Cultura Organizacional 2

12.902 visualizações

Publicada em

Escolas de pensamento em administração determinam o modo como as empresas se organizam; Taylor, Fayol, Weber, Fordismo, Toyotismo, Volvoismo, todas estas escolas criaram o mundo organizacional atual e explicam sucessos e fracassos; Aula 2 da disciplina Cultura Organizacional da pós-graduação da Fundação Santo André

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.902
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
85
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.229
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura Organizacional 2

  1. 1. Cultura 2 Organizacional As dimensões ocultas das organizações Escola de pensamento em administração e poder e consentimento nas organizações Armando Levy
  2. 2. Armando Levy Mestre em Teoria e Pesquisa em Comunicação/USP Especialista em Gestão de Comunicação/USP Especialista em Tecnologias da Informação Aplicadas à Nova Economia/FGV Professor de Comunicação e Cultura Organizacional na Universidade Metodista, FEI e FSA Consultor do Núcleo de Formação Profissional da Câmara Brasil-Alemanha Diretor da e-Press Comunicação armando@epress.com.br 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 2
  3. 3. A origem das coisas A realidade é uma construção social Os modos de fazer e pensar são definidos socialmente Ao longo do tempo se cristalizam Tornam-se dados da cultura Passam a ser “automáticos” Tornam-se “verdades sociais” Viram uma “escola de pensamento” 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 3
  4. 4. Escolas de Pensamento em Administração Escolas de pensamento em administração focaram sempre no controle do trabalhador Taylor Fayol Weber Fordismo Toyotismo Volvoismo 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 4
  5. 5. Administração Científica Frederick Taylor (1856-1915) Engenheiro mecânico Propõe a “Administração Científica” Recomenda em 1911 um sistema baseado em Análise do trabalho Simplificação das operações Busca do “best way” Treinamento do mais apto Incentivo salarial por maior produção 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 5
  6. 6. Os pesadelos de Taylor Taylor era um homem perturbado Contava passos de casa até o trabalho e tentava fazer a caminhada a cada dia mais curta Tinha pesadelos horríveis Achou que dormindo em pé resolveria seus problemas Sua sede por controle era incontrolável 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 6
  7. 7. As práticas tayloristas Veja neste vídeo, que conta a história do teclado, como funcionam as práticas tayloristas Veja em seguida a crítica de Chaplin ao taylorismo 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 7
  8. 8. Administração Industrial Em 1916, Henri Fayol, francês, Engenheiro de Minas, lança o clássico Administração Industrial e Geral Para ele, a gestão do trabalho implicava em: Planejamento Organização Comando Coordenação de atividades Controle de performance 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 8
  9. 9. Os 14 princípios de Fayol 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 9
  10. 10. Teoria da Burocracia Max Weber, sociólogo alemão, com grande contribuição em pesquisa social, cria uma teoria das estruturas de autoridade Seus trabalhos, traduzidos nos EUA por Talcott Parson, dão origem à Teoria da Burocracia nos anos 40 Weber acreditava que a burocracia era positiva, pois padroniza comportamentos, atitudes, expectativas, facilitando as operações 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 10
  11. 11. Organização fria, racional A Teoria da Burocracia prega a racionalização do trabalho com foco em eficiência através de: Divisão do trabalho Hierarquia (autoridade) Normas (para uniformizar e controlar as ações dos empregados) Impessoalidade nas relações Competência profissional é a base da ascensão na carreira 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 11
  12. 12. Fordismo O Fordismo preconiza: Produção em massa Para mercado de massa Gerando riqueza social Surgimento dos sindicatos Direitos trabalhistas Classes médias consumidoras Fordismo & Taylorismo Feitos um para o outro 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 12
  13. 13. O nascimento da Ford Este filme mostra o nascimento da Ford, o perfil de seu fundador, os conceitos básicos e essenciais do fordismo, especialmente... CONTROLE DO TRABALHO 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 13
  14. 14. Toyotismo O Toyotismo, originado na Toyota, no Japão, é uma “evolução” do Fordismo Tem como slogan: “Proteger nossa empresa para proteger a vida” Prega: Cooptação do trabalhador para a melhoria do processo produtivo CCQ Sindicato-Empresa Divisão do trabalho na menor parte possível 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 14
  15. 15. Princípios do toyotismo Kanban Informações no momento em que são necessárias Just-in-time A peça no momento em que é necessária 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 15
  16. 16. Pergunte “por que?” - 5 vezes Na incidência de problemas, pergunte “por que?” 5 vezes Por que os disjuntor caiu? Porque havia sobrecarga Por que havia sobrecarga? Porque o mancal do gerador estava fora do eixo Por que o mancal estava fora do eixo? Porque havia muita poeira incrustada no óleo que o lubrifica Por que havia muita poeria? Porque a tela de proteção estava quebrada Por que a tela estava quebrada? Porque ninguém sinalizou a necessidade de manutenção da tela 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 16
  17. 17. Ação estruturada 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 17
  18. 18. Volvoismo Grupos de trabalho Cada membro do grupo sabe montar todo o produto do começo ao fim Modelo sueco é fruto do fortalecimento do sindicalismo e não de sua supressão 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 18
  19. 19. Trabalho em grupo Empresa discute com sindicato todos os aspectos do trabalho, inclusive informatização Modelo sueco é decorrente de um conjunto de fatores sociais e também políticos Mais voltado para segmentos específicos como caminhões e carros de luxo 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 19
  20. 20. A falência do modelo fordista de produção vista em algumas rápidas imagens 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 20
  21. 21. Diferenças entre EUA e Japão ● Modelo gerencial norte- ● Modelo gerencial japonês americano − Empregos vitalícios − Emprego de curto prazo − Estrutura de decisão − Estrutura de decisão consensuada individualizada − Responsabilidade coletiva − Responsabilidade − Avaliação e promoção individual lentas − Avaliação e promoção − Controle implícito e rápidas informal − Controle explícito e − Prefere generalistas formal − Valoriza especialistas Fonte: Garrido, Francisco. Comunicación, estrategia y empresa e Morgan, Gareth. Imagem das Organizações.
  22. 22. DaimlerChrysler 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 22
  23. 23. Fiat 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 23
  24. 24. Ford 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 24
  25. 25. GM 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 25
  26. 26. Volkswagen 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 26
  27. 27. Toyota 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 27
  28. 28. Diferenças entre EUA e Japão ● Modelo gerencial EUA ● Modelo gerencial Japão − Emprego de curto prazo − Empregos vitalícios − Estrutura de decisão − Estrutura de decisão individualizada consensuada − Responsabilidade individual − Responsabilidade coletiva − Avaliação e promoção rápidas − Avaliação e promoção lentas − Controle explícito e formal − Controle implícito e informal − Valoriza especialistas − Prefere generalistas Fonte: Garrido, Francisco. Comunicación, estrategia y empresa e Morgan, Gareth. Imagem das Organizações. 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 28
  29. 29. O poder nas organizações Amitai Etzioni relaciona 3 tipos de poder nas organizações Coercivo Utilitário Normativo 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 29
  30. 30. Poder coercivo A organização exerce o poder através da coerção, da ameaça, de punições Prisão Sedação Agressão Intimidação Prisões Hospitais Empresas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 30
  31. 31. Poder utilitário A organização exerce o poder através da remuneração Salário maior para aqueles que se submetem às regras Prêmios para os que seguem o modelo Vantagens para aqueles que aceitam as normas Empresas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 31
  32. 32. Poder normativo O poder é exercido através de normas que são acatadas e seguidas por todos As pessoas acreditam Bíblia Normas para mestrado ou doutorado Plano de ação de um partido político ideológico Partidos ideológicos Igrejas Universidades 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 32
  33. 33. Consentimento Amitai Etzioni relaciona 3 tipos de posicionamento dos integrantes das organizações (escalão inferior) Alienado Calculista Engajado 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 33
  34. 34. Consentimento alienado O integrante da organização está alienado dela, não se importa com seu futuro, se tiver oportunidade abandonará a organização Fuga do hospital Fuga da prisão Fuga do trabalho 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 34
  35. 35. Consentimento calculista O integrante da organização envolve-se visando ganhos (remuneração, benefícios) Seu envolvimento com a organização dá-se na medida desse ganho É uma relação calculista Toma lá, dá cá O trabalho corresponde ao ganho 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 35
  36. 36. Consentimento engajado O integrante ama a organização à qual pertence Dedica-se a ela, defende seus valores e princípios, difunde suas idéias Trabalha gratuitamente Considera-a a sua casa Defende-a de críticas Alguns são capazes de matar por ela 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 36
  37. 37. Relação entre poder e consentimento Etzioni vê uma relação entre poder e consentimento: Poder coercivo>Consentimento alienado Poder utilitário>Consentimento calculista Poder normativo>Consentimento engajado E como você vê a relação poder e consentimento na organização onde atua? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 37
  38. 38. Ata e Desata SA Seja bem- vindo à Ata e Desata SA Seu trabalho pelo resto da vida 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 38
  39. 39. Próxima aula Leia Comparando Culturas, do livro “Cultura Organizacional”, de Maria das Graças de Pinho Tavares Produza um texto de no mínimo 20 linhas contemplando as reflexões apontadas na apostila 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 39

×