Apresentação do projeto de pesquisa

22.379 visualizações

Publicada em

Apresentação do congresso de Iniciação Científica - 28/10/2011 no Congresso de Iniciação Científica dentro da 10ª MPU - FURG

Apresentação do projeto de pesquisa

  1. 1. Universidade Federal do Rio Grande – FURG Instituto de Matemática, Estatística e Física – IMEF Possibilidadesinterdisciplinares entre a Arte e a Matemática naformação de professores José Alexandre Ferreira da Costa Bolsista PDE - BIC Marília Nunes Dall’Asta
  2. 2. Introdução Nas últimas décadas é crescente em nosso país o uso do termo interdisciplinar em diferentes contextos. O que acentua a tentativa do uso dessa prática no Brasil é que no ano de 2010 a maior parte das Universidades Federais do país aderiu ao Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM como processo único de seleção. O que configura uma mudança significativa das práticas educativas desde o ensino fundamental até o ensino médio.
  3. 3. Objetivo da pesquisa Neste sentido, a pesquisa pretende pesquisar a formação (inicial e continuada) de educadores de Artes Visuais e Matemática para o uso de metodologias interdisciplinares em sala de aula.
  4. 4. Sujeitos da pesquisa A pesquisa esta sendo realizada com 2 educadores de Arte e Matemática de uma escola da rede publica de ensino da cidade de Rio Grande/RS e com 20 acadêmicos dos referidos cursos.
  5. 5. Metodologia Atualmente, esta sendo realizado um estudo bibliográfico sobre o ensino de Artes Visuais e Matemática, o uso de metodologias interdisciplinares e a formação de educadores, bem como o acompanhamento do trabalho dos docentes.
  6. 6. Alguns resultados O projeto busca promover situações de cooperação entre a formação inicial e continuada de professores, o que é fundamental para a formação do futuro professor, uma vez que estará inserido em seu futuro campo de atuação. Ampliação do processo de formação docente, fazendo com que os futuros educadores através das informações obtidas nesta investigação tornem-se ainda mais capacitados para atuar em seu futuro campo de atuação.
  7. 7. Conhecer o ambiente educativo no qualpretende-se expandir o projeto deextensão Arte e Matemática:possibilidades interdisciplinares noambiente educativo.O projeto atua em uma escola da redepública através de oficinas interdisciplinare por meio do financiamento do POEXT –2011 pretende-se ampliá-lo no ano de2012.
  8. 8. Uma atividade de intervenção naescola, seja qual nível for que não parta doque já existe, que procure romper com opassado das práticas realizadas, quedesorganize, que desconsidere osconteúdos tradicionalmente trabalhadostende á falência pois rompe com omovimento natural da história.(FAZENDA, 2011).
  9. 9. No trabalho de acompanhamento, ficacada vez mais evidente o fato de que falarsobre interdisciplinaridade não éestabelecer modelos, mas sim construirpossibilidades que se iniciam nopesquisado e transformam-se a partir deleem múltiplas formas e atos(FAZENDA, 2011).
  10. 10. Continuidade do projeto Entrevista com os professores após o acompanhamento do trabalho; Aplicação de questionários com questões abertas e fechadas para os licenciandos dos cursos de Arte e Matemática; Transcrição dos dados coletados; Escrita de artigos para eventos científicos; Elaboração do relatório final.
  11. 11. Considerações Acreditamos que a estas duas áreas do saber, trabalhadas de forma interdisciplinar, podem fazer da escola um espaço cooperativo entre seus docentes, os quais poderão assumir uma atitude investigativa e desafiadora sobre seus fazeres e saberes.
  12. 12. Assim como Fazenda (2011) aponta, paraexecutar uma tarefa interdisciplinar énecessário antes de tudo, identificar-secomo um sujeito interdisciplinar, entretantoperceber-se interdisciplinar é acreditar queo outro é ou pode tornar-se.
  13. 13. E para finalizar, a metodologiainterdisciplinar parte de umaliberdade científica, alicerça-se nodiálogo e na colaboração, funda-se no desejo de inovar, de criar deir além e exercita-se na arte depesquisar. (FAZENDA, 2011, p.69).
  14. 14. ReferênciasBARBOSA, A. M. Arte-educação no Brasil: das origens aomodernismo. São Paulo, SP: Perspectiva, 1978.FAINGUELERNT, E. K.; NUNES, K. R. A. Fazendo arte com amatemática. 1ª. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: História, Teoria ePesquisa. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2011.MATURANA, H. Uma nova concepção de aprendizagem. In:Dois pontos, v. 2, n. 15, 1993.

×