SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
ESTRUTURAS DE
MERCADO
TIPOS DE MERCADO
1
DEFINIÇÃO DE MERCADO
 É uma forma de intercâmbio na qual se realizam compras e
vendas de bens e serviços, pondo em contato compradores e
vendedores;
A DETERMINAÇÃO DO PREÇO E DA PRODUÇÃO, DEPENDE DE
DIFERENTES CONDIÇÕES DE MERCADO.
ESTRUTURAS DE MERCADO
2
 De um lado, produtos idênticos oferecidos por um
grande número de empresas. Neste caso, a
concorrência entre os ofertantes é considerada
perfeita. Do outro, um produto único, sem substitutos.
Um único fornecedor. Um monopólio, portanto.
ESTRUTURAS DE MERCADO
3
 Estes são os extremos no espectro das estruturas de
mercado, sob as quais as empresas podem estar
funcionando. É claro que não podem ser consideradas as
únicas estruturas de mercado predominantes no mundo
atual.
 Todas as estruturas que não se encaixam em uma
concorrência perfeita devem ser consideradas no âmbito de
uma concorrência imperfeita. Podemos dividir as estruturas
da seguinte maneira:
ESTRUTURAS DE MERCADO
4
 Concorrência Perfeita;
Monopólio;
Oligopólio;
Concorrência Monopolista;
Estruturas do Mercado de Fatores
Monopsônio
Oligopsônio
Monopólio Bilateral.
ESTRUTURAS DE MERCADO
5
6
Introdução
As várias formas ou estruturas de mercado dependem
fundamentalmente de 3 características:
I. número de empresas que compõem esse mercado;
II. tipo do produto (se as firmas fabricam produtos
idênticos ou diferenciados);
III. se existem ou não barreiras ao acesso de novas
empresas nesse mercado.
ESTRUTURAS DE MERCADO
 É um tipo de mercado em que há grande número de
vendedores (empresas), de tal sorte que uma empresa,
isoladamente, por ser insignificante, não afeta os níveis
de oferta do mercado e, consequentemente o preço de
equilíbrio;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
7
Características básicas:
Nesse tipo de mercado, devem prevalecer as seguintes premissas:
Mercado atomizado – mercado com infinitos vendedores e
compradores (como “átomos”), de forma que um agente isolado não tem
condições de afetar o preço de mercado. Assim, o preço de mercado é um
dado fixado para empresas e consumidores (são price-takers, isto é,
tomadores de preços pelo mercado);
 Produtos homogêneos – todas as firmas oferecem um produto
semelhante, homogêneo. Não há diferenças de embalagem, qualidade
nesse mercado.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
8
Características básicas:
Mobilidade de firmas: não há barreiras para o ingresso de empresas no
mercado.
Racionalidade: os empresários sempre maximizam lucro e os
consumidores maximizam satisfação ou utilidade derivada do consumo de
um bem, ou seja, os agentes agem racionalmente.
Transparência do mercado: consumidores e vendedores têm acesso a
toda informação relevante, sem custos, isto é, conhecem os preços,
qualidade, os custos , as receitas e os lucros dos concorrentes;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
9
Características básicas:
 O mercado determina o preço, e cada empresa aceitará o preço como
um dado fixo sobre o qual não pode influir;
 A empresa em regime de concorrência perfeita só fixa a quantidade a
ser vendida, pois o preço está fixado pelo mercado.
O mercado determina o preço, e cada empresa aceitará o preço como
um dado fixo sobre o qual não pode influir;
 Se a firma ofertar o produto a um preço abaixo do preço dos
concorrentes, a firma venderá toda a sua produção e não afetará o preço
de equilíbrio de mercado;
 E se ofertar o seu produto acima do preço de mercado, nada venderá;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
10
Características básicas:
 Nesse mercado os agentes devem competir pela eficiência
em custos, pois não poderão concorrer pela diferenciação de
produtos (que permitiria discriminar preços).
As empresas de um mercado possuem a mesma tecnologia,
a curto prazo, porém as instalações fixas das diferentes
empresas serão diferentes, de forma que os custos e os lucros
também serão diferentes;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
11
Características básicas:
Obs.: Uma característica do mercado em concorrência
perfeita é que, a longo prazo, não existem lucros extras ou
extraordinários (onde as receitas supram os custos), mas apenas
os chamados lucros normais, que representam a remuneração
implícita do empresário (seu custo de oportunidade, ou o que
ele ganharia se aplicasse seu capital em outra atividade.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Pura ou Perfeita
12
Teoria Microeconômica
( Teoria Neoclássica ou
Teoria Marginalista)
Empresas têm como objetivo
maior a maximização dos lucros
(a curto ou a longo prazo)
LT = RT – CT
LT = Lucro total;
RT = Receita total de vendas;
CT = Custo total de produção.
ESTRUTURAS DE MERCADO
13
Receita Total (RT)
Receita total (RT) é o valor monetário das vendas do
produto no mercado.
Assumindo que tudo o que é produzido será vendido, a
receita total é dada por:
Onde:
 P é o preço do produto (constante)
 Q é volume de produção por unidade de tempo
RT = P . Q
ESTRUTURAS DE MERCADO
14
Receita Média (RMe)
 Receita Média (RMe) é quanto em termos médios uma
unidade do produto contribui para a receita total.
 Uma vez que o preço é constante no mercado de
concorrência perfeita, a receita média é igual ao preço de
mercado.
P
Q
QP
Q
RT
RMe 
.
ESTRUTURAS DE MERCADO
15
LUCRO
Lucro () é a diferença entre a receita total e os
custos totais.
O lucro é o que restará para o dono do
empreendimento, após diminuir da receita total,
o pagamento dos fornecedores e a remuneração
aos fatores de produção (terra, trabalho, e
capital).
CTRT 
ESTRUTURAS DE MERCADO
16
A firma deverá escolher o nível de produção para qual a
diferença positiva entre RT e CT seja a maior possível
(máxima).
Definição:
Receita Marginal (RMg): é o acréscimo da receita total pela
venda de uma unidade adicional do produto.
Custo Marginal (CMg): é o acréscimo do custo total pela
produção de uma unidade adicional do produto.
ESTRUTURAS DE MERCADO
17
A maximização do lucro ocorre, em um nível de produção tal que a
receita marginal da última unidade produzida seja igual ao custo
marginal desta última unidade produzida.
RMg = CMg
Se:
 RMg > CMg  há interesse de aumentar a produção, pois cada
unidade adicional fabricada aumenta o lucro;
 RMg < CMg  há interesse de diminuir a produção, pois cada
unidade adicional que deixa de ser fabricada aumenta o lucro;
 RMg = CMg  há a maximização do lucro, sendo CMg crescente.
18
ESTRUTURAS DE MERCADO
Características básicas:
 Existe uma única firma dominando inteiramente a oferta,
de um lado, e todos os consumidores, de outro;
 Não há concorrência, nem produto substituto;
 O vendedor determina o preço;
 Os consumidores se submetem ás condições imposta pelo
vendedor, ou simplesmente deixarão de consumir o produto;
 Existem barreiras à entrada de firmas concorrentes.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Monopólio
19
As barreiras de acesso podem ocorrer de várias formas:
Monopólio puro ou natural: ocorre devido à alta escala de produção
requerida, exigindo um elevado montante de investimento. A empresa
monopolística já está estabelecida em grandes dimensões e tem condições
de operar com baixos custos. Torna-se muito difícil alguma empresa
conseguir oferecer a um preço equivalente à firma monopolista;
Patentes: direito único de produzir o bem. A patente impede a
produção de um dado produto por firmas concorrentes. Ex. Medicamentos;
Controle de matérias-primas chaves: como por exemplo, o controle das
minas de bauxita pelas empresas produtoras de alumínio;
Monopólio estatal ou institucional: protegido pela legislação,
normalmente em setores estratégicos ou de infraestrutura. Ex. Os serviços
de correios, energia, petróleo, ferrovia, etc.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Monopólio
20
Em razão dessas vantagens, o monopólio pode apresentar lucro
maior que outros setores;
Nesse sentido, é interessante distinguir lucro normal e lucro
extraordinário:
Lucro normal - inclui a remuneração do empresário e o seu
custo de oportunidade;
 Lucro extraordinário - situação do monopólio que permite
ao monopolista auferir um lucro acima do lucro normal;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Monopólio
21
Definido de duas formas:
 Oligopólio concentrado: pequeno nº de empresas no setor. Ex.
Indústria automobilística ou;
 Oligopólio competitivo: um pequeno nº de empresas domina
um setor com muitas empresas. Ex.: Antártica e Coca-Cola.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
22
Características básicas:
 Existência de um número pequeno de produtores;
 As firmas produzem bens que são substitutos próximos entre si;
 As decisões de produção e preço são interdependentes;
 Dificuldade na entrada de novas firmas;
 Possibilidade de formação de cartéis.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
23
Características básicas:
 As decisões das empresas quanto à produção e preço são
interligadas.
o Se uma empresa rebaixar o preço de seu produto para aumentar sua
fatia do mercado, será acompanhada pelas demais empresas.
o Se uma empresa produzir acima de sua fatia de mercado, terá que
carregar estoques.
 Existência de dificuldades para entrar neste mercado.
o Da mesma forma que no monopólio, existem barreiras que, impede a
entrada e saída de novas firmas no mercado;
o As barreiras à entrada podem ser tecnológicas, ou o alto valor do capital
necessário à produção, entre outras razões.;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
24
Tipos de Oligopólio
 Oligopólio conveniente e não organizado:
o São feitos acordos informais entre as empresas para
estabelecer os níveis de preço e produção;
o Se uma firma consegue, por exemplo, níveis de custos mais
baixos, os seus preços serão menores e ditarão
necessariamente os preços das demais.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
25
Tipos de Oligopólio
 Oligopólio conveniente e organizado:
o Consiste nos cartéis, definidos como organizações de
produtores dentro de uma indústria para diminuir a
concorrência predatória entre eles;
o O cartel fixa preços e a repartição (cota) do mercado entre
as empresas.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
26
Tipos de Oligopólio
 Oligopólio conveniente e organizado:
 As cotas podem ser:
• Perfeitas (cartel perfeito): todas as empresas têm a
mesma participação. A administração do cartel fixa um
preço comum e divide igualmente o mercado, agindo
como um bloco monopolista – “Solução de Monopólio”
• Imperfeitas (cartel imperfeito): existem empresas líderes
que fixam os preços e ficam com a maior cota. As demais
empresas concordam em seguir os preços da líder.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
27
Tipos de Oligopólio
 Oligopólio não conveniente e não organizado:
o A ação independente das firmas pode levar à guerra de
preços;
o Para qualquer decisão têm-se que levar em consideração a
reação das demais firmas;
o Se uma firma aumentar o preço e as demais não, diminuirá
vendas e perderá mercado;
o Se abaixar preços e as demais não, poderá ganhar, mas se as
outras também abaixarem, ganhará menos mercado.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
28
Efeitos do mercado oligopolista
 A produção é menor e o preço é maior do que em concorrência
perfeita, como ocorre em qualquer mercado que não seja
aquele;
 A distribuição de renda é pior devido à manutenção de lucros
extraordinários no longo prazo;
 A existência de lucros extraordinários indica que o consumidor
desejaria uma produção maior e um preço menor;
o Por outro lado, a alocação de parte desses lucros para pesquisas
permitem inovações, que resultam em produtos mais aperfeiçoados.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
29
A competição entre as firmas do oligopólio
 Visto que cada firma reluta em invadir o mercado alheio pelas
reduções de preço, evitando as reações imprevisíveis das rivais,
são utilizados os seguintes instrumentos de competição;
o Propaganda – a publicidade é utilizada para conquistar clientes fiéis. Tal
medida aumenta os custos, mas possibilita um aumento maior nas
receitas.;
o Diferenciação no produto – as inovações e os aperfeiçoamentos
constantes auxiliam na conquista e na preservação de clientes;
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
30
São exemplos de oligopólios:
X
X
ESTRUTURAS DE MERCADO
Oligopólio
31
Concorrência monopolista é uma estrutura de mercado que contém
elementos da concorrência perfeita e do monopólio, ficando em situação
intermediária entre as duas formas de organização de mercado.
Características básicas:
 Grande número de firmas;
 Cada uma das firmas é pequena em relação ao tamanho do mercado;
 As firmas produzem bens diferenciados, mas que são substitutos
próximos entre si;
 Existe um grande número de compradores, que são pequenos,
individualmente, em relação ao tamanho do mercado.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
32
Características básicas:
 Cada empresa tem um certo poder sobre os preços, dado que os
produtos são diferenciados, e o consumidor tem opções de escolha,
de acordo com sua preferência;
 As firmas tentam manter ou aumentar sua porção de mercado
através de uma "guerra de publicidade”.
 Existe livre entrada e saída de firmas do mercado.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
33
A diferenciação dos produtos se dá de vários modos:
 Diferentes características dos produtos produzidos por cada
firma;
 Qualidade, marca (griffe), padrão de acabamento,;
 Assistência técnica e atendimento pós venda;
 Diferenças induzidas pela publicidade;
 Manutenção e Embalagem.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
34
Poder de mercado:
 A diferenciação do produto faz com que cada produtor tenha alguma
liberdade para aumentar ou diminuir os preços;
 Assim o concorrente monopolista tem algum poder de alterar o seu
preço:
o Mais do que na concorrência perfeita;
o Mas menos do que no monopólio.
 O fato de existirem substitutos próximos faz com que os
consumidores não estejam dispostos a suportar aumentos
significativos do preço.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
35
Equilíbrio de longo prazo:
 Não se maximiza o bem-estar social – devido ao poder de mercado, o
preço excede o custo marginal;
 Existe um excesso de capacidade – a quantidade agregada poderia ser
produzida com um número menor de firmas e um menor custo
unitário;
 Existência de lucros normais – Como em concorrência perfeita. Os
lucros extraordinários a curto prazo atraem novas firmas para o
mercado, aumentando a oferta do produto, até chegar-se a um ponto
em que persistirão lucros normais, quando então cessa a entrada de
concorrentes.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
36
Exemplos:
 Lojas de confecções;
 Restaurantes;
 Sabonetes (diferentes marcas);
 Produtos de limpeza e higiene pessoal.
ESTRUTURAS DE MERCADO
Concorrência Monopolista
37
Características
Concorrência
Perfeita
Monopólio Oligopólio
Concorrência
Monopolista
1. Quanto ao
número de
empresas
Muito grande
Só há uma
empresa
Pequeno Grande
2. Quanto ao
produto
Homogêneo.
Não há
diferenças
Não há
substitutos
próximos
Pode ser
homogêneo ou
diferenciado
Diferenciado
3. Quanto ao
controle das
empresas sobre
os preços
Não há
possibilidade de
manobras pelas
empresas
As empresas
têm grande
poder para
manter preços
relativamente
elevados
Embora
dificultado pela
interdependênc
ia entre as
empresas,
estas tendem a
formar cartéis
Pouca margem
de manobra,
devido à
existência de
substitutos
próximo.
ESTRUTURAS DE MERCADO
38
Características
Concorrência
Perfeita
Monopólio Oligopólio
Concorrência
Monopolista
4. Quanto à
concorrência
extrapreço
Não é possível
Nem seria
eficaz.
A empresa
geralmente
recorre a
campanhas
institucionais
É intensa,
sobretudo
quando há
diferenciação
do produto
É intensa
5. Quanto as
condições de
ingresso no
mercado
Não há
barreiras
Barreiras de
acesso de novas
empresas
Barreiras de
acesso de novas
empresas
Não há
barreiras
39
O mercado de fatores de produção – mão de obra,
capital, terra e tecnologia – também apresenta
diferentes estruturas.
Monopsônio
Oligopsônio
Estruturas do Mercado de Fatores
40
Características básicas:
 No mercado monopsônio existe somente um comprador para
muitos vendedores dos serviços dos insumos;
 A empresa compradora impõe um preço de compra do produto
ou serviço;
o Ex. Fumo, Leite etc.
 Se desejar aumentar a oferta do produto ou serviço a empresa
compradora eleva o preço de compra.
 Poder de monopsônio é a capacidade de um comprador afetar
o preço do bem, fazendo com que este seja inferior ao preço
que prevaleceria em um mercado competitivo
Monopsônio
Estruturas do Mercado de Fatores
41
Características básicas:
 Existem poucos compradores (sendo que alguns deles detém parcela
elevada do mercado);
 Os compradores conseguem impor um preço de compra dos produtos aos
produtores.
 Tal preço de compra não deve desestimular os produtores, mas não é de
magnitude que compense os compradores a executarem ele próprios a
produção.
o Exemplo: indústria de laticínios. Em cada cidade existem dois ou três
laticínios que adquirem a maior parte do leite dos inúmeros produtores
rurais locais.
o A indústria automobilística, além de oligopolista no mercado de bens e
serviços, também é oligopsonista na compra de autopeças.
Oligopsônio
Estruturas do Mercado de Fatores
42
ESTRUTURAS DE MERCADO
Monopólio Bilateral
Características básicas:
 Existe apenas um produtor (um monopolista) e um consumidor
(um monopsonista).
 O preço e a quantidade transacionada são feitos por acordo:
o Monopolista deseja vender dada quantidade de produto por um
preço.
o Monopsonista deseja obter a mesma quantidade por um preço
diferente daquele pretendido pelo monopolista.
43
BIBLIOGRAFIA
ROSSETTI, J.- “Introdução à Economia”. São Paulo: Atlas, 20a ed.,
2003.
VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de. Economia: Micro e
Macro. São Paulo. Atlas. 2002.
VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de e GARCIA, Manuel
Enriquez. Fundamentos de Economia. 2ª ed. São Paulo: Saraiva,
2005.
44

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
Jenny Fortes
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
Luciano Pires
 
Conceitos economicos
Conceitos economicosConceitos economicos
Conceitos economicos
gustavosmotta
 
Perguntas e respostas economia
Perguntas e respostas economiaPerguntas e respostas economia
Perguntas e respostas economia
razonetecontabil
 

Mais procurados (20)

Aula inicial economia
Aula inicial economiaAula inicial economia
Aula inicial economia
 
Aula 6 monopólio
Aula 6   monopólioAula 6   monopólio
Aula 6 monopólio
 
Decisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolistaDecisão da empresa monopolista
Decisão da empresa monopolista
 
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
 
Teoria da produção
Teoria da produçãoTeoria da produção
Teoria da produção
 
Aula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalAula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado Global
 
Bens e Serviços
Bens e ServiçosBens e Serviços
Bens e Serviços
 
04 Introdução à Microeconomia
04   Introdução à Microeconomia04   Introdução à Microeconomia
04 Introdução à Microeconomia
 
Fundamentos de economia
Fundamentos de economiaFundamentos de economia
Fundamentos de economia
 
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências EconômicasIntrodução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
 
Fundamentos de economia e mercado
Fundamentos de economia e mercadoFundamentos de economia e mercado
Fundamentos de economia e mercado
 
Decisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivosDecisão da empresa em mercados competitivos
Decisão da empresa em mercados competitivos
 
Introdução a economia
Introdução a economiaIntrodução a economia
Introdução a economia
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
 
Os 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economiaOs 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economia
 
Conceitos economicos
Conceitos economicosConceitos economicos
Conceitos economicos
 
Perguntas e respostas economia
Perguntas e respostas economiaPerguntas e respostas economia
Perguntas e respostas economia
 
Estrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - OligopólioEstrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - Oligopólio
 
Macroeconomia -aula 1
Macroeconomia -aula  1Macroeconomia -aula  1
Macroeconomia -aula 1
 

Semelhante a Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia

Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptxAula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
mercadofinanceiro
 
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
turmainformaticadegestao
 
Vicente (shin chan)
Vicente (shin chan)Vicente (shin chan)
Vicente (shin chan)
turma10ig
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercado
Agassis Rodrigues
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
turmaec11a
 

Semelhante a Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia (20)

Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptxAula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
Aula_ Estrutura de Mercado_Concorrência, Monopolio e Oligopolio (1).pptx
 
Estruturas de mercado-1. Economia e finanças
Estruturas de mercado-1. Economia e finançasEstruturas de mercado-1. Economia e finanças
Estruturas de mercado-1. Economia e finanças
 
Eco5
Eco5Eco5
Eco5
 
28106966 aulas-de-fundamentos-de-economia
28106966 aulas-de-fundamentos-de-economia28106966 aulas-de-fundamentos-de-economia
28106966 aulas-de-fundamentos-de-economia
 
Resumo p1 economia mariusa
Resumo p1  economia   mariusaResumo p1  economia   mariusa
Resumo p1 economia mariusa
 
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
 
AULA ESTRUTURAS DE MERCADO (1).ppt
AULA ESTRUTURAS DE MERCADO (1).pptAULA ESTRUTURAS DE MERCADO (1).ppt
AULA ESTRUTURAS DE MERCADO (1).ppt
 
Mercados de concorrência perfeita
Mercados de concorrência perfeitaMercados de concorrência perfeita
Mercados de concorrência perfeita
 
3estruturasdemercado
3estruturasdemercado3estruturasdemercado
3estruturasdemercado
 
16840.PPT
16840.PPT16840.PPT
16840.PPT
 
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
 
Aula 5 - Estrutura do Mercado.pptx
Aula 5 - Estrutura do Mercado.pptxAula 5 - Estrutura do Mercado.pptx
Aula 5 - Estrutura do Mercado.pptx
 
Júlio melo
Júlio meloJúlio melo
Júlio melo
 
Estruturas de mercado
Estruturas de mercadoEstruturas de mercado
Estruturas de mercado
 
EstruturaS de Mercado
EstruturaS de MercadoEstruturaS de Mercado
EstruturaS de Mercado
 
Vicente (shin chan)
Vicente (shin chan)Vicente (shin chan)
Vicente (shin chan)
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercado
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
 
4304 11204-1-pb
4304 11204-1-pb4304 11204-1-pb
4304 11204-1-pb
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
 

Mais de Na Silva

Mais de Na Silva (6)

Cure seu Corpo - Louise Hay
Cure seu Corpo - Louise Hay Cure seu Corpo - Louise Hay
Cure seu Corpo - Louise Hay
 
1001 Questões comentadas de AFO (cespe) - Admnistração financeira e orçament...
1001 Questões comentadas de AFO (cespe)  - Admnistração financeira e orçament...1001 Questões comentadas de AFO (cespe)  - Admnistração financeira e orçament...
1001 Questões comentadas de AFO (cespe) - Admnistração financeira e orçament...
 
500 Exercícios da Lei 8112 Comentadas - PROF. PAULO LUSTOSA
500 Exercícios da Lei 8112 Comentadas - PROF. PAULO LUSTOSA500 Exercícios da Lei 8112 Comentadas - PROF. PAULO LUSTOSA
500 Exercícios da Lei 8112 Comentadas - PROF. PAULO LUSTOSA
 
Produção e custos - Macroeconomia e Microeconomia
Produção e custos -   Macroeconomia e Microeconomia Produção e custos -   Macroeconomia e Microeconomia
Produção e custos - Macroeconomia e Microeconomia
 
Elasticidade - Macroeconomia e Microeconomia
Elasticidade - Macroeconomia e Microeconomia Elasticidade - Macroeconomia e Microeconomia
Elasticidade - Macroeconomia e Microeconomia
 
1001 Questões de Informática
1001 Questões de Informática 1001 Questões de Informática
1001 Questões de Informática
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 

Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia

  • 2. DEFINIÇÃO DE MERCADO  É uma forma de intercâmbio na qual se realizam compras e vendas de bens e serviços, pondo em contato compradores e vendedores; A DETERMINAÇÃO DO PREÇO E DA PRODUÇÃO, DEPENDE DE DIFERENTES CONDIÇÕES DE MERCADO. ESTRUTURAS DE MERCADO 2
  • 3.  De um lado, produtos idênticos oferecidos por um grande número de empresas. Neste caso, a concorrência entre os ofertantes é considerada perfeita. Do outro, um produto único, sem substitutos. Um único fornecedor. Um monopólio, portanto. ESTRUTURAS DE MERCADO 3
  • 4.  Estes são os extremos no espectro das estruturas de mercado, sob as quais as empresas podem estar funcionando. É claro que não podem ser consideradas as únicas estruturas de mercado predominantes no mundo atual.  Todas as estruturas que não se encaixam em uma concorrência perfeita devem ser consideradas no âmbito de uma concorrência imperfeita. Podemos dividir as estruturas da seguinte maneira: ESTRUTURAS DE MERCADO 4
  • 5.  Concorrência Perfeita; Monopólio; Oligopólio; Concorrência Monopolista; Estruturas do Mercado de Fatores Monopsônio Oligopsônio Monopólio Bilateral. ESTRUTURAS DE MERCADO 5
  • 6. 6 Introdução As várias formas ou estruturas de mercado dependem fundamentalmente de 3 características: I. número de empresas que compõem esse mercado; II. tipo do produto (se as firmas fabricam produtos idênticos ou diferenciados); III. se existem ou não barreiras ao acesso de novas empresas nesse mercado. ESTRUTURAS DE MERCADO
  • 7.  É um tipo de mercado em que há grande número de vendedores (empresas), de tal sorte que uma empresa, isoladamente, por ser insignificante, não afeta os níveis de oferta do mercado e, consequentemente o preço de equilíbrio; ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 7
  • 8. Características básicas: Nesse tipo de mercado, devem prevalecer as seguintes premissas: Mercado atomizado – mercado com infinitos vendedores e compradores (como “átomos”), de forma que um agente isolado não tem condições de afetar o preço de mercado. Assim, o preço de mercado é um dado fixado para empresas e consumidores (são price-takers, isto é, tomadores de preços pelo mercado);  Produtos homogêneos – todas as firmas oferecem um produto semelhante, homogêneo. Não há diferenças de embalagem, qualidade nesse mercado. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 8
  • 9. Características básicas: Mobilidade de firmas: não há barreiras para o ingresso de empresas no mercado. Racionalidade: os empresários sempre maximizam lucro e os consumidores maximizam satisfação ou utilidade derivada do consumo de um bem, ou seja, os agentes agem racionalmente. Transparência do mercado: consumidores e vendedores têm acesso a toda informação relevante, sem custos, isto é, conhecem os preços, qualidade, os custos , as receitas e os lucros dos concorrentes; ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 9
  • 10. Características básicas:  O mercado determina o preço, e cada empresa aceitará o preço como um dado fixo sobre o qual não pode influir;  A empresa em regime de concorrência perfeita só fixa a quantidade a ser vendida, pois o preço está fixado pelo mercado. O mercado determina o preço, e cada empresa aceitará o preço como um dado fixo sobre o qual não pode influir;  Se a firma ofertar o produto a um preço abaixo do preço dos concorrentes, a firma venderá toda a sua produção e não afetará o preço de equilíbrio de mercado;  E se ofertar o seu produto acima do preço de mercado, nada venderá; ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 10
  • 11. Características básicas:  Nesse mercado os agentes devem competir pela eficiência em custos, pois não poderão concorrer pela diferenciação de produtos (que permitiria discriminar preços). As empresas de um mercado possuem a mesma tecnologia, a curto prazo, porém as instalações fixas das diferentes empresas serão diferentes, de forma que os custos e os lucros também serão diferentes; ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 11
  • 12. Características básicas: Obs.: Uma característica do mercado em concorrência perfeita é que, a longo prazo, não existem lucros extras ou extraordinários (onde as receitas supram os custos), mas apenas os chamados lucros normais, que representam a remuneração implícita do empresário (seu custo de oportunidade, ou o que ele ganharia se aplicasse seu capital em outra atividade. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Pura ou Perfeita 12
  • 13. Teoria Microeconômica ( Teoria Neoclássica ou Teoria Marginalista) Empresas têm como objetivo maior a maximização dos lucros (a curto ou a longo prazo) LT = RT – CT LT = Lucro total; RT = Receita total de vendas; CT = Custo total de produção. ESTRUTURAS DE MERCADO 13
  • 14. Receita Total (RT) Receita total (RT) é o valor monetário das vendas do produto no mercado. Assumindo que tudo o que é produzido será vendido, a receita total é dada por: Onde:  P é o preço do produto (constante)  Q é volume de produção por unidade de tempo RT = P . Q ESTRUTURAS DE MERCADO 14
  • 15. Receita Média (RMe)  Receita Média (RMe) é quanto em termos médios uma unidade do produto contribui para a receita total.  Uma vez que o preço é constante no mercado de concorrência perfeita, a receita média é igual ao preço de mercado. P Q QP Q RT RMe  . ESTRUTURAS DE MERCADO 15
  • 16. LUCRO Lucro () é a diferença entre a receita total e os custos totais. O lucro é o que restará para o dono do empreendimento, após diminuir da receita total, o pagamento dos fornecedores e a remuneração aos fatores de produção (terra, trabalho, e capital). CTRT  ESTRUTURAS DE MERCADO 16
  • 17. A firma deverá escolher o nível de produção para qual a diferença positiva entre RT e CT seja a maior possível (máxima). Definição: Receita Marginal (RMg): é o acréscimo da receita total pela venda de uma unidade adicional do produto. Custo Marginal (CMg): é o acréscimo do custo total pela produção de uma unidade adicional do produto. ESTRUTURAS DE MERCADO 17
  • 18. A maximização do lucro ocorre, em um nível de produção tal que a receita marginal da última unidade produzida seja igual ao custo marginal desta última unidade produzida. RMg = CMg Se:  RMg > CMg  há interesse de aumentar a produção, pois cada unidade adicional fabricada aumenta o lucro;  RMg < CMg  há interesse de diminuir a produção, pois cada unidade adicional que deixa de ser fabricada aumenta o lucro;  RMg = CMg  há a maximização do lucro, sendo CMg crescente. 18 ESTRUTURAS DE MERCADO
  • 19. Características básicas:  Existe uma única firma dominando inteiramente a oferta, de um lado, e todos os consumidores, de outro;  Não há concorrência, nem produto substituto;  O vendedor determina o preço;  Os consumidores se submetem ás condições imposta pelo vendedor, ou simplesmente deixarão de consumir o produto;  Existem barreiras à entrada de firmas concorrentes. ESTRUTURAS DE MERCADO Monopólio 19
  • 20. As barreiras de acesso podem ocorrer de várias formas: Monopólio puro ou natural: ocorre devido à alta escala de produção requerida, exigindo um elevado montante de investimento. A empresa monopolística já está estabelecida em grandes dimensões e tem condições de operar com baixos custos. Torna-se muito difícil alguma empresa conseguir oferecer a um preço equivalente à firma monopolista; Patentes: direito único de produzir o bem. A patente impede a produção de um dado produto por firmas concorrentes. Ex. Medicamentos; Controle de matérias-primas chaves: como por exemplo, o controle das minas de bauxita pelas empresas produtoras de alumínio; Monopólio estatal ou institucional: protegido pela legislação, normalmente em setores estratégicos ou de infraestrutura. Ex. Os serviços de correios, energia, petróleo, ferrovia, etc. ESTRUTURAS DE MERCADO Monopólio 20
  • 21. Em razão dessas vantagens, o monopólio pode apresentar lucro maior que outros setores; Nesse sentido, é interessante distinguir lucro normal e lucro extraordinário: Lucro normal - inclui a remuneração do empresário e o seu custo de oportunidade;  Lucro extraordinário - situação do monopólio que permite ao monopolista auferir um lucro acima do lucro normal; ESTRUTURAS DE MERCADO Monopólio 21
  • 22. Definido de duas formas:  Oligopólio concentrado: pequeno nº de empresas no setor. Ex. Indústria automobilística ou;  Oligopólio competitivo: um pequeno nº de empresas domina um setor com muitas empresas. Ex.: Antártica e Coca-Cola. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 22
  • 23. Características básicas:  Existência de um número pequeno de produtores;  As firmas produzem bens que são substitutos próximos entre si;  As decisões de produção e preço são interdependentes;  Dificuldade na entrada de novas firmas;  Possibilidade de formação de cartéis. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 23
  • 24. Características básicas:  As decisões das empresas quanto à produção e preço são interligadas. o Se uma empresa rebaixar o preço de seu produto para aumentar sua fatia do mercado, será acompanhada pelas demais empresas. o Se uma empresa produzir acima de sua fatia de mercado, terá que carregar estoques.  Existência de dificuldades para entrar neste mercado. o Da mesma forma que no monopólio, existem barreiras que, impede a entrada e saída de novas firmas no mercado; o As barreiras à entrada podem ser tecnológicas, ou o alto valor do capital necessário à produção, entre outras razões.; ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 24
  • 25. Tipos de Oligopólio  Oligopólio conveniente e não organizado: o São feitos acordos informais entre as empresas para estabelecer os níveis de preço e produção; o Se uma firma consegue, por exemplo, níveis de custos mais baixos, os seus preços serão menores e ditarão necessariamente os preços das demais. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 25
  • 26. Tipos de Oligopólio  Oligopólio conveniente e organizado: o Consiste nos cartéis, definidos como organizações de produtores dentro de uma indústria para diminuir a concorrência predatória entre eles; o O cartel fixa preços e a repartição (cota) do mercado entre as empresas. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 26
  • 27. Tipos de Oligopólio  Oligopólio conveniente e organizado:  As cotas podem ser: • Perfeitas (cartel perfeito): todas as empresas têm a mesma participação. A administração do cartel fixa um preço comum e divide igualmente o mercado, agindo como um bloco monopolista – “Solução de Monopólio” • Imperfeitas (cartel imperfeito): existem empresas líderes que fixam os preços e ficam com a maior cota. As demais empresas concordam em seguir os preços da líder. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 27
  • 28. Tipos de Oligopólio  Oligopólio não conveniente e não organizado: o A ação independente das firmas pode levar à guerra de preços; o Para qualquer decisão têm-se que levar em consideração a reação das demais firmas; o Se uma firma aumentar o preço e as demais não, diminuirá vendas e perderá mercado; o Se abaixar preços e as demais não, poderá ganhar, mas se as outras também abaixarem, ganhará menos mercado. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 28
  • 29. Efeitos do mercado oligopolista  A produção é menor e o preço é maior do que em concorrência perfeita, como ocorre em qualquer mercado que não seja aquele;  A distribuição de renda é pior devido à manutenção de lucros extraordinários no longo prazo;  A existência de lucros extraordinários indica que o consumidor desejaria uma produção maior e um preço menor; o Por outro lado, a alocação de parte desses lucros para pesquisas permitem inovações, que resultam em produtos mais aperfeiçoados. ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 29
  • 30. A competição entre as firmas do oligopólio  Visto que cada firma reluta em invadir o mercado alheio pelas reduções de preço, evitando as reações imprevisíveis das rivais, são utilizados os seguintes instrumentos de competição; o Propaganda – a publicidade é utilizada para conquistar clientes fiéis. Tal medida aumenta os custos, mas possibilita um aumento maior nas receitas.; o Diferenciação no produto – as inovações e os aperfeiçoamentos constantes auxiliam na conquista e na preservação de clientes; ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 30
  • 31. São exemplos de oligopólios: X X ESTRUTURAS DE MERCADO Oligopólio 31
  • 32. Concorrência monopolista é uma estrutura de mercado que contém elementos da concorrência perfeita e do monopólio, ficando em situação intermediária entre as duas formas de organização de mercado. Características básicas:  Grande número de firmas;  Cada uma das firmas é pequena em relação ao tamanho do mercado;  As firmas produzem bens diferenciados, mas que são substitutos próximos entre si;  Existe um grande número de compradores, que são pequenos, individualmente, em relação ao tamanho do mercado. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 32
  • 33. Características básicas:  Cada empresa tem um certo poder sobre os preços, dado que os produtos são diferenciados, e o consumidor tem opções de escolha, de acordo com sua preferência;  As firmas tentam manter ou aumentar sua porção de mercado através de uma "guerra de publicidade”.  Existe livre entrada e saída de firmas do mercado. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 33
  • 34. A diferenciação dos produtos se dá de vários modos:  Diferentes características dos produtos produzidos por cada firma;  Qualidade, marca (griffe), padrão de acabamento,;  Assistência técnica e atendimento pós venda;  Diferenças induzidas pela publicidade;  Manutenção e Embalagem. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 34
  • 35. Poder de mercado:  A diferenciação do produto faz com que cada produtor tenha alguma liberdade para aumentar ou diminuir os preços;  Assim o concorrente monopolista tem algum poder de alterar o seu preço: o Mais do que na concorrência perfeita; o Mas menos do que no monopólio.  O fato de existirem substitutos próximos faz com que os consumidores não estejam dispostos a suportar aumentos significativos do preço. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 35
  • 36. Equilíbrio de longo prazo:  Não se maximiza o bem-estar social – devido ao poder de mercado, o preço excede o custo marginal;  Existe um excesso de capacidade – a quantidade agregada poderia ser produzida com um número menor de firmas e um menor custo unitário;  Existência de lucros normais – Como em concorrência perfeita. Os lucros extraordinários a curto prazo atraem novas firmas para o mercado, aumentando a oferta do produto, até chegar-se a um ponto em que persistirão lucros normais, quando então cessa a entrada de concorrentes. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 36
  • 37. Exemplos:  Lojas de confecções;  Restaurantes;  Sabonetes (diferentes marcas);  Produtos de limpeza e higiene pessoal. ESTRUTURAS DE MERCADO Concorrência Monopolista 37
  • 38. Características Concorrência Perfeita Monopólio Oligopólio Concorrência Monopolista 1. Quanto ao número de empresas Muito grande Só há uma empresa Pequeno Grande 2. Quanto ao produto Homogêneo. Não há diferenças Não há substitutos próximos Pode ser homogêneo ou diferenciado Diferenciado 3. Quanto ao controle das empresas sobre os preços Não há possibilidade de manobras pelas empresas As empresas têm grande poder para manter preços relativamente elevados Embora dificultado pela interdependênc ia entre as empresas, estas tendem a formar cartéis Pouca margem de manobra, devido à existência de substitutos próximo. ESTRUTURAS DE MERCADO 38
  • 39. Características Concorrência Perfeita Monopólio Oligopólio Concorrência Monopolista 4. Quanto à concorrência extrapreço Não é possível Nem seria eficaz. A empresa geralmente recorre a campanhas institucionais É intensa, sobretudo quando há diferenciação do produto É intensa 5. Quanto as condições de ingresso no mercado Não há barreiras Barreiras de acesso de novas empresas Barreiras de acesso de novas empresas Não há barreiras 39
  • 40. O mercado de fatores de produção – mão de obra, capital, terra e tecnologia – também apresenta diferentes estruturas. Monopsônio Oligopsônio Estruturas do Mercado de Fatores 40
  • 41. Características básicas:  No mercado monopsônio existe somente um comprador para muitos vendedores dos serviços dos insumos;  A empresa compradora impõe um preço de compra do produto ou serviço; o Ex. Fumo, Leite etc.  Se desejar aumentar a oferta do produto ou serviço a empresa compradora eleva o preço de compra.  Poder de monopsônio é a capacidade de um comprador afetar o preço do bem, fazendo com que este seja inferior ao preço que prevaleceria em um mercado competitivo Monopsônio Estruturas do Mercado de Fatores 41
  • 42. Características básicas:  Existem poucos compradores (sendo que alguns deles detém parcela elevada do mercado);  Os compradores conseguem impor um preço de compra dos produtos aos produtores.  Tal preço de compra não deve desestimular os produtores, mas não é de magnitude que compense os compradores a executarem ele próprios a produção. o Exemplo: indústria de laticínios. Em cada cidade existem dois ou três laticínios que adquirem a maior parte do leite dos inúmeros produtores rurais locais. o A indústria automobilística, além de oligopolista no mercado de bens e serviços, também é oligopsonista na compra de autopeças. Oligopsônio Estruturas do Mercado de Fatores 42
  • 43. ESTRUTURAS DE MERCADO Monopólio Bilateral Características básicas:  Existe apenas um produtor (um monopolista) e um consumidor (um monopsonista).  O preço e a quantidade transacionada são feitos por acordo: o Monopolista deseja vender dada quantidade de produto por um preço. o Monopsonista deseja obter a mesma quantidade por um preço diferente daquele pretendido pelo monopolista. 43
  • 44. BIBLIOGRAFIA ROSSETTI, J.- “Introdução à Economia”. São Paulo: Atlas, 20a ed., 2003. VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de. Economia: Micro e Macro. São Paulo. Atlas. 2002. VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de e GARCIA, Manuel Enriquez. Fundamentos de Economia. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2005. 44