SlideShare uma empresa Scribd logo
Microlins LIDERANÇA  E GESTÃO DE PESSOAS Jocelina Almeida - Jô (54) 311-3088 [email_address]
Conteúdo programático As quatro funções tradicionais na administração; Diferença entre gerentes e líderes; Liderança: responsabilidade x autoridade; Metas; Reuniões; Inteligência emocional; Motivação; Reconhecimento e recompensas; Atitudes vencedoras.
Você nasceu para brilhar O que precisamos para brilhar? Sonho; Comprometimento; Conhecimento; Relacionamento; Flexibilidade; Espiritualidade.
Você nasceu para brilhar O que precisamos cuidar para brilhar? Física Mental Emocional  Espiritual
ELEMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA   Visão estratégica; Liderança para formar e motivar boas equipes; Habilidade para superar dificuldades; Capacidade efetiva de atingir metas;  Foco no resultado.
AS QUATRO FUNÇÕES TRADICIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO 01. Planejamento -  Conceito Metas Estratégias 02. Organização - Definir prioridades - Reunir materiais   Ex. Visita a clientes   Reuniões: ata anterior, relatórios..
AS QUATRO FUNÇÕES TRADICIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO 03.Liderança 04. Controle  Exemplos: - Novo funcionário, acompanhar ver  se está seguindo os procedimentos. Metas de vendas: acompanhamento constante... Planejamento orçamentário.
Liderança Líder Faz as coisas acontecerem pelo exemplo: argumenta, inspira, consulta. Liderança Envolve comunicação, planejamento, controle, objetivos e correções.
Tipos de Liderança Autocrática Democrática Liberal
Algumas das  características do Líder: Coragem Inteligência Concentração Equilíbrio Coordenação
Diferença entre Gerente e Líder:  Carismáticos Convincentes Confiáveis Capazes Visionários Centrados
Diferença entre Gerente e Líder: Monitora informações  Recebe informações  Informação Forma seu substituto Visto como ameaça substituto Delega Centraliza Delegação  Ganha-ganha Perde-ganha Negociação  Disseminador  Centralizador Comunicação Facilita a decisão  É o que decide Tomada de decisão  Voltado para o cliente Voltado para o superior  Foco de ação  Responsabilidade compartilhada Responsável pelo setor Responsabilidade Empreendedor Burocrata Postura Líder/facilitador Chefe Autoridade Líder  Gerente  Aspecto
Quando os Líderes estão em sua melhor forma: Desafiar processos:  tomam iniciativas, inovam... Inspirar uma visão compartilhada:  visão clara, dão vida aos sonhos. Permitir que os outros ajam:  não alcançam o sucesso sozinho.
Quando os Líderes em sua melhor forma: Moldar o caminho:  praticam o que pregam... Incentivar:  elevam a moral da equipe, reconhecem as realizações de seus colaboradores.
Empowerment “ Empoderamento” Dar  aos  colabora-dores a autoridade para tomar decisões  (decisões operacionais). Delegar
Dicas para aplicar o Empowerment: Definir claramente as responsabilidades; Dar autoridade aos colaboradores; Tratar os colaboradores com respeito, confiança; Treinar o necessário; Dar informações suficientes.
Estrutura organizacional Antes: Direção – Pensava Gerencias e Chefias – Cobravam - Nível operacional - Fazia
Estrutura organizacional Agora: Todos ajudam a pensar e cada um é responsável por gerenciar suas funções.
Fazendo as coisas acontecerem Poder e influência:  cinco fontes-chave de poder: -  Poder pessoal:  vem de dentro de você.  Vem da personalida-de, do carisma, da suas crenças e con-vicções.
Fazendo as coisas acontecerem Poder pelos relaciona-mentos : vem da força de seu círculo de ami-gos. Poder pela posição : vem da posição que se ocupa na hierarquia da empresa.
Fazendo as coisas acontecerem Poder pelo conhecimen-to:  vem da experiência, treinamento, especializa-ções. Poder  das  tarefas:  vem do trabalho em si.  Ex. Um bom vendedor....
Fazendo as coisas acontecerem Responsabilidade, autoridade e participação. Responsabilidade:  indica quem na empresa é responsável por determinada tarefa.
Fazendo as coisas acontecerem Autoridade: Significa que a empresa formalmente lhe conferiu o poder necessário para executar o trabalho.
Fazendo as coisas acontecerem Participação: Significa responder pelos resultados que se alcança.  Comunicação, dar feedback das atividades.
Delegação A delegação é uma importante ferramenta para os administradores aumentarem o volume de trabalho que conseguem executar.
Delegação: À missão e aos princípios da empresa Ao superior hierárquico Alinhamen-to do delegado Cliente no topo Alta direção no topo Pirâmide hierárquica Responsabilidade compartilhada Responsabilidade limitada ao cargo Delegação de respon-sabilidade Prover condições para que a decisão esteja perto da ação De cima para baixo Como delegar? Poder de decisão Trabalhos de rotina O que delegar? Dar maior agilida-de à organização, melhor atendimen-to ao cliente Liberar o tempo da alto gerência para atividades nobres Por que delegar? Gestão do Empowerment Gestão tradicional Aspecto  da delegação
Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Comunique a ativida-de/tarefa:   diga  exata-mente o que é para ser feito. Forneça o contexto da atividade:  quais as razões de fazê-la.
Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Determine os padrões:  quais os padrões que devem ser seguidos –POP. Procedimento Operacional Padrão: Resultados que se espera; Atividades e padrões que devem ser seguidos; Cuidados especiais.
Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Outorgue autoridade:  conceder a autoridade necessária. Forneça suporte:  indicar os recursos que serão necessários.
Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Consiga comprometimen-to:  certifique-se de que as pessoas aceitaram a missão. Um dos maiores problemas com a delegação é não delegar  autoridade e recursos necessários para executar a atividade.
Metas EMARP Específicas:  metas claras. Mensuráveis:  que possam ser medidas. Atingíveis:  metas possíveis.
Metas EMARP Relevantes:  aliadas as metas globais da empresa. Prazos:  ter início e fim.  Criando  vários pontos de referências.
Reuniões Pontos positivos : -  Reuniões são energi-zadoras:   oportunidade para os  colaboradores serem ouvidos, indepen-dente da hierarquia ou do tempo de casa.
Reuniões Pontos positivos : Reuniões  são  uma ex-celente maneira de se comunicar:  Reuniões desenvolvem habilidades de liderança:  comunicar-se na frente de colegas  aumenta  a auto-confiança.
Reuniões Pontos positivos : -  Reuniões elevam o moral:  as pessoas que-rem  saber  o  que  está acontecendo na empre-sa e querem sentir parte importante dela.
Reuniões Pontos negativos : Reuniões sem foco:  não se atinge os propósitos al-mejados. Reuniões em excesso:  é melhor ter menos reuniões e mais produtividade nas reuniões.
Reuniões Pontos negativos : Despreparo para as reuniões:  sem pauta definida e informações necessárias para as to-madas de decisões ou comunicações eficientes.  Desperdício de tempo nas reuniões.
Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Esteja preparado:  quanto mais preparo, melhor serão os resul-tados. Tenha agenda/pauta:  lista de tópicos a serem abordados na reunião.
Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Comece e termine na hora marcada. Tenha menos reuniões:  convoque reunião quando for  absolutamente neces-sário .
Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Inclua em vez de excluir:  ouça  todas  as idéias  e  procure  selecionar  as melhores. Mantenha  foco:   siga  a pauta da reunião  e  deixe um espaço  para  assuntos gerais.
Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: -  Reúna  e  distribua  as ações:  distribua as res-ponsabilidades para ma-is participantes.  Regis-tre as decisões toma-das.
Reuniões Ata de Reunião Ações definidas: Assuntos tratados:  Objetivo da reunião:  Participantes: Deptos:   Data:  Horário: Avali-ação Pra-zo  Respon-sável Ação
Reuniões -  Obtenha feedback:  Solicite  a  opinião  dos participantes.  Pode ser avaliação  verbalmente ou através de formulário de avaliação.
Reuniões Maneiras de aperfeiçoar a habilidade de debater em reuniões: Peça clareza; Controle os dominadores; Ouça; Resuma; Contenha divagações;
Reuniões Maneiras de aperfeiçoar a habilidade de debater em reuniões: Administre o tempo; Termine a discussão; Teste o consenso; Avalie constantemente o processo de reuniões.
Inteligência Emocional Willian James: (pai da psicologia moderna) Ao mudar as atitudes internas de suas mentes, os seres humanos podem mudar os aspectos externos de suas vidas.
Inteligência Emocional A inteligência emocional é simplesmente o uso inteligente das emoções. Isto é fazer, intencionalmente, com que suas emoções trabalhem a seu favor.
Inteligência Emocional Os componentes da Inteligência Emocional: A capacidade de perceber, avaliar e expressar correta-mente uma emoção; A capacidade de gerar ou ter acesso a sentimentos quando eles  puderem  facilitar  sua compreensão de si mesmo ou do outro;
Inteligência Emocional Os componentes da Inteligência Emocional: A capacidade de compre-ender as emoções e o co-nhecimento derivado de-las; A capacidade de controlar as próprias emoções para promover  o  crescimento emocional e intelectual.
Inteligência Emocional O QI não é suficiente para explicar os diferentes caminhos trilhados pelas pessoas. Os mais brilhantes podem deixar-se levar por impulsos desgovernados ou serem, às vezes, pilotos incompetentes de suas vidas particulares.
Inteligência Emocional Estudos mostraram que a Inteligência Emocional é a responsável por nossos sucessos e fracassos.  Assim o desempenho pessoal é determinado pelo equilíbrio entre nossas emoções e razões.
Inteligência Emocional Quociente  de Inteligência: É formado pela quantidade de informações que conseguimos guardar. Quociente  Emocional: É a autoconsciência e  o controle emocional, que é capaz de dominar os impulsos, tolerando frustrações.
Inteligência Emocional Componentes do sistema emocional: Os pensamentos; As alterações fisiológicas; E o comportamento.  Ex. Subordinado chegar  atrasado.
Inteligência Emocional As pessoas com inteligência emocional são otimistas, tem auto-estima, são capazes de entender as outras pessoas de modo empático e eficaz
Inteligência Emocional No mundo atual, tão competitivo, é indispensável conhecermos o comportamento humano.  É preciso reconhecer atitudes racionais e emotivas e as necessidades básicas, tanto em nós como nos outros.
Inteligência Emocional Habilidades que  precisamos ter: - Auto-conhecimento que permite a autocrítica.  Ter  coragem  para  assumir responsabilidades  pelos nossos atos.
Inteligência Emocional A Inteligência Emocional  capacita para: Autocontrole emocional:  abandonando estado de espírito negativo. Controle de impulsos:  tolerando frustrações. Crenças positivas: sobre os fatos da vida,  os desafios constantes.
Inteligência Emocional A Inteligência Emocional capacita para: Saber interpretar  os  canais não verbais da comunicação. Saber controlar as emoções em outra pessoa. Ter adequada e consciente auto-estima.
Motivação A motivação é aquilo que o leva a despender energia numa direção específica com um propósito específico.  Exemplo:  Fazer um relatório Resolver um problema com colega.
Motivação O trabalho mais difícil e um dos mais importantes para as lideranças é manter sua equipe motivada e produtiva.  Uma pessoa é diferente da outra.  Algumas pessoas são altamente motivadas.  Outras não parecem nada motivadas.
Motivação - Motivação intrínseca:   vem das forças interiores.  Ex.: orgulho de se executar  um bom trabalho -  Motivação extrínseca:  vem das forças de fora. Ex.: receber bônus, ser  reconhecido. A maioria das pessoas considera a intrínseca  mais forte.
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Maslow Auto Realização Auto Estima Social Fisiológicas Segurança
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Classificou os fatores que influenciam o comportamento das pessoas no trabalho em duas categorias: Fatores de manutenção Fatores de motivação
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Fatores de manutenção: São influenciados pelo salário, pelo ambiente de trabalho, pela estabilidade no emprego, política de administração da empresa, e relacionamento com os colegas e chefes.
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Fatores de motivação: São influenciados pelas responsabilidades  pes-soais, realizações, desa-fios, crescimento  profis-sional, reconhecimento.
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg A falta de dinheiro leva a insatisfação, mas possibilitar às pessoas crescimento profissional, reconhecimento, responsabilidades e desafios levam à satisfação e, portanto, à motivação.
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Hendrie Weisinger Diz que as fontes de motivação são: Você mesmo (pensamentos, atitudes); Amigos, parentes e colegas;
Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Hendrie Weisinger Diz que as fontes de motivação são: Um mentor emocional (uma pessoa real ou fictícia); Seu ambiente (o ar, a ilumi-nação, os sons, mensagens dispostas em sua sala).
Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós :  Confiança, Otimismo, Tenacidade, Entusiasmo, Resistência.
Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós :  É a confiança que nos permite crer que temos a capacidade de executar uma tarefa.
Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós :  É o otimismo que nos dá a esperança de que o desfecho terá uma solução positiva.
Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós :  É a tenacidade que nos mantém concentrados na tarefa.
Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós :  É o entusiasmo que nos permite ter o prazer no trabalho e é a resistência que nos permite começar tudo de novo.
Reconhecimento e Recompensas Principais motivadores: Agradecimento pessoal (verbal) do gerente... Agradecimento, por escrito, do gerente... Promoção por desempenho; Elogio em público; Reuniões para elevação do moral.
Reconhecimento e Recompensas Os gerentes raramente recompensam seus colaboradores. Estatísticas mostram que: 58% raramente, ou nunca, receberam agradecimento verbal; 76% raramente, ou nunca, receberam agradecimento por escrito.
Reconhecimento e Recompensas Estatísticas mostram que: 78% raramente, ou nunca, receberam promoções ba-seadas no desempenho; 81% raramente, ou nunca, receberam  elogios  em público; 92%  raramente,  ou  nunca, participaram de reuniões para elevar o moral.
Reconhecimento e Recompensas Quatro chaves para tornar eficazes as recompensas: 1. A recompensa  deve  espe-cificar o comportamento que está  sendo  recompensado.  Informar que comportamento similar acarretará  recompen-sa similar.  2. Deve-se oferecer  a  recom-pensa com sinceridade.
Reconhecimento e Recompensas Quatro chaves para tornar eficazes as recompensas: 3. Deve-se oferecer a  recompen-sa em tom positivo. Nunca faça uma reprimenda imediatamente após um elogio.  4. Deve-se conceder a recompen-sa o mais próximo  possível  do acontecimento que a provocou. Grande parte  do  impacto  dos prêmios esvai-se  quando  eles são entregues meses depois do acontecimento  que  se  quer reforçar.
Motivação Como motivar uma equipe? Motivar uma equipe é um trabalho árduo e contínuo. As pessoas precisam de uma liderança  forte,  motivada  e vibrante.  Ninguém motiva pessoas: elas são motivadas para agir e obter um resultado.  Quem  faz algu-ma coisa faz por duas razões: Obter  resultado desejável  ou evitar um resultado indesejável. São  as  pessoas  que  devem desejar o sucesso.
Motivação Como motivar uma equipe? As pessoas são motivadas pela vontade  de  satisfazerem  seus desejos e necessidades.  O  se-gredo da motivação é identificar o que motiva o profissional.  A  motivação  é  diferente  em pessoas diferentes: as pessoas pensam e agem de acordo com seus valores e experiências.
Motivação Como motivar uma equipe? Mostre ao colaborador como ele  está  indo.  As  pessoas gostam  de  saber  em  que estágio  elas  estão. Perspec-tivas que se encontram abertas.  Reconheça  o  valor  pessoal: Elogie.  Cada  pessoa  ao  se encontrar com você espera ser notada.  Não observe sua equi-pe apenas para encontrar  erros.
Motivação Como motivar uma equipe? Repreenda, mas  sempre  bus-cando construir: Muitos chefes se realizam com a repreensão.  Identifique e neutralize os “pre-gadores do Apocalipse”: são verdadeiros mestres em mos-trar erros, falhas e em desani-mar qualquer um que se dispo-nha a ouvir seus comentários.  Você, como líder, precisa fazê-los jogar no “seu time”, mostrar como  estão  prejudicando  o trabalho da equipe.
Motivação Como motivar uma equipe? Esteja sintonizado  com as  emo-ções da sua equipe:  Você, como líder, deverá ser  capaz  de  olhar nos olhos do  seu  colaborador  e “sentir” quando alguma coisa não está bem.  Precisa sintonizar as emoções dos membros da equipe e  perce-ber situações fora do normal que possam estar prejudicando o de-sempenho daquele profissional.  Como poderão se  concentrar no  trabalho  se  estão  passando por um sério problema?  O apoio neste  momento  é  fundamental para  consolidar  a  sua  liderança frente a seu profissional.
Motivação Automotivação: a chave dos resultados dos vencedores Se talento e persistência não garantem os melhores resultados, então o que falta? Seria a educação e a inteligência? Depende  mesmo  da  escolha do ser humano em ser positivo ou negativo,  ter  metas,  ser  seta  e não  alvo,  correr  na  frente  para obter a vitória.  Talvez o incentivo poderia ser a grande diferença.  O mundo nos dá o incentivo  em  forma  de  pla-nos, trabalho, mercado, oportuni-dades e família. Porém, o  incen-tivo  só  é útil  se  encontra  uma pessoa motivada.
Motivação Automotivação é a diferença que faz a diferença.  É a diferença entre os  que dão certo e os que dão errado.  É a chave que abre a porta e reúne na  mesma  pessoa  o talento,  a  persistência,  a educação,  a  inteligência  e  o incentivo.  Essa  “equipe”  dá  consis-tência à construção dos propó-sitos individuais, transformando nossos sonhos em realidade.
Motivação Automotivação é a diferença que faz a diferença.  Não existe  nenhum  truque para  vencer.  Mais  do  que qualquer coisa, o que  existe  é uma  atitude  cotidiana  cons-tante.  Estar  motivado  representa 90%  do  caminho  a  percorrer para ter um comportamento po-sitivo e uma vida de resultados. O  nosso  sucesso  depende da  nossa  dedicação.  Ele  não admite  que  se  desperdice  o tempo.
Motivação Motivação é a base da vitória e a chave que abre as portas do seu futuro, enfrentando as adversidades  com  garra  e persistência, com educação e inteligência, com  incentivo  e, acima de tudo, disposição em ser uma pessoa positiva, que sabe  que  qualidade  não começa com “algo”,  mas co- meça com “alguém”,  em  to-dos os níveis,  e  isso  faz  a diferença.
OITO ATITUDES  VENCEDOREAS:  Manual página 25.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Liderança
LiderançaLiderança
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
Alessandro Lunardon
 
Liderança e Relacionamento
Liderança e RelacionamentoLiderança e Relacionamento
Liderança e Relacionamento
Michel Moreira
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 
LiderançA & GestãO De Equipes 1º Passo Como Ser LíDer
LiderançA & GestãO De Equipes   1º Passo   Como Ser LíDerLiderançA & GestãO De Equipes   1º Passo   Como Ser LíDer
LiderançA & GestãO De Equipes 1º Passo Como Ser LíDer
Carlos Silva
 
O papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipeO papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipe
Editora Moderna
 
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de LíderesAcademia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
DMT Palestras
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
Vania Cardoso
 
Conceitos de Liderança
Conceitos de LiderançaConceitos de Liderança
Conceitos de Liderança
Gerente Consciente
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Marcos Alves
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Fabrício Ottoni
 
Desenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptxDesenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptx
Glayberson Pereira
 
Desenvolvimento de liderança amcham
Desenvolvimento de liderança   amchamDesenvolvimento de liderança   amcham
Desenvolvimento de liderança amcham
Daniel de Carvalho Luz
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Wandick Rocha de Aquino
 
Como tornar-se um lider
Como tornar-se um liderComo tornar-se um lider
Como tornar-se um lider
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Palestra liderança e trabalho em equipe
Palestra liderança e trabalho em equipePalestra liderança e trabalho em equipe
Palestra liderança e trabalho em equipe
Marcely Santos
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Hesau Monteiro
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
Larissa Estevão
 
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e GestoresWorkshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
Talent Humano - Desenvolvimento Humano
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Camila Prada
 

Mais procurados (20)

Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
 
Liderança e Relacionamento
Liderança e RelacionamentoLiderança e Relacionamento
Liderança e Relacionamento
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
LiderançA & GestãO De Equipes 1º Passo Como Ser LíDer
LiderançA & GestãO De Equipes   1º Passo   Como Ser LíDerLiderançA & GestãO De Equipes   1º Passo   Como Ser LíDer
LiderançA & GestãO De Equipes 1º Passo Como Ser LíDer
 
O papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipeO papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipe
 
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de LíderesAcademia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
Academia de Lideranças | Programa de Desenvolvimento de Líderes
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Conceitos de Liderança
Conceitos de LiderançaConceitos de Liderança
Conceitos de Liderança
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Desenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptxDesenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptx
 
Desenvolvimento de liderança amcham
Desenvolvimento de liderança   amchamDesenvolvimento de liderança   amcham
Desenvolvimento de liderança amcham
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
 
Como tornar-se um lider
Como tornar-se um liderComo tornar-se um lider
Como tornar-se um lider
 
Palestra liderança e trabalho em equipe
Palestra liderança e trabalho em equipePalestra liderança e trabalho em equipe
Palestra liderança e trabalho em equipe
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e GestoresWorkshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
Workshop PDL -Programa de Desenvolivmento de Líderes e Gestores
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 

Destaque

Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Renato Martinelli
 
O que é liderança
O que é liderançaO que é liderança
O que é liderança
Márcio Roberto de Mattos
 
Slides sobre Lideranca
Slides sobre LiderancaSlides sobre Lideranca
Slides sobre Lideranca
guest99f679
 
Liderança e gestão de equipes
Liderança e gestão de equipesLiderança e gestão de equipes
Liderança e gestão de equipes
Thiago Villaça
 
Motivação Liderança Empreendedorismo
Motivação Liderança EmpreendedorismoMotivação Liderança Empreendedorismo
Motivação Liderança Empreendedorismo
robsonnasc
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
Rodneync
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
martinssoul
 
Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
diretoriabraganca
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
IBC Coaching
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
Joao Cerqueira
 
Liderança, Motivação e Trabalho em Equipe
Liderança, Motivação e Trabalho em EquipeLiderança, Motivação e Trabalho em Equipe
Liderança, Motivação e Trabalho em Equipe
Opengo,Espro,AllNet, Led Informática, Instituto Dom Bosco
 
Caderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de PessoasCaderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de Pessoas
Cadernos PPT
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Luis Cunha
 
Cultura Organizacional 1
Cultura Organizacional 1Cultura Organizacional 1
Cultura Organizacional 1
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Forum De Lideranca Curitiba
Forum De Lideranca CuritibaForum De Lideranca Curitiba
Forum De Lideranca Curitiba
Ricardo Neves
 
Liderança feminina artigo
Liderança feminina   artigoLiderança feminina   artigo
Liderança feminina artigo
JAIRO BARBOSA
 
Liderança inconsistente
Liderança inconsistenteLiderança inconsistente
Liderança inconsistente
Redator MAM
 
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivosLiderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
Luciana Rezende
 
SEJA O MAIS COMPETITIVO
SEJA O MAIS COMPETITIVOSEJA O MAIS COMPETITIVO
SEJA O MAIS COMPETITIVO
Lauro Volaco
 
Curso formação de líderes eficazes
Curso formação de líderes eficazesCurso formação de líderes eficazes
Curso formação de líderes eficazes
Nathalie Maicá
 

Destaque (20)

Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
 
O que é liderança
O que é liderançaO que é liderança
O que é liderança
 
Slides sobre Lideranca
Slides sobre LiderancaSlides sobre Lideranca
Slides sobre Lideranca
 
Liderança e gestão de equipes
Liderança e gestão de equipesLiderança e gestão de equipes
Liderança e gestão de equipes
 
Motivação Liderança Empreendedorismo
Motivação Liderança EmpreendedorismoMotivação Liderança Empreendedorismo
Motivação Liderança Empreendedorismo
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
 
Treinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jniTreinamento lideranca jni
Treinamento lideranca jni
 
Liderança, Motivação e Trabalho em Equipe
Liderança, Motivação e Trabalho em EquipeLiderança, Motivação e Trabalho em Equipe
Liderança, Motivação e Trabalho em Equipe
 
Caderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de PessoasCaderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de Pessoas
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Cultura Organizacional 1
Cultura Organizacional 1Cultura Organizacional 1
Cultura Organizacional 1
 
Forum De Lideranca Curitiba
Forum De Lideranca CuritibaForum De Lideranca Curitiba
Forum De Lideranca Curitiba
 
Liderança feminina artigo
Liderança feminina   artigoLiderança feminina   artigo
Liderança feminina artigo
 
Liderança inconsistente
Liderança inconsistenteLiderança inconsistente
Liderança inconsistente
 
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivosLiderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos
 
SEJA O MAIS COMPETITIVO
SEJA O MAIS COMPETITIVOSEJA O MAIS COMPETITIVO
SEJA O MAIS COMPETITIVO
 
Curso formação de líderes eficazes
Curso formação de líderes eficazesCurso formação de líderes eficazes
Curso formação de líderes eficazes
 

Semelhante a Liderança e Gestão de pessoas

Liderar ou não liderar
Liderar ou não liderarLiderar ou não liderar
Liderar ou não liderar
Helder Moreno Lopes
 
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇASEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
Roberto Luna Mendes Monteiro Filho
 
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
Izabela Rasera
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimento
Ivonei Hilgemberg
 
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Unip e Uniplan
 
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
Hcmaze
 
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Janaina Ferreira
 
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGPGestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
Elaine Ribeiro
 
S100 Institucional 4 pilares S100
S100 Institucional 4 pilares S100S100 Institucional 4 pilares S100
S100 Institucional 4 pilares S100
S100consultoria
 
COACHING.ppt
COACHING.pptCOACHING.ppt
COACHING.ppt
FRANCIELEDALBOSCO1
 
Liderana 1210184941713462-8
Liderana 1210184941713462-8Liderana 1210184941713462-8
Liderana 1210184941713462-8
Universidade Unesa
 
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
Marcus Pimenta
 
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicasReunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
MariannaFerreiraFrei
 
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento OrganizacionalEvolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Treinamento Organizacional & Coaching Executivo
 
Gestao de equipas
Gestao de equipasGestao de equipas
Gestao de equipas
cARLOS CAMPOS
 
Liderana 1210184941713462-8 (1)
Liderana 1210184941713462-8 (1)Liderana 1210184941713462-8 (1)
Liderana 1210184941713462-8 (1)
Universidade Unesa
 
Boletim coaching julho 2015
Boletim coaching   julho 2015Boletim coaching   julho 2015
Boletim coaching julho 2015
Myrthes Lutke
 
Equipe 5
Equipe 5Equipe 5
Equipe 5
Daniela Garcia
 
campanha liderança
campanha   liderançacampanha   liderança
campanha liderança
Joanson Sousa
 
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09diaAdriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
Adriano Rosanelli
 

Semelhante a Liderança e Gestão de pessoas (20)

Liderar ou não liderar
Liderar ou não liderarLiderar ou não liderar
Liderar ou não liderar
 
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇASEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
 
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
IX Compartilhando Experiências - O gestor como líder-coach na execução da est...
 
Treinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimentoTreinamento e desenvolvimento
Treinamento e desenvolvimento
 
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
 
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
 
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
 
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGPGestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
 
S100 Institucional 4 pilares S100
S100 Institucional 4 pilares S100S100 Institucional 4 pilares S100
S100 Institucional 4 pilares S100
 
COACHING.ppt
COACHING.pptCOACHING.ppt
COACHING.ppt
 
Liderana 1210184941713462-8
Liderana 1210184941713462-8Liderana 1210184941713462-8
Liderana 1210184941713462-8
 
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
 
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicasReunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
Reunião Clínica para estúdios e clínicas médicas
 
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento OrganizacionalEvolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
 
Gestao de equipas
Gestao de equipasGestao de equipas
Gestao de equipas
 
Liderana 1210184941713462-8 (1)
Liderana 1210184941713462-8 (1)Liderana 1210184941713462-8 (1)
Liderana 1210184941713462-8 (1)
 
Boletim coaching julho 2015
Boletim coaching   julho 2015Boletim coaching   julho 2015
Boletim coaching julho 2015
 
Equipe 5
Equipe 5Equipe 5
Equipe 5
 
campanha liderança
campanha   liderançacampanha   liderança
campanha liderança
 
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09diaAdriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
Adriano rosanellicomo descobrir o seu estilo de liderança 2014set09dia
 

Mais de Adriana Reis

20 Dolares
20 Dolares20 Dolares
20 Dolares
Adriana Reis
 
Comendo Fetos
Comendo FetosComendo Fetos
Comendo Fetos
Adriana Reis
 
Fotos Espetaculares
Fotos EspetacularesFotos Espetaculares
Fotos Espetaculares
Adriana Reis
 
Decadencia Da Musica Brasileira
Decadencia Da Musica BrasileiraDecadencia Da Musica Brasileira
Decadencia Da Musica Brasileira
Adriana Reis
 
Cachorros
CachorrosCachorros
Cachorros
Adriana Reis
 
Leia sozinho
Leia sozinhoLeia sozinho
Leia sozinho
Adriana Reis
 
Menor Adolescente Do Mundo
Menor Adolescente Do MundoMenor Adolescente Do Mundo
Menor Adolescente Do Mundo
Adriana Reis
 
Cirurgia plastica Antes e depois
Cirurgia plastica Antes e depoisCirurgia plastica Antes e depois
Cirurgia plastica Antes e depois
Adriana Reis
 
Aeroporto Em Portugal
Aeroporto Em PortugalAeroporto Em Portugal
Aeroporto Em Portugal
Adriana Reis
 
Teste Cerebral
Teste CerebralTeste Cerebral
Teste Cerebral
Adriana Reis
 
10 Palavras
10 Palavras10 Palavras
10 Palavras
Adriana Reis
 
O aniversario
O aniversarioO aniversario
O aniversario
Adriana Reis
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
Adriana Reis
 
Vai Passar!
Vai Passar!Vai Passar!
Vai Passar!
Adriana Reis
 
Uma pausa para nossa senhora
Uma pausa para nossa senhoraUma pausa para nossa senhora
Uma pausa para nossa senhora
Adriana Reis
 
Seguir Viagem
Seguir ViagemSeguir Viagem
Seguir Viagem
Adriana Reis
 
Romeu e julieta
Romeu e julietaRomeu e julieta
Romeu e julieta
Adriana Reis
 
Revolução
RevoluçãoRevolução
Revolução
Adriana Reis
 
Politica
PoliticaPolitica
Politica
Adriana Reis
 
Mude. .(Clarice Lispector)
Mude. .(Clarice Lispector)Mude. .(Clarice Lispector)
Mude. .(Clarice Lispector)
Adriana Reis
 

Mais de Adriana Reis (20)

20 Dolares
20 Dolares20 Dolares
20 Dolares
 
Comendo Fetos
Comendo FetosComendo Fetos
Comendo Fetos
 
Fotos Espetaculares
Fotos EspetacularesFotos Espetaculares
Fotos Espetaculares
 
Decadencia Da Musica Brasileira
Decadencia Da Musica BrasileiraDecadencia Da Musica Brasileira
Decadencia Da Musica Brasileira
 
Cachorros
CachorrosCachorros
Cachorros
 
Leia sozinho
Leia sozinhoLeia sozinho
Leia sozinho
 
Menor Adolescente Do Mundo
Menor Adolescente Do MundoMenor Adolescente Do Mundo
Menor Adolescente Do Mundo
 
Cirurgia plastica Antes e depois
Cirurgia plastica Antes e depoisCirurgia plastica Antes e depois
Cirurgia plastica Antes e depois
 
Aeroporto Em Portugal
Aeroporto Em PortugalAeroporto Em Portugal
Aeroporto Em Portugal
 
Teste Cerebral
Teste CerebralTeste Cerebral
Teste Cerebral
 
10 Palavras
10 Palavras10 Palavras
10 Palavras
 
O aniversario
O aniversarioO aniversario
O aniversario
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
 
Vai Passar!
Vai Passar!Vai Passar!
Vai Passar!
 
Uma pausa para nossa senhora
Uma pausa para nossa senhoraUma pausa para nossa senhora
Uma pausa para nossa senhora
 
Seguir Viagem
Seguir ViagemSeguir Viagem
Seguir Viagem
 
Romeu e julieta
Romeu e julietaRomeu e julieta
Romeu e julieta
 
Revolução
RevoluçãoRevolução
Revolução
 
Politica
PoliticaPolitica
Politica
 
Mude. .(Clarice Lispector)
Mude. .(Clarice Lispector)Mude. .(Clarice Lispector)
Mude. .(Clarice Lispector)
 

Liderança e Gestão de pessoas

  • 1. Microlins LIDERANÇA E GESTÃO DE PESSOAS Jocelina Almeida - Jô (54) 311-3088 [email_address]
  • 2. Conteúdo programático As quatro funções tradicionais na administração; Diferença entre gerentes e líderes; Liderança: responsabilidade x autoridade; Metas; Reuniões; Inteligência emocional; Motivação; Reconhecimento e recompensas; Atitudes vencedoras.
  • 3. Você nasceu para brilhar O que precisamos para brilhar? Sonho; Comprometimento; Conhecimento; Relacionamento; Flexibilidade; Espiritualidade.
  • 4. Você nasceu para brilhar O que precisamos cuidar para brilhar? Física Mental Emocional Espiritual
  • 5. ELEMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA Visão estratégica; Liderança para formar e motivar boas equipes; Habilidade para superar dificuldades; Capacidade efetiva de atingir metas; Foco no resultado.
  • 6. AS QUATRO FUNÇÕES TRADICIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO 01. Planejamento - Conceito Metas Estratégias 02. Organização - Definir prioridades - Reunir materiais Ex. Visita a clientes Reuniões: ata anterior, relatórios..
  • 7. AS QUATRO FUNÇÕES TRADICIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO 03.Liderança 04. Controle Exemplos: - Novo funcionário, acompanhar ver se está seguindo os procedimentos. Metas de vendas: acompanhamento constante... Planejamento orçamentário.
  • 8. Liderança Líder Faz as coisas acontecerem pelo exemplo: argumenta, inspira, consulta. Liderança Envolve comunicação, planejamento, controle, objetivos e correções.
  • 9. Tipos de Liderança Autocrática Democrática Liberal
  • 10. Algumas das características do Líder: Coragem Inteligência Concentração Equilíbrio Coordenação
  • 11. Diferença entre Gerente e Líder: Carismáticos Convincentes Confiáveis Capazes Visionários Centrados
  • 12. Diferença entre Gerente e Líder: Monitora informações Recebe informações Informação Forma seu substituto Visto como ameaça substituto Delega Centraliza Delegação Ganha-ganha Perde-ganha Negociação Disseminador Centralizador Comunicação Facilita a decisão É o que decide Tomada de decisão Voltado para o cliente Voltado para o superior Foco de ação Responsabilidade compartilhada Responsável pelo setor Responsabilidade Empreendedor Burocrata Postura Líder/facilitador Chefe Autoridade Líder Gerente Aspecto
  • 13. Quando os Líderes estão em sua melhor forma: Desafiar processos: tomam iniciativas, inovam... Inspirar uma visão compartilhada: visão clara, dão vida aos sonhos. Permitir que os outros ajam: não alcançam o sucesso sozinho.
  • 14. Quando os Líderes em sua melhor forma: Moldar o caminho: praticam o que pregam... Incentivar: elevam a moral da equipe, reconhecem as realizações de seus colaboradores.
  • 15. Empowerment “ Empoderamento” Dar aos colabora-dores a autoridade para tomar decisões (decisões operacionais). Delegar
  • 16. Dicas para aplicar o Empowerment: Definir claramente as responsabilidades; Dar autoridade aos colaboradores; Tratar os colaboradores com respeito, confiança; Treinar o necessário; Dar informações suficientes.
  • 17. Estrutura organizacional Antes: Direção – Pensava Gerencias e Chefias – Cobravam - Nível operacional - Fazia
  • 18. Estrutura organizacional Agora: Todos ajudam a pensar e cada um é responsável por gerenciar suas funções.
  • 19. Fazendo as coisas acontecerem Poder e influência: cinco fontes-chave de poder: - Poder pessoal: vem de dentro de você. Vem da personalida-de, do carisma, da suas crenças e con-vicções.
  • 20. Fazendo as coisas acontecerem Poder pelos relaciona-mentos : vem da força de seu círculo de ami-gos. Poder pela posição : vem da posição que se ocupa na hierarquia da empresa.
  • 21. Fazendo as coisas acontecerem Poder pelo conhecimen-to: vem da experiência, treinamento, especializa-ções. Poder das tarefas: vem do trabalho em si. Ex. Um bom vendedor....
  • 22. Fazendo as coisas acontecerem Responsabilidade, autoridade e participação. Responsabilidade: indica quem na empresa é responsável por determinada tarefa.
  • 23. Fazendo as coisas acontecerem Autoridade: Significa que a empresa formalmente lhe conferiu o poder necessário para executar o trabalho.
  • 24. Fazendo as coisas acontecerem Participação: Significa responder pelos resultados que se alcança. Comunicação, dar feedback das atividades.
  • 25. Delegação A delegação é uma importante ferramenta para os administradores aumentarem o volume de trabalho que conseguem executar.
  • 26. Delegação: À missão e aos princípios da empresa Ao superior hierárquico Alinhamen-to do delegado Cliente no topo Alta direção no topo Pirâmide hierárquica Responsabilidade compartilhada Responsabilidade limitada ao cargo Delegação de respon-sabilidade Prover condições para que a decisão esteja perto da ação De cima para baixo Como delegar? Poder de decisão Trabalhos de rotina O que delegar? Dar maior agilida-de à organização, melhor atendimen-to ao cliente Liberar o tempo da alto gerência para atividades nobres Por que delegar? Gestão do Empowerment Gestão tradicional Aspecto da delegação
  • 27. Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Comunique a ativida-de/tarefa: diga exata-mente o que é para ser feito. Forneça o contexto da atividade: quais as razões de fazê-la.
  • 28. Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Determine os padrões: quais os padrões que devem ser seguidos –POP. Procedimento Operacional Padrão: Resultados que se espera; Atividades e padrões que devem ser seguidos; Cuidados especiais.
  • 29. Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Outorgue autoridade: conceder a autoridade necessária. Forneça suporte: indicar os recursos que serão necessários.
  • 30. Delegação Seis etapas para delegar de maneira correta: Consiga comprometimen-to: certifique-se de que as pessoas aceitaram a missão. Um dos maiores problemas com a delegação é não delegar autoridade e recursos necessários para executar a atividade.
  • 31. Metas EMARP Específicas: metas claras. Mensuráveis: que possam ser medidas. Atingíveis: metas possíveis.
  • 32. Metas EMARP Relevantes: aliadas as metas globais da empresa. Prazos: ter início e fim. Criando vários pontos de referências.
  • 33. Reuniões Pontos positivos : - Reuniões são energi-zadoras: oportunidade para os colaboradores serem ouvidos, indepen-dente da hierarquia ou do tempo de casa.
  • 34. Reuniões Pontos positivos : Reuniões são uma ex-celente maneira de se comunicar: Reuniões desenvolvem habilidades de liderança: comunicar-se na frente de colegas aumenta a auto-confiança.
  • 35. Reuniões Pontos positivos : - Reuniões elevam o moral: as pessoas que-rem saber o que está acontecendo na empre-sa e querem sentir parte importante dela.
  • 36. Reuniões Pontos negativos : Reuniões sem foco: não se atinge os propósitos al-mejados. Reuniões em excesso: é melhor ter menos reuniões e mais produtividade nas reuniões.
  • 37. Reuniões Pontos negativos : Despreparo para as reuniões: sem pauta definida e informações necessárias para as to-madas de decisões ou comunicações eficientes. Desperdício de tempo nas reuniões.
  • 38. Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Esteja preparado: quanto mais preparo, melhor serão os resul-tados. Tenha agenda/pauta: lista de tópicos a serem abordados na reunião.
  • 39. Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Comece e termine na hora marcada. Tenha menos reuniões: convoque reunião quando for absolutamente neces-sário .
  • 40. Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: Inclua em vez de excluir: ouça todas as idéias e procure selecionar as melhores. Mantenha foco: siga a pauta da reunião e deixe um espaço para assuntos gerais.
  • 41. Reuniões Maneiras de melhorar as reuniões: - Reúna e distribua as ações: distribua as res-ponsabilidades para ma-is participantes. Regis-tre as decisões toma-das.
  • 42. Reuniões Ata de Reunião Ações definidas: Assuntos tratados: Objetivo da reunião: Participantes: Deptos: Data: Horário: Avali-ação Pra-zo Respon-sável Ação
  • 43. Reuniões - Obtenha feedback: Solicite a opinião dos participantes. Pode ser avaliação verbalmente ou através de formulário de avaliação.
  • 44. Reuniões Maneiras de aperfeiçoar a habilidade de debater em reuniões: Peça clareza; Controle os dominadores; Ouça; Resuma; Contenha divagações;
  • 45. Reuniões Maneiras de aperfeiçoar a habilidade de debater em reuniões: Administre o tempo; Termine a discussão; Teste o consenso; Avalie constantemente o processo de reuniões.
  • 46. Inteligência Emocional Willian James: (pai da psicologia moderna) Ao mudar as atitudes internas de suas mentes, os seres humanos podem mudar os aspectos externos de suas vidas.
  • 47. Inteligência Emocional A inteligência emocional é simplesmente o uso inteligente das emoções. Isto é fazer, intencionalmente, com que suas emoções trabalhem a seu favor.
  • 48. Inteligência Emocional Os componentes da Inteligência Emocional: A capacidade de perceber, avaliar e expressar correta-mente uma emoção; A capacidade de gerar ou ter acesso a sentimentos quando eles puderem facilitar sua compreensão de si mesmo ou do outro;
  • 49. Inteligência Emocional Os componentes da Inteligência Emocional: A capacidade de compre-ender as emoções e o co-nhecimento derivado de-las; A capacidade de controlar as próprias emoções para promover o crescimento emocional e intelectual.
  • 50. Inteligência Emocional O QI não é suficiente para explicar os diferentes caminhos trilhados pelas pessoas. Os mais brilhantes podem deixar-se levar por impulsos desgovernados ou serem, às vezes, pilotos incompetentes de suas vidas particulares.
  • 51. Inteligência Emocional Estudos mostraram que a Inteligência Emocional é a responsável por nossos sucessos e fracassos. Assim o desempenho pessoal é determinado pelo equilíbrio entre nossas emoções e razões.
  • 52. Inteligência Emocional Quociente de Inteligência: É formado pela quantidade de informações que conseguimos guardar. Quociente Emocional: É a autoconsciência e o controle emocional, que é capaz de dominar os impulsos, tolerando frustrações.
  • 53. Inteligência Emocional Componentes do sistema emocional: Os pensamentos; As alterações fisiológicas; E o comportamento. Ex. Subordinado chegar atrasado.
  • 54. Inteligência Emocional As pessoas com inteligência emocional são otimistas, tem auto-estima, são capazes de entender as outras pessoas de modo empático e eficaz
  • 55. Inteligência Emocional No mundo atual, tão competitivo, é indispensável conhecermos o comportamento humano. É preciso reconhecer atitudes racionais e emotivas e as necessidades básicas, tanto em nós como nos outros.
  • 56. Inteligência Emocional Habilidades que precisamos ter: - Auto-conhecimento que permite a autocrítica. Ter coragem para assumir responsabilidades pelos nossos atos.
  • 57. Inteligência Emocional A Inteligência Emocional capacita para: Autocontrole emocional: abandonando estado de espírito negativo. Controle de impulsos: tolerando frustrações. Crenças positivas: sobre os fatos da vida, os desafios constantes.
  • 58. Inteligência Emocional A Inteligência Emocional capacita para: Saber interpretar os canais não verbais da comunicação. Saber controlar as emoções em outra pessoa. Ter adequada e consciente auto-estima.
  • 59. Motivação A motivação é aquilo que o leva a despender energia numa direção específica com um propósito específico. Exemplo: Fazer um relatório Resolver um problema com colega.
  • 60. Motivação O trabalho mais difícil e um dos mais importantes para as lideranças é manter sua equipe motivada e produtiva. Uma pessoa é diferente da outra. Algumas pessoas são altamente motivadas. Outras não parecem nada motivadas.
  • 61. Motivação - Motivação intrínseca: vem das forças interiores. Ex.: orgulho de se executar um bom trabalho - Motivação extrínseca: vem das forças de fora. Ex.: receber bônus, ser reconhecido. A maioria das pessoas considera a intrínseca mais forte.
  • 62. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Maslow Auto Realização Auto Estima Social Fisiológicas Segurança
  • 63. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Classificou os fatores que influenciam o comportamento das pessoas no trabalho em duas categorias: Fatores de manutenção Fatores de motivação
  • 64. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Fatores de manutenção: São influenciados pelo salário, pelo ambiente de trabalho, pela estabilidade no emprego, política de administração da empresa, e relacionamento com os colegas e chefes.
  • 65. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg Fatores de motivação: São influenciados pelas responsabilidades pes-soais, realizações, desa-fios, crescimento profis-sional, reconhecimento.
  • 66. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Herzberg A falta de dinheiro leva a insatisfação, mas possibilitar às pessoas crescimento profissional, reconhecimento, responsabilidades e desafios levam à satisfação e, portanto, à motivação.
  • 67. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Hendrie Weisinger Diz que as fontes de motivação são: Você mesmo (pensamentos, atitudes); Amigos, parentes e colegas;
  • 68. Motivação Teorias sobre motivação: Teoria de Hendrie Weisinger Diz que as fontes de motivação são: Um mentor emocional (uma pessoa real ou fictícia); Seu ambiente (o ar, a ilumi-nação, os sons, mensagens dispostas em sua sala).
  • 69. Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós : Confiança, Otimismo, Tenacidade, Entusiasmo, Resistência.
  • 70. Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós : É a confiança que nos permite crer que temos a capacidade de executar uma tarefa.
  • 71. Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós : É o otimismo que nos dá a esperança de que o desfecho terá uma solução positiva.
  • 72. Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós : É a tenacidade que nos mantém concentrados na tarefa.
  • 73. Motivação Os elementos da motivação são comuns a todos nós : É o entusiasmo que nos permite ter o prazer no trabalho e é a resistência que nos permite começar tudo de novo.
  • 74. Reconhecimento e Recompensas Principais motivadores: Agradecimento pessoal (verbal) do gerente... Agradecimento, por escrito, do gerente... Promoção por desempenho; Elogio em público; Reuniões para elevação do moral.
  • 75. Reconhecimento e Recompensas Os gerentes raramente recompensam seus colaboradores. Estatísticas mostram que: 58% raramente, ou nunca, receberam agradecimento verbal; 76% raramente, ou nunca, receberam agradecimento por escrito.
  • 76. Reconhecimento e Recompensas Estatísticas mostram que: 78% raramente, ou nunca, receberam promoções ba-seadas no desempenho; 81% raramente, ou nunca, receberam elogios em público; 92% raramente, ou nunca, participaram de reuniões para elevar o moral.
  • 77. Reconhecimento e Recompensas Quatro chaves para tornar eficazes as recompensas: 1. A recompensa deve espe-cificar o comportamento que está sendo recompensado. Informar que comportamento similar acarretará recompen-sa similar. 2. Deve-se oferecer a recom-pensa com sinceridade.
  • 78. Reconhecimento e Recompensas Quatro chaves para tornar eficazes as recompensas: 3. Deve-se oferecer a recompen-sa em tom positivo. Nunca faça uma reprimenda imediatamente após um elogio. 4. Deve-se conceder a recompen-sa o mais próximo possível do acontecimento que a provocou. Grande parte do impacto dos prêmios esvai-se quando eles são entregues meses depois do acontecimento que se quer reforçar.
  • 79. Motivação Como motivar uma equipe? Motivar uma equipe é um trabalho árduo e contínuo. As pessoas precisam de uma liderança forte, motivada e vibrante. Ninguém motiva pessoas: elas são motivadas para agir e obter um resultado. Quem faz algu-ma coisa faz por duas razões: Obter resultado desejável ou evitar um resultado indesejável. São as pessoas que devem desejar o sucesso.
  • 80. Motivação Como motivar uma equipe? As pessoas são motivadas pela vontade de satisfazerem seus desejos e necessidades. O se-gredo da motivação é identificar o que motiva o profissional. A motivação é diferente em pessoas diferentes: as pessoas pensam e agem de acordo com seus valores e experiências.
  • 81. Motivação Como motivar uma equipe? Mostre ao colaborador como ele está indo. As pessoas gostam de saber em que estágio elas estão. Perspec-tivas que se encontram abertas. Reconheça o valor pessoal: Elogie. Cada pessoa ao se encontrar com você espera ser notada. Não observe sua equi-pe apenas para encontrar erros.
  • 82. Motivação Como motivar uma equipe? Repreenda, mas sempre bus-cando construir: Muitos chefes se realizam com a repreensão. Identifique e neutralize os “pre-gadores do Apocalipse”: são verdadeiros mestres em mos-trar erros, falhas e em desani-mar qualquer um que se dispo-nha a ouvir seus comentários. Você, como líder, precisa fazê-los jogar no “seu time”, mostrar como estão prejudicando o trabalho da equipe.
  • 83. Motivação Como motivar uma equipe? Esteja sintonizado com as emo-ções da sua equipe: Você, como líder, deverá ser capaz de olhar nos olhos do seu colaborador e “sentir” quando alguma coisa não está bem. Precisa sintonizar as emoções dos membros da equipe e perce-ber situações fora do normal que possam estar prejudicando o de-sempenho daquele profissional. Como poderão se concentrar no trabalho se estão passando por um sério problema? O apoio neste momento é fundamental para consolidar a sua liderança frente a seu profissional.
  • 84. Motivação Automotivação: a chave dos resultados dos vencedores Se talento e persistência não garantem os melhores resultados, então o que falta? Seria a educação e a inteligência? Depende mesmo da escolha do ser humano em ser positivo ou negativo, ter metas, ser seta e não alvo, correr na frente para obter a vitória. Talvez o incentivo poderia ser a grande diferença. O mundo nos dá o incentivo em forma de pla-nos, trabalho, mercado, oportuni-dades e família. Porém, o incen-tivo só é útil se encontra uma pessoa motivada.
  • 85. Motivação Automotivação é a diferença que faz a diferença. É a diferença entre os que dão certo e os que dão errado. É a chave que abre a porta e reúne na mesma pessoa o talento, a persistência, a educação, a inteligência e o incentivo. Essa “equipe” dá consis-tência à construção dos propó-sitos individuais, transformando nossos sonhos em realidade.
  • 86. Motivação Automotivação é a diferença que faz a diferença. Não existe nenhum truque para vencer. Mais do que qualquer coisa, o que existe é uma atitude cotidiana cons-tante. Estar motivado representa 90% do caminho a percorrer para ter um comportamento po-sitivo e uma vida de resultados. O nosso sucesso depende da nossa dedicação. Ele não admite que se desperdice o tempo.
  • 87. Motivação Motivação é a base da vitória e a chave que abre as portas do seu futuro, enfrentando as adversidades com garra e persistência, com educação e inteligência, com incentivo e, acima de tudo, disposição em ser uma pessoa positiva, que sabe que qualidade não começa com “algo”, mas co- meça com “alguém”, em to-dos os níveis, e isso faz a diferença.
  • 88. OITO ATITUDES VENCEDOREAS: Manual página 25.