SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula de Química
Profº: Rafilzes
Pensamento do dia

    “Nunca derrube um lápis no
    chão, ele pode ficar
    desapontado”
Funções Inorgânicas
• O que é uma função química?
 ▫ É um grupo de moléculas que possuem
   propriedades químicas semelhantes

• E por que inorgânicas?
 ▫ As funções químicas são divididas em orgânicas e
   inorgânicas:
    Orgânicas: Parte da química que irá estudar os
     compostos que formam cadeias de carbono.
    Inorgânicas: Parte da química que estuda os
     compostos que não formam cadeias carbônicas.
• Alguns autores afirmam ainda que a química
  inorgânica é a que estuda os composto de origem
  mineral.
• As funções inorgânicas

 4 funções merecem nossa atenção:
 ▫   Ácidos
 ▫   Bases
 ▫   Sais
 ▫   Óxidos

     Palavras como chuva ácida, pilha
     alcalina, antiácido, etc. já são comuns ao nosso dia
     a dia.
• Os sabores!

 ▫ As substâncias ácidas (como as existentes no
   limão e na laranja) possuem um sabor
   característico azedo

 ▫ Enquanto que as substâncias básicas (ou
   alcalinas) têm um sabor
   adstringente, principalmente em frutas não
   amadurecidas.
• Ácidos
• Principais ácidos

 ▫   Ácido sulfúrico
 ▫   Ácido nítrico
 ▫   Ácido carbônico
 ▫   Ácido clorídrico
 ▫   Ácido fluorídrico
 ▫   Ácido fosfórico
 ▫   Ácido cianídrico
 ▫   Ácido acético
• Conceito

 ▫ De acordo com a teoria de Arrhenius:

 ▫ “Ácidos são compostos que ao reagir com a água
   sofrem ionização liberando como único cátion o
   íon H+ (ou H3O+)”.
• Reações de ionização




• O cátion Hidrônio (H3O+) pode ser
  representado apenas por H+.

 HCl  H+ + Cl–

 HCN  H+ + CN–
Química 1 – química geral 1
• Classificação dos ácidos

 ▫ 1) Quanto a presença de oxigênio na molécula:

    A) Oxiácidos: possuem oxigênio na sua estrutura
     HNO3, H2SO4, H3PO3...

    B) Hidrácidos: não possuem oxigênio na sua
     estrutura
     HCl, HF, HCN...
▫ 2) Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis

  Monoácidos: apenas 1 H ionizável
   ex: HCl, HNO3, HCN, H3PO2 (exceção)

  Diácidos: 2 H ionizáveis
   Ex: H2SO4, H2S, H3PO3 (exceção)

  Triácidos: 3 H ionizáveis
   Ex: H3PO4

  Tetrácidos: 4 H ionizáveis
   Ex: H4SiO4
Funções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas   ácidos
• Grau de ionização (α) - Força dos ácidos

• O grau de ionização mede a porcentagem de
  moléculas dissolvidas que realmente irão sofrer
  ionização.

• α = n° de moléculas ionizadas
     n° de moléculas dissolvidas
• Se α > 50%  ácido forte
  Ex: a 18°C (solução diluída)
 ▫ HCl: α = 92,5%
 ▫ HNO3: α = 92%
 ▫ H2SO4: α = 61%
• Se 5 ≤ α ≤ 50%  ácido moderado
 ▫ H2SO3: α = 30%
 ▫ H3PO4: α = 27%
 ▫ HF: α = 8,5%
• Se α < 5%  ácido fraco
 ▫ H2S: α = 0,076%
 ▫ H3BO3: α = 0,075%
 ▫ HCN: α = 0,008%
Funções inorgânicas   ácidos
• Força dos ácidos

 ▫ Separamos os ácidos em 2 classes: hidrácidos e
   oxiácidos.

 ▫ 1) Hidrácidos

 ▫ Ácidos fortes: HI, HBr, HCl

 ▫ Ácido moderado: HF

 ▫ Ácidos fracos: todos os outros (HCN, H2S, etc.)
▫ 2) Oxiácidos

▫ m= n° de oxigênios – n° de hidrogênios ionizáveis

▫ Se m=3  ácido muito forte
▫ Ex: HClO4, HMnO4

▫ Se m=2  ácido forte
▫ Ex: H2SO4, HNO3

▫ Se m=1  ácido moderado
▫ Ex: H2SO3, H3PO4, H3PO3 (2H+), H3PO2 (1H+)
▫ Se m=0  ácido fraco
 ▫ Ex: H3BO3, HClO




• A única exceção fica por conta do H2CO3 (ácido
  carbônico), pois apesar de ter m=1, ácido
  moderado, ele na verdade é considerado um
  ácido fraco!
Funções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas   ácidos
• Volatilidade dos ácidos

 ▫ Um ácido pode ser definido como FIXO ou
   VOLÁTIL de acordo com o seu ponto de ebulição.

 ▫ Fixos: possuem alto ponto de ebulição (acima de
   100°C), a temperatura ambiente passa
   lentamente para a fase vapor.

   Ex: H2SO4(aq) ~338°C
   H3PO4(aq) ~ 213°C
   H3BO3(aq) ~185°C
▫ Voláteis: possuem baixo ponto de ebulição (abaixo
  de 100°C) à temperatura ambiente passa
  facilmente para a fase de vapor.

 Ex: HCl(aq) ~ -85°C
 H2S(aq) ~ -59,6°C
 HNO3(aq) ~ +86°C




 Obs: o ponto de ebulição depende da massa da
 molécula. Moléculas mais pesadas têm maior
 ponto de ebulição!
• ds
• Estabilidade dos ácidos

 ▫ Ácidos estáveis: são aqueles que não sofrem
   decomposição sob temperatura e pressão
   ambiente.

    A maioria dos ácidos é estável.
▫ Ácidos instáveis: se decompõem parcial ou
  totalmente sob temperatura e pressão ambientes.

Exemplos:

1 <H2CO3(aq)> 1 H2O(l) + 1 CO2(g)


1 <H2SO3(aq)>  1 H2O(l) + 1 SO2(g)


8 <H2S2O3(aq)>  8 H2O(l) + 8 SO2(g) + 1 S8(s)
• Nomenclatura dos ácidos

 ▫ 1) Hidrácidos

    Ácido (nome do elemento) ídrico

      Ex:
      HCl  ácido clorídrico
      HBr  ácido bromídrico
      HCN  ácido cianidríco
      HI  ácido iodídrico
      H2S  ácido sulfídrico
▫ 2) Oxiácidos

    Nesse caso podemos ter várias variações de
     oxiácidos semelhantes.

    Oxiácidos padrão: ácido (nome do elemento) ico



Mas, quais são os oxiácidos padrão???
• Puuuulo do gato!



            H N O3
            H2 C O3         Esses são os
            H3 B O3         Oxiácidos
            H Cl O3         padrão!!!
            H2 S O4
            H3 P O4
            H4 Si O4

Não Como Bolo CLaro Só Pão SÍrio
• E se meu oxiácido for uma variação dos ácidos
  padrão??? Qual será seu nome?
• No, no, no... É bem fácil também!

                         Ácido per _______ ico
                +1O
  Ácido Padrão
  (ác.______ico)    -1O
                       Ácido ________ oso
                -2O
                        Ácido hipo ______ oso


Ex: H2SO4, ácido sulfúrico (ácido padrão)
 se perder 1 Oxigênio vai ficar H2SO3
 ácido sulfuroso
• Pulo do gato!!!

Ácido padrão = ác. _____ ico
ico = rICO  então um ácido padrão é rico!

Quando ganha algo, uma cara rico torna-se hiPER
rICO.
 então, ao ganhar 1 O  ác. (hi)PER____(r)ICO.

Ao perder algo ficamos pobrOSO.
 Ao perder 1 O  ác. _________OSO.

Ao perdermos 2 vezes ficamos HIPO pobrOSO’s.
 Ao perder 2 O  ác hipo _________OSO.
Funções inorgânicas   ácidos
• Obs: Quando um oxiácido tem 1 Oxigênio (O)
  substituído por 1 Enxofre (S), acrescentamos o
  prefixo TIO ao nome de origem.

• Ex:                -O
H2SO4 (ác. sulfúrico) +S H2S2O3 (ác. tiosulfúrico)
                      
• Regra para quando variar o grau de hidratação



Ácido Padrão
(ác. orto______ico)     - 1 H2O
                             Ácido meta _____ ico
           x 2 – 1H2O
                           Ácido piro______ ico

Ex: H3PO4 (ác padrão)  ácido orto fosfórico

H3PO4 – H2O  HPO3 (ácido meta fosfórico)
H3PO4 x   2 = H6P2O8 – H2O  H4PO7 (ácido pirofosfórico)
Funções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas   ácidos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
Liana Maia
 
PH e pOH
  PH  e pOH  PH  e pOH
Aula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - SaisAula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - Sais
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
João Paulo Luna
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
Ajudar Pessoas
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
Polo UAB de Alagoinhas
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Igor Brant
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronica
Rubao1E
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
Luana Salgueiro
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Carlos Priante
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
vargastania
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
Gabriel Lencione
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
José Nunes da Silva Jr.
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Adrianne Mendonça
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
Daniela Dameto
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
Joelson Barral
 
Notações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tiposNotações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tipos
Karol Maia
 
Estudo dos gases slides
Estudo dos gases   slidesEstudo dos gases   slides
Estudo dos gases slides
Micaela Neiva
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
Kamila Passos
 
Equilibrio iônico
Equilibrio iônicoEquilibrio iônico
Equilibrio iônico
José Marcelo Cangemi
 

Mais procurados (20)

Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
 
PH e pOH
  PH  e pOH  PH  e pOH
PH e pOH
 
Aula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - SaisAula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - Sais
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronica
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Notações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tiposNotações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tipos
 
Estudo dos gases slides
Estudo dos gases   slidesEstudo dos gases   slides
Estudo dos gases slides
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
 
Equilibrio iônico
Equilibrio iônicoEquilibrio iônico
Equilibrio iônico
 

Destaque

www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
Vídeo Aulas Apoio
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Andrea Barreto
 
Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)
larissahaas
 
Funções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 snoFunções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 sno
Pedro Alberto Machado
 
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
alicyatalves
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
Nuno Correia
 
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
estead2011
 
Apresentação de Química - Aspartame
Apresentação de Química - AspartameApresentação de Química - Aspartame
Apresentação de Química - Aspartame
mayrasm
 
Relatório prática do manganês química
Relatório  prática do manganês químicaRelatório  prática do manganês química
Relatório prática do manganês química
Paula Spera
 
Funções Minerais
Funções MineraisFunções Minerais
Funções Minerais
Cláudio Santos
 
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasFunções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Carlos Priante
 
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
Fagner Aquino
 
Ácidos e Bases Exercícios de Vestibulares
Ácidos e Bases Exercícios de VestibularesÁcidos e Bases Exercícios de Vestibulares
Ácidos e Bases Exercícios de Vestibulares
Bio Sem Limites
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
Andrea Borges
 
Curiosidades sobre a química no nosso dia a dia
Curiosidades sobre a química no nosso dia a diaCuriosidades sobre a química no nosso dia a dia
Curiosidades sobre a química no nosso dia a dia
hopre
 
Equílibrio ácido base pronto cópia
Equílibrio ácido   base pronto cópiaEquílibrio ácido   base pronto cópia
Equílibrio ácido base pronto cópia
Adriana Carneiro de Lima
 
Conversão de Unidades
Conversão de UnidadesConversão de Unidades
Conversão de Unidades
Ubirajara Neves
 
Ácidos - Química
Ácidos - QuímicaÁcidos - Química
Ácidos - Química
Viviane Dilkin Endler
 
Aula de adm de materiais alunos
Aula de adm de materiais alunosAula de adm de materiais alunos
Aula de adm de materiais alunos
Marcus Leal
 
Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i
Tst Valadares
 

Destaque (20)

www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)
 
Funções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 snoFunções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 sno
 
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
 
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
 
Apresentação de Química - Aspartame
Apresentação de Química - AspartameApresentação de Química - Aspartame
Apresentação de Química - Aspartame
 
Relatório prática do manganês química
Relatório  prática do manganês químicaRelatório  prática do manganês química
Relatório prática do manganês química
 
Funções Minerais
Funções MineraisFunções Minerais
Funções Minerais
 
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasFunções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
 
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
 
Ácidos e Bases Exercícios de Vestibulares
Ácidos e Bases Exercícios de VestibularesÁcidos e Bases Exercícios de Vestibulares
Ácidos e Bases Exercícios de Vestibulares
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
 
Curiosidades sobre a química no nosso dia a dia
Curiosidades sobre a química no nosso dia a diaCuriosidades sobre a química no nosso dia a dia
Curiosidades sobre a química no nosso dia a dia
 
Equílibrio ácido base pronto cópia
Equílibrio ácido   base pronto cópiaEquílibrio ácido   base pronto cópia
Equílibrio ácido base pronto cópia
 
Conversão de Unidades
Conversão de UnidadesConversão de Unidades
Conversão de Unidades
 
Ácidos - Química
Ácidos - QuímicaÁcidos - Química
Ácidos - Química
 
Aula de adm de materiais alunos
Aula de adm de materiais alunosAula de adm de materiais alunos
Aula de adm de materiais alunos
 
Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i Higiene ocupacional i
Higiene ocupacional i
 

Semelhante a Funções inorgânicas ácidos

Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
Anabel Aguiar
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
sabinosilva
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Maria Naves Ribeiro Lopes
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
Fabi Wentz
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
Ana Dias
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
Sabino2020
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
Aula Particular Aulas Apoio
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
AulasParticularesInfo
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
Lucia Silveira
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
Aulas Apoio
 
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
RobrioFeitosa
 
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
RobrioFeitosa
 
Teoria acido e_base
Teoria acido e_baseTeoria acido e_base
Teoria acido e_base
Ivo Rodrigues
 
Apostila funcao inorganica
Apostila funcao inorganicaApostila funcao inorganica
Apostila funcao inorganica
Otoazevedo Otoazevedo
 
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOSAPOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
Helena Aragão De Sá Martins
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
sabinosilva
 
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
Cleiton Visoli
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
Claudia Cinara Braga
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
Claudia Cinara Braga
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
edneigoncalves74
 

Semelhante a Funções inorgânicas ácidos (20)

Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
 
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
 
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).Química - Funções inorgânicas (apresentação).
Química - Funções inorgânicas (apresentação).
 
Teoria acido e_base
Teoria acido e_baseTeoria acido e_base
Teoria acido e_base
 
Apostila funcao inorganica
Apostila funcao inorganicaApostila funcao inorganica
Apostila funcao inorganica
 
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOSAPOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
 
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
 

Mais de Rafael Nishikawa

Lipídios e proteínas
Lipídios e proteínasLipídios e proteínas
Lipídios e proteínas
Rafael Nishikawa
 
Polímeros e o plástico
Polímeros e o plásticoPolímeros e o plástico
Polímeros e o plástico
Rafael Nishikawa
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
Rafael Nishikawa
 
Reações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificaçãoReações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificação
Rafael Nishikawa
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituição
Rafael Nishikawa
 
Reações orgânicas reação de adição
Reações orgânicas   reação de adiçãoReações orgânicas   reação de adição
Reações orgânicas reação de adição
Rafael Nishikawa
 
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas   basesFunções inorgânicas   bases
Funções inorgânicas bases
Rafael Nishikawa
 

Mais de Rafael Nishikawa (7)

Lipídios e proteínas
Lipídios e proteínasLipídios e proteínas
Lipídios e proteínas
 
Polímeros e o plástico
Polímeros e o plásticoPolímeros e o plástico
Polímeros e o plástico
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 
Reações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificaçãoReações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificação
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituição
 
Reações orgânicas reação de adição
Reações orgânicas   reação de adiçãoReações orgânicas   reação de adição
Reações orgânicas reação de adição
 
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas   basesFunções inorgânicas   bases
Funções inorgânicas bases
 

Último

Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 

Último (20)

Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 

Funções inorgânicas ácidos

  • 2. Pensamento do dia “Nunca derrube um lápis no chão, ele pode ficar desapontado”
  • 3. Funções Inorgânicas • O que é uma função química? ▫ É um grupo de moléculas que possuem propriedades químicas semelhantes • E por que inorgânicas? ▫ As funções químicas são divididas em orgânicas e inorgânicas:  Orgânicas: Parte da química que irá estudar os compostos que formam cadeias de carbono.  Inorgânicas: Parte da química que estuda os compostos que não formam cadeias carbônicas.
  • 4. • Alguns autores afirmam ainda que a química inorgânica é a que estuda os composto de origem mineral.
  • 5. • As funções inorgânicas 4 funções merecem nossa atenção: ▫ Ácidos ▫ Bases ▫ Sais ▫ Óxidos Palavras como chuva ácida, pilha alcalina, antiácido, etc. já são comuns ao nosso dia a dia.
  • 6. • Os sabores! ▫ As substâncias ácidas (como as existentes no limão e na laranja) possuem um sabor característico azedo ▫ Enquanto que as substâncias básicas (ou alcalinas) têm um sabor adstringente, principalmente em frutas não amadurecidas.
  • 8. • Principais ácidos ▫ Ácido sulfúrico ▫ Ácido nítrico ▫ Ácido carbônico ▫ Ácido clorídrico ▫ Ácido fluorídrico ▫ Ácido fosfórico ▫ Ácido cianídrico ▫ Ácido acético
  • 9. • Conceito ▫ De acordo com a teoria de Arrhenius: ▫ “Ácidos são compostos que ao reagir com a água sofrem ionização liberando como único cátion o íon H+ (ou H3O+)”.
  • 10. • Reações de ionização • O cátion Hidrônio (H3O+) pode ser representado apenas por H+. HCl  H+ + Cl– HCN  H+ + CN–
  • 11. Química 1 – química geral 1
  • 12. • Classificação dos ácidos ▫ 1) Quanto a presença de oxigênio na molécula:  A) Oxiácidos: possuem oxigênio na sua estrutura HNO3, H2SO4, H3PO3...  B) Hidrácidos: não possuem oxigênio na sua estrutura HCl, HF, HCN...
  • 13. ▫ 2) Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis  Monoácidos: apenas 1 H ionizável ex: HCl, HNO3, HCN, H3PO2 (exceção)  Diácidos: 2 H ionizáveis Ex: H2SO4, H2S, H3PO3 (exceção)  Triácidos: 3 H ionizáveis Ex: H3PO4  Tetrácidos: 4 H ionizáveis Ex: H4SiO4
  • 16. • Grau de ionização (α) - Força dos ácidos • O grau de ionização mede a porcentagem de moléculas dissolvidas que realmente irão sofrer ionização. • α = n° de moléculas ionizadas n° de moléculas dissolvidas
  • 17. • Se α > 50%  ácido forte Ex: a 18°C (solução diluída) ▫ HCl: α = 92,5% ▫ HNO3: α = 92% ▫ H2SO4: α = 61% • Se 5 ≤ α ≤ 50%  ácido moderado ▫ H2SO3: α = 30% ▫ H3PO4: α = 27% ▫ HF: α = 8,5% • Se α < 5%  ácido fraco ▫ H2S: α = 0,076% ▫ H3BO3: α = 0,075% ▫ HCN: α = 0,008%
  • 19. • Força dos ácidos ▫ Separamos os ácidos em 2 classes: hidrácidos e oxiácidos. ▫ 1) Hidrácidos ▫ Ácidos fortes: HI, HBr, HCl ▫ Ácido moderado: HF ▫ Ácidos fracos: todos os outros (HCN, H2S, etc.)
  • 20. ▫ 2) Oxiácidos ▫ m= n° de oxigênios – n° de hidrogênios ionizáveis ▫ Se m=3  ácido muito forte ▫ Ex: HClO4, HMnO4 ▫ Se m=2  ácido forte ▫ Ex: H2SO4, HNO3 ▫ Se m=1  ácido moderado ▫ Ex: H2SO3, H3PO4, H3PO3 (2H+), H3PO2 (1H+)
  • 21. ▫ Se m=0  ácido fraco ▫ Ex: H3BO3, HClO • A única exceção fica por conta do H2CO3 (ácido carbônico), pois apesar de ter m=1, ácido moderado, ele na verdade é considerado um ácido fraco!
  • 24. • Volatilidade dos ácidos ▫ Um ácido pode ser definido como FIXO ou VOLÁTIL de acordo com o seu ponto de ebulição. ▫ Fixos: possuem alto ponto de ebulição (acima de 100°C), a temperatura ambiente passa lentamente para a fase vapor. Ex: H2SO4(aq) ~338°C H3PO4(aq) ~ 213°C H3BO3(aq) ~185°C
  • 25. ▫ Voláteis: possuem baixo ponto de ebulição (abaixo de 100°C) à temperatura ambiente passa facilmente para a fase de vapor. Ex: HCl(aq) ~ -85°C H2S(aq) ~ -59,6°C HNO3(aq) ~ +86°C Obs: o ponto de ebulição depende da massa da molécula. Moléculas mais pesadas têm maior ponto de ebulição!
  • 27. • Estabilidade dos ácidos ▫ Ácidos estáveis: são aqueles que não sofrem decomposição sob temperatura e pressão ambiente.  A maioria dos ácidos é estável.
  • 28. ▫ Ácidos instáveis: se decompõem parcial ou totalmente sob temperatura e pressão ambientes. Exemplos: 1 <H2CO3(aq)> 1 H2O(l) + 1 CO2(g) 1 <H2SO3(aq)>  1 H2O(l) + 1 SO2(g) 8 <H2S2O3(aq)>  8 H2O(l) + 8 SO2(g) + 1 S8(s)
  • 29. • Nomenclatura dos ácidos ▫ 1) Hidrácidos  Ácido (nome do elemento) ídrico  Ex:  HCl  ácido clorídrico  HBr  ácido bromídrico  HCN  ácido cianidríco  HI  ácido iodídrico  H2S  ácido sulfídrico
  • 30. ▫ 2) Oxiácidos  Nesse caso podemos ter várias variações de oxiácidos semelhantes.  Oxiácidos padrão: ácido (nome do elemento) ico Mas, quais são os oxiácidos padrão???
  • 31. • Puuuulo do gato! H N O3 H2 C O3 Esses são os H3 B O3 Oxiácidos H Cl O3 padrão!!! H2 S O4 H3 P O4 H4 Si O4 Não Como Bolo CLaro Só Pão SÍrio
  • 32. • E se meu oxiácido for uma variação dos ácidos padrão??? Qual será seu nome?
  • 33. • No, no, no... É bem fácil também! Ácido per _______ ico +1O Ácido Padrão (ác.______ico) -1O Ácido ________ oso -2O Ácido hipo ______ oso Ex: H2SO4, ácido sulfúrico (ácido padrão)  se perder 1 Oxigênio vai ficar H2SO3  ácido sulfuroso
  • 34. • Pulo do gato!!! Ácido padrão = ác. _____ ico ico = rICO  então um ácido padrão é rico! Quando ganha algo, uma cara rico torna-se hiPER rICO.  então, ao ganhar 1 O  ác. (hi)PER____(r)ICO. Ao perder algo ficamos pobrOSO.  Ao perder 1 O  ác. _________OSO. Ao perdermos 2 vezes ficamos HIPO pobrOSO’s.  Ao perder 2 O  ác hipo _________OSO.
  • 36. • Obs: Quando um oxiácido tem 1 Oxigênio (O) substituído por 1 Enxofre (S), acrescentamos o prefixo TIO ao nome de origem. • Ex: -O H2SO4 (ác. sulfúrico) +S H2S2O3 (ác. tiosulfúrico) 
  • 37. • Regra para quando variar o grau de hidratação Ácido Padrão (ác. orto______ico) - 1 H2O Ácido meta _____ ico x 2 – 1H2O Ácido piro______ ico Ex: H3PO4 (ác padrão)  ácido orto fosfórico H3PO4 – H2O  HPO3 (ácido meta fosfórico) H3PO4 x 2 = H6P2O8 – H2O  H4PO7 (ácido pirofosfórico)