Caminhos do Planalto

141 visualizações

Publicada em

Titulo: Caminhos do Planalto
Alunos:Alex Savaris,EDNILSON SCOPEL,MURILO ALVES FERREIRA,Tiago Venzke Bortoli,
Cidade: Lages
Disciplina: Integração
Turma: GP02
Data:20-11-2015
Hora:10:02
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caminhos do Planalto

  1. 1. MBA – Gerenciamento de Projetos GP 02 – Lages/SC Gerenciamento de Integração em Projetos
  2. 2. Integrantes  Alex Savaris  Tiago Venzke Bortoli  Murilo Ferreira Alves  Ednilson Scopel
  3. 3. Concessionária de Rodovias – Caminhos do Planalto Projeto Implantação de Viaduto no km 4,5 da BR-116/SC
  4. 4. Planejamento Estratégico Missão: Tornar a sua viagem mais segura, confortável e feliz, aumentando a visibilidade das regiões lindeiras a rodovia BR-116 e criar um divisor d’água no que tange a administração de rodovias. Visão: Pionerismo em segurança e modernidade de rodovias no Brasil. Valores: Sustentabilidade; Segurança; Modernidade; Ética; Confiabilidade.
  5. 5. Apresentação da Empresa A concessionaria de rodovia Caminhos do Planalto atua no setor de infraestrutura rodovia a 8 anos. Tem como característica principal a idealização de ações inovadoras que possam garantir maior segurança e conforto durante as viagens nos 410 km sob sua administração. A empresa foi criada e tem como no hall ser uma das empresas do grupo que administra maior extensão de km de rodovias no mundo. Suas ações ao longo do tempo propiciaram a diversos usuários a felicidade de uma viagem tranquila e segura, com intervenções futuras e planejadas seu nome se perpetuará como um ícone em relação à administração de rodovias.
  6. 6. Apresentação do Projeto A implantação de um Viaduto no km 4,5 é uma das principais obras do contrato de concessão da rodovia BR-116. A sua principal finalidade é desafogar o gargalo em um dos perímetros urbanos mais significativos do trecho, localizado na cidade de Mafra/SC, com acesso a BR-280, caminho para grandes polos moveleiros e agrícolas do Estado de Santa Catarina. O projeto terá inicio em novembro de 2015, com previsão de término em novembro de 2016, totalizando 12 meses de atividades.
  7. 7. Escopo do Projeto Execução de trevo em desnível no km 4,5 da BR-116 (Entroncamento BR-280), trecho Catarinense, com extensão de aproximadamente 600 metros, contendo 2 viadutos, 1.600 m² de obra de contenção, dispositivos de drenagem, elementos de proteção e segurança, sinalização horizontal e vertical, terraplenagem, pavimentação, iluminação e paisagismo. Esta obra tem investimento total de R$ 21 milhões.
  8. 8. Critérios de Aceitação  Todas as atividades devem ser rigorosamente executadas de acordo com os projetos executivos, normas e especificações vigentes;  As entregas devem seguir o disposto na WBS;  As medições serão realizadas mensalmente, mediante apresentação dos controles tecnológicos da obra, pela equipe de fiscalização da Contratante;  A liberação dos pagamentos estará atrelada a apresentação de documentações exigidas em contrato.
  9. 9. WBS (Work Breakdown Structure) Plano Integrado de Mudanças Apresentação do Plano de Projeto Controle Reuniões Relatórios Plano de Gerenciamento de Stakeholders Dicionário da WBS Projeto sinalização Cronograma Projeto Paisagístico Orçamento Matriz de Atribuições de Responsabilidades Plano de Gerenciamento de Recursos Plano de Resposta a Riscos Plano de Gerenciamento da Qualidade Plano de Gerenciamento das Comunicações Plano de Gerenciamento das Aquisições WBS Projeto Iluminação Escopo Recebimento ASV Liberação das Áreas Projeto Geotécnico Atividades Complementares Cocktail de Encerramento Declaração de Escopo Projeto Drenagem Inauguração do Viaduto Fiscalização da obra Desmobilização da obra Lições Aprendidas Acabamentos Finais Encerramento Plano de Projeto Inventário Ambiental Elaboração do DUP Projeto do Desvio Implantação do Desvio Reunião de início de obra Paisagismo Reunião de Encerramento Infraestrutura do Viaduto Protocolo Inventário Ambiental (orgão ambiental) Negociação das Áreas Projeto Geométrico/Pavimentação Execução da obra Gerenciamento de Projetos Licenças Ambientais Desapropriaçã o Projeto Executivo Desvio Provisório LEGENDA VIADUTO - KM 004,500 (BR-116/SC)Pacotes Make Produto Pacotes Buy Fases
  10. 10. Grupos de Processos (PMBOK) Iniciação Planejamento Execução & Controle Encerramento
  11. 11. Grupos de Processos (PMBOK) Nesta etapa definiu-se as primeiras questões relacionadas a implantação do viaduto, como descrição, justificativas e designação do gerente de projeto. Também foram definidas as primeiras ações que serão tomadas perante aos Stakeholders, além levantamento de alguns requisitos de áreas de conhecimento, bem como elaboração do plano de ação e aprovação do termo de abertura do projeto (TAP). Iniciação
  12. 12. Grupos de Processos (PMBOK) Após aprovação do TAP, define-se neste grupo de processo os requisitos, escopo, itens que não fazem parte do escopo e critérios de aceitação, premissas e restrições e fundamental, a criação da WBS e consequentemente, seu dicionário. Além disso, se faz a análise de Make or Buy, definindo as ações que serão tomadas pela e entregar que serão de responsabilidade da equipe técnica da Caminhos do Planalto e as que serão objeto de processo licitatório, formando assim o orçamento detalhado e o Plano de Gerenciamento do Projeto. Planejamento
  13. 13. Grupos de Processos (PMBOK) A execução refere-se as ações que serão tomadas a partir da definição planejadas, em relação aos pacotes Make or Buy. A partir dessas ações o projeto começa a ser executado e consequentemente são geradas entregas, controles de qualidade e aceitação ou não dos pacotes de trabalho. Execução
  14. 14. Grupos de Processos (PMBOK) Por fim e não menos importante, o grupo de processo relacionado ao encerramento. Neste grupo de processo define-se a aceitação ou não dos pacotes de serviços e as ações futuras que serão tomadas. Encerramento
  15. 15. Iniciação Rejeitar o Projeto
  16. 16. Planejamento Recomeçar
  17. 17. Execução e Controle Refazer/Ajustar (Voltar para o item entrega de pacotes Realizar medição e pagamento
  18. 18. Encerramento

×