SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão de Pessoas - RH Estratégico 
Gestão de Pessoas
Capacitar o participante a conhecer, identificar e ter o domínio do contexto, práticas e ferramentas da Gestão de Pessoas e sua importância no cenário empresarial como fator estratégico e diferenciado. 
Objetivo Geral
Conceitos Gestão de Pessoas 
Para Chiavenatto (1996) a gestão de RH consiste no: Planejamento, na organização, no desenvolvimento, na coordenação e no controle de técnicas capazes de promover o desempenho eficiente de pessoal, ao mesmo tempo em que a organização representa o meio que permita as pessoas que com ela colaboram, alcançar os objetivos individuais relacionados direta ou indiretamente com o trabalho.
Conceitos Gestão de Pessoas
Por que estudar Gestão de Pessoas?? 
PARA COMPREENDER O COMPORTAMENTO HUMANO! 
PARA CONHECER SISTEMAS, ABORDAGENS E TÉCNICAS CAPAZES DE AJUDAR NA CONSTRUÇÃO DE UMA FORÇA DE TRABALHO MOTIVADA, QUALIFICADA, PRODUTIVA E SAUDÁVEL! 
PARA ALCANÇAR VANTAGEM COMPETITIVA POR MEIO DE PESSOAS!
Os temores de as máquinas eliminassem a necessidade de trabalho humano não se concretizaram...nunca as pessoa foram tão importantes nas organizações como hoje!!! 
Máquinas Versus Pessoas 
Um tendência que não rolou...
O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais 
O ser humano era considerado um ser simples e previsível cujo comportamento não variava muito. 
Incentivos financeiros adequados, constante vigilância e treinamento eram ações consideradas suficientes para garantir a boa produtividade. 
As motivações intrínsecas do indivíduos não eram estudadas.
O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais 
Os sistemas eram suficientes para garantir os resultados desejados. 
O ser humano era considerado um ser que analisava racionalmente as possibilidades de decisão, optando sempre por aquela que maximizasse os seus ganhos financeiros.
O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais 
As motivações intrínsecas do indivíduos não eram estudadas.
Organização Informal e o Homem Social 
Foi reconhecida a complexidade do comportamento humano nas organizações; 
O aumento da produtividade não depende apenas da melhoria das regras, dos sistemas de trabalho e estruturais formais, mas também de elementos relacionados a afetividade e à melhoria do ambiente de trabalho.
Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo 
Um passo adiante do conceito de homo social da Escola de Relações Humanas com a utilização de conceitos de liderança e motivação. 
Pirâmide das necessidade de Maslow.
Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo
Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo 
O homem buscando ativamente a realização e o auto- desenvolvimento no ambiente de trabalho, tendo direito a mais autonomia, ao desenvolvimento de sua criatividade e à aprendizagem organizacional
A Teoria Sistêmica e o RH 
A gestão de pessoas preocupava-se com a retenção de pessoas cada vez mais capacitadas para trabalhar com tecnologias sofisticadas e em ambientes de incerteza, o que incrementa a liderança e a motivação.
A Teoria Sistêmica e o RH 
Começa nessa época a descentralização da gestão de pessoal, com o entendimento de que ela deve ter, além das antigas funções de RH, uma atuação no cotidiano de cada gestor (TONELLI; LACOMBE; CALDAS, 2002).
Diferentes Visões da Função do RH 
Administração 
de Pessoal 
Administração de 
Recursos Humanos 
Administração 
de Pessoas 
Visão 
Clássica 
Visão 
Contemporânea
1930: Pré-jurídico trabalhista 
Inexistência de legislação trabalhista 
Descentralização de funções 
Pessoas com qualificação instrumental primária 
Perfil demográfico: imigrantes europeus 
Subemprego de mulheres e crianças
1930-1950: Burocrático 
Advento da legislação trabalhista 
Primeiros departamentos de pessoal 
Rotinas de apontamentos 
“Guarda-livros”
1950- 1960: Tecnicista 
Implantação de numerosas fábricas 
Conceito de Sistemas de Recursos Humanos 
Maior preocupação com eficiência e desempenho 
Mudança no perfil da mão de obra: migração interna; homens na metalurgia e mulheres na tecelagem
1960-1980: Abordagem Sistêmica RH 
Primeiros cargos de gerente de RH 
Forte ênfase no treinamento e 
desenvolvimento e alimentação do 
trabalhador 
Petrobrás, Banco do Brasil, 
Embrapa, entre outras: incentivo a 
qualificação e produtividade nacional
1980-1990: Relações Industriais Integradas 
Estrutura 
Organizacional 
Comportamento 
Individual 
Rotinas de 
pessoal
1980-1990: Relações Industriais Integradas 
ENFOQUE ADMINISTRATIVO 
ENFOQUE ESTRUTURALISTA 
ENFOQUE 
COMPORTAMENTAL
1980-1990: Relações Industriais Integradas 
Redução do ritmo de modernização da administração como um todo 
“Década perdida” 
Utilização de downsizing e rightsizing (redirecionamento) 
Criados estudos de Saúde Mental no Trabalho
1990: Reformas estruturais mais profundas 
Novas denominações: gestão de pessoas, gestão de talentos, departamento de gente 
Administração da empresa alinhada à gestão estratégica de RH 
Gestão por competências
A Teoria Sistêmica e o RH
Mudanças: Depto. RH e RH Estratégico 
Qual é o papel do RH na organização? (Saratoga Institute/PWP, may 2005) Administrativo: 31.2% Aconselhamento: 30.3% Consultor Interno: 26.5% Estratégico: 12.0%
Depto. RH e RH Estratégico 
Consultoria Organizacional 
Consultoria Interna 
Processos de RH 
RH Estratégico RH Tático RH Operacional
Gestão de Pessoas e Vantagem Competitiva 
“A Gestão de Rh afeta a vantagem competitiva em qualquer empresa”(PORTER, 1989)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃOTÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
Priscila Cembranel
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
Sonia Rodrigues
 
Avaliação de desempenho ppt
Avaliação de desempenho pptAvaliação de desempenho ppt
Avaliação de desempenho ppt
Estevam Pires
 
Aula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreiraAula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreira
André Boaratti
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
Alessandra Pinheiro
 
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
mvaf_rj
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
Marcela Montalvão Teti
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
Larissa Estevão
 
Grupos e Equipes
Grupos e EquipesGrupos e Equipes
Grupos e Equipes
JOSUE DIAS
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
Wandick Rocha de Aquino
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
Correios
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Sergio Luis Seloti Jr
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
martinssoul
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
DeniseF Ferrari
 
Aula Gestão de Pessoas
Aula Gestão de PessoasAula Gestão de Pessoas
Aula Gestão de Pessoas
Jakson Silva
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
William Costa
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
Caroline Ricci
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 

Mais procurados (20)

Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃOTÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
 
Avaliação de desempenho ppt
Avaliação de desempenho pptAvaliação de desempenho ppt
Avaliação de desempenho ppt
 
Aula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreiraAula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreira
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Grupos e Equipes
Grupos e EquipesGrupos e Equipes
Grupos e Equipes
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
 
Aula Gestão de Pessoas
Aula Gestão de PessoasAula Gestão de Pessoas
Aula Gestão de Pessoas
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 

Semelhante a Gestão de Pessoas- Introdução

Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
milkinha
 
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.pptGestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
Afonsodvd2
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
Edevaldir Dias
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
andrikazi
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
ssuseraa1b58
 
Mba gestão em_pessoas
Mba gestão em_pessoasMba gestão em_pessoas
Mba gestão em_pessoas
khassadhor
 
Curso de gestão de pessoal parte 2/5
Curso de gestão de pessoal   parte 2/5Curso de gestão de pessoal   parte 2/5
Curso de gestão de pessoal parte 2/5
ABCursos OnLine
 
Apostila de administração_pública
Apostila de administração_públicaApostila de administração_pública
Apostila de administração_pública
ArilsonLeao
 
Administração de pessoas
Administração de pessoasAdministração de pessoas
Administração de pessoas
Ariana Francine
 
Administração pública pg9
Administração pública pg9Administração pública pg9
Administração pública pg9
kisb1337
 
Artigo novo e rh tatiana costa
Artigo  novo e   rh tatiana costaArtigo  novo e   rh tatiana costa
Artigo novo e rh tatiana costa
Thais Fiscina
 
Aula 1 adm rh histórico
Aula 1   adm rh históricoAula 1   adm rh histórico
Aula 1 adm rh histórico
Tatiana Volpato
 
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
MateusRiedler1
 
Resposta Questionário GP.pptx
Resposta Questionário GP.pptxResposta Questionário GP.pptx
Resposta Questionário GP.pptx
PriscilaFaetec
 
JSA_SA Recursos Humanos
JSA_SA Recursos HumanosJSA_SA Recursos Humanos
JSA_SA Recursos Humanos
Salvador Abreu
 
Curso Gestão de Pessoas nas Organizações
Curso Gestão de Pessoas nas OrganizaçõesCurso Gestão de Pessoas nas Organizações
Curso Gestão de Pessoas nas Organizações
Rapport Assessoria
 
Gestao de pessoas_e_rh 2
Gestao de pessoas_e_rh 2Gestao de pessoas_e_rh 2
Gestao de pessoas_e_rh 2
Mônica Araújo
 
Apostila de administração pública pg8
Apostila de administração pública pg8Apostila de administração pública pg8
Apostila de administração pública pg8
kisb1337
 
Arquivos gestao de pessoas
Arquivos   gestao de pessoasArquivos   gestao de pessoas
Arquivos gestao de pessoas
Claudiomar Borduchi
 
Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1
CETUR
 

Semelhante a Gestão de Pessoas- Introdução (20)

Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
 
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.pptGestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
Gestão de Recursos Humanos: GESTÃO DE PESSOAS.ppt
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas (1).ppt
 
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.pptUNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
UNIDADE 1 - gestão de pessoas.ppt
 
Mba gestão em_pessoas
Mba gestão em_pessoasMba gestão em_pessoas
Mba gestão em_pessoas
 
Curso de gestão de pessoal parte 2/5
Curso de gestão de pessoal   parte 2/5Curso de gestão de pessoal   parte 2/5
Curso de gestão de pessoal parte 2/5
 
Apostila de administração_pública
Apostila de administração_públicaApostila de administração_pública
Apostila de administração_pública
 
Administração de pessoas
Administração de pessoasAdministração de pessoas
Administração de pessoas
 
Administração pública pg9
Administração pública pg9Administração pública pg9
Administração pública pg9
 
Artigo novo e rh tatiana costa
Artigo  novo e   rh tatiana costaArtigo  novo e   rh tatiana costa
Artigo novo e rh tatiana costa
 
Aula 1 adm rh histórico
Aula 1   adm rh históricoAula 1   adm rh histórico
Aula 1 adm rh histórico
 
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
2012-1-aula-1-evoluc3a7c3a3o-histc3b3rica-de-rh.ppt
 
Resposta Questionário GP.pptx
Resposta Questionário GP.pptxResposta Questionário GP.pptx
Resposta Questionário GP.pptx
 
JSA_SA Recursos Humanos
JSA_SA Recursos HumanosJSA_SA Recursos Humanos
JSA_SA Recursos Humanos
 
Curso Gestão de Pessoas nas Organizações
Curso Gestão de Pessoas nas OrganizaçõesCurso Gestão de Pessoas nas Organizações
Curso Gestão de Pessoas nas Organizações
 
Gestao de pessoas_e_rh 2
Gestao de pessoas_e_rh 2Gestao de pessoas_e_rh 2
Gestao de pessoas_e_rh 2
 
Apostila de administração pública pg8
Apostila de administração pública pg8Apostila de administração pública pg8
Apostila de administração pública pg8
 
Arquivos gestao de pessoas
Arquivos   gestao de pessoasArquivos   gestao de pessoas
Arquivos gestao de pessoas
 
Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1
 

Mais de Marcos Alves

Briefing Palestra Marketing Digital
Briefing Palestra Marketing DigitalBriefing Palestra Marketing Digital
Briefing Palestra Marketing Digital
Marcos Alves
 
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas SoluçõesPalestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
Marcos Alves
 
Apresentação Multiplas Soluções
Apresentação Multiplas SoluçõesApresentação Multiplas Soluções
Apresentação Multiplas Soluções
Marcos Alves
 
Treinamento ERP-Conta Azul_M-S
Treinamento ERP-Conta Azul_M-STreinamento ERP-Conta Azul_M-S
Treinamento ERP-Conta Azul_M-S
Marcos Alves
 
Ferramentas e Aplicativos da Adm
Ferramentas e Aplicativos da AdmFerramentas e Aplicativos da Adm
Ferramentas e Aplicativos da Adm
Marcos Alves
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Marcos Alves
 
Currículo Marcos Alves
Currículo Marcos AlvesCurrículo Marcos Alves
Currículo Marcos Alves
Marcos Alves
 
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e VendasMúltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
Marcos Alves
 
Marketing Múliplas Soluções
Marketing Múliplas SoluçõesMarketing Múliplas Soluções
Marketing Múliplas Soluções
Marcos Alves
 
Múltiplas Soluções Consultoria Empresarial
Múltiplas Soluções Consultoria EmpresarialMúltiplas Soluções Consultoria Empresarial
Múltiplas Soluções Consultoria Empresarial
Marcos Alves
 
Hotelaria Mercado & Oportunidades
Hotelaria Mercado & OportunidadesHotelaria Mercado & Oportunidades
Hotelaria Mercado & Oportunidades
Marcos Alves
 
Planejamento e estrutura Hoteleira
Planejamento e estrutura HoteleiraPlanejamento e estrutura Hoteleira
Planejamento e estrutura Hoteleira
Marcos Alves
 
Conceito Turismo e Tipos de turista
Conceito Turismo e Tipos de turistaConceito Turismo e Tipos de turista
Conceito Turismo e Tipos de turista
Marcos Alves
 
Hotelaria história e classificação
Hotelaria história e classificaçãoHotelaria história e classificação
Hotelaria história e classificação
Marcos Alves
 
Paranapiacaba
ParanapiacabaParanapiacaba
Paranapiacaba
Marcos Alves
 
Passeio Vale encantado Hotel Fazenda
Passeio Vale encantado Hotel FazendaPasseio Vale encantado Hotel Fazenda
Passeio Vale encantado Hotel Fazenda
Marcos Alves
 

Mais de Marcos Alves (16)

Briefing Palestra Marketing Digital
Briefing Palestra Marketing DigitalBriefing Palestra Marketing Digital
Briefing Palestra Marketing Digital
 
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas SoluçõesPalestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
Palestra Sobrevivendo em Tempo de Crise - Múltiplas Soluções
 
Apresentação Multiplas Soluções
Apresentação Multiplas SoluçõesApresentação Multiplas Soluções
Apresentação Multiplas Soluções
 
Treinamento ERP-Conta Azul_M-S
Treinamento ERP-Conta Azul_M-STreinamento ERP-Conta Azul_M-S
Treinamento ERP-Conta Azul_M-S
 
Ferramentas e Aplicativos da Adm
Ferramentas e Aplicativos da AdmFerramentas e Aplicativos da Adm
Ferramentas e Aplicativos da Adm
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
 
Currículo Marcos Alves
Currículo Marcos AlvesCurrículo Marcos Alves
Currículo Marcos Alves
 
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e VendasMúltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
Múltiplas Soluções Campanhas de Incentivo e Vendas
 
Marketing Múliplas Soluções
Marketing Múliplas SoluçõesMarketing Múliplas Soluções
Marketing Múliplas Soluções
 
Múltiplas Soluções Consultoria Empresarial
Múltiplas Soluções Consultoria EmpresarialMúltiplas Soluções Consultoria Empresarial
Múltiplas Soluções Consultoria Empresarial
 
Hotelaria Mercado & Oportunidades
Hotelaria Mercado & OportunidadesHotelaria Mercado & Oportunidades
Hotelaria Mercado & Oportunidades
 
Planejamento e estrutura Hoteleira
Planejamento e estrutura HoteleiraPlanejamento e estrutura Hoteleira
Planejamento e estrutura Hoteleira
 
Conceito Turismo e Tipos de turista
Conceito Turismo e Tipos de turistaConceito Turismo e Tipos de turista
Conceito Turismo e Tipos de turista
 
Hotelaria história e classificação
Hotelaria história e classificaçãoHotelaria história e classificação
Hotelaria história e classificação
 
Paranapiacaba
ParanapiacabaParanapiacaba
Paranapiacaba
 
Passeio Vale encantado Hotel Fazenda
Passeio Vale encantado Hotel FazendaPasseio Vale encantado Hotel Fazenda
Passeio Vale encantado Hotel Fazenda
 

Último

759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Gestão de Pessoas- Introdução

  • 1. Gestão de Pessoas - RH Estratégico Gestão de Pessoas
  • 2. Capacitar o participante a conhecer, identificar e ter o domínio do contexto, práticas e ferramentas da Gestão de Pessoas e sua importância no cenário empresarial como fator estratégico e diferenciado. Objetivo Geral
  • 3. Conceitos Gestão de Pessoas Para Chiavenatto (1996) a gestão de RH consiste no: Planejamento, na organização, no desenvolvimento, na coordenação e no controle de técnicas capazes de promover o desempenho eficiente de pessoal, ao mesmo tempo em que a organização representa o meio que permita as pessoas que com ela colaboram, alcançar os objetivos individuais relacionados direta ou indiretamente com o trabalho.
  • 5. Por que estudar Gestão de Pessoas?? PARA COMPREENDER O COMPORTAMENTO HUMANO! PARA CONHECER SISTEMAS, ABORDAGENS E TÉCNICAS CAPAZES DE AJUDAR NA CONSTRUÇÃO DE UMA FORÇA DE TRABALHO MOTIVADA, QUALIFICADA, PRODUTIVA E SAUDÁVEL! PARA ALCANÇAR VANTAGEM COMPETITIVA POR MEIO DE PESSOAS!
  • 6. Os temores de as máquinas eliminassem a necessidade de trabalho humano não se concretizaram...nunca as pessoa foram tão importantes nas organizações como hoje!!! Máquinas Versus Pessoas Um tendência que não rolou...
  • 7. O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais O ser humano era considerado um ser simples e previsível cujo comportamento não variava muito. Incentivos financeiros adequados, constante vigilância e treinamento eram ações consideradas suficientes para garantir a boa produtividade. As motivações intrínsecas do indivíduos não eram estudadas.
  • 8. O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais Os sistemas eram suficientes para garantir os resultados desejados. O ser humano era considerado um ser que analisava racionalmente as possibilidades de decisão, optando sempre por aquela que maximizasse os seus ganhos financeiros.
  • 9. O Homo economicus e o foco nas Estruturas Organizacionais As motivações intrínsecas do indivíduos não eram estudadas.
  • 10. Organização Informal e o Homem Social Foi reconhecida a complexidade do comportamento humano nas organizações; O aumento da produtividade não depende apenas da melhoria das regras, dos sistemas de trabalho e estruturais formais, mas também de elementos relacionados a afetividade e à melhoria do ambiente de trabalho.
  • 11. Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo Um passo adiante do conceito de homo social da Escola de Relações Humanas com a utilização de conceitos de liderança e motivação. Pirâmide das necessidade de Maslow.
  • 12. Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo
  • 13. Motivação, Liderança e o Conceito de Homo Complexo O homem buscando ativamente a realização e o auto- desenvolvimento no ambiente de trabalho, tendo direito a mais autonomia, ao desenvolvimento de sua criatividade e à aprendizagem organizacional
  • 14. A Teoria Sistêmica e o RH A gestão de pessoas preocupava-se com a retenção de pessoas cada vez mais capacitadas para trabalhar com tecnologias sofisticadas e em ambientes de incerteza, o que incrementa a liderança e a motivação.
  • 15. A Teoria Sistêmica e o RH Começa nessa época a descentralização da gestão de pessoal, com o entendimento de que ela deve ter, além das antigas funções de RH, uma atuação no cotidiano de cada gestor (TONELLI; LACOMBE; CALDAS, 2002).
  • 16. Diferentes Visões da Função do RH Administração de Pessoal Administração de Recursos Humanos Administração de Pessoas Visão Clássica Visão Contemporânea
  • 17. 1930: Pré-jurídico trabalhista Inexistência de legislação trabalhista Descentralização de funções Pessoas com qualificação instrumental primária Perfil demográfico: imigrantes europeus Subemprego de mulheres e crianças
  • 18. 1930-1950: Burocrático Advento da legislação trabalhista Primeiros departamentos de pessoal Rotinas de apontamentos “Guarda-livros”
  • 19. 1950- 1960: Tecnicista Implantação de numerosas fábricas Conceito de Sistemas de Recursos Humanos Maior preocupação com eficiência e desempenho Mudança no perfil da mão de obra: migração interna; homens na metalurgia e mulheres na tecelagem
  • 20. 1960-1980: Abordagem Sistêmica RH Primeiros cargos de gerente de RH Forte ênfase no treinamento e desenvolvimento e alimentação do trabalhador Petrobrás, Banco do Brasil, Embrapa, entre outras: incentivo a qualificação e produtividade nacional
  • 21. 1980-1990: Relações Industriais Integradas Estrutura Organizacional Comportamento Individual Rotinas de pessoal
  • 22. 1980-1990: Relações Industriais Integradas ENFOQUE ADMINISTRATIVO ENFOQUE ESTRUTURALISTA ENFOQUE COMPORTAMENTAL
  • 23. 1980-1990: Relações Industriais Integradas Redução do ritmo de modernização da administração como um todo “Década perdida” Utilização de downsizing e rightsizing (redirecionamento) Criados estudos de Saúde Mental no Trabalho
  • 24. 1990: Reformas estruturais mais profundas Novas denominações: gestão de pessoas, gestão de talentos, departamento de gente Administração da empresa alinhada à gestão estratégica de RH Gestão por competências
  • 26. Mudanças: Depto. RH e RH Estratégico Qual é o papel do RH na organização? (Saratoga Institute/PWP, may 2005) Administrativo: 31.2% Aconselhamento: 30.3% Consultor Interno: 26.5% Estratégico: 12.0%
  • 27. Depto. RH e RH Estratégico Consultoria Organizacional Consultoria Interna Processos de RH RH Estratégico RH Tático RH Operacional
  • 28. Gestão de Pessoas e Vantagem Competitiva “A Gestão de Rh afeta a vantagem competitiva em qualquer empresa”(PORTER, 1989)