SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Universidade Federal do Rio Grande – FURG
   Instituto de Matemática, Estatística e Física – IMEF




      Possibilidades
interdisciplinares entre a
 Arte e a Matemática na
formação de professores


                                                      José Alexandre Ferreira da Costa
                                                             Bolsista PDE - BIC
                                                          Marília Nunes Dall’Asta
Introdução

  Nas últimas décadas é crescente em
  nosso país o uso do termo interdisciplinar
  em diferentes contextos. O que acentua a
  tentativa do uso dessa prática no Brasil é
  que no ano de 2010 a maior parte das
  Universidades Federais do país aderiu ao
  Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM
  como processo único de seleção.

  O que configura uma mudança significativa
  das práticas educativas desde o ensino
  fundamental até o ensino médio.
Objetivo da pesquisa




 Neste sentido, a pesquisa pretende
 pesquisar a formação (inicial e continuada)
 de educadores de Artes Visuais e
 Matemática para o uso de metodologias
 interdisciplinares em sala de aula.
Sujeitos da pesquisa




 A pesquisa esta sendo realizada com 2
 educadores de Arte e Matemática de uma
 escola da rede publica de ensino da
 cidade de Rio Grande/RS e com 20
 acadêmicos dos referidos cursos.
Metodologia



  Atualmente, esta sendo realizado um
  estudo bibliográfico sobre o ensino de
  Artes Visuais e Matemática, o uso de
  metodologias    interdisciplinares    e   a
  formação de educadores, bem como o
  acompanhamento       do      trabalho   dos
  docentes.
Alguns resultados

  O projeto busca promover situações de
  cooperação entre a formação inicial e
  continuada de professores, o que é
  fundamental para a formação do futuro
  professor, uma vez que estará inserido em
  seu futuro campo de atuação.

  Ampliação do processo de formação
  docente, fazendo com que os futuros
  educadores através das informações
  obtidas nesta investigação tornem-se
  ainda mais capacitados para atuar em seu
  futuro campo de atuação.
Conhecer o ambiente educativo no qual
pretende-se expandir o projeto de
extensão     Arte        e      Matemática:
possibilidades    interdisciplinares    no
ambiente educativo.

O projeto atua em uma escola da rede
pública através de oficinas interdisciplinar
e por meio do financiamento do POEXT –
2011 pretende-se ampliá-lo no ano de
2012.
Uma atividade de intervenção na
escola, seja qual nível for que não parta do
que já existe, que procure romper com o
passado das práticas realizadas, que
desorganize,    que      desconsidere     os
conteúdos tradicionalmente trabalhados
tende á falência pois rompe com o
movimento       natural      da     história.
(FAZENDA, 2011).
No trabalho de acompanhamento, fica
cada vez mais evidente o fato de que falar
sobre     interdisciplinaridade  não     é
estabelecer modelos, mas sim construir
possibilidades que se iniciam no
pesquisado e transformam-se a partir dele
em       múltiplas     formas   e    atos
(FAZENDA, 2011).
Continuidade do projeto


  Entrevista com os professores após o
  acompanhamento do trabalho;

  Aplicação de questionários com questões
  abertas e fechadas para os licenciandos
  dos cursos de Arte e Matemática;

  Transcrição dos dados coletados;

  Escrita de artigos para eventos científicos;

  Elaboração do relatório final.
Considerações



 Acreditamos que a estas duas áreas do
 saber,        trabalhadas     de     forma
 interdisciplinar, podem fazer da escola um
 espaço        cooperativo    entre    seus
 docentes, os quais poderão assumir uma
 atitude investigativa e desafiadora sobre
 seus fazeres e saberes.
Assim como Fazenda (2011) aponta, para
executar uma tarefa interdisciplinar é
necessário antes de tudo, identificar-se
como um sujeito interdisciplinar, entretanto
perceber-se interdisciplinar é acreditar que
o outro é ou pode tornar-se.
E para finalizar, a metodologia
interdisciplinar parte de uma
liberdade científica, alicerça-se no
diálogo e na colaboração, funda-
se no desejo de inovar, de criar de
ir além e exercita-se na arte de
pesquisar. (FAZENDA, 2011, p.
69).
Referências


BARBOSA, A. M. Arte-educação no Brasil: das origens ao
modernismo. São Paulo, SP: Perspectiva, 1978.

FAINGUELERNT, E. K.; NUNES, K. R. A. Fazendo arte com a
matemática. 1ª. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: História, Teoria e
Pesquisa. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2011.

MATURANA, H. Uma nova concepção de aprendizagem. In:
Dois pontos, v. 2, n. 15, 1993.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
Diego Moura
 

Mais procurados (20)

Resenha de filme pdf
Resenha de filme   pdfResenha de filme   pdf
Resenha de filme pdf
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Importância do estágio
Importância do estágioImportância do estágio
Importância do estágio
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Projeto de externsão a comunidade
Projeto de externsão a comunidadeProjeto de externsão a comunidade
Projeto de externsão a comunidade
 
Estagio supervisionado
Estagio supervisionado Estagio supervisionado
Estagio supervisionado
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
 
Plano de ação - Chapa 2
Plano de ação - Chapa 2Plano de ação - Chapa 2
Plano de ação - Chapa 2
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
 
Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1Apresentação estágio 1
Apresentação estágio 1
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Projeto de tcc
Projeto de tccProjeto de tcc
Projeto de tcc
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Encontro Teoria Pratica e Conhecimento de Gestao Escolar
Encontro Teoria Pratica e Conhecimento de Gestao EscolarEncontro Teoria Pratica e Conhecimento de Gestao Escolar
Encontro Teoria Pratica e Conhecimento de Gestao Escolar
 
DIDATICA Didática i aula
DIDATICA Didática i   aulaDIDATICA Didática i   aula
DIDATICA Didática i aula
 
Apresentação do projeto de extensão
Apresentação do projeto de extensãoApresentação do projeto de extensão
Apresentação do projeto de extensão
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
 

Semelhante a Apresentação do projeto de pesquisa

ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
LilianeMotaFonsca
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Lizandra Servino Barroso
 
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogicaTexto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
edselma
 

Semelhante a Apresentação do projeto de pesquisa (20)

“CAÇA AO TESOURO”: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR PARA O ENSINO DE FÍSICA E GE...
“CAÇA AO TESOURO”: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR PARA O ENSINO DE FÍSICA E GE...“CAÇA AO TESOURO”: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR PARA O ENSINO DE FÍSICA E GE...
“CAÇA AO TESOURO”: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR PARA O ENSINO DE FÍSICA E GE...
 
Considerações do ensino politécnico
Considerações do ensino politécnicoConsiderações do ensino politécnico
Considerações do ensino politécnico
 
Apresentação do projeto de extensão
Apresentação do projeto de extensãoApresentação do projeto de extensão
Apresentação do projeto de extensão
 
Apresentação do projeto de Extensão
Apresentação do projeto de ExtensãoApresentação do projeto de Extensão
Apresentação do projeto de Extensão
 
Cultura da escola saberes e competencias
Cultura da escola  saberes e competenciasCultura da escola  saberes e competencias
Cultura da escola saberes e competencias
 
A construção de um programa de letramento informacional e arte educação
A construção de um programa de letramento informacional e arte educaçãoA construção de um programa de letramento informacional e arte educação
A construção de um programa de letramento informacional e arte educação
 
Aula questões dissertativas
Aula   questões dissertativasAula   questões dissertativas
Aula questões dissertativas
 
Cap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Cap5 Joao Jose Saraiva Da FonsecaCap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Cap5 Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 
Lera2_artigo.pdf
Lera2_artigo.pdfLera2_artigo.pdf
Lera2_artigo.pdf
 
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
 
INTERDISCIPLINARIDADE NO TRABALHO DOCENTE DO PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO
INTERDISCIPLINARIDADE NO TRABALHO DOCENTE DO PROFESSOR DE ENSINO MÉDIOINTERDISCIPLINARIDADE NO TRABALHO DOCENTE DO PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO
INTERDISCIPLINARIDADE NO TRABALHO DOCENTE DO PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO
 
Projeto didático
Projeto didáticoProjeto didático
Projeto didático
 
A EXPERIÊNCIA DE UM PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO BRASIL
A EXPERIÊNCIA DE UM PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO BRASILA EXPERIÊNCIA DE UM PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO BRASIL
A EXPERIÊNCIA DE UM PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO BRASIL
 
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
 
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário BorbaAnálise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
 
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutorArtigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
 
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
 
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogicaTexto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
 
Vs Distribuicao
Vs DistribuicaoVs Distribuicao
Vs Distribuicao
 

Apresentação do projeto de pesquisa

  • 1. Universidade Federal do Rio Grande – FURG Instituto de Matemática, Estatística e Física – IMEF Possibilidades interdisciplinares entre a Arte e a Matemática na formação de professores José Alexandre Ferreira da Costa Bolsista PDE - BIC Marília Nunes Dall’Asta
  • 2. Introdução Nas últimas décadas é crescente em nosso país o uso do termo interdisciplinar em diferentes contextos. O que acentua a tentativa do uso dessa prática no Brasil é que no ano de 2010 a maior parte das Universidades Federais do país aderiu ao Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM como processo único de seleção. O que configura uma mudança significativa das práticas educativas desde o ensino fundamental até o ensino médio.
  • 3. Objetivo da pesquisa Neste sentido, a pesquisa pretende pesquisar a formação (inicial e continuada) de educadores de Artes Visuais e Matemática para o uso de metodologias interdisciplinares em sala de aula.
  • 4. Sujeitos da pesquisa A pesquisa esta sendo realizada com 2 educadores de Arte e Matemática de uma escola da rede publica de ensino da cidade de Rio Grande/RS e com 20 acadêmicos dos referidos cursos.
  • 5. Metodologia Atualmente, esta sendo realizado um estudo bibliográfico sobre o ensino de Artes Visuais e Matemática, o uso de metodologias interdisciplinares e a formação de educadores, bem como o acompanhamento do trabalho dos docentes.
  • 6. Alguns resultados O projeto busca promover situações de cooperação entre a formação inicial e continuada de professores, o que é fundamental para a formação do futuro professor, uma vez que estará inserido em seu futuro campo de atuação. Ampliação do processo de formação docente, fazendo com que os futuros educadores através das informações obtidas nesta investigação tornem-se ainda mais capacitados para atuar em seu futuro campo de atuação.
  • 7. Conhecer o ambiente educativo no qual pretende-se expandir o projeto de extensão Arte e Matemática: possibilidades interdisciplinares no ambiente educativo. O projeto atua em uma escola da rede pública através de oficinas interdisciplinar e por meio do financiamento do POEXT – 2011 pretende-se ampliá-lo no ano de 2012.
  • 8. Uma atividade de intervenção na escola, seja qual nível for que não parta do que já existe, que procure romper com o passado das práticas realizadas, que desorganize, que desconsidere os conteúdos tradicionalmente trabalhados tende á falência pois rompe com o movimento natural da história. (FAZENDA, 2011).
  • 9. No trabalho de acompanhamento, fica cada vez mais evidente o fato de que falar sobre interdisciplinaridade não é estabelecer modelos, mas sim construir possibilidades que se iniciam no pesquisado e transformam-se a partir dele em múltiplas formas e atos (FAZENDA, 2011).
  • 10. Continuidade do projeto Entrevista com os professores após o acompanhamento do trabalho; Aplicação de questionários com questões abertas e fechadas para os licenciandos dos cursos de Arte e Matemática; Transcrição dos dados coletados; Escrita de artigos para eventos científicos; Elaboração do relatório final.
  • 11. Considerações Acreditamos que a estas duas áreas do saber, trabalhadas de forma interdisciplinar, podem fazer da escola um espaço cooperativo entre seus docentes, os quais poderão assumir uma atitude investigativa e desafiadora sobre seus fazeres e saberes.
  • 12. Assim como Fazenda (2011) aponta, para executar uma tarefa interdisciplinar é necessário antes de tudo, identificar-se como um sujeito interdisciplinar, entretanto perceber-se interdisciplinar é acreditar que o outro é ou pode tornar-se.
  • 13. E para finalizar, a metodologia interdisciplinar parte de uma liberdade científica, alicerça-se no diálogo e na colaboração, funda- se no desejo de inovar, de criar de ir além e exercita-se na arte de pesquisar. (FAZENDA, 2011, p. 69).
  • 14. Referências BARBOSA, A. M. Arte-educação no Brasil: das origens ao modernismo. São Paulo, SP: Perspectiva, 1978. FAINGUELERNT, E. K.; NUNES, K. R. A. Fazendo arte com a matemática. 1ª. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: História, Teoria e Pesquisa. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2011. MATURANA, H. Uma nova concepção de aprendizagem. In: Dois pontos, v. 2, n. 15, 1993.