SlideShare uma empresa Scribd logo
BENS PÚBLICOS
       E
RECURSOS COMUNS
OBJETIVO GERAL
   Identificar e classificar os tipos de bens disponíveis para
    serem ofertados e demandados em uma economia, com
    foco em bens públicos e recursos comuns, e suas
    particularidades.
 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Identificar e explicar a classificação geral de cada um dos
  4 tipos de bens.
 Detalhar as particularidades e problemas relacionados a
  bens públicos.
 Detalhar as particularidades e problemas relacionados a
  recursos comuns.
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA:
CONCEITOS FUNDAMENTAIS
   Bens com consumo excludente
     Propriedade de um bem segundo a qual uma pessoa pode
      ser excluída ou impedida de consumir este bem.
     Ou seja, podemos controlar que pode e que não pode usar
      o bem.


   Bens com consumo Rival
     Propriedade de um bem segundo a qual sua utilização por
      uma pessoa impede que outras pessoas possam utilizá-lo.
     Ou seja, quando alguém usa o bem em questão, está
      reduzindo a chance de uso ou impedindo o uso deste bem
      por outras pessoas.
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: BENS
PRIVADOS
   São bens com propriedades de exclusão e rivalidade.

   Ou seja, podemos controlar quem pode usar ou não o
    bem, e o uso deste por alguém impede que outros
    indivíduos usem este bem.

       Ex: Mercados de Casas, Roupas, Sorvete, Carros, etc..
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: BENS
PÚBLICOS
   São bens que não são nem excludentes e nem rivais.

   Ou seja, não podemos controlar quem pode usa ou não
    o bem, e o uso deste por alguém não impede que outros
    indivíduos usem este bem.

       Ex: Defesa Nacional, Show de Fogos de Artifício, Benefício do
        Policiamento, Internet Wireless sem senha, etc..
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA:
RECURSOS COMUNS
   São bens que não são excludentes, mas são rivais.

   Ou seja, não podemos controlar quem pode usa ou não
    o bem, e o uso deste por alguém impede que outros
    indivíduos usem este bem.

       Ex: Petróleo in natura, Peixes no mar, Ar sem poluição,
        Estradas sem pedágio e com congestionamento, etc..
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA:
MONOPÓLIOS NATURAIS
   São bens que não são rivais, mas são excludentes.

   Ou seja, podemos controlar quem pode usa ou não o
    bem, e o uso deste por alguém não impede que outros
    indivíduos usem este bem.

       Ex: Segurança de bairro, TV a cabo, Internet wireless com
        senha, Estradas com pedágio e sem congestionamento, etc..
DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA:
QUADRO DE RESUMO

                                 Bem com consumo rival?


                                Sim                         Não

                Sim       Bem Privado             Monopólio Natural
                      Ex: Carros, Roupas, etc..      Ex: TV a cabo, etc..
   Bem com
   consumo
  excludente?         Recursos Comuns                Bens públicos
                Não
                      Ex: Peixes no mar, etc..    Ex: Defesa Nacional, etc..
BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   São bens que não são nem excludentes e nem rivais.

   Vantagem: Quando uma pessoa usa o bem isso não
    interfere na possibilidade de outro individuo utilizar este
    mesmo bem.

   Desvantagem (Problema): Não controlamos que pode
    utilizar ou utilizou, assim não podemos cobrar pelo uso
    individual.
BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   Problema do Carona (Free-rider):
     Carona: Alguém que recebe o benefício de um bem, mas
      evita pagar por ele.
     O problema surge quando alguns indivíduos pagam por um
      bem que gera externalidades positiva para pessoas que não
      pagaram. Ex: Um show de fogos de artifício.
     O problema surge de uma externalidade positiva.
     Como um indivíduo pode usufruir do bem sem ser obrigado
      a pagar por ele, haverá incentivo para este indivíduo se
      tonar um carona. Ex: Ver o show de fogos sem ter pago por
      ele.
BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   Resultados possíveis desta situação são: Não realizar o
    show (não produzir o bem) ou cobrar de todos que
    podem usufruir do show (direta ou indiretamente) para
    realizá-lo (cobrar de pessoas que não usufruirão do
    bem ou não querem o bem).

   Mercado privado por si só não produzirá estes em
    quantidade eficiente ou desejada pelo mercado.

   O governo pode passar a ofertar este bem visando
    solucionar o problema.
BENS PÚBLICOS: COMPLEXIDADE DA ANÁLISE CUSTO-
BENEFÍCIO

   Elaboração de estudos que comparem os custos
    potencias e benefícios potenciais de se fornecer um
    bem público para sociedade.

   Podemos cobrar de todos e fornecer o bem ou não
    fornecê-lo, depende do resultado líquido no bem-estar
    social.

   Fornecimento de bens públicos é mais complicado e
    subjetivo que o fornecimento de bens privados.
RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   São bens que não são excludentes, mas são rivais.

   Desvantagem 1 (Problema): Não controlamos que pode
    utilizar ou utilizou, assim não podemos cobrar pelo uso
    individual

   Desvantagem 2 (Problema): Quando uma pessoa usa o
    bem isso interfere na possibilidade de outro indivíduo
    utilizar este mesmo bem.
RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   Problema da tragédia dos comuns:
     Observação de que recursos comuns (que não tem dono)
      serão mais utilizados do que o desejável do ponto de vista
      social.
     Surge da existência de uma externalidade negativa.
     Quanto mais se usa deste bem que “não tem dono” (bem da
      sociedade) menos temos deste bem para todos, ou seja, ao
      usar o bem gero uma externalidade negativa para os outros,
      que é uma menor disponibilidade do bem.
     Com “medo de ficar sem” cada indivíduo vai usar o
      “máximo que conseguir” agora, fazendo com que o bem
      deixe de estar disponível para todos.
RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES
   Resultados desta situação: Geralmente indivíduos
    utilizarão um recurso comum em excesso, gerando a
    extinção da disponibilidade deste bem para a
    sociedade.

   O governo pode resolver o problema, por meio de
    regulamentação do consumo ou criação de impostos
    que visem controlar o consumo do recurso comum.
RECURSOS COMUNS: IMPORTÂNCIA DOS DIREITOS DE
PROPRIEDADE

   Como no caso dos bens públicos e recursos comuns, o
    mercado falha na alocação eficiente de recursos porque
    os direitos de propriedade não estão claros ou bem
    estabelecidos.

   Nestes casos, o governo pode potencialmente resolver
    o problema buscando tornar a alocação eficiente e
    aumentar o bem-estar econômico da sociedade.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
 MANKIW, N. G. Introdução à Economia. São Paulo:
  Cengage Learning, 2009. 838 pg.
 VASCONCELLOS, M. S. Economia, Micro e Macro, Atlas,
  2002.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
turmainformaticadegestao
 
Introdução à Economia
Introdução à EconomiaIntrodução à Economia
Introdução à Economia
Patrícia Cruz Rodrigues Marion
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
Luciano Pires
 
Custo de vida, inflação e indices de preços
Custo de vida, inflação e indices de preçosCusto de vida, inflação e indices de preços
Custo de vida, inflação e indices de preços
Luciano Pires
 
A intervenção do estado na economia
A intervenção do estado na economiaA intervenção do estado na economia
A intervenção do estado na economia
Helena Fonseca
 
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Egas Armando
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Luciano Pires
 
Economia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
Economia: Elementos Básicos, Oferta e ProcuraEconomia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
Economia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
Pedro De Almeida
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Mariana Cordeiro
 
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 52 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
Pedro Miguel Santos
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
Luciano Pires
 
Cap18 - Questões Resolvidas
Cap18 - Questões Resolvidas Cap18 - Questões Resolvidas
Cap18 - Questões Resolvidas
Dágina Cristina
 
Padrões de consumo
Padrões de consumoPadrões de consumo
Padrões de consumo
EconomicSintese
 
Rendimentos e repartição de rendimentos
Rendimentos e repartição de rendimentos Rendimentos e repartição de rendimentos
Rendimentos e repartição de rendimentos
João Alexandre Cruz
 
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Luciano Pires
 
Aula 11 teoria da escolha do consumidor
Aula 11   teoria da escolha do consumidorAula 11   teoria da escolha do consumidor
Aula 11 teoria da escolha do consumidor
petecoslides
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Na Silva
 
Elasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicaçõesElasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicações
Luciano Pires
 
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
Sidinei Da Silva Vidal
 
P02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E ProcuraP02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E Procura
Leonor Alves
 

Mais procurados (20)

Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
 
Introdução à Economia
Introdução à EconomiaIntrodução à Economia
Introdução à Economia
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
 
Custo de vida, inflação e indices de preços
Custo de vida, inflação e indices de preçosCusto de vida, inflação e indices de preços
Custo de vida, inflação e indices de preços
 
A intervenção do estado na economia
A intervenção do estado na economiaA intervenção do estado na economia
A intervenção do estado na economia
 
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
 
Economia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
Economia: Elementos Básicos, Oferta e ProcuraEconomia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
Economia: Elementos Básicos, Oferta e Procura
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 52 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
2 microec isg_ 2013_2014_parte ii_cap 3 a 5
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
 
Cap18 - Questões Resolvidas
Cap18 - Questões Resolvidas Cap18 - Questões Resolvidas
Cap18 - Questões Resolvidas
 
Padrões de consumo
Padrões de consumoPadrões de consumo
Padrões de consumo
 
Rendimentos e repartição de rendimentos
Rendimentos e repartição de rendimentos Rendimentos e repartição de rendimentos
Rendimentos e repartição de rendimentos
 
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
 
Aula 11 teoria da escolha do consumidor
Aula 11   teoria da escolha do consumidorAula 11   teoria da escolha do consumidor
Aula 11 teoria da escolha do consumidor
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
 
Elasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicaçõesElasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicações
 
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
 
P02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E ProcuraP02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E Procura
 

Destaque

As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
Luciano Pires
 
Mercados e políticas do governo
Mercados e políticas do governoMercados e políticas do governo
Mercados e políticas do governo
Luciano Pires
 
Produção e crescimento econômico
Produção e crescimento econômicoProdução e crescimento econômico
Produção e crescimento econômico
Luciano Pires
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
Luciano Pires
 
Renda nacional e Bem-estar Econômico
Renda nacional e Bem-estar EconômicoRenda nacional e Bem-estar Econômico
Renda nacional e Bem-estar Econômico
Luciano Pires
 
Fundamentos de economia
Fundamentos de economiaFundamentos de economia
Fundamentos de economia
Luciano Pires
 
Bens públicos
Bens públicosBens públicos
Bens públicos
Gian Silva
 
Economia aula 7 - a macroeconomia keynesiana
Economia   aula 7 - a macroeconomia keynesianaEconomia   aula 7 - a macroeconomia keynesiana
Economia aula 7 - a macroeconomia keynesiana
Felipe Leo
 
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
Luciano Pires
 
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Luciano Pires
 
Modelos de Cournot e Bertrand
Modelos de Cournot e BertrandModelos de Cournot e Bertrand
Modelos de Cournot e Bertrand
Luciano Pires
 
Decisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivosDecisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivos
Luciano Pires
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
Luciano Pires
 
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança NacionaisSistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Luciano Pires
 
Semana de ciência e tecnologia 2014 - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
Semana de ciência e tecnologia 2014   - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...Semana de ciência e tecnologia 2014   - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
Semana de ciência e tecnologia 2014 - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
Luciano Pires
 
Desemprego
DesempregoDesemprego
Desemprego
Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 6 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 6 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 6 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 6 (superior)
Luciano Pires
 
Decisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolistaDecisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolista
Luciano Pires
 

Destaque (20)

As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
 
Mercados e políticas do governo
Mercados e políticas do governoMercados e políticas do governo
Mercados e políticas do governo
 
Produção e crescimento econômico
Produção e crescimento econômicoProdução e crescimento econômico
Produção e crescimento econômico
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
 
Renda nacional e Bem-estar Econômico
Renda nacional e Bem-estar EconômicoRenda nacional e Bem-estar Econômico
Renda nacional e Bem-estar Econômico
 
Fundamentos de economia
Fundamentos de economiaFundamentos de economia
Fundamentos de economia
 
Bens públicos
Bens públicosBens públicos
Bens públicos
 
Economia aula 7 - a macroeconomia keynesiana
Economia   aula 7 - a macroeconomia keynesianaEconomia   aula 7 - a macroeconomia keynesiana
Economia aula 7 - a macroeconomia keynesiana
 
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 2 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 2 (superior)
 
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 25 (superior)
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
 
Modelos de Cournot e Bertrand
Modelos de Cournot e BertrandModelos de Cournot e Bertrand
Modelos de Cournot e Bertrand
 
Decisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivosDecisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivos
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
 
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança NacionaisSistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
 
Semana de ciência e tecnologia 2014 - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
Semana de ciência e tecnologia 2014   - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...Semana de ciência e tecnologia 2014   - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
Semana de ciência e tecnologia 2014 - Mesa Redonda Desenvolvimento Econômic...
 
Desemprego
DesempregoDesemprego
Desemprego
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
 
Respostas mankiw - capítulo 6 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 6 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 6 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 6 (superior)
 
Decisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolistaDecisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolista
 

Semelhante a Bens públicos e recursos comuns

Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãOEad Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
R D
 
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
Environmental Leadership and Training Initiative (ELTI), Yale University
 
Economia estado jackson_detoni
Economia estado jackson_detoniEconomia estado jackson_detoni
Economia estado jackson_detoni
Jackson De Toni
 
Actividades económicas
Actividades económicasActividades económicas
Actividades económicas
Paulomarques0000
 
Introdução à econômia.pptx
Introdução à econômia.pptxIntrodução à econômia.pptx
Introdução à econômia.pptx
JucelirCarnauba1
 
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
Henrique Ferreira
 
Necessidades e_bens...
 Necessidades e_bens... Necessidades e_bens...
Necessidades e_bens...
Ana Sobrenome
 
slide 5.pptx
slide 5.pptxslide 5.pptx
slide 5.pptx
Allan Alves
 
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidadesé O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
Tânia Màrcia Simões
 
Texto 2 o setor público Economia Damásio
Texto 2   o setor público Economia DamásioTexto 2   o setor público Economia Damásio
Texto 2 o setor público Economia Damásio
Carlos Aster
 
Bens & necessidades
Bens & necessidades Bens & necessidades
Bens & necessidades
Alzira Figueiredo
 
Consumo
ConsumoConsumo
Ec 16.05
Ec 16.05Ec 16.05
Ec 16.05
marinamolopes
 
Actividades economica
Actividades economicaActividades economica
Actividades economica
triudus
 
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptxTeoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
DomnicoCarnevale1
 
Aula 1 princípios da economia
Aula 1   princípios da economiaAula 1   princípios da economia
Aula 1 princípios da economia
Mitsubishi Motors Brasil
 
Serviço público em perspectiva fig ncr
Serviço público em perspectiva fig ncrServiço público em perspectiva fig ncr
Serviço público em perspectiva fig ncr
Nuno Miguel Cunha Rolo
 
Dia Do Consumidor
Dia Do ConsumidorDia Do Consumidor
Dia Do Consumidor
Fernanda Gonçalves
 
Vox privatização
Vox privatizaçãoVox privatização
Vox privatização
Luiz Carlos Azenha
 
Mapas Mentais lulu para estudos - concursos
Mapas Mentais lulu para estudos - concursosMapas Mentais lulu para estudos - concursos
Mapas Mentais lulu para estudos - concursos
AnaCludiaBarroseSilv
 

Semelhante a Bens públicos e recursos comuns (20)

Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãOEad Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
Ead Apostila 10 Hh Economia (IntroduçãO) Para AdministraçãO
 
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
PES COURSE - RECIFE (Market, intervention and ecosystem services / JORGE NOGU...
 
Economia estado jackson_detoni
Economia estado jackson_detoniEconomia estado jackson_detoni
Economia estado jackson_detoni
 
Actividades económicas
Actividades económicasActividades económicas
Actividades económicas
 
Introdução à econômia.pptx
Introdução à econômia.pptxIntrodução à econômia.pptx
Introdução à econômia.pptx
 
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
Bens de consumo e o comportamento do consumidor.
 
Necessidades e_bens...
 Necessidades e_bens... Necessidades e_bens...
Necessidades e_bens...
 
slide 5.pptx
slide 5.pptxslide 5.pptx
slide 5.pptx
 
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidadesé O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
é O acto de utilizar um bem ou serviço com vista à satisfação de necessidades
 
Texto 2 o setor público Economia Damásio
Texto 2   o setor público Economia DamásioTexto 2   o setor público Economia Damásio
Texto 2 o setor público Economia Damásio
 
Bens & necessidades
Bens & necessidades Bens & necessidades
Bens & necessidades
 
Consumo
ConsumoConsumo
Consumo
 
Ec 16.05
Ec 16.05Ec 16.05
Ec 16.05
 
Actividades economica
Actividades economicaActividades economica
Actividades economica
 
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptxTeoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
 
Aula 1 princípios da economia
Aula 1   princípios da economiaAula 1   princípios da economia
Aula 1 princípios da economia
 
Serviço público em perspectiva fig ncr
Serviço público em perspectiva fig ncrServiço público em perspectiva fig ncr
Serviço público em perspectiva fig ncr
 
Dia Do Consumidor
Dia Do ConsumidorDia Do Consumidor
Dia Do Consumidor
 
Vox privatização
Vox privatizaçãoVox privatização
Vox privatização
 
Mapas Mentais lulu para estudos - concursos
Mapas Mentais lulu para estudos - concursosMapas Mentais lulu para estudos - concursos
Mapas Mentais lulu para estudos - concursos
 

Último

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Bens públicos e recursos comuns

  • 1. BENS PÚBLICOS E RECURSOS COMUNS
  • 2. OBJETIVO GERAL  Identificar e classificar os tipos de bens disponíveis para serem ofertados e demandados em uma economia, com foco em bens públicos e recursos comuns, e suas particularidades. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Identificar e explicar a classificação geral de cada um dos 4 tipos de bens.  Detalhar as particularidades e problemas relacionados a bens públicos.  Detalhar as particularidades e problemas relacionados a recursos comuns.
  • 3. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: CONCEITOS FUNDAMENTAIS  Bens com consumo excludente  Propriedade de um bem segundo a qual uma pessoa pode ser excluída ou impedida de consumir este bem.  Ou seja, podemos controlar que pode e que não pode usar o bem.  Bens com consumo Rival  Propriedade de um bem segundo a qual sua utilização por uma pessoa impede que outras pessoas possam utilizá-lo.  Ou seja, quando alguém usa o bem em questão, está reduzindo a chance de uso ou impedindo o uso deste bem por outras pessoas.
  • 4. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: BENS PRIVADOS  São bens com propriedades de exclusão e rivalidade.  Ou seja, podemos controlar quem pode usar ou não o bem, e o uso deste por alguém impede que outros indivíduos usem este bem.  Ex: Mercados de Casas, Roupas, Sorvete, Carros, etc..
  • 5. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: BENS PÚBLICOS  São bens que não são nem excludentes e nem rivais.  Ou seja, não podemos controlar quem pode usa ou não o bem, e o uso deste por alguém não impede que outros indivíduos usem este bem.  Ex: Defesa Nacional, Show de Fogos de Artifício, Benefício do Policiamento, Internet Wireless sem senha, etc..
  • 6. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: RECURSOS COMUNS  São bens que não são excludentes, mas são rivais.  Ou seja, não podemos controlar quem pode usa ou não o bem, e o uso deste por alguém impede que outros indivíduos usem este bem.  Ex: Petróleo in natura, Peixes no mar, Ar sem poluição, Estradas sem pedágio e com congestionamento, etc..
  • 7. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: MONOPÓLIOS NATURAIS  São bens que não são rivais, mas são excludentes.  Ou seja, podemos controlar quem pode usa ou não o bem, e o uso deste por alguém não impede que outros indivíduos usem este bem.  Ex: Segurança de bairro, TV a cabo, Internet wireless com senha, Estradas com pedágio e sem congestionamento, etc..
  • 8. DIFERENTES TIPOS DE BENS EM UMA ECONOMIA: QUADRO DE RESUMO Bem com consumo rival? Sim Não Sim Bem Privado Monopólio Natural Ex: Carros, Roupas, etc.. Ex: TV a cabo, etc.. Bem com consumo excludente? Recursos Comuns Bens públicos Não Ex: Peixes no mar, etc.. Ex: Defesa Nacional, etc..
  • 9. BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  São bens que não são nem excludentes e nem rivais.  Vantagem: Quando uma pessoa usa o bem isso não interfere na possibilidade de outro individuo utilizar este mesmo bem.  Desvantagem (Problema): Não controlamos que pode utilizar ou utilizou, assim não podemos cobrar pelo uso individual.
  • 10. BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  Problema do Carona (Free-rider):  Carona: Alguém que recebe o benefício de um bem, mas evita pagar por ele.  O problema surge quando alguns indivíduos pagam por um bem que gera externalidades positiva para pessoas que não pagaram. Ex: Um show de fogos de artifício.  O problema surge de uma externalidade positiva.  Como um indivíduo pode usufruir do bem sem ser obrigado a pagar por ele, haverá incentivo para este indivíduo se tonar um carona. Ex: Ver o show de fogos sem ter pago por ele.
  • 11. BENS PÚBLICOS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  Resultados possíveis desta situação são: Não realizar o show (não produzir o bem) ou cobrar de todos que podem usufruir do show (direta ou indiretamente) para realizá-lo (cobrar de pessoas que não usufruirão do bem ou não querem o bem).  Mercado privado por si só não produzirá estes em quantidade eficiente ou desejada pelo mercado.  O governo pode passar a ofertar este bem visando solucionar o problema.
  • 12. BENS PÚBLICOS: COMPLEXIDADE DA ANÁLISE CUSTO- BENEFÍCIO  Elaboração de estudos que comparem os custos potencias e benefícios potenciais de se fornecer um bem público para sociedade.  Podemos cobrar de todos e fornecer o bem ou não fornecê-lo, depende do resultado líquido no bem-estar social.  Fornecimento de bens públicos é mais complicado e subjetivo que o fornecimento de bens privados.
  • 13. RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  São bens que não são excludentes, mas são rivais.  Desvantagem 1 (Problema): Não controlamos que pode utilizar ou utilizou, assim não podemos cobrar pelo uso individual  Desvantagem 2 (Problema): Quando uma pessoa usa o bem isso interfere na possibilidade de outro indivíduo utilizar este mesmo bem.
  • 14. RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  Problema da tragédia dos comuns:  Observação de que recursos comuns (que não tem dono) serão mais utilizados do que o desejável do ponto de vista social.  Surge da existência de uma externalidade negativa.  Quanto mais se usa deste bem que “não tem dono” (bem da sociedade) menos temos deste bem para todos, ou seja, ao usar o bem gero uma externalidade negativa para os outros, que é uma menor disponibilidade do bem.  Com “medo de ficar sem” cada indivíduo vai usar o “máximo que conseguir” agora, fazendo com que o bem deixe de estar disponível para todos.
  • 15. RECURSOS COMUNS: CONCEITO E PARTICULARIDADES  Resultados desta situação: Geralmente indivíduos utilizarão um recurso comum em excesso, gerando a extinção da disponibilidade deste bem para a sociedade.  O governo pode resolver o problema, por meio de regulamentação do consumo ou criação de impostos que visem controlar o consumo do recurso comum.
  • 16. RECURSOS COMUNS: IMPORTÂNCIA DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE  Como no caso dos bens públicos e recursos comuns, o mercado falha na alocação eficiente de recursos porque os direitos de propriedade não estão claros ou bem estabelecidos.  Nestes casos, o governo pode potencialmente resolver o problema buscando tornar a alocação eficiente e aumentar o bem-estar econômico da sociedade.
  • 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  MANKIW, N. G. Introdução à Economia. São Paulo: Cengage Learning, 2009. 838 pg.  VASCONCELLOS, M. S. Economia, Micro e Macro, Atlas, 2002.