SlideShare uma empresa Scribd logo
 Quando as organizações são bem-sucedidas, elas
tendem a crescer ou, no mínimo, sobreviver; e este
crescimento acarreta maior complexidade dos
recursos necessários às suas operações.
Nesse contexto, as pessoas passam a significar o
diferencial competitivo que mantém e promove o
sucesso organizacional.
 Em um mundo
globalizado, instável,
mutável e fortemente
competitivo, as pessoas
passam a constituir a
principal vantagem
competitiva das
organizações.
 Ao invés de investirem
diretamente nos produtos e
serviços, as organizações
estão investindo nas
pessoas que os entendem e
que sabem como criá-los,
desenvolvê-los, produzi-los
e melhorá-los.
 Em vez de investirem
diretamente nos
clientes, elas estão
investindo nas pessoas
que os atendem e os
servem e que sabem
como satisfazê-los e
encantá-los.
O Contexto da
Gestão de Pessoas
 O contexto da Gestão de
Pessoas é formado por
pessoas e organizações.
 De um lado, as
pessoas dependem
das organizações
onde trabalham para
atingir os seus
objetivos pessoais e
individuais. De outro
lado, as organizações
dependem direta e
irremediavelmente
das pessoas para
operar.
Pessoas
Organizações
 Com toda certeza, as organizações
jamais existiriam sem as pessoas
que lhe dão vida.
 Até pouco tempo atrás, o relacionamento entre pessoas e
organizações era considerado conflitante.
 Sobrevivência
 Crescimento Sustentado
 Lucratividade
 Produtividade
 Qualidade nos
Produtos/Serviços
 Redução de Custos
 Participação no Mercado
 Novos Mercados
 Novos Clientes
 Competitividade
 Imagem no Mercado
 Melhores Salários
 Melhores Benefícios
 Estabilidade no Emprego
 Segurança no Trabalho
 Qualidade de Vida no
Trabalho
 Satisfação no Trabalho
 Consideração e Respeito
 Oportunidades de
Crescimento
 Liberdade para Trabalhar
 Liderança Liberal
 Orgulho da Organização
Objetivos
IndividuaisObjetivos
Organizacionais
 Verificou-se que, se a
organização quer alcançar seus
objetivos da melhor maneira
possível, ela precisa saber
canalizar os esforços das pessoas
para que também estas atinjam
os seus objetivos individuais e
que ambas as partes saiam
ganhando.
 As organizações surgem
para aproveitar a sinergia
dos esforços de várias
pessoas que trabalham em
conjunto.
Conceito de Gestão
de Pessoas
 É o conjunto de políticas e práticas necessárias para
conduzir os aspectos da posição gerencial relacionado
com as “pessoas” ou recursos humanos, incluindo
recrutamento, seleção, treinamento, recompensas e
avaliação de desempenho.
 É o conjunto de decisões integradas sobre as relações
de emprego que influenciam a eficácia dos
funcionários e das organizações.
 É a função na organização
que está relacionada com
provisão, treinamento,
desenvolvimento,
motivação e manutenção
dos empregados.
 A Gestão de Pessoas é contingencial e situacional, pois
depende de vários aspectos como a cultura que existe em
cada organização.
 Todo processo produtivo somente se realiza com a
participação conjunta de vários parceiros, cada qual
contribuindo com algum recurso.
Parceiros da
Organização
Contribuem com: Esperam retorno de:
Acionistas e
Investidores
Capital de risco,
investimentos
Lucros e dividendos,
valor agregado
Empregados
Trabalho, esforço,
conhecimentos e
habilidades
Salários, benefícios,
retribuições e
satisfações
Fornecedores
Matérias-primas,
serviços, insumos
básicos, tecnologias
Lucros e novos
negócios
Clientes e
Consumidores
Compras e aquisição
dos bens e serviços
Qualidade, preço,
satisfação, valor
agregado
 Dentro desse contexto, a questão básica é escolher entre
tratar as pessoas como recursos organizacionais ou como
parceiros da organização.
 O parceiro mais íntimo da organização
é o empregado: aquele que está dentro
dela e que lhe dá vida e dinamismo.
 Visualizadas como
parceiros, as pessoas
passam a constituir o
capital intelectual
da organização.
 Empregados isolados no
cargos
 Horário rigidamente
estabelecido
 Preocupação com normas e
regrar
 Subordinação ao chefe
 Fidelidade à organização
 Dependência da chefia
 Alienação em relação à
organização
 Ênfase na especialização
 Executoras e tarefas
 Ênfase nas destrezas
manuais
 Mão-de-obra
 Colaboradores agrupados em
equipes
 Metas negociadas e
compartilhadas
 Preocupação com resultados
 Atendimento e satisfação do
cliente
 Vinculação à missão e à visão
 Interdependência entre
colegas e equipes
 Participação e
comprometimento
 Ênfase na ética e na
responsabilidade
 Fornecedores de atividade
 Ênfase no conhecimento
 Inteligência e talento
Pessoas como
ParceirosPessoas como
Recursos
Aspectos fundamentais da
Gestão de Pessoas
1. As pessoas como seres humanos: dotados de
personalidade própria, profundamente diferentes
entre si.
2. As pessoas como ativadores inteligentes de
recursos organizacionais: fonte de impulso
próprio que dinamiza a organização e não como
agentes passivos, inertes e estáticos.
3. As pessoas como parceiros da organização:
capazes de conduzi-la à excelência e ao sucesso,
Objetivos da Gestão
de Pessoas
 As pessoas constituem o principal ativo da
organização, daí a necessidade de tornar as
organizações mais conscientes e atentas a
seus funcionários.
 A Gestão de Pessoas nas organizações é a
função que permite a colaboração eficaz das
pessoas para alcançar os objetivos
organizacionais.
 As pessoas podem ampliar ou
limitar as forças e fraquezas
de uma organização,
dependendo da maneira como
elas são tratadas.
1. Ajudar a organização a
alcançar seus objetivos e
realizar sua missão
3. Proporcionar à organização
empregados bem treinados e
bem motivados
2. Proporcionar
competitividade à
organização
4. Aumentar a auto-realização e a
satisfação dos empregados no
trabalho
7. Manter políticas éticas de
comportamento socialmente
responsável
5. Desenvolver e
manter qualidade de
vida no trabalho.
6. Administrar a
mudança
Os Processos da
Gestão de Pessoas
Os Seis Processos da Gestão de Pessoas
1. Processos de Agregar Pessoas: utilizados para
incluir novas pessoas na empresa.
2. Processos de Aplicar Pessoas: utilizados para
desenhar as atividades que as pessoas irão realizar
na empresa, orientar e acompanhar seu
desempenho.
 A moderna Gestão de Pessoas consiste em várias
atividades, como descrição e análise de cargos,
planejamento de RH, recrutamento, seleção,
orientação e motivação das pessoas, etc.
3. Processos de Recompensar Pessoas: utilizados para
incentivar as pessoas e satisfazes suas necessidades
individuais mais elevadas.
4. Processos de Desenvolver Pessoas: utilizados para
capacitar e incrementar o desenvolvimento profissional e
pessoal.
5. Processos de Manter Pessoas: utilizados para criar
condições ambientais e psicológicas satisfatórias para as
atividades das pessoas.
6. Processos de Monitorar Pessoas: utilizados para
acompanhar e controlar as atividades das pessoas e
verificar resultados.
Processos
de
Agregar
Pessoas
Processos
de Aplicar
Pessoas
Processos de
Recompensar
Pessoas
Processos
de
Desenvolver
Pessoas
Processos
de Manter
Pessoas
Processos
de
Monitorar
Pessoas
Recrutamento
Seleção
Desenhos de
cargos
Avaliação de
desempenho
Remuneração
Benefícios e
serviços
Treinamentos
Mudanças
Comunicações
Disciplina
Higiene,
segurança e
qualidade de
vida
Relações com
sindicatos
Banco de
dados
Sistemas de
Informações
Gerenciais
Gestão
de
Pessoas
http://www.youtube.com/watch?v=BriHii1pvRU
http://www.youtube.com/watch?v=ogsFHSwmPj0
http://www.youtube.com/watch?v=JVEjmlBeWU8
Responda em seu caderno as seguintes questões:
1. Qual é o contexto da Gestão de Pessoas?
2. Comente a compatibilidade entre objetivos
organizacionais e individuais.
3. Pessoas como recursos ou como parceiros. O que isto
significa?
4. Dê uma definição de Gestão de Pessoas.
5. Quais os principais objetivos da Gestão de Pessoas?
6. Cite 3 processos da Gestão de Pessoas e explique-os.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organização
Robson Costa
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
Jean Israel B. Feijó
 
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃOTÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
Priscila Cembranel
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
Sonia Rodrigues
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
Érica Rangel
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Luis Cunha
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
Caroline Ricci
 
Aula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valoresAula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valores
Kesia Rozzett Oliveira
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
Wandick Rocha de Aquino
 
Áreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funçõesÁreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funções
Nyedson Barbosa
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de TreinamentoDesenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
Kenneth Corrêa
 
gestão de pessoas e RH
 gestão de pessoas e RH gestão de pessoas e RH
gestão de pessoas e RH
Lilian Siqueira
 
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no BrasilRecursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Treinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimentoTreinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimento
Marcia Henrique
 
Slides avaliacao de desempenho - curso belém
Slides   avaliacao de desempenho - curso belémSlides   avaliacao de desempenho - curso belém
Slides avaliacao de desempenho - curso belém
Roberta Trigo
 
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADESEMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Noções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura OrganizacionalNoções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura Organizacional
Wandick Rocha de Aquino
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Renato Martinelli
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 

Mais procurados (20)

Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organização
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃOTÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Aula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valoresAula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valores
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
 
Áreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funçõesÁreas administrativas e suas funções
Áreas administrativas e suas funções
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de TreinamentoDesenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
 
gestão de pessoas e RH
 gestão de pessoas e RH gestão de pessoas e RH
gestão de pessoas e RH
 
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no BrasilRecursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
Recursos Humanos - Conceitos, Definições e Evolução do RH no Brasil
 
Treinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimentoTreinamento.desenvolvimento
Treinamento.desenvolvimento
 
Slides avaliacao de desempenho - curso belém
Slides   avaliacao de desempenho - curso belémSlides   avaliacao de desempenho - curso belém
Slides avaliacao de desempenho - curso belém
 
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADESEMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
EMPREGABILIDADE – COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
 
Noções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura OrganizacionalNoções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura Organizacional
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 

Destaque

Agregando pessoas
Agregando pessoasAgregando pessoas
Agregando pessoas
Juliomendes17
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
martinssoul
 
Processo de manter pessoas
Processo de manter pessoasProcesso de manter pessoas
Processo de manter pessoas
Augusto Canuto
 
Gestao de pessoas
Gestao de pessoas Gestao de pessoas
Gestao de pessoas
Dayane Salvador
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
DeniseF Ferrari
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
Sandra Alencar Pires
 
ApresentaçãO De Gestão De Pessoas
ApresentaçãO De Gestão De PessoasApresentaçãO De Gestão De Pessoas
ApresentaçãO De Gestão De Pessoas
Bruno Romano
 
Gerenciamento de Recrutamento e Seleção
Gerenciamento de Recrutamento e SeleçãoGerenciamento de Recrutamento e Seleção
Gerenciamento de Recrutamento e Seleção
Ricardo Brandão Broker
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Wandick Rocha de Aquino
 
Caderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de PessoasCaderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de Pessoas
Cadernos PPT
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
Rafael Pozzobon
 
Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]
09108303
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
IBC Coaching
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
Rapha Marley
 
Recrutamento e seleção de pessoas rosalina farias
Recrutamento  e seleção de pessoas   rosalina fariasRecrutamento  e seleção de pessoas   rosalina farias
Recrutamento e seleção de pessoas rosalina farias
ROSALINACFARIAS
 
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de PessoasProcessos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
Carlo Pires
 
Desenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoasDesenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoas
Yanara Valente
 
Recrutamento de pessoal
Recrutamento de pessoalRecrutamento de pessoal
Recrutamento de pessoal
BrunoVillela
 
Seleção por competências
Seleção por competênciasSeleção por competências
Seleção por competências
Starosky Consultoria de RH
 
Recrutamento
RecrutamentoRecrutamento
Recrutamento
taniamaciel
 

Destaque (20)

Agregando pessoas
Agregando pessoasAgregando pessoas
Agregando pessoas
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Processo de manter pessoas
Processo de manter pessoasProcesso de manter pessoas
Processo de manter pessoas
 
Gestao de pessoas
Gestao de pessoas Gestao de pessoas
Gestao de pessoas
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
ApresentaçãO De Gestão De Pessoas
ApresentaçãO De Gestão De PessoasApresentaçãO De Gestão De Pessoas
ApresentaçãO De Gestão De Pessoas
 
Gerenciamento de Recrutamento e Seleção
Gerenciamento de Recrutamento e SeleçãoGerenciamento de Recrutamento e Seleção
Gerenciamento de Recrutamento e Seleção
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
 
Caderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de PessoasCaderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de Pessoas
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
 
Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Recrutamento e seleção de pessoas rosalina farias
Recrutamento  e seleção de pessoas   rosalina fariasRecrutamento  e seleção de pessoas   rosalina farias
Recrutamento e seleção de pessoas rosalina farias
 
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de PessoasProcessos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
 
Desenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoasDesenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoas
 
Recrutamento de pessoal
Recrutamento de pessoalRecrutamento de pessoal
Recrutamento de pessoal
 
Seleção por competências
Seleção por competênciasSeleção por competências
Seleção por competências
 
Recrutamento
RecrutamentoRecrutamento
Recrutamento
 

Semelhante a Gestão de pessoas

Administração de Recursos Humanos aula 02
Administração de Recursos Humanos aula 02Administração de Recursos Humanos aula 02
Administração de Recursos Humanos aula 02
Jairo Vinícius Souza
 
Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013
Ricardo Verrengia
 
Sistemas de recursos humanos Brasil
Sistemas de recursos humanos BrasilSistemas de recursos humanos Brasil
Sistemas de recursos humanos Brasil
Cristiano Percicotti
 
Gestão de Pessoas I
Gestão de Pessoas IGestão de Pessoas I
Gestão de Pessoas I
AVP90
 
GESTAO_DE_PROCESSOS
GESTAO_DE_PROCESSOSGESTAO_DE_PROCESSOS
GESTAO_DE_PROCESSOS
andrikazi
 
Gestão de clientes 1
Gestão de clientes 1Gestão de clientes 1
Gestão de clientes 1
Claudio Lammardo Neto (Cachorrão)
 
Gilson tavares desenvolvimento do potencial humano
Gilson tavares   desenvolvimento do potencial humanoGilson tavares   desenvolvimento do potencial humano
Gilson tavares desenvolvimento do potencial humano
Gilson Tavares
 
Arquivos gestao de pessoas
Arquivos   gestao de pessoasArquivos   gestao de pessoas
Arquivos gestao de pessoas
Claudiomar Borduchi
 
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanosGpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
zeramento contabil
 
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanosNovos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
claudiamendes
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
claudiamendes
 
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Airam Lyra Raposo
 
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
AnderayneAraujoNobre
 
Gestao de clientes 2
Gestao de clientes 2Gestao de clientes 2
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desporto
CatarinaNeivas
 
Apostilagestãodepessoas[2]
Apostilagestãodepessoas[2]Apostilagestãodepessoas[2]
Apostilagestãodepessoas[2]
amanda136
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
Helio Oliveira Oliveira
 
Gestão de pessoas 14 09
Gestão de pessoas 14 09Gestão de pessoas 14 09
Gestão de pessoas 14 09
Priscila Alves
 
Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
 Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
guilly1
 
Gestão de talentos
Gestão de talentosGestão de talentos
Gestão de talentos
CARLOS FELIPE PEIXOTO DA SILVA
 

Semelhante a Gestão de pessoas (20)

Administração de Recursos Humanos aula 02
Administração de Recursos Humanos aula 02Administração de Recursos Humanos aula 02
Administração de Recursos Humanos aula 02
 
Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013
 
Sistemas de recursos humanos Brasil
Sistemas de recursos humanos BrasilSistemas de recursos humanos Brasil
Sistemas de recursos humanos Brasil
 
Gestão de Pessoas I
Gestão de Pessoas IGestão de Pessoas I
Gestão de Pessoas I
 
GESTAO_DE_PROCESSOS
GESTAO_DE_PROCESSOSGESTAO_DE_PROCESSOS
GESTAO_DE_PROCESSOS
 
Gestão de clientes 1
Gestão de clientes 1Gestão de clientes 1
Gestão de clientes 1
 
Gilson tavares desenvolvimento do potencial humano
Gilson tavares   desenvolvimento do potencial humanoGilson tavares   desenvolvimento do potencial humano
Gilson tavares desenvolvimento do potencial humano
 
Arquivos gestao de pessoas
Arquivos   gestao de pessoasArquivos   gestao de pessoas
Arquivos gestao de pessoas
 
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanosGpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
Gpe novo perfil_da_area_de_recursos_humanos
 
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanosNovos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
 
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
 
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
 
Gestao de clientes 2
Gestao de clientes 2Gestao de clientes 2
Gestao de clientes 2
 
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desporto
 
Apostilagestãodepessoas[2]
Apostilagestãodepessoas[2]Apostilagestãodepessoas[2]
Apostilagestãodepessoas[2]
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
Gestão de pessoas 14 09
Gestão de pessoas 14 09Gestão de pessoas 14 09
Gestão de pessoas 14 09
 
Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
 Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
Tendências Recursos Humanos - Professora Mônica
 
Gestão de talentos
Gestão de talentosGestão de talentos
Gestão de talentos
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 

Gestão de pessoas

  • 1.
  • 2.  Quando as organizações são bem-sucedidas, elas tendem a crescer ou, no mínimo, sobreviver; e este crescimento acarreta maior complexidade dos recursos necessários às suas operações. Nesse contexto, as pessoas passam a significar o diferencial competitivo que mantém e promove o sucesso organizacional.
  • 3.  Em um mundo globalizado, instável, mutável e fortemente competitivo, as pessoas passam a constituir a principal vantagem competitiva das organizações.  Ao invés de investirem diretamente nos produtos e serviços, as organizações estão investindo nas pessoas que os entendem e que sabem como criá-los, desenvolvê-los, produzi-los e melhorá-los.  Em vez de investirem diretamente nos clientes, elas estão investindo nas pessoas que os atendem e os servem e que sabem como satisfazê-los e encantá-los.
  • 4.
  • 6.  O contexto da Gestão de Pessoas é formado por pessoas e organizações.  De um lado, as pessoas dependem das organizações onde trabalham para atingir os seus objetivos pessoais e individuais. De outro lado, as organizações dependem direta e irremediavelmente das pessoas para operar. Pessoas Organizações  Com toda certeza, as organizações jamais existiriam sem as pessoas que lhe dão vida.
  • 7.  Até pouco tempo atrás, o relacionamento entre pessoas e organizações era considerado conflitante.  Sobrevivência  Crescimento Sustentado  Lucratividade  Produtividade  Qualidade nos Produtos/Serviços  Redução de Custos  Participação no Mercado  Novos Mercados  Novos Clientes  Competitividade  Imagem no Mercado  Melhores Salários  Melhores Benefícios  Estabilidade no Emprego  Segurança no Trabalho  Qualidade de Vida no Trabalho  Satisfação no Trabalho  Consideração e Respeito  Oportunidades de Crescimento  Liberdade para Trabalhar  Liderança Liberal  Orgulho da Organização Objetivos IndividuaisObjetivos Organizacionais
  • 8.  Verificou-se que, se a organização quer alcançar seus objetivos da melhor maneira possível, ela precisa saber canalizar os esforços das pessoas para que também estas atinjam os seus objetivos individuais e que ambas as partes saiam ganhando.  As organizações surgem para aproveitar a sinergia dos esforços de várias pessoas que trabalham em conjunto.
  • 9.
  • 11.  É o conjunto de políticas e práticas necessárias para conduzir os aspectos da posição gerencial relacionado com as “pessoas” ou recursos humanos, incluindo recrutamento, seleção, treinamento, recompensas e avaliação de desempenho.  É o conjunto de decisões integradas sobre as relações de emprego que influenciam a eficácia dos funcionários e das organizações.  É a função na organização que está relacionada com provisão, treinamento, desenvolvimento, motivação e manutenção dos empregados.
  • 12.  A Gestão de Pessoas é contingencial e situacional, pois depende de vários aspectos como a cultura que existe em cada organização.  Todo processo produtivo somente se realiza com a participação conjunta de vários parceiros, cada qual contribuindo com algum recurso. Parceiros da Organização Contribuem com: Esperam retorno de: Acionistas e Investidores Capital de risco, investimentos Lucros e dividendos, valor agregado Empregados Trabalho, esforço, conhecimentos e habilidades Salários, benefícios, retribuições e satisfações Fornecedores Matérias-primas, serviços, insumos básicos, tecnologias Lucros e novos negócios Clientes e Consumidores Compras e aquisição dos bens e serviços Qualidade, preço, satisfação, valor agregado
  • 13.  Dentro desse contexto, a questão básica é escolher entre tratar as pessoas como recursos organizacionais ou como parceiros da organização.  O parceiro mais íntimo da organização é o empregado: aquele que está dentro dela e que lhe dá vida e dinamismo.  Visualizadas como parceiros, as pessoas passam a constituir o capital intelectual da organização.
  • 14.  Empregados isolados no cargos  Horário rigidamente estabelecido  Preocupação com normas e regrar  Subordinação ao chefe  Fidelidade à organização  Dependência da chefia  Alienação em relação à organização  Ênfase na especialização  Executoras e tarefas  Ênfase nas destrezas manuais  Mão-de-obra  Colaboradores agrupados em equipes  Metas negociadas e compartilhadas  Preocupação com resultados  Atendimento e satisfação do cliente  Vinculação à missão e à visão  Interdependência entre colegas e equipes  Participação e comprometimento  Ênfase na ética e na responsabilidade  Fornecedores de atividade  Ênfase no conhecimento  Inteligência e talento Pessoas como ParceirosPessoas como Recursos
  • 15. Aspectos fundamentais da Gestão de Pessoas 1. As pessoas como seres humanos: dotados de personalidade própria, profundamente diferentes entre si. 2. As pessoas como ativadores inteligentes de recursos organizacionais: fonte de impulso próprio que dinamiza a organização e não como agentes passivos, inertes e estáticos. 3. As pessoas como parceiros da organização: capazes de conduzi-la à excelência e ao sucesso,
  • 17.  As pessoas constituem o principal ativo da organização, daí a necessidade de tornar as organizações mais conscientes e atentas a seus funcionários.  A Gestão de Pessoas nas organizações é a função que permite a colaboração eficaz das pessoas para alcançar os objetivos organizacionais.  As pessoas podem ampliar ou limitar as forças e fraquezas de uma organização, dependendo da maneira como elas são tratadas.
  • 18. 1. Ajudar a organização a alcançar seus objetivos e realizar sua missão 3. Proporcionar à organização empregados bem treinados e bem motivados 2. Proporcionar competitividade à organização 4. Aumentar a auto-realização e a satisfação dos empregados no trabalho 7. Manter políticas éticas de comportamento socialmente responsável 5. Desenvolver e manter qualidade de vida no trabalho. 6. Administrar a mudança
  • 19.
  • 21. Os Seis Processos da Gestão de Pessoas 1. Processos de Agregar Pessoas: utilizados para incluir novas pessoas na empresa. 2. Processos de Aplicar Pessoas: utilizados para desenhar as atividades que as pessoas irão realizar na empresa, orientar e acompanhar seu desempenho.  A moderna Gestão de Pessoas consiste em várias atividades, como descrição e análise de cargos, planejamento de RH, recrutamento, seleção, orientação e motivação das pessoas, etc.
  • 22. 3. Processos de Recompensar Pessoas: utilizados para incentivar as pessoas e satisfazes suas necessidades individuais mais elevadas. 4. Processos de Desenvolver Pessoas: utilizados para capacitar e incrementar o desenvolvimento profissional e pessoal. 5. Processos de Manter Pessoas: utilizados para criar condições ambientais e psicológicas satisfatórias para as atividades das pessoas. 6. Processos de Monitorar Pessoas: utilizados para acompanhar e controlar as atividades das pessoas e verificar resultados.
  • 23. Processos de Agregar Pessoas Processos de Aplicar Pessoas Processos de Recompensar Pessoas Processos de Desenvolver Pessoas Processos de Manter Pessoas Processos de Monitorar Pessoas Recrutamento Seleção Desenhos de cargos Avaliação de desempenho Remuneração Benefícios e serviços Treinamentos Mudanças Comunicações Disciplina Higiene, segurança e qualidade de vida Relações com sindicatos Banco de dados Sistemas de Informações Gerenciais Gestão de Pessoas
  • 25.
  • 26. Responda em seu caderno as seguintes questões: 1. Qual é o contexto da Gestão de Pessoas? 2. Comente a compatibilidade entre objetivos organizacionais e individuais. 3. Pessoas como recursos ou como parceiros. O que isto significa? 4. Dê uma definição de Gestão de Pessoas. 5. Quais os principais objetivos da Gestão de Pessoas? 6. Cite 3 processos da Gestão de Pessoas e explique-os.