SlideShare uma empresa Scribd logo
OPPI
Educação de crianças em creches
07/04/20
HISTÓRIA E CONCEPÇÕES DO
ATENDIMENTO EM CRECHES
• Os estudos atuais têm mostrado que os bebês
apresentam um repertório sofisticado para
interagir com o outro (parceiro adulto ou
criança), sendo esta interação social um fator
de grande importância para o
desenvolvimento e aprendizagem dos
mesmos.
Aprendizagens e aquisições que
ocorrem pelas interações
• Construção da subjetividade;
• Identificação
• Diferenciação
• Aos dois meses de idade, o bebê já exibe
diferenças de comportamentos em sua
relação com objetos ou pessoas, isto é,
movimentos de seu corpo, mãos e face são
diferenciados em respostas aos sorrisos e
vocalizações de seus cuidadores, que podem
ser a mãe, o pai, a avó, mas pode ser também
a educadora, se a criança frequenta uma
creche.
3 primeiros anos de vida
• Além de aprender a sentar, engatinhar, ficar de pé,
andar ocorre uma das grandes aquisições que é o
surgimento da fala, através da qual a criança
compartilha tópicos de brincadeira e expressa suas
emoções e sentimentos para o outro. Inicialmente,
com vocalizações não tão inteligíveis em que a
intenção comunicativa acaba ficando subentendida,
aos poucos a fala emerge nas interações sociais das
crianças como constituição do pensamento e
possibilita um salto no que se refere às possibilidades
de trocas, significações e aprendizagens no contato
com os outros, adultos e crianças.
Importância do brincar
• O brincar é sem dúvida a dimensão do
interagir mais frequente porque é uma
atividade de alta prioridade para a criança.
Observação do adulto
• O olhar atento dos adultos para os processos
interacionais que se constituem nestes
brincares é fundamental para pensarmos as
ações a serem desenvolvidas no cotidiano das
creches.
DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA DE 0
A 3 ANOS
• falta de pesquisa, estudos e publicações que
abordam diretamente a organização curricular
nas creches
• Como pensar esta organização?
• Organizar um currículo para e com os bebês e
crianças pequenas implica a articulação entre
saberes de distintas ordens.
Currículo
• Pensar e propor um currículo para e com as
crianças pequenas é favorecer um percurso de
ingresso e pertencimento na cultura.
• As práticas sociais, por dizerem respeito à
vida, são ações complexas que envolvem e
dinamizam o corpo todo, o pensamento e a
cultura: são sensações, sentimentos,
emoções, desejos, pensamentos e as
linguagens.
ORIENTAÇÕES CURRICULARES E
PROPOSTAS PEDAGÓGICAS
• Qual o perfil e quais as competências que os
professores precisam desenvolver para melhor
atender às necessidades e aos desafios
colocados pelo atendimento de crianças tão
pequenas em espaços coletivos?
Os programas de formação precisam
contemplar
• situações para que os professores construam e
visualizem o papel político da sua atuação,
• tenham oportunidades para se apropriarem de
conceitos e habilidades para uma atuação
promotora de aprendizagem e desenvolvimento
• participem de situações em que possam ser
incentivados a examinarem o modo como agem e
reagem nas interações que estabelecem com as
crianças, famílias e coletivo de profissionais no
interior das instituições educacionais.
Objetivos educacionais
• O que as pesquisas recentes em diferentes
áreas do conhecimento têm apontado é que a
criança é um ser ativo que, desde o
nascimento, interage com parceiros diversos
que a ajudam a significar o mundo e a si
mesma, a realizar um número crescente de
diferentes aprendizagens e a constituir-se
como um ser histórico singular.
CURRÍCULO ESCOLAR
• O professor busca familiarizar a criança com
práticas culturais e com significações
historicamente elaboradas para orientar o agir
das pessoas e para compreender as situações
e os elementos do mundo.
Formação inicial deve fornecer
competências para:
• organizar condições de acolhimento, cuidado e
aprendizagem das crianças;
• interagir com as crianças de modo a mediar-lhes
sua aprendizagem e desenvolvimento;
• pesquisar recursos e materiais adequados à
educação e ao cuidado das crianças;
• interagir com as famílias, reconhecendo-as como
parceiras no processo de aprendizagem e
desenvolvimento das crianças;
• refletir sobre sua prática docente

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Natureza e sociedade (1)
Natureza e sociedade (1)Natureza e sociedade (1)
Natureza e sociedade (1)
leticiamfelisberto
 
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Educação Infantil
 
O trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantilO trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantil
Adenilson Júnior
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
guest3b31a4
 
Projeto Interdisciplinar Educação infantil
Projeto Interdisciplinar Educação infantilProjeto Interdisciplinar Educação infantil
Projeto Interdisciplinar Educação infantil
Edione Zelenka
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
marlene_herter
 
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
VIROUCLIPTAQ
 
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO InfantilO Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
Miriam Camargo
 
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantilProjeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
AVM Faculdade Integrada
 
Power Point Creche
Power Point   CrechePower Point   Creche
Power Point Creche
guestdf3d08
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil.
Investigação do currículo na escola da educação infantil.Investigação do currículo na escola da educação infantil.
Investigação do currículo na escola da educação infantil.
SimoneHelenDrumond
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
SimoneHelenDrumond
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantil
Ronaldo Obaski
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantilFundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
Leonarda Macedo
 
Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
markettisobral
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Clarice-Borges
 
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação InfantilUm pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Lene Reis
 
Avaliação na educação infantil novo
Avaliação na educação infantil novoAvaliação na educação infantil novo
Avaliação na educação infantil novo
Pedagogo Santos
 
As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...
Marilia Pires
 
Apresentação projecto educativo creche
Apresentação projecto educativo crecheApresentação projecto educativo creche
Apresentação projecto educativo creche
Guida Sousa
 

Mais procurados (20)

Natureza e sociedade (1)
Natureza e sociedade (1)Natureza e sociedade (1)
Natureza e sociedade (1)
 
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
 
O trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantilO trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantil
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
 
Projeto Interdisciplinar Educação infantil
Projeto Interdisciplinar Educação infantilProjeto Interdisciplinar Educação infantil
Projeto Interdisciplinar Educação infantil
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
 
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
 
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO InfantilO Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
 
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantilProjeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
Projeto interdisciplinar fundamento da educação infantil
 
Power Point Creche
Power Point   CrechePower Point   Creche
Power Point Creche
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil.
Investigação do currículo na escola da educação infantil.Investigação do currículo na escola da educação infantil.
Investigação do currículo na escola da educação infantil.
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
Investigação do currículo na escola da educação infantil. 1
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantil
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantilFundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil
 
Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação InfantilUm pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação Infantil
 
Avaliação na educação infantil novo
Avaliação na educação infantil novoAvaliação na educação infantil novo
Avaliação na educação infantil novo
 
As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...
 
Apresentação projecto educativo creche
Apresentação projecto educativo crecheApresentação projecto educativo creche
Apresentação projecto educativo creche
 

Semelhante a Oppi

Educação infantil referencias curriculares.pptx
Educação infantil referencias curriculares.pptxEducação infantil referencias curriculares.pptx
Educação infantil referencias curriculares.pptx
AbimaelsonSantos
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
karlliny martins
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
Elisa Maria Gomide
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
grupouniao
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
gracabt2011
 
29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberesTrabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
SimoneHelenDrumond
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
danizinha_blog
 
Ise tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomensoIse tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomenso
MARCOS SOUSA
 
Educaoinfantilparaqu 170620120431
Educaoinfantilparaqu 170620120431Educaoinfantilparaqu 170620120431
Educaoinfantilparaqu 170620120431
Prefeitura de Cianorte
 
Proposta do infantil ll educação infantil
Proposta do infantil ll   educação infantilProposta do infantil ll   educação infantil
Proposta do infantil ll educação infantil
Rosemary Batista
 
BNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptxBNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptx
KEILACRISTINABATISTA2
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumondInvestigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Ensino de Ciências e Educação Infantil
Ensino de Ciências e Educação InfantilEnsino de Ciências e Educação Infantil
Ensino de Ciências e Educação Infantil
Carina
 
Função social da escrita eliane poster
Função social da escrita eliane  posterFunção social da escrita eliane  poster
Função social da escrita eliane poster
Eliane Tramontin Silveira Moleta
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
SheilaKalkmann
 
educacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptxeducacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptx
FabioLeao9
 
O currículo high
O currículo highO currículo high
O currículo high
Heles Souza
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Elisa Maria Gomide
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Maria Barbosa Almeida
 

Semelhante a Oppi (20)

Educação infantil referencias curriculares.pptx
Educação infantil referencias curriculares.pptxEducação infantil referencias curriculares.pptx
Educação infantil referencias curriculares.pptx
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
 
29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação
 
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberesTrabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
 
Ise tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomensoIse tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomenso
 
Educaoinfantilparaqu 170620120431
Educaoinfantilparaqu 170620120431Educaoinfantilparaqu 170620120431
Educaoinfantilparaqu 170620120431
 
Proposta do infantil ll educação infantil
Proposta do infantil ll   educação infantilProposta do infantil ll   educação infantil
Proposta do infantil ll educação infantil
 
BNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptxBNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptx
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumondInvestigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
 
Ensino de Ciências e Educação Infantil
Ensino de Ciências e Educação InfantilEnsino de Ciências e Educação Infantil
Ensino de Ciências e Educação Infantil
 
Função social da escrita eliane poster
Função social da escrita eliane  posterFunção social da escrita eliane  poster
Função social da escrita eliane poster
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
 
educacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptxeducacaoinfantilbarbara.pptx
educacaoinfantilbarbara.pptx
 
O currículo high
O currículo highO currículo high
O currículo high
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantil
 

Mais de Aline Manfio

aula 3 - historiaegeografia2.pptx
aula 3 - historiaegeografia2.pptxaula 3 - historiaegeografia2.pptx
aula 3 - historiaegeografia2.pptx
Aline Manfio
 
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptxFUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
Aline Manfio
 
slide supervisão celestino cap4.ppt
slide supervisão celestino cap4.pptslide supervisão celestino cap4.ppt
slide supervisão celestino cap4.ppt
Aline Manfio
 
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptxaula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
Aline Manfio
 
Palestra 19
Palestra 19Palestra 19
Palestra 19
Aline Manfio
 
parametros curriculares nacionais matematica
parametros curriculares nacionais matematicaparametros curriculares nacionais matematica
parametros curriculares nacionais matematica
Aline Manfio
 

Mais de Aline Manfio (6)

aula 3 - historiaegeografia2.pptx
aula 3 - historiaegeografia2.pptxaula 3 - historiaegeografia2.pptx
aula 3 - historiaegeografia2.pptx
 
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptxFUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA.pptx
 
slide supervisão celestino cap4.ppt
slide supervisão celestino cap4.pptslide supervisão celestino cap4.ppt
slide supervisão celestino cap4.ppt
 
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptxaula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
aula 4. O CONSELHO DE CLASSE COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO.pptx
 
Palestra 19
Palestra 19Palestra 19
Palestra 19
 
parametros curriculares nacionais matematica
parametros curriculares nacionais matematicaparametros curriculares nacionais matematica
parametros curriculares nacionais matematica
 

Último

Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

Oppi

  • 1. OPPI Educação de crianças em creches 07/04/20
  • 2. HISTÓRIA E CONCEPÇÕES DO ATENDIMENTO EM CRECHES • Os estudos atuais têm mostrado que os bebês apresentam um repertório sofisticado para interagir com o outro (parceiro adulto ou criança), sendo esta interação social um fator de grande importância para o desenvolvimento e aprendizagem dos mesmos.
  • 3. Aprendizagens e aquisições que ocorrem pelas interações • Construção da subjetividade; • Identificação • Diferenciação
  • 4. • Aos dois meses de idade, o bebê já exibe diferenças de comportamentos em sua relação com objetos ou pessoas, isto é, movimentos de seu corpo, mãos e face são diferenciados em respostas aos sorrisos e vocalizações de seus cuidadores, que podem ser a mãe, o pai, a avó, mas pode ser também a educadora, se a criança frequenta uma creche.
  • 5. 3 primeiros anos de vida • Além de aprender a sentar, engatinhar, ficar de pé, andar ocorre uma das grandes aquisições que é o surgimento da fala, através da qual a criança compartilha tópicos de brincadeira e expressa suas emoções e sentimentos para o outro. Inicialmente, com vocalizações não tão inteligíveis em que a intenção comunicativa acaba ficando subentendida, aos poucos a fala emerge nas interações sociais das crianças como constituição do pensamento e possibilita um salto no que se refere às possibilidades de trocas, significações e aprendizagens no contato com os outros, adultos e crianças.
  • 6. Importância do brincar • O brincar é sem dúvida a dimensão do interagir mais frequente porque é uma atividade de alta prioridade para a criança.
  • 7. Observação do adulto • O olhar atento dos adultos para os processos interacionais que se constituem nestes brincares é fundamental para pensarmos as ações a serem desenvolvidas no cotidiano das creches.
  • 8. DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA DE 0 A 3 ANOS • falta de pesquisa, estudos e publicações que abordam diretamente a organização curricular nas creches • Como pensar esta organização? • Organizar um currículo para e com os bebês e crianças pequenas implica a articulação entre saberes de distintas ordens.
  • 9. Currículo • Pensar e propor um currículo para e com as crianças pequenas é favorecer um percurso de ingresso e pertencimento na cultura. • As práticas sociais, por dizerem respeito à vida, são ações complexas que envolvem e dinamizam o corpo todo, o pensamento e a cultura: são sensações, sentimentos, emoções, desejos, pensamentos e as linguagens.
  • 10. ORIENTAÇÕES CURRICULARES E PROPOSTAS PEDAGÓGICAS • Qual o perfil e quais as competências que os professores precisam desenvolver para melhor atender às necessidades e aos desafios colocados pelo atendimento de crianças tão pequenas em espaços coletivos?
  • 11. Os programas de formação precisam contemplar • situações para que os professores construam e visualizem o papel político da sua atuação, • tenham oportunidades para se apropriarem de conceitos e habilidades para uma atuação promotora de aprendizagem e desenvolvimento • participem de situações em que possam ser incentivados a examinarem o modo como agem e reagem nas interações que estabelecem com as crianças, famílias e coletivo de profissionais no interior das instituições educacionais.
  • 12. Objetivos educacionais • O que as pesquisas recentes em diferentes áreas do conhecimento têm apontado é que a criança é um ser ativo que, desde o nascimento, interage com parceiros diversos que a ajudam a significar o mundo e a si mesma, a realizar um número crescente de diferentes aprendizagens e a constituir-se como um ser histórico singular.
  • 13. CURRÍCULO ESCOLAR • O professor busca familiarizar a criança com práticas culturais e com significações historicamente elaboradas para orientar o agir das pessoas e para compreender as situações e os elementos do mundo.
  • 14. Formação inicial deve fornecer competências para: • organizar condições de acolhimento, cuidado e aprendizagem das crianças; • interagir com as crianças de modo a mediar-lhes sua aprendizagem e desenvolvimento; • pesquisar recursos e materiais adequados à educação e ao cuidado das crianças; • interagir com as famílias, reconhecendo-as como parceiras no processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças; • refletir sobre sua prática docente