Sistema Neuro Psico na Gestação

831 visualizações

Publicada em

Sabe-se que na gravidez ocorre uma série de alterações anatômicas e funcionais em quase todos os órgãos e sistemas.Estas mudanças representam a resposta do organismo materno a uma adaptação e maior demanda metabólica imposta pelo feto.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
831
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Neuro Psico na Gestação

  1. 1. FRANCISCA MARIA CUNHA ESTUDANTE DE ENFERMAGEM JABOATÃO DOS GUARARAPES 2014 SISTEMA NEURO-PSICO NA GESTAÇÃO https://www.facebook.com/pages/Enfermagem-e- Sa%C3%BAde-Coletiva-no- Brasil/585222441562517?ref=hl Curtam minha pagina no facebook. Obrigada!
  2. 2. Sabe-se que na gravidez ocorre uma série de alterações anatômicas e funcionais em quase todos os órgãos e sistemas. Estas mudanças representam a resposta do organismo materno a uma adaptação e maior demanda metabólica imposta pelo feto O conhecimento dessas modificações é de extrema importância porque poderiam ser interpretadas erradamente como desvios patológicos. (REZENDE,2005)
  3. 3. Neste trabalho iremos apresentar , como funciona o sistema neuro-psico durante a gestação através de revisão de literatura, considerações levantadas a respeito modificações neuro-psico durante a gestação, destacando as mudanças fisiológicas que ocorrem no sistema neurológico e psicológico na grávida, e a importância do exercício da enfermagem nesse período.
  4. 4.  Destacar a importância do companheiro no período da gestação;  Mostrar as modificações neurológicas e psicológica durante a gestação;  Avaliar o comportamento das mulheres no período gestacional;
  5. 5. SISTEMA NEUROLÓGICO  distúrbios passageiros nas funções motoras,  sensitivas ou mentais,  como tremores,  contraturas,  convulsões,  hiperêmese,  parestesias,  hipotonia gastrintestinal vesical,  alterações vasomotoras, A gestante apresenta muitas manifestações susceptíveis de serem atribuídas ao sistema central ou neurovegetativo: (MONTENEGRO, 2006)
  6. 6. Barros (2006) destaca que a interpretação das alterações neurológica na gravidez é complexa, pois elas não se distinguem facilmente das alterações glandulares, hormonais e metabólicas. SISTEMA NEUROLÓGICO as alterações fisiológicas especificas, resultantes da gestação, podem comprimir os nervos pélvicos por causa do aumento do útero, alterando a sensibilidade dos membros inferiores, outra alteração é a dor lombar causada pela compressão das raízes nervosas. A progesterona exerce ação depressora sobre o sistema nervoso central, o que desencadeia quadros de sonolência e fadiga. (BARROS, 2004)
  7. 7. A partir do momento em que a mulher entra no período gestacional, iniciará um processo de desenvolvimento que conduzira a várias transformações orgânicas e expressivas mudanças a nível bio-psico-social emocional mente a mulher pode não se sentir atraente ou feminina diminuindo com isto sua auto-estima e ainda pode ser conflitante estar num momento culturalmente considerado divino e, ao mesmo tempo, não estar gostando de si mesma. (BALLONE, 2002) Modificações psíquicas
  8. 8. A sexualidade da mulher na gravidez dependerá, entre outros motivos, de como ela se percebe, se avalia e se valoriza, o seu companheiro deve deixar claro seu sentimento por ela, porém depende decisivamente de sua auto-estima e, conseqüentemente, de sua afetividade. nessa fase dependerá grandemente de sua auto- estima. (NETTINA, 2003)
  9. 9. Para o casal a gravidez é um período de adaptações em todos os sentidos como: adaptações físicas, emocionais, existenciais sexuais. É importante ressaltar que a necessidade de adaptação não afeta só a mulher, nessa fase, mas também o homem. (BARROS, 2006)
  10. 10. 2º trimestre: Sensação dos primeiros movimentos fetais – personificação do feto. Manifestações comuns: alterações do desejo e desempenho sexual, alterações do esquema corporal, introversão e passividade ou aumento de atividade. Segundo MALDONADO (1984), os aspectos psicológicos mais importantes nos três trimestres da gravidez são: 1º trimestre: Ocorre à percepção da gravidez, consciente ou inconsciente, inicia-se a formação da relação materna – filial. Manifestações mais comuns: hipersônia, náuseas, vômito, desejos e aversões, aumento de apetite, oscilações de humor, aumento da sensibilidade. Aspectos psicológicos 3º trimestre: Proximidade do parto. Manifestações comuns: aumento da ansiedade, temores de um filho saudável, preferência de sexo.
  11. 11. Orientar a gestante sobre os sinais e sintomas que estejam relacionados aos sistemas neurológico e psicológico. ENFERMAGEM Fazer as recomendações como: Alimentação adequada Dormir bem; Não fazer esforço físico; Praticar exercícios físicos
  12. 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS No presente estudo, vimos que é importante o trabalho do enfermeiro com gestantes nas instituições de saúde. O enfermeiro tem que estar atento, a cada sistema do organismo da gestante e também orientá-la sobre os possíveis modificações que podem ocorrer no decorrer da gravidez. Com isso, faz-se necessário a atuação do enfermeiro em conjunto com a gestante. (MONTENEGRO,2006)
  13. 13. BALLONE, GJ -Gravidez e Sexualidade, in. PsiqWeb. Disponível em: www.psiqweb.med.br. Revisto em 2004 BALLONE, GJ Sexualidade na Gravidez, in. PsiqWeb, Psiquiatria Geral. Disponível em: http://gballone.sites.uol.com.br/mulher/gravisex.htm. Revisto em 2002. BARROS, Sônia Maria de Oliveira de. Enfermagem no ciclo gravídico puerperal. São Paulo: Manole, 2006. 1ªed. MONTENEGRO, Rezende. Obstetrícia fundamental. Rio de Janeiro: Guanabara e koogan, 2006. 10 ed. NETTINA, Sandra M. Prática de enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara e koogan, 2003. 7ªed. NICÁCIO, Flávia da Silva.Aspectos psicológicos da gestante. Disponível em:http://saude.hsw.uol.com.br/alteracoes-psicologicas-na-gravidez.htm. Ano: 2006. MALDONADO, M.T. Psicologia da gravidez, parto e puerpério. 6ed. Petrópolis: Vozes, 1984.
  14. 14. A sabedoria é o melhor guia e a fé, a melhor companheira. Deve-se pois, fugir das trevas da ignorância e do sofrimento, deve-se procurar a luz da Iluminação.

×