SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Studio Farol
Copyright©
Pr. Robson Colaço de Lucena
2
MMA – Ministério Missão América
Consultoria Espiritual
Projeto Evangelismo & Missões
Rua Eunildes Leite, 281
58.125-000 – Alagoa Nova – Paraíba – Brasil
www.missaoamerica.com.br
www.terapianoamor.com.br
Gráfica Farol
missaoamerica@gmail.com
Dados do Catálogo Missão América
LUCENA, Robson Colaço de,
Teologia Básica
Curso de Missão e Evangelismo Contemporâneo
Missiologia
Consultor Espiritual
Pr. Robson Colaço de Lucena – Alagoa Nova – PB, 2024, 66 p
ORCID=0009-0002-7544-0337
Marcos 16:15 – Ide por todo mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura.
3
Prefácio
O nosso Curso de Missões e Evangelismo Contemporâneo, apresenta um
diferencial dos outros conteúdos, por narrar a realidade presente em que a Igreja
do Senhor Jesus enfrenta. Sendo atacada por divisas investidas dos demônios,
que envolve sexo, musica profana, idolatria denominacional, heresias e abuso
financeiros por parte de alguns líderes.
Apresentamos uma linguagem de fácil compreensão e ao mesmo tempo
uma rica coletânea de assuntos relacionados à Missão em Evangelismo, que o
imperativo de Jesus Cristo quando citou no Evangelho de Marcos 16:15 – Ide
por todo mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura.
Perceptivelmente a maioria das denominações negligencia essa ordem
divina e ficam na zona de conforto, em cultos para salvos, desenrolando com
louvores pessoais das bandas, mensagens que promovem os pregadores, e
uma abusiva doutrina de dízimos e ofertas, que promovem o bem estar e
enriquecimento da liderança local.
É última hora, Jesus Cristo está voltando, e o mundo precisa
urgentemente de uma restauração na Palavra de Deus. Enfim, o maior objetivo
da Igreja é anunciar o Evangelho e apresentar muitas vidas restauradas em
Jesus Cristo.
Pastor Robson Colaço de Lucena
MMA – Ministério Missão América
Consultoria Espiritual
4
Índice
Temas Páginas
- Dados Gráfico 02
- Prefácio 03
01 – Missão e Evangelismo Contemporâneo 05
02 – Teologia Conceito Geral 09
03 – Missão Transcultural 22
04 – Evangelismo Urbano 27
05 – Evangelismo Rural 32
06 – Evangelismo Infantil 36
07 – Culto Doméstico – Ética Cristã 38
08 – Como Abrir Uma Igreja Evangélica – Documentos 41
09 – Modelo de Regimento Interno 42
10 – Modelo de Estatuto da Igreja 54
11 – Documentos Que Devem Ser Entregues 64
12 – Considerações Finais 65
5
Missão e Evangelismo Contemporâneo
01 – Evangelismo
Uma Fonte de vida que corre no coração de Deus Evangelismo, ou
missão no Evangelho como muitos cristãos costumam chamar, pode ser
considerado o maior propósito de Deus para com os pecadores, embora muitos
cristãos não compreendam esse ministério.
Normalmente, quando alguém se forma em um seminário teológico cristão,
busca esse conhecimento para tornar-se pastor, arrebanhando e administrando
a Igreja do Senhor; embora esse chama pastoral esteja totalmente voltado para
pregar o Evangelho a todas as criaturas na face da terra.
O Evangelismo pessoal é o método mais antigo que é aplicado na Igreja ao
longo dos séculos, e ainda o mais eficaz. Esse evento ministerial foi ensinado
por Jesus Cristo por mais de dois mil anos e que é o responsável pelo
crescimento da Igreja. Marcos 16:15 - E disse-lhes Jesus: Ide por todo o
mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Esse meio básico que não precisa de muita coisa para que funcione, e muito
eficaz, de maneira que não importa a cor, idade, sexo, posição social; basta
somente a convicção de um crente salvo para anunciar as Boas Novas de
Salvação.
Todo o tipo de Evangelização é importante, mas quando se trata de falar com
outra pessoa, corpo a corpo, existe a grande vantagem do missionário interagir
com o evangelizado, é o momento em que as dúvidas a respeito do amor de
Cristo, e outros termos Bíblico, pode ser esclarecido com mais clareza.
Desafio
Pregar o Evangelho não é um mar de rosas como alguns dirigentes instigam
a Igreja nos dias que tem “Culto Missionário”; de certa forma as por mais
empolgante que seja, as pessoas sentem dificuldades em interagir com
estranhos, especialmente que se trata do sexo feminino.
Exige um chamado diretivo da parte de Deus; de certa forma todas os salvos
são missionários nato; mas, quando mencionamos o “O Campo Missionário”,
onde existe a dedicação exclusiva, então o assunto é mais sério, e para esses
casos deve haver um credenciamento por parte do ministério.
Outro grande desafio no campo evangelístico é que normalmente os pastores
têm os seus salários garantidos, e uma pequena parte dos missionários recebem
o incentivo para exercer o ministério. Motivo pelo qual a direção das igrejas,
instiga aos fiéis que tem esse chamado, para executar a tarefa de maneira
voluntária, porque dessa maneira não existem gastos, e quando necessário o
missionário(a), é descartado, sendo substituído por outro. É como se a
consagração do missionário fosse diferente da pastoral.
A prova da veracidade dessa discriminação por parte de algumas
denominações podemos observar que em determinados casos quem pastoreia
uma igreja são alguns missionários, enquanto a maioria recebe a título pastoral,
como se o reino de Deus apresentasse “Dois pesos e duas medidas”. Pelo
contrário, os maiores missionários que encontramos na Bíblia Sagrada foram:
Jesus Cristo e Paulo, e ambos nunca dirigiram congregações, casaram ou
6
batizaram qualquer cristão. Pois não tinha esse orgulho de sobrepor um
ministério pelo outro.
Chamado
O “Evangelismo Pessoal” é o chamado de cada servo de Deus para falar do
amor de Jesus Cristo, mediante a graça salvador outorgada por Deus, sem
acepção de pessoa, pelo contrário, ele não leva em conta o tempo de pecados
das pessoas. Atos dos Apóstolos 17:30 – Mas Deus, não tendo em conta os
tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar
que se arrependam.
O mais importante é que todos cheguem ao pleno conhecimento da salvação
eterna vinda através do sacrifício propiciatório de Jesus Cristo. Sendo uma ação
sobrenatural vinda através do Espírito Santo. João 16:7-8 / 07 – Disse Jesus:
Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que eu vou. Se eu não for, o
Conselheiro (Espírito Santo) não virá para vocês; mas se eu for, eu o
enviarei. /08 – Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça
e do juízo.
Todo esse chamado é maravilhoso, com tudo tem que haver uma
particularidade que é o chamado de Deus para exercer essa grande obra
missionária, e acima de tudo, receber a unção do Espírito Santo. Atos dos
Apóstolos 1:8 - Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir
sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a
Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.
Objetivo
Todos os projetos na face da terra têm que haver um objetivo, e Deus não faz
nada por acaso ou de forma irresponsável. E no caso do Evangelismo Pessoal,
os missionários e evangelistas tem que fixas em suas mentes um “Público Alvo”,
que pode se destacar das seguintes maneiras:
01 - Salvar as almas perdidas dos pecadores;
02 - Restaurar os que estão fora do evangelho, uma vez que desistiram por
algum motivo banal;
03 - Edificar em graça e conhecimento aos crentes salvo, preparando novos
anunciadores da Palavras para que a obra continue na face da terra até o último
salvo ser alcançado.
Lucas 19:10 - Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia
perdido.
Desde o primórdio da Igreja Neotestamentária, sempre houve urgência para
que o Evangelho fosse anunciado a todas as pessoas; tendo em vista que a cada
segundo um grande número de pescadores morrem sem ter aceitado a Jesus
Cristo. Acontece esse fenômeno porque essas referidas pessoas, escutam a
Palavra de Deus e não creem na obra salvadora de Jesus Cristo; de maneira
que não existe desculpas diante de Deus, para quem quer argumentar que não
ouviu o Evangelho. Romanos 2:12 – Porque todos os que sem lei pecaram,
sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão
julgados.
Outra questão que instiga os salvos a pregarem a tempo e fora de tempo; é
o fato de o diabo não descansar, trabalhando intensamente no plano material
em que vivemos, para tragar o maior número de almas. Pedro 5:8 - Sede
7
sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor,
bramindo como um leão, buscando a quem possa tragar.
Crescendo Com a Igreja
A Igreja genuinamente cristã é responsável pela orientação espiritual de todos
os salvos; por essas razões ela não pode parar, pois depende primordialmente
do Evangelismo para dar continuidade ao aperfeiçoamento de salvo. Não precisa
de um conhecimento científico ou técnico para perceber que uma Igreja que
evangeliza muito, cresce muito; uma Igreja que evangeliza pouco, cresce pouco;
contudo, a Igreja que não evangeliza, também não cresce, fica atrofiada
espiritualmente.
Existe uma grande diferença entre a Igreja neotestamentário de Atos dos
Apóstolos e dos tempos atuais. A primitiva crescia rápido na graça conhecimento
de Jesus Cristo, por outro lado a que temos na atualidade é uma Igreja doente
espiritualmente e com muitos vícios no pecado.
Os mesmos pecados em Atos dos Apóstolos, são os que temos na atualidade;
a diferença acontece com o precedente de que as pessoas pós-modernistas,
compartilha de uma infidelidade espiritual contra Deus, cedendo aos encantos
mortais do diabo. Outra questão que contribui com o crescimento da Igreja
antiga, foi pelas perseguições sofridas, motivo pelo qual cada salvo através da
inspiração no Espírito Santo, sentiam a necessidade de pregar a Palavra de
Deus. Contudo, no contexto atual, os salvos sofrem as mesmas perseguições
em todas as esferas, que sejam políticas, sociais e espirituais; mas, se
acomodam ficando adaptados ao mundo. Vejamos um versículo da Igreja
primitiva. Atos 5:4 - Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte,
anunciando a palavra.
Base de Sustentação do Evangelho
Diariamente nos deparamos com muitas novidades que são implementadas
a missão evangelística nos dias atuais; todavia, a única base que acrescenta,
mantém e firma a Igreja do Senhor na face da terra é a “Bíblia Sagrada” manual
de vida dos missionários e alimento espiritual para todas as almas que creem
em Jesus Cristo. Os outros livros são apenas experiências humanas e
conhecimento secular, que de certa forma agrega valor; mas, se a “Bíblia” for
removida, as pessoas passarão a crerem mandamentos humanos, vivendo em
mais uma seita e heresia.
No Antigo Testamento, temos uma excelente passagem que mostra que a
Bíblia não deixa ninguém sem uma resposta plausível e espiritual da parte de
Deus. Isaías 55:11 - Assim será a minha palavra, que sair da minha boca;
ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará
naquilo para que a enviei.
O Evangelismo pessoal é uma grande dádiva de Deus para com os homens,
e quem o recebe, toma posse de um grande tesouro eterno, e os que anunciam,
também são galardoados de maneira imensurável, especialmente porque todo
missionário passa por tribulações, mas voltam com o coração rejubilando de
alegria diante dos homens e de Deus. Salmos 126:5-6 / 05 - Os que semeiam
em lágrimas segarão com alegria. / 06 - Aquele que leva a preciosa
semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo
consigo os seus molhos.
8
Imperativo
O Evangelismo Pessoal ou Missão, é um imperativo da parte de Deus para
os salvos; mesmo que um grupo de cristão tenha esse ofício como um hobby,
podemos encontrar infinitas maneiras de anunciar as Boas Novas de Salvação.
O que na verdade importa é que a Palavra de Deus seja pregada. Todavia, não
podemos deixar de expor que em todas circunstâncias, anunciar o Evangelho é
uma tarefa árdua exigindo esmero por parte de quem ministra diante dos
pecadores.
Cumpri o “Ide Anunciar o Evangelho”, é um evento glorioso tanto diante de
todos os homens, bem como na presença de Deus; e na maioria dos casos os
missionários são ignorados até mesmo por parte dos que fazem parte do
ministério eclesiástico da Igreja. No entanto, o que importa é cumprir cabalmente
a ordem de Jesus Cristo. Senão, como os pecadores encontrarão a luz da
salvação?
Romanos 10:14-15 / 14 - Como, pois, invocarão aqueles em quem não
creram? e como creram naquele de quem não ouviram? e como ouvirão,
se não há quem pregue? / 15 E como pregarão, se não forem enviados?
como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho
de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.
Então, cada cristão deve compreender que é uma excelsa honra, pregar o
Evangelho, e dar um caminho de vida eterna para as almas que em escuridão
caminham em direção a destruição. Por isso, cada anunciador do Evangelho
nunca pensa nas dificuldades que podem passar; mas, na alegria de resgatar
uma alma das correntes do diabo, e às direciona a presença de Deus
Enfim, Evangelizar é:
Terminando nosso primeiro módulo do Curso – Missões e Evangelismo;
compreendemos que é honroso para um salvo anunciar o Evangelho às almas
que por falta de conhecimento Bíblico, padecem na escuridão e sequidão
espiritual em rumo a uma eternidade caótica no âmbito espiritual.
Aprendemos que a cada segundo as Seitas e Heresias ensinadas pelo diabo
através dos seus ministros no mundo presente, estão tragando milhares de
almas para as profundezas do inferno, e a Igreja de Deus deve urgentemente
agilizar missões e evangelismo em todas as esferas da sociedade.
Entretanto, não devemos subestimar o campo missionário, porque
evangelizar não é uma fácil; requer um chamado, dedicação, renúncia e amor
incondicional pelas pessoas. A verdade deve estar em primeiro lugar,
observando cada caso com carinho e peculiaridade; sabendo que a palavra de
condenação nunca deve estar nos lábios do evangelista, porque Deus não nos
colocou como juiz, e sim, mensageiro do seu amor.
Enfim, evangelizar é acender uma luz espiritual em meios as trevas da alma
humana; e quem acende uma luz é o primeiro a iluminar-se, como dizia o poeta
nos tempos passados. Então, todo salvo que tenha o desejo de pregar o
Evangelho, deve ficar de braços abertos, como Cristo fez na cruz; para receber
todas as pessoas; que sejam boas ou não. (Pastor Robson Colaço de Lucena)
Missão está no coração de Deus
9
Avaliação de Conteúdo
01 - De quem é o grande propósito em Missão ou Evangelismo?
a) ( ) Dos pastores para com os pecadores
b) ( ) De Deus para com os pecadores
c) Dos pecadores para com Deus
02 - Qual foi o grande imperativo de Jesus para com a Igreja?
a) ( ) Marcos 16:15 - Disse-lhes Jesus: Ide por todo o mundo pregai o
evangelho a toda criatura
b) ( ) Hebreus 12:14 – Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual
ninguém verá o Senhor
c) ( ) João 7:53 – Então cada um foi para a sua casa
03 - Qual a Base de Sustentação do Evangelho?
a) ( ) A Bíblia Sagrada
b) ( ) Um bom curso de missões e evangelismo
c) ( ) Ter a credencial de pastor missionário
04 - Qual o objetivo da missão em evangelismo?
a) ( ) Salvar, louvar e forma missionários
b) ( ) Edificar, cantar e estudar
c) ( ) Salvar, restaura e edificar
05 - A verdadeira missão evangelística estar:
a) No coração do missionário
b) No coração do pecador
c) No coração de Deus
02 - Introdução a Teologia – Conceito Geral
Teologia – É a ciência concernente ao coisas de Deus, é impossível
interpretar a Bíblia Sagrada sem a ação do Espírito Santo, e na esfera humana
a interpretação da Teologia, sabendo discernir e respeitar os conceitos de alguns
teólogos; que de certa maneira divergem em alguns pontos; mas, o importante
é não perder a essência da Palavra de Deus, deixando de lado algumas
interpretações que não agregam valores ao nosso crescimento espiritual.
A teologia abrange várias vertentes como:
● Teologia Exegética – Termo que vem do grego que significa “Extrair”. De
modo que procura desvendar o verdadeiro significa das Sagradas
Escrituras.
● Teologia Dogmática – Estuda os verdadeiros fundamentos da fé,
apresentando nos credos da Igreja.
● Teologia Histórica – Estudo que envolve a história da igreja e o
desenvolvimento da interpretação doutrinária.
● Teologia Bíblica - Tem a função de traçar o progresso da vaidade pelo
meio de diversos Livros da Bíblia Sagrada, descrevendo cada autor com
as suas peculiaridades apresentando a veracidade das doutrinas da
Palavra de Deus.
10
● Teologia Sistemática – Nessa interpretação do estudo da Bíblia
Sagrada, os ensinamentos são aplicados em uma sincronia em que os
termos são agrupados em tópicos.
Se fossemos aplicar os diversos conceitos, certamente, estaríamos
desertando uma aplicação acadêmica; no entanto, como o nosso curso é uma
introdução a Missão em Evangelismo, iremos nos aprofundar em pequena
escala, para que você apreenda gradativamente, sem perder a o sentido que
estamos proporcionando ao ministério evangelístico.
Base da Teologia
A Bíblia Sagrada é dividida em dois testamentos; Antigo Testamento e Novo
Testamento, de maneira que no Novo Testamento podemos encontrar uma
coletânea de 27 Livros, ocupando apenas um terço do volume Bíblico. Quanto
ao Antigo Testamento nos deparamos com escrituras que cobrem um período
de milenar, tendo a maior parte de toda a Escritura Sagrada.
Por outro lado, o Novo Testamento teve menos de um século para ser
concluído; sendo uma Nova Aliança chamada de “Graça", totalmente diferente
da Antiga Aliança conhecida como a “Lei”.
Hebreus 9:15-16-17
15 - E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a
morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro
testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.
16 - Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do
testador.
17 - Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum
valor enquanto o testador vive?
Escrita originalmente em grego, entre 45-95 D.C. Os livros do Novo
Testamento não estão arranjados na ordem cronológica em que foram escritos.
As primeiras epístolas de Paulo foram os primeiros livros do Novo
Testamento a ser escritos, e não os evangelhos. E mesmo o arranjo das
epístolas paulinas não segue a sua ordem cronológica, porquanto na epístola de
Paulo aos Gálatas (ou talvez 1 Tessalonicenses) foi a epístola escrita bem antes
daquela dirigida aos Romanos, a qual figura em primeiro lugar em nossas Bíblias
pelo fato de ser a mais longa das epístolas de Paulo; e entre os evangelhos, o
de Marcos, não o de Mateus, parece ter sido aquele que primeiro foi escrito. A
ordem em que esses livros aparecem, por consequência, é uma ordem lógica.
Os evangelhos estão postos em primeiro lugar porque descrevem os
eventos cruciais de Jesus. Entre os evangelhos, o de Mateus vem
apropriadamente antes de todos devido à sua extensão e ao seu íntimo
relacionamento com o Antigo Testamento, que o precede imediatamente. No
livro de Atos dos Apóstolos, uma envolvente narrativa do bem sucedido
surgimento e expansão da Igreja na Palestina e daí por toda a Síria, Ásia Menor,
Macedônia, Grécia e até lugares distantes como Roma, na Itália. O livro de Atos
é a segunda divisão de uma obra em dois volumes, Lucas-Atos.) Bastam-nos
essas ideias quanto aos livros históricos do Novo Testamento. As epístolas e,
finalmente, o livro de Apocalipse, explanam a significação teológica da história
da redenção, além de extraírem daí certas implicações éticas. Entre as epístolas,
as de Paulo ocupam o primeiro lugar e entre elas, a ordem em que foram
arranjadas segue primariamente a ideia da extensão decrescente, levando-se
em conta a grande exceção formada pelas Epístolas Pastorais (I e II Timóteo e
11
Tito), as quais antecedem a Filemon, a mais breve das epístolas paulinas que
chegaram até nós. A mais longa das epístolas não-paulinas, aos Hebreus (cujo
autor nos é desconhecido), aparece em seguida, depois da qual vêm as epístolas
Católicas ou Gerais, escritas por Tiago, Pedro, Judas e João. E por fim, temos o
livro que lança os olhos para o futuro retorno de Cristo, o Apocalipse, livro esse
que leva o Novo Testamento a um muito apropriado clímax.
O Novo Testamento é o livro mais lido no mundo. Seu tema supremo é o
Senhor Jesus Cristo. Seu objetivo supremo é a Salvação dos seres humanos.
Seu projeto supremo é o reinado final do Senhor Jesus num império sem limites
e eterno.
No Novo Testamento está a base das principais Doutrinas Teológicas.
Os Evangelhos
Voltando a atenção aos quatro evangelhos, que é uma coletânea de
registros especiais quando os examinamos coletivamente.
Inicialmente, podemos perguntar: Por que há quatro evangelhos, especialmente
quando os três primeiros parecem abranger quase o mesmo assunto?
Um só não seria melhor?
Como estamos tratando de Escritos Divinamente inspirados por Deus, a
resposta final, naturalmente, é que há quatro porque Deus assim quis: mas
podemos acrescentar que existem causas intensas para Deus Ter feito isso. Os
quatro Evangelhos apresentam individualidade que não pode ser anulada,
porque perderia a sua essência.
A unidade do tema, somada à sua diversidade é que os torna tão
interessantes à mente é tão satisfatório ao coração. Também podemos explicar
a necessidade dos quatro evangelhos facilmente pelo fato de ter havido, nos
tempos apostólicos, quatro classes representativas do povo:
● Judeus;
● Romanos;
● Gregos;
● E a Igreja.
De forma que cada um dos evangelistas escreveu para uma classe
totalmente diferenciada, amoldando-se ao seu caráter, às suas necessidades e
ideais.
Tipologia Bíblia
Nos Evangelhos encontramos quatro figuras especificas com expressão
completamente espiritual, para que o pecador compreenda em uma linguagem
de facial compreensão, tendo em vista que as imagens apresentam uma melhor
maneira de absorver o conteúdo. Vejamos cada Evangelhos apresentando um
ícone específico.
● Mateus Judeus O Filho de Deus Leão;
● Marcos Romanos O Servo Boi;
● Lucas Gregos Filho do homem Rosto de homem;
● João Igreja O Salvador Águia.
O Evangelho Segundo Mateus – Uma mensagem voltada para os judeus,
tendo em vista que eles esperavam pela vinda do Messias, prometido no Velho
Testamento, apresenta Jesus como o Messias o filho de Deus. O Leão era o
símbolo da tribo de Judá, a tribo real. Em Mateus nosso Senhor é
12
singularmente "o Leão da Tribo de Judá " João 3: 17 e eis que uma voz dos céus
dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
Em Mateus, o evangelho do Rei, vê-se nos primeiros capítulos o Rei dos Judeus
e por Fim o Rei soberano nos céus e na terra, enviando para exigir sua sujeição
e homenagem.
O Evangelho Segundo Marcos - Foi escrito em particular para os Romanos,
um povo cujo ideal era o poder e o serviço, assim Marcos descreveu Cristo o
Servo fiel. O Boi é o emblema do trabalho servil. Ele representava entre os
antigos do oriente, o trabalho paciente e produtivo. A ênfase do livro se encontra
num Cristo ativo, um Servo forte, mas humilde. Em Marcos, o evangelho do
grande Servo de Deus, enfatizam-se os atos de Cristo, não as Suas palavras,
Marcos conta a lida incansável do Servo de Jeová.
O Evangelho Segundo Lucas – Teve o objetivo de alcançar um povo culto, os
Gregos, cujo alvo era atingir a perfeição e assim chegar a ser deus, assim Lucas
apresenta Cristo como o Filho do homem, perfeito em tudo e que chegou a ser
Deus. O homem é símbolo de inteligência, razão, emoção, vontade,
conhecimento, amor. Lucas 5: 24 Ora, para que saibais que o Filho do homem
tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados (disse ao paralítico), a ti te
digo: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.
Em Lucas, o evangelho do Filho do homem, mostra-se o coração de Jesus em
uma série de manifestações de Sua compaixão, ternura e amor.
O Evangelho Segundo João - Especificamente voltado para a Igreja, tendo em
vista que fazia muitos anos da crucificação de Cristo e as verdades do Evangelho
estavam sendo esquecida, por isso João, vendo as necessidades dos cristãos
de todas as nações apresenta as verdades mais profundas do Evangelho. João
4: 42 e diziam à mulher: Já não é pela tua palavra que nós cremos; pois agora
nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador
do mundo. Em João, o evangelho do Filho de Deus, vê-se como Jesus
assemelha-se à natureza da Águia que voa e nos leva às alturas da Sua
divindade eterna. É o livro que nos revela o mistério de Ele ser com o Pai.
Os Evangelho Sinóticos
Os Evangelhos Sinóticos em si mesmo apresentam uma forma de
“Sinopse” (Resumo, epítome, síntese ou sumário). São resumidos, de maneira
que apresentam narrações dos fatos que ocorreram, trazendo narrativas
diferentes que falam a respeito do mesmo assunto. Os Evangelhos Sinóticos
são: Mateus, Marcos e Lucas. No caso do Evangelho Segundo João, foi escrito
tempos depois tratando em sua maior parte de assunto não mencionado por
eles.
Todavia, os quatro evangelhos seguem uma sincronia espiritual,
mostrando o ministério salvífico de Jesus Cristo em favor de todos os pecadores;
de maneira que nada pode ser subtraído o somado aos quatro Evangelhos na
Escritura neotestamentária.
As Doutrina Principais
Para compreendermos a teologia, temos a obrigação de conhecer as
principais doutrinas; assim como uma pessoa nos primeiros anos de vida, tem a
13
necessidade de ser alfabetizada para que um dia tenha o privilégio de chegar a
graduação acadêmica, também temos que aprender o básico da teologia; caso
contrário iremos ficar distorcendo os ensinamentos da Bíblia Sagrada.
A estruturação da Palavra de Deus, está contida no Novo Testamento;
com isso não quer dizer que o Antigo Testamento perdeu a sua eficácia ou poder
sobrenatural como a Palavra de Deus. Contudo, estamos no período da “Graça”,
e dessa maneira podemos usar o exemplo do Velho Testamento como um rio
que deságua no oceano (Novo Testamento). De maneira que é impossível
aniquilar qualquer um dos Livro da Bíblia Sagrada; pois cada um tem a sua
função e conteúdo doutrinário. Vejamos cada um dos Ensinamentos Divino.
Doutrina de Deus
João 7 16 - 17
Respondeu-lhes Jesus: A minha doutrina não é minha, mas daquele que
me enviou. Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, há de saber se a
doutrina é dele, ou se eu falo por mim mesmo
● A Existência de Deus;
● A Natureza de Deus;
● Os Atributos de Deus;
● Doutrina de Cristo.
Mateus 1: 18
Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe,
desposada com José, antes de se juntarem, ela se achou ter concebido do
Espírito Santo.
● Natureza de Cristo;
● Os Ofícios de Cristo;
● A Obra de Cristo;
● Doutrina do Espírito Santo.
Romanos 8: 11 E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus
habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de
vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós
habita.
● A Natureza do Espírito Santo;
● O Espírito Santo no Antigo Testamento;
● O Espírito Santo em Cristo;
● O Espírito Santo no Cristão;
● Os Dons do Espírito;
● Doutrina dos Anjos.
Hebreus 1: 13 - 14
Mas a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha direita até que eu
ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são todos eles
espíritos ministradores, enviados para servir a favor dos que hão de herdar
a salvação?
● Sua Natureza;
● Sua Classificação;
● Seu caráter;
● Sua Obra;
● Reino das trevas;
● Doutrina do Homem.
14
Mateus 19: 4
Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o
princípio homem e mulher, os fez.
● A Origem do Homem;
● A Natureza do Homem;
● A Imagem de Deus no Homem;
● Doutrina da Salvação.
Romanos 3: 24
Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que
há em Cristo Jesus.
● A Natureza da Salvação;
● Justificação;
● Regeneração;
● Santificação;
● Doutrina da Igreja.
Atos 11:22
Chegou a notícia destas coisas aos ouvidos da igreja em Jerusalém; e
enviaram Barnabé a Antióquia.
● A Natureza da Igreja;
● A Fundação da Igreja;
● As Ordenanças da Igreja;
● A Organização da Igreja;
● Doutrina das Últimas Coisas.
Mateus 24: 3
E estando ele sentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus
discípulos em particular, dizendo: Declara-nos quando serão essas coisas,
e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo.
● Sinais da Vinda de Jesus;
● Arrebatamento da Igreja;
● Tribunal de Cristo;
● Bodas do Cordeiro;
● Grande tribulação;
● Milênio;
● Juízo do Trono Branco.
Ensinamento de Jesus Cristo
Os ensinamentos de Jesus foram fundamentados nas Escrituras do Velho
Testamento.
Mateus 4: 10
Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor
teu Deus adorarás, e só a ele servirás.
Os ensinos de Jesus Cristo manifestar-se claramente que Ele era o
Messias prometido. Seus ensinamentos eram inspirados por Deus por isso estão
ainda hoje vivos em nossa memória. Ele apresentava-se diante do povo, usava
linguagem do povo. Jesus usava as figuras conhecidas para ensinar as ideias
corretas e desfazer as errôneas. O Centro dos ensinamentos de Jesus Cristo era
a fé. A fé ensinada por Jesus, opera gloriosos resultados, vemos: A Fé Opera
Milagres.
15
Mateus 9: 2
E eis que lhe trouxeram um paralítico deitado num leito. Jesus, pois, vendo-
lhes a [fé], disse ao paralítico: Tem ânimo, filho; perdoados são os teus
pecados.
A Fé Promove Santificação.
Atos 26:18
Para lhes abrir os olhos a fim de que se convertam das trevas à luz, e do
poder de Satanás a Deus, para que recebam remissão de pecados e
herança entre aqueles que são santificados pela fé em mim.
A Fé Revela as Qualidades
Romanos 1: 8 Primeiramente dou graças ao meu Deus, mediante Jesus
Cristo, por todos vós, porque em todo o mundo é anunciada a vossa fé.
A Fé Garante Salvação
Romanos 3: 26 para demonstração da sua justiça neste tempo presente,
para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus.
A fé é crer que Deus é fiel. Ela é a força que move a mão de Deus. A fé
conduz o indivíduo em perfeita relação com Deus.
Jesus Cristo pregava o Evangelho do Reino, não um reino político ou material,
mas um reino espiritual e futuro. Jesus enfatizava o aspecto escatológico. Nos
Seus ensinamentos Jesus Cristo enfatiza que Sua morte e ressurreição era uma
necessidade para salvação do ser humano. Por várias ocasiões Jesus Cristo
ensinou esta Doutrina.
Lucas
19: 10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia
perdido.
Marcos 10: 33
Disse: Eis que subimos a Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos
principais sacerdotes e aos escribas; e eles o condenarão à morte, e o
entregarão aos gentios.
João 11: 25
Declarou-lhe Jesus: Eu sou a [ressurreição] e a vida; quem crê em mim,
ainda que morra, viverá.
João 12: 47
Disse Jesus: E, se alguém ouvir as minhas palavras, e não as guardar, eu
não o julgo; pois eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o
mundo.
Jesus ensinou que o homem na condição o seu destino é a perdição eterna.
Mateus 16: 26
Disse Jesus: De que aproveita o homem ganhar o mundo inteiro e perder a
sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?
Teologia do Apóstolo João
João filho de Zebedeu e de Salomé, irmão menor de Tiago, foi um dos
primeiros discípulos e ser escolhido pelo Senhor e o último a morrer, humilde e
simples, conhecido com Apóstolo do Amor, chegando ao ponto de escrever o
Evangelho, algumas Epistolas além do Apocalipse.
16
A base da teologia do Evangelista João é a pessoa de Cristo; ele adentra sua
teologia apresentando três declarações que excedem o entendimento do ser
humano.
João 1: 1 - 2
No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio com Deus.
Este princípio é diferente de iniciar, começar, partida. Gênesis 1: 1 "No
princípio criou Deus os céus e a terra".
Este princípio é indefinido. É um tempo quando por um ato soberano Deus
criou o universo. João guiado pelo Espírito Santo nos transporta para além das
eternidades passadas.
É uma teologia também conhecida como Cristocêntrica, porque para o
apóstolo, Cristo é tudo. Não é uma teologia apenas da razão, é uma teologia do
Espírito. A mensagem de João mostra que Deus pode ser conhecido em Jesus
Cristo.
João 16: 13
Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a
verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e
vos anunciará as coisas vindouras.
Muitas pessoas não sabem, mas a Bíblia Sagrada, de Gênesis ao
Apocalipse está voltada para a pessoa de Cristo, que seja no sentido literal,
figura de linguagem, tipologia e outros termos associados ao Filho de Deus.
Teologia do Apóstolo Pedro
O Apóstolo Pedro era um homem modesto, simples, pescador,
observador, sincero e por natureza impulsivo, sempre falando, sempre ativo
tomava a frente com facilidade, violento, instável, até que passou por um
processo espiritual complexo, chegando a torna-se um homem provido de
domínio próprio.
Pedro dirigia-se aos cristãos dispersos pelas províncias da Ásia Menor,
para confortar os fiéis que sofrem perseguições em muitos lugares.
Lucas 22: 31 - 33
31 - Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo;
mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te
converteres, fortalece teus irmãos.
32 - Respondeu-lhe Pedro: Senhor, estou pronto a ir contigo tanto para a
prisão como para a morte.
O objetivo do seu ministério era a edificação dos novos convertidos não
somente dos judeus, mas, também, entre os gentios. Para alertar aos cristãos
sobre as falsas doutrinas que iam entrando nas igrejas. Ele inspirado pelo
Espírito Santo, escreveu grandes conceitos sobre a pessoa de Jesus Cristo.
I Pedro 1: 3
Visto como, pelo seu poder Divino poder, nos têm sido adotadas todas as
coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo
daquele que nos chamou para própria glória e virtude.
Podemos ver muitos ensinamentos de Pedro fundamentados em Jesus Cristo
Mateus 13: 17
Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o
que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram.
17
I Pedro 1: 10
Desta salvação inquiriram e indagaram diligentemente os profetas que
profetizaram da graça que para vós era destinada.
João 21:15
Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro:
Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu-lhe: Sim,
Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos.
I Pedro 5: 2
Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas
espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância,
mas de boa vontade.
Lucas 22: 31
Simão, Simão, eis que Sede sóbrios, vigiai. O vosso Satanás vos pediu para
vos cirandar como trigo!
Teologia do Apóstolo Paulo
O Apóstolo Paulo era nativo da tribo de Benjamim, nascido na cidade de
Tarso, tinha cidadania romana como direito de nascença, de família influenciam,
tinha herança judaica, grega e romana. Sua natureza era profundamente
religiosa. Era um homem educado em toda cultura secular. No caminho de
Damasco, numa intervenção divina, o Senhor se revela a ele. Assim passa a
reconhecer que os cristãos a quem perseguia pertenciam ao Senhor Jesus
Cristo. Houve uma transformação instantânea.
Tema central de seus ensinamentos é a Graça. Vejamos:
Efésios 2: 8
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom
de Deus.
Romanos 3: 24
Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que
há em Cristo Jesus.
I Coríntios 15: 10
Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi
vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a
graça de Deus que está comigo.
Efésios 3: 8
A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar
aos gentios as riquezas inescrutáveis de Cristo.
Paulo apresenta a Graça como uma atitude de Deus para com o homem,
Efésios. 2:7; uma obra em seu favor, Tito 2: 11; um Dom concedido ao homem,
Efésios 4: 7; Gálatas 5: 16 Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de
cumprir a cobiça da carne.
Paulo ao referir-se em "Andai em espírito " quer dizer que devemos usar
nossas qualidades para inclinar-se à Deus. No cristão a vida espiritual é o
domínio das inclinações da carne. É o viver consciente no Espírito. Sua teologia
enfatiza o homem em seu estado completo. Corpo, Alma e Espírito.
I Tessalonicenses 5: 23
E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito,
e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda
de nosso Senhor Jesus Cristo.
18
II Pedro 2: 13
Recebendo a paga da sua injustiça; pois que tais homens têm prazer em
deleites à luz do dia; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em suas
dissimulações, quando se banqueteiam convosco.
II Coríntios 2: 3
E escrevi isto mesmo, para que, chegando, eu não tenha tristeza da parte
dos que deveriam alegrar-me; confiando em vós todos, que a minha alegria
é a de todos vós.
I Tessalonicenses 1: 6
E vós vos tornastes imitadores nossos e do Senhor, tendo recebido a
palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo.
Hebreus 4: 12
Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer
espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de
juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do
coração.
O Conceito de Paulo sobre o Pecado.
Romanos 5: 21
Para que, assim como o pecado veio a reinar na morte, assim também
viesse a reinar a graça pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo
nosso Senhor. O pecado é uma realidade e Paulo o apresenta como uma
herança de Adão.
Romanos 5: 12
Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo
pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens,
porquanto todos pecaram.
Adão fora criado para viver eternamente e continuaria nesta condição se
não houvesse pecado. Toda a criação sofre por causa do pecado, este é
universal e afeta toda natureza e não somente o homem.
Romanos 8: 19 - 22
Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos
de Deus.
20 - Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas
por causa daquele que a sujeitou,
21 - Na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do
cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
22 - Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com
dores de parto até agora.
Conceito de Paulo a respeito da Pessoa de Cristo.
Jesus Cristo é o tema central da pregação de Paulo, a morte foi para que os
nossos pecados fossem apagados e consequentemente as nossas almas
resgatadas e alcançamos a reconciliação com Deus. No ensinamento de Paulo
abrange também a vinda do Senhor. Ele destaca essa vinda em duas fases, para
arrebatar a Igreja onde não será visto pelo mundo incrédulo e Jesus vindo em
glória para implantar o milênio aqui na terra esta vinda será visível a todo olho:
Para arrebatar a Igreja. I Cor. 15: 50 - 52; I Tes. 4: 16 - 17
Para implantar o milênio. Mat. 24: 29 - 30, II Tes. 1: 7
A Ação do Espírito Santo no ministério do apóstolo era real. Paulo nos
orienta a termos uma vida totalmente voltada para a submissão ao Espírito
19
Santo. A santificação, o crescimento na graça são fruto do viver no Espírito. O
Espírito Santo é o conceito de Paulo sobre o Espírito Santo de Deus operando
no aperfeiçoamento do Corpo de Cristo, a Igreja. A Igreja aparece como corpo
onde Cristo é a cabeça.
Teologia na Epístola Aos Hebreus
Com o propósito de impedir seus leitores de retornarem ao judaísmo, o
autor ressalta a superioridade de Cristo, especialmente em relação a várias
características do judaísmo originadas do Antigo Testamento. O tema é a
superioridade de Cristo, um tema reiterado por toda a obra, mediante exortações
para que seus leitores não apostataram da fé cristã. Cristo é superior aos
profetas do Antigo Testamento, o herdeiro do universo, o criador, o reflexo exato
da natureza divina, o sustentador da vida, o purificador dos pecados, o Ser
exaltado e, por conseguinte, a última e mais excelente palavra de Deus ao
homem (vide 1:1-3a).
Jesus Cristo também é superior aos anjos, porque Cristo é o Filho divino
e criador eterno, mas os anjos são apenas servos e seres criados (vide l:3b -
2:18). Era mister que Ele se tivesse tornado um ser humano a fim de estar
qualificado como aquele que, por Sua morte, pudesse elevar o homem. Cristo é
superior a Arão e seus sucessores no ofício sumo sacerdotal. O autor da epístola
aos Hebreus primeiramente destaca dois pontos de semelhança entre os
sacerdotes Arônicos e Jesus Cristo:
À semelhança de Arão, Cristo foi divinamente nomeado ao sumo
Sacerdócio;
E ao compartilhar de nossa experiência humana, Cristo adquiriu por nós
uma simpatia pelo menos igual àquela de Arão.
Os itens frisados da superioridade de Cristo sobre Arão são:
Cristo se tornou sacerdote em virtude de um juramento divino, mas não assim
com os Aronitas,
Cristo é eterno, ao passo que os Aronitas morriam e tinham de ser substituídos;
Cristo é impecável, ao passo que os Aronitas não o eram;
As funções sacerdotais de Cristo envolvem as realidades celestiais, mas
as dos Aronitas dizem respeito somente a símbolos terrenos;
Cristo ofereceu-se a Si mesmo voluntariamente como um sacrifício que jamais
precisará ser repetido, ao passo que as repetitivas ofertas de animais
desmascaram a sua ineficácia, pois animais inferiores não podem tirar os nossos
pecados; e
O próprio Antigo Testamento, escrito durante o período do sacerdócio
Arônico, predizia que sobreviveria uma nova aliança, que tornaria obsoleto ao
antigo pacto, segundo o qual funcionava o sacerdócio Arônico.
Considerações Finais da Epístola aos Hebreus
A epístola aos Hebreus, encoraja os seus leitores a uma contínua
perseverança, citando, como exemplos, os heróis da fé do Antigo Testamento,
e, finalmente, citando a pessoa de Jesus como o mais extraordinário exemplo de
paciente perseverança sob os sofrimentos, após o que recebeu o seu galardão.
Em conclusão, o escritor sagrado exorta os seus leitores ao amor mútuo, à
hospitalidade (especialmente necessária naqueles dias, para os pregadores
itinerantes), à simpatia, ao uso saudável e moral do sexo, dentro do matrimônio,
evitar a avareza, à imitação dos líderes eclesiásticos, evitar os ensinamentos
20
distorcidos, à aceitação conformada diante da perseguição, às ações de graças,
à generosidade e à oração. Ler Hebreus 10:19 - 13.25.
Teologia na Epístola de Tiago
Tiago, líder da Igreja de Jerusalém e irmão do Senhor Jesus Cristo e não
o apóstolo. Embora não fosse crente em Jesus, durante o ministério público do
Senhor. Tiago foi testemunha do Cristo ressurreto.
I Coríntios 15: 5 - 7 que apareceu a Cefas, e depois aos doze; depois apareceu
a mais de quinhentos irmãos de uma vez, dos quais vive ainda a maior parte,
mas alguns já dormiram; depois apareceu a Tiago, então a todos os apóstolos.
A epístola de Tiago é o livro prático do Novo Testamento, como Provérbios
o é do Antigo. De fato, suas declarações francas e concisas de verdades morais
têm semelhança notável com Provérbios. Ela contém muito poucas instruções
doutrinárias; seu propósito principal é pôr em relevo o aspecto religioso da
verdade. Tiago escreveu a uma certa classe de judeus cristãos na qual se
manifestava uma tendência de separar a fé das obras. Pretendiam ter a fé, mas
existia entre eles impaciência sob provação, contendas, acepção de pessoas,
difamações e mundanismo.
Tiago explica que uma fé que não produz santidade de vida é coisa morta.
Salienta a necessidade de uma fé viva e eficaz para obter a perfeição cristã. Não
há qualquer conflito entre a Teologia de Paulo e a de Tiago. Paulo falou do
aspecto espiritual e Tiago o prático. As obras para Tiago expressam a fé.
Efésios 2: 8 - 9
08 - Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós,
é dom de Deus;
09 - Não vem das obras, para que ninguém se glorie.
A epístola de Tiago encontrou algumas dificuldades para adquirir lugar no
cânon do Novo Testamento. Vejamos:
1 – Brevidade da epístola, sua natureza prática e não doutrinária;
2 - Fato de Tiago não ser um dos Apóstolos;
3 - A incerteza da identidade de Tiago.;
4 - A aparente contradição com a doutrina paulina da fé
Na Epístola de Tiago encontramos um amplo conhecimento sobre o efeito
positivo da graça salvador na vida de um pecador; tendo com base o amor de
Deus e o sacrifício propiciatória de Jesus Cristo
Teologia na Epístola de Judas
Judas se identifica como o irmão de Tiago. Dessa maneira, também era
irmão de Jesus, mas, por modéstia, descreveu a si mesmo como um " servo de
Jesus Cristo ", o mesmo intencionou escrever um tratado doutrinário, mas a
infiltração da Igreja por parte de falsos mestres o compeliram a alterar a natureza
de sua epístola para uma exortação em defesa da verdade do evangelho.
Enfatiza a fé e o Dom de Deus. O Espírito Santo como fonte de vida e poder para
o crente, e uma vida de santidade como dever de cada filho de Deus; e Cristo
como juiz.
Judas 6 aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a
sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão
para o juízo do grande dia, " Anjos que caíram " Quem são estes personagens?
Os anjos que pecaram com Lúcifer. Estes encontram-se em algemas eternas. O
lugar preparado para o Diabo e seus anjos. A carta foi escrita para exortar e
21
animar os crentes a batalharem pela fé. Lembrando- lhes os castigos recebidos
pelos ímpios no passado. Os abusos no campo da fé serão castigados como
ocorreu com os anjos que caíram. A santificação do crente é um dever.
Teologia No Livro Apocalipse
O Apocalipse (Livro da Revelação) é uma mensagem que alcança todos
os tempos. Embora tenha uma mensagem para o presente, o seu alcance
penetra até o estado eterno.
Os sete candeeiros são as sete igrejas locais, mas com características futuras
simbolizam as Igrejas de todos os tempos. As sete estrelas são os sete anjos ou
mensageiros destas igrejas. No término de cada mensagem as Igrejas há uma
exortação da parte do Espírito Santo. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito
diz às Igrejas.
Jesus Cristo no Livro do Apocalipse
Jesus depois de consumar seu ministério terreno, apresenta-se nesta revelação
como O Rei do Universo, Juiz que executará a sua missão neste mundo e no
reino espiritual da maldade, trevas de satanás. A humanidade sem Cristo
passará pelo vale escuro da tribulação. Os que lhe pertencem sairão redimidos
e viverão na Pátria Celestial, com Cristo por toda a eternidade.
Jesus Cristo em sua revelação entre as Igrejas e o envio de mensagens
a estas Igrejas, identifica - se como o Príncipe dos reis da terra diante do qual
todo joelho se dobrará. O Primogênito dos mortos, a Fiel Testemunha e Àquele
que nos ama. Ele revela a grande tribulação que há de envolver a terra antes do
Seu reino milenar.
Por fim, o Livro do Apocalipse revela o estado eterno e a nova Jerusalém;
Jesus é o Herdeiro do Trono conforme as Escrituras. A vitória mencionada é
incontestável. A Bíblia em seus primeiros capítulos fala-nos da criação do
homem, da sua queda e do pecado. Enquanto O Criador anunciava os castigos
que deviam envolver Satanás e o homem, prometeu um Redentor Vitorioso que
restauraria todas as coisas. A trajetória do Apocalipse revela-nos a redenção e
a glória dos remidos.
Avaliação de Conteúdo
01- O que é a Teologia?
a) ( ) É a ciência concernente ao coisas do universo;
b) ( ) É a ciência que estuda os diversos conhecimentos acadêmicos.
c) ( ) É a ciência concernente ao coisas de Deus;
02 - Marque o nome de três teologias?
a) ( ) Teologia Exegética, Dogmática Histórica;
b) ( ) Teologia Exegética, Psicológica e Doutrinária;
c) ( ) Teologia Dogmática, Interativa e Religiosa.
03 - Qual o livro mais lido no mundo inteiro?
a) ( ) O Antigo Testamento;
b) ( ) O Livro Alcorão.
c) ( ) O Novo Testamento;
22
04 - O objetivo inicial dos Evangelhos era alcançar quatro povos; quais
eram eles?
a) ( ) Os Judeus, Romanos, Gregos e a Igreja.
b) ( ) Os Judeus, Amonitas, Moabitas e Cananeus;
c) ( ) Os Egípcios, Muçulmanos, Indianos e Romanos;
05 - Em quantas partes a Bíblia está dividida, e quais são elas?
a) ( ) 03 Partes, Antigo Testamento, Evangelhos e Livro do Apocalipse.
b) ( ) 02 Partes, Novo Testamento e Livro do Apocalipse;
c) ( ) 02 Partes, Antigo Testamento e Novo Testamento;
06 - O que revela o Livro do Apocalipse?
a) ( ) Revela a nova Jerusalém; Jesus é o Herdeiro do Trono.
b) ( ) Revela o a Lei escrita no Antigo Testamento;
c) ( ) Revela a Jerusalém dos tempos de Cristo, ele no trono acima dos
Judeus;
03 - Missão Transcultural
A “Missão Transcultural” sempre foi a mais cobiçada pelos evangelistas
dentro da Igreja do Senhor Jesus; de certa forma muitos erroneamente cometem
uma maneira de idolatria, quando defendem que somente essa maneira de
Evangelismo deve ser reconhecida com peculiar. Chegando a negligenciar a
própria comunidade, e a nação em que está vivendo. Ora, se uma pessoa salva,
não tem a menor capacidade de evangelizar os seus vizinhos e a sua cidade,
como terá sucesso em um país, com cultura, linguista, hábitos e tradições
totalmente diferentes daquilo que ele vê todos os dias.
Quanto enfatizamos a missão transcultural é imprescindível que o enviado
conheça a cultura que cumprirá as suas atividades. Começando com a língua
nativa, a alimentação, as crenças do local, festas tradicionais, sistema político e
administrativo e demais estilo de vida, para que não venha a causar transtorno
e tenha que parar as suas atividades.
Existe uma diversidade em todos os aspectos nas outras nações,
costumes que muitas vezes podem promover constrangimento para o
Missionário. São coisas que para o Evangelista e errado; mas, as pessoas que
compõem a outra cultura, recebem como certo; e para corrigir essas perversões,
é necessário um pouco de tempo e muita paciência. Não é algo que se prega no
sermão e logo após o ouvinte passa a obedecer tranquilamente.
Respeitando as Culturas e Valores Locais
O respeito deve estar em primeiro lugar, especialmente porque Deus não deu a
autoridade de juiz para nenhum dos seus servos, a ponto de sair pelo mundo
expedindo sentenças em consequência do pecado. Isso porque Ele não leva em
conta o tempo de ignorância, e sim, diante do arrependimento de cada pecador
Atos dos Apóstolos 17:30
Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a
todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam.
O ministério de um Evangelista (Missionário), e o de anuncia a Palavra de
Deus e consolação para que o arrendamento flua no coração de cada pessoa
que foi chamada por um decreto Divino.
23
Não estou instigando para que o missionário aceite todas as situações sem expor
o Evangelho; e sim, para que o bom testemunho e autoridade em Jesus Cristo,
esteja em primeiro lugar, tendo em vista que os nossos atos falam mais alto que
palavras humanas.
Perseverar Na Graça
Muitos Evangelistas (Missionários), são vitimados por frustrações, por
acreditarem que estão acima de todos, e que anunciando o Evangelhos, estarão
em posição privilegiada na sociedade. Ignoram que para anunciar a Palavra de
Deus de maneira genuína, precisará de muito tempo, até que frutifique no
coração do pecador.
Muitos pensam que são eles quem convence as pessoas das suas ações
nocivas aos olhos de Deus; e chegam a divinizar-se, desconhecendo que no
contexto atual, o Espírito Santo é quem realiza tudo, e que na realidade somos
vasos que Ele usa quando quer.
João 16:7-8-9-10-11
07 – Disse Jesus: Mas Eu afirmo que é para o bem de vocês que Eu vou. E
se Eu não for, o Conselheiro (Espírito Santo) não virá para vocês; mas se
Eu for, Eu o enviarei.
08 – Quando Ele vier convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.
09 – Do pecado, porque os homens não creem em mim;
10 – Da justiça, porque Eu vou para o Pai, e vocês não me verão mais;
11 – Do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado.
Outro fator que leva muitos servos de Deus a depressão ou mesmo
ansiedade; e o simples fato de entrarem no campo missionário, e fomentam a
ideologia que são super pregadores e levarão milhares de pessoas a presença
de Deus; quando na realidade é um processo que muitas vezes leva anos para
uma pessoa converter-se a Cristo. O poder sobrenatural do Espírito Santo
transforma instantaneamente um perdido em nova criatura diante de Deus.
Por outro lado, o processo de pregação, aceitação e conversão pode levar
muito tempo. Então, cada anunciador do Evangelho, deve perseverar e acima
de tudo compreender que a obra é de Deus, evento que coloca os pregadores
no meio de uma grande seara de almas, para que anunciem o Evangelho, como
o semeador cultiva a semente, e no tempo devido às colhem.
I Aos Coríntios 3:7-8-9
07 - Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus,
que dá o crescimento.
08 - Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu
galardão segundo o seu trabalho.
09 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e
edifício de Deus.
Receber o Chamado
É imprescindível receber o chamado ao campo missionário, que de certa
forma é um grande mistério; motivo pelo qual muitos tem essa cobiça, de serem
reconhecidos como Evangelistas. Isso acontece porque as pessoas sentem a
necessidade de notoriedade ou promoção pessoal; esquecendo-se de que o
Reino de Deus, está além do entendimento humano, não sendo um evento de
promoção pessoal; mas, algo que exige renúncia, amor pelo próximo e
dedicação incondicional a vontade de Deus.
24
A maior prova desse fato, podemos evidenciar através da “Febre
Missionária” acontecida entre os anos de 1980 ao final de 1990, em que dentro
das grandes igrejas era anunciado a grande chamada para pregar o Evangelho
a outras nações, e foram enviados muitos missionários e missionárias, de modo
que em menos de 01 anos, uma boa parte votava para casa, cabisbaixo e
envergonhado, porque imaginavam o campo missionário como um intercâmbio
que os promoveria profissionalmente.
Vergonhosamente, nesse período muitas comunidades remotas,
especialmente as tribos indígenas e agricultores que estavam em regiões
isoladas, foram esquecidos, tendo em vista o falso ensinamento que para ser
missionário era necessário ser enviado para outra nações; sem falar que era
uma boa forma dos líderes dessas igrejas arrecadaram uma soma alta em
dinheiro para manter esses líderes em outros países, sem falar que menos de
30% dos recursos eram enviados, ficando a outra parte para enriquecer muitos
líderes de denominações nacionais.
Somente no início dos anos 2000, é que houve uma ascensão no campo
missionário dentro das esferas:
Missão Urbana & Missão Rural
De maneira que os neopentecostais romperam os falsos ensinamento que
enfatizando a autoridade somente as missões em outras nações, de maneira
que houve um avanço dentro da cultura local. Mas, como um crescimento
desordenado, uma vez que os fundamentalistas e outras denominações que
mantém os bons costumes dos Ensinamento Bíblicos, ficaram de braços
cruzado, desencadeou uma onda de denominações heréticas com falso
pastores, que passaram a investir nas periferias, e comunidades distantes,
evento que foi negativo para a verdadeira Igreja Evangélica que guarda a
doutrina genuína da Palavra de Deus.
Mateus 7:21
Disse Jesus: Nem todo o que me diz: Senhor! Senhor! Entrará no reino dos
céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus
Imperativo de Missão em Outras Nações
Irrevogavelmente, temos que pregar o Evangelho em todo tempo e lugar;
mas, existe uma ordem diretiva de Jesus para enviar Missionários com o
propósito de anunciar a outros povos, sem deixar os nossos conterrâneos
desassistidos da Palavra de Deus.
Marcos 16:15
Disse Jesus: Ide por todo o mundo. Pregai o Evangelho a todas as nações.
Para cumprir essa ordem, se deve estar preparado em todos os aspectos,
especialmente recebendo uma chamada da parte de Deus. Quando falamos em
preparação, não estamos somente indicando uma capacitação teologia; mas,
conhecimento da língua que estará pregando, dominar a cultura, hábitos,
costumes, tradição, para não vir a gerar um choque missionário, e ser obrigado
a sair daquela localidade.
Quanto a contrapartida de Deus, Ele não age irresponsavelmente,
enviando uma pessoa para vir padecer em virtude das necessidades básicas da
vida, porque: “A quem Deus chama, capacita; a quem Deus capacita, envia;
a quem Deus envia, cuida”.
Existe uma grande preocupação por parte de alguns obreiros em relação
à sobrevivência, especialmente os que são enviados para o campo missionário;
25
esquecendo-se de que o Senhor é muito responsável na sua criação e jamais
deixou qualquer uma das suas criaturas desamparadas; especialmente os seres
humanos.
Por outro lado, não podemos negar que existem os falsos pastores que
mercadejam a Palavra de Deus, absorvendo todas as vantagens que possam
surgir. Com essa citação não estamos afirmando que todos são assim; mas, um
grande número de líderes estão se comportando dessa maneira, como se o reino
dos céus fosse uma empresa em que as pessoas devem investir para poderem
ser abençoadas. Todavia, para os que disseminam esse ensinamento, são
hereges que em um momento deverão prestar contas das suas obras malignas
diante do Senhor, porque são obreiros fraudulentos, querendo enriquecer às
custas da Igreja de Jesus Cristo.
II Aos Coríntios 11:13-14
13 - Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos,
transfigurando-se em apóstolos de Cristo.
14 - E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de
luz.
Além dos Nossos Limites
A expressão “Missão Transcultural “expressa o esforço da Igreja cruzando
as fronteiras de outras nações que não receberam o Evangelho da graça
salvadora em Jesus Cristo, resgatando as almas que estão na iminência de
descer à sepultura sem uma esperança eterna.
O Evangelho não deve ser uma forma de promover particularmente uma
pessoa, nem tão pouco uma aplicação bancária com investimentos financeiros;
e sim: Poder de Deus, e salvação para todos os homens. Vejamos um imperativo
de Jesus Cristo, para todos os salvos pregarem o Evangelho.
Marcos 16:15
E disse-lhes Jesus: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda
Criatura.
As estatísticas no campo da missiologia mostram que cerca de 25% (vinte
e cinco por cento) da população do mundo nunca ouviu o Evangelho, Esses
números configuram que 1,5 bilhões de almas nunca tiveram o privilégio de
conhecer o amor de Deus. Sendo um número alarmante, tendo em vista que no
contexto atual, podemos nos deparar com diversas Igrejas Evangélicas em todas
as cidades, não justificando a negligência de vários ministérios que não estão
investindo no campo missionário, que seja urbano, rural e transcultural.
Deus não faz acepção de pessoas, simplesmente Ele ama a cada ser
humano incondicionalmente, de modo que devemos amar o nosso semelhante
e investir no âmbito missionário, para que um dia possamos nos deparar com
um número incontável de salvo, todos adorando e glorificando ao Senhor Deus
em toda eternidade. Não há uma desculpa para justificar a falta de compromisso
com os pastores e missionários que não estão cumprindo cabalmente esse
chamado.
Poder Sobrenatural da Missão Transcultural
A missão transcultural é romper qualquer fronteira para anunciar o
Evangelho a outros povos; mesmo que outras culturas lancem perseguição,
sempre haverá alguém à espera e apoiando essa grande dádiva divinal. Mesmo
na cortina de ferro do comunismo, ignorância das tribos indígenas e sabedoria
26
dos eruditos, a Palavra de Deus se enquadra em qualquer circunstância uma vez
que é algo sobrenatural e excede todo conhecimento humano.
A Missão Transcultural não é um evento que tem relacionamento peculiar
somente com outros países. E sim; com todas as culturas diferentes daquela que
formos educados. Pode ser uma tribo indígena, sociedade isolada das demais e
etc. O próprio nome já cita “Trans Cultural”:
Significado:
Adjetivo masculino e feminino;
Refere-se às ações que estão ligadas ao processo de transculturação.
Relacionado às transformações ocorridas na junção de duas culturas
distintas, intercultural. Que constitui ou se forma entre culturas distintas.
Etimologia (origem da palavra transcultural). Trans + cultural.
Atos 1:8
Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-
me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria,
e até aos confins da terra.
O missionário transcultural tem a obrigação de permanecer no campo em
tempo integral, daí o motivo que a igreja ou agência missionária custeia as
despesas para sobrevivência do seu enviado; de forma o Evangelho possa fluir
sem nenhum contratempo.
Caso o missionário não tenha esse apoio, a tendência é atrofia e até
mesmo a falência do trabalho implantado. Sem mencionar que uma boa parte
deles retornam sem cumprir cabalmente o que estava proposto; tendo em vista
a falta de recurso e ao mesmo tempo a ausência de uma cobertura ministerial.
Evento que não deveria acontecer, esses missionários itinerantes realmente são
separados e chamados por Deus.
Outro agravante que ocorre e os missionários retornam em pouco tempo,
é o fato de muitos usarem o campo como se fosse uma espécie de mestrado ou
doutorado peculiar, e saem pelas nas igrejas locais se exibindo com o título de
missionário que esteve em outra nação (cultura), tentando espiritualizar-se como
se fossem heróis da guerra santa. Esses não passam de mercadores do
evangelho em promoção pessoal. De maneira que a Palavra de Deus faz a
seguinte citação:
II Aos Coríntios 4:2
porém temos renunciado as coisas ocultas, que são vergonhosas, não
andando com astúcia, nem mercadejando com a palavra de Deus, mas pela
manifestação da verdade recomendando-nos à consciência de todos os
homens diante de Deus.
Desfecho
O maior Missionário do Evangelho foi Jesus Cristo no seu ministério na face da
terra, dando testemunho em todos os aspectos, chegando ao ponto de renunciar
tudo, sofrendo perseguição, fome, sede, sono e dando a sua vida para o resgate
do mais vil pecador. Enquanto, vergonhosamente, muitos usufruem do reino de
Deus, em função da promoção pessoal. Notoriamente, não precisamos ser
crucificados para salvar o pecador; mas podemos dar a nossa vida a Deus, para
que Ele opere grandes milagres através do nosso testemunho.
Por fim, é mister que tenhamos uma vida espiritual produtiva no evangelismo
missionário, de maneira que mesmo não tendo condição de ir cumprir esse
chamado, pelo menos:
27
● Contribua;
● Ore.
E tenha uma vida de negação em relação ao pecado.
“Quem faz Missões alegra o coração de Deus”.
Avaliação do Conteúdo
01 - Qual a Missão que sempre foi cobiçada pelos evangelistas?
a) ( ) Missão Cultural
b) ( ) Missão Rural
c) ( ) Missão Transcultural
02 - Em uma Missão, o que deve estar em primeiro lugar?
a) ( ) O repouso do evangelista
b) ( ) O respeito
c) ( ) O ciclo de amizade
03 - No processo de pregação, aceitação e conversão pode acontecer o
que?
a) ( ) As pessoas nunca se converterão
b) ( ) Pode ser muito rápido
c) ( ) Pode levar muito tempo
04 - O que é Imprescindível receber da parte de Deus, para fazer
evangelismo?
a) ( ) O chamado ao campo missionário
b) ( ) O chamado para fazer um curso de teologia
c) ( ) O chamado para dirigir uma Igreja
Marque a alternativa correta do significado para transcultural.
a) ( ) É a separação da junção de duas culturas distintas, intercultural
b) ( ) Relacionado às transformações ocorridas na junção de duas culturas
distintas, intercultural
c) ( ) Não relacionar às transformações ocorridas na junção de duas culturas
distintas, intercultural
04 - Evangelismo Urbano
Missões Urbana - O Evangelismo Urbano sempre foi um desafio para o
campo missionário, tendo em vista as dificuldades que possam surgir devido a
aglomeração de pessoas e as consequências que podem ser geradas.
Pregar o Evangelho na cidade pode parecer fácil, mas não é a realidade
que os missionários encontram, porque a violência urbana, gerada pelo
desemprego, que atrai a facilidade das drogas, prostituição tráfico de drogas e o
todos os problemas que se possa imaginar.
Então vem a necessidade de pregar o Evangelho para mudar a
consciência de uma sociedade vituperada pela ação do diabo, que inspira os
homens a uma decadência moral e espiritual.
Hoje é perceptível uma super população que tem como pivô o êxodo rural
ocasionado pelo desemprego e a violência que atinge fortemente ao homem do
campo, uma vez que os tais ficam longe da civilização, facilita as investidas dos
28
criminosos que aproveitam a oportunidade de afligir as famílias que se
encontram isoladas. Então, nesse ciclo vicioso o homem do campo juntamente
com a família, se deslocam para zona urbana, aumentando dessa forma o
desemprego e todos os males de uma superpopulação sem estrutura.
A única maneira de controlar esse caos é a Palavra de Deus anunciada
pelos salvos; sabendo que o governo não tem como controlar a demanda das
necessidades básicas da sociedade. Perceba que o sistema de segurança e
justiça não consegue controlar os problemas sociais que assolam as cidades. É
notório que os presídios não tem como mudar a mente de uma pessoa que está
inclinada a fazer maldades; nem tão pouco os profissionais de saúde que
desenvolve as suas atividades de psicologia, pedagogia, psicanálise, sociólogos
e as demais áreas que trabalha com a mente e comportamento humano. Isso
não quer dizer que os profissionais acima citados sejam desnecessários; mas,
tudo que está acontecendo é de ordem espiritual (ação maligna), e somente a
Palavra de Deus é o instrumento de cura para a alma do homem. Vejamos o que
Jesus falou no Evangelho de João.
João 8:36
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.
Outro versículo adequado a essa situação está na epístolas de Paulo aos
Coríntios.
I Aos Coríntios 5:17
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já
se passaram; eis que tudo se fez novo.
A respeito de Missões Urbanas, que é uma ação da Igreja de Jesus
Cristo, essa se torna cada vez mais complexa por causa dessa aceleração e
transformação das pessoas no século XXI, tendo em vista o avanço tecnológico
que traz grandes vantagens; mas em contrapartida cobra um alto preço dos seus
usuários.
Perceba, que os meios de comunicação conseguem interagir entre duas
pessoas que estão distantes uma da outro. Contudo, tem o poder de separar
duas pessoas que estão sentadas na mesma sala, promovendo dessa maneira
a frieza em milhares de casamentos e destruição dessas famílias.
Esses aparatos tecnológicos eram para servir aos homens, e não para
escravizar. Por essa razão, Jesus foi enfático quando citou:
Mateus 24:12
E por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
A tendência do problema é agravar-se mais a cada dia; entretanto, cabe
a cada salvo despertar o amor pelo Evangelismo em todas as áreas,
especialmente na “Zona Urbana”; onde concentra o maior número de pessoas e
necessidades. Não adianta ter o coração e mente fixados em outras nações que
estão distantes, quando na nossa cidade acontecem crimes, abusos sexuais,
contrabando de drogas, violência doméstica, abuso por parte das autoridades
constituídas e o espiritismo que sorrateiramente se propaga no silêncio da noite.
É notório, que o evangelismo em outros países é muito importante, mas
devemos começar em nossas cidades para que desperte o maior número de
missionários, e assim possamos enviar os mais destemidos para executar essa
tarefa gloriosa.
Gálatas 6:10
Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente
aos domésticos da fé.
29
Interagindo com as denominações
Tudo que se promove em função do evangelismo é válido. Todavia, para
um melhor desempenho, o missionário deve trabalhar em sincronia com as
igrejas que que estão em determinada comunidade, para não gerar algum tipo
de transtorno entre elas; uma vez que as denominações possuem características
peculiares, como:
● Os pentecostais;
● Os calvinistas;
● Os luteranos;
● Os fundamentalistas
● E demais linhas teológicas que seguem cada Igreja evangélica.
Se o evangelista tem a sua linha teológica, deve respeitar os demais;
mesmo que pareça estranho ao que ele segue e defende; porque o objetivo de
toda missão evangelística, que seja urbana ou rural; é promover o crescimento
do Reino de Deus na terra, e não o aumento de patrimônio material das diversas
denominações.
Notoriamente, o dever de pregar as Boas Novas de Salvação é de
competência dos crentes salvos. Mas, o que convence e salva o pecador é o
Espírito Santo.
João 16:7-8-9-10-11
08 - Disse Jesus: Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que Eu vou. Se
Eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas, se Eu for, Eu o enviarei.
08 - Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.
09 - Do pecado, porque os homens não creram em mim;
10 - Da justiça, porque Eu vou para o Pai, e vocês não me verão mais;
11 - e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado.
Então o missionário é um veículo de bênção nas mãos de Deus, e deve
velar por esse dom celestial, nunca macular a sua imagem diante da sociedade,
especialmente na comunidade que está trabalhando, para que as mensagens
vindas dos seus lábios não caiam em descrédito por parte dos que estão ouvindo
e alimentando a alma.
Isaías 52:7
Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas
novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação,
do que diz a Sião: O teu Deus reina!
A Distração Urbana
Outra grande dificuldade em fazer missões urbanas, é que as cidades
oferecem muitas distrações para os pecadores; por pequeno que seja o
município, sempre está rodando algo para o entretenimento das pessoas, o que
na maioria das vezes é o vilão responsável pelos templos evangélicos ficaram
vazios. Perceba, no Brasil acontece uma sequência de festas da seguinte
maneira. Começo do ano férias, depois o carnaval, festas juninas, festas cívicas,
campeonatos de esportes, olimpíadas, fim de ano com natal, ano novo; e assim
cada mês do ano cumpre um ciclo festivo que atrai um grande número de
pecadores a sair da presença de Deus.
Certamente, que todas as festas são boas e devem ser comemoradas;
todavia, temos que festejar em primeiro lugar a graça de Deus derramada na
vida da humanidade, e posteriormente podemos desfrutar dos eventos que o
mundo oferece. Mas, sem pecar e exagerar em nossas atitudes.
30
I João 2:15-16
15 - Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo,
o amor do Pai não está nele.
16 - Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a
concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do
mundo.
Quando a Bíblia fala do mundo, normalmente está relacionado ao
pecador, e não ao cosmo (universo), então devemos prestar a atenção, para não
interpretarmos errado a Palavra de Deus. Não devemos amar ao mundo
(pecado), porque iremos atrair a destruição para as nossas vidas, sem falar em
uma eternidade de sofrimento no lago que arde em enxofre e fogo.
Violência Urbana
O crescimento da violência urbana é um sério agravante para o
atrofiamento no campo missionário, tendo em vista que os pregadores sofrem
uma grande perseguição, sem falar na limitação no horário das visitas que antes
poderia acontecer na manhã, tarde e noite. Com a nova configuração no
comportamento da sociedade, as pessoas estão reclusas e as visitas bem como
o culto que era feito nas residências no período da noite, estão se restringindo,
uma vez que as pessoas ficam temerosas em relação aqueles que estão
frequentando as suas casas; e quando acontece o encontro, vem a limitação do
horário pois os pregadores tem que terminar as suas atividades cedo para não
cair em algum contratempo no retorno às suas residências.
Em outros casos podemos ver a Palavra de Deus sendo mercantilizada
desenfreadamente pelos oportunistas que criam campanhas para promover o
crescimento financeiro pessoal. É comum ver alguns de plantão em diversos
pontos da cidade como nos sinais de trânsito, visitando os consultórios médicos,
escolas e comércio; oferecendo produtos como chaveiro, água mineral, adesivos
e outras bugigangas, com versículos Bíblico; e dizem que é para construção de
templos e outras obras sociais. A Bíblia ensina:
II Aos Coríntios 2:17
Ao contrário de muitos, não negociamos a palavra de Deus visando lucro;
antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens
enviados por Deus.
Não é lícito enriquecer a custa do Evangelho; Notoriamente, o obreiro é
digno do seu salário. Todavia, alguns estão aproveitando a oportunidade para
acrescentar bens materiais, as custas do Evangelho, é essa ação também
violentar os Dons do Senhor. Perceba como é forte a recomendação de Jesus:
Mateus 10:8
Disse Jesus:
Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expeli os
demônios; de graça recebestes, de graça dai.
Fazer missão urbana é um evento glorioso; mas, somente a unção do Espírito
Santo dará condição de sucesso ao pregador, porque são muitas as ciladas e
tentações que podem atrair o servo de Deus para armadilhas destruidoras do
diabo.
Finalizando o nosso tema, quero apenas dar uma boa dica para os que
desejam seguir o “Ide” de Jesus Cristo. O missionário deve observar:
• A boa aparência - Vestes limpas, cabelos adequados;
31
• Saber o que falar - A visita missionária é para tratar da salvação, a Bíblia
é o manual de visitas e Jesus o tema principal.
• Ouvir - Em alguns casos o pregador deve ouvir as pessoas, e com o
tempo vem a confiança, com paciência acontece a oportunidade para falar
do amor de Deus;
• Educação - Moderação ao falar, sempre com amor e sem criticar a
religião de quem está sendo visitado;
• Horário - Observância no horário da visita para não ser inconveniente nas
refeições e descanso dos que estão sendo evangelizados, e não
ultrapassar o diálogo para não ser cansativo;
• Não tirar proveitos - Nunca aproveitar a ocasião para adquirir algum bem
material;
• Sexo oposto - Nunca ficar sozinho(a), com alguém do sexo oposto, ao
visitar deve observar se a pessoa está com mais alguém da família.
Estando só, deixar para fazer o evangelismo em outra ocasião;
• Respeitar as opiniões - É fundamental respeitar o partido político, time
de futebol e opinião de quem está sendo evangelizado. Isso não quer
dizer que o missionário concorda com tudo; mas a ocasião é para
expressar o amor de Deus e salvação, as demais coisas são do tempo
presente e certamente não edificará em nada;
• Nunca forçar uma visita - O verdadeiro pregador saber que a Palavra de
Deus não é uma mercadoria que está sendo vendida; por essa razão ao
não ser recebido em uma residência, educadamente vai embora e ora
para que o Senhor possa completar a obra;
• A denominação - A mente arcaica de alguns missionários tem a crença
que a sua denominação é a melhor; no campo a realidade é outra, porque
uma pessoa evangelizada pode sentir a simpatia pela: Igreja Batista,
Congregacional, Assembleia de Deus, Presbiteriana, Luterana,
Quadrangular, Deus é amor ou qualquer outra denominação que não foi
citada. Isso deve ser respeitado porque a melhor denominação é aquela
que a pessoa se sente bem.
Assim está explícito uma pequena lição sobre Missões Urbana, que somada
a experiência pessoal do evangelista, pode promover um grande avivamento do
Reino de Deus aqui na terra.
Seja abençoado(a), no seu ministério.
Avaliação de Conteúdo
01 - Qual o Evangelismo sempre foi um desafio para o campo missionário?
a) ( ) Nenhuma das alternativas estão corretas
b) ( ) O evangelismo dentro da igreja
c) ( ) O evangelismo Urbano
02 - Qual o pivô da super população da zona urbana?
a) ( ) Os casais que estão tendo muitos filhos
b) ( ) Os imigrantes de outros países que estão chegando
c) ( ) O êxodo rural
32
03 - Se o evangelista tem a sua linha teológica, o que deve fazer, no caso
do evangelizado querer ir para outra igreja?
a) ( ) Deve orientar para que se não quiser ir para sua denominação, não
frequentar as demais
b) ( ) Deve insistir para que fique na sua denominação
c) ( ) Deve respeitar as demais igrejas
04 - O um sério agravante para o atrofiamento no campo missionário:
a) ( ) Crescimento da violência urbana
b) ( ) Crescimento do cristianismo
c) ( ) Crescimento das cidades
05 - Fazer missão urbana é que tipo de evento?
a) ( ) Em evento sem a menor expressão para o reino de Deus
b) ( ) Um evento glorioso
c) ( ) Um evento insignificante
06 - O que se passa na mente dos missionários que são arcaicos?
a) ( ) É ter a crença que a sua denominação é inferior as outras
b) ( ) É ter a crença que a sua denominação é a melhor que as outras
c) ( ) É ter a crença que a sua denominação é igual as outras
05 - Evangelismo Rural
O Evangelismo Rural está recebendo uma atenção diferenciada na última
década, uma vez que a Igreja despertou para esse campo missionário. Não resta
dúvida que antes era feito, mas não havia tanta dedicação como no contexto
atual. Mas, o maior desafio é a falta dos recursos financeiros, o que proporciona
a falta de interesse por parte de muitos líderes das diversas denominações, os
quais alegam que o custo é alto e o retorno moroso.
Esses falsos líderes envergonham o Evangelho, porque o Reino de Deus
não está limitado aos bens materiais, o valor de uma alma diante do Senhor é
incalculável. Jesus chegou a dar testemunho sobre o assunto.
Mateus 6:26
Disse Jesus: Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam,
nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós
muito mais valor do que elas?
Podemos dar o exemplo das regiões ribeirinhas na Amazônia em que o
meio de transporte característico são as canoas; na região nordeste é comum
as bicicletas e motocicletas; em outras áreas montanhosas o missionário tem
que se caminhar. Assim, cada localidade oferece desafios para serem
explorados e conquistados.
Agravantes do Evangelismo Rural
Como na zona urbana, a zona rural também está sendo assolada pela
violência que cresce a cada dia, agravo responsável pelo êxodo rural,
superlotando as cidades que por sua vez também sofrem com a superpopulação,
desempregos, drogas, prostituição, violência doméstica e todos os males que
estudamos na Aula 06 - Missões Urbanas.
Como as famílias da zona rural residem em áreas remotas, dificulta muito
a presença das viaturas policiais na hora que as pessoas estão sofrem com
33
ações de meliantes, especialmente no período da noite; ao mesmo tempo pode
ocorre a falta de socorro médico em casos de acidentes e outros contratempos
surgidos conta a saúde do trabalhador rural. Sem falar nas estações de chuvas
que dificultam ainda mais a entrada de veículos para socorro nessas regiões.
Em outros casos as diversidades climáticas contrárias que ocorrem durante o
ano, gerando secas, geadas ou até mesmo chuvas em excesso. Com isso, vem
à pobreza.
No entanto, é obrigação da Igreja evangelizar em todas as áreas,
especialmente as remotas.
A Bíblia ensina:
Atos 1:8
Contudo, recebereis poder quando o Espírito Santo descer sobre vós, e
sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e
Samaria, e até os confins da terra!
Fazer missões nas áreas privilegiadas é fácil e tudo se torna favorável.
mas, as localidades distantes é um grande desafio para os missionários, tendo
em vista que as mesmas estão sujeitas a todos os tipos de ataques
especialmente as falsas religiões que prometem cura para o corpo físico, bens
materiais e todas as coisas que não tem condição de cumprir.
O homem do campo sempre foi discriminado ao longo da história; perceba
que os trabalhos mais árduos e menos remunerados são atribuições delegadas
para os agricultores.
Missão e Resignação
Salmo 125:5-6
05 - Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.
06 - Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem
dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
O evangelista da zona rural enfrenta vários desafios como a alta
temperatura do sol e a poeira do verão; a chuva, friagem e lama no inverno;
longas distâncias, mesmo que se desloque em veículos auto motor, vem o
cansaço das estradas esburacadas e ao mesmo tempo acontece o desafio dos
meliantes que aproveitam a oportunidade para suas investidas nefastas.
Por essas e várias razões que a maioria dos missionários não são atraídos
para evangelizar o homem do campo. Somente alguém que tem um chamado
de Deus para atuar nessa área é conseguir sucesso na missão. Por outro lado,
uma pessoa pode até achar bonito o trabalho, mas não consegue levar adiante,
fazer missão rural é um mistério de Deus para com o evangelista convocado a
essa gloriosa tarefa.
O Anonimato
A Missão Rural não é percebida pela Igreja local, porque a maioria dos
salvos não veem o que está acontecendo nas áreas distantes; pode até ser
comparado com a ideologia dos políticos da atualidade, que não querem investir
em projetos que não serão vistos pelos eleitores em suas campanhas. Contudo,
no Reino de Deus não é assim. Pelo contrário, os salvos devem investir alto nas
almas que não tem a facilidade de ouvir a Palavra de Deus.
Perceba que tudo na zona urbana é mais fácil, até para dirigir-se à igreja
durante a noite. Tendo em vista as suas pavimentadas, bem iluminadas, e com
34
menos possibilidade de sofrer contratempo durante o deslocamento ida à igreja
e volta para casa. Não quero dizer que os moradores da cidade estão livres das
investidas do diabo; e sim: de certa forma a vida urbana atrai muitas vantagens.
A principal função de um cristão é Evangelizar, e quanto maior for o
desafio, certamente maior será o poder de Deus, porque ele não envia um
missionário ao campo sem dar condições para que o mesmo tenha sucesso em
suas atividades.
Um Propósito
Tudo que um salvo for fazer para Deus deve ter um propósito, e que esse
seja virtuoso; não é aceitável que alguém desempenhe uma função sem objetivo
específico; ou seja; Vou fazer isso porque a igreja está fazendo; porque quero
ser visto pelo pastor; para preencher o meu tempo. O Reino de Deus não é um
trabalho secular em que as pessoas trilhas por um “Plano de Cargo e salário”.
Mas, uma ação sobrenatural que agrada ao Senhor, e não algo para ser visto e
louvado pelos os homens. Veja uma citação adequada para o que você está
lendo.
Mateus 6:5
E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em
orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos
homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
Somente Deus é quem sabe das nossas ações para o crescimento do seu
Reino nos dias presentes. Isso quer dizer: “Se o Senhor registrou a nossa obra,
então está muito bom”. Lamentavelmente, poucos seminários teológicos estão
investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao campo rural.
Normalmente, os evangelistas não desejam estar no anonimato, porque a
consequência de uma vida na pobreza pode ser configurada, uma vez que as
regiões remotas cobram um investimento alto, e não existe um retorno certo para
manutenção dos mesmos. Mas, todo missionário deve compreender que.
Romanos 14:17
Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e
alegria no Espírito Santo.
Bem como:
Marcos 8:34-35-36
34 - E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se
alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e
siga-me.
35 - Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer
que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.
36 - Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua
alma?
É natural o homem preocupar-se com a sua sobrevivência, pois não pode
perder a sua dignidade e ficar dependendo das outras pessoas. E para essa
situação temos o exemplo do apóstolo Pedro que chegou a perguntar a Jesus
Cristo, o que haveria de ganhar no tempo presente; e como resposta o Senhor
disse o seguinte.
Marcos 10:28-29-30
28 - E Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós tudo deixamos, e te
seguimos.
35
29 - E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há,
que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher,
ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho,
30 - Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos,
e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro
a vida eterna.
Quando ouvimos a palavra prosperidade de imediato vem a nossa mente
os bens materiais; e esquecemos a riqueza da felicidade, saúde, paz, livramento
de diversos males que são ocasionados em nossa peregrinação na face da terra.
O mais importante na prosperidade é a comunhão com o Senhor Deus.
No entanto, a humanidade fica bitolada apenas ao que é efêmero; sem saber
que isso não tem o valor que os homens querem dar, porque um dia tudo passa,
restando somente a realidade do que fizemos em função do Reino dos Céus. A
prova disso observamos no versículo acima (Aqui cem vezes mais… E no século
futuro a vida eterna).
Epílogo
Por fim, quero chamar a sua atenção em relação ao Evangelismo, que
seja urbano, rural ou em outras nações, para que todos os missionários tomem
consciência de que trabalhar para Deus não é buscar fama ou bens materiais.
Mas, o Senhor se alegra com aqueles que ama e cumprem esse grande
ministério, e galardoa com infinitas bênçãos a todos os seus obreiros.
“Os que buscam fazer a vontade de Deus, jamais voltam de mãos vazias.
Avaliação de Conteúdo
01 - A igreja está despertando para que tipo de evangelismo?
a) ( ) Evangelismo urbano
b) ( ) Evangelismo rural
c) ( )
02 - Porque os falsos líderes envergonham o Evangelho buscando
dinheiro?
a) ( ) Porque o Reino de Deus não está limitado aos bens materiais
b) ( ) Porque o Reino de Deus está limitado aos bens materiais
c) ( ) Nenhuma das alternativas está correta
03 - Lamentavelmente o que está acontecendo com pouco seminários
teológicos evangélicos?
a) ( ) Estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao
campo rural
b) ( ) Às vezes estão investindo e incentivando os missionários a se
dedicarem ao campo rural
c) ( ) Não estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem
ao campo rural
04 - Tudo que um salvo for fazer para Deus tem que ser de qual maneira?
a) ( ) Precisa ser anunciado para igreja, e assim a pessoas saibam o quanto
somos especiais
b) ( ) Deve ter um propósito, e que esse seja virtuoso
36
c) ( )
05 - O que acontece com os que buscam fazer a vontade de Deus?
a) ( ) Enriquecer materialmente com o passar do tempo
b) ( ) Jamais voltam de mãos vazias
c) ( ) Sempre voltam de mãos vazias
06 - Evangelismo Infantil
O Evangelismo Infantil é o Ministério mais profícuo de todos os tempos, e
o que menos o ministério investe por não conhecer o valor ascendente que uma
criança pode proporcionar ao longo da vida presente. Tendo em vista que o
coração infantil é um campo fértil para a Palavra de Deus; e caso não seja
investido no mesmo, essa área poderá ser ocupada com a semente nociva do
pecado. Perceba que existe um grande respeito para com os mais velhos dentro
de uma congregação. De maneira que os melhores lugares devem estar
disponíveis para os tais; e mesmo chegando atrasados em um culto, de imediato
esses adultos mandam as crianças ficarem de pé, ou procurarem outro local para
ficarem. Se fossemos classificar outros casos, certamente encontraríamos
muitas contradições e abusos contra os menores que se encontram dentro de
muitas congregações.
Todavia ainda existe tempo para os novos missionários e pastores
começarem a corrigir essa grande falha que é responsável pelo interesse de
servir a Deus, de muitos pequeninos, porque não encontram apoio em muitas
igrejas que dizem ser evangélica.
Vejamos o que podemos fazer para o crescimento da Igreja Infantil
● Pessoas capacitadas para evangelizar crianças de todas as fases;
● Tudo o que trouxer da Bíblia é novidade, mesmo que você já tá cansado
de ouvir, mesmo que a criança já tenha ouvido, a palavra é viva;
● As tem muita criatividade – Use a imaginação sem sair do tema Bíblico;
● As faixas etárias diferentes, com metodologia para cada grupo -
Criatividade extra; tem que atingir todos os níveis. O evangelismo é uma
oportunidade ímpar de passar o Evangelho, moral e bons costumes que
falta no mundo;
● Procurar Versículos que contextualiza bem com a história, assim as
crianças entenderão claramente a Palavra de Deus;
● As brincadeiras devem ser implementadas as aulas, mas todo cuidado
para não perder o objetivo do amor de Deus e a salvação.
●
O Culto Infantil Para Crianças
● Orando, é claro. Deus deve estar em primeiro lugar. Pode-se fazer oração
só ou pedir que repitam, se for para as crianças repetirem dê pausas e
diga palavras que elas saibam o significado do que está sendo
processado;
● Após orar dê ênfase, dê destaque, chame muito a atenção da passagem
Bíblica que será decorada – o versículo chave, sempre é bom que elas
decorrem para escutarem melhor a mensagem. Explique o significado do
versículo, se houver palavras difíceis explique o sentido de cada uma para
que faça sentido na cabeça da criança;
37
● Ensinar músicas, de preferência as que tenham ligação com a mensagem
que está sendo anunciada;
● Despertar as crianças para tocarem instrumento simples de percussão,
para que as mesmas despertam para a participação ativa no culto infantil;
● Contar as histórias da Bíblia com metodologia infantil, para que elas
absorvam ao máximo o conteúdo da Palavra de Deus em uma linguagem
que elas entendam e estejam familiarizadas; terminar o culto fazendo
algumas perguntas, e por fim oração.
O tempo de atenção de uma criança é bem menor que a de um adulto; não
adianta ficar iludido pensando que um pequenino ficará prestando a liturgia
completa de um culto normal. Então deve ser criado salas de aulas com
professores(a), preparados para ministrar a Palavra às crianças de acordo com
as faixas etárias, para que esse grupo especial de cristão possa ocupar durante
a rotina da Igreja.
Com essa atitude os pais estarão à vontade para participarem da rotina
normal da liturgia, enquanto as crianças além de serem beneficiadas com lições,
brincadeiras e confraternizações entre elas, estarão recebendo uma semente de
vida eterna.
Departamento Infantil
Para que aconteça esse evento no Ministério Infantil, é necessário que
aconteça uma conscientização e investimento da Igreja local no Departamento
Infantil. Não adianta querermos impor o nosso modus vivendis aos menores que
não tem o mesmo senso de responsabilidade que uma pessoa adulta.
Percebe o maior motivo de abandono nas igrejas por parte das famílias, e o
desinteresse das crianças, começa com um Ministério que não tem compromisso
e não investe na Igreja dos pequeninos.
Avalição de Conteúdo
01 - Qual é o Ministério mais profícuo de todos os tempos?
a) ( ) O evangelismo nas praças
b) ( ) O evangelismo da terceira idade
c) ( ) O evangelismo infantil
02 - Existe um grande respeito de muitas pessoas mais velhas, para com
as crianças na Igreja?
a) ( ) Sim
b) ( ) Não
c) ( ) Nenhuma das alternativas estão corretas s
03 - Evangelismo é uma oportunidade ímpar de passar que situação?
a) ( ) Não mostra dentro Evangelho a moral e bons costumes que falta no
mundo
b) ( ) Às vezes mostra fora do Evangelho a moral e bons costumes que falta
no mundo
c) ( ) Mostra dentro Evangelho a moral e bons costumes que falta no mundo
04 - Que tipo de liturgia deve ser implantada nas Igrejas?
a) ( ) Um culto com muitas tradições passadas
38
b) ( ) Show gospel
c) ( ) O culto infantil
05 - Para que acontece um despertar no Ministério Infantil, é necessário
que aconteça o quê?
a) ( ) Como o tempo de atenção de uma criança é pouco, basta levar
brinquedo para ocupar a sua mente, e dessa maneira a mesma não
perturbará a ordem do culto
b) ( ) Não precisa de nada, porque as crianças passam pouco tempo na
Igreja, e não tem com que se preocupar
c) Uma conscientização e investimento da Igreja local no Departamento
Infantil Para que acontece esse evento no Ministério Infantil, é necessário
que aconteça uma conscientização e investimento da Igreja local no
Departamento Infantil
07 - Culto Doméstico - Ética Cristã
O Culto No Lar
Organizando o culto doméstico:
O Culto no lar é mais uma maneira de fortalecer a fé e união familiar, pois
amplifica a comunhão com Deus. Contudo, a primeira coisa a fazer é definir um
dia e um horário em que todos os membros da família possam participar. A
liturgia não precisa ser a mesma da igreja, todavia o louvor, a mensagem e a
oração são elementos indispensáveis. Procure não utilizar o momento do culto
para discutir problemas familiares ou de outra ordem. Faça estudos bíblicos,
incentive os filhos a falarem acerca de sua fé e ouça as instruções dos mais
velhos. Este é o momento da família cristã! Sejamos, portanto, prudentes para
edificarmos o nosso lar na rocha inabalável: Cristo Jesus (Mt 7.24,25; Ef 2.20).
Não deixe de ler diariamente a Bíblia com o seu cônjuge e filhos. Programe a
leitura diária para o ano todo. E aproveite as datas comemorativas, como o Natal
e os aniversários, para celebrar a Deus em família e agradecê-lo pelas vitórias
conquistadas. Um lar que assim proceder, jamais será destruído.]
Ganhando os que ainda não são crentes: Sempre é possível que haja na
família pessoas que ainda não tenham aceitado a Jesus como seu Salvador e
Senhor. Apesar disso, o culto doméstico não pode ser negligenciado. Não deixe
de convidar os familiares descrentes, com amor e sabedoria, para que participem
da adoração a Deus. Siga o exemplo de Jó. Ele não forçava seus filhos a
servirem ao Senhor. Mas, ainda pela madrugada, levantava-se para oferecer
holocaustos a Deus por todos eles (Jó 1.4,5). Não despreze os momentos de
comunhão com o Senhor no seu lar. Busque-o e adore-o de todo o coração (Mc
12.30). Eu e minha casa servindo ao Senhor: Alguns crentes negligenciam o
culto doméstico por acharem-no antiquado e desnecessário. A falta de tempo e
o cansaço são as desculpas mais utilizadas. Entretanto, há textos bíblicos
contundentes que exortam os chefes de família a ensinar a Palavra de Deus a
toda a sua casa (Dt 6.7-9).
O culto doméstico foi eficaz na vida de Timóteo. Desde a mais tenra idade,
ele era zelosamente instruído nas Sagradas Escrituras por sua mãe, Eunice, e
por sua avó, Lóide. E o resultado foi maravilhoso. O jovem Timóteo tornou-se um
grande obreiro de Cristo (1Tm 1.2; 2Tm 1.2). Tomemos como exemplo a mesma
atitude de Josué. Ele deixou claro que o povo de Israel deveria escolher a quem
39
deveria servir quando da entrada na terra Prometida, mas fechou a questão
quando disse que ele e sua família serviriam ao Senhor (Js 24.15), motivando a
mesma atitude daqueles que o ouviam.
Bênçãos Advindas do Culto Doméstico
Fortalece os laços familiares: Como resultados do culto doméstico,
podemos apontar o fortalecimento tanto da vida social quanto da espiritual,
proporcionando-nos bênçãos extraordinárias. O livro de Ester é um exemplo do
que ocorre quando instruímos os nossos familiares na Palavra de Deus. Embora
rainha e esposa do homem mais poderoso daquele tempo, ela jamais se
esqueceu dos ensinos que lhe transmitira seu primo, Mardoqueu, pois os laços
entre ambos eram fortes (Et 2.5-7). No momento certo, ela saiu em defesa do
povo de Israel, e Deus se manifestou em todo o Império Persa. Na união
espiritual do lar, sempre haverá lugar para Deus operar e agir, abençoando a
todos (Sl 133.1,3). Santifica e protege a família: Ouvimos todos os dias notícias
estarrecedoras sobre tragédias familiares. Como se não bastasse, aumenta, a
cada ano, o número de divórcios em todo o mundo. E o que dizer das drogas e
da prostituição infantil que vitimam milhões de crianças oriundas de lares
desestruturados? Mas quando nos unimos para buscar a face do Senhor, através
da devoção doméstica, Satanás não encontra espaço para destruir nossos filhos.
A família que verdadeiramente serve ao Senhor não será abalada, pois o
Senhor santifica-a e a guarda (Ef 6.16-18). Torna a família piedosa, vemos que,
em Israel, era comum a família adorar ao Senhor por ocasião da Páscoa (Êx
12.14). É gratificante e profundamente saudável a adoração a Deus em família:
“Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do Senhor faz
proezas” (Sl 118.15). Pais e filhos orando, lendo a Bíblia e cantando
alegremente, no lar, produzem uma atmosfera espiritual de grande valor perante
Deus, a Igreja e a sociedade. O culto doméstico precisa ser urgentemente
resgatado, pois o mundo quer impor sobre nossas famílias condutas totalmente
contrárias às recomendadas pelas Sagradas Escrituras. Se ensinarmos os
preceitos do Senhor aos nossos filhos, eles jamais serão tragados por este
século, cujo príncipe é o Diabo. Quando a família é alicerçada na Palavra de
Deus, a igreja local é fortalecida e a sociedade, como um todo, é beneficiada.
Enfim, todos somos abençoados. Não perca tempo, inicie hoje mesmo o
culto doméstico e Jesus jamais deixará o seu lar.
A Importância do Culto Doméstico
O culto doméstico é uma prática muito simples, porém poderosa, que
pode ser feito de muitas maneiras, dependendo da idade dos filhos, da instrução
dos pais ou dos responsáveis pela direção do culto e do tempo disponível,
bastando para isso que se observe seus elementos indispensáveis: leitura da
Bíblia e oração com os membros da família. É indispensável para conduzir os
filhos a Deus: O Culto Doméstico contínuo, persistente, oferece a melhor e a
mais eficiente maneira de evangelizar. Através dele podemos evangelizar o
cônjuge, os filhos, as visitas, os hóspedes, os vizinhos, os parentes, enfim são
inúmeras as oportunidades de evangelização que esta prática possibilita.
Crianças que crescem em um lar onde se estabelece o Culto Doméstico,
serão mais eficientes em rejeitar a mentalidade do mundo quando forem
expostas à educação formal, a outros convívios e ambientes fora de casa e em
alcançar os companheiros para Cristo.
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf

LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃOLIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
Andrew Guimarães
 
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Robson Santana
 
Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021
Jc Bento
 
Lição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização UrbanaLição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização Urbana
Éder Tomé
 
Lausanne.org pacto de lausanne
Lausanne.org pacto de lausanneLausanne.org pacto de lausanne
Lausanne.org pacto de lausanne
Walace Borges
 
plantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.pptplantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.ppt
AlexArajo27
 
Igreja celula bezerril
Igreja celula bezerrilIgreja celula bezerril
Igreja celula bezerril
Trinit Solon
 
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORALIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Lourinaldo Serafim
 
Cartapastoral 2out2011
Cartapastoral 2out2011Cartapastoral 2out2011
Cartapastoral 2out2011
João Rufino de Sales
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
Antonio Ferreira
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
Antonio Ferreira
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
Antonio Ferreira
 
Igreja viva
Igreja vivaIgreja viva
Igreja viva
Bernadetecebs .
 
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICALA MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
Pedro Francisco Moraes De
 
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Robson Rocha
 
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do cultoO perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
Instituto Teológico Gamaliel
 
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdf
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdfVencendo as Tentaçõe Livros.pdf
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Santas Missões Populares
Santas Missões PopularesSantas Missões Populares
Santas Missões Populares
setorsantaluzia
 
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
raparecido2600
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
saojosepascom
 

Semelhante a Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf (20)

LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃOLIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
 
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
 
Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021Domingo da Palavra de Deus 2021
Domingo da Palavra de Deus 2021
 
Lição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização UrbanaLição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização Urbana
 
Lausanne.org pacto de lausanne
Lausanne.org pacto de lausanneLausanne.org pacto de lausanne
Lausanne.org pacto de lausanne
 
plantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.pptplantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.ppt
 
Igreja celula bezerril
Igreja celula bezerrilIgreja celula bezerril
Igreja celula bezerril
 
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORALIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
LIÇÃO 13 - A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
 
Cartapastoral 2out2011
Cartapastoral 2out2011Cartapastoral 2out2011
Cartapastoral 2out2011
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
 
Igreja viva
Igreja vivaIgreja viva
Igreja viva
 
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICALA MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
 
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo Apostila   os  Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
Apostila os Ministérios e Dons da Igreja de Jesus Cristo
 
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do cultoO perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
O perigo e as conseqüências das inovações e modismos na liturgia do culto
 
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdf
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdfVencendo as Tentaçõe Livros.pdf
Vencendo as Tentaçõe Livros.pdf
 
Santas Missões Populares
Santas Missões PopularesSantas Missões Populares
Santas Missões Populares
 
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
Diretrizes gerais-de-evangelizacao--doc102--2015-a-2019
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
 

Mais de Pastor Robson Colaço

Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdfPropriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Pastor Robson Colaço
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Pastor Robson Colaço
 

Mais de Pastor Robson Colaço (20)

Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdfPropriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
 
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
 

Último

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf

  • 2. 2 MMA – Ministério Missão América Consultoria Espiritual Projeto Evangelismo & Missões Rua Eunildes Leite, 281 58.125-000 – Alagoa Nova – Paraíba – Brasil www.missaoamerica.com.br www.terapianoamor.com.br Gráfica Farol missaoamerica@gmail.com Dados do Catálogo Missão América LUCENA, Robson Colaço de, Teologia Básica Curso de Missão e Evangelismo Contemporâneo Missiologia Consultor Espiritual Pr. Robson Colaço de Lucena – Alagoa Nova – PB, 2024, 66 p ORCID=0009-0002-7544-0337 Marcos 16:15 – Ide por todo mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura.
  • 3. 3 Prefácio O nosso Curso de Missões e Evangelismo Contemporâneo, apresenta um diferencial dos outros conteúdos, por narrar a realidade presente em que a Igreja do Senhor Jesus enfrenta. Sendo atacada por divisas investidas dos demônios, que envolve sexo, musica profana, idolatria denominacional, heresias e abuso financeiros por parte de alguns líderes. Apresentamos uma linguagem de fácil compreensão e ao mesmo tempo uma rica coletânea de assuntos relacionados à Missão em Evangelismo, que o imperativo de Jesus Cristo quando citou no Evangelho de Marcos 16:15 – Ide por todo mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura. Perceptivelmente a maioria das denominações negligencia essa ordem divina e ficam na zona de conforto, em cultos para salvos, desenrolando com louvores pessoais das bandas, mensagens que promovem os pregadores, e uma abusiva doutrina de dízimos e ofertas, que promovem o bem estar e enriquecimento da liderança local. É última hora, Jesus Cristo está voltando, e o mundo precisa urgentemente de uma restauração na Palavra de Deus. Enfim, o maior objetivo da Igreja é anunciar o Evangelho e apresentar muitas vidas restauradas em Jesus Cristo. Pastor Robson Colaço de Lucena MMA – Ministério Missão América Consultoria Espiritual
  • 4. 4 Índice Temas Páginas - Dados Gráfico 02 - Prefácio 03 01 – Missão e Evangelismo Contemporâneo 05 02 – Teologia Conceito Geral 09 03 – Missão Transcultural 22 04 – Evangelismo Urbano 27 05 – Evangelismo Rural 32 06 – Evangelismo Infantil 36 07 – Culto Doméstico – Ética Cristã 38 08 – Como Abrir Uma Igreja Evangélica – Documentos 41 09 – Modelo de Regimento Interno 42 10 – Modelo de Estatuto da Igreja 54 11 – Documentos Que Devem Ser Entregues 64 12 – Considerações Finais 65
  • 5. 5 Missão e Evangelismo Contemporâneo 01 – Evangelismo Uma Fonte de vida que corre no coração de Deus Evangelismo, ou missão no Evangelho como muitos cristãos costumam chamar, pode ser considerado o maior propósito de Deus para com os pecadores, embora muitos cristãos não compreendam esse ministério. Normalmente, quando alguém se forma em um seminário teológico cristão, busca esse conhecimento para tornar-se pastor, arrebanhando e administrando a Igreja do Senhor; embora esse chama pastoral esteja totalmente voltado para pregar o Evangelho a todas as criaturas na face da terra. O Evangelismo pessoal é o método mais antigo que é aplicado na Igreja ao longo dos séculos, e ainda o mais eficaz. Esse evento ministerial foi ensinado por Jesus Cristo por mais de dois mil anos e que é o responsável pelo crescimento da Igreja. Marcos 16:15 - E disse-lhes Jesus: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Esse meio básico que não precisa de muita coisa para que funcione, e muito eficaz, de maneira que não importa a cor, idade, sexo, posição social; basta somente a convicção de um crente salvo para anunciar as Boas Novas de Salvação. Todo o tipo de Evangelização é importante, mas quando se trata de falar com outra pessoa, corpo a corpo, existe a grande vantagem do missionário interagir com o evangelizado, é o momento em que as dúvidas a respeito do amor de Cristo, e outros termos Bíblico, pode ser esclarecido com mais clareza. Desafio Pregar o Evangelho não é um mar de rosas como alguns dirigentes instigam a Igreja nos dias que tem “Culto Missionário”; de certa forma as por mais empolgante que seja, as pessoas sentem dificuldades em interagir com estranhos, especialmente que se trata do sexo feminino. Exige um chamado diretivo da parte de Deus; de certa forma todas os salvos são missionários nato; mas, quando mencionamos o “O Campo Missionário”, onde existe a dedicação exclusiva, então o assunto é mais sério, e para esses casos deve haver um credenciamento por parte do ministério. Outro grande desafio no campo evangelístico é que normalmente os pastores têm os seus salários garantidos, e uma pequena parte dos missionários recebem o incentivo para exercer o ministério. Motivo pelo qual a direção das igrejas, instiga aos fiéis que tem esse chamado, para executar a tarefa de maneira voluntária, porque dessa maneira não existem gastos, e quando necessário o missionário(a), é descartado, sendo substituído por outro. É como se a consagração do missionário fosse diferente da pastoral. A prova da veracidade dessa discriminação por parte de algumas denominações podemos observar que em determinados casos quem pastoreia uma igreja são alguns missionários, enquanto a maioria recebe a título pastoral, como se o reino de Deus apresentasse “Dois pesos e duas medidas”. Pelo contrário, os maiores missionários que encontramos na Bíblia Sagrada foram: Jesus Cristo e Paulo, e ambos nunca dirigiram congregações, casaram ou
  • 6. 6 batizaram qualquer cristão. Pois não tinha esse orgulho de sobrepor um ministério pelo outro. Chamado O “Evangelismo Pessoal” é o chamado de cada servo de Deus para falar do amor de Jesus Cristo, mediante a graça salvador outorgada por Deus, sem acepção de pessoa, pelo contrário, ele não leva em conta o tempo de pecados das pessoas. Atos dos Apóstolos 17:30 – Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar que se arrependam. O mais importante é que todos cheguem ao pleno conhecimento da salvação eterna vinda através do sacrifício propiciatório de Jesus Cristo. Sendo uma ação sobrenatural vinda através do Espírito Santo. João 16:7-8 / 07 – Disse Jesus: Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que eu vou. Se eu não for, o Conselheiro (Espírito Santo) não virá para vocês; mas se eu for, eu o enviarei. /08 – Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Todo esse chamado é maravilhoso, com tudo tem que haver uma particularidade que é o chamado de Deus para exercer essa grande obra missionária, e acima de tudo, receber a unção do Espírito Santo. Atos dos Apóstolos 1:8 - Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. Objetivo Todos os projetos na face da terra têm que haver um objetivo, e Deus não faz nada por acaso ou de forma irresponsável. E no caso do Evangelismo Pessoal, os missionários e evangelistas tem que fixas em suas mentes um “Público Alvo”, que pode se destacar das seguintes maneiras: 01 - Salvar as almas perdidas dos pecadores; 02 - Restaurar os que estão fora do evangelho, uma vez que desistiram por algum motivo banal; 03 - Edificar em graça e conhecimento aos crentes salvo, preparando novos anunciadores da Palavras para que a obra continue na face da terra até o último salvo ser alcançado. Lucas 19:10 - Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. Desde o primórdio da Igreja Neotestamentária, sempre houve urgência para que o Evangelho fosse anunciado a todas as pessoas; tendo em vista que a cada segundo um grande número de pescadores morrem sem ter aceitado a Jesus Cristo. Acontece esse fenômeno porque essas referidas pessoas, escutam a Palavra de Deus e não creem na obra salvadora de Jesus Cristo; de maneira que não existe desculpas diante de Deus, para quem quer argumentar que não ouviu o Evangelho. Romanos 2:12 – Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. Outra questão que instiga os salvos a pregarem a tempo e fora de tempo; é o fato de o diabo não descansar, trabalhando intensamente no plano material em que vivemos, para tragar o maior número de almas. Pedro 5:8 - Sede
  • 7. 7 sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramindo como um leão, buscando a quem possa tragar. Crescendo Com a Igreja A Igreja genuinamente cristã é responsável pela orientação espiritual de todos os salvos; por essas razões ela não pode parar, pois depende primordialmente do Evangelismo para dar continuidade ao aperfeiçoamento de salvo. Não precisa de um conhecimento científico ou técnico para perceber que uma Igreja que evangeliza muito, cresce muito; uma Igreja que evangeliza pouco, cresce pouco; contudo, a Igreja que não evangeliza, também não cresce, fica atrofiada espiritualmente. Existe uma grande diferença entre a Igreja neotestamentário de Atos dos Apóstolos e dos tempos atuais. A primitiva crescia rápido na graça conhecimento de Jesus Cristo, por outro lado a que temos na atualidade é uma Igreja doente espiritualmente e com muitos vícios no pecado. Os mesmos pecados em Atos dos Apóstolos, são os que temos na atualidade; a diferença acontece com o precedente de que as pessoas pós-modernistas, compartilha de uma infidelidade espiritual contra Deus, cedendo aos encantos mortais do diabo. Outra questão que contribui com o crescimento da Igreja antiga, foi pelas perseguições sofridas, motivo pelo qual cada salvo através da inspiração no Espírito Santo, sentiam a necessidade de pregar a Palavra de Deus. Contudo, no contexto atual, os salvos sofrem as mesmas perseguições em todas as esferas, que sejam políticas, sociais e espirituais; mas, se acomodam ficando adaptados ao mundo. Vejamos um versículo da Igreja primitiva. Atos 5:4 - Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra. Base de Sustentação do Evangelho Diariamente nos deparamos com muitas novidades que são implementadas a missão evangelística nos dias atuais; todavia, a única base que acrescenta, mantém e firma a Igreja do Senhor na face da terra é a “Bíblia Sagrada” manual de vida dos missionários e alimento espiritual para todas as almas que creem em Jesus Cristo. Os outros livros são apenas experiências humanas e conhecimento secular, que de certa forma agrega valor; mas, se a “Bíblia” for removida, as pessoas passarão a crerem mandamentos humanos, vivendo em mais uma seita e heresia. No Antigo Testamento, temos uma excelente passagem que mostra que a Bíblia não deixa ninguém sem uma resposta plausível e espiritual da parte de Deus. Isaías 55:11 - Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. O Evangelismo pessoal é uma grande dádiva de Deus para com os homens, e quem o recebe, toma posse de um grande tesouro eterno, e os que anunciam, também são galardoados de maneira imensurável, especialmente porque todo missionário passa por tribulações, mas voltam com o coração rejubilando de alegria diante dos homens e de Deus. Salmos 126:5-6 / 05 - Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. / 06 - Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
  • 8. 8 Imperativo O Evangelismo Pessoal ou Missão, é um imperativo da parte de Deus para os salvos; mesmo que um grupo de cristão tenha esse ofício como um hobby, podemos encontrar infinitas maneiras de anunciar as Boas Novas de Salvação. O que na verdade importa é que a Palavra de Deus seja pregada. Todavia, não podemos deixar de expor que em todas circunstâncias, anunciar o Evangelho é uma tarefa árdua exigindo esmero por parte de quem ministra diante dos pecadores. Cumpri o “Ide Anunciar o Evangelho”, é um evento glorioso tanto diante de todos os homens, bem como na presença de Deus; e na maioria dos casos os missionários são ignorados até mesmo por parte dos que fazem parte do ministério eclesiástico da Igreja. No entanto, o que importa é cumprir cabalmente a ordem de Jesus Cristo. Senão, como os pecadores encontrarão a luz da salvação? Romanos 10:14-15 / 14 - Como, pois, invocarão aqueles em quem não creram? e como creram naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? / 15 E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Então, cada cristão deve compreender que é uma excelsa honra, pregar o Evangelho, e dar um caminho de vida eterna para as almas que em escuridão caminham em direção a destruição. Por isso, cada anunciador do Evangelho nunca pensa nas dificuldades que podem passar; mas, na alegria de resgatar uma alma das correntes do diabo, e às direciona a presença de Deus Enfim, Evangelizar é: Terminando nosso primeiro módulo do Curso – Missões e Evangelismo; compreendemos que é honroso para um salvo anunciar o Evangelho às almas que por falta de conhecimento Bíblico, padecem na escuridão e sequidão espiritual em rumo a uma eternidade caótica no âmbito espiritual. Aprendemos que a cada segundo as Seitas e Heresias ensinadas pelo diabo através dos seus ministros no mundo presente, estão tragando milhares de almas para as profundezas do inferno, e a Igreja de Deus deve urgentemente agilizar missões e evangelismo em todas as esferas da sociedade. Entretanto, não devemos subestimar o campo missionário, porque evangelizar não é uma fácil; requer um chamado, dedicação, renúncia e amor incondicional pelas pessoas. A verdade deve estar em primeiro lugar, observando cada caso com carinho e peculiaridade; sabendo que a palavra de condenação nunca deve estar nos lábios do evangelista, porque Deus não nos colocou como juiz, e sim, mensageiro do seu amor. Enfim, evangelizar é acender uma luz espiritual em meios as trevas da alma humana; e quem acende uma luz é o primeiro a iluminar-se, como dizia o poeta nos tempos passados. Então, todo salvo que tenha o desejo de pregar o Evangelho, deve ficar de braços abertos, como Cristo fez na cruz; para receber todas as pessoas; que sejam boas ou não. (Pastor Robson Colaço de Lucena) Missão está no coração de Deus
  • 9. 9 Avaliação de Conteúdo 01 - De quem é o grande propósito em Missão ou Evangelismo? a) ( ) Dos pastores para com os pecadores b) ( ) De Deus para com os pecadores c) Dos pecadores para com Deus 02 - Qual foi o grande imperativo de Jesus para com a Igreja? a) ( ) Marcos 16:15 - Disse-lhes Jesus: Ide por todo o mundo pregai o evangelho a toda criatura b) ( ) Hebreus 12:14 – Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor c) ( ) João 7:53 – Então cada um foi para a sua casa 03 - Qual a Base de Sustentação do Evangelho? a) ( ) A Bíblia Sagrada b) ( ) Um bom curso de missões e evangelismo c) ( ) Ter a credencial de pastor missionário 04 - Qual o objetivo da missão em evangelismo? a) ( ) Salvar, louvar e forma missionários b) ( ) Edificar, cantar e estudar c) ( ) Salvar, restaura e edificar 05 - A verdadeira missão evangelística estar: a) No coração do missionário b) No coração do pecador c) No coração de Deus 02 - Introdução a Teologia – Conceito Geral Teologia – É a ciência concernente ao coisas de Deus, é impossível interpretar a Bíblia Sagrada sem a ação do Espírito Santo, e na esfera humana a interpretação da Teologia, sabendo discernir e respeitar os conceitos de alguns teólogos; que de certa maneira divergem em alguns pontos; mas, o importante é não perder a essência da Palavra de Deus, deixando de lado algumas interpretações que não agregam valores ao nosso crescimento espiritual. A teologia abrange várias vertentes como: ● Teologia Exegética – Termo que vem do grego que significa “Extrair”. De modo que procura desvendar o verdadeiro significa das Sagradas Escrituras. ● Teologia Dogmática – Estuda os verdadeiros fundamentos da fé, apresentando nos credos da Igreja. ● Teologia Histórica – Estudo que envolve a história da igreja e o desenvolvimento da interpretação doutrinária. ● Teologia Bíblica - Tem a função de traçar o progresso da vaidade pelo meio de diversos Livros da Bíblia Sagrada, descrevendo cada autor com as suas peculiaridades apresentando a veracidade das doutrinas da Palavra de Deus.
  • 10. 10 ● Teologia Sistemática – Nessa interpretação do estudo da Bíblia Sagrada, os ensinamentos são aplicados em uma sincronia em que os termos são agrupados em tópicos. Se fossemos aplicar os diversos conceitos, certamente, estaríamos desertando uma aplicação acadêmica; no entanto, como o nosso curso é uma introdução a Missão em Evangelismo, iremos nos aprofundar em pequena escala, para que você apreenda gradativamente, sem perder a o sentido que estamos proporcionando ao ministério evangelístico. Base da Teologia A Bíblia Sagrada é dividida em dois testamentos; Antigo Testamento e Novo Testamento, de maneira que no Novo Testamento podemos encontrar uma coletânea de 27 Livros, ocupando apenas um terço do volume Bíblico. Quanto ao Antigo Testamento nos deparamos com escrituras que cobrem um período de milenar, tendo a maior parte de toda a Escritura Sagrada. Por outro lado, o Novo Testamento teve menos de um século para ser concluído; sendo uma Nova Aliança chamada de “Graça", totalmente diferente da Antiga Aliança conhecida como a “Lei”. Hebreus 9:15-16-17 15 - E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. 16 - Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador. 17 - Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive? Escrita originalmente em grego, entre 45-95 D.C. Os livros do Novo Testamento não estão arranjados na ordem cronológica em que foram escritos. As primeiras epístolas de Paulo foram os primeiros livros do Novo Testamento a ser escritos, e não os evangelhos. E mesmo o arranjo das epístolas paulinas não segue a sua ordem cronológica, porquanto na epístola de Paulo aos Gálatas (ou talvez 1 Tessalonicenses) foi a epístola escrita bem antes daquela dirigida aos Romanos, a qual figura em primeiro lugar em nossas Bíblias pelo fato de ser a mais longa das epístolas de Paulo; e entre os evangelhos, o de Marcos, não o de Mateus, parece ter sido aquele que primeiro foi escrito. A ordem em que esses livros aparecem, por consequência, é uma ordem lógica. Os evangelhos estão postos em primeiro lugar porque descrevem os eventos cruciais de Jesus. Entre os evangelhos, o de Mateus vem apropriadamente antes de todos devido à sua extensão e ao seu íntimo relacionamento com o Antigo Testamento, que o precede imediatamente. No livro de Atos dos Apóstolos, uma envolvente narrativa do bem sucedido surgimento e expansão da Igreja na Palestina e daí por toda a Síria, Ásia Menor, Macedônia, Grécia e até lugares distantes como Roma, na Itália. O livro de Atos é a segunda divisão de uma obra em dois volumes, Lucas-Atos.) Bastam-nos essas ideias quanto aos livros históricos do Novo Testamento. As epístolas e, finalmente, o livro de Apocalipse, explanam a significação teológica da história da redenção, além de extraírem daí certas implicações éticas. Entre as epístolas, as de Paulo ocupam o primeiro lugar e entre elas, a ordem em que foram arranjadas segue primariamente a ideia da extensão decrescente, levando-se em conta a grande exceção formada pelas Epístolas Pastorais (I e II Timóteo e
  • 11. 11 Tito), as quais antecedem a Filemon, a mais breve das epístolas paulinas que chegaram até nós. A mais longa das epístolas não-paulinas, aos Hebreus (cujo autor nos é desconhecido), aparece em seguida, depois da qual vêm as epístolas Católicas ou Gerais, escritas por Tiago, Pedro, Judas e João. E por fim, temos o livro que lança os olhos para o futuro retorno de Cristo, o Apocalipse, livro esse que leva o Novo Testamento a um muito apropriado clímax. O Novo Testamento é o livro mais lido no mundo. Seu tema supremo é o Senhor Jesus Cristo. Seu objetivo supremo é a Salvação dos seres humanos. Seu projeto supremo é o reinado final do Senhor Jesus num império sem limites e eterno. No Novo Testamento está a base das principais Doutrinas Teológicas. Os Evangelhos Voltando a atenção aos quatro evangelhos, que é uma coletânea de registros especiais quando os examinamos coletivamente. Inicialmente, podemos perguntar: Por que há quatro evangelhos, especialmente quando os três primeiros parecem abranger quase o mesmo assunto? Um só não seria melhor? Como estamos tratando de Escritos Divinamente inspirados por Deus, a resposta final, naturalmente, é que há quatro porque Deus assim quis: mas podemos acrescentar que existem causas intensas para Deus Ter feito isso. Os quatro Evangelhos apresentam individualidade que não pode ser anulada, porque perderia a sua essência. A unidade do tema, somada à sua diversidade é que os torna tão interessantes à mente é tão satisfatório ao coração. Também podemos explicar a necessidade dos quatro evangelhos facilmente pelo fato de ter havido, nos tempos apostólicos, quatro classes representativas do povo: ● Judeus; ● Romanos; ● Gregos; ● E a Igreja. De forma que cada um dos evangelistas escreveu para uma classe totalmente diferenciada, amoldando-se ao seu caráter, às suas necessidades e ideais. Tipologia Bíblia Nos Evangelhos encontramos quatro figuras especificas com expressão completamente espiritual, para que o pecador compreenda em uma linguagem de facial compreensão, tendo em vista que as imagens apresentam uma melhor maneira de absorver o conteúdo. Vejamos cada Evangelhos apresentando um ícone específico. ● Mateus Judeus O Filho de Deus Leão; ● Marcos Romanos O Servo Boi; ● Lucas Gregos Filho do homem Rosto de homem; ● João Igreja O Salvador Águia. O Evangelho Segundo Mateus – Uma mensagem voltada para os judeus, tendo em vista que eles esperavam pela vinda do Messias, prometido no Velho Testamento, apresenta Jesus como o Messias o filho de Deus. O Leão era o símbolo da tribo de Judá, a tribo real. Em Mateus nosso Senhor é
  • 12. 12 singularmente "o Leão da Tribo de Judá " João 3: 17 e eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Em Mateus, o evangelho do Rei, vê-se nos primeiros capítulos o Rei dos Judeus e por Fim o Rei soberano nos céus e na terra, enviando para exigir sua sujeição e homenagem. O Evangelho Segundo Marcos - Foi escrito em particular para os Romanos, um povo cujo ideal era o poder e o serviço, assim Marcos descreveu Cristo o Servo fiel. O Boi é o emblema do trabalho servil. Ele representava entre os antigos do oriente, o trabalho paciente e produtivo. A ênfase do livro se encontra num Cristo ativo, um Servo forte, mas humilde. Em Marcos, o evangelho do grande Servo de Deus, enfatizam-se os atos de Cristo, não as Suas palavras, Marcos conta a lida incansável do Servo de Jeová. O Evangelho Segundo Lucas – Teve o objetivo de alcançar um povo culto, os Gregos, cujo alvo era atingir a perfeição e assim chegar a ser deus, assim Lucas apresenta Cristo como o Filho do homem, perfeito em tudo e que chegou a ser Deus. O homem é símbolo de inteligência, razão, emoção, vontade, conhecimento, amor. Lucas 5: 24 Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados (disse ao paralítico), a ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa. Em Lucas, o evangelho do Filho do homem, mostra-se o coração de Jesus em uma série de manifestações de Sua compaixão, ternura e amor. O Evangelho Segundo João - Especificamente voltado para a Igreja, tendo em vista que fazia muitos anos da crucificação de Cristo e as verdades do Evangelho estavam sendo esquecida, por isso João, vendo as necessidades dos cristãos de todas as nações apresenta as verdades mais profundas do Evangelho. João 4: 42 e diziam à mulher: Já não é pela tua palavra que nós cremos; pois agora nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo. Em João, o evangelho do Filho de Deus, vê-se como Jesus assemelha-se à natureza da Águia que voa e nos leva às alturas da Sua divindade eterna. É o livro que nos revela o mistério de Ele ser com o Pai. Os Evangelho Sinóticos Os Evangelhos Sinóticos em si mesmo apresentam uma forma de “Sinopse” (Resumo, epítome, síntese ou sumário). São resumidos, de maneira que apresentam narrações dos fatos que ocorreram, trazendo narrativas diferentes que falam a respeito do mesmo assunto. Os Evangelhos Sinóticos são: Mateus, Marcos e Lucas. No caso do Evangelho Segundo João, foi escrito tempos depois tratando em sua maior parte de assunto não mencionado por eles. Todavia, os quatro evangelhos seguem uma sincronia espiritual, mostrando o ministério salvífico de Jesus Cristo em favor de todos os pecadores; de maneira que nada pode ser subtraído o somado aos quatro Evangelhos na Escritura neotestamentária. As Doutrina Principais Para compreendermos a teologia, temos a obrigação de conhecer as principais doutrinas; assim como uma pessoa nos primeiros anos de vida, tem a
  • 13. 13 necessidade de ser alfabetizada para que um dia tenha o privilégio de chegar a graduação acadêmica, também temos que aprender o básico da teologia; caso contrário iremos ficar distorcendo os ensinamentos da Bíblia Sagrada. A estruturação da Palavra de Deus, está contida no Novo Testamento; com isso não quer dizer que o Antigo Testamento perdeu a sua eficácia ou poder sobrenatural como a Palavra de Deus. Contudo, estamos no período da “Graça”, e dessa maneira podemos usar o exemplo do Velho Testamento como um rio que deságua no oceano (Novo Testamento). De maneira que é impossível aniquilar qualquer um dos Livro da Bíblia Sagrada; pois cada um tem a sua função e conteúdo doutrinário. Vejamos cada um dos Ensinamentos Divino. Doutrina de Deus João 7 16 - 17 Respondeu-lhes Jesus: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou. Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, há de saber se a doutrina é dele, ou se eu falo por mim mesmo ● A Existência de Deus; ● A Natureza de Deus; ● Os Atributos de Deus; ● Doutrina de Cristo. Mateus 1: 18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se juntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo. ● Natureza de Cristo; ● Os Ofícios de Cristo; ● A Obra de Cristo; ● Doutrina do Espírito Santo. Romanos 8: 11 E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita. ● A Natureza do Espírito Santo; ● O Espírito Santo no Antigo Testamento; ● O Espírito Santo em Cristo; ● O Espírito Santo no Cristão; ● Os Dons do Espírito; ● Doutrina dos Anjos. Hebreus 1: 13 - 14 Mas a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha direita até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor dos que hão de herdar a salvação? ● Sua Natureza; ● Sua Classificação; ● Seu caráter; ● Sua Obra; ● Reino das trevas; ● Doutrina do Homem.
  • 14. 14 Mateus 19: 4 Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio homem e mulher, os fez. ● A Origem do Homem; ● A Natureza do Homem; ● A Imagem de Deus no Homem; ● Doutrina da Salvação. Romanos 3: 24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. ● A Natureza da Salvação; ● Justificação; ● Regeneração; ● Santificação; ● Doutrina da Igreja. Atos 11:22 Chegou a notícia destas coisas aos ouvidos da igreja em Jerusalém; e enviaram Barnabé a Antióquia. ● A Natureza da Igreja; ● A Fundação da Igreja; ● As Ordenanças da Igreja; ● A Organização da Igreja; ● Doutrina das Últimas Coisas. Mateus 24: 3 E estando ele sentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Declara-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo. ● Sinais da Vinda de Jesus; ● Arrebatamento da Igreja; ● Tribunal de Cristo; ● Bodas do Cordeiro; ● Grande tribulação; ● Milênio; ● Juízo do Trono Branco. Ensinamento de Jesus Cristo Os ensinamentos de Jesus foram fundamentados nas Escrituras do Velho Testamento. Mateus 4: 10 Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Os ensinos de Jesus Cristo manifestar-se claramente que Ele era o Messias prometido. Seus ensinamentos eram inspirados por Deus por isso estão ainda hoje vivos em nossa memória. Ele apresentava-se diante do povo, usava linguagem do povo. Jesus usava as figuras conhecidas para ensinar as ideias corretas e desfazer as errôneas. O Centro dos ensinamentos de Jesus Cristo era a fé. A fé ensinada por Jesus, opera gloriosos resultados, vemos: A Fé Opera Milagres.
  • 15. 15 Mateus 9: 2 E eis que lhe trouxeram um paralítico deitado num leito. Jesus, pois, vendo- lhes a [fé], disse ao paralítico: Tem ânimo, filho; perdoados são os teus pecados. A Fé Promove Santificação. Atos 26:18 Para lhes abrir os olhos a fim de que se convertam das trevas à luz, e do poder de Satanás a Deus, para que recebam remissão de pecados e herança entre aqueles que são santificados pela fé em mim. A Fé Revela as Qualidades Romanos 1: 8 Primeiramente dou graças ao meu Deus, mediante Jesus Cristo, por todos vós, porque em todo o mundo é anunciada a vossa fé. A Fé Garante Salvação Romanos 3: 26 para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus. A fé é crer que Deus é fiel. Ela é a força que move a mão de Deus. A fé conduz o indivíduo em perfeita relação com Deus. Jesus Cristo pregava o Evangelho do Reino, não um reino político ou material, mas um reino espiritual e futuro. Jesus enfatizava o aspecto escatológico. Nos Seus ensinamentos Jesus Cristo enfatiza que Sua morte e ressurreição era uma necessidade para salvação do ser humano. Por várias ocasiões Jesus Cristo ensinou esta Doutrina. Lucas 19: 10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. Marcos 10: 33 Disse: Eis que subimos a Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos principais sacerdotes e aos escribas; e eles o condenarão à morte, e o entregarão aos gentios. João 11: 25 Declarou-lhe Jesus: Eu sou a [ressurreição] e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá. João 12: 47 Disse Jesus: E, se alguém ouvir as minhas palavras, e não as guardar, eu não o julgo; pois eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Jesus ensinou que o homem na condição o seu destino é a perdição eterna. Mateus 16: 26 Disse Jesus: De que aproveita o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma? Teologia do Apóstolo João João filho de Zebedeu e de Salomé, irmão menor de Tiago, foi um dos primeiros discípulos e ser escolhido pelo Senhor e o último a morrer, humilde e simples, conhecido com Apóstolo do Amor, chegando ao ponto de escrever o Evangelho, algumas Epistolas além do Apocalipse.
  • 16. 16 A base da teologia do Evangelista João é a pessoa de Cristo; ele adentra sua teologia apresentando três declarações que excedem o entendimento do ser humano. João 1: 1 - 2 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Este princípio é diferente de iniciar, começar, partida. Gênesis 1: 1 "No princípio criou Deus os céus e a terra". Este princípio é indefinido. É um tempo quando por um ato soberano Deus criou o universo. João guiado pelo Espírito Santo nos transporta para além das eternidades passadas. É uma teologia também conhecida como Cristocêntrica, porque para o apóstolo, Cristo é tudo. Não é uma teologia apenas da razão, é uma teologia do Espírito. A mensagem de João mostra que Deus pode ser conhecido em Jesus Cristo. João 16: 13 Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras. Muitas pessoas não sabem, mas a Bíblia Sagrada, de Gênesis ao Apocalipse está voltada para a pessoa de Cristo, que seja no sentido literal, figura de linguagem, tipologia e outros termos associados ao Filho de Deus. Teologia do Apóstolo Pedro O Apóstolo Pedro era um homem modesto, simples, pescador, observador, sincero e por natureza impulsivo, sempre falando, sempre ativo tomava a frente com facilidade, violento, instável, até que passou por um processo espiritual complexo, chegando a torna-se um homem provido de domínio próprio. Pedro dirigia-se aos cristãos dispersos pelas províncias da Ásia Menor, para confortar os fiéis que sofrem perseguições em muitos lugares. Lucas 22: 31 - 33 31 - Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos. 32 - Respondeu-lhe Pedro: Senhor, estou pronto a ir contigo tanto para a prisão como para a morte. O objetivo do seu ministério era a edificação dos novos convertidos não somente dos judeus, mas, também, entre os gentios. Para alertar aos cristãos sobre as falsas doutrinas que iam entrando nas igrejas. Ele inspirado pelo Espírito Santo, escreveu grandes conceitos sobre a pessoa de Jesus Cristo. I Pedro 1: 3 Visto como, pelo seu poder Divino poder, nos têm sido adotadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para própria glória e virtude. Podemos ver muitos ensinamentos de Pedro fundamentados em Jesus Cristo Mateus 13: 17 Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram.
  • 17. 17 I Pedro 1: 10 Desta salvação inquiriram e indagaram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que para vós era destinada. João 21:15 Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos. I Pedro 5: 2 Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade. Lucas 22: 31 Simão, Simão, eis que Sede sóbrios, vigiai. O vosso Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo! Teologia do Apóstolo Paulo O Apóstolo Paulo era nativo da tribo de Benjamim, nascido na cidade de Tarso, tinha cidadania romana como direito de nascença, de família influenciam, tinha herança judaica, grega e romana. Sua natureza era profundamente religiosa. Era um homem educado em toda cultura secular. No caminho de Damasco, numa intervenção divina, o Senhor se revela a ele. Assim passa a reconhecer que os cristãos a quem perseguia pertenciam ao Senhor Jesus Cristo. Houve uma transformação instantânea. Tema central de seus ensinamentos é a Graça. Vejamos: Efésios 2: 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus. Romanos 3: 24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. I Coríntios 15: 10 Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus que está comigo. Efésios 3: 8 A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar aos gentios as riquezas inescrutáveis de Cristo. Paulo apresenta a Graça como uma atitude de Deus para com o homem, Efésios. 2:7; uma obra em seu favor, Tito 2: 11; um Dom concedido ao homem, Efésios 4: 7; Gálatas 5: 16 Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne. Paulo ao referir-se em "Andai em espírito " quer dizer que devemos usar nossas qualidades para inclinar-se à Deus. No cristão a vida espiritual é o domínio das inclinações da carne. É o viver consciente no Espírito. Sua teologia enfatiza o homem em seu estado completo. Corpo, Alma e Espírito. I Tessalonicenses 5: 23 E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
  • 18. 18 II Pedro 2: 13 Recebendo a paga da sua injustiça; pois que tais homens têm prazer em deleites à luz do dia; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em suas dissimulações, quando se banqueteiam convosco. II Coríntios 2: 3 E escrevi isto mesmo, para que, chegando, eu não tenha tristeza da parte dos que deveriam alegrar-me; confiando em vós todos, que a minha alegria é a de todos vós. I Tessalonicenses 1: 6 E vós vos tornastes imitadores nossos e do Senhor, tendo recebido a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo. Hebreus 4: 12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. O Conceito de Paulo sobre o Pecado. Romanos 5: 21 Para que, assim como o pecado veio a reinar na morte, assim também viesse a reinar a graça pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor. O pecado é uma realidade e Paulo o apresenta como uma herança de Adão. Romanos 5: 12 Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram. Adão fora criado para viver eternamente e continuaria nesta condição se não houvesse pecado. Toda a criação sofre por causa do pecado, este é universal e afeta toda natureza e não somente o homem. Romanos 8: 19 - 22 Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. 20 - Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, 21 - Na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. 22 - Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora. Conceito de Paulo a respeito da Pessoa de Cristo. Jesus Cristo é o tema central da pregação de Paulo, a morte foi para que os nossos pecados fossem apagados e consequentemente as nossas almas resgatadas e alcançamos a reconciliação com Deus. No ensinamento de Paulo abrange também a vinda do Senhor. Ele destaca essa vinda em duas fases, para arrebatar a Igreja onde não será visto pelo mundo incrédulo e Jesus vindo em glória para implantar o milênio aqui na terra esta vinda será visível a todo olho: Para arrebatar a Igreja. I Cor. 15: 50 - 52; I Tes. 4: 16 - 17 Para implantar o milênio. Mat. 24: 29 - 30, II Tes. 1: 7 A Ação do Espírito Santo no ministério do apóstolo era real. Paulo nos orienta a termos uma vida totalmente voltada para a submissão ao Espírito
  • 19. 19 Santo. A santificação, o crescimento na graça são fruto do viver no Espírito. O Espírito Santo é o conceito de Paulo sobre o Espírito Santo de Deus operando no aperfeiçoamento do Corpo de Cristo, a Igreja. A Igreja aparece como corpo onde Cristo é a cabeça. Teologia na Epístola Aos Hebreus Com o propósito de impedir seus leitores de retornarem ao judaísmo, o autor ressalta a superioridade de Cristo, especialmente em relação a várias características do judaísmo originadas do Antigo Testamento. O tema é a superioridade de Cristo, um tema reiterado por toda a obra, mediante exortações para que seus leitores não apostataram da fé cristã. Cristo é superior aos profetas do Antigo Testamento, o herdeiro do universo, o criador, o reflexo exato da natureza divina, o sustentador da vida, o purificador dos pecados, o Ser exaltado e, por conseguinte, a última e mais excelente palavra de Deus ao homem (vide 1:1-3a). Jesus Cristo também é superior aos anjos, porque Cristo é o Filho divino e criador eterno, mas os anjos são apenas servos e seres criados (vide l:3b - 2:18). Era mister que Ele se tivesse tornado um ser humano a fim de estar qualificado como aquele que, por Sua morte, pudesse elevar o homem. Cristo é superior a Arão e seus sucessores no ofício sumo sacerdotal. O autor da epístola aos Hebreus primeiramente destaca dois pontos de semelhança entre os sacerdotes Arônicos e Jesus Cristo: À semelhança de Arão, Cristo foi divinamente nomeado ao sumo Sacerdócio; E ao compartilhar de nossa experiência humana, Cristo adquiriu por nós uma simpatia pelo menos igual àquela de Arão. Os itens frisados da superioridade de Cristo sobre Arão são: Cristo se tornou sacerdote em virtude de um juramento divino, mas não assim com os Aronitas, Cristo é eterno, ao passo que os Aronitas morriam e tinham de ser substituídos; Cristo é impecável, ao passo que os Aronitas não o eram; As funções sacerdotais de Cristo envolvem as realidades celestiais, mas as dos Aronitas dizem respeito somente a símbolos terrenos; Cristo ofereceu-se a Si mesmo voluntariamente como um sacrifício que jamais precisará ser repetido, ao passo que as repetitivas ofertas de animais desmascaram a sua ineficácia, pois animais inferiores não podem tirar os nossos pecados; e O próprio Antigo Testamento, escrito durante o período do sacerdócio Arônico, predizia que sobreviveria uma nova aliança, que tornaria obsoleto ao antigo pacto, segundo o qual funcionava o sacerdócio Arônico. Considerações Finais da Epístola aos Hebreus A epístola aos Hebreus, encoraja os seus leitores a uma contínua perseverança, citando, como exemplos, os heróis da fé do Antigo Testamento, e, finalmente, citando a pessoa de Jesus como o mais extraordinário exemplo de paciente perseverança sob os sofrimentos, após o que recebeu o seu galardão. Em conclusão, o escritor sagrado exorta os seus leitores ao amor mútuo, à hospitalidade (especialmente necessária naqueles dias, para os pregadores itinerantes), à simpatia, ao uso saudável e moral do sexo, dentro do matrimônio, evitar a avareza, à imitação dos líderes eclesiásticos, evitar os ensinamentos
  • 20. 20 distorcidos, à aceitação conformada diante da perseguição, às ações de graças, à generosidade e à oração. Ler Hebreus 10:19 - 13.25. Teologia na Epístola de Tiago Tiago, líder da Igreja de Jerusalém e irmão do Senhor Jesus Cristo e não o apóstolo. Embora não fosse crente em Jesus, durante o ministério público do Senhor. Tiago foi testemunha do Cristo ressurreto. I Coríntios 15: 5 - 7 que apareceu a Cefas, e depois aos doze; depois apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma vez, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormiram; depois apareceu a Tiago, então a todos os apóstolos. A epístola de Tiago é o livro prático do Novo Testamento, como Provérbios o é do Antigo. De fato, suas declarações francas e concisas de verdades morais têm semelhança notável com Provérbios. Ela contém muito poucas instruções doutrinárias; seu propósito principal é pôr em relevo o aspecto religioso da verdade. Tiago escreveu a uma certa classe de judeus cristãos na qual se manifestava uma tendência de separar a fé das obras. Pretendiam ter a fé, mas existia entre eles impaciência sob provação, contendas, acepção de pessoas, difamações e mundanismo. Tiago explica que uma fé que não produz santidade de vida é coisa morta. Salienta a necessidade de uma fé viva e eficaz para obter a perfeição cristã. Não há qualquer conflito entre a Teologia de Paulo e a de Tiago. Paulo falou do aspecto espiritual e Tiago o prático. As obras para Tiago expressam a fé. Efésios 2: 8 - 9 08 - Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; 09 - Não vem das obras, para que ninguém se glorie. A epístola de Tiago encontrou algumas dificuldades para adquirir lugar no cânon do Novo Testamento. Vejamos: 1 – Brevidade da epístola, sua natureza prática e não doutrinária; 2 - Fato de Tiago não ser um dos Apóstolos; 3 - A incerteza da identidade de Tiago.; 4 - A aparente contradição com a doutrina paulina da fé Na Epístola de Tiago encontramos um amplo conhecimento sobre o efeito positivo da graça salvador na vida de um pecador; tendo com base o amor de Deus e o sacrifício propiciatória de Jesus Cristo Teologia na Epístola de Judas Judas se identifica como o irmão de Tiago. Dessa maneira, também era irmão de Jesus, mas, por modéstia, descreveu a si mesmo como um " servo de Jesus Cristo ", o mesmo intencionou escrever um tratado doutrinário, mas a infiltração da Igreja por parte de falsos mestres o compeliram a alterar a natureza de sua epístola para uma exortação em defesa da verdade do evangelho. Enfatiza a fé e o Dom de Deus. O Espírito Santo como fonte de vida e poder para o crente, e uma vida de santidade como dever de cada filho de Deus; e Cristo como juiz. Judas 6 aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, " Anjos que caíram " Quem são estes personagens? Os anjos que pecaram com Lúcifer. Estes encontram-se em algemas eternas. O lugar preparado para o Diabo e seus anjos. A carta foi escrita para exortar e
  • 21. 21 animar os crentes a batalharem pela fé. Lembrando- lhes os castigos recebidos pelos ímpios no passado. Os abusos no campo da fé serão castigados como ocorreu com os anjos que caíram. A santificação do crente é um dever. Teologia No Livro Apocalipse O Apocalipse (Livro da Revelação) é uma mensagem que alcança todos os tempos. Embora tenha uma mensagem para o presente, o seu alcance penetra até o estado eterno. Os sete candeeiros são as sete igrejas locais, mas com características futuras simbolizam as Igrejas de todos os tempos. As sete estrelas são os sete anjos ou mensageiros destas igrejas. No término de cada mensagem as Igrejas há uma exortação da parte do Espírito Santo. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas. Jesus Cristo no Livro do Apocalipse Jesus depois de consumar seu ministério terreno, apresenta-se nesta revelação como O Rei do Universo, Juiz que executará a sua missão neste mundo e no reino espiritual da maldade, trevas de satanás. A humanidade sem Cristo passará pelo vale escuro da tribulação. Os que lhe pertencem sairão redimidos e viverão na Pátria Celestial, com Cristo por toda a eternidade. Jesus Cristo em sua revelação entre as Igrejas e o envio de mensagens a estas Igrejas, identifica - se como o Príncipe dos reis da terra diante do qual todo joelho se dobrará. O Primogênito dos mortos, a Fiel Testemunha e Àquele que nos ama. Ele revela a grande tribulação que há de envolver a terra antes do Seu reino milenar. Por fim, o Livro do Apocalipse revela o estado eterno e a nova Jerusalém; Jesus é o Herdeiro do Trono conforme as Escrituras. A vitória mencionada é incontestável. A Bíblia em seus primeiros capítulos fala-nos da criação do homem, da sua queda e do pecado. Enquanto O Criador anunciava os castigos que deviam envolver Satanás e o homem, prometeu um Redentor Vitorioso que restauraria todas as coisas. A trajetória do Apocalipse revela-nos a redenção e a glória dos remidos. Avaliação de Conteúdo 01- O que é a Teologia? a) ( ) É a ciência concernente ao coisas do universo; b) ( ) É a ciência que estuda os diversos conhecimentos acadêmicos. c) ( ) É a ciência concernente ao coisas de Deus; 02 - Marque o nome de três teologias? a) ( ) Teologia Exegética, Dogmática Histórica; b) ( ) Teologia Exegética, Psicológica e Doutrinária; c) ( ) Teologia Dogmática, Interativa e Religiosa. 03 - Qual o livro mais lido no mundo inteiro? a) ( ) O Antigo Testamento; b) ( ) O Livro Alcorão. c) ( ) O Novo Testamento;
  • 22. 22 04 - O objetivo inicial dos Evangelhos era alcançar quatro povos; quais eram eles? a) ( ) Os Judeus, Romanos, Gregos e a Igreja. b) ( ) Os Judeus, Amonitas, Moabitas e Cananeus; c) ( ) Os Egípcios, Muçulmanos, Indianos e Romanos; 05 - Em quantas partes a Bíblia está dividida, e quais são elas? a) ( ) 03 Partes, Antigo Testamento, Evangelhos e Livro do Apocalipse. b) ( ) 02 Partes, Novo Testamento e Livro do Apocalipse; c) ( ) 02 Partes, Antigo Testamento e Novo Testamento; 06 - O que revela o Livro do Apocalipse? a) ( ) Revela a nova Jerusalém; Jesus é o Herdeiro do Trono. b) ( ) Revela o a Lei escrita no Antigo Testamento; c) ( ) Revela a Jerusalém dos tempos de Cristo, ele no trono acima dos Judeus; 03 - Missão Transcultural A “Missão Transcultural” sempre foi a mais cobiçada pelos evangelistas dentro da Igreja do Senhor Jesus; de certa forma muitos erroneamente cometem uma maneira de idolatria, quando defendem que somente essa maneira de Evangelismo deve ser reconhecida com peculiar. Chegando a negligenciar a própria comunidade, e a nação em que está vivendo. Ora, se uma pessoa salva, não tem a menor capacidade de evangelizar os seus vizinhos e a sua cidade, como terá sucesso em um país, com cultura, linguista, hábitos e tradições totalmente diferentes daquilo que ele vê todos os dias. Quanto enfatizamos a missão transcultural é imprescindível que o enviado conheça a cultura que cumprirá as suas atividades. Começando com a língua nativa, a alimentação, as crenças do local, festas tradicionais, sistema político e administrativo e demais estilo de vida, para que não venha a causar transtorno e tenha que parar as suas atividades. Existe uma diversidade em todos os aspectos nas outras nações, costumes que muitas vezes podem promover constrangimento para o Missionário. São coisas que para o Evangelista e errado; mas, as pessoas que compõem a outra cultura, recebem como certo; e para corrigir essas perversões, é necessário um pouco de tempo e muita paciência. Não é algo que se prega no sermão e logo após o ouvinte passa a obedecer tranquilamente. Respeitando as Culturas e Valores Locais O respeito deve estar em primeiro lugar, especialmente porque Deus não deu a autoridade de juiz para nenhum dos seus servos, a ponto de sair pelo mundo expedindo sentenças em consequência do pecado. Isso porque Ele não leva em conta o tempo de ignorância, e sim, diante do arrependimento de cada pecador Atos dos Apóstolos 17:30 Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam. O ministério de um Evangelista (Missionário), e o de anuncia a Palavra de Deus e consolação para que o arrendamento flua no coração de cada pessoa que foi chamada por um decreto Divino.
  • 23. 23 Não estou instigando para que o missionário aceite todas as situações sem expor o Evangelho; e sim, para que o bom testemunho e autoridade em Jesus Cristo, esteja em primeiro lugar, tendo em vista que os nossos atos falam mais alto que palavras humanas. Perseverar Na Graça Muitos Evangelistas (Missionários), são vitimados por frustrações, por acreditarem que estão acima de todos, e que anunciando o Evangelhos, estarão em posição privilegiada na sociedade. Ignoram que para anunciar a Palavra de Deus de maneira genuína, precisará de muito tempo, até que frutifique no coração do pecador. Muitos pensam que são eles quem convence as pessoas das suas ações nocivas aos olhos de Deus; e chegam a divinizar-se, desconhecendo que no contexto atual, o Espírito Santo é quem realiza tudo, e que na realidade somos vasos que Ele usa quando quer. João 16:7-8-9-10-11 07 – Disse Jesus: Mas Eu afirmo que é para o bem de vocês que Eu vou. E se Eu não for, o Conselheiro (Espírito Santo) não virá para vocês; mas se Eu for, Eu o enviarei. 08 – Quando Ele vier convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. 09 – Do pecado, porque os homens não creem em mim; 10 – Da justiça, porque Eu vou para o Pai, e vocês não me verão mais; 11 – Do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado. Outro fator que leva muitos servos de Deus a depressão ou mesmo ansiedade; e o simples fato de entrarem no campo missionário, e fomentam a ideologia que são super pregadores e levarão milhares de pessoas a presença de Deus; quando na realidade é um processo que muitas vezes leva anos para uma pessoa converter-se a Cristo. O poder sobrenatural do Espírito Santo transforma instantaneamente um perdido em nova criatura diante de Deus. Por outro lado, o processo de pregação, aceitação e conversão pode levar muito tempo. Então, cada anunciador do Evangelho, deve perseverar e acima de tudo compreender que a obra é de Deus, evento que coloca os pregadores no meio de uma grande seara de almas, para que anunciem o Evangelho, como o semeador cultiva a semente, e no tempo devido às colhem. I Aos Coríntios 3:7-8-9 07 - Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. 08 - Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. 09 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. Receber o Chamado É imprescindível receber o chamado ao campo missionário, que de certa forma é um grande mistério; motivo pelo qual muitos tem essa cobiça, de serem reconhecidos como Evangelistas. Isso acontece porque as pessoas sentem a necessidade de notoriedade ou promoção pessoal; esquecendo-se de que o Reino de Deus, está além do entendimento humano, não sendo um evento de promoção pessoal; mas, algo que exige renúncia, amor pelo próximo e dedicação incondicional a vontade de Deus.
  • 24. 24 A maior prova desse fato, podemos evidenciar através da “Febre Missionária” acontecida entre os anos de 1980 ao final de 1990, em que dentro das grandes igrejas era anunciado a grande chamada para pregar o Evangelho a outras nações, e foram enviados muitos missionários e missionárias, de modo que em menos de 01 anos, uma boa parte votava para casa, cabisbaixo e envergonhado, porque imaginavam o campo missionário como um intercâmbio que os promoveria profissionalmente. Vergonhosamente, nesse período muitas comunidades remotas, especialmente as tribos indígenas e agricultores que estavam em regiões isoladas, foram esquecidos, tendo em vista o falso ensinamento que para ser missionário era necessário ser enviado para outra nações; sem falar que era uma boa forma dos líderes dessas igrejas arrecadaram uma soma alta em dinheiro para manter esses líderes em outros países, sem falar que menos de 30% dos recursos eram enviados, ficando a outra parte para enriquecer muitos líderes de denominações nacionais. Somente no início dos anos 2000, é que houve uma ascensão no campo missionário dentro das esferas: Missão Urbana & Missão Rural De maneira que os neopentecostais romperam os falsos ensinamento que enfatizando a autoridade somente as missões em outras nações, de maneira que houve um avanço dentro da cultura local. Mas, como um crescimento desordenado, uma vez que os fundamentalistas e outras denominações que mantém os bons costumes dos Ensinamento Bíblicos, ficaram de braços cruzado, desencadeou uma onda de denominações heréticas com falso pastores, que passaram a investir nas periferias, e comunidades distantes, evento que foi negativo para a verdadeira Igreja Evangélica que guarda a doutrina genuína da Palavra de Deus. Mateus 7:21 Disse Jesus: Nem todo o que me diz: Senhor! Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus Imperativo de Missão em Outras Nações Irrevogavelmente, temos que pregar o Evangelho em todo tempo e lugar; mas, existe uma ordem diretiva de Jesus para enviar Missionários com o propósito de anunciar a outros povos, sem deixar os nossos conterrâneos desassistidos da Palavra de Deus. Marcos 16:15 Disse Jesus: Ide por todo o mundo. Pregai o Evangelho a todas as nações. Para cumprir essa ordem, se deve estar preparado em todos os aspectos, especialmente recebendo uma chamada da parte de Deus. Quando falamos em preparação, não estamos somente indicando uma capacitação teologia; mas, conhecimento da língua que estará pregando, dominar a cultura, hábitos, costumes, tradição, para não vir a gerar um choque missionário, e ser obrigado a sair daquela localidade. Quanto a contrapartida de Deus, Ele não age irresponsavelmente, enviando uma pessoa para vir padecer em virtude das necessidades básicas da vida, porque: “A quem Deus chama, capacita; a quem Deus capacita, envia; a quem Deus envia, cuida”. Existe uma grande preocupação por parte de alguns obreiros em relação à sobrevivência, especialmente os que são enviados para o campo missionário;
  • 25. 25 esquecendo-se de que o Senhor é muito responsável na sua criação e jamais deixou qualquer uma das suas criaturas desamparadas; especialmente os seres humanos. Por outro lado, não podemos negar que existem os falsos pastores que mercadejam a Palavra de Deus, absorvendo todas as vantagens que possam surgir. Com essa citação não estamos afirmando que todos são assim; mas, um grande número de líderes estão se comportando dessa maneira, como se o reino dos céus fosse uma empresa em que as pessoas devem investir para poderem ser abençoadas. Todavia, para os que disseminam esse ensinamento, são hereges que em um momento deverão prestar contas das suas obras malignas diante do Senhor, porque são obreiros fraudulentos, querendo enriquecer às custas da Igreja de Jesus Cristo. II Aos Coríntios 11:13-14 13 - Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. 14 - E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Além dos Nossos Limites A expressão “Missão Transcultural “expressa o esforço da Igreja cruzando as fronteiras de outras nações que não receberam o Evangelho da graça salvadora em Jesus Cristo, resgatando as almas que estão na iminência de descer à sepultura sem uma esperança eterna. O Evangelho não deve ser uma forma de promover particularmente uma pessoa, nem tão pouco uma aplicação bancária com investimentos financeiros; e sim: Poder de Deus, e salvação para todos os homens. Vejamos um imperativo de Jesus Cristo, para todos os salvos pregarem o Evangelho. Marcos 16:15 E disse-lhes Jesus: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda Criatura. As estatísticas no campo da missiologia mostram que cerca de 25% (vinte e cinco por cento) da população do mundo nunca ouviu o Evangelho, Esses números configuram que 1,5 bilhões de almas nunca tiveram o privilégio de conhecer o amor de Deus. Sendo um número alarmante, tendo em vista que no contexto atual, podemos nos deparar com diversas Igrejas Evangélicas em todas as cidades, não justificando a negligência de vários ministérios que não estão investindo no campo missionário, que seja urbano, rural e transcultural. Deus não faz acepção de pessoas, simplesmente Ele ama a cada ser humano incondicionalmente, de modo que devemos amar o nosso semelhante e investir no âmbito missionário, para que um dia possamos nos deparar com um número incontável de salvo, todos adorando e glorificando ao Senhor Deus em toda eternidade. Não há uma desculpa para justificar a falta de compromisso com os pastores e missionários que não estão cumprindo cabalmente esse chamado. Poder Sobrenatural da Missão Transcultural A missão transcultural é romper qualquer fronteira para anunciar o Evangelho a outros povos; mesmo que outras culturas lancem perseguição, sempre haverá alguém à espera e apoiando essa grande dádiva divinal. Mesmo na cortina de ferro do comunismo, ignorância das tribos indígenas e sabedoria
  • 26. 26 dos eruditos, a Palavra de Deus se enquadra em qualquer circunstância uma vez que é algo sobrenatural e excede todo conhecimento humano. A Missão Transcultural não é um evento que tem relacionamento peculiar somente com outros países. E sim; com todas as culturas diferentes daquela que formos educados. Pode ser uma tribo indígena, sociedade isolada das demais e etc. O próprio nome já cita “Trans Cultural”: Significado: Adjetivo masculino e feminino; Refere-se às ações que estão ligadas ao processo de transculturação. Relacionado às transformações ocorridas na junção de duas culturas distintas, intercultural. Que constitui ou se forma entre culturas distintas. Etimologia (origem da palavra transcultural). Trans + cultural. Atos 1:8 Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser- me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. O missionário transcultural tem a obrigação de permanecer no campo em tempo integral, daí o motivo que a igreja ou agência missionária custeia as despesas para sobrevivência do seu enviado; de forma o Evangelho possa fluir sem nenhum contratempo. Caso o missionário não tenha esse apoio, a tendência é atrofia e até mesmo a falência do trabalho implantado. Sem mencionar que uma boa parte deles retornam sem cumprir cabalmente o que estava proposto; tendo em vista a falta de recurso e ao mesmo tempo a ausência de uma cobertura ministerial. Evento que não deveria acontecer, esses missionários itinerantes realmente são separados e chamados por Deus. Outro agravante que ocorre e os missionários retornam em pouco tempo, é o fato de muitos usarem o campo como se fosse uma espécie de mestrado ou doutorado peculiar, e saem pelas nas igrejas locais se exibindo com o título de missionário que esteve em outra nação (cultura), tentando espiritualizar-se como se fossem heróis da guerra santa. Esses não passam de mercadores do evangelho em promoção pessoal. De maneira que a Palavra de Deus faz a seguinte citação: II Aos Coríntios 4:2 porém temos renunciado as coisas ocultas, que são vergonhosas, não andando com astúcia, nem mercadejando com a palavra de Deus, mas pela manifestação da verdade recomendando-nos à consciência de todos os homens diante de Deus. Desfecho O maior Missionário do Evangelho foi Jesus Cristo no seu ministério na face da terra, dando testemunho em todos os aspectos, chegando ao ponto de renunciar tudo, sofrendo perseguição, fome, sede, sono e dando a sua vida para o resgate do mais vil pecador. Enquanto, vergonhosamente, muitos usufruem do reino de Deus, em função da promoção pessoal. Notoriamente, não precisamos ser crucificados para salvar o pecador; mas podemos dar a nossa vida a Deus, para que Ele opere grandes milagres através do nosso testemunho. Por fim, é mister que tenhamos uma vida espiritual produtiva no evangelismo missionário, de maneira que mesmo não tendo condição de ir cumprir esse chamado, pelo menos:
  • 27. 27 ● Contribua; ● Ore. E tenha uma vida de negação em relação ao pecado. “Quem faz Missões alegra o coração de Deus”. Avaliação do Conteúdo 01 - Qual a Missão que sempre foi cobiçada pelos evangelistas? a) ( ) Missão Cultural b) ( ) Missão Rural c) ( ) Missão Transcultural 02 - Em uma Missão, o que deve estar em primeiro lugar? a) ( ) O repouso do evangelista b) ( ) O respeito c) ( ) O ciclo de amizade 03 - No processo de pregação, aceitação e conversão pode acontecer o que? a) ( ) As pessoas nunca se converterão b) ( ) Pode ser muito rápido c) ( ) Pode levar muito tempo 04 - O que é Imprescindível receber da parte de Deus, para fazer evangelismo? a) ( ) O chamado ao campo missionário b) ( ) O chamado para fazer um curso de teologia c) ( ) O chamado para dirigir uma Igreja Marque a alternativa correta do significado para transcultural. a) ( ) É a separação da junção de duas culturas distintas, intercultural b) ( ) Relacionado às transformações ocorridas na junção de duas culturas distintas, intercultural c) ( ) Não relacionar às transformações ocorridas na junção de duas culturas distintas, intercultural 04 - Evangelismo Urbano Missões Urbana - O Evangelismo Urbano sempre foi um desafio para o campo missionário, tendo em vista as dificuldades que possam surgir devido a aglomeração de pessoas e as consequências que podem ser geradas. Pregar o Evangelho na cidade pode parecer fácil, mas não é a realidade que os missionários encontram, porque a violência urbana, gerada pelo desemprego, que atrai a facilidade das drogas, prostituição tráfico de drogas e o todos os problemas que se possa imaginar. Então vem a necessidade de pregar o Evangelho para mudar a consciência de uma sociedade vituperada pela ação do diabo, que inspira os homens a uma decadência moral e espiritual. Hoje é perceptível uma super população que tem como pivô o êxodo rural ocasionado pelo desemprego e a violência que atinge fortemente ao homem do campo, uma vez que os tais ficam longe da civilização, facilita as investidas dos
  • 28. 28 criminosos que aproveitam a oportunidade de afligir as famílias que se encontram isoladas. Então, nesse ciclo vicioso o homem do campo juntamente com a família, se deslocam para zona urbana, aumentando dessa forma o desemprego e todos os males de uma superpopulação sem estrutura. A única maneira de controlar esse caos é a Palavra de Deus anunciada pelos salvos; sabendo que o governo não tem como controlar a demanda das necessidades básicas da sociedade. Perceba que o sistema de segurança e justiça não consegue controlar os problemas sociais que assolam as cidades. É notório que os presídios não tem como mudar a mente de uma pessoa que está inclinada a fazer maldades; nem tão pouco os profissionais de saúde que desenvolve as suas atividades de psicologia, pedagogia, psicanálise, sociólogos e as demais áreas que trabalha com a mente e comportamento humano. Isso não quer dizer que os profissionais acima citados sejam desnecessários; mas, tudo que está acontecendo é de ordem espiritual (ação maligna), e somente a Palavra de Deus é o instrumento de cura para a alma do homem. Vejamos o que Jesus falou no Evangelho de João. João 8:36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Outro versículo adequado a essa situação está na epístolas de Paulo aos Coríntios. I Aos Coríntios 5:17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já se passaram; eis que tudo se fez novo. A respeito de Missões Urbanas, que é uma ação da Igreja de Jesus Cristo, essa se torna cada vez mais complexa por causa dessa aceleração e transformação das pessoas no século XXI, tendo em vista o avanço tecnológico que traz grandes vantagens; mas em contrapartida cobra um alto preço dos seus usuários. Perceba, que os meios de comunicação conseguem interagir entre duas pessoas que estão distantes uma da outro. Contudo, tem o poder de separar duas pessoas que estão sentadas na mesma sala, promovendo dessa maneira a frieza em milhares de casamentos e destruição dessas famílias. Esses aparatos tecnológicos eram para servir aos homens, e não para escravizar. Por essa razão, Jesus foi enfático quando citou: Mateus 24:12 E por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. A tendência do problema é agravar-se mais a cada dia; entretanto, cabe a cada salvo despertar o amor pelo Evangelismo em todas as áreas, especialmente na “Zona Urbana”; onde concentra o maior número de pessoas e necessidades. Não adianta ter o coração e mente fixados em outras nações que estão distantes, quando na nossa cidade acontecem crimes, abusos sexuais, contrabando de drogas, violência doméstica, abuso por parte das autoridades constituídas e o espiritismo que sorrateiramente se propaga no silêncio da noite. É notório, que o evangelismo em outros países é muito importante, mas devemos começar em nossas cidades para que desperte o maior número de missionários, e assim possamos enviar os mais destemidos para executar essa tarefa gloriosa. Gálatas 6:10 Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.
  • 29. 29 Interagindo com as denominações Tudo que se promove em função do evangelismo é válido. Todavia, para um melhor desempenho, o missionário deve trabalhar em sincronia com as igrejas que que estão em determinada comunidade, para não gerar algum tipo de transtorno entre elas; uma vez que as denominações possuem características peculiares, como: ● Os pentecostais; ● Os calvinistas; ● Os luteranos; ● Os fundamentalistas ● E demais linhas teológicas que seguem cada Igreja evangélica. Se o evangelista tem a sua linha teológica, deve respeitar os demais; mesmo que pareça estranho ao que ele segue e defende; porque o objetivo de toda missão evangelística, que seja urbana ou rural; é promover o crescimento do Reino de Deus na terra, e não o aumento de patrimônio material das diversas denominações. Notoriamente, o dever de pregar as Boas Novas de Salvação é de competência dos crentes salvos. Mas, o que convence e salva o pecador é o Espírito Santo. João 16:7-8-9-10-11 08 - Disse Jesus: Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que Eu vou. Se Eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas, se Eu for, Eu o enviarei. 08 - Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. 09 - Do pecado, porque os homens não creram em mim; 10 - Da justiça, porque Eu vou para o Pai, e vocês não me verão mais; 11 - e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado. Então o missionário é um veículo de bênção nas mãos de Deus, e deve velar por esse dom celestial, nunca macular a sua imagem diante da sociedade, especialmente na comunidade que está trabalhando, para que as mensagens vindas dos seus lábios não caiam em descrédito por parte dos que estão ouvindo e alimentando a alma. Isaías 52:7 Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina! A Distração Urbana Outra grande dificuldade em fazer missões urbanas, é que as cidades oferecem muitas distrações para os pecadores; por pequeno que seja o município, sempre está rodando algo para o entretenimento das pessoas, o que na maioria das vezes é o vilão responsável pelos templos evangélicos ficaram vazios. Perceba, no Brasil acontece uma sequência de festas da seguinte maneira. Começo do ano férias, depois o carnaval, festas juninas, festas cívicas, campeonatos de esportes, olimpíadas, fim de ano com natal, ano novo; e assim cada mês do ano cumpre um ciclo festivo que atrai um grande número de pecadores a sair da presença de Deus. Certamente, que todas as festas são boas e devem ser comemoradas; todavia, temos que festejar em primeiro lugar a graça de Deus derramada na vida da humanidade, e posteriormente podemos desfrutar dos eventos que o mundo oferece. Mas, sem pecar e exagerar em nossas atitudes.
  • 30. 30 I João 2:15-16 15 - Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. 16 - Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. Quando a Bíblia fala do mundo, normalmente está relacionado ao pecador, e não ao cosmo (universo), então devemos prestar a atenção, para não interpretarmos errado a Palavra de Deus. Não devemos amar ao mundo (pecado), porque iremos atrair a destruição para as nossas vidas, sem falar em uma eternidade de sofrimento no lago que arde em enxofre e fogo. Violência Urbana O crescimento da violência urbana é um sério agravante para o atrofiamento no campo missionário, tendo em vista que os pregadores sofrem uma grande perseguição, sem falar na limitação no horário das visitas que antes poderia acontecer na manhã, tarde e noite. Com a nova configuração no comportamento da sociedade, as pessoas estão reclusas e as visitas bem como o culto que era feito nas residências no período da noite, estão se restringindo, uma vez que as pessoas ficam temerosas em relação aqueles que estão frequentando as suas casas; e quando acontece o encontro, vem a limitação do horário pois os pregadores tem que terminar as suas atividades cedo para não cair em algum contratempo no retorno às suas residências. Em outros casos podemos ver a Palavra de Deus sendo mercantilizada desenfreadamente pelos oportunistas que criam campanhas para promover o crescimento financeiro pessoal. É comum ver alguns de plantão em diversos pontos da cidade como nos sinais de trânsito, visitando os consultórios médicos, escolas e comércio; oferecendo produtos como chaveiro, água mineral, adesivos e outras bugigangas, com versículos Bíblico; e dizem que é para construção de templos e outras obras sociais. A Bíblia ensina: II Aos Coríntios 2:17 Ao contrário de muitos, não negociamos a palavra de Deus visando lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus. Não é lícito enriquecer a custa do Evangelho; Notoriamente, o obreiro é digno do seu salário. Todavia, alguns estão aproveitando a oportunidade para acrescentar bens materiais, as custas do Evangelho, é essa ação também violentar os Dons do Senhor. Perceba como é forte a recomendação de Jesus: Mateus 10:8 Disse Jesus: Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expeli os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Fazer missão urbana é um evento glorioso; mas, somente a unção do Espírito Santo dará condição de sucesso ao pregador, porque são muitas as ciladas e tentações que podem atrair o servo de Deus para armadilhas destruidoras do diabo. Finalizando o nosso tema, quero apenas dar uma boa dica para os que desejam seguir o “Ide” de Jesus Cristo. O missionário deve observar: • A boa aparência - Vestes limpas, cabelos adequados;
  • 31. 31 • Saber o que falar - A visita missionária é para tratar da salvação, a Bíblia é o manual de visitas e Jesus o tema principal. • Ouvir - Em alguns casos o pregador deve ouvir as pessoas, e com o tempo vem a confiança, com paciência acontece a oportunidade para falar do amor de Deus; • Educação - Moderação ao falar, sempre com amor e sem criticar a religião de quem está sendo visitado; • Horário - Observância no horário da visita para não ser inconveniente nas refeições e descanso dos que estão sendo evangelizados, e não ultrapassar o diálogo para não ser cansativo; • Não tirar proveitos - Nunca aproveitar a ocasião para adquirir algum bem material; • Sexo oposto - Nunca ficar sozinho(a), com alguém do sexo oposto, ao visitar deve observar se a pessoa está com mais alguém da família. Estando só, deixar para fazer o evangelismo em outra ocasião; • Respeitar as opiniões - É fundamental respeitar o partido político, time de futebol e opinião de quem está sendo evangelizado. Isso não quer dizer que o missionário concorda com tudo; mas a ocasião é para expressar o amor de Deus e salvação, as demais coisas são do tempo presente e certamente não edificará em nada; • Nunca forçar uma visita - O verdadeiro pregador saber que a Palavra de Deus não é uma mercadoria que está sendo vendida; por essa razão ao não ser recebido em uma residência, educadamente vai embora e ora para que o Senhor possa completar a obra; • A denominação - A mente arcaica de alguns missionários tem a crença que a sua denominação é a melhor; no campo a realidade é outra, porque uma pessoa evangelizada pode sentir a simpatia pela: Igreja Batista, Congregacional, Assembleia de Deus, Presbiteriana, Luterana, Quadrangular, Deus é amor ou qualquer outra denominação que não foi citada. Isso deve ser respeitado porque a melhor denominação é aquela que a pessoa se sente bem. Assim está explícito uma pequena lição sobre Missões Urbana, que somada a experiência pessoal do evangelista, pode promover um grande avivamento do Reino de Deus aqui na terra. Seja abençoado(a), no seu ministério. Avaliação de Conteúdo 01 - Qual o Evangelismo sempre foi um desafio para o campo missionário? a) ( ) Nenhuma das alternativas estão corretas b) ( ) O evangelismo dentro da igreja c) ( ) O evangelismo Urbano 02 - Qual o pivô da super população da zona urbana? a) ( ) Os casais que estão tendo muitos filhos b) ( ) Os imigrantes de outros países que estão chegando c) ( ) O êxodo rural
  • 32. 32 03 - Se o evangelista tem a sua linha teológica, o que deve fazer, no caso do evangelizado querer ir para outra igreja? a) ( ) Deve orientar para que se não quiser ir para sua denominação, não frequentar as demais b) ( ) Deve insistir para que fique na sua denominação c) ( ) Deve respeitar as demais igrejas 04 - O um sério agravante para o atrofiamento no campo missionário: a) ( ) Crescimento da violência urbana b) ( ) Crescimento do cristianismo c) ( ) Crescimento das cidades 05 - Fazer missão urbana é que tipo de evento? a) ( ) Em evento sem a menor expressão para o reino de Deus b) ( ) Um evento glorioso c) ( ) Um evento insignificante 06 - O que se passa na mente dos missionários que são arcaicos? a) ( ) É ter a crença que a sua denominação é inferior as outras b) ( ) É ter a crença que a sua denominação é a melhor que as outras c) ( ) É ter a crença que a sua denominação é igual as outras 05 - Evangelismo Rural O Evangelismo Rural está recebendo uma atenção diferenciada na última década, uma vez que a Igreja despertou para esse campo missionário. Não resta dúvida que antes era feito, mas não havia tanta dedicação como no contexto atual. Mas, o maior desafio é a falta dos recursos financeiros, o que proporciona a falta de interesse por parte de muitos líderes das diversas denominações, os quais alegam que o custo é alto e o retorno moroso. Esses falsos líderes envergonham o Evangelho, porque o Reino de Deus não está limitado aos bens materiais, o valor de uma alma diante do Senhor é incalculável. Jesus chegou a dar testemunho sobre o assunto. Mateus 6:26 Disse Jesus: Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? Podemos dar o exemplo das regiões ribeirinhas na Amazônia em que o meio de transporte característico são as canoas; na região nordeste é comum as bicicletas e motocicletas; em outras áreas montanhosas o missionário tem que se caminhar. Assim, cada localidade oferece desafios para serem explorados e conquistados. Agravantes do Evangelismo Rural Como na zona urbana, a zona rural também está sendo assolada pela violência que cresce a cada dia, agravo responsável pelo êxodo rural, superlotando as cidades que por sua vez também sofrem com a superpopulação, desempregos, drogas, prostituição, violência doméstica e todos os males que estudamos na Aula 06 - Missões Urbanas. Como as famílias da zona rural residem em áreas remotas, dificulta muito a presença das viaturas policiais na hora que as pessoas estão sofrem com
  • 33. 33 ações de meliantes, especialmente no período da noite; ao mesmo tempo pode ocorre a falta de socorro médico em casos de acidentes e outros contratempos surgidos conta a saúde do trabalhador rural. Sem falar nas estações de chuvas que dificultam ainda mais a entrada de veículos para socorro nessas regiões. Em outros casos as diversidades climáticas contrárias que ocorrem durante o ano, gerando secas, geadas ou até mesmo chuvas em excesso. Com isso, vem à pobreza. No entanto, é obrigação da Igreja evangelizar em todas as áreas, especialmente as remotas. A Bíblia ensina: Atos 1:8 Contudo, recebereis poder quando o Espírito Santo descer sobre vós, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra! Fazer missões nas áreas privilegiadas é fácil e tudo se torna favorável. mas, as localidades distantes é um grande desafio para os missionários, tendo em vista que as mesmas estão sujeitas a todos os tipos de ataques especialmente as falsas religiões que prometem cura para o corpo físico, bens materiais e todas as coisas que não tem condição de cumprir. O homem do campo sempre foi discriminado ao longo da história; perceba que os trabalhos mais árduos e menos remunerados são atribuições delegadas para os agricultores. Missão e Resignação Salmo 125:5-6 05 - Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. 06 - Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. O evangelista da zona rural enfrenta vários desafios como a alta temperatura do sol e a poeira do verão; a chuva, friagem e lama no inverno; longas distâncias, mesmo que se desloque em veículos auto motor, vem o cansaço das estradas esburacadas e ao mesmo tempo acontece o desafio dos meliantes que aproveitam a oportunidade para suas investidas nefastas. Por essas e várias razões que a maioria dos missionários não são atraídos para evangelizar o homem do campo. Somente alguém que tem um chamado de Deus para atuar nessa área é conseguir sucesso na missão. Por outro lado, uma pessoa pode até achar bonito o trabalho, mas não consegue levar adiante, fazer missão rural é um mistério de Deus para com o evangelista convocado a essa gloriosa tarefa. O Anonimato A Missão Rural não é percebida pela Igreja local, porque a maioria dos salvos não veem o que está acontecendo nas áreas distantes; pode até ser comparado com a ideologia dos políticos da atualidade, que não querem investir em projetos que não serão vistos pelos eleitores em suas campanhas. Contudo, no Reino de Deus não é assim. Pelo contrário, os salvos devem investir alto nas almas que não tem a facilidade de ouvir a Palavra de Deus. Perceba que tudo na zona urbana é mais fácil, até para dirigir-se à igreja durante a noite. Tendo em vista as suas pavimentadas, bem iluminadas, e com
  • 34. 34 menos possibilidade de sofrer contratempo durante o deslocamento ida à igreja e volta para casa. Não quero dizer que os moradores da cidade estão livres das investidas do diabo; e sim: de certa forma a vida urbana atrai muitas vantagens. A principal função de um cristão é Evangelizar, e quanto maior for o desafio, certamente maior será o poder de Deus, porque ele não envia um missionário ao campo sem dar condições para que o mesmo tenha sucesso em suas atividades. Um Propósito Tudo que um salvo for fazer para Deus deve ter um propósito, e que esse seja virtuoso; não é aceitável que alguém desempenhe uma função sem objetivo específico; ou seja; Vou fazer isso porque a igreja está fazendo; porque quero ser visto pelo pastor; para preencher o meu tempo. O Reino de Deus não é um trabalho secular em que as pessoas trilhas por um “Plano de Cargo e salário”. Mas, uma ação sobrenatural que agrada ao Senhor, e não algo para ser visto e louvado pelos os homens. Veja uma citação adequada para o que você está lendo. Mateus 6:5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Somente Deus é quem sabe das nossas ações para o crescimento do seu Reino nos dias presentes. Isso quer dizer: “Se o Senhor registrou a nossa obra, então está muito bom”. Lamentavelmente, poucos seminários teológicos estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao campo rural. Normalmente, os evangelistas não desejam estar no anonimato, porque a consequência de uma vida na pobreza pode ser configurada, uma vez que as regiões remotas cobram um investimento alto, e não existe um retorno certo para manutenção dos mesmos. Mas, todo missionário deve compreender que. Romanos 14:17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Bem como: Marcos 8:34-35-36 34 - E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. 35 - Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. 36 - Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? É natural o homem preocupar-se com a sua sobrevivência, pois não pode perder a sua dignidade e ficar dependendo das outras pessoas. E para essa situação temos o exemplo do apóstolo Pedro que chegou a perguntar a Jesus Cristo, o que haveria de ganhar no tempo presente; e como resposta o Senhor disse o seguinte. Marcos 10:28-29-30 28 - E Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós tudo deixamos, e te seguimos.
  • 35. 35 29 - E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, 30 - Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna. Quando ouvimos a palavra prosperidade de imediato vem a nossa mente os bens materiais; e esquecemos a riqueza da felicidade, saúde, paz, livramento de diversos males que são ocasionados em nossa peregrinação na face da terra. O mais importante na prosperidade é a comunhão com o Senhor Deus. No entanto, a humanidade fica bitolada apenas ao que é efêmero; sem saber que isso não tem o valor que os homens querem dar, porque um dia tudo passa, restando somente a realidade do que fizemos em função do Reino dos Céus. A prova disso observamos no versículo acima (Aqui cem vezes mais… E no século futuro a vida eterna). Epílogo Por fim, quero chamar a sua atenção em relação ao Evangelismo, que seja urbano, rural ou em outras nações, para que todos os missionários tomem consciência de que trabalhar para Deus não é buscar fama ou bens materiais. Mas, o Senhor se alegra com aqueles que ama e cumprem esse grande ministério, e galardoa com infinitas bênçãos a todos os seus obreiros. “Os que buscam fazer a vontade de Deus, jamais voltam de mãos vazias. Avaliação de Conteúdo 01 - A igreja está despertando para que tipo de evangelismo? a) ( ) Evangelismo urbano b) ( ) Evangelismo rural c) ( ) 02 - Porque os falsos líderes envergonham o Evangelho buscando dinheiro? a) ( ) Porque o Reino de Deus não está limitado aos bens materiais b) ( ) Porque o Reino de Deus está limitado aos bens materiais c) ( ) Nenhuma das alternativas está correta 03 - Lamentavelmente o que está acontecendo com pouco seminários teológicos evangélicos? a) ( ) Estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao campo rural b) ( ) Às vezes estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao campo rural c) ( ) Não estão investindo e incentivando os missionários a se dedicarem ao campo rural 04 - Tudo que um salvo for fazer para Deus tem que ser de qual maneira? a) ( ) Precisa ser anunciado para igreja, e assim a pessoas saibam o quanto somos especiais b) ( ) Deve ter um propósito, e que esse seja virtuoso
  • 36. 36 c) ( ) 05 - O que acontece com os que buscam fazer a vontade de Deus? a) ( ) Enriquecer materialmente com o passar do tempo b) ( ) Jamais voltam de mãos vazias c) ( ) Sempre voltam de mãos vazias 06 - Evangelismo Infantil O Evangelismo Infantil é o Ministério mais profícuo de todos os tempos, e o que menos o ministério investe por não conhecer o valor ascendente que uma criança pode proporcionar ao longo da vida presente. Tendo em vista que o coração infantil é um campo fértil para a Palavra de Deus; e caso não seja investido no mesmo, essa área poderá ser ocupada com a semente nociva do pecado. Perceba que existe um grande respeito para com os mais velhos dentro de uma congregação. De maneira que os melhores lugares devem estar disponíveis para os tais; e mesmo chegando atrasados em um culto, de imediato esses adultos mandam as crianças ficarem de pé, ou procurarem outro local para ficarem. Se fossemos classificar outros casos, certamente encontraríamos muitas contradições e abusos contra os menores que se encontram dentro de muitas congregações. Todavia ainda existe tempo para os novos missionários e pastores começarem a corrigir essa grande falha que é responsável pelo interesse de servir a Deus, de muitos pequeninos, porque não encontram apoio em muitas igrejas que dizem ser evangélica. Vejamos o que podemos fazer para o crescimento da Igreja Infantil ● Pessoas capacitadas para evangelizar crianças de todas as fases; ● Tudo o que trouxer da Bíblia é novidade, mesmo que você já tá cansado de ouvir, mesmo que a criança já tenha ouvido, a palavra é viva; ● As tem muita criatividade – Use a imaginação sem sair do tema Bíblico; ● As faixas etárias diferentes, com metodologia para cada grupo - Criatividade extra; tem que atingir todos os níveis. O evangelismo é uma oportunidade ímpar de passar o Evangelho, moral e bons costumes que falta no mundo; ● Procurar Versículos que contextualiza bem com a história, assim as crianças entenderão claramente a Palavra de Deus; ● As brincadeiras devem ser implementadas as aulas, mas todo cuidado para não perder o objetivo do amor de Deus e a salvação. ● O Culto Infantil Para Crianças ● Orando, é claro. Deus deve estar em primeiro lugar. Pode-se fazer oração só ou pedir que repitam, se for para as crianças repetirem dê pausas e diga palavras que elas saibam o significado do que está sendo processado; ● Após orar dê ênfase, dê destaque, chame muito a atenção da passagem Bíblica que será decorada – o versículo chave, sempre é bom que elas decorrem para escutarem melhor a mensagem. Explique o significado do versículo, se houver palavras difíceis explique o sentido de cada uma para que faça sentido na cabeça da criança;
  • 37. 37 ● Ensinar músicas, de preferência as que tenham ligação com a mensagem que está sendo anunciada; ● Despertar as crianças para tocarem instrumento simples de percussão, para que as mesmas despertam para a participação ativa no culto infantil; ● Contar as histórias da Bíblia com metodologia infantil, para que elas absorvam ao máximo o conteúdo da Palavra de Deus em uma linguagem que elas entendam e estejam familiarizadas; terminar o culto fazendo algumas perguntas, e por fim oração. O tempo de atenção de uma criança é bem menor que a de um adulto; não adianta ficar iludido pensando que um pequenino ficará prestando a liturgia completa de um culto normal. Então deve ser criado salas de aulas com professores(a), preparados para ministrar a Palavra às crianças de acordo com as faixas etárias, para que esse grupo especial de cristão possa ocupar durante a rotina da Igreja. Com essa atitude os pais estarão à vontade para participarem da rotina normal da liturgia, enquanto as crianças além de serem beneficiadas com lições, brincadeiras e confraternizações entre elas, estarão recebendo uma semente de vida eterna. Departamento Infantil Para que aconteça esse evento no Ministério Infantil, é necessário que aconteça uma conscientização e investimento da Igreja local no Departamento Infantil. Não adianta querermos impor o nosso modus vivendis aos menores que não tem o mesmo senso de responsabilidade que uma pessoa adulta. Percebe o maior motivo de abandono nas igrejas por parte das famílias, e o desinteresse das crianças, começa com um Ministério que não tem compromisso e não investe na Igreja dos pequeninos. Avalição de Conteúdo 01 - Qual é o Ministério mais profícuo de todos os tempos? a) ( ) O evangelismo nas praças b) ( ) O evangelismo da terceira idade c) ( ) O evangelismo infantil 02 - Existe um grande respeito de muitas pessoas mais velhas, para com as crianças na Igreja? a) ( ) Sim b) ( ) Não c) ( ) Nenhuma das alternativas estão corretas s 03 - Evangelismo é uma oportunidade ímpar de passar que situação? a) ( ) Não mostra dentro Evangelho a moral e bons costumes que falta no mundo b) ( ) Às vezes mostra fora do Evangelho a moral e bons costumes que falta no mundo c) ( ) Mostra dentro Evangelho a moral e bons costumes que falta no mundo 04 - Que tipo de liturgia deve ser implantada nas Igrejas? a) ( ) Um culto com muitas tradições passadas
  • 38. 38 b) ( ) Show gospel c) ( ) O culto infantil 05 - Para que acontece um despertar no Ministério Infantil, é necessário que aconteça o quê? a) ( ) Como o tempo de atenção de uma criança é pouco, basta levar brinquedo para ocupar a sua mente, e dessa maneira a mesma não perturbará a ordem do culto b) ( ) Não precisa de nada, porque as crianças passam pouco tempo na Igreja, e não tem com que se preocupar c) Uma conscientização e investimento da Igreja local no Departamento Infantil Para que acontece esse evento no Ministério Infantil, é necessário que aconteça uma conscientização e investimento da Igreja local no Departamento Infantil 07 - Culto Doméstico - Ética Cristã O Culto No Lar Organizando o culto doméstico: O Culto no lar é mais uma maneira de fortalecer a fé e união familiar, pois amplifica a comunhão com Deus. Contudo, a primeira coisa a fazer é definir um dia e um horário em que todos os membros da família possam participar. A liturgia não precisa ser a mesma da igreja, todavia o louvor, a mensagem e a oração são elementos indispensáveis. Procure não utilizar o momento do culto para discutir problemas familiares ou de outra ordem. Faça estudos bíblicos, incentive os filhos a falarem acerca de sua fé e ouça as instruções dos mais velhos. Este é o momento da família cristã! Sejamos, portanto, prudentes para edificarmos o nosso lar na rocha inabalável: Cristo Jesus (Mt 7.24,25; Ef 2.20). Não deixe de ler diariamente a Bíblia com o seu cônjuge e filhos. Programe a leitura diária para o ano todo. E aproveite as datas comemorativas, como o Natal e os aniversários, para celebrar a Deus em família e agradecê-lo pelas vitórias conquistadas. Um lar que assim proceder, jamais será destruído.] Ganhando os que ainda não são crentes: Sempre é possível que haja na família pessoas que ainda não tenham aceitado a Jesus como seu Salvador e Senhor. Apesar disso, o culto doméstico não pode ser negligenciado. Não deixe de convidar os familiares descrentes, com amor e sabedoria, para que participem da adoração a Deus. Siga o exemplo de Jó. Ele não forçava seus filhos a servirem ao Senhor. Mas, ainda pela madrugada, levantava-se para oferecer holocaustos a Deus por todos eles (Jó 1.4,5). Não despreze os momentos de comunhão com o Senhor no seu lar. Busque-o e adore-o de todo o coração (Mc 12.30). Eu e minha casa servindo ao Senhor: Alguns crentes negligenciam o culto doméstico por acharem-no antiquado e desnecessário. A falta de tempo e o cansaço são as desculpas mais utilizadas. Entretanto, há textos bíblicos contundentes que exortam os chefes de família a ensinar a Palavra de Deus a toda a sua casa (Dt 6.7-9). O culto doméstico foi eficaz na vida de Timóteo. Desde a mais tenra idade, ele era zelosamente instruído nas Sagradas Escrituras por sua mãe, Eunice, e por sua avó, Lóide. E o resultado foi maravilhoso. O jovem Timóteo tornou-se um grande obreiro de Cristo (1Tm 1.2; 2Tm 1.2). Tomemos como exemplo a mesma atitude de Josué. Ele deixou claro que o povo de Israel deveria escolher a quem
  • 39. 39 deveria servir quando da entrada na terra Prometida, mas fechou a questão quando disse que ele e sua família serviriam ao Senhor (Js 24.15), motivando a mesma atitude daqueles que o ouviam. Bênçãos Advindas do Culto Doméstico Fortalece os laços familiares: Como resultados do culto doméstico, podemos apontar o fortalecimento tanto da vida social quanto da espiritual, proporcionando-nos bênçãos extraordinárias. O livro de Ester é um exemplo do que ocorre quando instruímos os nossos familiares na Palavra de Deus. Embora rainha e esposa do homem mais poderoso daquele tempo, ela jamais se esqueceu dos ensinos que lhe transmitira seu primo, Mardoqueu, pois os laços entre ambos eram fortes (Et 2.5-7). No momento certo, ela saiu em defesa do povo de Israel, e Deus se manifestou em todo o Império Persa. Na união espiritual do lar, sempre haverá lugar para Deus operar e agir, abençoando a todos (Sl 133.1,3). Santifica e protege a família: Ouvimos todos os dias notícias estarrecedoras sobre tragédias familiares. Como se não bastasse, aumenta, a cada ano, o número de divórcios em todo o mundo. E o que dizer das drogas e da prostituição infantil que vitimam milhões de crianças oriundas de lares desestruturados? Mas quando nos unimos para buscar a face do Senhor, através da devoção doméstica, Satanás não encontra espaço para destruir nossos filhos. A família que verdadeiramente serve ao Senhor não será abalada, pois o Senhor santifica-a e a guarda (Ef 6.16-18). Torna a família piedosa, vemos que, em Israel, era comum a família adorar ao Senhor por ocasião da Páscoa (Êx 12.14). É gratificante e profundamente saudável a adoração a Deus em família: “Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do Senhor faz proezas” (Sl 118.15). Pais e filhos orando, lendo a Bíblia e cantando alegremente, no lar, produzem uma atmosfera espiritual de grande valor perante Deus, a Igreja e a sociedade. O culto doméstico precisa ser urgentemente resgatado, pois o mundo quer impor sobre nossas famílias condutas totalmente contrárias às recomendadas pelas Sagradas Escrituras. Se ensinarmos os preceitos do Senhor aos nossos filhos, eles jamais serão tragados por este século, cujo príncipe é o Diabo. Quando a família é alicerçada na Palavra de Deus, a igreja local é fortalecida e a sociedade, como um todo, é beneficiada. Enfim, todos somos abençoados. Não perca tempo, inicie hoje mesmo o culto doméstico e Jesus jamais deixará o seu lar. A Importância do Culto Doméstico O culto doméstico é uma prática muito simples, porém poderosa, que pode ser feito de muitas maneiras, dependendo da idade dos filhos, da instrução dos pais ou dos responsáveis pela direção do culto e do tempo disponível, bastando para isso que se observe seus elementos indispensáveis: leitura da Bíblia e oração com os membros da família. É indispensável para conduzir os filhos a Deus: O Culto Doméstico contínuo, persistente, oferece a melhor e a mais eficiente maneira de evangelizar. Através dele podemos evangelizar o cônjuge, os filhos, as visitas, os hóspedes, os vizinhos, os parentes, enfim são inúmeras as oportunidades de evangelização que esta prática possibilita. Crianças que crescem em um lar onde se estabelece o Culto Doméstico, serão mais eficientes em rejeitar a mentalidade do mundo quando forem expostas à educação formal, a outros convívios e ambientes fora de casa e em alcançar os companheiros para Cristo.