SlideShare uma empresa Scribd logo
Química
FUNÇÕES ORGÂNICAS
QUÍMICA
#PROFESSOR
BARRAL
barralquimica@hotmail.com
ÁLCOOIS
São compostos orgânicos que contêm 1 ou +
grupos OXIDRILA ou HIDROXILA (–OH) ligados
diretamente a átomos de carbono saturados.
R – OH
CH3 – OH CH3 – CH2 – OH
CH3–CH–CH2-CH3
|
OH
metanol etanol
2-butanol ou butan-2-ol
1-butanol ou butan-1-ol
PREFIXO + INFIXO + OL
Nomenclatura
Representação
OH
CH3- OH
Líquido incolor, muito tóxico, usado
como combustível de jatos, como
solvente, aditivo de gasolina.
Álcool metílico (METANOL)
CH3- CH2-OH
Utilizado na fabricação de bebidas
alcoólicas, como combustível , na
limpeza, na indústria farmacêutica e
de perfumaria.
Álcool Etílico (ETANOL)
Aplicações dos Alcoóis (R-OH)
CH3– OH
CH2–CH2
| |
OH OH
CH2–CH–CH2
| | |
OH OH OH
monoálcool
diálcool
triálcool
1,2 - etanodiol
1,2,3 – propanotriol
(glicerina)
Classificação do Alcoóis
Álcool Primário
Álcool Secundário
Álcool Terciário
metanol
2-metil-propan-2-ol
propan-2-ol
CH3– OH
metanol
Posição da hidroxilaN° de hidroxilas
CH2
OH
CH2CH3
EXERCÍCIO
b)
e)
d)
f)
g)
h)
OH
H – COH ou
CH3–CHO
ALDEÍDOS
São compostos orgânicos que possuem o grupo
funcional (–COH), que é denominado ALDOXILA ou
FORMILA.
PREFIXO + INFIXO + AL
Nomenclatura
R – COH ou R – CHO ou
R – C
H
O
H – C
H
O
Exemplos
METANAL (Formol)
ETANAL CH2H3C CH C
H
O
CH2
CH3
4-METIL-PENTANAL
Representação
CHO
PENTANAL
O metanal (formaldeído): é utilizado
como desinfectante, como
líquido de conservação de cadáveres e
peças anatómicas ou como matéria-prima
no fabrico de plásticos.
O etanal (acetaldeído): automóveis a
álcool emitem um pouco de etanal, sendo
este o responsável pelo cheiro enjoativo
que sentimos logo que damos a partida
no carro.
Aplicações dos Aldeídos
Exercício
1.
2.
c)
d) CH – C
O
H
CH3–CH2–
CH3
CETONAS
São compostos orgânicos que possuem o grupo
funcional (–CO), onde as 2 valências estão obrigatoriamente
ligadas a átomos de C. O grupo funcional é denominado
CARBONILA.
R R
O
C
R RCO
O
ArAr C
PREFIXO + INFIXO + ONA
NomenclaturaRepresentação
CH3 C CH3
O
CH2 C CH3
O
CHCH3
CH3Propan-2-ona
(Propanona)
(ACETONA)
4-metil-pentan-2-ona
Exemplos
O
2-pentanona ou
pentan-2-ona
Exercício
1.
d)
O
Propanona (acetona)
grupo carbonila
CH3
C
O
CH3
Aplicações das Cetonas (R-CO-R’)
A PRINCIPAL CETONA: PROPANONA
•Um tipo de cetona, muito usado como solvente
pelas mulheres para tirar o esmalte das unhas, é
a acetona.
•Liquido a temperatura ambiente, apresenta odor
agradável, e é solúvel em água.
•Na indústria de alimentos, sua aplicação ocorre
na extração de óleos e gorduras de sementes,
como soja, amendoim e girassol.
ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
São compostos orgânicos com 1 ou + grupos
funcionais (–COOH). Esse grupo é denominado
CARBOXILA (carbonila –CO + hidroxila –OH).
R COOH R C
OH
O
R - CO2H
Ácido+ PREFIXO + INFIXO + ÓICO
nomenclatura
Representação
H C OH
O
CH3 C OH
O
Ácido Metanóico
(ácido fórmico)
Ác. Etanóico
(ácido acético)
Exemplos de Ácido Carboxílicos
• Liquido incolor de cheiro irritante e bastante corrosivo.
• Algumas formigas contem grandes quantidades de ácido, que quando injetado
através da mordida, produz uma reação alérgica no tecido humano.
• Fixador de pigmentos e corantes em tecidos.
• O vinagre é uma solução aquosa de ácido etanoico.
• O sabor azedo é como sabemos, uma característica das substâncias ácidas.
•Principal componente do vinho.
•Matéria-prima para a produção de polímeros e essências artificiais.
Exemplos de Ác. Carboxílicos - (R-COOH)
OH
O
Ácido 3-metil-hexenóico
(suor)
Exercício
1.
OH
O
c)
ÉSTERES
R – COO – R1 ou
São compostos orgânicos formados pela troca do H
presente na CARBOXILA dos ác. carboxílicos por um grupo
alquila (R) ou arila (AR).
PREFIXO + INFIXO + ATO DE + RADICAL
Representação
C
O
O
R–
R1
C
O
O
H3C –
CH3
Etanoato de metila Metanoato de metila
Exemplos
Nomenclatura
Aplicações dos ÉSTERES
• São substâncias orgânicas largamente empregadas
como flavorizantes em balas e doces.
• FLAVORIZANTES: são substâncias que apresentam sabor
e aroma característicos, geralmente agradáveis.
• Aplicações: produtos alimentícios, como balas, gomas de
mascar, sorvetes, bombons, gelatinas, iogurtes, bolos etc.
• Sabor é percebido pelas papilas
gustativas existentes na língua, que
na verdade só conseguem registrar 4
sabores diferentes: azedo, doce,
salgado e amargo.
• Aroma é percebido por células
especiais, existentes em nossas
narinas, que podem identificar
uma variedade enorme de odores.
Exercício
C
O
O
H2C –
CH2 CH3
H3C –
1. Dê os nomes dos seguintes ésteres
Propanoato de etila
O
CH3 C O CH2 CH3
H3C
CH
C
O
CH2
CH3
CH3O
Etanoato de etila
(maça)
Etanoato de isobutila
O
O
Butanoato de butila
(abacaxi)
a)
b)
c)
d)
ÉTERES
R – O – R1
São compostos orgânicos em que o oxigênio (O) está
diretamente ligado a 2 cadeias carbônicas - 2 grupos
alquilas (R) ou arila (AR).
GRUPO MENOR (prefixo) + ÓXI + GRUPO MAIOR (HC)
Representação
Exemplos
Nomenclatura
CH3 – O – CH2 – CH3
CH3 – CH2 – O – CH2 – CH3
Metóxi – etano
(éter–metil–etílico)
etóxi – etano
(éter dietílico)
éter – metil - etílico
Aplicações dos ÉTERES
Éter comum (CH3CH2OCH2CH3)
• Características: vendido em farmácias. É muito usado
como solvente apolar, tanto em laboratório como nas
indústrias químicas.
• Aplicações: são empregados na extração de óleos,
gorduras, essências, perfumes etc. de suas fontes
vegetais ou animais.
Um grande perigo no uso do éter comum é sua alta
inflamabilidade.
Os éteres são compostos incolores, de cheiro agradável e pouco solúveis em água.
O éter dietílico (etoxietano) foi o primeiro composto a ser utilizado como
analgésico.
Exercício
a) CH3 – O – CH3
b) CH3 – CH2 – O – CH2 – CH2 – CH3
1. Dê os nomes dos seguintes éteres
Metóxi - metano
etóxi - propano
O
c) etóxi - pentano
FENÓIS
São compostos orgânicos com 1 ou + hidroxilas (OH)
ligadas diretamente ao C do anel aromático (AR - OH).
HIDROXI (PREFIXO) + RADICAL+ BENZENO
Representação
Exemplos
Nomenclatura
OH
PRINCIPAL CARACATERISTICA DO FENOL
• Propriedades antibacterianas e fungicidas.
• Foi o 1°antisséptico comercializado.
Hidroxi-benzeno (fenol)
fenol comum/ácido fênico
Exercício1. Dê os nomes dos seguintes fenóis
a)
b)
c)
Aplicações dos FENÓIS
Fenol comum – Ar-OH
• Características: é um sólido incolor,
cristalino, de fusão fácil (PF = 41,2 °C),
pouco solúvel em água e corrosivo para a
pele.
• Aplicações: usados como anti-
sépticos hospitalares.
• Um desinfetante barato, muito usado
em agropecuária, é a CREOLINA, que é
uma solução aquosa, alcalina, da mistura
dos cresóis.
O nitrogênio (N) é um elemento fundamental para a vida na Terra.
(N) desempenham funções biológicas
muito importantes, pois aparecem em
AA, proteínas, hormônios, enzimas etc.
Na indústria, o (N) é utilizado para fabricar diversos produtos sintéticos,
como medicamentos, explosivos, plásticos etc.
AMINAS
São compostos teoricamente derivados do NH3, pela
substituição de 1, 2 ou 3 H por grupos alquila (R) ou arila
(AR)
PREFIXO + INFIXO + AMINA
Representação Nomenclatura
H
H
HN
N
R
RR
R
R
R NH2
NH
AMINA
AMINA
AMINA
PRIMÁRIA
SECUNDÁRIA
TERCIÁRIA
R = Grupo orgânico
N
H
H H
Amônia
composto inorgânico)
RR
H
N
Amina primária
Amina secundária
N
R
R R
N
H
R H
Amina terciária
NH3
NH2
H2C CH3CH2
CH CH3H2C
NH2
CH2 CHH2C
NH2
CH3
CH3
Exemplos
1-Propanamina
2-Propanamina
3-metil-1-butanamina
Nomenclatura Usual
OH
O
Metilamina
N
H
CH3 H CH3CH3
H
N
Dimetilamina
CH3CH3
CH3
N
Trimetilamina
CH2CH3
H
N
Metil-etilamina
CH3 CH3
Metil-etil-propilamina
N
CH2
CH3 CH2
CH3
CH2
CH3-NH2 CH3NHCH3 CH3N(CH3)CH3
NH2
Fenilamina
(anilina)
Trimetilamina
(odor de peixe podre)
dimetilaminametilamina
Aplicações das AMINAS
Amina está presente nos AMINOÁCIDOS, que são os
formadores das proteínas, componentes fundamentais dos
seres vivos:
OS ALCALÓIDES
• São aminas cíclicas que apresentam
anéis heterocíclicos contendo N.
• São básicos ou alcalinos.
• São substâncias naturais de origem
vegetal ou animal.
• Nas plantas, têm a função de defesa
contra insetos e animais predadores.
• Em nosso organismo, alguns podem
causar dependência química.
Exemplos de alcalóides
A nicotina, cafeína,
morfina, coniina e
cocaína.
A NICOTINA: produzida na queima
do CIGARRO, é a substância que
causa o vício de fumar. É um
estimulante do sistema nervoso
central, provocando aumento da PA
e da frequência dos batimentos
cardíacos.
A CAFEÍNA: existente no
CAFÉ, no chá preto e em
outras bebidas, também é
estimulante do SNC.
A MORFINA: extraída da flor da
papoula, é usada há séculos como
medicamento, tanto para induzir o
sono como para aliviar dores
intensas, como a dos pacientes com
câncer em estágio terminal.
A CONIINA: é um dos componentes da
planta venenosa chamada cicuta. O filósofo
grego Sócrates, condenado à morte por
suas ideias, foi obrigado a ingerir um chá
feito com cicuta.
A COCAÍNA: é extraída da folha da coca —
vegetal cultivado principalmente na
Colômbia, no Peru e na Bolívia. Os nativos
dos altiplanos dos Andes mastigam folhas
de coca para combater a fome e o cansaço.
No início do século XX, a cocaína foi usada
como medicamento e até na composição de
algumas bebidas. INFELIZMENTE, tornou-se
uma das MAIORES TRAGÉDIAS DO MUNDO
ATUAL. Seu consumo tem levado muitos
jovens à degradação total e até à morte,
além de sustentar um comércio ilegal que
movimenta bilhões de dólares por ano.
Exemplos de moleculas de caloides
Exercício
AMIDAS
são compostos derivados teoricamente do NH3 pela
substituição de 1, 2 ou H por grupos acila. O grupo funcional
de uma amida primária é CONH2. Carboamida.
Representação amida primária
Exemplos
Nomenclatura
R – CONH2 ou
PREFIXO + INFIXO + AMINA
HCO-NH2 H3C - CH2 - CO - NH2
etanamida propanamida etanamida
Aplicações das AMIDAS
A amida mais importante no cotidiano é a URÉIA, que é uma diamida.
A URÉIA é um sólido branco,
cristalino, solúvel em água e
constitui um dos produtos
finais do metabolismo dos
animais, sendo eliminada pela
URINA.
A URÉIA é largamente usada como adubo, na
alimentação do gado, como estabilizador de
explosivos e na produção de resinas e medicamentos
(sedativos, hipnóticos etc.).
Exercício
NITROCOMPOSTO
São compostos derivados dos hidrocarbonetos pela
troca de um ou mais H pelo grupo NO2.
NITRO + PREFIXO
Representação
Exemplos
Nomenclatura
R NO2R N
O
O
H2C CH2 CH3
NO2
H3C CH CH3
NO2
O TNT é um explosivo muito potente que pertence à
classe dos nitrocompostos.
2,4,6-trinitrotolueno2-nitropropano1-nitropropano
OUTRAS FUNÇÕES NITROGENADAS
OUTRAS FUNÇÕES NITROGENADAS
Resumo das FON
n - Propil ou PropilH3C-CH2-CH2-
CH3-CH-CH3 Isopropil ou s-propil
Terc-butil ou t-butil
Iso-butil
Neo-pentil
CH3
H3C - C - CH3
H3C-CH- CH2-
CH3
H3C-C-CH2
CH3
CH3
Costuma-se usar prefixos nos nomes desses
substituintes para apresentar melhor a sua estrutura.
Os principais estão listados a seguir:
Iso: esse prefixo é
utilizado quando a
valência livre está
localizada no carbono
primário de uma
cadeia ramificada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
Polo UAB de Alagoinhas
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Karol Maia
 
PH e pOH
  PH  e pOH  PH  e pOH
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
João Paulo Luna
 
ppt Química orgânica
ppt Química orgânicappt Química orgânica
ppt Química orgânica
Joyce Fagundes
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
José Nunes da Silva Jr.
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
fisicaatual
 
Quimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEsQuimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEs
Thiago
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
Kamila Passos
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Adrianne Mendonça
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
paramore146
 
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Adrianne Mendonça
 
ALCOOL
ALCOOLALCOOL
ALCOOL
Kaires Braga
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
Rebeca Vale
 
Funções oxigenadas
Funções oxigenadasFunções oxigenadas
Funções oxigenadas
paramore146
 
Funcoes organicas
Funcoes organicasFuncoes organicas
Funcoes organicas
Adrianne Mendonça
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
Josenildo Vasconcelos
 
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completoEquilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
Rosbergue Lúcio
 

Mais procurados (20)

Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
PH e pOH
  PH  e pOH  PH  e pOH
PH e pOH
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
ppt Química orgânica
ppt Química orgânicappt Química orgânica
ppt Química orgânica
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Quimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEsQuimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEs
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
ALCOOL
ALCOOLALCOOL
ALCOOL
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Funções oxigenadas
Funções oxigenadasFunções oxigenadas
Funções oxigenadas
 
Funcoes organicas
Funcoes organicasFuncoes organicas
Funcoes organicas
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completoEquilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
 

Destaque

Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Paulo Filho
 
Química Orgância - Funções Orgânicas - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Química Orgância - Funções Orgânicas -  www.CentroApoio.com - Vídeo AulasQuímica Orgância - Funções Orgânicas -  www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Química Orgância - Funções Orgânicas - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
Funcoes organicas revisão 2012
Funcoes organicas   revisão 2012Funcoes organicas   revisão 2012
Funcoes organicas revisão 2012
José Marcelo Cangemi
 
Introdução a química orgânica
Introdução a química orgânicaIntrodução a química orgânica
Introdução a química orgânica
André Garrido
 
Trabalho de química, amidas
Trabalho de química, amidasTrabalho de química, amidas
Trabalho de química, amidas
leafac
 
Introdução à química orgânica
Introdução à química orgânicaIntrodução à química orgânica
Introdução à química orgânica
Maria Naves Ribeiro Lopes
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
Ricardo Stefani
 
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANOREVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
Silvaprado
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
Dallyla Sohara
 
Uma dose de história
Uma dose de históriaUma dose de história
Uma dose de história
Gabriela Haack
 
O lado b da cafeina
O lado b da cafeinaO lado b da cafeina
O lado b da cafeina
belavideira
 
Morfina.
Morfina.Morfina.
Morfina.
profmarildapb
 
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
Jean Paulo Mendes Alves
 
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - FotossínteseAula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
Fernando Mori Miyazawa
 
Éster
ÉsterÉster
Cafeina
CafeinaCafeina
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Carlos Priante
 
Bioquimica 1 SubstâNcias InorgâNicas
Bioquimica 1   SubstâNcias InorgâNicasBioquimica 1   SubstâNcias InorgâNicas
Bioquimica 1 SubstâNcias InorgâNicas
guest67130e
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Mateus Serejo
 
Guerra Do óPio Por Cadorim
Guerra Do óPio   Por CadorimGuerra Do óPio   Por Cadorim
Guerra Do óPio Por Cadorim
Gui Cadorim
 

Destaque (20)

Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Química Orgância - Funções Orgânicas - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Química Orgância - Funções Orgânicas -  www.CentroApoio.com - Vídeo AulasQuímica Orgância - Funções Orgânicas -  www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Química Orgância - Funções Orgânicas - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
 
Funcoes organicas revisão 2012
Funcoes organicas   revisão 2012Funcoes organicas   revisão 2012
Funcoes organicas revisão 2012
 
Introdução a química orgânica
Introdução a química orgânicaIntrodução a química orgânica
Introdução a química orgânica
 
Trabalho de química, amidas
Trabalho de química, amidasTrabalho de química, amidas
Trabalho de química, amidas
 
Introdução à química orgânica
Introdução à química orgânicaIntrodução à química orgânica
Introdução à química orgânica
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
 
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANOREVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Uma dose de história
Uma dose de históriaUma dose de história
Uma dose de história
 
O lado b da cafeina
O lado b da cafeinaO lado b da cafeina
O lado b da cafeina
 
Morfina.
Morfina.Morfina.
Morfina.
 
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
Química Prática Aula 14_Diferenças entre Compostos Orgânicos e Inorgânicos
 
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - FotossínteseAula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
Aula 10 - Metabolismo energético 2 - Fotossíntese
 
Éster
ÉsterÉster
Éster
 
Cafeina
CafeinaCafeina
Cafeina
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Bioquimica 1 SubstâNcias InorgâNicas
Bioquimica 1   SubstâNcias InorgâNicasBioquimica 1   SubstâNcias InorgâNicas
Bioquimica 1 SubstâNcias InorgâNicas
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Guerra Do óPio Por Cadorim
Guerra Do óPio   Por CadorimGuerra Do óPio   Por Cadorim
Guerra Do óPio Por Cadorim
 

Semelhante a Funções orgânicas slide

Cópia de fun es_org_nicas
Cópia de fun  es_org_nicasCópia de fun  es_org_nicas
Cópia de fun es_org_nicas
cejlrodrigues
 
Cópia de fun es_org_nicas
Cópia de fun  es_org_nicasCópia de fun  es_org_nicas
Cópia de fun es_org_nicas
cejlrodrigues
 
Alimentos e funções orgânicas
Alimentos e funções orgânicasAlimentos e funções orgânicas
Alimentos e funções orgânicas
Glaucia Perez
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
psfescola
 
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptxAvaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
RAFAELACAVALCANTILIR
 
Cetonas e acidos carboxilicos
Cetonas e acidos carboxilicosCetonas e acidos carboxilicos
Cetonas e acidos carboxilicos
Luana Bastos
 
Funcoes organicas 2012 coc
Funcoes organicas   2012 cocFuncoes organicas   2012 coc
Funcoes organicas 2012 coc
José Marcelo Cangemi
 
Janice pós
Janice pósJanice pós
Janice pós
Janicenf
 
Quimica do mal
Quimica do malQuimica do mal
Quimica do mal
Renan Vinicius
 
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
Lara Lídia
 
Compostos carbono
Compostos carbonoCompostos carbono
Compostos carbono
cbarroso
 
FUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
FUNÇÕES ORGÂNICAS.pptFUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
FUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
PelotaMECXII
 
Fun org
Fun orgFun org
Exemplos de compostos orgânicos
Exemplos de compostos orgânicosExemplos de compostos orgânicos
Exemplos de compostos orgânicos
Escola Pública/Particular
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Carlos Alberto
 
Revisão biomédicas - enem 2009
Revisão biomédicas - enem 2009Revisão biomédicas - enem 2009
Revisão biomédicas - enem 2009
Vestibular Seriado
 
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º anoAula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
Ministry of Education
 
Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
 Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos. Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
Raiane Assunção
 
Funçao alcool
Funçao alcoolFunçao alcool
Funçao alcool
Sonia alves silva sales
 
Acidos carboxilicos e esteres
Acidos carboxilicos e esteresAcidos carboxilicos e esteres
Acidos carboxilicos e esteres
Kamila Brito
 

Semelhante a Funções orgânicas slide (20)

Cópia de fun es_org_nicas
Cópia de fun  es_org_nicasCópia de fun  es_org_nicas
Cópia de fun es_org_nicas
 
Cópia de fun es_org_nicas
Cópia de fun  es_org_nicasCópia de fun  es_org_nicas
Cópia de fun es_org_nicas
 
Alimentos e funções orgânicas
Alimentos e funções orgânicasAlimentos e funções orgânicas
Alimentos e funções orgânicas
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptxAvaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
 
Cetonas e acidos carboxilicos
Cetonas e acidos carboxilicosCetonas e acidos carboxilicos
Cetonas e acidos carboxilicos
 
Funcoes organicas 2012 coc
Funcoes organicas   2012 cocFuncoes organicas   2012 coc
Funcoes organicas 2012 coc
 
Janice pós
Janice pósJanice pós
Janice pós
 
Quimica do mal
Quimica do malQuimica do mal
Quimica do mal
 
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
A presença dos compostos orgânicos em nossa vida.
 
Compostos carbono
Compostos carbonoCompostos carbono
Compostos carbono
 
FUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
FUNÇÕES ORGÂNICAS.pptFUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
FUNÇÕES ORGÂNICAS.ppt
 
Fun org
Fun orgFun org
Fun org
 
Exemplos de compostos orgânicos
Exemplos de compostos orgânicosExemplos de compostos orgânicos
Exemplos de compostos orgânicos
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Revisão biomédicas - enem 2009
Revisão biomédicas - enem 2009Revisão biomédicas - enem 2009
Revisão biomédicas - enem 2009
 
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º anoAula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
Aula "Introdução à Química Orgânica" para o 9.º ano
 
Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
 Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos. Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
Quimica-orgânica- Aula 2- Nomenclatura dos compostos orgânicos.
 
Funçao alcool
Funçao alcoolFunçao alcool
Funçao alcool
 
Acidos carboxilicos e esteres
Acidos carboxilicos e esteresAcidos carboxilicos e esteres
Acidos carboxilicos e esteres
 

Último

Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

Funções orgânicas slide

  • 2. ÁLCOOIS São compostos orgânicos que contêm 1 ou + grupos OXIDRILA ou HIDROXILA (–OH) ligados diretamente a átomos de carbono saturados. R – OH CH3 – OH CH3 – CH2 – OH CH3–CH–CH2-CH3 | OH metanol etanol 2-butanol ou butan-2-ol 1-butanol ou butan-1-ol PREFIXO + INFIXO + OL Nomenclatura Representação OH
  • 3. CH3- OH Líquido incolor, muito tóxico, usado como combustível de jatos, como solvente, aditivo de gasolina. Álcool metílico (METANOL) CH3- CH2-OH Utilizado na fabricação de bebidas alcoólicas, como combustível , na limpeza, na indústria farmacêutica e de perfumaria. Álcool Etílico (ETANOL) Aplicações dos Alcoóis (R-OH)
  • 4. CH3– OH CH2–CH2 | | OH OH CH2–CH–CH2 | | | OH OH OH monoálcool diálcool triálcool 1,2 - etanodiol 1,2,3 – propanotriol (glicerina) Classificação do Alcoóis Álcool Primário Álcool Secundário Álcool Terciário metanol 2-metil-propan-2-ol propan-2-ol CH3– OH metanol Posição da hidroxilaN° de hidroxilas
  • 6. H – COH ou CH3–CHO ALDEÍDOS São compostos orgânicos que possuem o grupo funcional (–COH), que é denominado ALDOXILA ou FORMILA. PREFIXO + INFIXO + AL Nomenclatura R – COH ou R – CHO ou R – C H O H – C H O Exemplos METANAL (Formol) ETANAL CH2H3C CH C H O CH2 CH3 4-METIL-PENTANAL Representação CHO PENTANAL
  • 7. O metanal (formaldeído): é utilizado como desinfectante, como líquido de conservação de cadáveres e peças anatómicas ou como matéria-prima no fabrico de plásticos. O etanal (acetaldeído): automóveis a álcool emitem um pouco de etanal, sendo este o responsável pelo cheiro enjoativo que sentimos logo que damos a partida no carro. Aplicações dos Aldeídos
  • 8. Exercício 1. 2. c) d) CH – C O H CH3–CH2– CH3
  • 9. CETONAS São compostos orgânicos que possuem o grupo funcional (–CO), onde as 2 valências estão obrigatoriamente ligadas a átomos de C. O grupo funcional é denominado CARBONILA. R R O C R RCO O ArAr C PREFIXO + INFIXO + ONA NomenclaturaRepresentação CH3 C CH3 O CH2 C CH3 O CHCH3 CH3Propan-2-ona (Propanona) (ACETONA) 4-metil-pentan-2-ona Exemplos O 2-pentanona ou pentan-2-ona
  • 11. Propanona (acetona) grupo carbonila CH3 C O CH3 Aplicações das Cetonas (R-CO-R’) A PRINCIPAL CETONA: PROPANONA •Um tipo de cetona, muito usado como solvente pelas mulheres para tirar o esmalte das unhas, é a acetona. •Liquido a temperatura ambiente, apresenta odor agradável, e é solúvel em água. •Na indústria de alimentos, sua aplicação ocorre na extração de óleos e gorduras de sementes, como soja, amendoim e girassol.
  • 12. ÁCIDOS CARBOXÍLICOS São compostos orgânicos com 1 ou + grupos funcionais (–COOH). Esse grupo é denominado CARBOXILA (carbonila –CO + hidroxila –OH). R COOH R C OH O R - CO2H Ácido+ PREFIXO + INFIXO + ÓICO nomenclatura Representação
  • 13. H C OH O CH3 C OH O Ácido Metanóico (ácido fórmico) Ác. Etanóico (ácido acético) Exemplos de Ácido Carboxílicos • Liquido incolor de cheiro irritante e bastante corrosivo. • Algumas formigas contem grandes quantidades de ácido, que quando injetado através da mordida, produz uma reação alérgica no tecido humano. • Fixador de pigmentos e corantes em tecidos. • O vinagre é uma solução aquosa de ácido etanoico. • O sabor azedo é como sabemos, uma característica das substâncias ácidas. •Principal componente do vinho. •Matéria-prima para a produção de polímeros e essências artificiais.
  • 14. Exemplos de Ác. Carboxílicos - (R-COOH) OH O Ácido 3-metil-hexenóico (suor)
  • 16. ÉSTERES R – COO – R1 ou São compostos orgânicos formados pela troca do H presente na CARBOXILA dos ác. carboxílicos por um grupo alquila (R) ou arila (AR). PREFIXO + INFIXO + ATO DE + RADICAL Representação C O O R– R1 C O O H3C – CH3 Etanoato de metila Metanoato de metila Exemplos Nomenclatura
  • 17. Aplicações dos ÉSTERES • São substâncias orgânicas largamente empregadas como flavorizantes em balas e doces. • FLAVORIZANTES: são substâncias que apresentam sabor e aroma característicos, geralmente agradáveis. • Aplicações: produtos alimentícios, como balas, gomas de mascar, sorvetes, bombons, gelatinas, iogurtes, bolos etc. • Sabor é percebido pelas papilas gustativas existentes na língua, que na verdade só conseguem registrar 4 sabores diferentes: azedo, doce, salgado e amargo. • Aroma é percebido por células especiais, existentes em nossas narinas, que podem identificar uma variedade enorme de odores.
  • 18. Exercício C O O H2C – CH2 CH3 H3C – 1. Dê os nomes dos seguintes ésteres Propanoato de etila O CH3 C O CH2 CH3 H3C CH C O CH2 CH3 CH3O Etanoato de etila (maça) Etanoato de isobutila O O Butanoato de butila (abacaxi) a) b) c) d)
  • 19. ÉTERES R – O – R1 São compostos orgânicos em que o oxigênio (O) está diretamente ligado a 2 cadeias carbônicas - 2 grupos alquilas (R) ou arila (AR). GRUPO MENOR (prefixo) + ÓXI + GRUPO MAIOR (HC) Representação Exemplos Nomenclatura CH3 – O – CH2 – CH3 CH3 – CH2 – O – CH2 – CH3 Metóxi – etano (éter–metil–etílico) etóxi – etano (éter dietílico) éter – metil - etílico
  • 20. Aplicações dos ÉTERES Éter comum (CH3CH2OCH2CH3) • Características: vendido em farmácias. É muito usado como solvente apolar, tanto em laboratório como nas indústrias químicas. • Aplicações: são empregados na extração de óleos, gorduras, essências, perfumes etc. de suas fontes vegetais ou animais. Um grande perigo no uso do éter comum é sua alta inflamabilidade. Os éteres são compostos incolores, de cheiro agradável e pouco solúveis em água. O éter dietílico (etoxietano) foi o primeiro composto a ser utilizado como analgésico.
  • 21. Exercício a) CH3 – O – CH3 b) CH3 – CH2 – O – CH2 – CH2 – CH3 1. Dê os nomes dos seguintes éteres Metóxi - metano etóxi - propano O c) etóxi - pentano
  • 22. FENÓIS São compostos orgânicos com 1 ou + hidroxilas (OH) ligadas diretamente ao C do anel aromático (AR - OH). HIDROXI (PREFIXO) + RADICAL+ BENZENO Representação Exemplos Nomenclatura OH PRINCIPAL CARACATERISTICA DO FENOL • Propriedades antibacterianas e fungicidas. • Foi o 1°antisséptico comercializado. Hidroxi-benzeno (fenol) fenol comum/ácido fênico
  • 23. Exercício1. Dê os nomes dos seguintes fenóis a) b) c)
  • 24. Aplicações dos FENÓIS Fenol comum – Ar-OH • Características: é um sólido incolor, cristalino, de fusão fácil (PF = 41,2 °C), pouco solúvel em água e corrosivo para a pele. • Aplicações: usados como anti- sépticos hospitalares. • Um desinfetante barato, muito usado em agropecuária, é a CREOLINA, que é uma solução aquosa, alcalina, da mistura dos cresóis.
  • 25.
  • 26. O nitrogênio (N) é um elemento fundamental para a vida na Terra. (N) desempenham funções biológicas muito importantes, pois aparecem em AA, proteínas, hormônios, enzimas etc. Na indústria, o (N) é utilizado para fabricar diversos produtos sintéticos, como medicamentos, explosivos, plásticos etc.
  • 27. AMINAS São compostos teoricamente derivados do NH3, pela substituição de 1, 2 ou 3 H por grupos alquila (R) ou arila (AR) PREFIXO + INFIXO + AMINA Representação Nomenclatura H H HN N R RR R R R NH2 NH AMINA AMINA AMINA PRIMÁRIA SECUNDÁRIA TERCIÁRIA R = Grupo orgânico N H H H Amônia composto inorgânico) RR H N Amina primária Amina secundária N R R R N H R H Amina terciária NH3 NH2 H2C CH3CH2 CH CH3H2C NH2 CH2 CHH2C NH2 CH3 CH3 Exemplos 1-Propanamina 2-Propanamina 3-metil-1-butanamina
  • 28. Nomenclatura Usual OH O Metilamina N H CH3 H CH3CH3 H N Dimetilamina CH3CH3 CH3 N Trimetilamina CH2CH3 H N Metil-etilamina CH3 CH3 Metil-etil-propilamina N CH2 CH3 CH2 CH3 CH2 CH3-NH2 CH3NHCH3 CH3N(CH3)CH3 NH2 Fenilamina (anilina) Trimetilamina (odor de peixe podre) dimetilaminametilamina
  • 29. Aplicações das AMINAS Amina está presente nos AMINOÁCIDOS, que são os formadores das proteínas, componentes fundamentais dos seres vivos: OS ALCALÓIDES • São aminas cíclicas que apresentam anéis heterocíclicos contendo N. • São básicos ou alcalinos. • São substâncias naturais de origem vegetal ou animal. • Nas plantas, têm a função de defesa contra insetos e animais predadores. • Em nosso organismo, alguns podem causar dependência química. Exemplos de alcalóides A nicotina, cafeína, morfina, coniina e cocaína. A NICOTINA: produzida na queima do CIGARRO, é a substância que causa o vício de fumar. É um estimulante do sistema nervoso central, provocando aumento da PA e da frequência dos batimentos cardíacos. A CAFEÍNA: existente no CAFÉ, no chá preto e em outras bebidas, também é estimulante do SNC. A MORFINA: extraída da flor da papoula, é usada há séculos como medicamento, tanto para induzir o sono como para aliviar dores intensas, como a dos pacientes com câncer em estágio terminal. A CONIINA: é um dos componentes da planta venenosa chamada cicuta. O filósofo grego Sócrates, condenado à morte por suas ideias, foi obrigado a ingerir um chá feito com cicuta. A COCAÍNA: é extraída da folha da coca — vegetal cultivado principalmente na Colômbia, no Peru e na Bolívia. Os nativos dos altiplanos dos Andes mastigam folhas de coca para combater a fome e o cansaço. No início do século XX, a cocaína foi usada como medicamento e até na composição de algumas bebidas. INFELIZMENTE, tornou-se uma das MAIORES TRAGÉDIAS DO MUNDO ATUAL. Seu consumo tem levado muitos jovens à degradação total e até à morte, além de sustentar um comércio ilegal que movimenta bilhões de dólares por ano.
  • 30. Exemplos de moleculas de caloides
  • 32. AMIDAS são compostos derivados teoricamente do NH3 pela substituição de 1, 2 ou H por grupos acila. O grupo funcional de uma amida primária é CONH2. Carboamida. Representação amida primária Exemplos Nomenclatura R – CONH2 ou PREFIXO + INFIXO + AMINA HCO-NH2 H3C - CH2 - CO - NH2 etanamida propanamida etanamida
  • 33. Aplicações das AMIDAS A amida mais importante no cotidiano é a URÉIA, que é uma diamida. A URÉIA é um sólido branco, cristalino, solúvel em água e constitui um dos produtos finais do metabolismo dos animais, sendo eliminada pela URINA. A URÉIA é largamente usada como adubo, na alimentação do gado, como estabilizador de explosivos e na produção de resinas e medicamentos (sedativos, hipnóticos etc.).
  • 35. NITROCOMPOSTO São compostos derivados dos hidrocarbonetos pela troca de um ou mais H pelo grupo NO2. NITRO + PREFIXO Representação Exemplos Nomenclatura R NO2R N O O H2C CH2 CH3 NO2 H3C CH CH3 NO2 O TNT é um explosivo muito potente que pertence à classe dos nitrocompostos. 2,4,6-trinitrotolueno2-nitropropano1-nitropropano
  • 39. n - Propil ou PropilH3C-CH2-CH2- CH3-CH-CH3 Isopropil ou s-propil Terc-butil ou t-butil Iso-butil Neo-pentil CH3 H3C - C - CH3 H3C-CH- CH2- CH3 H3C-C-CH2 CH3 CH3
  • 40. Costuma-se usar prefixos nos nomes desses substituintes para apresentar melhor a sua estrutura. Os principais estão listados a seguir: Iso: esse prefixo é utilizado quando a valência livre está localizada no carbono primário de uma cadeia ramificada