SlideShare uma empresa Scribd logo
FUNÇÕES
INORGÂNICAS

ÁCIDOS E BASES
DEFINIÇÃO:
 As
   substâncias químicas devem ser agrupadas de
 acordo com as suas PROPRIEDADES COMUNS.

 Essas propriedades são     denominadas    de
 PROPRIEDADES FUNCIONAIS.

 Em função dessas propriedades podemos agrupar
 as substâncias em grupos aos quais chamaremos
 de FUNÇÕES INORGÂNICAS.
IONIZAÇÃO
É  a quebra da ligação covalente devido a
 diferença de eletronegatividade entre os átomos
 ligantes, com a formação de íons.
FORMAÇÃO DE ÍONS (H2O)
DISSOCIAÇÃO
O   compostos iônicos em contato com a água
 sofrem DISSOCIAÇÃO onde seus íons são
 separados.
GRAU DE IONIZAÇÃO E DISSOCIAÇÃO
 Nem  todas as moléculas e compostos iônicos
 sofrem ionização e dissociação. Portanto,




 Exemplo  01: Adiciona-se 600 moléculas de HCl a
 água. Sabendo-se que apenas 540 moléculas
 serão ionizadas, qual o grau de ionização do HCl?
ÁCIDOS – ARRHENIUS
É  toda e qualquer
 substância que em
 solução    aquosa
 libera como único
 cátion H+.
EXEMPLOS: *ÍON HIDRÔNIO
CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS
 1º)   Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis:

 MONOÁCIDOS


 DIÁCIDOS


 TRIÁCIDOS


 TETRÁCIDOS
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS
 2º)   Quanto a presença de OXIGÊNIO:

 HIDRÁCIDOS




 OXIÁCIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS
 3º)   Quanto ao GRAU DE IONIZAÇÃO - HIDRÁCIDOS:



 FRACOS:              Ex.: HCN = 0,00008% - Todos os
  demais hidrácidos

 MODERADOS:                   Ex.: H3PO4 = 27% - HF

 FORTES:           Ex.: HCl = 92% - HBr - HI
CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS
 3º)   Quanto ao GRAU DE IONIZAÇÃO - OXIÁCIDOS:

X=Nº de átomos de oxigênio – Nº de hidrogênios ionizáveis


Exemplos:
PROPRIEDADES DOS ÁCIDOS


               SABOR AZEDO
CONDUTIBILIDADE ELÉTRICA
  Em solução conduz a corrente elétrica.
AÇÃO SOB INDICADORES
    FENOLFTALEINA     AZUL DE BROMOTIMOL
                    AZUL DE BROMOTIMOL
FENOLFTALEÍNA
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS
 HIDRÁCIDOS


ÁCIDO + NOME DO ELEMENTO + ÍDRICO

 Exemplos:
 HF: ÁCIDO FLÚORÍDRICO
 HCl: ÁCIDO CLORÍDRICO
 HBr: ÁCIDO BROMÍDRICO
 HI: ÁCIDO IODÍDRICO
 H2S: ÁCIDO SULFÍDRICO
 HCN: ÁCIDO CIANÍDRICO
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS
 OXIÁCIDOS            E DEMAIS ÁCIDOS...

ÁCIDO + ELEMENTO FORMADOR + ATO OU ICO
 Reação de Ionização – Tabela dos Ânions


 1º)   Elementos que possuem uma única valência:
        ITO (XILITO)             OSO (GOSTOSO)
        ATO (PATO)               ICO (BICO)

 Exemplo:
 H2ZnO2               2H+ + ZnO2-2 (Zincato)
                                     ÁCIDO ZÍNCICO.
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS

ÁCIDO + ELEMENTO FORMADOR + ATO OU ICO
 2º) Elementos que possuem duas valências:

    ITO (XILITO)          OSO (GOSTOSO)
    ATO (PATO)            ICO (BICO)

Exemplo:
 H2SO3        2H+ + SO3-2 (SULFITO)
                                   ÁCIDO SULFUROSO
 H2SO4        2 H+ + SO4-2 (SULFATO)
                                  ÁCIDO SULFÚRICO
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS

3º) Elementos que possuem várias valências:
            HIPO                OSO
                                OSO
                                ICO
            PER                 ICO

HCLO – ÁCIDO HIPO CLOROSO – NOX+1
HCLO2 – ÁCIDO CLOROSO – NOX +3
HCLO3 – ÁCIDO CLÓRICO - NOX +5
HCLO4 – ÁCIDO PER CLÓRICO – NOX +7
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS
3º) Nomenclatura ORTO – META – PIRO por GRAU DE
HIDRATAÇÃO:

 Ácido orto – Maior Grau de Hidratação;
 Ácido meta – Retirada de uma molécula de água
  do ácido orto.
 Ácido Piro – De duas moléculas de ácido orto
  retira-se uma molécula de água:
 H3PO4 – ÁCIDO ORTOFOSFÓRICO (- 1 H2O):
 HPO3 – ÁCIDO METAFOSFÓRICO
 H3PO4 x 2= H6P2O8 – 1H20 = H4P2O7 ÁCIDO
  PIROFOSFÓRICO
EXERCÍCIO
 1ª)    Escreva o nome dos ácidos abaixo:

A) HCl          H) HAlO2     O) H2CO3     V) H3SbO4

B) HI           I) HBrO3     P) H2CrO4    W) H3SbO3

C) HCN          J) HOCN      Q) H2Cr2O7   X) H3AsO4

D) HBr          K) H3PO2     R) H2SnO3    Y) H3[Fe(CN)6]

E) HF           L) HIO       S) H2SnO2    Z) H4SiO4

F) HSCN         M) HIO3      T) H2MnO4    A1) H4As2O7

G) CH3COOH      N) HMnO4     U) H2ZnO2    A2) H4P2O7
TABELA DOS ÂNIONS
BASES OU HIDRÓXIDOS – ARRHENIUS
É  toda e qualquer
 substância que em
 solução    aquosa
 libera como único
 ânion OH-.

 LEMBRANDO  QUE
 AS BASES SOFREM
 DISSOCIAÇÃO!
EXEMPLOS: *ÍON HIDROXILA
CLASSIFICAÇÃO DAS BASES
 1º)   Quanto ao número de Oxidrilas:

 MONOBASES


 DIBASES


 TRIBASES


 TETRABASES
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
CLASSIFICAÇÃO DAS BASES
 1º)   Quanto a sua FORÇA:

 FORTES: São bases derivadas de METAIS ALCALINOS
  E METAIS ALCALINOS TERROSOS *exceção: Mg(OH)2




 FRACAS:     São bases que se ligam aos demais
  cátions:
CLASSIFICAÇÃO DAS BASES
 2º)   Quanto à SOLUBILIDADE:

 SOLÚVEIS:  Bases derivadas de Metais Alcalinos e
  Hidróxido de Amônio.

 POUCO     SOLÚVEIS: Bases derivadas de Metais
  Alcalinos Terrosos.

 INSOLÚVEIS:   As bases derivadas dos demais metais.
PROPRIEDADES DAS BASES




               SABOR
               CAÚSTICO OU
               ADSTRINGENTE
CONDUTIBILIDADE ELÉTRICA
  Em solução conduz a corrente elétrica.
FENOLFTALEINA   AZUL DE BROMOTIMOL
NOMENCLATURA DAS BASES

HIDRÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO

 Exemplos:
 NaOH: HIDRÓXIDO DE SÓDIO
 LiOH: HIDRÓXIDO DE LÍTIO
 Ba(OH)2: HIDRÓXIDO DE BÁRIO
 NH4OH: HIDRÓXIDO DE AMÔNIO
 Sn(OH)4: HIDRÓXIDO DE ESTANHO
 Al(OH)3: HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO
NOMENCLATURA DAS BASES
   Fe(OH)2: HIDRÓXIDO FERROSO – NOX +2
             HIDRÓXIDO DE FERRO II

   Fe(OH)3: HIDRÓXIDO FÉRRICO – NOX + 3
             HIDRÓXIDO DE FERRO III

   Pb(OH)2: HIDRÓXIDO PLUMBOSO – NOX +2
             HIDRÓXIDO DE CHUMBO II

   Pb(OH)4: HIDRÓXIDO PLÚMBICO – NOX +4
             HIDRÓXIDO DE CHUMBO IV
CÁTIONS METÁLICOS
     FÓRMULA       NOMENCLATURA    NOME CLÁSSICO
        Cu+           Cobre I         Cuproso
       Cu2+           Cobre II        Cúprico
     Hg+ (Hg2)2+     Mercúrio I     Mercuroso
       Hg2+          Mercúrio II     Mercúrico
        Au+            Ouro I          Auroso
       Au3+            Ouro III        Áurico
        Fe2+           Ferro II        Ferroso
        Fe3+           Ferro III       Férrico
       Co2+          Cobalto II     Cobaltoso
       Co3+          Cobalto III     Cobáltico
        Ni2+          Níquel II      Niqueloso
        Ni3+          Níquel III     Niquélico
        Pt2+          Platina II     Platinoso
        Pt4+         Platina IV      Platínico
        Sn2+         Estanho II      Estanoso
        Sn4+         Estanho IV       Estânico
        Pb2+         Chumbo II       Plumboso
        Pb4+        Chumbo IV        Plúmbico
       Mn2+         Manganês II     Manganoso
       Mn4+         Manganês IV     Mangânico
REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO
 Todoácido reage com uma base produzindo sal
 mais água.

ÁCIDO + BASE      SAL + ÁGUA
REVISANDO...
SAIS – ARRHENIUS
É  toda e qualquer
 substância que em
 solução    aquosa
 libera um cátion e
 um ânion diferente
 de H+ e OH-.

 LEMBRANDO  QUE
 OS SAIS SOFREM
 DISSOCIAÇÃO!
EXEMPLOS DE SAIS
REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO
 NEUTRALIZAÇÃO    TOTAL: O total de hidrogênios
 ionizáveis do ácido é igual ao total de hidroxilas da
 base.




 NEUTRALIZAÇÃO    PARCIAL: O total de hidrogênios
 ionizáveis do ácido é diferente do total de hidroxilas
 da base.
CLASSIFICAÇÃO DOS SAIS
NOMENCLATURA DOS SAIS
 SAIS   NORMAIS

NOME DO ÂNION (ÁCIDO) + NOME DO CÁTION (BASE)
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
NOMENCLATURA DOS SAIS
 SAIS   ÁCIDOS E BÁSICOS
NOMENCLATURA DOS SAIS
 SAIS   DUPLOS
ÓXIDOS
 Compostos
 binários onde o
 oxigênio    é   o
 elemento      mais
 eletronegativo.

F   O N Cl Br I S C P H
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS
 ÓXIDOS   MOLECULARES

ÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO




 OBSERVAÇÃO:

Utiliza-se os prefixos mono, di, tri, tetra,
penta, hexa, hepta,... ,para indicar o
número de oxigênios e elementos
envolvidos.
NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS
 ÓXIDOS   IÔNICOS

ÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO
NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS
 ÓXIDOS   DE ELEMENTOS COM MAIS DE UMA
    VALÊNCIA

   FeO: ÓXIDO FERROSO – NOX +2
            ÓXIDO DE FERRO II

   Fe2O3: ÓXIDO FÉRRICO – NOX + 3
            ÓXIDO DE FERRO III
NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS
 PERÓXIDOS   – NOX DO O= -1

 H2O2: PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO
 CaO2: PERÓXIDO DE CÁLCIO



 SUPERÓXIDO   – NOX DO O= -1/2

 NaO2: SUPERÓXIDO DE SÓDIO
 CaO4: SUPERÓXIDO DE CÁLCIO
EXERCÍCIO
 1ª)     Escreva o nome dos bases abaixo:

A)NaOH           H) Be(OH)2   O) Fe(OH)3     V) Au(OH)3


B) NH4OH         I) Mg(OH)2   P) Pb(OH)2     W) Co(OH)3


C) LiOH          J) Ca(OH)2   Q) Pb(OH)4     X) Co(OH)2


D) KOH           K) Sr(OH)2   R) Mn(OH)2     Y) Ni(OH)3


E) RbOH          L) CuOH      S) Hg(OH)2     Z) Sb(OH)3


F) CsOH          M) Cu(OH)2   T) Mn(OH)4     A1) Sn(OH)4

G) AgOH          N) Fe(OH)2   U) Pt(OH)2     A2) Pt(OH)4
EXERCÍCIO
 1ª)      Escreva o nome dos sais abaixo:

A) AgNO3          H) K2MnO4      O) MgBr2        V) CaS


B) (NH4)2S        I) BaSO4       P) NaMnO4       W) NaNO2


C) SnCl4          J) NaHCO3      Q) Al4(P2O7)3   X) Ca3(PO4)2


D) KCN            K) KClO3       R) K2CrO4       Y) MgCrO4


E) BaCO3          L) Al2(CO3)3   S) Fe(IO4)2     Z) Ca(HCO3)2


F) Al(NO3)3       M) Na2CO3      T) MgSO3        A1) CaBrCl

G) Na2Cr2O7       N) FeI3        U) SnCl2        A2) KNaSO4
EXERCÍCIO
 1ª)      Escreva o nome dos óxidos abaixo:

A) SO3            H) ZnO       O) Rb2O4    V) Cu2O


B) CO2            I) MgO       P) CO       W) CuO


C) CaO4           J) BaO2      Q) N2O      X) Cl2O


D) K2O            K) CrO3      R) H2O2     Y) Cl2O3


E) Al2O3          L) SnO       S) SO2      Z) Cl2O5


F) P2O3           M) Cs2O2     T) Au2O     A1) Cl2O7

G) P2O5           N) SrO2      U) Au2O3    A2) N2O5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Adrianne Mendonça
 
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando AbreuEletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Fernando Abreu
 
01 aula introdução eletroquímica
01 aula introdução eletroquímica01 aula introdução eletroquímica
01 aula introdução eletroquímica
Clauber Dalmas Rodrigues
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Karol Maia
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
Rebeca Vale
 
7. níveis de energia
7. níveis de energia7. níveis de energia
7. níveis de energia
Rebeca Vale
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
paramore146
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
Kamila Passos
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
José Nunes da Silva Jr.
 
Teste chama 2014
Teste chama 2014Teste chama 2014
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
Rafael Nishikawa
 
Ligações Químicas Aula 1
Ligações Químicas Aula 1Ligações Químicas Aula 1
Ligações Químicas Aula 1
Abraão Matos
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
Fábio Garcia Ferreira
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Adrianne Mendonça
 
Plano de aula de química do 3° ano 3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 3° ano    3° bimestre - cem aryPlano de aula de química do 3° ano    3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 3° ano 3° bimestre - cem ary
PROFESSOR JOSÉ ANTÔNIO PEREIRA - QUÍMICO
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
Pedro Monteiro
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
Ricardo Stefani
 
P h
P hP h

Mais procurados (20)

Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando AbreuEletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
 
01 aula introdução eletroquímica
01 aula introdução eletroquímica01 aula introdução eletroquímica
01 aula introdução eletroquímica
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Leis ponderais
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
7. níveis de energia
7. níveis de energia7. níveis de energia
7. níveis de energia
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Cadeias carbônicas
Cadeias carbônicasCadeias carbônicas
Cadeias carbônicas
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Teste chama 2014
Teste chama 2014Teste chama 2014
Teste chama 2014
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
 
Ligações Químicas Aula 1
Ligações Químicas Aula 1Ligações Químicas Aula 1
Ligações Químicas Aula 1
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Plano de aula de química do 3° ano 3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 3° ano    3° bimestre - cem aryPlano de aula de química do 3° ano    3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 3° ano 3° bimestre - cem ary
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
 
P h
P hP h
P h
 

Destaque

NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICASNOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
Cursos Profissionalizantes
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
Daniela Dameto
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Karol Maia
 
química inorganica de coordenação nomenclatura
química inorganica de coordenação nomenclaturaquímica inorganica de coordenação nomenclatura
química inorganica de coordenação nomenclatura
FERNANDO DE SOUZA
 
Form óxidos peróxidos
Form óxidos peróxidosForm óxidos peróxidos
Form óxidos peróxidos
besteiroalonso
 
Lista de exercicios óxidos
Lista de exercicios    óxidosLista de exercicios    óxidos
Lista de exercicios óxidos
Profª Alda Ernestina
 
Alternative Consensus & Enterprise Blockchain
Alternative Consensus & Enterprise BlockchainAlternative Consensus & Enterprise Blockchain
Alternative Consensus & Enterprise Blockchain
Tobias Disse
 
EDEN - Tarefa E3 6 Termolise
EDEN - Tarefa E3 6 TermoliseEDEN - Tarefa E3 6 Termolise
EDEN - Tarefa E3 6 Termolise
h2portugal
 
Quimica inorganica
Quimica inorganicaQuimica inorganica
Quimica inorganica
Juuhz
 
Tabela de íons
Tabela de íonsTabela de íons
Tabela de íons
nathaliafpaiva
 
Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
Anabel Aguiar
 
Os filos dos invertebrados
Os filos dos invertebradosOs filos dos invertebrados
Os filos dos invertebrados
ederpereiraandrade
 
3quimica roberto func_inorg
3quimica roberto func_inorg3quimica roberto func_inorg
3quimica roberto func_inorg
Eliete Braga
 
Quimica 001 funcoes inorganicas
Quimica  001 funcoes inorganicasQuimica  001 funcoes inorganicas
Quimica 001 funcoes inorganicas
con_seguir
 
Tabela de Cátions e ânions
Tabela de Cátions e ânionsTabela de Cátions e ânions
Tabela de Cátions e ânions
Ari Moreira
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
ggmota93
 
Complementos
ComplementosComplementos
Complementos
Cláudio Santos
 
Lista de exercicios hidróxidos
Lista de exercicios    hidróxidosLista de exercicios    hidróxidos
Lista de exercicios hidróxidos
Profª Alda Ernestina
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Marilena Meira
 
Funções químicas (inorgânicas) 8 serie
Funções químicas (inorgânicas)   8 serieFunções químicas (inorgânicas)   8 serie
Funções químicas (inorgânicas) 8 serie
casraquelbio
 

Destaque (20)

NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICASNOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
química inorganica de coordenação nomenclatura
química inorganica de coordenação nomenclaturaquímica inorganica de coordenação nomenclatura
química inorganica de coordenação nomenclatura
 
Form óxidos peróxidos
Form óxidos peróxidosForm óxidos peróxidos
Form óxidos peróxidos
 
Lista de exercicios óxidos
Lista de exercicios    óxidosLista de exercicios    óxidos
Lista de exercicios óxidos
 
Alternative Consensus & Enterprise Blockchain
Alternative Consensus & Enterprise BlockchainAlternative Consensus & Enterprise Blockchain
Alternative Consensus & Enterprise Blockchain
 
EDEN - Tarefa E3 6 Termolise
EDEN - Tarefa E3 6 TermoliseEDEN - Tarefa E3 6 Termolise
EDEN - Tarefa E3 6 Termolise
 
Quimica inorganica
Quimica inorganicaQuimica inorganica
Quimica inorganica
 
Tabela de íons
Tabela de íonsTabela de íons
Tabela de íons
 
Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
 
Os filos dos invertebrados
Os filos dos invertebradosOs filos dos invertebrados
Os filos dos invertebrados
 
3quimica roberto func_inorg
3quimica roberto func_inorg3quimica roberto func_inorg
3quimica roberto func_inorg
 
Quimica 001 funcoes inorganicas
Quimica  001 funcoes inorganicasQuimica  001 funcoes inorganicas
Quimica 001 funcoes inorganicas
 
Tabela de Cátions e ânions
Tabela de Cátions e ânionsTabela de Cátions e ânions
Tabela de Cátions e ânions
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Complementos
ComplementosComplementos
Complementos
 
Lista de exercicios hidróxidos
Lista de exercicios    hidróxidosLista de exercicios    hidróxidos
Lista de exercicios hidróxidos
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Funções químicas (inorgânicas) 8 serie
Funções químicas (inorgânicas)   8 serieFunções químicas (inorgânicas)   8 serie
Funções químicas (inorgânicas) 8 serie
 

Semelhante a FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO

Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Silvio Gentil
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
Marcos Júnior
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
edneigoncalves74
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
ssuser46216d
 
Funcoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completoFuncoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completo
Everson Carabolante
 
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Karol Maia
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
ISJ
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
Aula Particular Aulas Apoio
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
AulasParticularesInfo
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
Lucia Silveira
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
Aulas Apoio
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
jorgehenriqueangelim
 
Oxidos
OxidosOxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
Alberto Macêdo
 
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando AbreuFunções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
Fernando Abreu
 
Apresentação Funções Inorgânicas
Apresentação Funções InorgânicasApresentação Funções Inorgânicas
Apresentação Funções Inorgânicas
RenanKiev
 
Química geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
Química geral - Ácidos e Bases Funções InorgânicasQuímica geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
Química geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
Jean Carlos
 
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
Vídeo Aulas Apoio
 

Semelhante a FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO (20)

Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
 
Funcoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completoFuncoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completo
 
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
 
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
Funções inorgânicas ( ácidos e bases )
 
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando AbreuFunções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
Funções Inorgânicas - Prof. Fernando Abreu
 
Apresentação Funções Inorgânicas
Apresentação Funções InorgânicasApresentação Funções Inorgânicas
Apresentação Funções Inorgânicas
 
Química geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
Química geral - Ácidos e Bases Funções InorgânicasQuímica geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
Química geral - Ácidos e Bases Funções Inorgânicas
 
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
 

Último

farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 

Último (20)

RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 

FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO

  • 2. DEFINIÇÃO:  As substâncias químicas devem ser agrupadas de acordo com as suas PROPRIEDADES COMUNS.  Essas propriedades são denominadas de PROPRIEDADES FUNCIONAIS.  Em função dessas propriedades podemos agrupar as substâncias em grupos aos quais chamaremos de FUNÇÕES INORGÂNICAS.
  • 3. IONIZAÇÃO É a quebra da ligação covalente devido a diferença de eletronegatividade entre os átomos ligantes, com a formação de íons.
  • 5. DISSOCIAÇÃO O compostos iônicos em contato com a água sofrem DISSOCIAÇÃO onde seus íons são separados.
  • 6. GRAU DE IONIZAÇÃO E DISSOCIAÇÃO  Nem todas as moléculas e compostos iônicos sofrem ionização e dissociação. Portanto,  Exemplo 01: Adiciona-se 600 moléculas de HCl a água. Sabendo-se que apenas 540 moléculas serão ionizadas, qual o grau de ionização do HCl?
  • 7. ÁCIDOS – ARRHENIUS É toda e qualquer substância que em solução aquosa libera como único cátion H+.
  • 9. CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS  1º) Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis:  MONOÁCIDOS  DIÁCIDOS  TRIÁCIDOS  TETRÁCIDOS
  • 11. CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS  2º) Quanto a presença de OXIGÊNIO:  HIDRÁCIDOS  OXIÁCIDOS
  • 12. CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS  3º) Quanto ao GRAU DE IONIZAÇÃO - HIDRÁCIDOS:  FRACOS: Ex.: HCN = 0,00008% - Todos os demais hidrácidos  MODERADOS: Ex.: H3PO4 = 27% - HF  FORTES: Ex.: HCl = 92% - HBr - HI
  • 13. CLASSIFICAÇÃO DOS ÁCIDOS  3º) Quanto ao GRAU DE IONIZAÇÃO - OXIÁCIDOS: X=Nº de átomos de oxigênio – Nº de hidrogênios ionizáveis Exemplos:
  • 15. CONDUTIBILIDADE ELÉTRICA Em solução conduz a corrente elétrica.
  • 16. AÇÃO SOB INDICADORES FENOLFTALEINA AZUL DE BROMOTIMOL AZUL DE BROMOTIMOL FENOLFTALEÍNA
  • 17. NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS  HIDRÁCIDOS ÁCIDO + NOME DO ELEMENTO + ÍDRICO  Exemplos:  HF: ÁCIDO FLÚORÍDRICO  HCl: ÁCIDO CLORÍDRICO  HBr: ÁCIDO BROMÍDRICO  HI: ÁCIDO IODÍDRICO  H2S: ÁCIDO SULFÍDRICO  HCN: ÁCIDO CIANÍDRICO
  • 18. NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS  OXIÁCIDOS E DEMAIS ÁCIDOS... ÁCIDO + ELEMENTO FORMADOR + ATO OU ICO  Reação de Ionização – Tabela dos Ânions  1º) Elementos que possuem uma única valência: ITO (XILITO) OSO (GOSTOSO) ATO (PATO) ICO (BICO)  Exemplo:  H2ZnO2 2H+ + ZnO2-2 (Zincato) ÁCIDO ZÍNCICO.
  • 19. NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS ÁCIDO + ELEMENTO FORMADOR + ATO OU ICO  2º) Elementos que possuem duas valências: ITO (XILITO) OSO (GOSTOSO) ATO (PATO) ICO (BICO) Exemplo:  H2SO3 2H+ + SO3-2 (SULFITO) ÁCIDO SULFUROSO  H2SO4 2 H+ + SO4-2 (SULFATO)  ÁCIDO SULFÚRICO
  • 20. NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS 3º) Elementos que possuem várias valências: HIPO OSO OSO ICO PER ICO HCLO – ÁCIDO HIPO CLOROSO – NOX+1 HCLO2 – ÁCIDO CLOROSO – NOX +3 HCLO3 – ÁCIDO CLÓRICO - NOX +5 HCLO4 – ÁCIDO PER CLÓRICO – NOX +7
  • 21. NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS 3º) Nomenclatura ORTO – META – PIRO por GRAU DE HIDRATAÇÃO:  Ácido orto – Maior Grau de Hidratação;  Ácido meta – Retirada de uma molécula de água do ácido orto.  Ácido Piro – De duas moléculas de ácido orto retira-se uma molécula de água:  H3PO4 – ÁCIDO ORTOFOSFÓRICO (- 1 H2O):  HPO3 – ÁCIDO METAFOSFÓRICO  H3PO4 x 2= H6P2O8 – 1H20 = H4P2O7 ÁCIDO PIROFOSFÓRICO
  • 22. EXERCÍCIO  1ª) Escreva o nome dos ácidos abaixo: A) HCl H) HAlO2 O) H2CO3 V) H3SbO4 B) HI I) HBrO3 P) H2CrO4 W) H3SbO3 C) HCN J) HOCN Q) H2Cr2O7 X) H3AsO4 D) HBr K) H3PO2 R) H2SnO3 Y) H3[Fe(CN)6] E) HF L) HIO S) H2SnO2 Z) H4SiO4 F) HSCN M) HIO3 T) H2MnO4 A1) H4As2O7 G) CH3COOH N) HMnO4 U) H2ZnO2 A2) H4P2O7
  • 24. BASES OU HIDRÓXIDOS – ARRHENIUS É toda e qualquer substância que em solução aquosa libera como único ânion OH-.  LEMBRANDO QUE AS BASES SOFREM DISSOCIAÇÃO!
  • 26. CLASSIFICAÇÃO DAS BASES  1º) Quanto ao número de Oxidrilas:  MONOBASES  DIBASES  TRIBASES  TETRABASES
  • 28. CLASSIFICAÇÃO DAS BASES  1º) Quanto a sua FORÇA:  FORTES: São bases derivadas de METAIS ALCALINOS E METAIS ALCALINOS TERROSOS *exceção: Mg(OH)2  FRACAS: São bases que se ligam aos demais cátions:
  • 29. CLASSIFICAÇÃO DAS BASES  2º) Quanto à SOLUBILIDADE:  SOLÚVEIS: Bases derivadas de Metais Alcalinos e Hidróxido de Amônio.  POUCO SOLÚVEIS: Bases derivadas de Metais Alcalinos Terrosos.  INSOLÚVEIS: As bases derivadas dos demais metais.
  • 30. PROPRIEDADES DAS BASES SABOR CAÚSTICO OU ADSTRINGENTE
  • 31. CONDUTIBILIDADE ELÉTRICA Em solução conduz a corrente elétrica.
  • 32. FENOLFTALEINA AZUL DE BROMOTIMOL
  • 33. NOMENCLATURA DAS BASES HIDRÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO  Exemplos:  NaOH: HIDRÓXIDO DE SÓDIO  LiOH: HIDRÓXIDO DE LÍTIO  Ba(OH)2: HIDRÓXIDO DE BÁRIO  NH4OH: HIDRÓXIDO DE AMÔNIO  Sn(OH)4: HIDRÓXIDO DE ESTANHO  Al(OH)3: HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO
  • 34. NOMENCLATURA DAS BASES  Fe(OH)2: HIDRÓXIDO FERROSO – NOX +2 HIDRÓXIDO DE FERRO II  Fe(OH)3: HIDRÓXIDO FÉRRICO – NOX + 3 HIDRÓXIDO DE FERRO III  Pb(OH)2: HIDRÓXIDO PLUMBOSO – NOX +2 HIDRÓXIDO DE CHUMBO II  Pb(OH)4: HIDRÓXIDO PLÚMBICO – NOX +4 HIDRÓXIDO DE CHUMBO IV
  • 35. CÁTIONS METÁLICOS FÓRMULA NOMENCLATURA NOME CLÁSSICO Cu+ Cobre I Cuproso Cu2+ Cobre II Cúprico Hg+ (Hg2)2+ Mercúrio I Mercuroso Hg2+ Mercúrio II Mercúrico Au+ Ouro I Auroso Au3+ Ouro III Áurico Fe2+ Ferro II Ferroso Fe3+ Ferro III Férrico Co2+ Cobalto II Cobaltoso Co3+ Cobalto III Cobáltico Ni2+ Níquel II Niqueloso Ni3+ Níquel III Niquélico Pt2+ Platina II Platinoso Pt4+ Platina IV Platínico Sn2+ Estanho II Estanoso Sn4+ Estanho IV Estânico Pb2+ Chumbo II Plumboso Pb4+ Chumbo IV Plúmbico Mn2+ Manganês II Manganoso Mn4+ Manganês IV Mangânico
  • 36. REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO  Todoácido reage com uma base produzindo sal mais água. ÁCIDO + BASE SAL + ÁGUA
  • 38. SAIS – ARRHENIUS É toda e qualquer substância que em solução aquosa libera um cátion e um ânion diferente de H+ e OH-.  LEMBRANDO QUE OS SAIS SOFREM DISSOCIAÇÃO!
  • 40. REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO  NEUTRALIZAÇÃO TOTAL: O total de hidrogênios ionizáveis do ácido é igual ao total de hidroxilas da base.  NEUTRALIZAÇÃO PARCIAL: O total de hidrogênios ionizáveis do ácido é diferente do total de hidroxilas da base.
  • 42. NOMENCLATURA DOS SAIS  SAIS NORMAIS NOME DO ÂNION (ÁCIDO) + NOME DO CÁTION (BASE)
  • 44. NOMENCLATURA DOS SAIS  SAIS ÁCIDOS E BÁSICOS
  • 46. ÓXIDOS  Compostos binários onde o oxigênio é o elemento mais eletronegativo. F O N Cl Br I S C P H
  • 52. NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS  ÓXIDOS MOLECULARES ÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO  OBSERVAÇÃO: Utiliza-se os prefixos mono, di, tri, tetra, penta, hexa, hepta,... ,para indicar o número de oxigênios e elementos envolvidos.
  • 53. NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS  ÓXIDOS IÔNICOS ÓXIDO + DE + NOME DO ELEMENTO
  • 54. NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS  ÓXIDOS DE ELEMENTOS COM MAIS DE UMA VALÊNCIA  FeO: ÓXIDO FERROSO – NOX +2 ÓXIDO DE FERRO II  Fe2O3: ÓXIDO FÉRRICO – NOX + 3 ÓXIDO DE FERRO III
  • 55. NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS  PERÓXIDOS – NOX DO O= -1  H2O2: PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO  CaO2: PERÓXIDO DE CÁLCIO  SUPERÓXIDO – NOX DO O= -1/2  NaO2: SUPERÓXIDO DE SÓDIO  CaO4: SUPERÓXIDO DE CÁLCIO
  • 56. EXERCÍCIO  1ª) Escreva o nome dos bases abaixo: A)NaOH H) Be(OH)2 O) Fe(OH)3 V) Au(OH)3 B) NH4OH I) Mg(OH)2 P) Pb(OH)2 W) Co(OH)3 C) LiOH J) Ca(OH)2 Q) Pb(OH)4 X) Co(OH)2 D) KOH K) Sr(OH)2 R) Mn(OH)2 Y) Ni(OH)3 E) RbOH L) CuOH S) Hg(OH)2 Z) Sb(OH)3 F) CsOH M) Cu(OH)2 T) Mn(OH)4 A1) Sn(OH)4 G) AgOH N) Fe(OH)2 U) Pt(OH)2 A2) Pt(OH)4
  • 57. EXERCÍCIO  1ª) Escreva o nome dos sais abaixo: A) AgNO3 H) K2MnO4 O) MgBr2 V) CaS B) (NH4)2S I) BaSO4 P) NaMnO4 W) NaNO2 C) SnCl4 J) NaHCO3 Q) Al4(P2O7)3 X) Ca3(PO4)2 D) KCN K) KClO3 R) K2CrO4 Y) MgCrO4 E) BaCO3 L) Al2(CO3)3 S) Fe(IO4)2 Z) Ca(HCO3)2 F) Al(NO3)3 M) Na2CO3 T) MgSO3 A1) CaBrCl G) Na2Cr2O7 N) FeI3 U) SnCl2 A2) KNaSO4
  • 58. EXERCÍCIO  1ª) Escreva o nome dos óxidos abaixo: A) SO3 H) ZnO O) Rb2O4 V) Cu2O B) CO2 I) MgO P) CO W) CuO C) CaO4 J) BaO2 Q) N2O X) Cl2O D) K2O K) CrO3 R) H2O2 Y) Cl2O3 E) Al2O3 L) SnO S) SO2 Z) Cl2O5 F) P2O3 M) Cs2O2 T) Au2O A1) Cl2O7 G) P2O5 N) SrO2 U) Au2O3 A2) N2O5