SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
equilíbrio químico deslocamento do equilíbrio pauliño
princípio de Le Chatelier diante de um distúrbio externo, o sistema químico irá responder quimicamente para minimizá-lo. Significa acelerar um dos 2 sentidos até que um novo equilíbrio seja atingido. pauliño
metáforas pauliño
efeito da temperatura T T desloca ou favorece o sentido desloca ou favorece o sentido endo exo EX N 2 O 4 (g)  2 NO 2 (g)  H = + 57 KJ endo exo incolor castanho-escuro   pauliño
efeito da temperatura pauliño
efeito da pressão ,[object Object],[object Object],[object Object],P P desloca ou favorece o sentido de  desloca ou favorece o sentido de V V pauliño
EX N 2 O 4 (g)  2 NO 2 (g) 2 V 1 V efeito da pressão incolor castanho-escuro   pauliño
efeito das concentrações ,[object Object],[object Object],[R] desloca ou favorece o sentido desloca ou favorece o sentido direta inversa [P] [R] [P] pauliño
efeito das concentrações H 2(g)  + I 2(g)   2 HI (g)   V 1 V 2 V 1  = k 1  [H 2 ] . [I 2 ] V 2  = k 2  [HI] 2 K c  = [HI] 2  / [H 2 ] . [I 2 ] pauliño
efeito das concentrações A diluição ou concentração das soluções pode deslocar o equilíbrio (ITA-1998)Qual das opções a seguir contém a afirmação CORRETA a respeito de uma reação química representada pela equação: 1A(aq) + 2B(aq) = 1C(aq); K c (25°C) = 1,0;  ∆ H(25°C) > ZERO a) O valor de K c  independe da temperatura. b) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) K c  terá valor igual a 1,0 independentemente da concentração de A e/ou de B. c) Como o valor da constante de equilíbrio não é muito grande, a velocidade da reação nos dois sentidos não pode ser muito grande. d) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) a adição de água ao sistema reagente não desloca o ponto de equilíbrio da reação. e) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) o ponto de equilíbrio da reação não é deslocado pela duplicação da concentração de B. pauliño
efeito do catalisador ,[object Object],[object Object],pauliño
resumo pauliño
estudo de caso pauliño
resolve essa! pauliño No sistema aquoso representado a seguir, existe o seguinte equilíbrio químico: Ao balão foi acrescentado tolueno, que é um líquido incolor e imiscível com a água, no qual, dentre as espécies do equilíbrio, somente o iodo é solúvel, conferindo-lhe cor vermelha. Como resultado de tal perturbação, após agitação e repouso, estabelece-se um novo estado de equilíbrio. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). (01) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta uma diminuição nas concentrações de Sn 4+  (aq) e I­(aq), e o tolueno fica vermelho. (02) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento na quantidade de SnI 2 (s) e o tolueno fica vermelho. (04) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento na quantidade de SnI 2 (s) e na concentração de I­(aq), e o tolueno continua incolor. (08) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento nas concentrações de Sn 4+  (aq) e I­(aq), e o tolueno continua incolor. (16) No sistema acima apresentado o Sn 4+  atua como agente oxidante e o íon I­ como agente redutor. UFSC-2005

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares
Marco Bumba
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
Nai Mariano
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 

Mais procurados (20)

Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 
Propriedades periodicas
Propriedades periodicas Propriedades periodicas
Propriedades periodicas
 
Equilibrio Quimico I
Equilibrio Quimico IEquilibrio Quimico I
Equilibrio Quimico I
 
Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
Equilíbrio iônico
Equilíbrio iônicoEquilíbrio iônico
Equilíbrio iônico
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completoEquilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
 
Forca e Nomenclatura dos Ácidos
Forca e Nomenclatura dos ÁcidosForca e Nomenclatura dos Ácidos
Forca e Nomenclatura dos Ácidos
 
Aula funções oxigenadas
Aula  funções oxigenadasAula  funções oxigenadas
Aula funções oxigenadas
 
Concentração das soluções
Concentração  das soluçõesConcentração  das soluções
Concentração das soluções
 
Reação de adição
Reação de adiçãoReação de adição
Reação de adição
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Leis ponderais
 

Destaque

Princípio de le châtelier
Princípio de le châtelierPrincípio de le châtelier
Princípio de le châtelier
PauloMaiaCampos
 
Lista de exercícios equilíbrio químico
Lista de exercícios   equilíbrio químicoLista de exercícios   equilíbrio químico
Lista de exercícios equilíbrio químico
iqscquimica
 
Exercícios de Equilíbrio Corporal
Exercícios de Equilíbrio CorporalExercícios de Equilíbrio Corporal
Exercícios de Equilíbrio Corporal
dvdsousa
 
Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimico
Joel Gamarra
 

Destaque (19)

Deslocamento de equilíbrio
Deslocamento de equilíbrio Deslocamento de equilíbrio
Deslocamento de equilíbrio
 
Princípio de le châtelier
Princípio de le châtelierPrincípio de le châtelier
Princípio de le châtelier
 
Bioquímica 2012
Bioquímica 2012Bioquímica 2012
Bioquímica 2012
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 
Aula 2 equilíbrio químico
Aula 2  equilíbrio químicoAula 2  equilíbrio químico
Aula 2 equilíbrio químico
 
Equilíbrio químico
Equilíbrio químicoEquilíbrio químico
Equilíbrio químico
 
Lista de exercícios equilíbrio químico
Lista de exercícios   equilíbrio químicoLista de exercícios   equilíbrio químico
Lista de exercícios equilíbrio químico
 
Equilíbrio químico
Equilíbrio químicoEquilíbrio químico
Equilíbrio químico
 
Exercicio1
Exercicio1Exercicio1
Exercicio1
 
Exercícios de Equilíbrio Corporal
Exercícios de Equilíbrio CorporalExercícios de Equilíbrio Corporal
Exercícios de Equilíbrio Corporal
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
 
Propriedades coligativas
Propriedades coligativasPropriedades coligativas
Propriedades coligativas
 
Equilibrio QuíMico
Equilibrio QuíMicoEquilibrio QuíMico
Equilibrio QuíMico
 
117318593 equilibrio-acido-base
117318593 equilibrio-acido-base117318593 equilibrio-acido-base
117318593 equilibrio-acido-base
 
Equilibrio químico
Equilibrio químicoEquilibrio químico
Equilibrio químico
 
EQUILIBRIO QUÍMICO
EQUILIBRIO QUÍMICOEQUILIBRIO QUÍMICO
EQUILIBRIO QUÍMICO
 
EQUILÍBRIO - EXERCÍCIOS
EQUILÍBRIO - EXERCÍCIOSEQUILÍBRIO - EXERCÍCIOS
EQUILÍBRIO - EXERCÍCIOS
 
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANOREVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
REVISÃO DE QUÍMICA DO 3º ANO
 
Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimico
 

Semelhante a Deslocamento de Equilíbrio

Equilibrio Químico
Equilibrio QuímicoEquilibrio Químico
Equilibrio Químico
ursomaiaalfa
 
Apostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionicoApostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionico
Anderson Lino
 
Deslocamentodeequilbrio
DeslocamentodeequilbrioDeslocamentodeequilbrio
Deslocamentodeequilbrio
tilei
 
Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimico
caetano01
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014
Celestino Silva
 
Equilíbrio parte1
Equilíbrio parte1Equilíbrio parte1
Equilíbrio parte1
iqscquimica
 
Equilíbrio químico parte i blog
Equilíbrio químico parte i  blogEquilíbrio químico parte i  blog
Equilíbrio químico parte i blog
iqscquimica
 

Semelhante a Deslocamento de Equilíbrio (20)

Equilibrio Químico
Equilibrio QuímicoEquilibrio Químico
Equilibrio Químico
 
Apostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionicoApostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionico
 
Deslocamentodeequilbrio
DeslocamentodeequilbrioDeslocamentodeequilbrio
Deslocamentodeequilbrio
 
Aula equilíbrio químico com s tampão curso power point
Aula equilíbrio químico com s tampão curso power pointAula equilíbrio químico com s tampão curso power point
Aula equilíbrio químico com s tampão curso power point
 
Ana nery o equilibrio químico
Ana nery   o equilibrio químicoAna nery   o equilibrio químico
Ana nery o equilibrio químico
 
_02-.ppt
_02-.ppt_02-.ppt
_02-.ppt
 
Equilibrio2.daniela
Equilibrio2.danielaEquilibrio2.daniela
Equilibrio2.daniela
 
Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimico
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Equilíbrio Químico e Iônico
Equilíbrio Químico e IônicoEquilíbrio Químico e Iônico
Equilíbrio Químico e Iônico
 
eq quimico.pdf
eq quimico.pdfeq quimico.pdf
eq quimico.pdf
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
 
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
 
EQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
EQILÍBRIO QUÍMICO.pptEQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
EQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
 
5 equilíbrio químico
5   equilíbrio químico5   equilíbrio químico
5 equilíbrio químico
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014
 
Equilibrio Quimico Parte 1
Equilibrio Quimico Parte 1Equilibrio Quimico Parte 1
Equilibrio Quimico Parte 1
 
Equilibrio Quimico Parte 1
Equilibrio Quimico Parte 1Equilibrio Quimico Parte 1
Equilibrio Quimico Parte 1
 
Equilíbrio parte1
Equilíbrio parte1Equilíbrio parte1
Equilíbrio parte1
 
Equilíbrio químico parte i blog
Equilíbrio químico parte i  blogEquilíbrio químico parte i  blog
Equilíbrio químico parte i blog
 

Mais de Paulo Filho (18)

Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
 
Petróleo 2012
Petróleo 2012Petróleo 2012
Petróleo 2012
 
Bioquímica Porto 2012
Bioquímica Porto 2012Bioquímica Porto 2012
Bioquímica Porto 2012
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Modelo Quântico - Aprofundamento MÁXIMO 2012
Modelo Quântico - Aprofundamento MÁXIMO  2012Modelo Quântico - Aprofundamento MÁXIMO  2012
Modelo Quântico - Aprofundamento MÁXIMO 2012
 
Tabela periódica 2012 porto
Tabela periódica 2012 portoTabela periódica 2012 porto
Tabela periódica 2012 porto
 
Tabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLOTabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLO
 
Clonagem por micropropagação - Projeto Kyklos
Clonagem por micropropagação - Projeto KyklosClonagem por micropropagação - Projeto Kyklos
Clonagem por micropropagação - Projeto Kyklos
 
Mecânica-cinemática 2012
Mecânica-cinemática 2012Mecânica-cinemática 2012
Mecânica-cinemática 2012
 
Equilíbrio Iônico
Equilíbrio IônicoEquilíbrio Iônico
Equilíbrio Iônico
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Aula de Isomeria Óptica
Aula de Isomeria ÓpticaAula de Isomeria Óptica
Aula de Isomeria Óptica
 
Isomeria Geométrica
Isomeria GeométricaIsomeria Geométrica
Isomeria Geométrica
 
Isomeria Plana
Isomeria PlanaIsomeria Plana
Isomeria Plana
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Eletrodinâmica
EletrodinâmicaEletrodinâmica
Eletrodinâmica
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
HOPI VENTURI
HOPI VENTURIHOPI VENTURI
HOPI VENTURI
 

Deslocamento de Equilíbrio

  • 1. equilíbrio químico deslocamento do equilíbrio pauliño
  • 2. princípio de Le Chatelier diante de um distúrbio externo, o sistema químico irá responder quimicamente para minimizá-lo. Significa acelerar um dos 2 sentidos até que um novo equilíbrio seja atingido. pauliño
  • 4. efeito da temperatura T T desloca ou favorece o sentido desloca ou favorece o sentido endo exo EX N 2 O 4 (g) 2 NO 2 (g)  H = + 57 KJ endo exo incolor castanho-escuro   pauliño
  • 6.
  • 7. EX N 2 O 4 (g) 2 NO 2 (g) 2 V 1 V efeito da pressão incolor castanho-escuro   pauliño
  • 8.
  • 9. efeito das concentrações H 2(g) + I 2(g) 2 HI (g)   V 1 V 2 V 1 = k 1 [H 2 ] . [I 2 ] V 2 = k 2 [HI] 2 K c = [HI] 2 / [H 2 ] . [I 2 ] pauliño
  • 10. efeito das concentrações A diluição ou concentração das soluções pode deslocar o equilíbrio (ITA-1998)Qual das opções a seguir contém a afirmação CORRETA a respeito de uma reação química representada pela equação: 1A(aq) + 2B(aq) = 1C(aq); K c (25°C) = 1,0; ∆ H(25°C) > ZERO a) O valor de K c independe da temperatura. b) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) K c terá valor igual a 1,0 independentemente da concentração de A e/ou de B. c) Como o valor da constante de equilíbrio não é muito grande, a velocidade da reação nos dois sentidos não pode ser muito grande. d) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) a adição de água ao sistema reagente não desloca o ponto de equilíbrio da reação. e) Mantendo-se a temperatura constante (25°C) o ponto de equilíbrio da reação não é deslocado pela duplicação da concentração de B. pauliño
  • 11.
  • 13. estudo de caso pauliño
  • 14. resolve essa! pauliño No sistema aquoso representado a seguir, existe o seguinte equilíbrio químico: Ao balão foi acrescentado tolueno, que é um líquido incolor e imiscível com a água, no qual, dentre as espécies do equilíbrio, somente o iodo é solúvel, conferindo-lhe cor vermelha. Como resultado de tal perturbação, após agitação e repouso, estabelece-se um novo estado de equilíbrio. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). (01) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta uma diminuição nas concentrações de Sn 4+ (aq) e I­(aq), e o tolueno fica vermelho. (02) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento na quantidade de SnI 2 (s) e o tolueno fica vermelho. (04) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento na quantidade de SnI 2 (s) e na concentração de I­(aq), e o tolueno continua incolor. (08) Em relação à situação inicial, o novo estado de equilíbrio apresenta um aumento nas concentrações de Sn 4+ (aq) e I­(aq), e o tolueno continua incolor. (16) No sistema acima apresentado o Sn 4+ atua como agente oxidante e o íon I­ como agente redutor. UFSC-2005