Cuidados na gravidez

2.580 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.580
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cuidados na gravidez

  1. 1. Ana Gabriela Eliane Beatriz Jéssica Leão Lírya Dutra Márcia Berta Sueli Dutra CUIDADOS NA GESTAÇÃO UBPSF-SÃO LUCAS
  2. 2. ATIVIDADES Não recomendado Recomendado  Caminhadas, algumas flexões e pedalar no plano ou em bicicleta ergométrica com menos carga.  Basquete, vôlei, futebol, handball e lutas  Atividade sexual do tipo papai-  Correr tem de ser uma atividade mamãe, não muito prolongadas controlada. Dez minutos de corrida nem devem ser seguidos por uma pausa acrobáticas. Se houver ameaça de aborto, sangramento ou contrações atividade suspensa. muito sexual fortes, precisa a ser para descanso
  3. 3. O QUE COMER O QUE EVITAR?  muitas frutas, verduras (em especial as de folhas verdes), leite, queijo, carnes (em especial fígado),  peixes, ovos, cereais (aveia, germe de trigo, levedura de cerveja, milho) e muita água.  Beba de 6 a 8 copos de água diariamente.  Garantir uma alimentação com carnes, ovos, fígado e beterraba para evitar a anemia;  Evite doces e massas (pão, macarrão e produtos feitos com farinha) para não engordar muito.  Nunca tome qualquer tipo de remédio sem recomendação médica pois é muito perigoso para você e seu bebê.
  4. 4. GANHO DE PESO É muito difícil perder o ganho acentuado de peso . Primeiro, porque não vai fazer regime pelo menos durante os seis meses em que estiver dando de mamar (esse é o tempo de amamentação que se preconiza hoje). Resultado: quando estiver liberada, terá que malhar muito e fazer dieta rigorosa, se quiser emagrecer As mulheres costumam manter parte desse peso gravidez adquirido durante a
  5. 5. NÁUSEAS, VÔMITOS E MAU ESTAR! Dependendo da intensidade aconselha-se a procura e acompanhamento médico para evitar a desidratação e complicações, entret anto, as vezes é preciso internação.  Sê foi prescrito antiemético é melhor tomar o comprimido antes de levantar e de escovar os dentes, mastigar algumas bolachas salgadas e permanecer uns 20 minutos deitada porque o remédio já terá sido parcialmente absorvido e a papa de bolacha assentado estômago, quando se levantar. o
  6. 6. FORMAÇÃO DE ESTRIAS  No fim do primeiro trimestre, começo do segundo, indicado o uso de uma cinta especial para evitar a distensão da musculatura abdominal. Na verdade, não se consegue impedir que elas apareçam, mas se consegue atenuar o processo e, se aparecerem, serão em menor número.
  7. 7. USAR MEIAS E CINTAS ELÁSTICAS  Se tiver que tirá-las durante o dia? Evita a formação de varizes. Deve ser colocadas ela manhã, as veias estão vazias por causa da facilidade de  Se for tomar banho, por exemplo, deve retorno que ocorreu durante o sono. tirar a cinta e as meias, tomar banho e Colocando as meias elásticas ainda deitada, o aumento da pressão sobre depois deitar-se por 15 ou 20 minutos. as veias superficiais impede que o Quando sentir que as veias superficiais sangue reflua em sua direção e ele estão sobe da veia cava inferior para o coração. Tanto a cinta quanto as meias devem ser postas de manhã e só retiradas à noite, na hora de ir para a cama. vazias e o abdômen mais murcho, volta a colocar tanto as meias quanto a cinta antes de levantar-se.
  8. 8. DORES NAS COSTAS E PÉS?  Para melhorar a posição, é preciso que a mulher jogue os ombros para frente. Nessa fase são os mocassins fechados e com saltinho e os tipo anabela não muito altos.  Nosso calcanhar só tem pele e o osso, não massageia nada. O que massageia é a planta do pé. O salto do sapato faz com que a mulher jogue o peso também sobre a planta do pé e essa massagem bombeia e facilita o retorno do sangue venoso.
  9. 9. PORQUE AS CONSULTAS NO 3º TRIMESTRE PRECISAM SER MAIS FREQUÊNTES? COMO EVITAR?  Porque existe o risco de préeclampsia e eclampsia. Ficar atento para qualquer sintomas de doença  Devido a sobrecarga cardiopulmonar que pode levar à hipertensão e edema).  Ficar atentas á: (inchaço, pressão alta, mudanças de cor e quantidade na urina);  Tomar os anti-hipertensivos PRESCRITOS e diminuir a ingestão de sal e coma o mínimo possível para não ganhar muito peso, ingira água e faça repouso em decúbito lateral esquerdo. Nessa posição, há queda da pressão arterial, porque diminui a compressão do útero sobre a aorta e a veia cava inferior
  10. 10. cuidados no final da gravidez?  Receber a vacina antitetânica para prevenir o tétano umbilical.  7º mês, são prescritas massagens nos seios para modelar o mamilo e a aréola a fim de prepará-los para a amamentação e massagens no abdômen para evitar a formação de estrias.  8º mês, buscar orientação como ex:. 1- perda de sinal 2- queda do ventre 3- contrações uterina 4- perda do líquido amniótico,  PORQUE?  para que saiba distinguir o falso alarme do trabalho de parto verdadeiro. As contrações se tornam mais frequentes, principalmente à noite quando a mulher se deita. Na primigesta, isso só acontece do oitavo mês em diante.
  11. 11. SINAIS QUE MOSTRAM QUE A HORA DO PARTO SE APROXIMA  Você percebe que a barriga fica mais baixa,  você respira melhor,  sente vontade de urinar com mais frequência  e pode sentir um certo peso na região baixa do ventre.  Com barriga maior fica frequência, mais tensa sua e endurecida.  São as contrações que, com a aproximação do ficando mais fortes parto, vão
  12. 12. “ Como diferenciar as contrações que não são características do parto daquelas que ocorrem na hora de ir para a maternidade? • No final da gestação, costuma-se ter diversas contrações. Se no dia seguinte não sentir mais nada, não são as contrações do parto. • ” Se ficarem mais frequentes e com intervalos cada vez mais curto, é preciso ficar de Portanto, sobreaviso, porque está começando o trabalho de parto. frequência (intervalo inferior a dez minutos) e intensidade das contrações (cada contração deve durar cerca de um minuto) são os parâmetros para indicar que está na hora de ir para a maternidade. Em pleno trabalho de parto, ocorrerão no mínimo três contrações em dez minutos. • A perda d’água pode ser confundida com perda urinária. Mas, a perda de água é involuntária, não tem as características da urina (cheiro e coloração) • A ruptura da bolsa e a dilatação pélvica é um sinal de ir para maternidade!
  13. 13. O problema das vagas em maternidades! • Durante o pré-natal é bom conversar sobre este assunto com o pessoal do serviço de saúde. • É importante saber qual a maternidade ou maternidades a que você tem direito, onde ficam, se existe algum tipo de acerto entre o serviço de pré-natal e o hospital para que você seja encaminhada, • Qual a qualidade do atendimento etc. • Se puder faça uma visita para conhecer o local, informar-se sobre as exigências, as vagas, como chegar lá,
  14. 14. O que fazer no momento do parto? • Nem todos os serviços contam com anestesia para parto normal. As formas existentes são: anestesia local, no caso de ser feito um pequeno corte na vulva para facilitar a saída do bebê, raqui ou peridural que “adormecem” o corpo da cintura para baixo; usadas no caso de cesárea e em partos normais muito dolorosos. • Submeter-se à rotina do hospital, embora nem sempre seja confortável, pode significar segurança e melhor atendimento a você e ao bebê, mas não deve significar submissão e maus tratos, muito menos descaso com sua saúde. Não se entregue passivamente. O parto é um momento ativo e participante em que você deve ajudar, manifestar-se, ser tratada com cuidado e carinho, ser informada, receber atenção. • Não é você que serve aos profissionais, mas eles a você, embora sua colaboração, calma e compreensão sejam fundamentais para o trabalho deles.
  15. 15. Quando ir á Maternidade?  Se durante 12 horas seguidas você não sentir a criança se mexer.  ¨ Se tiver sangramentos  se você estiver com contrações fortes e frequentes (menos de 10 minutos entre uma e outra), se estiver com algum problema, não saia do hospital! Mesmo que seu parto não aconteça dentro da próximas horas, voltar para casa e vir novamente ao hospital no dia seguinte, ou até no meio da noite, às pressas, pode ser impossível ou até arriscado.  Não coma nesse período, apenas tome líquidos, se for necessário.  Com o problema da falta de vagas, as maternidades não aceitam mulheres que podem permanecer até um dia inteiro ocupando um leito, esperando os bebês nascerem e só aceitam interná-las em casos extremos,
  16. 16. e como proceder?  Exija atenção, um exame minucioso,  Explique exaustivamente os sinais que você está notando sobre a chegada do momento do parto, avise quando vier uma contração para que a parteira ou profissional que a atender coloque a mão em sua barriga e sinta.  Você pode errar, pois não é sua obrigação saber o que está acontecendo.  Quem deve fazer o possível para não errar e agir corretamente são os profissionais que a atendem.  Não tenha vergonha de manifestar suas sensações, seus receios, dúvidas e, principalmente, as certezas.
  17. 17. Manual de Orientação à saúde da mulher OBRIGADO Joselene Beatriz S. Silva Enf. Esp.: Gestão e Docência; Saúde pública e da família

×