SlideShare uma empresa Scribd logo
I CONGRESSO DOS COLÉGIOS DE
        APLICAÇÃO DO PARANÁ
 I MOSTRA DE PRÁTICAS DE ENSINO DE
   ESTÁGIOS, DO PRODOCENCIA E DO
                PIBID
                   DATA: 06, 07 de fevereiro de 2012
         LOCAL: ANFITEATROS DO CCH (Universidade Estadual de
                              Londrina)




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO
PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
                                                                    
ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA
 LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO
 NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO
       ENSINO FUNDAMENTAL
                          Elizabet Tramontin Silveira Camargo
                                                pedagogabet@ig.com.br


    Centro de Atenção a Criança e ao Adolescente Reitor Alvaro
      Augusto Cunha Rocha – Universidade Estadual de Ponta
                                                        Grossa
                                                 CAIC/UEPG


GT01- Práticas de Ensino da Educação Infantil e Ensino
Fundamental
... Aprender a ler, a escrever, alfabetizar-se é,
antes de mais nada, aprender a ler o mundo,
compreender o seu contexto, não numa
manipulação mecânica de palavras, mas
numa relação dinâmica que vincula
linguagem e realidade.
                                                                              (Paulo Freire)




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
                                                                                            
Objetiva Registrar a prática de Alfabetização
   numa perspectiva letrada realizada no
    contexto das séries iniciais do Ensino
                Fundamental.




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
O título...
Acredita-se  que     alfabetizar  letrando,
simultaneamente e indissociavelmente, seja o
caminho para inserção da criança no mundo
da escrita.




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Alfabetização: é a aquisição de uma tecnologia - a
aprendizagem de um processo de representação:
codificação de sons em letras ou grafemas e decodificação
de letras ou grafemas em sons;

Letramento: desenvolvimento de competências para o
uso da tecnologia da escrita nas praticas sociais que as
envolvem;

Alfabetizar letrando: desenvolve habilidades
necessárias para o uso da leitura e escrita nas práticas
sociais em que está inserido;.

ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Apresenta-se      uma      vivência      enquanto
coordenadora pedagógica durante a transição e
efetivação do Ensino fundamental de 9 anos e
reflexões sobre o letramento destacando os
aspectos da linguagem escrita como um processo
dinâmico e ativo nas práticas sociais em que a
criança vive e convive durante sua vida.

ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
O que contribuiu na efetivação da Prática
Conhecimento        significativo   e    Dinâmica     contextualizada,
desconsiderando-se uma prática mecânica e repetitiva: é o que dá
significado ao que a criança lê e escreve, exigindo do professor novas
formas de tornar o processo de ensino aprendizagem prazeroso.

Documentos lançados pelo governo para auxiliar na orientação
pedagógica sobre o desenvolvimento curricular e a organização do
trabalho pedagógico (para que o mesmo aconteça sem rupturas, com
ensino de qualidade sem antecipar a antiga 1ª série de 8 anos);




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
-




 (Re)organização do Projeto Político Pedagógico contribuindo para que
a criança sinta-se segura, num ambiente acolhedor e propício à
aprendizagem sem causar tanto impacto na organização da ação docente
e na transição da Educação Infantil para o ensino fundamental,
acontecendo de forma natural;

Compreender a concepção de criança, vista neste processo como
construtora, desde o início da sua vida;

A valorização da infância e desenvolvimento infantil onde o perfil da
criança de 6 anos é visto pela imaginação, curiosidade e desejo de
aprender de forma privilegiada de conhecer o mundo por meio
principalmente do brincar;




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
O brincar como ferramenta pedagógica e o brincar espontâneo
considerados como diferentes modos de brincar;
A escola com a função da sistematização do conhecimento – da leitura e
da escrita – possibilitando a inserção da criança no mundo, numa
concepção de alfabetizar letrando.
 Um ponto importante no processo que não pode deixar de ser
mencionado é o envolvimento dos pais
Então...
Destaca os aspectos da linguagem escrita como um processo dinâmico e
ativo nas práticas sociais em que a criança vive e convive durante sua
vida.



ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Descrição do processo/ Experiência:
Espaço privilegiado: planejamentos semanais com a equipe e professores;
Matriz curricular, objetivos, planejamento, atividade dos alunos devem estar
em perfeita sintonia;
Diagnóstico de aprendizagem dos alunos;
Reorganização das ações mediante as necessidades;
 O dia a dia de sala de aula é mediado pelo pedagogo.
O trabalho em sala de aula regado de leituras diárias, situações problemas com
questões do cotidiano dos alunos, desenhos, textos, músicas, cantigas,
brincadeiras, atividades lúdicas, jogos e outros...
A escola dá continuidade ao desenvolvimento da criança possibilitando a ela a
compreensão e o sentido no processo garantindo seu direito de brincar




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
assuntos de interesse que irão investigar durante o ano letivo -temas
significativos, da realidade - Projetos de trabalho (Hernándes, 1998).

O professor que já conhece o seu grupo, sabe de seus interesses, tem a
autonomia para elencar uma temática que irá pautar o trabalho com os
alunos.
O trabalho organizado dessa forma necessita de uma capacidade de
gerenciamento do tempo por parte do professor de forma flexível e
particular. Cada um conduz de acordo com seu ritmo e também do seu
grupo de alunos.
Esgota-se a problemática da falta de material didático adequado. Pois
a produção de materiais e atividades são pré-elaboradas e selecionadas
nos planejamentos.



ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
A prática que vem sendo vivenciada, caracteriza-se em aspectos de modos de letrar
e dos percursos desse processo percorridos pelas crianças.


                                                                              Produção da criança
                                                                              após      a     professora
                                                                              realizar atividades na
                                                                              linha, no saguão da
                                                                              escola     e    contar   a
                                                                              história      “Como      a
                                                                              girafinha Flor fez uma
                                                                              descoberta”; a “Cigarra
                                                                              e a Formiga” Atividades
                                                                              do Projeto TODAS AS
                                                                              COISAS TEM NOME
                                                                              que         o        grupo
                                                                              desenvolve. Atividades
                                                                              de       leitura       com
                                                                              diferentes     portadores
                                                                              de textos devem ser
                                                                              diárias.
ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
A
                                                                              Correspondê
                                                                              ncia Escolar
                                                                              e uma forma
                                                                              elaborada de
                                                                              comunicação
                                                                              ,
                                                                              neces sidade
                                                                              de criar
                                                                              contextos
                                                                              significativos
                                                                              para a
                                                                              criança.



ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
as
                                                                                  e c ompr
                                                                       Lis tas d am a
                                                                             ajud olver
                                                                                    nv
                                                                            dese es de uso
                                                                                   ad         ita
                                                                        h abilid ra e escr is
                                                                                itu         cia
                                                                         de le áticas so
                                                                                 r          m
                                                                         nas p envolve ção
                                                                              que em rela
                                                                                                  o.
                                                                           atit udes rendizad
                                                                                      ap
                                                                           a esse




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Atividades contextualizadas onde o aluno experimenta situações significativas e
diversificadas. Atividade do projeto “Todas As Coisas Tem Nome” valorizando o
aluno favorecendo a autoestima, enfocando atividades sociais de aprendizagem .



ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Texto cooperativo
                                                                              realizado pelos
                                                                              alunos no PROJETO
                                                                              FOLCLORE. Ao
                                                                              escrever no coletivo
                                                                              a criança aprende
                                                                              novos conhecimentos
                                                                              sobre a língua
                                                                              escrita. Também com
                                                                              o uso do Jogo das
                                                                              letras é fundamental
                                                                              explicitar a criança o
                                                                              sentido das palavras
                                                                              e sons enfatizando o
                                                                              que ela já possui.


ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
No Diagnóstico possibilita identificar as hipóteses sobre a língua escrita e com isso adequar o planejamento
de acordo com as necessidades de aprendizagem de cada aluno e do grupo (a escrita da mesma criança em
6 meses). Propiciar atividades onde a criança escreva segundo suas hipóteses é fundamental para refletir
sobre a escrita. Dicionário uma proposta para construção de palavras do contexto.




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
ho    ra
                                                                                 e sen textu
                                                                               D
                                                                                    re,
                                                                                Liv tual
                                                                                           e
                                                                                 ges elent
                                                                                   exc o de o
                                                                                        i
                                                                                    me ificar ento
                                                                                     ver hecim
                                                                                      con




O desenho não só como liberdade de expressão, mas também, resultado de atividade
envolvendo aspectos cognitivos, representação da realidade, formação de conceito
condição de linguagem e conhecimento construído




 ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
 O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
 Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
 




Valorizar o Brincar como forma de aprendizagem. As brincadeiras
são linguagens não verbais pelas quais as crianças se expressam
demonstrando sua realidade e construindo conhecimento.




 ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
 O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
 Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Ainda...
Atividades              de leitura de histórias criadas pelas crianças e registradas pela
professora;
 Levantamento das propostas diárias com a participação dos alunos;

A cultura letrada sobressai com títulos de filmes que são discutidos e

selecionados para assistirem;
A prática de bilhetes;

Problematizações a cerca de decisões que precisam ser tomadas pelo grupo

nas assembleias inicial (manhã) e final (tarde);
Construção das normas disciplinares;

Jogos pedagógicos;

Brincadeiras ao ar livre;

A construção do número de forma lúdica com situações problemas do dia a

dia;

ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
Resultados Obtidos
A criança cria uma leitura particular de mundo e deve ser
respeitada em sua especificidade;
As relações que a criança estabelece no contexto deve ser
articulada com a escola visando um aprendizado e bases
qualitativas e dialógicas. Cada um, a sua maneira vai se
construindo;
A prática pedagógica se efetiva oportunizando níveis qualitativos
de aprendizagem;
O professor precisa ter fundamentação teórica para nortear sua
prática em sala de aula com bom domínio numa dimensão inovadora
e possibilitadora de articulação com o contexto da criança;

ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
REFERÊNCIAS
BELLO, J. L. de P. A Pedagogia de Célestin Freinet. Rio de Janeiro, 1999 - http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/per06.htm. acesso em 07/01/12
BORBA, Â. M. O brincar como um modo de ser estar no mundo. In: BRASIL. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações para a inclusão da
criança de 6 anos de idade. 2 d. Brasília: MEC/SEB, 2007.
BRANDÃO, C. F. ; PASCHOL, J. (org.) D. Ensino Fundamental de Nove Anos Teoria e Prática na sala de aula. São Paulo: Avercamp, 2009.
BRASIL. Lei nº 11.274 de 6 de fevereiro de 2006. Aprova o Ensino Fundamental de nove anos de duração. Diário Oficial [da] Republica Federativa
do Brasil, DF, 7 de fev de 2006.
CORSINO, P. As crianças de 6 anos e as áreas de conhecimento. In: Brasil. Ministério da Educação e Cultura Ensino Fundamental de Nove Anos:
Orientações para a inclusão de crianças de 6 anos. Brasília: MEC/SEB 2006.
DEMO, Pedro. Ser professor é cuidar que o aluno aprenda. Porto Alegre: Mediação, 2004.
FREINET, C. Pedagogia do Bom Senso. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: autores Associados; Cortez, 1989 (coleção polêmicas de nosso
tempo).
_________ Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
GONTIJO, C. M. M. Alfabetização: a criança e a linguagem escrita. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2003. (coleção Educação
Contemporânea)
HERNÁNDEZ, F. ; RODRIGUEZ, J. H. Transgressão e mudança na Educação: os projetos de trabalho. Porto Alegre: ArtMed. 1998.
NUCCI, E. P. di . Alfabetizar letrando: Um desafio para o professor. In: Leite, S.A.S. Alfabetização e letramento: Contribuições para as Práticas
Pedagógicas. São Paulo: Komedi, 2001.
PARANÁ. Orientações para (re)elaboração, implantação e avaliação de proposta pedagógica na educação infantil. Curitiba: SEED, 2006.
________ Ensino Fundamental de 9 anos: orientações pedagógicas para os anos iniciais. (autores: Angela Mari Gusso...[et al.]; organizadores:
Arleandra Cristina Talin do Amaral, Roseli Correia de Barros Casagrande, Viviane Chulel). –Curitiba, Pr : Secretaria de Estado da Educação 2010.
176 p. ; 30cm.
SOARES, M. B. Letramento e Alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, n.25, p.78-94, jan/abril. 2003
______________ Letrar é mais do que alfabetizar: http://www.smec.salvador.ba.gov.br/site/documentos/espaco-virtual/espaco-alfabetizar-
letrar/lecto-escrita/artigos/letrar%20%C3%A9%20mais%20que%20alfabetizar.pdf acesso In: 03/08/2011
WEBARTIGOS: http://www.webartigos.com/artigos/o-letramento-na-educação-muito-alem-de-‘um-metododo. Acesso In:




ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA:
O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAICSistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Vera Marlize Schröer
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
Adriana Pereira
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
estercotrim
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Edna Monteiro
 
Métodos de alfabetização
Métodos de alfabetizaçãoMétodos de alfabetização
Métodos de alfabetização
Dayane Hofmann
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
LianeMagnolia
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
Jessica Nuvens
 
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Fernanda Tulio
 
2ª formação leitura e escrita
2ª formação   leitura e escrita2ª formação   leitura e escrita
2ª formação leitura e escrita
PNAIC UFSCar
 
Níveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaicNíveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaic
Edeil Reis do Espírito Santo
 
Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramento
Vivi Veloso
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e doFundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
Solange Mendes
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
Bruna Braga
 
Apresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escritaApresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escrita
MARILENE RANGEL
 
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professoresAlfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Micheli Rader
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
zetesousa
 
Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
proletramentoalfa
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
Roshelly Milanez
 

Mais procurados (20)

Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAICSistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
 
Métodos de alfabetização
Métodos de alfabetizaçãoMétodos de alfabetização
Métodos de alfabetização
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
 
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
 
2ª formação leitura e escrita
2ª formação   leitura e escrita2ª formação   leitura e escrita
2ª formação leitura e escrita
 
Níveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaicNíveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaic
 
Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramento
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e doFundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
Fundamentos teóricos e metodológicos da alfabetização e do
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
 
Apresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escritaApresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escrita
 
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professoresAlfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
 
Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 

Semelhante a Alfabetização e letramento

Alfabetização slides
Alfabetização slidesAlfabetização slides
Alfabetização slides
AVM
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
AVM
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
Artemosfera Cia de Artes
 
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Gabriele Agostini Martins
 
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantlAlfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alice Soares
 
Apresentacão tcc 9 final
Apresentacão tcc 9 finalApresentacão tcc 9 final
Apresentacão tcc 9 final
Viviane Souza Gomes Souza Gomes
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
Nelma Andrade
 
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
CENFOP - Ipatinga
 
Teoria e prática da alfabetização
Teoria e prática da alfabetizaçãoTeoria e prática da alfabetização
Teoria e prática da alfabetização
Noemia Meneguelly
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
cefaprodematupa
 
Agudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce SomavillaAgudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce Somavilla
CursoTICs
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º anoSEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
Iolanda Sá
 
Alfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusivaAlfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusiva
AntonioMarquesFiguei
 
Diario estagio supervisionado
Diario estagio supervisionadoDiario estagio supervisionado
Diario estagio supervisionado
Patricia Brito
 
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
ProfessorPrincipiante
 
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselviSlide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
TamiresDamaceno
 
Cap. pe de vento
Cap. pe de ventoCap. pe de vento
Cap. pe de vento
9ª CRE - RJ
 
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
ElieneDias
 
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
marcos oliveira
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Aline free
 

Semelhante a Alfabetização e letramento (20)

Alfabetização slides
Alfabetização slidesAlfabetização slides
Alfabetização slides
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
 
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantlAlfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantl
 
Apresentacão tcc 9 final
Apresentacão tcc 9 finalApresentacão tcc 9 final
Apresentacão tcc 9 final
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
 
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
Reunião com Educadores do 1º Seg 16/03
 
Teoria e prática da alfabetização
Teoria e prática da alfabetizaçãoTeoria e prática da alfabetização
Teoria e prática da alfabetização
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
 
Agudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce SomavillaAgudo - Catiuce Somavilla
Agudo - Catiuce Somavilla
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º anoSEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
SEQUÊNCIA DIDÁTICA DO 1º 2º 3º ano
 
Alfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusivaAlfabetização e educação inclusiva
Alfabetização e educação inclusiva
 
Diario estagio supervisionado
Diario estagio supervisionadoDiario estagio supervisionado
Diario estagio supervisionado
 
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
 
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselviSlide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
Slide estágio Educação e diversidade; uniasselvi
 
Cap. pe de vento
Cap. pe de ventoCap. pe de vento
Cap. pe de vento
 
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
 
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
1ª AULA DI- aperfeiçoamento (6) (1).pptx
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
 

Alfabetização e letramento

  • 1. I CONGRESSO DOS COLÉGIOS DE APLICAÇÃO DO PARANÁ I MOSTRA DE PRÁTICAS DE ENSINO DE ESTÁGIOS, DO PRODOCENCIA E DO PIBID DATA: 06, 07 de fevereiro de 2012 LOCAL: ANFITEATROS DO CCH (Universidade Estadual de Londrina) ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br  
  • 2. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br Centro de Atenção a Criança e ao Adolescente Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha – Universidade Estadual de Ponta Grossa CAIC/UEPG GT01- Práticas de Ensino da Educação Infantil e Ensino Fundamental
  • 3. ... Aprender a ler, a escrever, alfabetizar-se é, antes de mais nada, aprender a ler o mundo, compreender o seu contexto, não numa manipulação mecânica de palavras, mas numa relação dinâmica que vincula linguagem e realidade. (Paulo Freire) ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br  
  • 4. Objetiva Registrar a prática de Alfabetização numa perspectiva letrada realizada no contexto das séries iniciais do Ensino Fundamental. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 5. O título... Acredita-se que alfabetizar letrando, simultaneamente e indissociavelmente, seja o caminho para inserção da criança no mundo da escrita. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 6. Alfabetização: é a aquisição de uma tecnologia - a aprendizagem de um processo de representação: codificação de sons em letras ou grafemas e decodificação de letras ou grafemas em sons; Letramento: desenvolvimento de competências para o uso da tecnologia da escrita nas praticas sociais que as envolvem; Alfabetizar letrando: desenvolve habilidades necessárias para o uso da leitura e escrita nas práticas sociais em que está inserido;. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 7. Apresenta-se uma vivência enquanto coordenadora pedagógica durante a transição e efetivação do Ensino fundamental de 9 anos e reflexões sobre o letramento destacando os aspectos da linguagem escrita como um processo dinâmico e ativo nas práticas sociais em que a criança vive e convive durante sua vida. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 8. O que contribuiu na efetivação da Prática Conhecimento significativo e Dinâmica contextualizada, desconsiderando-se uma prática mecânica e repetitiva: é o que dá significado ao que a criança lê e escreve, exigindo do professor novas formas de tornar o processo de ensino aprendizagem prazeroso. Documentos lançados pelo governo para auxiliar na orientação pedagógica sobre o desenvolvimento curricular e a organização do trabalho pedagógico (para que o mesmo aconteça sem rupturas, com ensino de qualidade sem antecipar a antiga 1ª série de 8 anos); ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 9. -  (Re)organização do Projeto Político Pedagógico contribuindo para que a criança sinta-se segura, num ambiente acolhedor e propício à aprendizagem sem causar tanto impacto na organização da ação docente e na transição da Educação Infantil para o ensino fundamental, acontecendo de forma natural; Compreender a concepção de criança, vista neste processo como construtora, desde o início da sua vida; A valorização da infância e desenvolvimento infantil onde o perfil da criança de 6 anos é visto pela imaginação, curiosidade e desejo de aprender de forma privilegiada de conhecer o mundo por meio principalmente do brincar; ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 10. O brincar como ferramenta pedagógica e o brincar espontâneo considerados como diferentes modos de brincar; A escola com a função da sistematização do conhecimento – da leitura e da escrita – possibilitando a inserção da criança no mundo, numa concepção de alfabetizar letrando. Um ponto importante no processo que não pode deixar de ser mencionado é o envolvimento dos pais Então... Destaca os aspectos da linguagem escrita como um processo dinâmico e ativo nas práticas sociais em que a criança vive e convive durante sua vida. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 11. Descrição do processo/ Experiência: Espaço privilegiado: planejamentos semanais com a equipe e professores; Matriz curricular, objetivos, planejamento, atividade dos alunos devem estar em perfeita sintonia; Diagnóstico de aprendizagem dos alunos; Reorganização das ações mediante as necessidades;  O dia a dia de sala de aula é mediado pelo pedagogo. O trabalho em sala de aula regado de leituras diárias, situações problemas com questões do cotidiano dos alunos, desenhos, textos, músicas, cantigas, brincadeiras, atividades lúdicas, jogos e outros... A escola dá continuidade ao desenvolvimento da criança possibilitando a ela a compreensão e o sentido no processo garantindo seu direito de brincar ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 12. assuntos de interesse que irão investigar durante o ano letivo -temas significativos, da realidade - Projetos de trabalho (Hernándes, 1998). O professor que já conhece o seu grupo, sabe de seus interesses, tem a autonomia para elencar uma temática que irá pautar o trabalho com os alunos. O trabalho organizado dessa forma necessita de uma capacidade de gerenciamento do tempo por parte do professor de forma flexível e particular. Cada um conduz de acordo com seu ritmo e também do seu grupo de alunos. Esgota-se a problemática da falta de material didático adequado. Pois a produção de materiais e atividades são pré-elaboradas e selecionadas nos planejamentos. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 13. A prática que vem sendo vivenciada, caracteriza-se em aspectos de modos de letrar e dos percursos desse processo percorridos pelas crianças. Produção da criança após a professora realizar atividades na linha, no saguão da escola e contar a história “Como a girafinha Flor fez uma descoberta”; a “Cigarra e a Formiga” Atividades do Projeto TODAS AS COISAS TEM NOME que o grupo desenvolve. Atividades de leitura com diferentes portadores de textos devem ser diárias. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 14. A Correspondê ncia Escolar e uma forma elaborada de comunicação , neces sidade de criar contextos significativos para a criança. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 15. as e c ompr Lis tas d am a ajud olver nv dese es de uso ad ita h abilid ra e escr is itu cia de le áticas so r m nas p envolve ção que em rela o. atit udes rendizad ap a esse ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 16. Atividades contextualizadas onde o aluno experimenta situações significativas e diversificadas. Atividade do projeto “Todas As Coisas Tem Nome” valorizando o aluno favorecendo a autoestima, enfocando atividades sociais de aprendizagem . ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 17. Texto cooperativo realizado pelos alunos no PROJETO FOLCLORE. Ao escrever no coletivo a criança aprende novos conhecimentos sobre a língua escrita. Também com o uso do Jogo das letras é fundamental explicitar a criança o sentido das palavras e sons enfatizando o que ela já possui. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 18. No Diagnóstico possibilita identificar as hipóteses sobre a língua escrita e com isso adequar o planejamento de acordo com as necessidades de aprendizagem de cada aluno e do grupo (a escrita da mesma criança em 6 meses). Propiciar atividades onde a criança escreva segundo suas hipóteses é fundamental para refletir sobre a escrita. Dicionário uma proposta para construção de palavras do contexto. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 19. ho ra e sen textu D re, Liv tual e ges elent exc o de o i me ificar ento ver hecim con O desenho não só como liberdade de expressão, mas também, resultado de atividade envolvendo aspectos cognitivos, representação da realidade, formação de conceito condição de linguagem e conhecimento construído ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 20.   Valorizar o Brincar como forma de aprendizagem. As brincadeiras são linguagens não verbais pelas quais as crianças se expressam demonstrando sua realidade e construindo conhecimento. ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 21. Ainda... Atividades de leitura de histórias criadas pelas crianças e registradas pela professora;  Levantamento das propostas diárias com a participação dos alunos; A cultura letrada sobressai com títulos de filmes que são discutidos e selecionados para assistirem; A prática de bilhetes; Problematizações a cerca de decisões que precisam ser tomadas pelo grupo nas assembleias inicial (manhã) e final (tarde); Construção das normas disciplinares; Jogos pedagógicos; Brincadeiras ao ar livre; A construção do número de forma lúdica com situações problemas do dia a dia; ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 22. Resultados Obtidos A criança cria uma leitura particular de mundo e deve ser respeitada em sua especificidade; As relações que a criança estabelece no contexto deve ser articulada com a escola visando um aprendizado e bases qualitativas e dialógicas. Cada um, a sua maneira vai se construindo; A prática pedagógica se efetiva oportunizando níveis qualitativos de aprendizagem; O professor precisa ter fundamentação teórica para nortear sua prática em sala de aula com bom domínio numa dimensão inovadora e possibilitadora de articulação com o contexto da criança; ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br
  • 23. REFERÊNCIAS BELLO, J. L. de P. A Pedagogia de Célestin Freinet. Rio de Janeiro, 1999 - http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/per06.htm. acesso em 07/01/12 BORBA, Â. M. O brincar como um modo de ser estar no mundo. In: BRASIL. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações para a inclusão da criança de 6 anos de idade. 2 d. Brasília: MEC/SEB, 2007. BRANDÃO, C. F. ; PASCHOL, J. (org.) D. Ensino Fundamental de Nove Anos Teoria e Prática na sala de aula. São Paulo: Avercamp, 2009. BRASIL. Lei nº 11.274 de 6 de fevereiro de 2006. Aprova o Ensino Fundamental de nove anos de duração. Diário Oficial [da] Republica Federativa do Brasil, DF, 7 de fev de 2006. CORSINO, P. As crianças de 6 anos e as áreas de conhecimento. In: Brasil. Ministério da Educação e Cultura Ensino Fundamental de Nove Anos: Orientações para a inclusão de crianças de 6 anos. Brasília: MEC/SEB 2006. DEMO, Pedro. Ser professor é cuidar que o aluno aprenda. Porto Alegre: Mediação, 2004. FREINET, C. Pedagogia do Bom Senso. São Paulo: Martins Fontes, 1996. FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: autores Associados; Cortez, 1989 (coleção polêmicas de nosso tempo). _________ Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996. GONTIJO, C. M. M. Alfabetização: a criança e a linguagem escrita. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2003. (coleção Educação Contemporânea) HERNÁNDEZ, F. ; RODRIGUEZ, J. H. Transgressão e mudança na Educação: os projetos de trabalho. Porto Alegre: ArtMed. 1998. NUCCI, E. P. di . Alfabetizar letrando: Um desafio para o professor. In: Leite, S.A.S. Alfabetização e letramento: Contribuições para as Práticas Pedagógicas. São Paulo: Komedi, 2001. PARANÁ. Orientações para (re)elaboração, implantação e avaliação de proposta pedagógica na educação infantil. Curitiba: SEED, 2006. ________ Ensino Fundamental de 9 anos: orientações pedagógicas para os anos iniciais. (autores: Angela Mari Gusso...[et al.]; organizadores: Arleandra Cristina Talin do Amaral, Roseli Correia de Barros Casagrande, Viviane Chulel). –Curitiba, Pr : Secretaria de Estado da Educação 2010. 176 p. ; 30cm. SOARES, M. B. Letramento e Alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, n.25, p.78-94, jan/abril. 2003 ______________ Letrar é mais do que alfabetizar: http://www.smec.salvador.ba.gov.br/site/documentos/espaco-virtual/espaco-alfabetizar- letrar/lecto-escrita/artigos/letrar%20%C3%A9%20mais%20que%20alfabetizar.pdf acesso In: 03/08/2011 WEBARTIGOS: http://www.webartigos.com/artigos/o-letramento-na-educação-muito-alem-de-‘um-metododo. Acesso In: ALFABETIZAÇÃO NUMA PERSPECTIVA LETRADA: O TRABALHO PEDAGÓGICO NO CONTEXTO DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Elizabet Tramontin Silveira Camargo pedagogabet@ig.com.br