ÁGUA DA BATERIA ESTÁ CONFORME? OBSERVAÇÕES LEGENDA C - CONFORME | NC - NÃO CONFORME NORMAS DE SEGURANÇA
  • 27. INSPEÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO  A inspeção do local de trabalho ajuda o operador a determinar se o local está seguro para realizar as atividades  Deve ser realizada pelo operador antes de mover o equipamento para o local de trabalho  Verificar:  DECLIVES ACENTUADOS OU BURACOS  LOMBADAS, OBSTRUÇÕES OU DETRITOS NO SOLO  OBSTRUÇÕES ELEVADAS E CONDUTORES DE ALTA TENSÃO  LOCAIS PERIGOSOS  SUPORTE INADEQUADO NA SUPERFÍCIE PARA TOLERAR TODAS AS FORÇAS DE CARGA IMPOSTAS PELA MÁQUINA  CONDIÇÕES DE CLIMA E VENTO  PRESENÇA DE PESSOAS NÃO AUTORIZADAS  OUTRAS POSSÍVEIS CONDIÇÕES DE FALTA DE SEGURANÇA NORMAS DE SEGURANÇA
  • 28. CAPACIDADE DE CARGA DA PLATAFORMA  Os ocupantes e os equipamentos não devem exceder a capacidade máxima da plataforma ou da extensão da plataforma CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO Tesoura elétrica
  • 29. OCUPANTES NA PLATAFORMA  O limite é de 2 pessoas sobre a plataforma, NÃO EXCEDENDO SEU LIMITE DE SUSTENTAÇÃO E ESPAÇO. CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO
  • 30. AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCOS DE QUEIMADURA CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  As baterias contêm ácido  Use os EPI’S ao trabalhar com as baterias  Evite derramamento do ácido das baterias ou contato com o mesmo  Não exponha as baterias ou o carregador à água e/ou chuva durante o carregamento
  • 31. AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCOS DE EXPLOSÃO CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  Mantenha faíscas, chamas e cigarros acesos afastados das baterias  As baterias emitem um gás explosivo
  • 32. CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  A bandeja de baterias deve permanecer aberta durante todo o ciclo de carregamento AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCOS DE EXPLOSÃO  Não toque os terminais da bateria ou braçadeiras dos cabos com ferramentas que possam provocar faíscas
  • 33. TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCO DE DANOS AOS COMPONENTES CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  Utilize somente 220V para carregar a PTA  Conecte o carregador de bateria somente a uma tomada elétrica aterrada.
  • 34. TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCO DE DANOS AOS COMPONENTES CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  Evite choques elétricos pelo contato com os terminais da bateria retirando anéis, relógios e outras jóias.  Inspecione diariamente fios, os cabos para verificar se estão danificados.
  • 35. AUTONOMIA DA BATERIA E SUA TENSÃO DE CARREGAMENTO RISCO DE TOMBAMENTO CAPACIDADE DO EQUIPAMENTO  Não utilize baterias que pesem menos do que o equipamento original. As baterias são utilizadas como contrapeso e são essenciais para a estabilidade do equipamento.
  • 37. CONCLUSÃO  Realize o Check list  Avalie o cenário  Utilize todos os EPI’S necessários para a atividade  Cuidado com os pisos irregulares e com desnível  Tenha ATENÇÃO com as estruturas  Jamais trabalhe sozinho  ISOLE, SINALIZE E IDENTIFIQUE o local de trabalho  Tenha atenção nos trabalhos simultâneos entre MAQUINAS E PESSOAS.
  • 38. PTA com lança flexível
  • 39. PTA com lança flexível
  • 40. PTA com lança flexível
  • 41. PTA com lança flexível
  • 42. PTA com lança flexível
  • 43. PTA com lança flexível
  • 44. PTA com lança flexível
  • 45. PTA com lança flexível
  • 46. PTA com lança flexível