SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 54
Baixar para ler offline
Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu e MBA




                   Educação, Treinamento e
                   Desenvolvimento de Pessoas
                   Prof. Armando Lourenzo
                   Outubro, 2011




Prof. Armando Lourenzo                                  Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas
Educação, Treinamento e
Desenvolvimento de Pessoas
                         Prof. Armando Lourenzo


                                Joinville – SC
                               Outubro de 2011
Prof. Armando Lourenzo                           Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal

• Prof. Armando Lourenzo
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal


• Objetivos
  – Compreender o funcionamento da área de
    treinamento.
  – Compreender o funcionamento de uma
    universidade corporativa.
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal


• Tópicos abordados:
  – Conceitos de treinamento.
  – Levantamento de necessidades.
  – Planejamento de treinamento.
  – Execução do treinamento.
  – Avaliação dos resultados.
  – Educação e universidade corporativa.
  – Pedagogia em treinamento.
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal


• Metodologia
  – Exposições dialogadas.
  – Análise de texto.
  – Discussões em grupo.
  – Estudo de caso.
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal


• Formas de avaliação:
  – Exercícios em sala.
  – Trabalho final: aplicação da disciplina em um caso
    prático.
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal

Chiavenato I. Recursos Humanos. SP: Atlas, 2002.
Lourenzo, A Estudo de caso da Ernst Young, 2006.
Eboli, M. Educação corporativa. SP: Editora Gente, 2001.
Militão, R. e Militão A Jogos, dinâmicas e vivências grupais. RJ: Qualitymark, 2002.
Militão, R. e Militão A Histórias e fábulas aplicadas a treinamento. RJ: Qualitymark, 2003.
Andrade, J et all. Treinamento, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho. RS:
    Bookman, 2006.
Carvalho, A V. e Nascimento, L.P. Recursos Humanos. SP: Pioneira, 1993.
Milkovich, G.T. e Boudreau, J.W. Administração de recursos humanos. SP: Atlas, 2000.
Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal


Armando Lourenzo. Doutor em admnistração pela FEA/USP. Mestre em
 Recursos Humanos pela FEA/USP. Administrador pela FMU.
Professor do MBA em Gestão Empresarial na FIA/USP e PUC; e pós-graduação
 do INPG.
Diretor de treinamento e da Universidade Corporativa da Ernst Young.
Autor do livro Empresa Familiar: um sonho realizado, Saraiva 2007 e de diversos
 artigos na área de negócios.
Pesquisador no tema de educação corporativa.
• Tendências em Gestão.
Trabalho em Grupo

• Indique as principais tendências de gestão
  empresarial para os próximos 12 anos. Brasil
  2020.
Revoluções Comparadas

• Industrial                • Digital
   – Trabalho                  – Trabalho qualificado,
     desqualificado,             polivalente, equipes
     repetitivo,                 multifuncionais e
     trabalhador                 remuneração por
     descartável e pago          resultados.
     por tempo.
   – Produção em massa,        – Produção flexível,
     produtos                    produtos
     padronizados,               personalizados, nichos
     mercados de massa e         e ênfase nos serviços.
     ênfase na indústria.
Revoluções Comparadas

• Industrial               • Digital
   – Verticalização           – Horizontalização
   – Empresas voltadas        – Empresas voltadas
     para dentro                para fora
   – Centralização            – Gestão participativa
   – As grandes empresas      – As empresas velozes
     devoram as pequenas        devoram as lerdas
   – Organizações             – Organizações virtuais
     localizadas
Revoluções Comparadas

• Industrial                  • Digital
   – Uso de recursos             – Uso da ciência e
     naturais e de trabalho        tecnologia, e de
     físico                        trabalho mental
   – Empresa quartel             – Empresa escola
   – Protecionismo               – Competitividade
   – Cartéis                     – Alianças
Conceitos de Treinamento

• É o processo educacional de curto prazo aplicado de maneira
sistemática e organizada, através do qual as pessoas aprendem
conhecimentos, atitudes e habilidades em função de objetivos
definidos.

O treinamento envolve a transmissão de conhecimentos ao
trabalho, atitudes frente a aspectos da organização, da tarefa e
do ambiente e desenvolvimento de habilidades.
                                        Chiavenato, I,
Modificações no    Melhor execução
     Treinamento   Aprendizagem    comportamento do     das tarefas
                                   treinando




                    Somatório de
Atitudes           conhecimentos      Habilidades




                      Hábitos
Objetivos do treinamento

• Preparar o pessoal para execução diária das atividades.
• Proporcionar oportunidades para o contínuo desenvolvimento pessoal.
• Mudar as atitudes.
• Ciclo de Treinamento
Decisão quanto à          Implementação ou                  Avaliação e
Diagnóstico da situação               estratégia                Ação                              controle
 Levantamento                         Programação                 Execução                         Avaliação dos
 de necessidades                      de
                                      treinamento                 Do                               Resultados do
 de treinamento                                                                                    treinamento
                                                                  treinamento

•Alcance dos objetivos da                                      •Aplicação dos programas
organização                            •Quem treinar                                              •Acompanhamento
                                                               pela assessoria, pela linha
•Determinação de requisitos            •Como treinar           ou combinadamente por              •Verificação ou
básicos da força de trabalho                                   ambos                              medição
                                       •Em que
•Resultados da avaliação               treinar                                                    •Comparação da
desempenho                                                                                        situação atual com a
                                       •Onde treinar
                                                                                                  situação anterior
•Análise do problema de                •Quando
produção (a priori ou a posteriori)    treinar
•Análise de problemas de pessoal       •Quanto treinar
•Análise de relatórios e outros        •Quem treinar
dados




                                                                                                    Retroação

                                             Retroação                                       Resultados Satisfatórios
                                  Resultados Insatisfatórios
Trabalho em Grupo
• Quais são os principais meios de levantamentos de
  necessidades de treinamento? Escolha dois e mencione as
  vantagens e desvantagens de cada um dos meios apontados.
Meios de Levantamento de Necessidade

•   Avaliação de desempenho.
•   Observação.
•   Questionários.
•   Solicitação de gestores.
•   Entrevistas com gestores.
•   Reuniões interdepartamentais.
•   Modificações no trabalho.
•   Entrevista de saída.
•   Análise de atividades.
•   Relatórios periódicos.
Indicadores de necessidades de treinamento

•   Expansão da empresa,
•   Redução do número de colaboradores,
•   Mudanças de métodos e processos,
•   Faltas, licenças e férias,
•   Modernização dos equipamentos,
•   Produção e comercialização de novos produtos e serviços,
•   Qualidade inadequada da produção,
•   Tempo de aprendizagem e integração ao cargo muito prolongados e
•   Clima organizacional.
Programação do treinamento

•   O que deve ser ensinado?
•   Quem deve aprender?
•   Quando deve ser ensinado?
•   Onde deve ser ensinado?
•   Como se deve ensinar?
•   Quem deve ensinar?
Planejamento do Treinamento

•   Definição clara do objetivo do treinamento.
•   Divisão do trabalho a ser desenvolvido em módulos ou ciclos.
•   Determinação do conteúdo do treinamento.
•   Escolha dos métodos de treinamento e a tecnologia disponível.
•   Definição dos recursos necessários para a implementação do treinamento.
•   Definição da população-alvo: número, disponibilidade de tempo, grau de conhecimentos,
    habilidades e atitudes e características pessoais do treinamento.
•   Local do treinamento.
•   Periodicidade do treinamento.
•   Cálculo da relação custo-benefício do programa.
•   Controle e avaliação dos resultados
     “O planejamento do treinamento é decorrência do diagnóstico das
                              necessidades”
• Tecnologia Educacional do Treinamento
Métodos
                                           de
                                      treinamento




                                        Métodos                      Treinamento
Rodízio de           Demonstrações,                                                Enriquecimento
             Coach     Exemplos
                                          De         Simulação        em tarefas
                                                                                      do cargo
 cargos                                 Classe




                        Estudo          Leitura e
                                                    Dramatização     Exposição
             Jogos        de           Discussão
                                                    (role-playing)   Dialogada
                         casos         em grupos
Abstratos


        Exposição
         Verbal


    Quadro-Negro e giz


    Projeções sonoras
         (filmes)

     Projeções fixas
         (slide)

Recursos visuais impressos



       Experiência


Dramatização (Role-playng)


      Demonstração


           Concretos
Como aprendemos
  1% através do gosto
  1,5 % através do tato
  3,5 % através do olfato
  11 % através da audição
  83 % através da visão

  Porcentagens dos dados retidos pelos estudantes


   10 % do que lêem
   20 % do que escutam
   30 % do que vêem
   50 % do que vêem e escutam
   70 % do que dizem e discutem
   90 % do que dizem e logo realizam

  Método de ensino                         Dados retidos depois de 3h   Dados retidos depois de 3 dias



Somente oral                                        70 %                 10 %



Somente visual                                      72 %                 20 %



Oral e visual simultaneamente                       85 %                 65 %
Discussão em Grupo
• Ler o texto EDEA – Etapas para Ensino do
  Adulto (até o tópico controle – inclusive) e
  desenvolver um plano de valorização e
  preparação de instrutores internos e externos.
Execução do Treinamento
                   a execução depende dos seguintes fatores:


•   Adequação do programa de treinamento às necessidades da organização.
•   A qualidade do material de treinamento apresentado.
•   A cooperação dos gestores da empresa.
•   A qualidade preparo dos instrutores.
•   A qualidade dos treinandos.
Avaliação dos resultados do treinamento

• O programa de treinamento deve ter uma avaliação de sua
  eficiência.
Avaliação dos resultados do treinamento

• Níveis de avaliação
   – Verificar se o treinamento produziu as modificações desejadas no
     comportamento dos colaboradores.
   – Verificar se os resultados do treinamento apresentam relação com o
     alcance das metas da empresa.
Níveis de Avaliação

• Nível organizacional
   – Aumento da eficácia organizacional.
   – Melhoria da imagem da empresa.
   – Melhoria do clima organizacional.
   – Melhor relacionamento empresa e colaboradores.
   – Facilidade nas mudanças e inovação.
   – Aumento da eficiência.
Níveis de Avaliação

• Nível dos recursos humanos
   –   Redução da rotatividade
   –   Redução do absenteísmo
   –   Aumento da eficiência individual dos colaboradores
   –   Aumento das habilidades das pessoas
   –   Elevação dos conhecimentos das pessoas
   –   Mudanças de atitudes e de comportamentos
Níveis de Avaliação

• Nível das atividades
    –   Aumento da produtividade
    –   Melhoria da qualidade dos produtos e serviços
    –   Redução no fluxo de produção
    –   Melhor atendimento do cliente
    –   Redução do índice de manutenção
Tipos de Avaliação

•   Reação
•   Aprendizagem
•   Aplicação
•   Organização
Discussão em grupo
• Com base no documento que apresenta vários tipos de
  avaliação, desenvolva um instrumento de avaliação para um
  curso de pós – graduação em gestão de pessoas in company.
  O sistema de avaliação deverá compreender tipos de reação,
  aprendizagem, aplicação e organização.
  O curso está sendo realizado especificamente para uma
  empresa e tem como público-alvo gerentes e diretores.
Compromisso com a geração e
 valorização do conhecimento
         Lançada em 2007 no Brasil, a EYU representa o
         amadurecimento de ações de treinamento que há muito
         eram realizadas na EYT com seriedade e eficiência.



         A missão da EYU - Ernst & Young University é apoiar a
         empresa na geração de talentos aptos ao exercício de suas
         atividades profissionais e à gestão e continuidade dos
         negócios, por meio de um processo de aprendizado
         contínuo de forma a transformar os profissionais de hoje
         em líderes de amanhã.
Ernst & Young – Quem somos

        Número de profissionais no Brasil
        4.100 colaboradores

        Número de profissionais no mundo
        144.000

        Localização
        São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP),
                     Belo Horizonte (MG),
        Porto Alegre (RS), Curitiba (PR),
        Blumenau (SC), Brasilia (DF),
        Goiânia (GO), Recife (PE), Fortaleza
        (CE) e Salvador (BA).
EYU – Quem somos
    Instalações
    Centros de Capacitação em SP e RJ: 15 salas de treinamento equipadas com
    tecnologia de ponta (capacidade para 600 participantes) espaço para coffee
    break; sala de apoio para participantes e biblioteca.

    Programa de Qualidade
    A EYU dispõe de um Centro de Atividades voltado exclusivamente para
    qualidade. Esse centro acompanha o desenvolvimento de cada treinamento,
    por meio de construção e revisão de materiais, reuniões pedagógicas com
    coordenadores e instrutores, elaboração de estratégias e
    ensino/aprendizagem, coach e formação de instrutores e também avaliação
    dos programas de treinamento.

    Indicadores 2010
    Média de horas por colaborador: 103/ano
    Investimento: 5% sobre o faturamento
    Número de instrutores: 403


            Ano                  2010              2007 a 2010
        Treinamentos              324                 1.019
        Participantes            8.829                26.045
Direcionadores estratégicos
         ►   Aperfeiçoamento dos serviços da EYU
         ►   Aprimoramento do plano de qualidade em treinamentos.
         ►   Especialização das ações de desenvolvimento baseada em
             escolas de aprendizagem
         ►   Estruturação do Modelo de Educação EYU
Escolas de aprendizagem por
                         unidade de negócio
                                                               EYU




                                                                                                                          Transações Corporativas
                                                               Serviços Compartilhados




                                                                                                                                                    Assessoria em Impostos
                                                                                         Consultoria Financeira
Academia de Sócios



                          Auditoria Interna



                                                   Auditoria




                                              Competências Básicas do Ambiente de Negócios

                     ►   Conhecimento Técnico                                                         ►           Gestão e Pessoas
                     ►   Liderança                                                                    ►           Negócios e Estratégias
                     ►   Ética e Responsabilidade Social                                              ►           Relacionamento Pessoal
Modelo de educação EYU

                     Q
                     U
                     A
                     L
                     I
                     T    •   Coaching
•   Treinamentos
                     Y
    presenciais
                          •   Social Learning
•   Treinamento a
    distância             •   Experience

•   Graduação
                    EYU   •   Mobilidade

•   Educação              •   Job Rotation
    continuada
                    P     •   Autodesenvol-
•   Idiomas         R         vimento
                    O
                    G
                    R
                    A
                    M
Programa de desenvolvimento
         de líderes
       Foco em formação de líderes capazes de gerir e valorizar
       pessoas, formar sucessores e aperfeiçoar o relacionamento
       com os clientes e mercado. Dimensões trabalhadas: Habilidades
       Gerenciais, Liderança de Líderes e Mercado. Neste programa
       os líderes são capacitados por instituições como Harvard
       University e Kellogg School of Management . O programa tem
       duração de 120 horas de desenvolvimento em três anos.

               “A EYU faz parte da estratégia global da Ernst & Young
               Terco. Em conformidade com a nossa diretriz “Qualidade
               em tudo o que fazemos”, nossos profissionais devem ser
               altamente capacitados para lidar com a velocidade das
               mudanças e a complexidade dos negócios. O crescimento
               da EY está diretamente ligado ao desempenho
               diferenciado de profissionais comprometidos com os
               nossos valores e a formação de novos líderes. Estas são as
               principais metas da EYU.”

               Luiz Guilherme Frazão
               Chief Operating Officer Brasil
Estrutura e duração do programa
                     de desenvolvimento de líderes


Módulo Interno
                      Programa de        Programa de
                                                            Business      Módulos
  Políticas e       Desenvolvimento   Desenvolvimento de
  Estratégias                         Líderes e Gerentes     Game      Internacionais e
                      De Gestores     Seniores Executivos
Américas e Brasil                                                          Pós MBA
“Blended Learning” -
Diversificação de formas de
        treinamento
      O pilar treinamento

      O pilar experiência (work based learning)

      O pilar aconselhamento
“Blended Learning” -
Diversificação de formas de
        treinamento
       Treinamentos Técnicos
       Envolvem módulos específicos das práticas de Auditoria, Impostos, Gestão
       de Riscos e Transações Corporativas, voltados para formar e manter os
       nossos profissionais atualizados e preparados para as necessidades dos
       clientes.

       Management Skills
       Com o objetivo de ajudar nossos colaboradores a desenvolver suas habilidades
       interpessoais e de gestão, os treinamentos envolvem temas como comunicação
       empresarial, negociação, gestão de projetos , liderança, Qualidade de Vida,
       Etiqueta Corporativa entre outros.

       Eletivos
       Reúnem disciplinas facultativas com temas de atualização constante
       abertas a todos os profissionais da empresa como Finanças Pessoais,
       Matemática Financeira, Tecnologia e Redação Empresarial.

       Online
       O sistema de educação virtual da EYU (LMS) dispõe de mais de 500 títulos
       que os profissionais podem acessar a qualquer momento. Por meio desta
       ferramenta é possível também ao profissional fazer a gestão de toda a sua
       atividade de desenvolvimento na EYT.
Sistema de Avaliação da Ernst
      Young University
       A avaliação do retorno sobre o investimento da Ernst & Young University é
       baseada em indicadores. Estes índices são semestralmente compilados e
       discutidos em reunião com o Comitê de Educação e Comitê Executivo da
       EYT. A partir destes dados são formuladas e ajustadas as estratégias e
       objetivos da EYU.


       Indicadores organizacionais
       Indicadores de reação
       Indicadores de aprendizagem
       Indicadores de aplicação
       Índice de percepção do benefício agregado
       Índice de satisfação do cliente
Multiplicadores de educação
      A EYU dispõe de 2 grandes programas de formação de multiplicadores da
      educação. Estes programas já formaram mais de 300 profissionais no Brasil.


      Programa de Capacitação de Instrutores



      Programa de Formação de Monitores
Programa de incentivo à
       inovação
    Por meio do Programa de Certificação, os profissionais da
    Ernst Young Terco podem desenvolver um novo produto, idéia,
    metodologia ou processo; defender um tema complexo ou
    controverso ou ainda elaborar um artigo ou entrevista com foco
    na área de atuação. Estes trabalhos são avaliados por líderes da
    prática e EYU gerando reconhecimento interno e aplicação dos
    estudos realizados.
Integração de Parceiros
                                    Educacionais
                                   Programa de Benefícios de Educação

                                   Atualmente a EYU faz a gestão de bolsas de estudo, por meio de
                                   parcerias com instituições de ensino em todo o país.

                                   Além disso, temos também programas “in company”:
                                   MBA : gerido pelo Ibmec, tem uma abordagem voltada para
                                   gestão de negócios, passando por diversas perspectivas:
                                   financeira, ambiente de negócios, sociedade e ser humano.

                                   Aprimoramento de Idiomas: gerido pela Teaching, Corporate
                                   English, trabalha com inglês aplicado ao business fazendo da
                                   gramática um instrumento e não uma finalidade para o
FERNANDO DA MATA
                                   desenvolvimento da compreensão e produção oral e escrita.
desenvolvimento e mpresarial
EYU: responsabilidade social
                          Iniciado em 2009, o Programa de Capacitação em
                          Português e Inglês Instrumental para Surdos
                          vem reafirmar o compromisso da EYU com a formação
                          de pessoas.



       Este projeto, desenvolvido e aplicado por especialistas em educação de
       surdos, e inteiramente custeado pela EY, visa o desenvolvimento de
       habilidades de comunicação escrita em dois idiomas.

       Além deste objetivo, nossa meta é desenvolver junto a estes alunos as
       competências necessárias para a inserção no mercado de trabalho.

       Contamos com uma equipe de profissionais da Ernst Young Terco,
       formados em LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) pela EYU, que
       atuam, além das aulas semanais, como tutores voluntários nos diversos
       projetos que envolvem o desenvolvimento dos alunos: visitas a empresas,
       inserções culturais, palestras de temas comportamentais, trabalhos em
       grupo, programas de imersão entre muitos outros.

       O programa com duração de 03 anos (total de 500 horas previstas) hoje
       conta com 19 alunos, que estão tendo a oportunidade da construção das
       competências necessárias para um futuro profissional muito mais
       promissor.
Ernst Young University




                        EYU




Competências Técnicas         Gestão e Comportamento
  Profissionais                      Líderes
Discussão em grupo

• Leia texto EDEA e dentro do tópico
  “Características para um aprendizado eficaz”,
  faça uma nova proposição para a melhoria do
  aprendizado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Clima e cultura organizacional
Clima e cultura organizacionalClima e cultura organizacional
Clima e cultura organizacionalDenise Selegato
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administraçãoalemartins10
 
Treinamento para líderes
Treinamento para líderesTreinamento para líderes
Treinamento para líderesMariana Correa
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasRicardo Silva Coqueiro
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipeMATARANGAS
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e MotivaçãoVania Cardoso
 
Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalhoQualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalhoniedsonsantana
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Sonia Rodrigues
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaLudmila Moura
 

Mais procurados (20)

Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4
 
Aula cargos e salários
Aula cargos e saláriosAula cargos e salários
Aula cargos e salários
 
Clima Organizacional
Clima OrganizacionalClima Organizacional
Clima Organizacional
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Clima e cultura organizacional
Clima e cultura organizacionalClima e cultura organizacional
Clima e cultura organizacional
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Remuneração Variável
Remuneração VariávelRemuneração Variável
Remuneração Variável
 
Treinamento Liderança - Embali
Treinamento Liderança - EmbaliTreinamento Liderança - Embali
Treinamento Liderança - Embali
 
Treinamento para líderes
Treinamento para líderesTreinamento para líderes
Treinamento para líderes
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Marketing Pessoal
Marketing PessoalMarketing Pessoal
Marketing Pessoal
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalhoQualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalho
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de Liderança
 

Destaque

Treinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHTreinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHRose Oliveira
 
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de TreinamentoDesenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de TreinamentoKenneth Corrêa
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoVanderlei Moraes
 
Treinamento+desenvolvimento
Treinamento+desenvolvimentoTreinamento+desenvolvimento
Treinamento+desenvolvimentoWallace Silva
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoJohn Silva
 
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas - Aula 1 Momento 1
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas -  Aula 1 Momento 1Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas -  Aula 1 Momento 1
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas - Aula 1 Momento 1alfamacursos
 
Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]09108303
 
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de PessoasProcessos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de PessoasCarlo Pires
 
Desenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoasDesenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoasYanara Valente
 
Treinamento apresentação
Treinamento apresentaçãoTreinamento apresentação
Treinamento apresentaçãoCelso Crivelaro
 
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...Karinie Figueiredo
 
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa pública
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa públicaA importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa pública
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa públicaRhavenna Bezerra
 
Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoDescrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoTemplum Consultoria Online
 
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenha
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenhaBases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenha
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenhaWalner Mamede
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoIvonei Hilgemberg
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOALTREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOALJessica Ferreira
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialAna Couto
 
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocaba
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em SorocabaTCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocaba
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocabamariliamartin
 

Destaque (20)

Treinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RHTreinamento & desenvolvimento...de RH
Treinamento & desenvolvimento...de RH
 
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de TreinamentoDesenvolvendo um Plano de Treinamento
Desenvolvendo um Plano de Treinamento
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Treinamento+desenvolvimento
Treinamento+desenvolvimentoTreinamento+desenvolvimento
Treinamento+desenvolvimento
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimento
 
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas - Aula 1 Momento 1
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas -  Aula 1 Momento 1Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas -  Aula 1 Momento 1
Técnicas para Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas - Aula 1 Momento 1
 
Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]Desenvolver pessoas[1]
Desenvolver pessoas[1]
 
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de PessoasProcessos de Desenvolvimento de Pessoas
Processos de Desenvolvimento de Pessoas
 
Treinamento Organizacional
Treinamento OrganizacionalTreinamento Organizacional
Treinamento Organizacional
 
Desenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoasDesenvolvimento de pessoas
Desenvolvimento de pessoas
 
Treinamento apresentação
Treinamento apresentaçãoTreinamento apresentação
Treinamento apresentação
 
Indicadores da gestão de treinamento e desenvolvimento
Indicadores da gestão de treinamento e desenvolvimentoIndicadores da gestão de treinamento e desenvolvimento
Indicadores da gestão de treinamento e desenvolvimento
 
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...
A importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas na reestruturação d...
 
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa pública
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa públicaA importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa pública
A importância do treinamento e desenvolvimento em uma empresa pública
 
Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoDescrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
 
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenha
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenhaBases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenha
Bases conceituais em treinamento, desenvolvimento e educação resenha
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimento
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOALTREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
 
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocaba
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em SorocabaTCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocaba
TCC - Treinamento e Desenvolvimento Profissional em Hotéis de Rede em Sorocaba
 

Semelhante a Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas

Prognosis Institucional Educacional 2013
Prognosis Institucional Educacional 2013Prognosis Institucional Educacional 2013
Prognosis Institucional Educacional 2013Adriano Batista
 
Treinamento transparências
Treinamento transparênciasTreinamento transparências
Treinamento transparênciasCíntia Lopes
 
Institucional Prognosis Organizational
Institucional Prognosis OrganizationalInstitucional Prognosis Organizational
Institucional Prognosis OrganizationalAdriano Batista
 
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptx
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptxTRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptx
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptxcarolcambraia1
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERA
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERATREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERA
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERAcarolcambraia1
 
Programa Executive Coaching
Programa Executive CoachingPrograma Executive Coaching
Programa Executive Coachingaction_coach
 
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MG
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MGPalestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MG
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MGMktJr
 
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...Felipe Guedes Pinheiro
 
Formação de Multiplicadores de Treinamento
Formação de Multiplicadores de TreinamentoFormação de Multiplicadores de Treinamento
Formação de Multiplicadores de TreinamentoJaqueline C. Mikulski
 
PeopleValue (pt)
PeopleValue (pt)PeopleValue (pt)
PeopleValue (pt)JNFB
 
PeopleValue_Apresentação
PeopleValue_ApresentaçãoPeopleValue_Apresentação
PeopleValue_ApresentaçãoJNFB
 
Plano de cargos e salários
Plano de cargos e saláriosPlano de cargos e salários
Plano de cargos e saláriosmatucci
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoalValéria Braga
 
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.RandesAprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.RandesProf. Randes Enes, M.Sc.
 
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosSubsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosUniversidade Pedagogica
 

Semelhante a Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas (20)

Prognosis Institucional Educacional 2013
Prognosis Institucional Educacional 2013Prognosis Institucional Educacional 2013
Prognosis Institucional Educacional 2013
 
Treinamento transparências
Treinamento transparênciasTreinamento transparências
Treinamento transparências
 
Institucional Prognosis Organizational
Institucional Prognosis OrganizationalInstitucional Prognosis Organizational
Institucional Prognosis Organizational
 
Gp aula-12
Gp aula-12Gp aula-12
Gp aula-12
 
Treinamento
TreinamentoTreinamento
Treinamento
 
1.curso treinamento
1.curso treinamento1.curso treinamento
1.curso treinamento
 
Assessoria Empresarial
Assessoria EmpresarialAssessoria Empresarial
Assessoria Empresarial
 
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptx
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptxTRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptx
TRABALHO GRUPO ANHANGUERA LUIS HEIDT.pptx
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERA
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERATREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERA
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ANHANGUERA
 
Programa Executive Coaching
Programa Executive CoachingPrograma Executive Coaching
Programa Executive Coaching
 
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MG
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MGPalestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MG
Palestra aplicando qualidade gestão do seu negócio - mateu melo - SEBRAE MG
 
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...
2103 sebraemg-palestraaplicandoqualidadegestodoseunegcio-mateumelo-1012201909...
 
Formação de Multiplicadores de Treinamento
Formação de Multiplicadores de TreinamentoFormação de Multiplicadores de Treinamento
Formação de Multiplicadores de Treinamento
 
PeopleValue (pt)
PeopleValue (pt)PeopleValue (pt)
PeopleValue (pt)
 
PeopleValue_Apresentação
PeopleValue_ApresentaçãoPeopleValue_Apresentação
PeopleValue_Apresentação
 
Apresentacao Acao Consultoria E Treinamento Linkedin
Apresentacao   Acao Consultoria E Treinamento   LinkedinApresentacao   Acao Consultoria E Treinamento   Linkedin
Apresentacao Acao Consultoria E Treinamento Linkedin
 
Plano de cargos e salários
Plano de cargos e saláriosPlano de cargos e salários
Plano de cargos e salários
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
 
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.RandesAprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
 
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosSubsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
 

Mais de Sustentare Escola de Negócios

Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014Sustentare Escola de Negócios
 
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)Sustentare Escola de Negócios
 
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliSustentare Escola de Negócios
 
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...Sustentare Escola de Negócios
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoSustentare Escola de Negócios
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelSustentare Escola de Negócios
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelSustentare Escola de Negócios
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014ASustentare Escola de Negócios
 

Mais de Sustentare Escola de Negócios (20)

Tutorial SER 2014
Tutorial SER 2014Tutorial SER 2014
Tutorial SER 2014
 
Jogos empresariais
Jogos empresariaisJogos empresariais
Jogos empresariais
 
Case Capacitação Schulz
Case Capacitação SchulzCase Capacitação Schulz
Case Capacitação Schulz
 
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014ASlides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
 
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
 
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
 
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
 
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
 
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber PuchaskiDesign Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
 
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru YanazeGestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
 
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André PaesEconomia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
 
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 APrograma de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
 
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
 
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014APrograma de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
 
Programa de Equalização em Gestão - 2014A
Programa de Equalização em Gestão - 2014APrograma de Equalização em Gestão - 2014A
Programa de Equalização em Gestão - 2014A
 
Workshop 2014 slides
Workshop 2014   slidesWorkshop 2014   slides
Workshop 2014 slides
 

Último

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 

Último (20)

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 

Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas

  • 1. Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu e MBA Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas Prof. Armando Lourenzo Outubro, 2011 Prof. Armando Lourenzo Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas
  • 2. Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas Prof. Armando Lourenzo Joinville – SC Outubro de 2011 Prof. Armando Lourenzo Educação, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas
  • 3. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal • Prof. Armando Lourenzo
  • 4. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal • Objetivos – Compreender o funcionamento da área de treinamento. – Compreender o funcionamento de uma universidade corporativa.
  • 5. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal • Tópicos abordados: – Conceitos de treinamento. – Levantamento de necessidades. – Planejamento de treinamento. – Execução do treinamento. – Avaliação dos resultados. – Educação e universidade corporativa. – Pedagogia em treinamento.
  • 6. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal • Metodologia – Exposições dialogadas. – Análise de texto. – Discussões em grupo. – Estudo de caso.
  • 7. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal • Formas de avaliação: – Exercícios em sala. – Trabalho final: aplicação da disciplina em um caso prático.
  • 8. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal Chiavenato I. Recursos Humanos. SP: Atlas, 2002. Lourenzo, A Estudo de caso da Ernst Young, 2006. Eboli, M. Educação corporativa. SP: Editora Gente, 2001. Militão, R. e Militão A Jogos, dinâmicas e vivências grupais. RJ: Qualitymark, 2002. Militão, R. e Militão A Histórias e fábulas aplicadas a treinamento. RJ: Qualitymark, 2003. Andrade, J et all. Treinamento, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho. RS: Bookman, 2006. Carvalho, A V. e Nascimento, L.P. Recursos Humanos. SP: Pioneira, 1993. Milkovich, G.T. e Boudreau, J.W. Administração de recursos humanos. SP: Atlas, 2000.
  • 9. Estratégias de Treinamento e Desenvolvimento Pessoal Armando Lourenzo. Doutor em admnistração pela FEA/USP. Mestre em Recursos Humanos pela FEA/USP. Administrador pela FMU. Professor do MBA em Gestão Empresarial na FIA/USP e PUC; e pós-graduação do INPG. Diretor de treinamento e da Universidade Corporativa da Ernst Young. Autor do livro Empresa Familiar: um sonho realizado, Saraiva 2007 e de diversos artigos na área de negócios. Pesquisador no tema de educação corporativa.
  • 10. • Tendências em Gestão.
  • 11. Trabalho em Grupo • Indique as principais tendências de gestão empresarial para os próximos 12 anos. Brasil 2020.
  • 12. Revoluções Comparadas • Industrial • Digital – Trabalho – Trabalho qualificado, desqualificado, polivalente, equipes repetitivo, multifuncionais e trabalhador remuneração por descartável e pago resultados. por tempo. – Produção em massa, – Produção flexível, produtos produtos padronizados, personalizados, nichos mercados de massa e e ênfase nos serviços. ênfase na indústria.
  • 13. Revoluções Comparadas • Industrial • Digital – Verticalização – Horizontalização – Empresas voltadas – Empresas voltadas para dentro para fora – Centralização – Gestão participativa – As grandes empresas – As empresas velozes devoram as pequenas devoram as lerdas – Organizações – Organizações virtuais localizadas
  • 14. Revoluções Comparadas • Industrial • Digital – Uso de recursos – Uso da ciência e naturais e de trabalho tecnologia, e de físico trabalho mental – Empresa quartel – Empresa escola – Protecionismo – Competitividade – Cartéis – Alianças
  • 15. Conceitos de Treinamento • É o processo educacional de curto prazo aplicado de maneira sistemática e organizada, através do qual as pessoas aprendem conhecimentos, atitudes e habilidades em função de objetivos definidos. O treinamento envolve a transmissão de conhecimentos ao trabalho, atitudes frente a aspectos da organização, da tarefa e do ambiente e desenvolvimento de habilidades. Chiavenato, I,
  • 16. Modificações no Melhor execução Treinamento Aprendizagem comportamento do das tarefas treinando Somatório de Atitudes conhecimentos Habilidades Hábitos
  • 17. Objetivos do treinamento • Preparar o pessoal para execução diária das atividades. • Proporcionar oportunidades para o contínuo desenvolvimento pessoal. • Mudar as atitudes.
  • 18. • Ciclo de Treinamento
  • 19. Decisão quanto à Implementação ou Avaliação e Diagnóstico da situação estratégia Ação controle Levantamento Programação Execução Avaliação dos de necessidades de treinamento Do Resultados do de treinamento treinamento treinamento •Alcance dos objetivos da •Aplicação dos programas organização •Quem treinar •Acompanhamento pela assessoria, pela linha •Determinação de requisitos •Como treinar ou combinadamente por •Verificação ou básicos da força de trabalho ambos medição •Em que •Resultados da avaliação treinar •Comparação da desempenho situação atual com a •Onde treinar situação anterior •Análise do problema de •Quando produção (a priori ou a posteriori) treinar •Análise de problemas de pessoal •Quanto treinar •Análise de relatórios e outros •Quem treinar dados Retroação Retroação Resultados Satisfatórios Resultados Insatisfatórios
  • 20. Trabalho em Grupo • Quais são os principais meios de levantamentos de necessidades de treinamento? Escolha dois e mencione as vantagens e desvantagens de cada um dos meios apontados.
  • 21. Meios de Levantamento de Necessidade • Avaliação de desempenho. • Observação. • Questionários. • Solicitação de gestores. • Entrevistas com gestores. • Reuniões interdepartamentais. • Modificações no trabalho. • Entrevista de saída. • Análise de atividades. • Relatórios periódicos.
  • 22. Indicadores de necessidades de treinamento • Expansão da empresa, • Redução do número de colaboradores, • Mudanças de métodos e processos, • Faltas, licenças e férias, • Modernização dos equipamentos, • Produção e comercialização de novos produtos e serviços, • Qualidade inadequada da produção, • Tempo de aprendizagem e integração ao cargo muito prolongados e • Clima organizacional.
  • 23. Programação do treinamento • O que deve ser ensinado? • Quem deve aprender? • Quando deve ser ensinado? • Onde deve ser ensinado? • Como se deve ensinar? • Quem deve ensinar?
  • 24. Planejamento do Treinamento • Definição clara do objetivo do treinamento. • Divisão do trabalho a ser desenvolvido em módulos ou ciclos. • Determinação do conteúdo do treinamento. • Escolha dos métodos de treinamento e a tecnologia disponível. • Definição dos recursos necessários para a implementação do treinamento. • Definição da população-alvo: número, disponibilidade de tempo, grau de conhecimentos, habilidades e atitudes e características pessoais do treinamento. • Local do treinamento. • Periodicidade do treinamento. • Cálculo da relação custo-benefício do programa. • Controle e avaliação dos resultados “O planejamento do treinamento é decorrência do diagnóstico das necessidades”
  • 25. • Tecnologia Educacional do Treinamento
  • 26. Métodos de treinamento Métodos Treinamento Rodízio de Demonstrações, Enriquecimento Coach Exemplos De Simulação em tarefas do cargo cargos Classe Estudo Leitura e Dramatização Exposição Jogos de Discussão (role-playing) Dialogada casos em grupos
  • 27. Abstratos Exposição Verbal Quadro-Negro e giz Projeções sonoras (filmes) Projeções fixas (slide) Recursos visuais impressos Experiência Dramatização (Role-playng) Demonstração Concretos
  • 28. Como aprendemos 1% através do gosto 1,5 % através do tato 3,5 % através do olfato 11 % através da audição 83 % através da visão Porcentagens dos dados retidos pelos estudantes 10 % do que lêem 20 % do que escutam 30 % do que vêem 50 % do que vêem e escutam 70 % do que dizem e discutem 90 % do que dizem e logo realizam Método de ensino Dados retidos depois de 3h Dados retidos depois de 3 dias Somente oral 70 % 10 % Somente visual 72 % 20 % Oral e visual simultaneamente 85 % 65 %
  • 29. Discussão em Grupo • Ler o texto EDEA – Etapas para Ensino do Adulto (até o tópico controle – inclusive) e desenvolver um plano de valorização e preparação de instrutores internos e externos.
  • 30. Execução do Treinamento a execução depende dos seguintes fatores: • Adequação do programa de treinamento às necessidades da organização. • A qualidade do material de treinamento apresentado. • A cooperação dos gestores da empresa. • A qualidade preparo dos instrutores. • A qualidade dos treinandos.
  • 31. Avaliação dos resultados do treinamento • O programa de treinamento deve ter uma avaliação de sua eficiência.
  • 32. Avaliação dos resultados do treinamento • Níveis de avaliação – Verificar se o treinamento produziu as modificações desejadas no comportamento dos colaboradores. – Verificar se os resultados do treinamento apresentam relação com o alcance das metas da empresa.
  • 33. Níveis de Avaliação • Nível organizacional – Aumento da eficácia organizacional. – Melhoria da imagem da empresa. – Melhoria do clima organizacional. – Melhor relacionamento empresa e colaboradores. – Facilidade nas mudanças e inovação. – Aumento da eficiência.
  • 34. Níveis de Avaliação • Nível dos recursos humanos – Redução da rotatividade – Redução do absenteísmo – Aumento da eficiência individual dos colaboradores – Aumento das habilidades das pessoas – Elevação dos conhecimentos das pessoas – Mudanças de atitudes e de comportamentos
  • 35. Níveis de Avaliação • Nível das atividades – Aumento da produtividade – Melhoria da qualidade dos produtos e serviços – Redução no fluxo de produção – Melhor atendimento do cliente – Redução do índice de manutenção
  • 36. Tipos de Avaliação • Reação • Aprendizagem • Aplicação • Organização
  • 37. Discussão em grupo • Com base no documento que apresenta vários tipos de avaliação, desenvolva um instrumento de avaliação para um curso de pós – graduação em gestão de pessoas in company. O sistema de avaliação deverá compreender tipos de reação, aprendizagem, aplicação e organização. O curso está sendo realizado especificamente para uma empresa e tem como público-alvo gerentes e diretores.
  • 38. Compromisso com a geração e valorização do conhecimento Lançada em 2007 no Brasil, a EYU representa o amadurecimento de ações de treinamento que há muito eram realizadas na EYT com seriedade e eficiência. A missão da EYU - Ernst & Young University é apoiar a empresa na geração de talentos aptos ao exercício de suas atividades profissionais e à gestão e continuidade dos negócios, por meio de um processo de aprendizado contínuo de forma a transformar os profissionais de hoje em líderes de amanhã.
  • 39. Ernst & Young – Quem somos Número de profissionais no Brasil 4.100 colaboradores Número de profissionais no mundo 144.000 Localização São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Blumenau (SC), Brasilia (DF), Goiânia (GO), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Salvador (BA).
  • 40. EYU – Quem somos Instalações Centros de Capacitação em SP e RJ: 15 salas de treinamento equipadas com tecnologia de ponta (capacidade para 600 participantes) espaço para coffee break; sala de apoio para participantes e biblioteca. Programa de Qualidade A EYU dispõe de um Centro de Atividades voltado exclusivamente para qualidade. Esse centro acompanha o desenvolvimento de cada treinamento, por meio de construção e revisão de materiais, reuniões pedagógicas com coordenadores e instrutores, elaboração de estratégias e ensino/aprendizagem, coach e formação de instrutores e também avaliação dos programas de treinamento. Indicadores 2010 Média de horas por colaborador: 103/ano Investimento: 5% sobre o faturamento Número de instrutores: 403 Ano 2010 2007 a 2010 Treinamentos 324 1.019 Participantes 8.829 26.045
  • 41. Direcionadores estratégicos ► Aperfeiçoamento dos serviços da EYU ► Aprimoramento do plano de qualidade em treinamentos. ► Especialização das ações de desenvolvimento baseada em escolas de aprendizagem ► Estruturação do Modelo de Educação EYU
  • 42. Escolas de aprendizagem por unidade de negócio EYU Transações Corporativas Serviços Compartilhados Assessoria em Impostos Consultoria Financeira Academia de Sócios Auditoria Interna Auditoria Competências Básicas do Ambiente de Negócios ► Conhecimento Técnico ► Gestão e Pessoas ► Liderança ► Negócios e Estratégias ► Ética e Responsabilidade Social ► Relacionamento Pessoal
  • 43. Modelo de educação EYU Q U A L I T • Coaching • Treinamentos Y presenciais • Social Learning • Treinamento a distância • Experience • Graduação EYU • Mobilidade • Educação • Job Rotation continuada P • Autodesenvol- • Idiomas R vimento O G R A M
  • 44. Programa de desenvolvimento de líderes Foco em formação de líderes capazes de gerir e valorizar pessoas, formar sucessores e aperfeiçoar o relacionamento com os clientes e mercado. Dimensões trabalhadas: Habilidades Gerenciais, Liderança de Líderes e Mercado. Neste programa os líderes são capacitados por instituições como Harvard University e Kellogg School of Management . O programa tem duração de 120 horas de desenvolvimento em três anos. “A EYU faz parte da estratégia global da Ernst & Young Terco. Em conformidade com a nossa diretriz “Qualidade em tudo o que fazemos”, nossos profissionais devem ser altamente capacitados para lidar com a velocidade das mudanças e a complexidade dos negócios. O crescimento da EY está diretamente ligado ao desempenho diferenciado de profissionais comprometidos com os nossos valores e a formação de novos líderes. Estas são as principais metas da EYU.” Luiz Guilherme Frazão Chief Operating Officer Brasil
  • 45. Estrutura e duração do programa de desenvolvimento de líderes Módulo Interno Programa de Programa de Business Módulos Políticas e Desenvolvimento Desenvolvimento de Estratégias Líderes e Gerentes Game Internacionais e De Gestores Seniores Executivos Américas e Brasil Pós MBA
  • 46. “Blended Learning” - Diversificação de formas de treinamento O pilar treinamento O pilar experiência (work based learning) O pilar aconselhamento
  • 47. “Blended Learning” - Diversificação de formas de treinamento Treinamentos Técnicos Envolvem módulos específicos das práticas de Auditoria, Impostos, Gestão de Riscos e Transações Corporativas, voltados para formar e manter os nossos profissionais atualizados e preparados para as necessidades dos clientes. Management Skills Com o objetivo de ajudar nossos colaboradores a desenvolver suas habilidades interpessoais e de gestão, os treinamentos envolvem temas como comunicação empresarial, negociação, gestão de projetos , liderança, Qualidade de Vida, Etiqueta Corporativa entre outros. Eletivos Reúnem disciplinas facultativas com temas de atualização constante abertas a todos os profissionais da empresa como Finanças Pessoais, Matemática Financeira, Tecnologia e Redação Empresarial. Online O sistema de educação virtual da EYU (LMS) dispõe de mais de 500 títulos que os profissionais podem acessar a qualquer momento. Por meio desta ferramenta é possível também ao profissional fazer a gestão de toda a sua atividade de desenvolvimento na EYT.
  • 48. Sistema de Avaliação da Ernst Young University A avaliação do retorno sobre o investimento da Ernst & Young University é baseada em indicadores. Estes índices são semestralmente compilados e discutidos em reunião com o Comitê de Educação e Comitê Executivo da EYT. A partir destes dados são formuladas e ajustadas as estratégias e objetivos da EYU. Indicadores organizacionais Indicadores de reação Indicadores de aprendizagem Indicadores de aplicação Índice de percepção do benefício agregado Índice de satisfação do cliente
  • 49. Multiplicadores de educação A EYU dispõe de 2 grandes programas de formação de multiplicadores da educação. Estes programas já formaram mais de 300 profissionais no Brasil. Programa de Capacitação de Instrutores Programa de Formação de Monitores
  • 50. Programa de incentivo à inovação Por meio do Programa de Certificação, os profissionais da Ernst Young Terco podem desenvolver um novo produto, idéia, metodologia ou processo; defender um tema complexo ou controverso ou ainda elaborar um artigo ou entrevista com foco na área de atuação. Estes trabalhos são avaliados por líderes da prática e EYU gerando reconhecimento interno e aplicação dos estudos realizados.
  • 51. Integração de Parceiros Educacionais Programa de Benefícios de Educação Atualmente a EYU faz a gestão de bolsas de estudo, por meio de parcerias com instituições de ensino em todo o país. Além disso, temos também programas “in company”: MBA : gerido pelo Ibmec, tem uma abordagem voltada para gestão de negócios, passando por diversas perspectivas: financeira, ambiente de negócios, sociedade e ser humano. Aprimoramento de Idiomas: gerido pela Teaching, Corporate English, trabalha com inglês aplicado ao business fazendo da gramática um instrumento e não uma finalidade para o FERNANDO DA MATA desenvolvimento da compreensão e produção oral e escrita. desenvolvimento e mpresarial
  • 52. EYU: responsabilidade social Iniciado em 2009, o Programa de Capacitação em Português e Inglês Instrumental para Surdos vem reafirmar o compromisso da EYU com a formação de pessoas. Este projeto, desenvolvido e aplicado por especialistas em educação de surdos, e inteiramente custeado pela EY, visa o desenvolvimento de habilidades de comunicação escrita em dois idiomas. Além deste objetivo, nossa meta é desenvolver junto a estes alunos as competências necessárias para a inserção no mercado de trabalho. Contamos com uma equipe de profissionais da Ernst Young Terco, formados em LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) pela EYU, que atuam, além das aulas semanais, como tutores voluntários nos diversos projetos que envolvem o desenvolvimento dos alunos: visitas a empresas, inserções culturais, palestras de temas comportamentais, trabalhos em grupo, programas de imersão entre muitos outros. O programa com duração de 03 anos (total de 500 horas previstas) hoje conta com 19 alunos, que estão tendo a oportunidade da construção das competências necessárias para um futuro profissional muito mais promissor.
  • 53. Ernst Young University EYU Competências Técnicas Gestão e Comportamento Profissionais Líderes
  • 54. Discussão em grupo • Leia texto EDEA e dentro do tópico “Características para um aprendizado eficaz”, faça uma nova proposição para a melhoria do aprendizado.