O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Próximos SlideShares
Educação aberta
Avançar
Transfira para ler offline e ver em ecrã inteiro.

Compartilhar

Mídia-educação

Baixar para ler offline

Mídia-educação

Audiolivros relacionados

Gratuito durante 30 dias do Scribd

Ver tudo

Mídia-educação

  1. 1. Mídia-educação
  2. 2. “a mídia-educação é a incessante análise do modo em que nós interpretamos o mundo e do modo em que outros interpretam o mundo por nós” (Ferguson, 1991, p. 19-24)
  3. 3. Leitura pontos de discussão Não temos no Brasil uma política específica de mídia- educação, mas iniciativas isoladas. O tema começa internacionalmente a ser definido na década de 70 na França, pelo Conselho Internacional do Cinema e Televisão (CICT), organização ligada à UNESCO. Como disciplina curricular há o estudo das linguagens e conteúdos da mídia em um processo de Alfabetização Midiática.
  4. 4. Leitura pontos de discussão A propostas da mídia-educação tem como objetivo comum o empoderamento de pessoas e grupos sociais para usar criticamente as mídias. - Como as mensagens foram feitas? Qual a perspectiva do fato narrado? - Que disputas de poder existem em seus contextos de criação? - Qual o impacto dessas mensagens em sua audiência? .
  5. 5. Leitura pontos de discussão A forma mais básica de abordagem mídia-educativa é a do questionamento e investigação sobre meios e mensagens. Intenta-se sair da posição de consumidor cotidiano de produtos para a condição de “analista de mídias” (leitores críticos). Desenvolve-se a capacidade de descontruir e analisar os produtos midiáticos. Identificação do problema > transformação em pauta > coleta de informação > criação uma nova mensagem compartilhada em rede
  6. 6. Leitura um parênteses: nosso percurso mídia-educativo sobre as TIC Imaginário da tecnologia na arte, literatura e ciência Contexto de criação da indústria da informática Consequenciais no uso de computadores na educação Políticas públicas de informática na educação
  7. 7. Leitura consultas opcionais A codificação e decodificação de mensagens é apontada por Alexandra Bujokas como prioridade na leitura crítica. A semiótica pode nos ajudar nesse processo, sendo o artigo abaixo útil. TAVEIRA, Cristiane C.; ROSADO, Luiz A. S. Por uma compreensão do letramento visual e seus suportes: articulando pesquisas sobre letramento, matrizes de linguagem e artefatos surdos. Espaço, Rio de Janeiro, n. 39, p. 27-, jan./jun. 2013.
  8. 8. Exercício pontos de discussão o que esta imagem significa para você?
  9. 9. Exercício pontos de discussão o contexto maior da imagem: o deus grego dos mares http://orig10.deviantart.net/10c8/f/2011/234/8/3/poseidon_god_of_the_sea_by_darkness84-d47gqrk.jpg
  10. 10. Exercício pontos de discussão o contexto maior da imagem: o deus grego dos mares Poisedon é o deus dos mares e também já foi associado aos terremotos. Para os romanos se tornou o deus Netuno. O tridente é o símbolo associado a Poisedon. Mas o tridente também é símbolo associado, por exemplo, ao diabo pelos cristãos. A leitura de imagens não é definitiva, universal, igual para todos. Depende da bagagem cultural e de experiências de cada um de nós.
  11. 11. Leitura pontos de discussão O receptor não é um sujeito passivo, sem reações e pensamentos próprios! O velho esquema emissão- mensagem-recepção da Teoria da Comunicação não faz mais sentido sob o ponto de vista cultural. O produtor-emissor não possui controle total sobre os receptores, pois estes podem atribuir sentidos próprios ao que recebem (decodificação própria). https://doisdedosdeprosa.files.wordpress. com/2007/06/telefone.jpg
  12. 12. Leitura pontos de discussão três modos de recepção, segundo Hall Posição hegêmonica (passividade total) Código negociado (meio termo) Código de oposição (autoconsciência total)
  13. 13. Leitura pontos de discussão três modos de recepção, segundo Hall Posição hegêmonica (passividade total) Código negociado (meio termo) Código de oposição (autoconsciência total) A mídia educação procura ampliar as habilidades de decodificação, para fortalecer leituras negociadas e de oposição. Essa criticidade é desenvolvida com a ampliação da bagagem cultural e política dos sujeitos e o entendimento de técnicas e padrões utilizados pelos meios de comunicação. O letramento visual e midiático são caminhos para esse desenvolvimento.
  14. 14. Exercício pensando a mídia...
  15. 15. Exercício pensando a mídia... O que você sente vendo este anúncio? Que objetivo ele tem? Como a mulher é retratada neste anúncio? A que ideias e sentimentos o produto cerveja está sendo associado neste anúncio? Em que locais este anúncio foi/é veiculado? Que eventos, locais e veículos de comunicação esta marca patrocina? Em que locais você viu a marca exposta? http://f.i.uol.com.br/fotografia/20 15/10/03/555352-640x480- 1.jpeg
  16. 16. Exercício pensando a mídia...
  17. 17. Exercício pensando a mídia... O que você sente vendo este anúncio? Que objetivo ele tem? Como a Dengue é retratada neste anúncio? Que ideias e sentimentos estão sendo mobilizados neste anúncio? Em que locais este anúncio foi/é veiculado? Em que época? Que eventos, locais e veículos de comunicação esta campanha patrocinou? Em que locais você viu este anúncio exposto? https://compostura.files.wordpress.co m/2010/04/banner_dengue_site.jpg
  18. 18. Leitura 4 conceitos-chave (1) Linguagem (2) Audiências (3) Instituições de mídia (4) Representação
  19. 19. Leitura 4 conceitos-chave (1) Linguagem (2) Audiências (3) Instituições de mídia (4) Representação Linguagens nunca serão totalmente transparentes. A apreensão de sentidos nunca é transparente ou óbvia para aquele que recebe a mensagem. Toda linguagem reconstrói a realidade por procedimentos técnicos e simbólicos. Não existem significados e sentidos “naturais”.
  20. 20. Exercício 4 conceitos-chave: exemplo Como descrever a imagem ao lado para um estrangeiro? Que elementos e sensações seriam destacadas? Como esta mesma imagem poderia ser descrita a uma pessoa cega? Que elementos e sensações seriam destacadas? Como esta imagem seria descrita a alguém que já foi ao sambódromo e é carioca? Que elementos seriam destacados? O modo como contamos (linguagem) e como se apreende varia de acordo com a audiência (público- alvo). http://blog.groupon.com.br/files/2013/01/carnaval_groupon8.jpg
  21. 21. Leitura 4 conceitos-chave (1) Linguagem (2) Audiências (3) Instituições de mídia (4) Representação Nenhuma audiência é totalmente passiva, vulnerável ou sem senso crítico algum. Dois extremos quando se fala de mensagens: - A mensagem todo- poderosa que controla a audiência. - Os espectadores todo-poderosos impenetráveis às mensagem e a mudanças de comportamento. É preciso desenvolver um conceito de audiência dinâmica que varia seus comportamentos de recepção.
  22. 22. Leitura 4 conceitos-chave: exemplo Neste cartaz vemos a ideia da passividade e vulnerabilidade total da audiência, pressupondo um espectador manipulado. No cartaz a audiência é convidada então a sair dessa condição e desenvolver a criticidade. A frase impactante é: “Você acredita em tudo que assiste?” E vocês? Que pensam a respeito disso? http://2.bp.blogspot.com/_- iHdNnjUFYI/TKhhu4_V4NI/AAA AAAAAAKk/m4e4- APsK0E/s1600/Rede+Globo.jp g
  23. 23. Leitura 4 conceitos-chave (1) Linguagem (2) Audiências (3) Instituições de mídia (4) Representação Aqui tratamos diretamente dos conteúdos e ideias cristalizados em nossa cultura. O que se naturaliza, se torna ideologia, cabendo ao pensamento crítico o refazimento do percurso, a desconstrução, trazendo a tona as relações de poder envolvidas em sua criação. São essas ideias cristalizadas que as instituições de mídia fazem uso em suas peças.
  24. 24. Exercício 4 conceitos-chave: exemplo Aqui vemos a ideia de mulher e de homem em capas das revistas Marie Claire e Men´s Health. Que características se repetem nestas imagens? Que modelo de mulher e de homem é concebido nestas imagens? O que determinou a escolha dessas e não de outras pessoas? O que passa a ser visto como aceito ou não aceito nos corpos dos homens e mulheres, segundo estas publicações? http://chic.uol.com.br/system/assets/2013/9/30/197474/gallery/marie-claire.jpg http://centralmodels.pt/newsletters/436_01.jpg
  25. 25. Leitura 4 conceitos-chave (1) Linguagem (2) Audiências (3) Instituições de mídia (4) Representação Toda mensagem carrega uma representação sobre algo. Grupos diferentes codificam e decodificam a realidade usando a mídias e suas linguagens. Um mesmo assunto pode ser representado de maneiras diversas, por cada grupo cultural específico. Exemplo de assuntos polêmicos: uso de maconha, legalização do aborto, existência da polícia militar, maioridade penal, união homoafetiva.
  26. 26. Leitura 4 conceitos-chave: exemplo Aqui vemos uma campanha contra o aborto. Nela, a imagem da criança remete ao senso de proteção das pessoas. A mensagem principal fala a respeito de vida e direito à vida, atribuindo ao aborto a morte. O foco está na criança. https://maeimaculada.files.wor dpress.com/2015/05/abortos- 25-05-15.jpg
  27. 27. Leitura 4 conceitos-chave: exemplo Aqui vemos duas peças de campanhas a favor do aborto. Nelas, a ideia central da proteção do corpo e dos desejos da mulher, trazendo a questão legal, dos direitos e da proteção do estado. Nessas peças o foco é na mulher e seu corpo, na liberdade da mulher decidir o que fazer. http://i0.wp.com/blogueirasfe ministas.com/wp- content/uploads/2012/11/cat olicas.jpg http://4.bp.blogspot.com/- 4EBGct3wjo0/UGYMKU8EHzI/A AAAAAAAAm4/83Kemz2H3uk/ s1600/chamada.png
  28. 28. Momentos da mídia-educação
  29. 29. Leitura consultas opcionais Para maior aprofundamento a respeito das questões teórico- metodológicas da mídia- educação, recomendamos a leitura do texto de Monica Fantin, pesquisadora da UFSC. Os slides a seguir foram a partir desse texto. FANTIN, Monica. Mídia-educação: aspectos históricos e teórico- metodológicos. Olhar de professor, Ponta Grossa, v. 14, n. 1, p. 27-40, 2011.
  30. 30. Momentos da Mídia-educação Fase 1 - inoculatória (anos 30 até 60) Espectadores como vítimas da mídia Desenvolvimento inicial da industrial cultural (rádio, cinema, TV). Mídias como mal que a educação deveria combater. Os veículos de comunicação são vistos como anti- cultura e espectadores vulneráveis. Escola que resiste às mídias e combate seus efeitos. http://4.bp.blogspot.com/_vIC- anHE8H8/TJtRbt9AISI/AAAAAA AAAFM/wNY9GLOhd3U/s1600/ TV.gif
  31. 31. Momentos da Mídia-educação Fase 2 - Leitura crítica da mídia (anos 60) Cinema como área privilegiada. Cultura cinematográfica e experiência dos cineclubes. Algumas mídias e seus “textos” passam a ser vistos como dignos estética e culturalmente. http://culturacolectiva.com/wp- content/uploads/2015/03/top- 10-woody-allen-11.jpg
  32. 32. Momentos da Mídia-educação Fase 2 - Leitura crítica da mídia (anos 60) Atenção para os sujeitos consumidores das mídias. Análise do tipo textual dessas produções. Análise da propriedade e controle dos meios, processos de produção, marketing, venda, distribuição e audiência. http://fbl.ba/wp- content/uploads/2014/05/annie- hall-poster.jpg http://www.cinematascabile.com/ wp- content/uploads/2012/04/to_ro me_with_love.jpg http://filmfanatic.org/reviews/wp- content/uploads/2006/07/EYAW TKAS-Poster.jpg
  33. 33. Momentos da Mídia-educação Fase 3 - ideológica (anos 70 e 80) Resistência, recepção ativa e produção de mídia Resistência ao contexto das ditaduras militares dos anos 60, 70 e 80. Crescimento da imprensa e mídia comunitária alternativa. Educação popular e defesa da democracia e direitos humanos. https://capitalismoemdese ncanto.files.wordpress.com /2014/03/dscn2697.jpg
  34. 34. Momentos da Mídia-educação Fase 3 - ideológica (anos 70 e 80) Resistência, recepção ativa e produção de mídia Mídia-educação como forma de luta. A mídia não é transparente e pode ser instrumento de reprodução social. Estudos da audiência e o papel ativo dos espectadores. http://www.documentosrev elados.com.br/wp- content/uploads/2012/01 /panflet-resistencia-1971- janeiro-Page-02.jpg
  35. 35. Momentos da Mídia-educação Momento atual os estudos culturais, teoria das mediações e os estudos da recepção
  36. 36. Momentos da Mídia-educação Momento atual os estudos culturais, teoria das mediações e os estudos da recepção Os estudos da recepção recusam a influência direta da mídia sobre os usuários. É preciso levar em consideração outros mediadores entrelaçados nas respostas dadas aos meios de comunicação: - Família - Ambiente de trabalho - Estudos prévios - Religião - Gênero e idade - Classe social - Local de residência
  37. 37. Sobre, com e através dos meios
  38. 38. Faces da mídia-educação A mídia-educação pode ser entendida como campo de estudo teórico e também como prática social. Isso que dizer que podemos estudar sobre os meios de comunicação (eles não são transparentes), mas também intervir socialmente através dos meios produzindo e se expressando (ativismo), assim como criar nossas práticas educacionais com os meios (eles transmitem cultura). Faces da mídia- educação Sobre • Crítica •Alfabetismo Com •Instrumental •metodológico Através •Ativismo
  39. 39. Faces da mídia-educação Faces da mídia- educação Sobre •Crítica •Alfabetism o Com •Instrument al •metodológi co Através •Ativismo Espectadores Críticos Autores- produtores
  40. 40. Faces da mídia-educação os 4 “Cs” segundo Fantin Cidadania Cultura •Ampliação de repertório Crítica •Capacidade de análise e avaliação Criação • Capacidade de expressão e comunicação
  41. 41. “Rivoltella (2006) destaca que a mídia-educação pode ser entendida como a própria educação. Ou seja, na sociedade da informação e do conhecimento, a mídia- educação torna-se ou pode tornar-se a própria educação.” (Fantin, 2011, p. 34)
  42. 42. Sites da Mídia-educação MultiRio A MultiRio é a empresa de mutimeios da prefeitura do Rio de Janeiro, tendo 22 anos de existência. Tem produzido diferentes mídias com enfoque educativo voltadas a crianças e jovens, priorizando as escolas públicas da cidade. No website da MultiRio podem ser encontrados diversos programas educativos em sua WebTV, aplicações Web, livros para educadores, entre outros materiais. http://www.multirio.rj.gov.br/
  43. 43. Sites da Mídia-educação Blog da Mídia-educação “Blog da Mídia- educação“ da professora Alexandra Bujokas de Siqueira, do Cead da UFTM. Traz postagens sobre a teoria e a prática da leitura crítica dos meios de comunicação. http://medialiteracyb rasil.net
  44. 44. Sites da Mídia-educação Apostilas da Redeci Apostilas e materiais produzidos pela Redeci usadas em suas oficinas de mídia- educação. A primeira parte é sobre texto e fotografia e a segunda parte é sobre áudio e video. O projeto Redeci é uma iniciativa do Centro de Educação a Distância e Aprendizagem com TICs (Cead) em parceria com o grupo de pesquisa Educação, Mídia e Novas Cidadanias da UFTM. http://www.uftm.edu.br/re deci/index.php/materiais
  • adaocambraia

    Jan. 29, 2021
  • josecarlosmedeiros330

    Jun. 15, 2018
  • LarcioSilva

    Jan. 10, 2018
  • NEYANGELAPONCIANO

    Apr. 3, 2017
  • MarizeliaDiasFFreire

    Oct. 13, 2016
  • MarciaSouto3

    Aug. 27, 2016

Mídia-educação

Vistos

Vistos totais

3.883

No Slideshare

0

De incorporações

0

Número de incorporações

1.941

Ações

Baixados

54

Compartilhados

0

Comentários

0

Curtir

6

×