SlideShare uma empresa Scribd logo

Políticas públicas e novas tecnologias

Políticas públicas e novas tecnologias

1 de 31
Baixar para ler offline
Políticas públicas e novas
tecnologias
Leitura
pontos de discussão
Não existem políticas
públicas neutras, elas
carregam concepções
científicas, ideologias,
correlações de forças.
As políticas públicas
carregam ideários de
realidade, visões sobre o
mundo e sobre o que
precisa ser criado ou
modificado nele.
Leitura
pontos de discussão
Há políticas públicas que
não atendem aos
interesses públicos, mas a
grupos particulares
(relação público x privado).
Temos duas grandes
fontes influência nas
políticas públicas: os
países centrais com suas
políticas de manutenção
econômica e os
organismos internacionais
que as direcionam.
Leitura
pontos de discussão
Esta é a divisão
econômica do mundo
nos anos 2000. Quanto
maior o país, maior a
sua renda por habitante.
Notemos como os
países da Europa, os
EAU e o Japão/Coreia
do Sul concentram a
maior parte das
riquezas do planeta,
liderando também as
políticas públicas nos
países periféricos (em
azul).
http://3.bp.blogspot.co
m/_HmdL3r6mgg0/TFT
7xAlkgbI/AAAAAAAACB
c/NdP1GuFMabc/s160
0/world_economy_carto
gram__httpmaps__grid
a__nogographicworld_e
conomy_cartogram.png
Leitura
relações de força (organismos internacionais,
movimentos sociais e empresas privadas)
Políticas públicas
Empresas
Organismos
internacionais
Movim. sociais
Leitura
pontos de discussão
Nos anos 80 começa a
promoção do neoliberalismo
nos países periféricos:
- Estado Mínimo (redução de
investimentos sociais).
- Livre mercado e competição.
- Liberdade individual, mas
pouca preocupação com o
coletivo.
Os autores alertam que a
economia foi posta a frente na
determinação de políticas
públicas para a educação, a
partir da influência de
organismos internacionais
como FMI e Banco Mundial.

Recomendados

slides da aula Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Práticas Educat...
slides da aula Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Práticas Educat...slides da aula Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Práticas Educat...
slides da aula Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Práticas Educat...Instituto Consciência GO
 
apresentação sobre ética
apresentação sobre ética apresentação sobre ética
apresentação sobre ética Silvio Mmax
 
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao finalAula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao finalGilberto Campos
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoGhiordanno Bruno
 
Tendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasTendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasBinatto
 
Teorias Construtivistas
Teorias ConstrutivistasTeorias Construtivistas
Teorias ConstrutivistasDaurivan Nobre
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoA importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoFernanda Damasio
 
Robótica educacional
Robótica educacionalRobótica educacional
Robótica educacionalRaul Andrade
 
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto Gomes
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto GomesAmbientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto Gomes
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto GomesLuiz Alberto Gomes Barbosa Neto
 
Bioacumulação (1) (1).pdf
Bioacumulação (1) (1).pdfBioacumulação (1) (1).pdf
Bioacumulação (1) (1).pdfssuser806fbc1
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaDaniel Caixeta
 
Uso das TICs em sala de aula
Uso das TICs em sala de aulaUso das TICs em sala de aula
Uso das TICs em sala de aulaericaperoni
 
éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valoresOver Lane
 
Responsabilidade Social e Ética
Responsabilidade Social e Ética Responsabilidade Social e Ética
Responsabilidade Social e Ética Adeildo Caboclo
 
Sistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialSistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialDenilson Sousa
 
Empreendedorismo e Sustentabilidade
Empreendedorismo e SustentabilidadeEmpreendedorismo e Sustentabilidade
Empreendedorismo e SustentabilidadeGabriel Siqueira
 
Slide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educaçãoSlide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educaçãoauxiliadora974
 
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...Cristiane Marcelino
 
Inovação Tecnológica
Inovação TecnológicaInovação Tecnológica
Inovação TecnológicaSandro Servino
 
As três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciênciaAs três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciênciaElisabeth Silva Epifânio
 

Mais procurados (20)

A importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoA importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educação
 
Tecnologia
Tecnologia Tecnologia
Tecnologia
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
 
Robótica educacional
Robótica educacionalRobótica educacional
Robótica educacional
 
O QUE É VIRTUAL?
O QUE É VIRTUAL? O QUE É VIRTUAL?
O QUE É VIRTUAL?
 
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto Gomes
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto GomesAmbientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto Gomes
Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) - Luiz Alberto Gomes
 
Bioacumulação (1) (1).pdf
Bioacumulação (1) (1).pdfBioacumulação (1) (1).pdf
Bioacumulação (1) (1).pdf
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
 
Uso das TICs em sala de aula
Uso das TICs em sala de aulaUso das TICs em sala de aula
Uso das TICs em sala de aula
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valores
 
Responsabilidade Social e Ética
Responsabilidade Social e Ética Responsabilidade Social e Ética
Responsabilidade Social e Ética
 
Sistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialSistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencial
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Empreendedorismo e Sustentabilidade
Empreendedorismo e SustentabilidadeEmpreendedorismo e Sustentabilidade
Empreendedorismo e Sustentabilidade
 
Slide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educaçãoSlide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educação
 
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...
Resumo de relato de experiência apresentado no III Encontro Regional de Tecno...
 
Inovação Tecnológica
Inovação TecnológicaInovação Tecnológica
Inovação Tecnológica
 
Etica e educacao
Etica e educacaoEtica e educacao
Etica e educacao
 
As três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciênciaAs três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciência
 

Destaque (7)

Introdução à disciplina
Introdução à disciplinaIntrodução à disciplina
Introdução à disciplina
 
Filme "Piratas do vale do silício"
Filme "Piratas do vale do silício"Filme "Piratas do vale do silício"
Filme "Piratas do vale do silício"
 
Educação aberta
Educação abertaEducação aberta
Educação aberta
 
Mídia-educação
Mídia-educaçãoMídia-educação
Mídia-educação
 
Futuros imaginários
Futuros imagináriosFuturos imaginários
Futuros imaginários
 
Cultura hacker: origem e ideário
Cultura hacker: origem e ideárioCultura hacker: origem e ideário
Cultura hacker: origem e ideário
 
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
 

Semelhante a Políticas públicas e novas tecnologias

Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Willians
Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente WilliansTecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Willians
Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Williansvicente nunes
 
Informaticana Educacao
Informaticana EducacaoInformaticana Educacao
Informaticana Educacaobflavio21
 
São João do Polêsine - Kelly Perlin Cassol
São João do Polêsine - Kelly Perlin CassolSão João do Polêsine - Kelly Perlin Cassol
São João do Polêsine - Kelly Perlin CassolCursoTICs
 
Apresentação do programa Educação digital
Apresentação do programa Educação digitalApresentação do programa Educação digital
Apresentação do programa Educação digitalmefranksouza
 
Software Livre na Educação
Software Livre na EducaçãoSoftware Livre na Educação
Software Livre na EducaçãoJorge Borges
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoCursoTICs
 
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] SimonePos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] SimoneMariaSimon
 
Apresentao do-programa-1215438009363325-9
Apresentao do-programa-1215438009363325-9Apresentao do-programa-1215438009363325-9
Apresentao do-programa-1215438009363325-9silvana20122
 
Curso arte e multimídia
Curso arte e multimídiaCurso arte e multimídia
Curso arte e multimídiaWagner Menegare
 
Informática na educação - 1
Informática na educação - 1Informática na educação - 1
Informática na educação - 1rafael_neves
 
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furg
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furgPolíticas tic em portugal seminário visita brasileiros furg
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furgMaria Joao Loureiro
 
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIACIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIAWaleska Medeiros de Souza
 
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.webinar20101a1
 
Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008Sinara Duarte
 
TIC e Educação
TIC e EducaçãoTIC e Educação
TIC e EducaçãoRita Brito
 

Semelhante a Políticas públicas e novas tecnologias (20)

Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Willians
Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente WilliansTecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Willians
Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação - Prof.Ms.Vicente Willians
 
Ferramentas de Aprendizagem para a Escola 2.0 Mobile
Ferramentas de Aprendizagem para a Escola 2.0 Mobile Ferramentas de Aprendizagem para a Escola 2.0 Mobile
Ferramentas de Aprendizagem para a Escola 2.0 Mobile
 
Informaticana Educacao
Informaticana EducacaoInformaticana Educacao
Informaticana Educacao
 
Pós tice
Pós ticePós tice
Pós tice
 
São João do Polêsine - Kelly Perlin Cassol
São João do Polêsine - Kelly Perlin CassolSão João do Polêsine - Kelly Perlin Cassol
São João do Polêsine - Kelly Perlin Cassol
 
Apresentação do programa Educação digital
Apresentação do programa Educação digitalApresentação do programa Educação digital
Apresentação do programa Educação digital
 
Software Livre na Educação
Software Livre na EducaçãoSoftware Livre na Educação
Software Livre na Educação
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano Machado
 
PóS Oficina Ii
PóS Oficina IiPóS Oficina Ii
PóS Oficina Ii
 
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] SimonePos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
 
Pos Oficina Ii
Pos Oficina IiPos Oficina Ii
Pos Oficina Ii
 
Apresentao do-programa-1215438009363325-9
Apresentao do-programa-1215438009363325-9Apresentao do-programa-1215438009363325-9
Apresentao do-programa-1215438009363325-9
 
Curso arte e multimídia
Curso arte e multimídiaCurso arte e multimídia
Curso arte e multimídia
 
Informática na educação - 1
Informática na educação - 1Informática na educação - 1
Informática na educação - 1
 
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furg
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furgPolíticas tic em portugal seminário visita brasileiros furg
Políticas tic em portugal seminário visita brasileiros furg
 
Proinfo Integrado
Proinfo IntegradoProinfo Integrado
Proinfo Integrado
 
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIACIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
CIBERCULTURA E TECNOLOGIAS MÓVEIS: ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES PARA A DOCÊNCIA
 
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.
Webinar 2010. Conferencia Paulo Cysneiros.
 
Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008
 
TIC e Educação
TIC e EducaçãoTIC e Educação
TIC e Educação
 

Mais de Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda

Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 

Mais de Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda (20)

Francielle Cantarelli - Pedagogia surda
Francielle Cantarelli - Pedagogia surdaFrancielle Cantarelli - Pedagogia surda
Francielle Cantarelli - Pedagogia surda
 
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em LibrasSueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
 
Janie Amaral - Slides da palestra
Janie Amaral - Slides da palestraJanie Amaral - Slides da palestra
Janie Amaral - Slides da palestra
 
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitosPADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
 
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
 
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
 
Aula de alfabetismo visual INES
Aula de alfabetismo visual INESAula de alfabetismo visual INES
Aula de alfabetismo visual INES
 
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeoSlides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
 
O professor e as tecnologias
O professor e as tecnologiasO professor e as tecnologias
O professor e as tecnologias
 
A cibercultura e suas leis
A cibercultura e suas leisA cibercultura e suas leis
A cibercultura e suas leis
 
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digital
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digitalLetramentos? A oralidade, a escrita e o digital
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digital
 
As tecnologias e suas fases
As tecnologias e suas fasesAs tecnologias e suas fases
As tecnologias e suas fases
 
Discussão sobre o filme Metrópolis
Discussão sobre o filme MetrópolisDiscussão sobre o filme Metrópolis
Discussão sobre o filme Metrópolis
 
Introdução à disciplina
Introdução à disciplinaIntrodução à disciplina
Introdução à disciplina
 
Módulo 1 - Design gráfico
Módulo 1 - Design gráficoMódulo 1 - Design gráfico
Módulo 1 - Design gráfico
 
Módulo 2 - Fotografia
Módulo 2 - FotografiaMódulo 2 - Fotografia
Módulo 2 - Fotografia
 
Utilização do Programa Boardmaker
Utilização do Programa BoardmakerUtilização do Programa Boardmaker
Utilização do Programa Boardmaker
 
Objetivos, Metas e Estratégias do IHA 2013-2014
Objetivos, Metas e Estratégias do IHA 2013-2014Objetivos, Metas e Estratégias do IHA 2013-2014
Objetivos, Metas e Estratégias do IHA 2013-2014
 
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
 
Educação Inclusiva: Desafios e Possibilidades do Alunado com TGD / TEA
Educação Inclusiva: Desafios e Possibilidades do Alunado com TGD / TEAEducação Inclusiva: Desafios e Possibilidades do Alunado com TGD / TEA
Educação Inclusiva: Desafios e Possibilidades do Alunado com TGD / TEA
 

Último

a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 

Último (20)

a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 

Políticas públicas e novas tecnologias

  • 1. Políticas públicas e novas tecnologias
  • 2. Leitura pontos de discussão Não existem políticas públicas neutras, elas carregam concepções científicas, ideologias, correlações de forças. As políticas públicas carregam ideários de realidade, visões sobre o mundo e sobre o que precisa ser criado ou modificado nele.
  • 3. Leitura pontos de discussão Há políticas públicas que não atendem aos interesses públicos, mas a grupos particulares (relação público x privado). Temos duas grandes fontes influência nas políticas públicas: os países centrais com suas políticas de manutenção econômica e os organismos internacionais que as direcionam.
  • 4. Leitura pontos de discussão Esta é a divisão econômica do mundo nos anos 2000. Quanto maior o país, maior a sua renda por habitante. Notemos como os países da Europa, os EAU e o Japão/Coreia do Sul concentram a maior parte das riquezas do planeta, liderando também as políticas públicas nos países periféricos (em azul). http://3.bp.blogspot.co m/_HmdL3r6mgg0/TFT 7xAlkgbI/AAAAAAAACB c/NdP1GuFMabc/s160 0/world_economy_carto gram__httpmaps__grid a__nogographicworld_e conomy_cartogram.png
  • 5. Leitura relações de força (organismos internacionais, movimentos sociais e empresas privadas) Políticas públicas Empresas Organismos internacionais Movim. sociais
  • 6. Leitura pontos de discussão Nos anos 80 começa a promoção do neoliberalismo nos países periféricos: - Estado Mínimo (redução de investimentos sociais). - Livre mercado e competição. - Liberdade individual, mas pouca preocupação com o coletivo. Os autores alertam que a economia foi posta a frente na determinação de políticas públicas para a educação, a partir da influência de organismos internacionais como FMI e Banco Mundial.
  • 7. Leitura relações de força no neoliberalismo (algumas charges) https://apropositodesmith.files.wordpress.com/2015/01/capitalismo-imagen.jpg
  • 8. Leitura relações de força no neoliberalismo (algumas charges) http://elpresente.net/wp-content/uploads/2014/12/neoliberalismo-1000x500.jpg
  • 9. Fases das TICs na Educação (modelo idealizado)
  • 10. Leitura consultas opcionais MORAES, M. C. Informática educativa no Brasil: uma história vivida, algumas lições aprendidas. Artigo completo disponível em PDF: http://www.inf.ufsc.br/sbc- ie/revista/nr1/mariacandida.htm l SANTOS, Edméa. A Informática na Educação antes e depois da web 2.0: relatos de uma docente-pesquisadora. In: RANGEL, Mary; FREIRE, Wendel. (Org.). Ensino- Aprendizagem e Comunicação. 1 ed. Rio de Janero: Wak Editora, 2010, v. 1, p. 107-129.
  • 11. TICs nas escolas Fase 1 (anos 80 e 90) A informática instrumental Computador isolado, em laboratórios de informática e não conectado. Informática pensada como disciplina em si mesma. Falta de integração pedagógica, computador visto como instrumento a ser aprendido em suas funções. Foco em softwares de escritório, linguagens de programação e alguns jogos educacionais.
  • 12. TICs nas escolas Fase 2 (anos 80 e 90) A informática se torna educativa Início da Web 1.0 e da conexão dos computadores. Integração do laboratórios às outras atividades da escola. Primeiras especializações em informática educativa e denúncia do tecnicismo. Projetos e conteúdos escolares pensados, pouco a pouco, com o uso dos computadores.
  • 13. TICs nas escolas Fase 2 (anos 80 e 90) A informática se torna educativa Expande-se a indústria de softwares educacionais e multimídia. Ao lado, um exemplo de software para Educação Infantil, simulando atividades de colorir.
  • 14. TICs nas escolas Fase 3 (final dos anos 90 e início dos anos 2000) Expansão da internet e limites da info. educativa Momento de transição para a Web 2.0 (blogs, wikis, chats, AVAs) e primeiras experiências. Os softwares educativos se esgotam rapidamente e professores se cansam de buscar reposição. Alunos, em casa, passam a acessar computadores e internet. Os alunos ultrapassam os professores em habilidades informáticas. A internet converge a multimídia e o software educativo vai perdendo função.
  • 15. TICs nas escolas Fase 3 (final dos anos 90 e início dos anos 2000) Expansão da internet e limites da info. educativa Surgem os portais educacionais e os AVAs (Ambientes Virtuais de Aprendizagem) Ao lado, um exemplo de portal educacional voltado a professores do Ensino Fundamental – a MultiRio.
  • 16. TICs nas escolas Fase 3 (final dos anos 90 e início dos anos 2000) Expansão da internet e limites da info. educativa Entre os diversos recursos que migram para a internet, saindo dos CD-ROMs, estão os dicionários. Ao lado, um exemplo de dicionário de Libras- Língua Portuguesa. http://www.acessibilida debrasil.org.br/libras/
  • 17. TICs nas escolas Fase 4 (metade dos anos 2000) Descentralização, Web 2.0 e mobilidade Expansão da Web 2.0 e seus sites (blogs, wikis, redes sociais), cada vez mais acessados. A produção própria de textos, vídeos e imagens e sua publicação não dependem mais de alto conhecimento técnico. A EaD via internet ganha força com os AVAs, que convergem ferramentas diversas. Cresce o incentivo à produção de Recursos Educacionais Abertos.
  • 18. TICs nas escolas Fase 4 (metade dos anos 2000) Descentralização, Web 2.0 e mobilidade A internet se torna um grande AVA, com redes sociais, publicação de vídeos, fotos, slides e textos em blogs. As comunidades de aprendizagem podem se concretizar nestes novos ambientes online (a inteligência coletiva imaginada nos anos 90)
  • 19. TICs nas escolas Fase 4 (metade dos anos 2000) Descentralização, Web 2.0 e mobilidade Os Desktops (computadores de mesa) dos laboratórios de informática, presos a uma sala fixa, cedem lugar para os dispositivos móveis (celulares, notebooks e tablets). Surgem os estudos sobre computação ubíqua e aprendizagem ubíqua/móvel. http://i.telegraph.co.uk /multimedia/archive/0 3020/education-ipads- hi_3020605b.jpg
  • 21. Políticas públicas PROINFO Programa Nacional de Informática na Educação Criado em 1997 pelo MEC. Tem como objetivo universalizar o uso das TICs nas escolas públicas de ensino fundamental e médio. Criam-se os Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs) para a introdução das TICs e formação de professores. Mantém a política de implantação dos Laboratórios de Informática (5 mil até 2004). http://4.bp.blogspot.com/- LBfnvTo3U9Q/UYBUY7K91 QI/AAAAAAAAAlI/fsAYP4v kk1c/s1600/2013-04-30- 1299.jpg
  • 22. Políticas públicas PROINFO Programa Nacional de Informática na Educação O governo federal coordena, mas a operacionalização é feita por estados e municípios (descentralização). Os NTEs acompanham todas as fases de implementação das TICs nas escolas. São difundidos por todo território brasileiro (eram 437 em 2008). Os professores foram formados em curso de especialização em tecnologia educacional / informática educativa.
  • 23. Políticas públicas PROINFO Programa Nacional de Informática na Educação Cria-se o CETE (Centro de Experimentação em Tecnologia Educacional) no MEC para apoiar as ações do ProInfo. http://1.bp.blogspot.com/- TKikM3omIVI/VRB79C65xJ I/AAAAAAAAAqk/otoECNW AUMw/s1600/1DSCN7173 .jpg
  • 24. Políticas públicas PROINFO Integrado Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional O programa continua ativo e com distribuição de equipamentos de informática nas escolas. Oferece cursos de formação continuada aos professores no âmbito das TICs, com ênfase no software livre (Linux Educacional, LibreOffice e outros) e aprendizagem por projetos. Usa o Portal do Professor para difusão de conteúdos e recursos multimídia, como os criados por professores, atendendo à lógica dos Portais Educacionais. http://portaldoprofessor. mec.gov.br/
  • 25. Políticas públicas PROINFO Integrado Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional Usa a plataforma e- Proinfo, um AVA para atividades de EAD e complementação de atividades presenciais. http://e- proinfo.mec.gov.br/
  • 26. Políticas públicas UCA Projeto Um Computador por Aluno É o Projeto Um Computador por Aluno, iniciado em 2006. Ele rompe com a lógica do Laboratório de Informática. Derivado do projeto OLPC proposto pelo MIT. Os alunos recebem diretamente o equipamento para uso na escola, um notebook que permite mobilidade. http://profsoniazani.blo gspot.com.br/2014/07 /projeto-uca-um- computador-por- aluno.html
  • 27. Políticas públicas UCA Projeto Um Computador por Aluno No INES a ideia de um computador por aluno veio através da distribuição e tablets a alunos do EF, EM e Ensino Superior. Dessa forma, os alunos podem ter um equipamento com seus dados, materiais de estudo e produções individuais. http://canaldacidadani a.org.br/wp- content/uploads/2014 /10/ipad_tvines.png
  • 28. Políticas públicas UAB Universidade Aberta do Brasil A UAB é criada em 2006 e centraliza as ações de EaD de aproximadamente 80 universidades públicas que aderiram ao projeto. O objetivo central da UAB é a interiorização do ensino superior em locais pouco atendidos no Brasil. Para isso, foram criados polos de apoio presenciais com salas de aula, biblioteca e administração local. http://www.clickfozdoiguacu.co m.br/static/image/uab.jpg
  • 29. Políticas públicas UAB Universidade Aberta do Brasil Em 2015 há 648 polos de apoio presencial cadastrados na UAB. Podem ser consultados no endereço: http://uab.capes.gov.br /index.php/polos Entre as categorias de profissionais atuantes no modelo UAB, temos: • Professores autores • Coordenadores de polo • Tutores • Técnicos http://uabpolobalsamo. blogspot.com.br/
  • 30. Políticas públicas pontos críticos Podemos levantar alguns pontos críticos gerais das políticas de TICs na Educação: 1. Foco na distribuição de equipamentos (UCA e Proinfo) e atendimento ao ritmo de lançamentos da indústria da informática (PCs, laptops, tablets...). 2. Discurso de desenvolvimento de competências em alunos e professores e acesso à sociedade da informação via TICs. Isso resolveria a exclusão digital, social e econômica do país.
  • 31. Políticas públicas pontos críticos 3. O acesso e interiorização da educação superior se resolveria com a EaD e da educação básica com a formação massiva de docentes (diretrizes internacionais pelo déficit de docentes). 4. Substituição da presença do professor por conteúdos criados e distribuídos via internet e com assessoria de tutores (separação do fazer docente em blocos distintos). Questão a se pensar: que tipos de futuros imaginários as políticas públicas partem na introdução das tecnologias digitais na educação? Plataforma AVA Tutor bolsista Polo presencial Pesquisa e planejamento (conteudista) Aplicação do curso (tutores) Gestão dos alunos (coord. e AVA)