SlideShare uma empresa Scribd logo
Equações do 1º grau              São sentenças matemáticas abertas que apresentam sinal de igualdade ( = ) e uma variável ou incógnita ( x , y ou qualquer outra letra). Ex: 	a) 5x + 3 = 18 ( incógnita x ) 	b) 2y – 8 = 2  (incógnita y) 	          Levando em consideração o sinal  de igualdade, podemos nomear os elementos envolvidos numa equação : 5x – 1 = x + 7                          	                                      Nesta equação cada membro possui  1º membro                                          dois termos: 2º membro                 1º membro composto por 5x e - 1 2º membrocomposto pelo termo x e + 7 sinal igual
RESOLUÇÃO DE UMA EQUAÇÃO DO 1º  GRAU Resolver uma equação do 1º grau é determinar  um valor  chamado raiz da equação registrado em seu conjunto verdade (V). 	         Ex: a) Resolva e equação , sendo U= Q: 3x – 4 = 2x + 8 3x – 2x = 8 + 4 1x = 12                                   x = 12                        1 x = 12 V = { 12 }
OBSERVE: 	   Para calcular a equação do exemplo utilizamos o método prático onde: 	_ Isolamos no 1º membro os termos em x e no 2º membro os termos que não apresentam x .  Observe que houve troca de sinais dos termos que mudam de um lado para outro; 	_ Reduzimos os termos semelhantes; 	_ Para obter o valor da incógnita x, aplicamos a operação inversa , e dividimos o nº 12 por um. 	Veja outro exemplo, seja a equação :  4x = -12                                                                     x = -12                                                                             4                                                                     x = - 3                                                                                     V = { - 3 }
EQUAÇÕES COM SINAIS DE ASSOCIAÇÃO:              As equações que apresentar associações, devemos resolver eliminando na seguinte ordem: 			1º Parênteses (   ) 			2º Colchetes   [   ] 			3º Chaves       {   } 		    Exemplo: 4 (x – 3) = 4                                     OBS: Se calculamos a equação no           4x – 12 = 4                                     universo dos inteiros Z ( U = Z ),a          4x = 4 + 12                                     resposta só é verdadeira se o va-           4x = 16                                           lor obtido pertencer ao conjunto Z.            x = 16                                                             4               x = 4         V = { 4 }
VÍDEO-AULA PARA REFORÇO http://www.youtube.com/watch?v=Qx9U5ZrBDks http://www.youtube.com/watch?v=GLjzhqcYHMA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Inequações
InequaçõesInequações
Inequações
leilamaluf
 
Funcao exponencial
Funcao exponencialFuncao exponencial
Funcao exponencial
slidericardinho
 
01 - Conjuntos
01 - Conjuntos01 - Conjuntos
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisãoSistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Angela Costa
 
Função.quadratica
Função.quadraticaFunção.quadratica
Função.quadratica
vaniaphcristina
 
17 aula intervalos reais
17 aula   intervalos reais17 aula   intervalos reais
17 aula intervalos reais
jatobaesem
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
ProfessoraIve
 
Funções
FunçõesFunções
Produtos Notavéis 8º ano
Produtos Notavéis 8º ano Produtos Notavéis 8º ano
Produtos Notavéis 8º ano
Lucimeires Cabral Dias
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
ProfessoraIve
 
Uso de balança no estudo da equação do 1º grau
Uso de balança no estudo da equação do 1º grauUso de balança no estudo da equação do 1º grau
Uso de balança no estudo da equação do 1º grau
Graciele Schulz Arnholz
 
Areas de figuras planas
Areas de figuras planasAreas de figuras planas
Areas de figuras planas
Bruno Araujo Lima
 
Função exponencial
Função exponencialFunção exponencial
Função exponencial
PROFESSOR GLEDSON GUIMARÃES
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
Newton Sérgio Lima
 
Exercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2pExercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2p
Jean Silveira
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
demervalm
 
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitasSistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
rosilenedalmolin
 
Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..
Nivea Neves
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
João Paulo Luna
 
Função de 1º Grau.
Função de 1º Grau.Função de 1º Grau.
Função de 1º Grau.
carolgouvea
 

Mais procurados (20)

Inequações
InequaçõesInequações
Inequações
 
Funcao exponencial
Funcao exponencialFuncao exponencial
Funcao exponencial
 
01 - Conjuntos
01 - Conjuntos01 - Conjuntos
01 - Conjuntos
 
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisãoSistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
 
Função.quadratica
Função.quadraticaFunção.quadratica
Função.quadratica
 
17 aula intervalos reais
17 aula   intervalos reais17 aula   intervalos reais
17 aula intervalos reais
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Produtos Notavéis 8º ano
Produtos Notavéis 8º ano Produtos Notavéis 8º ano
Produtos Notavéis 8º ano
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
 
Uso de balança no estudo da equação do 1º grau
Uso de balança no estudo da equação do 1º grauUso de balança no estudo da equação do 1º grau
Uso de balança no estudo da equação do 1º grau
 
Areas de figuras planas
Areas de figuras planasAreas de figuras planas
Areas de figuras planas
 
Função exponencial
Função exponencialFunção exponencial
Função exponencial
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
 
Exercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2pExercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2p
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitasSistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
Sistemas de equações de 1º grau com duas incógnitas
 
Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Função de 1º Grau.
Função de 1º Grau.Função de 1º Grau.
Função de 1º Grau.
 

Destaque

Equações
EquaçõesEquações
Equações
aldaalves
 
Ft10
Ft10Ft10
Equacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º AnoEquacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º Ano
Cristina Neto
 
Divisão de números relativos
Divisão de números relativosDivisão de números relativos
Divisão de números relativos
Helena Borralho
 
Ft4
Ft4Ft4
8teste 7ano2013
8teste 7ano20138teste 7ano2013
8teste 7ano2013
Helena Borralho
 
Ft8
Ft8Ft8
5ºt8a
5ºt8a5ºt8a
Gráfico de uma função
Gráfico de uma funçãoGráfico de uma função
Gráfico de uma função
Helena Borralho
 
Ficha de trabalho equações
Ficha de trabalho equaçõesFicha de trabalho equações
Ficha de trabalho equações
Helena Borralho
 
Expressõesnuméricas
ExpressõesnuméricasExpressõesnuméricas
Expressõesnuméricas
Helena Borralho
 
Classificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com umaClassificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com uma
Alexandre Cirqueira
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
Helena Borralho
 
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
eduardo1395
 
Semelhança unidade 7
Semelhança unidade 7Semelhança unidade 7
Semelhança unidade 7
Helena Borralho
 
Ficha de trabalho areas2
Ficha de trabalho areas2Ficha de trabalho areas2
Ficha de trabalho areas2
Helena Borralho
 
Ficha de trabalho teste global revisões_1
Ficha de trabalho teste global revisões_1Ficha de trabalho teste global revisões_1
Ficha de trabalho teste global revisões_1
Helena Borralho
 
Criterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidadeCriterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidade
Helena Borralho
 
4ºt5a
4ºt5a4ºt5a
Organização tratamento de_dados
Organização tratamento de_dadosOrganização tratamento de_dados
Organização tratamento de_dados
Helena Borralho
 

Destaque (20)

Equações
EquaçõesEquações
Equações
 
Ft10
Ft10Ft10
Ft10
 
Equacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º AnoEquacoes de 7º Ano
Equacoes de 7º Ano
 
Divisão de números relativos
Divisão de números relativosDivisão de números relativos
Divisão de números relativos
 
Ft4
Ft4Ft4
Ft4
 
8teste 7ano2013
8teste 7ano20138teste 7ano2013
8teste 7ano2013
 
Ft8
Ft8Ft8
Ft8
 
5ºt8a
5ºt8a5ºt8a
5ºt8a
 
Gráfico de uma função
Gráfico de uma funçãoGráfico de uma função
Gráfico de uma função
 
Ficha de trabalho equações
Ficha de trabalho equaçõesFicha de trabalho equações
Ficha de trabalho equações
 
Expressõesnuméricas
ExpressõesnuméricasExpressõesnuméricas
Expressõesnuméricas
 
Classificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com umaClassificação das equações do 1º grau com uma
Classificação das equações do 1º grau com uma
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
 
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
Equações do 1º grau - Eduardo Alves Macena
 
Semelhança unidade 7
Semelhança unidade 7Semelhança unidade 7
Semelhança unidade 7
 
Ficha de trabalho areas2
Ficha de trabalho areas2Ficha de trabalho areas2
Ficha de trabalho areas2
 
Ficha de trabalho teste global revisões_1
Ficha de trabalho teste global revisões_1Ficha de trabalho teste global revisões_1
Ficha de trabalho teste global revisões_1
 
Criterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidadeCriterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidade
 
4ºt5a
4ºt5a4ºt5a
4ºt5a
 
Organização tratamento de_dados
Organização tratamento de_dadosOrganização tratamento de_dados
Organização tratamento de_dados
 

Semelhante a Equações do 1º grau ppt

Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitasPara encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
lerynha
 
matematica
matematica matematica
Mat68a
Mat68aMat68a
Mat equacoes do 1 grau 004
Mat equacoes do 1 grau  004Mat equacoes do 1 grau  004
Mat equacoes do 1 grau 004
trigono_metria
 
Ap matematica
Ap matematicaAp matematica
Ap matematica
marcioluiz2008
 
Slides Aula - Equações.pdf
Slides Aula - Equações.pdfSlides Aula - Equações.pdf
Slides Aula - Equações.pdf
RodrigoPereira803314
 
Resumo função modular 1
Resumo função modular 1Resumo função modular 1
Resumo função modular 1
cristianomatematico
 
Equação biquadrada exercicios
Equação biquadrada exerciciosEquação biquadrada exercicios
Equação biquadrada exercicios
Marcia Roberto
 
Lista de exercícios 4 - Cálculo
Lista de exercícios 4 - CálculoLista de exercícios 4 - Cálculo
Lista de exercícios 4 - Cálculo
Carlos Campani
 
Mat75a
Mat75aMat75a
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
aldaalves
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
aldaalves
 
matematica e midias
matematica e midiasmatematica e midias
matematica e midias
iraciva
 
Material de apoio 9ºano
Material de apoio 9ºanoMaterial de apoio 9ºano
Material de apoio 9ºano
Andréia Rodrigues
 
Mat73a
Mat73aMat73a
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdfLista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
cristianomatematico
 
Como resolver equações
Como resolver equaçõesComo resolver equações
Como resolver equações
Victor Martins
 
Equação parte1.1
Equação parte1.1Equação parte1.1
Equação parte1.1
Luis
 
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental  Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
Adriana De Moraes
 
Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012
Débora Bastos
 

Semelhante a Equações do 1º grau ppt (20)

Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitasPara encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
Para encontrarmos numa equação de 1º grau com duas incógnitas
 
matematica
matematica matematica
matematica
 
Mat68a
Mat68aMat68a
Mat68a
 
Mat equacoes do 1 grau 004
Mat equacoes do 1 grau  004Mat equacoes do 1 grau  004
Mat equacoes do 1 grau 004
 
Ap matematica
Ap matematicaAp matematica
Ap matematica
 
Slides Aula - Equações.pdf
Slides Aula - Equações.pdfSlides Aula - Equações.pdf
Slides Aula - Equações.pdf
 
Resumo função modular 1
Resumo função modular 1Resumo função modular 1
Resumo função modular 1
 
Equação biquadrada exercicios
Equação biquadrada exerciciosEquação biquadrada exercicios
Equação biquadrada exercicios
 
Lista de exercícios 4 - Cálculo
Lista de exercícios 4 - CálculoLista de exercícios 4 - Cálculo
Lista de exercícios 4 - Cálculo
 
Mat75a
Mat75aMat75a
Mat75a
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
 
matematica e midias
matematica e midiasmatematica e midias
matematica e midias
 
Material de apoio 9ºano
Material de apoio 9ºanoMaterial de apoio 9ºano
Material de apoio 9ºano
 
Mat73a
Mat73aMat73a
Mat73a
 
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdfLista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
Lista polinomio equaçoes_3_ano_2012_pdf
 
Como resolver equações
Como resolver equaçõesComo resolver equações
Como resolver equações
 
Equação parte1.1
Equação parte1.1Equação parte1.1
Equação parte1.1
 
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental  Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
Módulo 01 - 8 ano / Ens.Fundamental
 
Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012
 

Último

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 

Último (20)

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 

Equações do 1º grau ppt

  • 1. Equações do 1º grau São sentenças matemáticas abertas que apresentam sinal de igualdade ( = ) e uma variável ou incógnita ( x , y ou qualquer outra letra). Ex: a) 5x + 3 = 18 ( incógnita x ) b) 2y – 8 = 2 (incógnita y) Levando em consideração o sinal de igualdade, podemos nomear os elementos envolvidos numa equação : 5x – 1 = x + 7 Nesta equação cada membro possui 1º membro dois termos: 2º membro 1º membro composto por 5x e - 1 2º membrocomposto pelo termo x e + 7 sinal igual
  • 2. RESOLUÇÃO DE UMA EQUAÇÃO DO 1º GRAU Resolver uma equação do 1º grau é determinar um valor chamado raiz da equação registrado em seu conjunto verdade (V). Ex: a) Resolva e equação , sendo U= Q: 3x – 4 = 2x + 8 3x – 2x = 8 + 4 1x = 12 x = 12 1 x = 12 V = { 12 }
  • 3. OBSERVE: Para calcular a equação do exemplo utilizamos o método prático onde: _ Isolamos no 1º membro os termos em x e no 2º membro os termos que não apresentam x . Observe que houve troca de sinais dos termos que mudam de um lado para outro; _ Reduzimos os termos semelhantes; _ Para obter o valor da incógnita x, aplicamos a operação inversa , e dividimos o nº 12 por um. Veja outro exemplo, seja a equação : 4x = -12 x = -12 4 x = - 3 V = { - 3 }
  • 4. EQUAÇÕES COM SINAIS DE ASSOCIAÇÃO: As equações que apresentar associações, devemos resolver eliminando na seguinte ordem: 1º Parênteses ( ) 2º Colchetes [ ] 3º Chaves { } Exemplo: 4 (x – 3) = 4 OBS: Se calculamos a equação no 4x – 12 = 4 universo dos inteiros Z ( U = Z ),a 4x = 4 + 12 resposta só é verdadeira se o va- 4x = 16 lor obtido pertencer ao conjunto Z. x = 16 4 x = 4 V = { 4 }
  • 5. VÍDEO-AULA PARA REFORÇO http://www.youtube.com/watch?v=Qx9U5ZrBDks http://www.youtube.com/watch?v=GLjzhqcYHMA