SlideShare uma empresa Scribd logo
Programa de Equalização
Gestão

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Nossa agenda:
•As organizações ao longo do tempo / Tipos de estrutura organizacional;
•Cultura Organizacional e seu impacto na gestão;
•Liderança nos novos tempos;
•Ferramentas de planejamento estratégico;
•Internacionalização de empresas e seu impacto no mercado mundial.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Forma de Avaliação:
•A avaliação acontecerá através de um trabalho. Este consiste em
responder as questões sobre o módulo, disponíveis na Plataforma SER
da Sustentare – Escola de Negócios.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Componentes de um Negócio de
Sucesso:

Produto
Aspectos Legais
Sistemas
Comunicação
Fluxo de Caixa

Missão

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Histórico – Como chegamos aqui?
Início da história da Administração:
a teoria administrativa tem um pouco mais de 100 anos – começou
depois da Rev. Industrial – final do século XVIII / início do séc. XIX;
mas..... podemos pensar nas pirâmides, nas atividades comerciais dos
sumérios (Oriente Médio) na Antigüidade (5.000 a.C.).

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Histórico – Como chegamos aqui?
Comunidades de Ofício – Guildas – século XVII:
•

Cada artesão produzia uma peça toda, ou seja, o trabalho não era
fragmentado;

•

Jovens (aprendizes) eram ensinados pelos mestres (artesãos);

•

Esta foi a primeira atividade de coaching / mentoring da história;

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Etapas da História da Administração:
Revolução
Industrial
Século XVIII

Industrialização
Clássica
1900 - 1950

© Professora Deise Cristina Engelmann

Industrialização
Neoclássica
1950 - 1989

Era do
Conhecimento
1990-1999

Era das
Conexões
A partir de
2000

Equalização: Gestão
Etapas
Revolução Industrial – século XVIII:
•Invenção da máquina a vapor: 1776 – James Watt;
•Homem passou a se adaptar à máquina;
•As comunidades de ofício (guildas) foram subsituídas pelas fábricas;
•Dono da máquina começou a ter um poder diferenciado (proletariado);
•Trabalho tornou-se fragmentado;
•Condições de trabalho eram difíceis: longas jornadas de trabalho, pouca
segurança, trabalho infantil, trabalho repetitivo, profissional era altamente
especializado (muitas vezes não conhecia todo o processo produtivo);

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Etapas
Características da Industrialização Clássica (1900 – 1950):
•Mundo era estático, previsível;
•Concorrentes estavam “perto”: não existia internet, as estradas e portos
eram insuficientes, não tinham boas condições;
•A estrutura organizacional acontecia em torno da máquina;
•Cargos eram bem definidos – tarefas simples e repetitivas (Taylor);
•Muitos níveis hierárquicos (Fayol – Unidade de Comando, Especialização,
Centralização, Hierarquia);
•Organizações deveriam ter tudo normatizado, descrito e previsto (Weber –
Organização Burocrática);
•Ênfase em pessoas - 1932 – Escola das Relações Humanas – considerada
ingênua.
© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Etapas
Características da Era do Conhecimento (1990-1999):
•Mundo em mudança intensa, globalização, Internet;
•Concorrentes podem estar em qualquer lugar do mundo;
•Redução drástica de níveis hierárquicos e de recursos: tempo, equipes,
dinheiro, etc.;
•Foram inventadas estruturas matriciais, departamentalização por produtos ou
unidades estratégicas;
•Pessoas começam a fazer grande diferença no negócio: pessoas passam a
ser vistas como seres humanos;
•Conceitos de competências, empregabilidade, capital intelectual, ativos
intangíveis foram criados.
•Características profissionais valorizadas: QE, QI, resiliência, autonomia.
© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Etapas
Características da Era das Conexões (a partir de 2000):
•Mundo de mudanças radicais (instabilidade);
•Concorrência global intensificada;
•O trabalho em redes passa a ser uma realidade nas organizações;
•Ao invés de empregabilidade, passamos a falar em trabalhabilidade. Ao invés
de buscar empregos, as carreiras passam a ser uma sucessão de trabalhos.
•Características profissionais valorizadas: QE, QI, resiliência, autonomia,
capacidade de estabelecer conexões bem-sucedidas (relações ganha-ganha).

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Exercício: Empresas no Mundo Atual
Preencha a tabela com características presentes nas empresas no mundo
atual. Marque um X na coluna que corresponda à época em que estas
características foram criadas pela Administração de Empresas (Revolução
Industrial, Industrialização Clássica, Era do Conhecimento, Era das
Conexões):
Característica das Empresas no
Mundo atual

© Professora Deise Cristina Engelmann

Revolução
Industrial

Industrialização
Clássica

Era do
Conhecimento

Era das
Conexões

Equalização: Gestão
Estruturas Organizacionais

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Estrutura Organizacional:
•A estrutura organizacional é a maneira pela qual as atividades da
organização são divididas, organizadas e coordenadas.
•Constitui a arquitetura ou formato organizacional que assegura a divisão e
coordenação das atividades dos membros da organização.
•As organizações tiveram, ao longo do tempo, suas estruturas
organizacionais sendo modificadas para atender as demandas do mundo
externo.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Estrutura Organizacional - Tipos:

Muitos níveis
hierárquicos

© Professora Deise Cristina Engelmann

Redução drástica de
níveis hierárquicos

Estruturas matriciais
(por projeto)

Equalização: Gestão
Estrutura Organizacional - Tipos:

B

Núcleo

D

C

Estruturas Alternativas: trabalharemos cada vez mais em redes

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Cultura Organizacional

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Cultura Organizacional:
•Cultura organizacional é o sistema de ações, valores e crenças compartilhado
que se desenvolve em uma organização e que orienta o comportamento de
seus membros. É a maneira costumeira de pensar e fazer na organização.
•Não existem duas organizações com culturas idênticas. A cultura
organizacional tem impacto direto no desempenho das pessoas e nos
resultados do negócio.
Hierárquica
Clube de Campo

Orientação
para tarefas

Orientação
para pessoas
Universidade
Igualitária
© Professora Deise Cristina Engelmann

Fortaleza

Time de Beisebol

Equalização: Gestão
Cultura Organizacional - Análise:
•Níveis de análise de uma cultura organizacional:

Cultura Observável => costumes, cerimônias e rituais

Valores Compartilhados => o que as pessoas daquela organização
realmente valorizam

Suposições comuns = > modelos mentais, forma de pensar,
generalizações (o cliente é, as pessoas são...)

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Exercício: Cultura Organizacional
Após assistir as cenas do filme “Chocolate”, preencha a planilha em anexo
com características das culturas presentes no filme. Marque um X na
coluna que corresponda à dimensão da cultura à qual pertence esta
característica (Cultura Observável, Valores Compartilhados, Suposições
Comuns):
Cultura da Moça e da Menina

© Professora Deise Cristina Engelmann

Cultura
Observável

Valores
Compartilhados

Suposições
Comuns

Equalização: Gestão
Exercício: Cultura Organizacional
Após assistir as cenas do filme “Chocolate”, preencha a planilha em anexo
com características das culturas presentes no filme. Marque um X na
coluna que corresponda à dimensão da cultura à qual pertence esta
característica (Cultura Observável, Valores Compartilhados, Suposições
Comuns):
Cultura da Cidade

© Professora Deise Cristina Engelmann

Cultura
Observável

Valores
Compartilhados

Suposições
Comuns

Equalização: Gestão
Liderança nos Novos Tempos

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Velhos Chefes X Novos Líderes:
CHEFE:

LÍDER POSITIVO:

•Se acha “o chefe”...

•Pensa como coach

•Toma todas as decisões (dita)

•Dá poder aos outros (escuta)

•Acredita somente em sua opinião

•Tem a mente aberta

•Mantém o poder através do controle

•Compartilha informações

•Dirige todos os colaboradores

•Ensina autoconfiança

•Exige muitas horas

•Exige resultados

•Foco nos problemas

•Foco nas forças

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Papéis da Liderança:
Estrategista – promover mudanças

Exemplo – colocar em

estratégicas e sistêmicas na
organização tendo como foco o futuro
desejado (visão de futuro).

prática o que prega,
servindo de modelo e de
inspiração.

Empreendedor – ser
capaz de executar os
planos estratégicos da
empresa (fazer acontecer).

Líder

Diplomata (Negociador) –
conciliar diferentes
interesses entre pessoas.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Educador – promover o
desenvolvimento das
pessoas (técnico e
comportamental).

Energizador – criar condições
para que as pessoas se sintam
motivadas com os desafios do
trabalho.

Equalização: Gestão
E os líderes são felizes no Brasil?

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Organizações – Hoje:
Betania Tanure (FDC) publicou pesquisa (Rev. Época Negócios – maio 2007)
que mostra:
•84% dos executivos estão infelizes no trabalho;
•40% das executivas não têm filhos;
•54% estão insatisfeitos com o tempo dedicado à vida pessoal;
•55% estão vivenciando uma mudança radical no trabalho;
•35% apontam problemas com o chefe como a crise mais marcante das suas
vidas.
Participaram da pesquisa mais de mil executivos de 350 empresas no Brasil.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Líderes utilizam Ponto Fortes das
Pessoas...

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Ferramentas de Desenvolvimento de
Pessoas – além do treinamento formal:
•Coaching: É um processo de curto prazo, onde um profissional especializado
cria condições para que o outro desenvolva uma ou duas características
específicas (competências);
•Mentoring: É um processo de longo prazo onde um profissional contribui com
o “pensar” a carreira de outro profissional;
•Psicoterapia: É um processo de autoconhecimento, onde um psicólogo
contribui com o desenvolvimento de outra pessoa através da conscientização
ou “desbloqueio” emocional;
•Feedback: Processo de ajuda, onde deixo outra pessoa saber do impacto
que o comportamento dela tem sobre o meio ou sobre uma situação em
específico.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Ferramentas de Planejamento
Estratégico

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Processo de Planejamento Estratégico:
•Etapas:
Definição de Cenários

O que acontecerá no mundo, no
nosso mercado no futuro?

Identificação de
Oportunidades e Ameaças
(ambiente externo) e Pontos
Fortes e Vulnerabilidades da
Organização (ambiente
interno)

Saber como estamos em relação
ao mundo externo e como está
nosso mundo interno na
organização.

Definição do Plano Estratégico

Tomada de decisão com
estabelecimento de ações práticas.

Acompanhamento do Plano
Estratégico

Verificar implantação das ações e
monitoramento das mudanças que
estão acontecendo no mundo.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Cenários:
•São visões parciais de como o mundo será no futuro e que como este
mundo irá impactar o mercado e/ou produto(s)/serviço(s) da empresa.
•A partir daí, se estabelecem vários cenários que podem ser:
•Cenário otimista: é o melhor cenário para a empresa;
•Cenário pessimista: no qual as condições de mercado se tornam ruins
ou não são as esperadas no cenário otimista;
•Cenário realista / conservador: caso não existam grandes mudanças
nas tendências previstas para o mercado.
•A organização optará por um cenário para construir seu plano de ação
ou poderá ter ações para cada um dos cenários.
© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Cenários:
“Broca para petróleo? Você quer dizer uma broca furando o chão para
tentar achar petróleo? Você está maluco.”
Donos de brocas os quais Edwin L. Drake estava tentando convencer a
participar da perfuração usando brocas para encontrar petróleo em 1859.
“Não há razão para alguém querer ter um computador em casa.”
Ken Olson, presidente e fundador da Digital Equipment, 1977.

“A caixa de música sem fio não tem qualquer valor comercial
plausível. Quem pagaria por uma mensagem enviada para ninguém em
particular?”
David Sarnoff Associates, em resposta às perspectivas de investimento no
rádio nos anos 20.
© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Exercício: Analise o mercado em que
sua empresa atua e responda: que
cenário temos para 2024?

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Dos cenários para os planos de ação:
Linhas de
Produtos
Finanças
Pesquisa
e Desenv.

MercadosAlvo
Marketing

Metas
Organizacionais

Vendas

Compras
Distribuição

Pessoas
Produção

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Internacionalização de empresas e
seu impacto no mercado mundial

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Fases da Internacionalização:
1. Experimental: algumas vendas no Exterior;
2. Exportação: processo contínuo de exportação;
3. Presença Regional: Unidades em países “próximos de casa”;
4. Presença Internacional: maior abrangência global;
5. Vantagem Global: ser referência mundial em seu segmento.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Exportação:
Importante!!!
1) Adaptar o produto ao mercado que irá recebê-lo;
2) Conhecer como seu produto está sendo comercializado no Exterior
p/preservar sua marca (preço, distribuição, etc).
•

O que adaptar no produto? Qualidade, adaptação cultural e
embalagem.

•

Nem todo mundo precisa adaptar: Omo (Unilever) e Nestlé
(Nescafé) – mas é preciso estudar a cultura de destino.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Produtos e questões culturais:
Disney na Europa:
•

Fundada em 1992, quase foi à falência.

•

Com investimento inicial de 4 bilhões de dólares, a previsão de visitantes
entre 1992 e 1994 era de 10,5 milhões de visitantes – tiveram 500 mil
visitantes neste período;

•

Franceses gostam de ter refeições em horários predeterminados - não se
alimentam como americanos;

•

Franceses não apreciam “fast food”;

•

Franceses não tem o estilo consumista dos americanos - bichinhos,
canecas e lembranças da Eurodisney eram considerados muito caros,
assim alimentação e hotéis no parque.
© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Produtos e questões culturais:
Algumas questões dos europeus sobre o parque:
•
•
•

•

“Para que construir castelos falsos em um lugar com tantos castelos
verdadeiros?”
“Não devo prometer às crianças que visitaremos a EuroDisney nas
férias, pois o parque pode falir até lá.”
“Para que visitar um parque no frio e umidade da França, se
podemos pelo mesmo preço de ingresso e hospedagem visitar o
parque nos Estados Unidos com sol?”
Situação foi revista com um plano de ação intercultural. O prejuízo
do parque em 2007 ainda era de 69 milhões de euros.

•

Em 2012, o parque recebeu 16 milhões de visitantes. É o parque de
diversões mais visitado da Europa.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Produtos e questões culturais:
Disney em Hong Kong (China) – inaugurado em 2005:
O personagem Mulan (da literatura chinesa – uma guerreira
que se veste de homem para poder ir para o exército e
expulsar invasores) ganha a mesma importância do
Mickey Mouse;
Praça de alimentação conta com uma casa de chá;
Especialistas de “Feng shui” (técnica oriental de
harmonização de ambientes) foram chamados para
orientar decoração);
Apesar de todos os cuidados interculturais, o número de
visitantes está abaixo do previsto.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Produtos e questões culturais:
Procter & Gamble e as fraldas descartáveis:
•

Nos anos 80, a Procter & Gamble lançou fraldas descartáveis
inovadoras – as “Pampers Fases”- no Brasil;

•

Eram consideradas muito caras para o mercado brasileiros e
encalharam nas prateleiras;

•

Prejuízo de 65 milhões de dólares;

•

Empresa lançou a Pampers Uni, um modelo popular, que a tornou
líder de mercado.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Produtos e questões culturais:
Comida para bebê na África:
•

Em algumas regiões da África o índice de analfabetismo é alto e as
pessoas compram comida com base nas gravuras das embalagens;

•

Empresa lançou “papinha” para bebê com uma foto de criança na
embalagem;

•

Clientes africanos pensavam que o conteúdo da embalagem era
“bebê moído” e não compravam o produto.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Negociações Internacionais - Exemplos:
•

Ao assinar um contrato na Arábia Saudita, não assine com a mão
esquerda.... a mão esquerda para os muçulmanos é reservada a
atividades menos nobres como levar lixo... – a mão direita é utilizada
para atividades nobres;

•

Na Inglaterra, vale lembrar do horário britânico;

•

Franceses gostam de levar o cachorro ao restaurante... para se sentar
à mesa;

•

Na Alemanha, se você diz que o trabalho vai ficar pronto na sexta-feira,
realmente significa que terá que ficar pronto na sexta-feira.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Negociações Internacionais - Exemplos:
•

Na China, a maior parte das empresas tem o Estado como sócio;

•

Existe o guanxi – que é uma rede de influência, uma teia de relações e
interesses, ajuda aos amigos – para você fazer negócios, precisará
participar do guanxi. Na prática, significa ter relações com alguém no
Governo Chinês para abrir portas – fundamental para os negócios.

•

Financiamentos, por exemplo, só através do guanxi;

•

A cópia de produtos e a corrupção - parte da cultura chinesa;

•

Bebida e comidas exóticas fazem parte das negociações com chineses.

•

Mesas redondas X mesas quadradas.

•

Algumas seitas são proibidas.

•

Chefe é autoridade máxima.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Como podemos utilizar os conceitos
de Gestão no PEA – Projeto
Empresarial Aplicado?

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Bibliografia:
Chiavenato, Idalberto. Administração dos Novos Tempos. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2004.
Chiavenato, Idalberto. Introdução à teoria geral da Administração. São
Paulo: McGraw-Hill, 1977.
Kaplan, Robert S., A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard. Rio de
Janeiro: Elsevier, 1997.
Mandelli, Pedro. Muito além da Hierarquia: revolucione sua performance
como gestor de pessoas. São Paulo: Editora Gente, 2001.
Morgan, Gareth. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, 1996.
Porter, Michael E., Estratégia Competitiva: técnicas de análise de
indústrias e concorrência. Rio de Janeiro: Campus, 1996.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Bibliografia:
Schermerhorn, Jr.; John R. Fundamentos do Comportamento
Organizacional. Porto Alegre: Bookman, 1999.
Senge, Peter M., A Quinta Disciplina: Arte e Prática da Organização que
Aprende. São Paulo: Best Seller, 1998.
Senge, Peter M., A Quinta Disciplina: A Dança das Mudanças. Rio de
Janeiro: Elsevier, 1999.
Tanure, Betania; Duarte, Roberto Gonzalez (orgs.). Gestão
Internacional. São Paulo: Saraiva, 2006.
Ulrich, Dave; Becker, Brian; Heselid, Mark. Gestão estratégica de
pessoas com “scorecard”: interligando pessoas, estratégia e
performance. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Facilitadora: Deise C. Engelmann
Proprietária da Sincrony – Consultoria em Gestão de Pessoas (CRA/SC 2105-J) –
www.sincrony.com.br. Administradora com especialização em Psicologia do Trabalho, ambos pela
UFPR (CRA/SC 24461). Sua atuação em Gestão de Pessoas abrange organizações de diversos
ramos e portes como Embraco, Fininvest, Nutrimental, Kraft Foods, Norske Skog, OBR
Equipamentos Industriais, Cia. Águas de Joinville, FGM Produtos Odontológicos, Febratec, Agrícola
Boa Vista, Termotécnica, Cristal Master, Caixa Econômica Federal, Fabio Perini, Núcleo de
Restaurantes da AJORPEME (19 restaurantes atendidos), ISAD/PUC, entre outras. Já atuou em
projetos de Gestão de Pessoas no Brasil, Estados Unidos, Itália, Eslováquia e China. Sua formação
em Gestão de Pessoas foi facilitada por consultores do Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, Austrália
e Índia. É fundadora de ONG presente em 5 Estados brasileiros. É facilitadora de treinamento em
temas relacionados a Gestão de Pessoas na ACIJ, UNIAJO – AJORPEME, CDL/Joinville e em
treinamentos com a marca Sincrony. Atuou nas Diretorias de Relações com as Universidades e de
Relacionamento com Consultores Parceiros da ABRH/PR. É certificada na metodologia DISC. Tem
atuado como docente em cursos de pós-graduação em SC e no PR, tais como a pós-graduação em
Gestão de Pessoas e Liderança – Volvo/Universidade Positivo, turmas de pós-graduação da
Sustentare – Escola de Negócios, incluindo a Academia da Competência Liderança, SOCIESC e
Univille. É aprendiz da Unipaz/ Paraná. É fluente em inglês, formada pela Phil Young´s English
School.

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão
Contato:
Deise C. Engelmann
E-mail: deise@sincrony.com.br
Fone: (47) 3461-3140
Site da Consultoria: www.sincrony.com.br

© Professora Deise Cristina Engelmann

Equalização: Gestão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 adm rh histórico
Aula 1   adm rh históricoAula 1   adm rh histórico
Aula 1 adm rh histórico
Tatiana Volpato
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
Alexandre Cavalcanti
 
Organização Contemporânea 3
Organização Contemporânea 3Organização Contemporânea 3
Organização Contemporânea 3
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Tayslane Rocha
 
Apostila lideranca espm
Apostila lideranca espmApostila lideranca espm
Apostila lideranca espm
André Felix
 
Palestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
Palestra - RH: Tradição, Transformação e TendênciaPalestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
Palestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
Isabella Menezes
 
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 22 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
farmwaine
 
Self Organizacional - Aula 4
Self Organizacional - Aula 4Self Organizacional - Aula 4
Self Organizacional - Aula 4
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Apostila de administração de recursos humanos[1]
Apostila de administração de recursos humanos[1]Apostila de administração de recursos humanos[1]
Apostila de administração de recursos humanos[1]
Paulo Almeida
 
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do ConhecimentoAula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Carlos Alves
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
Ernandes Rodrigues Do Nascimento
 
Além da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter sengeAlém da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter senge
Priscila Alves
 
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
Roberto Luna Mendes Monteiro Filho
 
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era DigitalRH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
Grazi Mendes Rangel
 
Webinar livro Roubando o fogo
Webinar livro Roubando o fogoWebinar livro Roubando o fogo
Webinar livro Roubando o fogo
HSM Book Club
 
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6  Modelos Mentais: conceito e análiseAula 6  Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
Carlos Alves
 
Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Aprendizagem organizacional
Aprendizagem organizacionalAprendizagem organizacional
Aprendizagem organizacional
Ana Cunha
 

Mais procurados (20)

Aula 1 adm rh histórico
Aula 1   adm rh históricoAula 1   adm rh histórico
Aula 1 adm rh histórico
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
 
Organização Contemporânea 3
Organização Contemporânea 3Organização Contemporânea 3
Organização Contemporânea 3
 
Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5
 
Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Apostila lideranca espm
Apostila lideranca espmApostila lideranca espm
Apostila lideranca espm
 
Palestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
Palestra - RH: Tradição, Transformação e TendênciaPalestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
Palestra - RH: Tradição, Transformação e Tendência
 
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 22 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
2 Gestão de Pessoas Liderança e Motivação conceitos de liderança 2
 
Self Organizacional - Aula 4
Self Organizacional - Aula 4Self Organizacional - Aula 4
Self Organizacional - Aula 4
 
Apostila de administração de recursos humanos[1]
Apostila de administração de recursos humanos[1]Apostila de administração de recursos humanos[1]
Apostila de administração de recursos humanos[1]
 
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do ConhecimentoAula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Além da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter sengeAlém da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter senge
 
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
Educação corporativa como ferramenta para a gestão de pessoas nas organizaçõe...
 
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era DigitalRH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
RH Conectado - Os desafios da Gestão de Pessoas na Era Digital
 
Webinar livro Roubando o fogo
Webinar livro Roubando o fogoWebinar livro Roubando o fogo
Webinar livro Roubando o fogo
 
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6  Modelos Mentais: conceito e análiseAula 6  Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
 
Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3
 
Aprendizagem organizacional
Aprendizagem organizacionalAprendizagem organizacional
Aprendizagem organizacional
 

Destaque

Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José GonçalezFinanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
Sustentare Escola de Negócios
 
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014ASlides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
Sustentare Escola de Negócios
 
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 APrograma de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
Sustentare Escola de Negócios
 
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Sustentare Escola de Negócios
 
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber PuchaskiDesign Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Sustentare Escola de Negócios
 
Precificação de ativos de risco
Precificação de ativos de riscoPrecificação de ativos de risco
Precificação de ativos de risco
Felipe Pontes
 
Teoria das carteiras
Teoria das carteirasTeoria das carteiras
Teoria das carteiras
Felipe Pontes
 
Workshop 2014 slides
Workshop 2014   slidesWorkshop 2014   slides
Workshop 2014 slides
Sustentare Escola de Negócios
 
Case Capacitação Schulz
Case Capacitação SchulzCase Capacitação Schulz
Case Capacitação Schulz
Sustentare Escola de Negócios
 
Pibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFCPibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFC
Felipe Pontes
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
Felipe Pontes
 
Tutorial SER 2014
Tutorial SER 2014Tutorial SER 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Sustentare Escola de Negócios
 
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
Felipe Pontes
 
Captação de recursos (capital próprio)
Captação de recursos (capital próprio)Captação de recursos (capital próprio)
Captação de recursos (capital próprio)
Felipe Pontes
 
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de casoApresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Felipe Pontes
 
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
Felipe Pontes
 
Valor Presente Líquido (Parte 2)
Valor Presente Líquido (Parte 2)Valor Presente Líquido (Parte 2)
Valor Presente Líquido (Parte 2)
Felipe Pontes
 
Valuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasilValuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasil
Felipe Pontes
 
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentosAvaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
Felipe Pontes
 

Destaque (20)

Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José GonçalezFinanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
Finanças Aplicadas ao Marketing - Prof. Ramiro José Gonçalez
 
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014ASlides Equalização - Contabilidade 2014A
Slides Equalização - Contabilidade 2014A
 
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 APrograma de Equalização em Estatística - 2014 A
Programa de Equalização em Estatística - 2014 A
 
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
Tutorial de acesso ao novo SER (Sistema de Ensino em Rede)
 
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber PuchaskiDesign Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski
 
Precificação de ativos de risco
Precificação de ativos de riscoPrecificação de ativos de risco
Precificação de ativos de risco
 
Teoria das carteiras
Teoria das carteirasTeoria das carteiras
Teoria das carteiras
 
Workshop 2014 slides
Workshop 2014   slidesWorkshop 2014   slides
Workshop 2014 slides
 
Case Capacitação Schulz
Case Capacitação SchulzCase Capacitação Schulz
Case Capacitação Schulz
 
Pibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFCPibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFC
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Tutorial SER 2014
Tutorial SER 2014Tutorial SER 2014
Tutorial SER 2014
 
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
Palestra no Fórum iNOVAção Sustentare, 11 de março de 2014
 
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
 
Captação de recursos (capital próprio)
Captação de recursos (capital próprio)Captação de recursos (capital próprio)
Captação de recursos (capital próprio)
 
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de casoApresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
 
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
Valuation da Braskem - Turma de 2016.1
 
Valor Presente Líquido (Parte 2)
Valor Presente Líquido (Parte 2)Valor Presente Líquido (Parte 2)
Valor Presente Líquido (Parte 2)
 
Valuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasilValuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasil
 
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentosAvaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
 

Semelhante a Programa de Equalização em Gestão - 2014A

Liderança e Gestão do Capital Intelectual
Liderança e Gestão do Capital IntelectualLiderança e Gestão do Capital Intelectual
Liderança e Gestão do Capital Intelectual
Carlos Eduardo Damian Leite
 
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidadeCultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
Luciana Annunziata
 
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farahCafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
Sustentare Escola de Negócios
 
Visão Humanística do Administrador Escolar
Visão Humanística do Administrador EscolarVisão Humanística do Administrador Escolar
Visão Humanística do Administrador Escolar
Danielle Souza
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica
Carlos Sousa
 
Introducao ao curso to
Introducao ao curso toIntroducao ao curso to
Introducao ao curso to
Daniela Garcia
 
Introducao ao Curso de Administração (1).pptx
Introducao ao Curso de Administração (1).pptxIntroducao ao Curso de Administração (1).pptx
Introducao ao Curso de Administração (1).pptx
carminhadc38
 
Introducao ao curso to (1)
Introducao ao curso to (1)Introducao ao curso to (1)
Introducao ao curso to (1)
Daniela Garcia
 
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
Catarina Guedes
 
Aula 1 Fundamentos E Conceitos
Aula 1 Fundamentos E ConceitosAula 1 Fundamentos E Conceitos
Aula 1 Fundamentos E Conceitos
Universidade
 
Organizar para a Complexidade (Portuguese)
Organizar para a Complexidade (Portuguese)Organizar para a Complexidade (Portuguese)
Organizar para a Complexidade (Portuguese)
Silke Hermann
 
Aula de Modelos de Gestão.pptx
Aula de Modelos de Gestão.pptxAula de Modelos de Gestão.pptx
Aula de Modelos de Gestão.pptx
Pedro Luis Moraes
 
Introdução ao comportamento organizacional
Introdução ao comportamento organizacionalIntrodução ao comportamento organizacional
Introdução ao comportamento organizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Endomarketing e cultura organizacional aula 3
Endomarketing e cultura organizacional   aula 3 Endomarketing e cultura organizacional   aula 3
Endomarketing e cultura organizacional aula 3
Ueliton da Costa Leonidio
 
3m organiz --
3m organiz --3m organiz --
3m organiz --
Milton Santos
 
Aula 2 14fev
Aula 2 14fevAula 2 14fev
Aula 2 14fev
Anabela Mesquita
 
Aula 2 14fev
Aula 2 14fevAula 2 14fev
Aula 2 14fev
Anabela Mesquita
 
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Fabíola Paes de Almeida Tarapanoff
 
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptxUFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
Nome Sobrenome
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
Cicero Feitosa
 

Semelhante a Programa de Equalização em Gestão - 2014A (20)

Liderança e Gestão do Capital Intelectual
Liderança e Gestão do Capital IntelectualLiderança e Gestão do Capital Intelectual
Liderança e Gestão do Capital Intelectual
 
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidadeCultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
Cultura e Gestão de Mudanças: um olhar a partir da complexidade
 
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farahCafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
Cafe pessoas 15_jun_ricardo_farah
 
Visão Humanística do Administrador Escolar
Visão Humanística do Administrador EscolarVisão Humanística do Administrador Escolar
Visão Humanística do Administrador Escolar
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica
 
Introducao ao curso to
Introducao ao curso toIntroducao ao curso to
Introducao ao curso to
 
Introducao ao Curso de Administração (1).pptx
Introducao ao Curso de Administração (1).pptxIntroducao ao Curso de Administração (1).pptx
Introducao ao Curso de Administração (1).pptx
 
Introducao ao curso to (1)
Introducao ao curso to (1)Introducao ao curso to (1)
Introducao ao curso to (1)
 
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
290322 acetatos%20 4374a04aa3f48
 
Aula 1 Fundamentos E Conceitos
Aula 1 Fundamentos E ConceitosAula 1 Fundamentos E Conceitos
Aula 1 Fundamentos E Conceitos
 
Organizar para a Complexidade (Portuguese)
Organizar para a Complexidade (Portuguese)Organizar para a Complexidade (Portuguese)
Organizar para a Complexidade (Portuguese)
 
Aula de Modelos de Gestão.pptx
Aula de Modelos de Gestão.pptxAula de Modelos de Gestão.pptx
Aula de Modelos de Gestão.pptx
 
Introdução ao comportamento organizacional
Introdução ao comportamento organizacionalIntrodução ao comportamento organizacional
Introdução ao comportamento organizacional
 
Endomarketing e cultura organizacional aula 3
Endomarketing e cultura organizacional   aula 3 Endomarketing e cultura organizacional   aula 3
Endomarketing e cultura organizacional aula 3
 
3m organiz --
3m organiz --3m organiz --
3m organiz --
 
Aula 2 14fev
Aula 2 14fevAula 2 14fev
Aula 2 14fev
 
Aula 2 14fev
Aula 2 14fevAula 2 14fev
Aula 2 14fev
 
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
 
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptxUFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
UFCD 0649 Estrutura e Comunicação Empresarial2022.pptx
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 

Mais de Sustentare Escola de Negócios

Jogos empresariais
Jogos empresariaisJogos empresariais
Jogos empresariais
Sustentare Escola de Negócios
 
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Sustentare Escola de Negócios
 
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Sustentare Escola de Negócios
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Sustentare Escola de Negócios
 
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru YanazeGestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Sustentare Escola de Negócios
 
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André PaesEconomia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Sustentare Escola de Negócios
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Sustentare Escola de Negócios
 
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Sustentare Escola de Negócios
 
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014APrograma de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
Sustentare Escola de Negócios
 
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Sustentare Escola de Negócios
 
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
Sustentare Escola de Negócios
 
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
Sustentare Escola de Negócios
 
Tutorial Plataforma Web
Tutorial Plataforma Web Tutorial Plataforma Web
Tutorial Plataforma Web
Sustentare Escola de Negócios
 
Competencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farahCompetencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farah
Sustentare Escola de Negócios
 
Lições Aprendidas!
Lições Aprendidas! Lições Aprendidas!
Lições Aprendidas!
Sustentare Escola de Negócios
 
Complexidade, Caos e Capital humano
Complexidade, Caos e Capital humanoComplexidade, Caos e Capital humano
Complexidade, Caos e Capital humano
Sustentare Escola de Negócios
 
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
Sustentare Escola de Negócios
 
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo NasserWorkshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
Sustentare Escola de Negócios
 

Mais de Sustentare Escola de Negócios (20)

Jogos empresariais
Jogos empresariaisJogos empresariais
Jogos empresariais
 
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
 
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
Segurança, Saúde no Trabalho e Meio Ambiente + PNQC - Slides - Prof. Enon Laé...
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
 
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru YanazeGestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
Gestão de Marketing - Slides - Prof. Mitsuru Yanaze
 
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André PaesEconomia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
 
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
Aula Master - Art of Hosting - 21/02/2014
 
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014APrograma de Equalização em Marketing - 2014A
Programa de Equalização em Marketing - 2014A
 
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
Tributos Renda Pessoa Jurídica - Prof. Régis Braga - Novembro e Dezembro 2013
 
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
Logística Internacional - Prof. Samir Keedi - Novembro 2013
 
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
Negociação - Prof. Murilo Furtado - Novembro 2013
 
Tutorial Plataforma Web
Tutorial Plataforma Web Tutorial Plataforma Web
Tutorial Plataforma Web
 
Competencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farahCompetencia lideranca pessoas prof. farah
Competencia lideranca pessoas prof. farah
 
Lições Aprendidas!
Lições Aprendidas! Lições Aprendidas!
Lições Aprendidas!
 
Complexidade, Caos e Capital humano
Complexidade, Caos e Capital humanoComplexidade, Caos e Capital humano
Complexidade, Caos e Capital humano
 
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
Palestra 6 D’s “As Seis Disciplinas que Transformam Educação em Resultados pa...
 
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo NasserWorkshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
Workshop - Planejando T&D para 2013 - Prof. José Eduardo Nasser
 

Último

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 

Programa de Equalização em Gestão - 2014A

  • 1. Programa de Equalização Gestão © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 2. Nossa agenda: •As organizações ao longo do tempo / Tipos de estrutura organizacional; •Cultura Organizacional e seu impacto na gestão; •Liderança nos novos tempos; •Ferramentas de planejamento estratégico; •Internacionalização de empresas e seu impacto no mercado mundial. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 3. Forma de Avaliação: •A avaliação acontecerá através de um trabalho. Este consiste em responder as questões sobre o módulo, disponíveis na Plataforma SER da Sustentare – Escola de Negócios. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 4. Componentes de um Negócio de Sucesso: Produto Aspectos Legais Sistemas Comunicação Fluxo de Caixa Missão © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 5. Histórico – Como chegamos aqui? Início da história da Administração: a teoria administrativa tem um pouco mais de 100 anos – começou depois da Rev. Industrial – final do século XVIII / início do séc. XIX; mas..... podemos pensar nas pirâmides, nas atividades comerciais dos sumérios (Oriente Médio) na Antigüidade (5.000 a.C.). © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 6. Histórico – Como chegamos aqui? Comunidades de Ofício – Guildas – século XVII: • Cada artesão produzia uma peça toda, ou seja, o trabalho não era fragmentado; • Jovens (aprendizes) eram ensinados pelos mestres (artesãos); • Esta foi a primeira atividade de coaching / mentoring da história; © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 7. Etapas da História da Administração: Revolução Industrial Século XVIII Industrialização Clássica 1900 - 1950 © Professora Deise Cristina Engelmann Industrialização Neoclássica 1950 - 1989 Era do Conhecimento 1990-1999 Era das Conexões A partir de 2000 Equalização: Gestão
  • 8. Etapas Revolução Industrial – século XVIII: •Invenção da máquina a vapor: 1776 – James Watt; •Homem passou a se adaptar à máquina; •As comunidades de ofício (guildas) foram subsituídas pelas fábricas; •Dono da máquina começou a ter um poder diferenciado (proletariado); •Trabalho tornou-se fragmentado; •Condições de trabalho eram difíceis: longas jornadas de trabalho, pouca segurança, trabalho infantil, trabalho repetitivo, profissional era altamente especializado (muitas vezes não conhecia todo o processo produtivo); © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 9. Etapas Características da Industrialização Clássica (1900 – 1950): •Mundo era estático, previsível; •Concorrentes estavam “perto”: não existia internet, as estradas e portos eram insuficientes, não tinham boas condições; •A estrutura organizacional acontecia em torno da máquina; •Cargos eram bem definidos – tarefas simples e repetitivas (Taylor); •Muitos níveis hierárquicos (Fayol – Unidade de Comando, Especialização, Centralização, Hierarquia); •Organizações deveriam ter tudo normatizado, descrito e previsto (Weber – Organização Burocrática); •Ênfase em pessoas - 1932 – Escola das Relações Humanas – considerada ingênua. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 10. Etapas Características da Era do Conhecimento (1990-1999): •Mundo em mudança intensa, globalização, Internet; •Concorrentes podem estar em qualquer lugar do mundo; •Redução drástica de níveis hierárquicos e de recursos: tempo, equipes, dinheiro, etc.; •Foram inventadas estruturas matriciais, departamentalização por produtos ou unidades estratégicas; •Pessoas começam a fazer grande diferença no negócio: pessoas passam a ser vistas como seres humanos; •Conceitos de competências, empregabilidade, capital intelectual, ativos intangíveis foram criados. •Características profissionais valorizadas: QE, QI, resiliência, autonomia. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 11. Etapas Características da Era das Conexões (a partir de 2000): •Mundo de mudanças radicais (instabilidade); •Concorrência global intensificada; •O trabalho em redes passa a ser uma realidade nas organizações; •Ao invés de empregabilidade, passamos a falar em trabalhabilidade. Ao invés de buscar empregos, as carreiras passam a ser uma sucessão de trabalhos. •Características profissionais valorizadas: QE, QI, resiliência, autonomia, capacidade de estabelecer conexões bem-sucedidas (relações ganha-ganha). © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 12. Exercício: Empresas no Mundo Atual Preencha a tabela com características presentes nas empresas no mundo atual. Marque um X na coluna que corresponda à época em que estas características foram criadas pela Administração de Empresas (Revolução Industrial, Industrialização Clássica, Era do Conhecimento, Era das Conexões): Característica das Empresas no Mundo atual © Professora Deise Cristina Engelmann Revolução Industrial Industrialização Clássica Era do Conhecimento Era das Conexões Equalização: Gestão
  • 13. Estruturas Organizacionais © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 14. Estrutura Organizacional: •A estrutura organizacional é a maneira pela qual as atividades da organização são divididas, organizadas e coordenadas. •Constitui a arquitetura ou formato organizacional que assegura a divisão e coordenação das atividades dos membros da organização. •As organizações tiveram, ao longo do tempo, suas estruturas organizacionais sendo modificadas para atender as demandas do mundo externo. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 15. Estrutura Organizacional - Tipos: Muitos níveis hierárquicos © Professora Deise Cristina Engelmann Redução drástica de níveis hierárquicos Estruturas matriciais (por projeto) Equalização: Gestão
  • 16. Estrutura Organizacional - Tipos: B Núcleo D C Estruturas Alternativas: trabalharemos cada vez mais em redes © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 17. Cultura Organizacional © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 18. Cultura Organizacional: •Cultura organizacional é o sistema de ações, valores e crenças compartilhado que se desenvolve em uma organização e que orienta o comportamento de seus membros. É a maneira costumeira de pensar e fazer na organização. •Não existem duas organizações com culturas idênticas. A cultura organizacional tem impacto direto no desempenho das pessoas e nos resultados do negócio. Hierárquica Clube de Campo Orientação para tarefas Orientação para pessoas Universidade Igualitária © Professora Deise Cristina Engelmann Fortaleza Time de Beisebol Equalização: Gestão
  • 19. Cultura Organizacional - Análise: •Níveis de análise de uma cultura organizacional: Cultura Observável => costumes, cerimônias e rituais Valores Compartilhados => o que as pessoas daquela organização realmente valorizam Suposições comuns = > modelos mentais, forma de pensar, generalizações (o cliente é, as pessoas são...) © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 20. Exercício: Cultura Organizacional Após assistir as cenas do filme “Chocolate”, preencha a planilha em anexo com características das culturas presentes no filme. Marque um X na coluna que corresponda à dimensão da cultura à qual pertence esta característica (Cultura Observável, Valores Compartilhados, Suposições Comuns): Cultura da Moça e da Menina © Professora Deise Cristina Engelmann Cultura Observável Valores Compartilhados Suposições Comuns Equalização: Gestão
  • 21. Exercício: Cultura Organizacional Após assistir as cenas do filme “Chocolate”, preencha a planilha em anexo com características das culturas presentes no filme. Marque um X na coluna que corresponda à dimensão da cultura à qual pertence esta característica (Cultura Observável, Valores Compartilhados, Suposições Comuns): Cultura da Cidade © Professora Deise Cristina Engelmann Cultura Observável Valores Compartilhados Suposições Comuns Equalização: Gestão
  • 22. Liderança nos Novos Tempos © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 23. Velhos Chefes X Novos Líderes: CHEFE: LÍDER POSITIVO: •Se acha “o chefe”... •Pensa como coach •Toma todas as decisões (dita) •Dá poder aos outros (escuta) •Acredita somente em sua opinião •Tem a mente aberta •Mantém o poder através do controle •Compartilha informações •Dirige todos os colaboradores •Ensina autoconfiança •Exige muitas horas •Exige resultados •Foco nos problemas •Foco nas forças © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 24. Papéis da Liderança: Estrategista – promover mudanças Exemplo – colocar em estratégicas e sistêmicas na organização tendo como foco o futuro desejado (visão de futuro). prática o que prega, servindo de modelo e de inspiração. Empreendedor – ser capaz de executar os planos estratégicos da empresa (fazer acontecer). Líder Diplomata (Negociador) – conciliar diferentes interesses entre pessoas. © Professora Deise Cristina Engelmann Educador – promover o desenvolvimento das pessoas (técnico e comportamental). Energizador – criar condições para que as pessoas se sintam motivadas com os desafios do trabalho. Equalização: Gestão
  • 25. E os líderes são felizes no Brasil? © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 26. Organizações – Hoje: Betania Tanure (FDC) publicou pesquisa (Rev. Época Negócios – maio 2007) que mostra: •84% dos executivos estão infelizes no trabalho; •40% das executivas não têm filhos; •54% estão insatisfeitos com o tempo dedicado à vida pessoal; •55% estão vivenciando uma mudança radical no trabalho; •35% apontam problemas com o chefe como a crise mais marcante das suas vidas. Participaram da pesquisa mais de mil executivos de 350 empresas no Brasil. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 27. Líderes utilizam Ponto Fortes das Pessoas... © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 28. Ferramentas de Desenvolvimento de Pessoas – além do treinamento formal: •Coaching: É um processo de curto prazo, onde um profissional especializado cria condições para que o outro desenvolva uma ou duas características específicas (competências); •Mentoring: É um processo de longo prazo onde um profissional contribui com o “pensar” a carreira de outro profissional; •Psicoterapia: É um processo de autoconhecimento, onde um psicólogo contribui com o desenvolvimento de outra pessoa através da conscientização ou “desbloqueio” emocional; •Feedback: Processo de ajuda, onde deixo outra pessoa saber do impacto que o comportamento dela tem sobre o meio ou sobre uma situação em específico. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 29. Ferramentas de Planejamento Estratégico © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 30. Processo de Planejamento Estratégico: •Etapas: Definição de Cenários O que acontecerá no mundo, no nosso mercado no futuro? Identificação de Oportunidades e Ameaças (ambiente externo) e Pontos Fortes e Vulnerabilidades da Organização (ambiente interno) Saber como estamos em relação ao mundo externo e como está nosso mundo interno na organização. Definição do Plano Estratégico Tomada de decisão com estabelecimento de ações práticas. Acompanhamento do Plano Estratégico Verificar implantação das ações e monitoramento das mudanças que estão acontecendo no mundo. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 31. Cenários: •São visões parciais de como o mundo será no futuro e que como este mundo irá impactar o mercado e/ou produto(s)/serviço(s) da empresa. •A partir daí, se estabelecem vários cenários que podem ser: •Cenário otimista: é o melhor cenário para a empresa; •Cenário pessimista: no qual as condições de mercado se tornam ruins ou não são as esperadas no cenário otimista; •Cenário realista / conservador: caso não existam grandes mudanças nas tendências previstas para o mercado. •A organização optará por um cenário para construir seu plano de ação ou poderá ter ações para cada um dos cenários. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 32. Cenários: “Broca para petróleo? Você quer dizer uma broca furando o chão para tentar achar petróleo? Você está maluco.” Donos de brocas os quais Edwin L. Drake estava tentando convencer a participar da perfuração usando brocas para encontrar petróleo em 1859. “Não há razão para alguém querer ter um computador em casa.” Ken Olson, presidente e fundador da Digital Equipment, 1977. “A caixa de música sem fio não tem qualquer valor comercial plausível. Quem pagaria por uma mensagem enviada para ninguém em particular?” David Sarnoff Associates, em resposta às perspectivas de investimento no rádio nos anos 20. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 33. Exercício: Analise o mercado em que sua empresa atua e responda: que cenário temos para 2024? © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 34. Dos cenários para os planos de ação: Linhas de Produtos Finanças Pesquisa e Desenv. MercadosAlvo Marketing Metas Organizacionais Vendas Compras Distribuição Pessoas Produção © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 35. Internacionalização de empresas e seu impacto no mercado mundial © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 36. Fases da Internacionalização: 1. Experimental: algumas vendas no Exterior; 2. Exportação: processo contínuo de exportação; 3. Presença Regional: Unidades em países “próximos de casa”; 4. Presença Internacional: maior abrangência global; 5. Vantagem Global: ser referência mundial em seu segmento. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 37. Exportação: Importante!!! 1) Adaptar o produto ao mercado que irá recebê-lo; 2) Conhecer como seu produto está sendo comercializado no Exterior p/preservar sua marca (preço, distribuição, etc). • O que adaptar no produto? Qualidade, adaptação cultural e embalagem. • Nem todo mundo precisa adaptar: Omo (Unilever) e Nestlé (Nescafé) – mas é preciso estudar a cultura de destino. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 38. Produtos e questões culturais: Disney na Europa: • Fundada em 1992, quase foi à falência. • Com investimento inicial de 4 bilhões de dólares, a previsão de visitantes entre 1992 e 1994 era de 10,5 milhões de visitantes – tiveram 500 mil visitantes neste período; • Franceses gostam de ter refeições em horários predeterminados - não se alimentam como americanos; • Franceses não apreciam “fast food”; • Franceses não tem o estilo consumista dos americanos - bichinhos, canecas e lembranças da Eurodisney eram considerados muito caros, assim alimentação e hotéis no parque. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 39. Produtos e questões culturais: Algumas questões dos europeus sobre o parque: • • • • “Para que construir castelos falsos em um lugar com tantos castelos verdadeiros?” “Não devo prometer às crianças que visitaremos a EuroDisney nas férias, pois o parque pode falir até lá.” “Para que visitar um parque no frio e umidade da França, se podemos pelo mesmo preço de ingresso e hospedagem visitar o parque nos Estados Unidos com sol?” Situação foi revista com um plano de ação intercultural. O prejuízo do parque em 2007 ainda era de 69 milhões de euros. • Em 2012, o parque recebeu 16 milhões de visitantes. É o parque de diversões mais visitado da Europa. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 40. Produtos e questões culturais: Disney em Hong Kong (China) – inaugurado em 2005: O personagem Mulan (da literatura chinesa – uma guerreira que se veste de homem para poder ir para o exército e expulsar invasores) ganha a mesma importância do Mickey Mouse; Praça de alimentação conta com uma casa de chá; Especialistas de “Feng shui” (técnica oriental de harmonização de ambientes) foram chamados para orientar decoração); Apesar de todos os cuidados interculturais, o número de visitantes está abaixo do previsto. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 41. Produtos e questões culturais: Procter & Gamble e as fraldas descartáveis: • Nos anos 80, a Procter & Gamble lançou fraldas descartáveis inovadoras – as “Pampers Fases”- no Brasil; • Eram consideradas muito caras para o mercado brasileiros e encalharam nas prateleiras; • Prejuízo de 65 milhões de dólares; • Empresa lançou a Pampers Uni, um modelo popular, que a tornou líder de mercado. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 42. Produtos e questões culturais: Comida para bebê na África: • Em algumas regiões da África o índice de analfabetismo é alto e as pessoas compram comida com base nas gravuras das embalagens; • Empresa lançou “papinha” para bebê com uma foto de criança na embalagem; • Clientes africanos pensavam que o conteúdo da embalagem era “bebê moído” e não compravam o produto. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 43. Negociações Internacionais - Exemplos: • Ao assinar um contrato na Arábia Saudita, não assine com a mão esquerda.... a mão esquerda para os muçulmanos é reservada a atividades menos nobres como levar lixo... – a mão direita é utilizada para atividades nobres; • Na Inglaterra, vale lembrar do horário britânico; • Franceses gostam de levar o cachorro ao restaurante... para se sentar à mesa; • Na Alemanha, se você diz que o trabalho vai ficar pronto na sexta-feira, realmente significa que terá que ficar pronto na sexta-feira. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 44. Negociações Internacionais - Exemplos: • Na China, a maior parte das empresas tem o Estado como sócio; • Existe o guanxi – que é uma rede de influência, uma teia de relações e interesses, ajuda aos amigos – para você fazer negócios, precisará participar do guanxi. Na prática, significa ter relações com alguém no Governo Chinês para abrir portas – fundamental para os negócios. • Financiamentos, por exemplo, só através do guanxi; • A cópia de produtos e a corrupção - parte da cultura chinesa; • Bebida e comidas exóticas fazem parte das negociações com chineses. • Mesas redondas X mesas quadradas. • Algumas seitas são proibidas. • Chefe é autoridade máxima. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 45. Como podemos utilizar os conceitos de Gestão no PEA – Projeto Empresarial Aplicado? © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 46. Bibliografia: Chiavenato, Idalberto. Administração dos Novos Tempos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. Chiavenato, Idalberto. Introdução à teoria geral da Administração. São Paulo: McGraw-Hill, 1977. Kaplan, Robert S., A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard. Rio de Janeiro: Elsevier, 1997. Mandelli, Pedro. Muito além da Hierarquia: revolucione sua performance como gestor de pessoas. São Paulo: Editora Gente, 2001. Morgan, Gareth. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, 1996. Porter, Michael E., Estratégia Competitiva: técnicas de análise de indústrias e concorrência. Rio de Janeiro: Campus, 1996. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 47. Bibliografia: Schermerhorn, Jr.; John R. Fundamentos do Comportamento Organizacional. Porto Alegre: Bookman, 1999. Senge, Peter M., A Quinta Disciplina: Arte e Prática da Organização que Aprende. São Paulo: Best Seller, 1998. Senge, Peter M., A Quinta Disciplina: A Dança das Mudanças. Rio de Janeiro: Elsevier, 1999. Tanure, Betania; Duarte, Roberto Gonzalez (orgs.). Gestão Internacional. São Paulo: Saraiva, 2006. Ulrich, Dave; Becker, Brian; Heselid, Mark. Gestão estratégica de pessoas com “scorecard”: interligando pessoas, estratégia e performance. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 48. Facilitadora: Deise C. Engelmann Proprietária da Sincrony – Consultoria em Gestão de Pessoas (CRA/SC 2105-J) – www.sincrony.com.br. Administradora com especialização em Psicologia do Trabalho, ambos pela UFPR (CRA/SC 24461). Sua atuação em Gestão de Pessoas abrange organizações de diversos ramos e portes como Embraco, Fininvest, Nutrimental, Kraft Foods, Norske Skog, OBR Equipamentos Industriais, Cia. Águas de Joinville, FGM Produtos Odontológicos, Febratec, Agrícola Boa Vista, Termotécnica, Cristal Master, Caixa Econômica Federal, Fabio Perini, Núcleo de Restaurantes da AJORPEME (19 restaurantes atendidos), ISAD/PUC, entre outras. Já atuou em projetos de Gestão de Pessoas no Brasil, Estados Unidos, Itália, Eslováquia e China. Sua formação em Gestão de Pessoas foi facilitada por consultores do Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, Austrália e Índia. É fundadora de ONG presente em 5 Estados brasileiros. É facilitadora de treinamento em temas relacionados a Gestão de Pessoas na ACIJ, UNIAJO – AJORPEME, CDL/Joinville e em treinamentos com a marca Sincrony. Atuou nas Diretorias de Relações com as Universidades e de Relacionamento com Consultores Parceiros da ABRH/PR. É certificada na metodologia DISC. Tem atuado como docente em cursos de pós-graduação em SC e no PR, tais como a pós-graduação em Gestão de Pessoas e Liderança – Volvo/Universidade Positivo, turmas de pós-graduação da Sustentare – Escola de Negócios, incluindo a Academia da Competência Liderança, SOCIESC e Univille. É aprendiz da Unipaz/ Paraná. É fluente em inglês, formada pela Phil Young´s English School. © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão
  • 49. Contato: Deise C. Engelmann E-mail: deise@sincrony.com.br Fone: (47) 3461-3140 Site da Consultoria: www.sincrony.com.br © Professora Deise Cristina Engelmann Equalização: Gestão