SlideShare uma empresa Scribd logo
Luciana Esmeralda Ostetto*




                         Luiz Carlos Varella de oliveira
                          Profº. Formador em História
                                       Fevereiro - 2011
POR QUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL?

 Dirigida às crianças de zero a seis anos ganha estatuto
 de direito, colocando-se como etapa inicial da
 educação básica que devem receber as crianças
 brasileiras, respeitando os preceitos constitucionais.
EDUCAÇÃO COM SERIEDADE.

 Tanto creches quanto pré-escolas, como instituições
 educativas, têm uma responsabilidade para com as
 crianças pequenas, seu desenvolvimento e sua
 aprendizagem, o que reclama um trabalho intencional
 e de qualidade.
QUESTIONAMENTOS.
 O que fazer com as crianças, principalmente as bem
 pequenas?

 Pensar em planejamento seria apenas uma questão de
 como e do que fazer ou, além disso,

 Principalmente, uma questão de:

1. Para que e
2. Para quem fazer?
TAREFA


 Escreva os principais entraves com relação ao
 planejamento que você enfrenta a cada ano letivo?
O QUE É O PLANEJAMENTO?
 Um atitude crítica do educador diante de seu
  trabalho docente.
 Por isso não é uma fôrma!
 Ao contrário, é flexível e, como tal, permite ao
  educador repensar, revisando, buscando novos
  significados para sua prática pedagógica.
 Marca a intencionalidade do processo educativo.
 Não pode ficar só na intenção, ou melhor, só na
  imaginação, na concepção.
INTENCIONALIDADE.
 Traduz-se :


1. No traçar,
2. Programar,
3. Documentar a proposta de trabalho do educador.


 Documentando o processo, o planejamento é
     instrumento orientador do trabalho docente.
ESCOLHAS.
 Derivam sempre de crenças ou princípios.


 Como um processo reflexivo, no processo de
 elaboração do planejamento o educador vai
 aprendendo e exercitando sua capacidade de perceber
 as necessidades do grupo de crianças, localizando
 manifestações de problemas e indo em busca das
 causas.

 Vai aprendendo a caracterizar o problema para, aí
 sim, tomar decisões para superá-lo.

 O ato de planejar pressupõe o olhar atento à realidade.
TIPOS DE PLANEJAMETOS.
1.   Listagem de atividades;

2. Datas comemorativas;


3. Aspectos do desenvolvimento;


4. Em temas ;


5. Conteúdos organizados por áreas de conhecimento
LISTAGEM DE ATIVIDADES.
 Um dos mais rudimentares baseado na preocupação
 do educador em preencher o tempo de trabalho com o
 grupo de crianças.

 O professor busca organizar vários tipos de atividades
 para realizar durante cada dia da semana.

 Dessa forma, como seu planejamento é diário, vai
 listando possíveis atividades para as crianças
 desenvolverem.
DATAS COMEMORATIVAS.
 Direcionado pelo calendário.
 A programação é organizada considerando algumas
    datas, tidas como importantes do ponto de vista do
    adulto.
   A o longo do ano seriam realizada atividades referentes
    ao:
   Carnaval,
   Dia de Tiradentes,
   Descobrimento do Brasil,
   Dia do Índio, à Páscoa,
   Dia do Trabalho,
   Dia das mães.
ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO
 Revela uma preocupação com os aspectos que
     englobam o desenvolvimento infantil.

 Várias são as áreas contempladas:


1. Aspectos físico-motor,
2. Afetivo,
3. Social ,
4. Cognitivo.
DESENVOLVIMENTO AFETIVO
 Objetivos:
 Estimular a criatividade;
 estimular a motivação;
 Estimular a curiosidade.
 Atividades:


 1) Artes Plásticas (desenho, pintura, construção com
  sucata, recorte e colagem etc.); Música:
 2) Dramatizações
 3) Histórias
EM TEMAS
 Busca articular as diversas atividades desenvolvidas no
 cotidiano educativo, funcionando como uma espécie
 de eixo condutor do trabalho.

 Pode-se visualizar a preocupação com o interesse da
 criança, colocando-se em foco suas necessidades e
 perguntas.

 Exemplos: atividades sobre o circo, os animais, o
 bairro, a família,
ÁREAS DE CONHECIMENTO
 Se relaciona claramente com a defesa da pré-escola
  como espaço pedagógico.
 Lugar de conhecimento
 A pré-escola deve contribuir com a universalidade de
  conhecimentos socialmente acumulados.
PLANEJANDO

 As propostas de planejamento encaminham o trabalho
 com as crianças maiores, entre quatro e seis anos.



 E para os menores?
O QUE FAZER COM OS
            PEQUENOS?
 Vai depender do educador:
 Do compromisso que tem com sua profissão,
 Do respeito que tem para com o grupo de crianças,
 Das informações de que dispõe da formação que
  possui,
 Das relações que estabelece com o conhecimento,
 Dos valores nos quais acredita...
UM PRINCÍPIO BÁSICO.
     CUIDAR & EDUCAR
RETROALIMENTAÇÃO.
 Somente ensinarei a cantar se me ensinarem.


 Cantigas de roda,


 Contos (Origem da terra).


 Ensinar ou educar?
BIBLIOGRAFIA
   Cavalcante, Zelia – A história de uma classe
   Fusari, José Cerchi – O planejamento do trabalho pedagógico: Algumas indagações e tentativas de
    espostas
   Khulmann Jr, Moyses – Instituições pré-escolares assistencialistas no Brasil
   Kramer, Sonia – Com a pré-escola nas mãos
   Kramer, Sonia e Abramovay, Miriam – O rei está nu: Um debate sobre as funções da pré-escola
   Machado, Maria Lúcia de A – Educação Infantil e currículo: A especificidade do projeto educacional e
    pedagógico para creches e pré-escolas
   Oliveira. Zilma de Moraes Ramos de: et alii, Creches: Crianças, faz-de-conta & Cia
   Ostetto, Luciana E: Educar e Cuidar: Questões atuais sobre Educação Infantil no Brasil
   Rinaldi, Carla: Cento Linguaggi dei Bambini
   Schiefler, Angela R. K e Silva: Dos “power rangers” aos seres encantados: um passeio pelo mundo do
    faz-de-conta com crianças de 2 anos e meio a 3 anos e meio
   Souto-Maior, Sara Duarte: Relato de uma aventura: Mapas, diário de bordo e tesouros organizando e
    transformando o trabalho do educador infantil
   Projeto de estágio do curso de Pedagogia UFSC 1997Et alli: Três cabeças que não se entendem passam
    fome de tanto pensar... Reflexões sobre planejamento, registro e avaliação
   Thomas, Mónica Diniz et alii: Projeto de trabalho definindo a intencionalidade do professor
   Weffort, Madalena Freire: Observação, registro, reflexão: Instrumentos Metodológicos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
Paula Spadoni
 
Planejamento Educação Infantil
Planejamento Educação InfantilPlanejamento Educação Infantil
Planejamento Educação Infantil
artemiselima
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
Heloiza Moura
 
Planejamento educacional
Planejamento educacionalPlanejamento educacional
Planejamento educacional
Maryanne Monteiro
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
Fátima Regina
 
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaçoOrg do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Fabiola Sampaio
 
Metodologia da educação infantil
Metodologia da educação infantilMetodologia da educação infantil
Metodologia da educação infantil
Marília Bogéa
 
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ritagatti
 
Planejamento pedagogico
Planejamento pedagogicoPlanejamento pedagogico
Planejamento pedagogico
straraposa
 
Organização do Tempo e do Espaço
Organização do Tempo e do EspaçoOrganização do Tempo e do Espaço
Organização do Tempo e do Espaço
Bianca Cunha
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
SMEdeItabaianinha
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
carmemlima
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
Luiza Carvalho
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógico
Magda Marques
 
Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
Oficina 3  avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...Oficina 3  avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
Rosicler Casal Bueno Cardoso
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
VIROUCLIPTAQ
 
Slides sobre planejamento
Slides sobre planejamentoSlides sobre planejamento
Slides sobre planejamento
familiaestagio
 

Mais procurados (20)

Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
 
Planejamento Educação Infantil
Planejamento Educação InfantilPlanejamento Educação Infantil
Planejamento Educação Infantil
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Planejamento educacional
Planejamento educacionalPlanejamento educacional
Planejamento educacional
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaçoOrg do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
 
Metodologia da educação infantil
Metodologia da educação infantilMetodologia da educação infantil
Metodologia da educação infantil
 
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Planejamento pedagogico
Planejamento pedagogicoPlanejamento pedagogico
Planejamento pedagogico
 
Organização do Tempo e do Espaço
Organização do Tempo e do EspaçoOrganização do Tempo e do Espaço
Organização do Tempo e do Espaço
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógico
 
Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
Oficina 3  avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...Oficina 3  avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvim...
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
 
Slides sobre planejamento
Slides sobre planejamentoSlides sobre planejamento
Slides sobre planejamento
 

Semelhante a Planejamento na educação infantil

Formação rcnei
Formação rcneiFormação rcnei
Formação rcnei
SimoneHelenDrumond
 
Adoleta professor
Adoleta professorAdoleta professor
Adoleta professor
Elaine Chica
 
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação InfantilPauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
adridaleffi121212
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
gracabt2011
 
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
Coraci Machado Araújo
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Rosinara Azeredo
 
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª SueliMaterial da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
proinfancia
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
danizinha_blog
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
cefaprodematupa
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
cefaprodematupa
 
A importância da matemática na alfabetização da criança
A importância da matemática na alfabetização da criançaA importância da matemática na alfabetização da criança
A importância da matemática na alfabetização da criança
Cristina Manieiro
 
Talita
TalitaTalita
Caderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º anoCaderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º ano
Sme Otacílio Costa
 
P curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletasP curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletas
Maria de lurdes valentim gerardo
 
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.pptBoa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
temastransversais
 
Ensino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anosEnsino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anos
Naysa Taboada
 
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptxPROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
Felipe.Abreu
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
grupouniao
 
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relatoPensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pedro França
 
Oppi
OppiOppi

Semelhante a Planejamento na educação infantil (20)

Formação rcnei
Formação rcneiFormação rcnei
Formação rcnei
 
Adoleta professor
Adoleta professorAdoleta professor
Adoleta professor
 
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação InfantilPauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
Pauta -3º Encontro com Coordenadores Pedagógicos da Educação Infantil
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
 
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
Proposta curricular para os anos iniciais em MT.pptx2
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª SueliMaterial da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
Material da Formação do ciclo 05.05 Profª Sueli
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
 
A importância da matemática na alfabetização da criança
A importância da matemática na alfabetização da criançaA importância da matemática na alfabetização da criança
A importância da matemática na alfabetização da criança
 
Talita
TalitaTalita
Talita
 
Caderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º anoCaderno plan. 1º ano
Caderno plan. 1º ano
 
P curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletasP curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletas
 
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.pptBoa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
Boa esperança.santa rita orientação sexual_1.ppt
 
Ensino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anosEnsino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anos
 
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptxPROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
PROPOSTA CURRICULAR PARA BERÇARIOS - SJC (1).pptx
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
 
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relatoPensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
 
Oppi
OppiOppi
Oppi
 

Mais de lucavao2010

RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃORELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
lucavao2010
 
Descritores Ciências Humanas
Descritores Ciências HumanasDescritores Ciências Humanas
Descritores Ciências Humanas
lucavao2010
 
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
lucavao2010
 
Proficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências HumanasProficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências Humanas
lucavao2010
 
Capacitação lions
Capacitação lionsCapacitação lions
Capacitação lions
lucavao2010
 
Aprendizagem dialógica
Aprendizagem dialógicaAprendizagem dialógica
Aprendizagem dialógica
lucavao2010
 
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
lucavao2010
 
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
lucavao2010
 
Educação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e TrabalhoEducação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e Trabalho
lucavao2010
 
PROFESSOR DE HISTÓRIA
PROFESSOR DE HISTÓRIAPROFESSOR DE HISTÓRIA
PROFESSOR DE HISTÓRIA
lucavao2010
 
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHSORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
lucavao2010
 
Plano de ação luiz 2011
Plano de ação luiz 2011Plano de ação luiz 2011
Plano de ação luiz 2011
lucavao2010
 
OCs HISTÓRIA 2011
OCs HISTÓRIA 2011OCs HISTÓRIA 2011
OCs HISTÓRIA 2011
lucavao2010
 
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
lucavao2010
 
Musica na Educação Infantil
Musica  na  Educação InfantilMusica  na  Educação Infantil
Musica na Educação Infantil
lucavao2010
 
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
lucavao2010
 
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
lucavao2010
 
Orientações curriculares chs.
Orientações curriculares chs.Orientações curriculares chs.
Orientações curriculares chs.
lucavao2010
 
Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011
lucavao2010
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
lucavao2010
 

Mais de lucavao2010 (20)

RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃORELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO
 
Descritores Ciências Humanas
Descritores Ciências HumanasDescritores Ciências Humanas
Descritores Ciências Humanas
 
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
 
Proficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências HumanasProficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências Humanas
 
Capacitação lions
Capacitação lionsCapacitação lions
Capacitação lions
 
Aprendizagem dialógica
Aprendizagem dialógicaAprendizagem dialógica
Aprendizagem dialógica
 
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
TRABALHO COLABORATIVO. EU, TU, NÓS.
 
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
 
Educação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e TrabalhoEducação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e Trabalho
 
PROFESSOR DE HISTÓRIA
PROFESSOR DE HISTÓRIAPROFESSOR DE HISTÓRIA
PROFESSOR DE HISTÓRIA
 
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHSORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
ORIENTAÇÕES CURRICULARES 3º CICLO CHS
 
Plano de ação luiz 2011
Plano de ação luiz 2011Plano de ação luiz 2011
Plano de ação luiz 2011
 
OCs HISTÓRIA 2011
OCs HISTÓRIA 2011OCs HISTÓRIA 2011
OCs HISTÓRIA 2011
 
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 3
 
Musica na Educação Infantil
Musica  na  Educação InfantilMusica  na  Educação Infantil
Musica na Educação Infantil
 
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 2
 
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI 1
 
Orientações curriculares chs.
Orientações curriculares chs.Orientações curriculares chs.
Orientações curriculares chs.
 
Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 

Último

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Planejamento na educação infantil

  • 1. Luciana Esmeralda Ostetto* Luiz Carlos Varella de oliveira Profº. Formador em História Fevereiro - 2011
  • 2. POR QUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL?  Dirigida às crianças de zero a seis anos ganha estatuto de direito, colocando-se como etapa inicial da educação básica que devem receber as crianças brasileiras, respeitando os preceitos constitucionais.
  • 3. EDUCAÇÃO COM SERIEDADE.  Tanto creches quanto pré-escolas, como instituições educativas, têm uma responsabilidade para com as crianças pequenas, seu desenvolvimento e sua aprendizagem, o que reclama um trabalho intencional e de qualidade.
  • 4. QUESTIONAMENTOS.  O que fazer com as crianças, principalmente as bem pequenas?  Pensar em planejamento seria apenas uma questão de como e do que fazer ou, além disso,  Principalmente, uma questão de: 1. Para que e 2. Para quem fazer?
  • 5. TAREFA  Escreva os principais entraves com relação ao planejamento que você enfrenta a cada ano letivo?
  • 6. O QUE É O PLANEJAMENTO?  Um atitude crítica do educador diante de seu trabalho docente.  Por isso não é uma fôrma!  Ao contrário, é flexível e, como tal, permite ao educador repensar, revisando, buscando novos significados para sua prática pedagógica.  Marca a intencionalidade do processo educativo.  Não pode ficar só na intenção, ou melhor, só na imaginação, na concepção.
  • 7. INTENCIONALIDADE.  Traduz-se : 1. No traçar, 2. Programar, 3. Documentar a proposta de trabalho do educador.  Documentando o processo, o planejamento é instrumento orientador do trabalho docente.
  • 8. ESCOLHAS.  Derivam sempre de crenças ou princípios.  Como um processo reflexivo, no processo de elaboração do planejamento o educador vai aprendendo e exercitando sua capacidade de perceber as necessidades do grupo de crianças, localizando manifestações de problemas e indo em busca das causas.  Vai aprendendo a caracterizar o problema para, aí sim, tomar decisões para superá-lo.  O ato de planejar pressupõe o olhar atento à realidade.
  • 9. TIPOS DE PLANEJAMETOS. 1. Listagem de atividades; 2. Datas comemorativas; 3. Aspectos do desenvolvimento; 4. Em temas ; 5. Conteúdos organizados por áreas de conhecimento
  • 10. LISTAGEM DE ATIVIDADES.  Um dos mais rudimentares baseado na preocupação do educador em preencher o tempo de trabalho com o grupo de crianças.  O professor busca organizar vários tipos de atividades para realizar durante cada dia da semana.  Dessa forma, como seu planejamento é diário, vai listando possíveis atividades para as crianças desenvolverem.
  • 11. DATAS COMEMORATIVAS.  Direcionado pelo calendário.  A programação é organizada considerando algumas datas, tidas como importantes do ponto de vista do adulto.  A o longo do ano seriam realizada atividades referentes ao:  Carnaval,  Dia de Tiradentes,  Descobrimento do Brasil,  Dia do Índio, à Páscoa,  Dia do Trabalho,  Dia das mães.
  • 12. ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO  Revela uma preocupação com os aspectos que englobam o desenvolvimento infantil.  Várias são as áreas contempladas: 1. Aspectos físico-motor, 2. Afetivo, 3. Social , 4. Cognitivo.
  • 13. DESENVOLVIMENTO AFETIVO  Objetivos:  Estimular a criatividade;  estimular a motivação;  Estimular a curiosidade.  Atividades:  1) Artes Plásticas (desenho, pintura, construção com sucata, recorte e colagem etc.); Música:  2) Dramatizações  3) Histórias
  • 14. EM TEMAS  Busca articular as diversas atividades desenvolvidas no cotidiano educativo, funcionando como uma espécie de eixo condutor do trabalho.  Pode-se visualizar a preocupação com o interesse da criança, colocando-se em foco suas necessidades e perguntas.  Exemplos: atividades sobre o circo, os animais, o bairro, a família,
  • 15. ÁREAS DE CONHECIMENTO  Se relaciona claramente com a defesa da pré-escola como espaço pedagógico.  Lugar de conhecimento  A pré-escola deve contribuir com a universalidade de conhecimentos socialmente acumulados.
  • 16.
  • 17. PLANEJANDO  As propostas de planejamento encaminham o trabalho com as crianças maiores, entre quatro e seis anos.  E para os menores?
  • 18. O QUE FAZER COM OS PEQUENOS?  Vai depender do educador:  Do compromisso que tem com sua profissão,  Do respeito que tem para com o grupo de crianças,  Das informações de que dispõe da formação que possui,  Das relações que estabelece com o conhecimento,  Dos valores nos quais acredita...
  • 19. UM PRINCÍPIO BÁSICO. CUIDAR & EDUCAR
  • 20. RETROALIMENTAÇÃO.  Somente ensinarei a cantar se me ensinarem.  Cantigas de roda,  Contos (Origem da terra).  Ensinar ou educar?
  • 21. BIBLIOGRAFIA  Cavalcante, Zelia – A história de uma classe  Fusari, José Cerchi – O planejamento do trabalho pedagógico: Algumas indagações e tentativas de espostas  Khulmann Jr, Moyses – Instituições pré-escolares assistencialistas no Brasil  Kramer, Sonia – Com a pré-escola nas mãos  Kramer, Sonia e Abramovay, Miriam – O rei está nu: Um debate sobre as funções da pré-escola  Machado, Maria Lúcia de A – Educação Infantil e currículo: A especificidade do projeto educacional e pedagógico para creches e pré-escolas  Oliveira. Zilma de Moraes Ramos de: et alii, Creches: Crianças, faz-de-conta & Cia  Ostetto, Luciana E: Educar e Cuidar: Questões atuais sobre Educação Infantil no Brasil  Rinaldi, Carla: Cento Linguaggi dei Bambini  Schiefler, Angela R. K e Silva: Dos “power rangers” aos seres encantados: um passeio pelo mundo do faz-de-conta com crianças de 2 anos e meio a 3 anos e meio  Souto-Maior, Sara Duarte: Relato de uma aventura: Mapas, diário de bordo e tesouros organizando e transformando o trabalho do educador infantil  Projeto de estágio do curso de Pedagogia UFSC 1997Et alli: Três cabeças que não se entendem passam fome de tanto pensar... Reflexões sobre planejamento, registro e avaliação  Thomas, Mónica Diniz et alii: Projeto de trabalho definindo a intencionalidade do professor  Weffort, Madalena Freire: Observação, registro, reflexão: Instrumentos Metodológicos