SlideShare uma empresa Scribd logo

Cultura Organizacional 1

Aula 1 do curso de pós-graduação da Fundação Santo André em Cultura Organizacional

1 de 43
Baixar para ler offline
Cultura                                    1
Organizacional
As dimensões ocultas das organizações




                                  Armando Levy
Armando Levy
  Mestre em Teoria e Pesquisa em
  Comunicação/USP
  Especialista em Gestão de Comunicação/USP
  Especialista em Tecnologias da Informação
  Aplicadas à Nova Economia/FGV
  Professor de Comunicação e Cultura
  Organizacional na Universidade Metodista,
  FEI e FSA
  Consultor do Núcleo de Formação
  Profissional da Câmara Brasil-Alemanha
  Diretor da e-Press Comunicação
          armando@epress.com.br




9/22/08            F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt   page 2
Eu
  Fale sobre você
          Nome
          Idade (só para os homens)
          Empresa onde atua
          Cargo
          Por que decidiu frazer pós-graduação?
          Que mais?




9/22/08               F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt   page 3
Blog
  Esta aula tem o suporte de um blog
  Você pode acessar o blog pelo endereço:
          www.culturacorporativa.wordpress.com
  Você pode acessar esta e todas as apresentações
  das aulas no endereço:
          www.slideshare.net/alevy




9/22/08           F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt   page 4
Bibliografia
  ADIZES, I. Os ciclos de vida das organizações. São Paulo: Cengage Learning, 2002.

  BARBIERI, J. C. (Org). Organizações inovadoras – estudo de cases brasileiros. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.

  BATEMAN, T.; SNELL, S. Administração: construindo vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 1998.

  COLLINS, J e PORRAS, J. Feitas para durar. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

  FERREIRA, A. Gestão empresarial, de Taylor aos nossos dias. São Paulo: Pioneira, 2001.

  FREITAS, M.E. Cultura Organizacional, identidade, sedução e carisma? Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999.

  JOHANN, S. L. O modelo brasileiro de gestão organizacional. São Leopoldo: Editora Unisinos, 1998.

  JOHANN, S. L. Gestão da cultura corporativa. Sâo Paulo: Saraiva, 2004.

  JUNG, C. Tipos Psicológicos. Petrópolis: Editora Vozes, 1991

  KOTTER, J. e HESKETT, J. A cultura corporativa e o desempenho empresarial. São Paulo: Makron, 1994.

  MORGAN, G. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.

  ROBBINS, S. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000.

  SENGE, P. A quinta disciplina. São Paulo: Best-Seller, 1999.

  TAVARES, M.G. de P. Cultura Organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1991.

  TREGOE, B. e ZIMMERMANN, J. A estratégia da alta gerência: o que é e como fazê-la funcionar. Rio de Janeiro: Zahar
  Editores, 1984.

  TROPE, A . Organização virtual: impactos do teletrabalho nas organizações. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

  VIANNA, M. A F.; VELASCO, S.D. Nas ondas do futuro: uma análise das tendências e das oportunidades para o amanhã. São
  Paulo: Gente, 2001.



9/22/08                           F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt                                                   page 5
Escreva algumas linhas
  O que é uma organização?
          Ponha seu nome e entregue




9/22/08           F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt   page 6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacionalMarco Vieira
 
Missão, visão e valores - conceitos
Missão, visão e valores - conceitosMissão, visão e valores - conceitos
Missão, visão e valores - conceitosRobson Costa
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e MotivaçãoVania Cardoso
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura OrganizacionalRafaela Marques
 
Apresentação cultura organizacional
Apresentação cultura organizacionalApresentação cultura organizacional
Apresentação cultura organizacionalHugo Ferreira
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasRicardo Silva Coqueiro
 
Gestão por competência
Gestão por competênciaGestão por competência
Gestão por competênciaelimarmelo
 
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...Janaina Ferreira
 
Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organizaçãoRobson Costa
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoProf. Leonardo Rocha
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderRenato Martinelli
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Sonia Rodrigues
 
Aula: Perfil Comportamental
Aula: Perfil ComportamentalAula: Perfil Comportamental
Aula: Perfil Comportamentaltelevisita
 

Mais procurados (20)

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Missão, visão e valores - conceitos
Missão, visão e valores - conceitosMissão, visão e valores - conceitos
Missão, visão e valores - conceitos
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura Organizacional
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
 
Apresentação cultura organizacional
Apresentação cultura organizacionalApresentação cultura organizacional
Apresentação cultura organizacional
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Cultura e Clima Organizacionais
Cultura e Clima OrganizacionaisCultura e Clima Organizacionais
Cultura e Clima Organizacionais
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Gestão por competência
Gestão por competênciaGestão por competência
Gestão por competência
 
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
 
Tipos de organização
Tipos de organizaçãoTipos de organização
Tipos de organização
 
Noções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura OrganizacionalNoções de Cultura Organizacional
Noções de Cultura Organizacional
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
 
Aula: Perfil Comportamental
Aula: Perfil ComportamentalAula: Perfil Comportamental
Aula: Perfil Comportamental
 

Destaque

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacionalFelipe Torres
 
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson CarriasHistória e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson CarriasElierson Carrias
 
MBA Gestão de Negócios II
MBA Gestão de Negócios IIMBA Gestão de Negócios II
MBA Gestão de Negócios IIguest5301f7
 
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas Marcelo Maia
 
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...Maria Spínola
 
Mapa Mental Fórmula de Lançamento
Mapa Mental Fórmula de LançamentoMapa Mental Fórmula de Lançamento
Mapa Mental Fórmula de LançamentoOmbro de Gigantes
 
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão YouLead
 
Script formula de lançamento padrão - Info Empreendedor
Script formula de lançamento padrão - Info EmpreendedorScript formula de lançamento padrão - Info Empreendedor
Script formula de lançamento padrão - Info EmpreendedorMarcelo Maia
 
Copywriting e neuromarketing
Copywriting e neuromarketing Copywriting e neuromarketing
Copywriting e neuromarketing Adriana Almeida
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacionalrubenm93
 
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação Organizacional
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação OrganizacionalInterfaces entre Relações Públicas e Comunicação Organizacional
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação OrganizacionalPriscilla Costa
 
Modulo I - conceito - cultura organizacional
Modulo I - conceito - cultura organizacionalModulo I - conceito - cultura organizacional
Modulo I - conceito - cultura organizacionalRoberta Trigo
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoDAC UFS
 
5 Cultura Organizacional
5   Cultura Organizacional5   Cultura Organizacional
5 Cultura Organizacionalmxpantoja
 
Diapositivas de anderson
Diapositivas de andersonDiapositivas de anderson
Diapositivas de andersonAnderson Torres
 

Destaque (20)

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson CarriasHistória e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
 
Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3Cultura e clima organizacionais 3
Cultura e clima organizacionais 3
 
Cultura Organizacional 4
Cultura Organizacional 4Cultura Organizacional 4
Cultura Organizacional 4
 
MBA Gestão de Negócios II
MBA Gestão de Negócios IIMBA Gestão de Negócios II
MBA Gestão de Negócios II
 
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas
Formula de Lançamento - Estrategia de Vendas
 
Creative Copywriting
Creative CopywritingCreative Copywriting
Creative Copywriting
 
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...
Copywriting: Como acabar com a frustração da “página em branco” …e ganhar con...
 
Mapa Mental Fórmula de Lançamento
Mapa Mental Fórmula de LançamentoMapa Mental Fórmula de Lançamento
Mapa Mental Fórmula de Lançamento
 
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão
A importância do Copywriting nas Landing Pages de Conversão
 
Script formula de lançamento padrão - Info Empreendedor
Script formula de lançamento padrão - Info EmpreendedorScript formula de lançamento padrão - Info Empreendedor
Script formula de lançamento padrão - Info Empreendedor
 
Copywriting e neuromarketing
Copywriting e neuromarketing Copywriting e neuromarketing
Copywriting e neuromarketing
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação Organizacional
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação OrganizacionalInterfaces entre Relações Públicas e Comunicação Organizacional
Interfaces entre Relações Públicas e Comunicação Organizacional
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
 
Modulo I - conceito - cultura organizacional
Modulo I - conceito - cultura organizacionalModulo I - conceito - cultura organizacional
Modulo I - conceito - cultura organizacional
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissão
 
5 Cultura Organizacional
5   Cultura Organizacional5   Cultura Organizacional
5 Cultura Organizacional
 
Caratula
CaratulaCaratula
Caratula
 
Diapositivas de anderson
Diapositivas de andersonDiapositivas de anderson
Diapositivas de anderson
 

Semelhante a Cultura Organizacional 1

Empreendedorismo Social: é hora de começar
Empreendedorismo Social: é hora de começarEmpreendedorismo Social: é hora de começar
Empreendedorismo Social: é hora de começarFelipe Carvalho
 
Empreendedorismo e carisma marista
Empreendedorismo e carisma maristaEmpreendedorismo e carisma marista
Empreendedorismo e carisma maristaAfonso Murad (FAJE)
 
Vieses inconscientes.pptx
 Vieses inconscientes.pptx Vieses inconscientes.pptx
Vieses inconscientes.pptxssuser3e328d
 
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioAula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioNathalia Bassegio
 
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioAula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioNathalia Bassegio
 
Aula 1 Psic soc cc aula 1 23 fev
Aula 1 Psic soc cc  aula 1 23 fevAula 1 Psic soc cc  aula 1 23 fev
Aula 1 Psic soc cc aula 1 23 fevLuís Miguel Neto
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoGilvan Nunes
 
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de JeusConexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de JeusVanessa Aguiar
 
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01Ricardo Jeferson
 
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ES
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ESEmpreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ES
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ESCra-es Conselho
 
Inscrição boot camp planejamento - slideshare
Inscrição   boot camp planejamento - slideshareInscrição   boot camp planejamento - slideshare
Inscrição boot camp planejamento - slideshareDayane Nascimento
 
Palestras Shoot The Shit
Palestras Shoot The ShitPalestras Shoot The Shit
Palestras Shoot The ShitShoot
 
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação Abrinq
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação AbrinqMobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação Abrinq
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação AbrinqFundação Abrinq
 

Semelhante a Cultura Organizacional 1 (20)

Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5Cultura Organizacional 5
Cultura Organizacional 5
 
Oficina plug
Oficina plugOficina plug
Oficina plug
 
Empreendedorismo Social: é hora de começar
Empreendedorismo Social: é hora de começarEmpreendedorismo Social: é hora de começar
Empreendedorismo Social: é hora de começar
 
Empreendedorismo e carisma marista
Empreendedorismo e carisma maristaEmpreendedorismo e carisma marista
Empreendedorismo e carisma marista
 
Vieses inconscientes.pptx
 Vieses inconscientes.pptx Vieses inconscientes.pptx
Vieses inconscientes.pptx
 
Trabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociaisTrabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociais
 
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioAula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
 
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia BassegioAula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
Aula de Personas - PUCRS - Nathalia Bassegio
 
Vanessa Aguiar de Jesus
Vanessa Aguiar de JesusVanessa Aguiar de Jesus
Vanessa Aguiar de Jesus
 
Aula 1 Psic soc cc aula 1 23 fev
Aula 1 Psic soc cc  aula 1 23 fevAula 1 Psic soc cc  aula 1 23 fev
Aula 1 Psic soc cc aula 1 23 fev
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
 
Guia do EPICENTRO 2014.
Guia do EPICENTRO 2014. Guia do EPICENTRO 2014.
Guia do EPICENTRO 2014.
 
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de JeusConexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
 
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01
Desenvolvimento pessoal e_ profissional_tema_01
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
 
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ES
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ESEmpreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ES
Empreendedorismo na era da Tecnologia e Relacionamento | CRA-ES
 
Slide Antro
Slide AntroSlide Antro
Slide Antro
 
Inscrição boot camp planejamento - slideshare
Inscrição   boot camp planejamento - slideshareInscrição   boot camp planejamento - slideshare
Inscrição boot camp planejamento - slideshare
 
Palestras Shoot The Shit
Palestras Shoot The ShitPalestras Shoot The Shit
Palestras Shoot The Shit
 
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação Abrinq
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação AbrinqMobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação Abrinq
Mobilização de Recursos, por Instituto Fonte e Fundação Abrinq
 

Mais de Future Press, E-Press, Presentations,

Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...
Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...
Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...Future Press, E-Press, Presentations,
 

Mais de Future Press, E-Press, Presentations, (20)

Tabela ICMS
Tabela ICMSTabela ICMS
Tabela ICMS
 
Como criar um plano de marketing de resultados
Como criar um plano de marketing de resultadosComo criar um plano de marketing de resultados
Como criar um plano de marketing de resultados
 
Schoolastic-App, integrando a escola aos pais de alunos
Schoolastic-App, integrando a escola aos pais de alunosSchoolastic-App, integrando a escola aos pais de alunos
Schoolastic-App, integrando a escola aos pais de alunos
 
Future press, a comunicação empresarial do futuro
Future press, a comunicação empresarial do futuroFuture press, a comunicação empresarial do futuro
Future press, a comunicação empresarial do futuro
 
Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...
Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...
Os abutres e a varig, a história da destruição da maior companhia aérea brasi...
 
Testes para recrutamento e seleção
Testes para recrutamento e seleçãoTestes para recrutamento e seleção
Testes para recrutamento e seleção
 
Gestão da comunicação em gestão de projetos
Gestão da comunicação em gestão de projetosGestão da comunicação em gestão de projetos
Gestão da comunicação em gestão de projetos
 
Entendendo a Geração Y
Entendendo a Geração YEntendendo a Geração Y
Entendendo a Geração Y
 
Cultura e clima organizacionais 2
Cultura e clima organizacionais 2Cultura e clima organizacionais 2
Cultura e clima organizacionais 2
 
Cultura e clima organizacionais (1)
Cultura e clima organizacionais (1)Cultura e clima organizacionais (1)
Cultura e clima organizacionais (1)
 
As redes sociais e as empresas
As redes sociais e as empresasAs redes sociais e as empresas
As redes sociais e as empresas
 
Integre a assessoria de imprensa às redes sociais
Integre a assessoria de imprensa às redes sociaisIntegre a assessoria de imprensa às redes sociais
Integre a assessoria de imprensa às redes sociais
 
Dynamic Business Analysis
Dynamic Business AnalysisDynamic Business Analysis
Dynamic Business Analysis
 
Vídeo, a nova fronteira da comunicação empresarial
Vídeo, a nova fronteira da comunicação empresarialVídeo, a nova fronteira da comunicação empresarial
Vídeo, a nova fronteira da comunicação empresarial
 
Conarh Agosto 2009
Conarh Agosto 2009Conarh Agosto 2009
Conarh Agosto 2009
 
ABRH Nacional Agosto 2009
ABRH Nacional Agosto 2009ABRH Nacional Agosto 2009
ABRH Nacional Agosto 2009
 
RX do RH
RX do RHRX do RH
RX do RH
 
Continuidade do Negócio
Continuidade do NegócioContinuidade do Negócio
Continuidade do Negócio
 
Seminário Web (Video)
Seminário Web (Video)Seminário Web (Video)
Seminário Web (Video)
 
A morte da propaganda
A morte da propagandaA morte da propaganda
A morte da propaganda
 

Último

08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 

Último (20)

Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 

Cultura Organizacional 1

  • 1. Cultura 1 Organizacional As dimensões ocultas das organizações Armando Levy
  • 2. Armando Levy Mestre em Teoria e Pesquisa em Comunicação/USP Especialista em Gestão de Comunicação/USP Especialista em Tecnologias da Informação Aplicadas à Nova Economia/FGV Professor de Comunicação e Cultura Organizacional na Universidade Metodista, FEI e FSA Consultor do Núcleo de Formação Profissional da Câmara Brasil-Alemanha Diretor da e-Press Comunicação armando@epress.com.br 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 2
  • 3. Eu Fale sobre você Nome Idade (só para os homens) Empresa onde atua Cargo Por que decidiu frazer pós-graduação? Que mais? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 3
  • 4. Blog Esta aula tem o suporte de um blog Você pode acessar o blog pelo endereço: www.culturacorporativa.wordpress.com Você pode acessar esta e todas as apresentações das aulas no endereço: www.slideshare.net/alevy 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 4
  • 5. Bibliografia ADIZES, I. Os ciclos de vida das organizações. São Paulo: Cengage Learning, 2002. BARBIERI, J. C. (Org). Organizações inovadoras – estudo de cases brasileiros. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003. BATEMAN, T.; SNELL, S. Administração: construindo vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 1998. COLLINS, J e PORRAS, J. Feitas para durar. Rio de Janeiro: Rocco, 1999. FERREIRA, A. Gestão empresarial, de Taylor aos nossos dias. São Paulo: Pioneira, 2001. FREITAS, M.E. Cultura Organizacional, identidade, sedução e carisma? Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999. JOHANN, S. L. O modelo brasileiro de gestão organizacional. São Leopoldo: Editora Unisinos, 1998. JOHANN, S. L. Gestão da cultura corporativa. Sâo Paulo: Saraiva, 2004. JUNG, C. Tipos Psicológicos. Petrópolis: Editora Vozes, 1991 KOTTER, J. e HESKETT, J. A cultura corporativa e o desempenho empresarial. São Paulo: Makron, 1994. MORGAN, G. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996. ROBBINS, S. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000. SENGE, P. A quinta disciplina. São Paulo: Best-Seller, 1999. TAVARES, M.G. de P. Cultura Organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1991. TREGOE, B. e ZIMMERMANN, J. A estratégia da alta gerência: o que é e como fazê-la funcionar. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1984. TROPE, A . Organização virtual: impactos do teletrabalho nas organizações. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999. VIANNA, M. A F.; VELASCO, S.D. Nas ondas do futuro: uma análise das tendências e das oportunidades para o amanhã. São Paulo: Gente, 2001. 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 5
  • 6. Escreva algumas linhas O que é uma organização? Ponha seu nome e entregue 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 6
  • 7. Cultura organizacional Cultura organizacional reúne dois conceitos elementares, que precisam ser vistos separadamente: Cultura Organizações O que é isto? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 7
  • 8. Cultura Modo de ser, pensar e fazer de um grupo, comunidade, sociedade ou país Gostos, paixões, convenções e opiniões que mantêm uma sociedade unida (ou não) Tradição, valores, crenças, hábitos e normas que determinam a identidade de um povo 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 8
  • 9. Cultura é ... “... o que todo mundo sabe, sem saber que sabe.” Terry Eagleton Folósofo e Professor de Teoria Cultural da Universidade de Manchester, na Inglaterra 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 9
  • 10. Índia Lugares Roupas Comida Hábitos Folclore (Castas sociais) (Fanatismo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 10
  • 11. França Comidas Mitos Lugares Tradições (Guilhotina) (Xenofobia) (Colonialismo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 11
  • 12. EUA Cowboy Mega Construções Mercado é Deus Terra de imigrantes (Expansionismo) (Intervencionismo) (Fanatismo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 12
  • 13. Brasil Comidas Hospitalidade Aparência (Violência) (Autoritarismo) (Tribalismo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 13
  • 14. Construção social da realidade Para alguns estudiosos, a cultura de uma sociedade define seu modo de ser Para outros, a cultura é definida por vários fatores, principalmente os econômicos O povo brasileiro, Independente desse debate, a segundo São Google cultura é uma construção social Relaciona-se com a história de um povo Sua origem, suas lutas, derrotas e conquistas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 14
  • 15. Cultura organizacional Conjunto de pressupostos básicos Modo de percepção da realidade Modo de fazer Espírito da organização Modelos mentais O que leva pessoas a adotarem a marca da empresa onde atuam como cenário para uma foto? O que esta turma está querendo dizer? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 15
  • 16. Cultura depende de GENTE Não existe cultura de máquinas Computadores não geram cultura CULTURA é um fenômeno HUMANO O ponto de partida de toda organização é GENTE A guerra anual de tomates na Espanha 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 16
  • 17. E como é GENTE? Carl Gustav Jung é um dos primeiros a notar que as pessoas são diferentes Em seu estudo “Tipos Psicológicos”, ele constata que as pessoas: Enxergam o mudo de maneira diversa Valorizam coisas diferentes Fazem bem o que gostam Fazem mal o que detestam 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 17
  • 18. Tipos psicológicos Os tipos psicológicos de Jung dividem-se em: Introvertido Extrovertido Sendo que cada um deste tipos pode usar funções psicológicas diferentes: Pensamento Sentimento Intuição Sensação 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 18
  • 19. Tipo extrovertido Esta pessoa é voltada para o mundo exterior, para os objetos que a cercam É realista, atenta ao mundo que a rodeia e confia em seus sentidos para capturar informações É um “campeão do realismo” Dúvida de qualquer coisa que não seja palpável, clara, objetiva, comprovável Gosta das coisas “concretas” Extrovertido-Pensamento Extrovertido-Sensação Extrovertido-Intuição Extrovertido-Sentimento 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 19
  • 20. Tipo introvertido Esta pessoa volta-se para o mundo interior Valoriza mais a idéia do objeto do que o objeto em si Gosta de novos horizontes, de suposições, de hipóteses Acredita que uma idéia vale mais do que qualquer coisa material ou real Considera o mundo dos objetos enfadonho, monótono, pequeno, preferindo refugiar-se no universo da imaginação Introvertido-Pensamento Introvertido-Sentimento Introvertido-Intuição Introvertido-Sensação 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 20
  • 21. A visão de Adizes Ichak Adizes traduziu os conceitos de Jung para o mundo corporativo e propôs 4 tipos que se sustentam, somente, nas funções psicológicas Integrador Administrador Produtor Empreendedor Ichak Adizes 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 21
  • 22. Integrador Facilitador Preocupa-se com as pessoas Valoriza a ética Conselheiro Busca o consenso Formador de equipes (Teme mudanças drásticas) (Evita sacrificar as amizades) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 22
  • 23. Administrador Sistematizador Organizador Segue normas Gosta de regulamentos Aprecia controles Implanta decisões Executa planos (Teme mudanças) (Normas acima de tudo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 23
  • 24. Produtor Foca em resultados Comprometido com o trabalho Necessidade de realizar Intransigente com a qualidade (Desliga-se do cotidiano) (Teme o tempo) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 24
  • 25. Empreendedor Desafiador Cria seu próprio plano de ação Assume riscos (até demais) Odeia controles, normas e regras Modifica processos e metas Geralmente inicia negócios (Egocêntrico) (Vaidoso) (Teimoso) 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 25
  • 26. Veja estes filmes e responda O primeiro vídeo game O primeiro trem elétrico O que eles não têm em comum? William Higinbotham Joshua Lionel Cohen 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 26
  • 27. DNA do Perfil PE IA E PIA I PAE APE I I E PA PAE I PE IA E PIA I PAE API E I PEA PAI E EPIA EAPI IAPE AIPE IAPE PIAE 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 27
  • 28. A hora inevitável Você conhece seu perfil? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 28
  • 29. O ciclo de vida das empresas Adizes assinala que as empresas passam por ciclos de vida: Desbravamento Faz-faz Adolescência Plenitude Aristocracia Fossilização 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 29
  • 30. Desbravamento Idéia de um líder carismático Emoção viabiliza produto de forma intuitiva Tecnologia ainda inexplorada e incipiente 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 30
  • 31. Faz-faz Tudo é visto como oportunidade Sem diretrizes definidas, coexistem diferentes critérios de contratação, promoção e remuneração Pessoas trabalham apagando incêndios 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 31
  • 32. Adolescência Empresa começa a profissionalizar a administração Época de transição dolorosa Pessoas lutam para defender interesses pessoais e evitar padrões que as prejudiquem Luta pelo poder pode consumir muita energia 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 32
  • 33. Plenitude Empresa passa a planejar seu futuro Começa a valorizar a contribuição das pessoas Propõe desafios e participação nos lucros Muitas empresas re- valorizam sua cultura e se abrem a sistemas mais democráticos Outras eternizam práticas do passado que deram certo e comprometem o futuro 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 33
  • 34. Aristocracia Poder se desloca das áreas de produção e marketing para áreas como finanças e TI Empresa deixa de correr riscos Solução dos problemas é adiada “Somos os melhores” “Os clientes precisam de nós” 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 34
  • 35. Fossilização Empresa perde mercado Acirram-se conflitos de interesse O culpado é sempre o outro Todos se protegem escondendo informações Comunicação é limitada Demissões freqüentes e injustas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 35
  • 36. O perfil e o ciclo de vida Olhe para o comando da empresa Quem está lá? Adizes aponta uma relação direta entre perfil do comando da empresa e seu momento no ciclo de vida 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 36
  • 37. Desbravamento Neste momento da empresa, é o empreendedor quem dá as cartas Empresa enfrenta graves riscos Índice de mortalidade empresarial é elevando Empreendedor precisaria se cercar de profissionais com outros perfis 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 37
  • 38. Faz-faz Quando os clientes começam a repetir pedidos, a função Produtor assume importância Neste momento, encontramos no topo da organização perfis como o Empreendedor e o Produtor Exclusão de perfis como Administrador e Integrador agrava problemas de organização e gestão de pessoas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 38
  • 39. Adolescência Urgência de criar estruturas, definir papéis e implantar controles torna necessária a figura do administrador Neste momento, predominam no comando da organização as figuras do Empreendedor e do Administrador Esta relação nem sempre é pacífica Poder é compartilhado, mas não sem conflitos 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 39
  • 40. Plenitude Quando tudo passa a funcionar bem, produzir com mais lucratividade vira essencial Função P estabiliza-se com A e E Ideal seria fortalecer função I, mas poucas empresas se preocupam com isso Pode começar aqui a jornada para o fim 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 40
  • 41. Fossilização Empresas em processo de fossilização estão a caminho da morte Neste momento, é muito comum encontrarmos em seu comando profissionais com o Operadores lamentam o fim perfil ADMINISTRADOR do Lehmann Brothers As funções de criação, execução e integração deixaram de existir A empresa apega-se a normas e preceitos que já não respondem mais à realidade O fim chega na forma de falência, fusão ou aquisição 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 41
  • 42. A Nike e seu fundador Veja este filme e avalie o perfil do fundador da NIKE Bill Bowerman e seu time de atletas 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 42
  • 43. Próxima aula Você fez seu teste de perfil Para a próxima aula, faça uma reflexão a respeito Escreva um texto ao redor de 15 ou 20 linhas, contemplando: Em função do teste de perfil, você acha que está atuando na área certa? Ao se conhecer um pouco melhor, como você passou a enxergar seu futuro? O teste de perfil explicou ou justificou escolhas que você fez no passado? Você conseguiu refletir sobre o perfil das pessoas que te cercam? Descobriu algo importante? 9/22/08 F:Meus documentosFSAFSA 1.ppt page 43