SlideShare uma empresa Scribd logo
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSITICA
APOSTILA DE GEOMETRIA ANALÍTICA ESPACIAL
PROF. VINICIUS
4. Geometria Analítica Espacial
4.1 Vetores no Espaço
Na Geometria Analítica Plana, estuda-se as relações entre os objetos geométricos no
plano cartesiano ortogonal. Seguindo a mesma metodologia, pode-se estudar as relações
entre os objetos geométricos no espaço, tais como retas, planos, esferas e outras figuras
tridimensionais. O conjunto de técnicas e equações utilizadas para este propósito é
chamado de Geometria Analítica Espacial.
Observação: As noções de segmento orientado, vetor e as definições decorrentes
destas duas na Geometria Analítica Espacial são totalmente análogas as da Geometria
Analítica Plana. A única diferença é que, como o espaço é tridimensional, cada vetor terá
três coordenadas em lugar de duas.
Definição (espaço): O espaço é constituído por três eixos, , e ,
perpendiculares entre si, com mesma origem, a qual constitui o ponto de intersecção. Para
evitar confusão, os números reais associados a são chamados de abscissas, os números
associados a são chamados de ordenadas e os números associados a são chamados
de cotas.
Definição (segmento oposto): O segmento oposto a um segmento é o segmento
, ou seja, inverte-se a origem e a extremidade. Logo, se
, então
.
Exemplo: Se e , então
. E o segmento oposto de é o
segmento .
Exercício 4.1: Sejam , e . Calcule os segmentos
opostos dos vetores , e .
Definição (vetor nulo): Vetor nulo é aquele que possui módulo igual a zero.
Definição (vetor oposto): Dado um vetor , o seu oposto é o vetor que contém
todos os segmentos orientados opostos dos segmentos do vetor .
Definição (módulo): Seja um vetor. Chamamos de módulo de o
número .
Exemplo: Se , então .
Exercício 4.2: Sendo e , calcule e .
Definição (vetor unitário): Um vetor é unitário se .
Exemplo: O vetor é um vetor unitário, pois .
Exercício 4.3: Dados e , verifique quais vetores são
unitários e quais não são.
Definição (soma de vetores): Dados dois vetores e
, a soma de e é o vetor .
Exemplo: Se e , então
.
Exercício 4.4: Dados , e , calcule
, e .
Definição (diferença de vetores): Dados dois vetores e
, a diferença de e é o vetor .
Exemplo: Se e , então
.
Exercício 4.5: Dados , e , calcule
, e .
Definição (multiplicação por número real): Dado um número real e um vetor
, a multiplicação por número real de por é o vetor
.
Exemplo: Se e , então
.
Exercício 4.6: Dados , e , calcule
, e .
Definição (base): Assumindo , e podemos
representar qualquer vetor do espaço tridimensional (fazendo uso de soma de vetores e do
produto escalar). Por isto, o conjunto é chamado de base do espaço tridimensional
ou base do .
Exemplo: .
4.2 Produto Escalar, Produto Vetorial e Produto Misto
Definição (produto escalar): Dados dois vetores e
, o produto escalar é o número .
Exemplo: Se e , então
.
Exercício 4.7: Calcular o produto escalar , sendo e
.
Teorema: Dados dois vetores e , sendo o ângulo formado entre eles, então
.
Exemplo: Se e , então , e portanto,
.
Exercício 4.8: Calcular o ângulo entre e , sendo e .
Exercício 4.9: Calcular o módulo dos vetores e , sabendo que e
e o ângulo entre e é de .
Definição (vetores ortogonais): Dois vetores e são ortogonais quando .
Exemplo: Se e , então
, e portanto, e são ortogonais.
Exercício 4.10: Determinar um vetor unitário ortogonal ao vetor .
Observação: o vetor nulo é ortogonal a qualquer vetor, pois o produto escalar dele
com qualquer outro vetor sempre resulta em zero.
Observação: Uma forma alternativa de constatar que a ortogonalidade está ligada ao
fato de o produto escalar resultar em zero é observar que na expressão
do teorema acima, se , então .
Propriedades do produto escalar:
E1:
E2:
E3:
E4:
E5:
E6:
Definição (produto vetorial): Dados dois vetores e
, o produto vetorial entre e é o vetor ,
onde , e .
Exemplo: Se e , então
.
Observação: O significado geométrico do módulo do produto vetorial de dois
vetores é a área do paralelogramo formado pelos referidos vetores.
Exercício 4.11: Dados os vetores , e ,
calcular: a) ; b) ; c) .
Exercício 4.12: Calcular a área do paralelogramo definido pelos vetores
e .
Propriedades do produto vetorial:
V1:
V2:
V3:
V4:
V5: é ortogonal simultaneamente a e a
V6: e
Definição (produto misto): Dados três vetores , e
, o produto misto entre , e é o número
.
Exemplo: Se , e , então
.
Observação: O significado geométrico do módulo do produto misto de três vetores é
que o volume do paralelepípedo formado pelos três vetores (deste que estes não sejam
colineares), é dado por .
Exercício 4.13: Calcular o produto misto dos vetores , e
.
Exercício 4.14: Dados os vetores e , determine o volume do
paralelepípedo definido por , e , onde , e
.
Propriedades do produto misto:
M1:
M2:
M3:
4.3 Projeção
Definição (projeção de um vetor): A projeção de um vetor sobre um vetor é
dada por .
Exemplo: Se e , então
.
Exercício 4.15: Determinar o vetor projeção do vetor na direção de
.
Exercício 4.16: Qual o comprimento do vetor projeção de sobre o eixo
dos ?
4.4 Estudo da Reta e do Plano
Equações Reduzidas da Reta:
Exemplo:
Equação vetorial da reta: Seja o vetor que determina todos os pontos de
uma reta , seja um ponto qualquer de e um vetor que possui mesma
direção de . Então . O vetor é chamado de vetor diretor de .
Exemplo: Partindo de , vamos considerar o ponto , o
ponto e o vetor formado por e , no sentido de , ou seja,
. Como possui mesma direção de , então podemos
tomar na equação vetorial. Logo, a equação vetorial de pode ser escrita como
.
Equações Paramétricas da Reta: .
Exemplo: Partindo da equação vetorial , poderíamos
escrever as equações paramétricas de como .
Equação Simétrica: .
Exemplo: Partindo da equação paramétrica , poderíamos escrever a
equação simétrica .
Observação: Da equação simétrica podemos voltar para a equação reduzida. Por
exemplo, da equação simétrica , podemos isolar em função de e
obter
, e também podemos isolar em função de e obter
.
Portanto, , que é exatamente a equação de onde partimos.
Exercício 4.17: Obtenha os quatro tipos de equação da reta para as retas
, , e .
Definição (pontos colineares): Dizemos que três pontos são colineares quando estes
pontos pertencem a mesma reta.
Condição de colinearidade: Três pontos , e
são colineares se .
Exemplo: Os pontos , e são colineares,
pois satisfazem a condição acima.
Exercício 4.18: Mostre que os pontos , e são
colineares.
Condição de paralelismo de retas: Sejam e retas e e
seus respectivos vetores diretores. Então e são paralelas se
.
Exemplo: e são paralelas, pois seus vetores
diretores e satisfazem a condição de paralelismo.
Exercício 4.19: Mostre que as retas e são
paralelas.
Condição de coplanaridade de retas: Sejam e retas, e
seus respectivos vetores diretores, um ponto qualquer de e um
ponto qualquer de . Então e são coplanares se .
Exemplo: As retas e são coplanares. De fato,
se considerarmos o vetor diretor de , e o vetor diretor de , ,
e além disso, tomarmos os pontos e , teremos
, e assim, a condição de coplanaridade estará satisfeita.
Exercício 4.20: Mostre que as retas e são
coplanares.
Equação do plano: , onde são as coordenadas de
algum vetor ortogonal a . O vetor é chamado de vetor normal do plano .
Observação: Analisando a equação do plano, nota-se que os coeficientes são
dados diretamente por algum vetor normal ao plano. No entanto, ainda faltará determinar o
coeficiente , que só pode ser obtido substituindo-se um ponto qualquer do plano na
equação. Logo, para formar a equação de um plano no espaço tridimensional, precisa-se de
um vetor normal a este plano e um ponto do plano.
Exemplo:Vamos encontrar a equação de um plano que tem vetor normal
, sendo um ponto deste plano. Como , então a
equação deste plano tem a forma . Para determinar , basta
substituir o ponto na equação. Deste modo temos, , e assim,
. Portanto a equação do plano é .
Exercício 4.21: Encontre a equação do plano que tem vetor normal
e contém o ponto .
Observação: Nem sempre o vetor normal é dado para obter a equação do plano. No
entanto, outras informações tais como vetores diretores de retas ou coordenadas de pontos
no plano, por exemplo, podem ajudar na obtenção de um vetor normal. Podemos
convenientemente utilizar a propriedade que diz “o produto vetorial de dois vetores é
simultaneamente ortogonal aos dois vetores” para obter vetores ortogonais ao plano. Isto
pode ser feito através do cálculo do produto vetorial de dois vetores diretores de retas, ou
dois vetores obtidos de pontos no plano, desde que tais vetores não sejam paralelos (pois
neste caso o produto vetorial entre os vetores será zero, e não será possível obter o vetor
normal).
Exercício 4.22: Escreva a equação do plano determinado pelos pontos ,
e .
Exercício 4.23: Determine a equação do plano que contém os pontos e
e é perpendicular ao plano .
Exercício 4.24: Determine a equação do plano que contém o ponto e é
perpendicular aos planos e .
Exercício 4.25: Determine a equação do plano que contém as retas
e .
Exercício 4.26: Determinar a equação do plano que contém o ponto e a
reta .
4.5 Distâncias no Espaço
Distância entre dois pontos: Dados dois pontos e , a
distância entre e é o número .
Exercício 4.27: Mostrar que o ponto é eqüidistante dos pontos
e .
Distância entre ponto e reta: Dado um ponto qualquer no espaço e uma reta de
vetor diretor , a distância entre e é pode ser calculada pela fórmula
, onde é algum ponto da reta .
Exercício 4.28: Calcule a distância do ponto à reta .
Distância entre retas paralelas: Dadas duas retas paralelas e , a distância entre e
pode ser calculada por uma das duas fórmulas seguintes: , com ;
ou , onde .
Exercício 4.29: Calcule a distância entre as retas e .
Distância entre retas concorrentes: Por definição, se duas retas e são
concorrentes, logo, .
Exercício 4.30: Calcule a distância entre as retas e .
Distância entre retas reversas: A distância entre duas retas reversas e é calculada
por , onde , , é vetor diretor de e é vetor diretor de .
Exercício 4.31: Calcule a distância entre as retas e .
Distância entre ponto e plano: Dado um ponto qualquer do espaço e
um plano de vetor normal , a distância entre e é calculada através da
fórmula .
Exercício 4.32: Calcule a distância do ponto ao plano
.
Distância entre planos: Dados dois planos paralelos e , a distância entre estes
dois planos pode ser calculada através de qualquer uma das duas fórmulas seguintes:
, com ; ou , com .
Exercício 4.33: Determinar a distância entre os planos paralelos
e .
Distância entre reta e plano: Dada uma reta e um plano , a distância de até é
calculada por , onde .
Exercício 4.34: Determine a distância da reta ao plano .
4.6 Esfera
Equação da esfera centrada em com raio :
.
4.7 Superfícies Quádricas
Elipsóide: .
Hiperbolóide de uma folha: ou
ou .
Hiperbolóide de duas folhas: ou
ou .
Parabolóide elíptico: ou
ou .
Parabolóide hiperbólico: ou
ou .
Nos exercícios que vão de 4.35 até 4.42, identifique a quádrica representada pela
equação fornecida:
Exercício 4.35:
Exercício 4.36:
Exercício 4.37:
Exercício 4.38:
Exercício 4.39:
Exercício 4.40:
Exercício 4.41:
Exercício 4.42:
Nos exercícios que vão de 4.43 até 4.50, reduza cada uma das equações `forma
canônica e identifique a quádrica:
Exercício 4.43:
Exercício 4.44:
Exercício 4.45:
Exercício 4.46:
Exercício 4.47:
Exercício 4.48:
Exercício 4.49:
Exercício 4.50:
3.8 Respostas dos Exercícios
4.1) ; ;
4.2) e
4.3) não é unitário; é unitário.
4.4) ; ;
4.5) ; ;
4.6) ; ; .
4.7)
4.8)
4.9) ;
4.10) Um deles é
4.11) a) ; b) ; c)
4.12)
4.13)
4.14) unidades de volume
4.15)
4.16) unidades de medida
4.17) Se você conseguir voltar para a equação reduzida original, então está correto.
4.18) Basta mostrar que satisfazem a condição de colinearidade.
4.19) Basta mostrar que satisfazem a condição de paralelismo de retas.
4.20) Basta mostrar que satisfazem a condição de coplanaridade de retas.
4.21)
4.22)
4.23)
4.24)
4.25)
4.26)
4.27)
4.28)
4.29)
4.30)
4.31)
4.32)
4.33)
4.34)
4.35) Superfície esférica
4.36) Elipsóide
4.37) Hiperbolóide de uma folha
4.38) Hiperbolóide de duas folhas
4.39) Parabolóide circular
4.40) Parabolóide circular
4.41) Parabolóide hiperbólico
4.42) Parabolóide circular
4.43) , elipsóide
4.44) , hiperbolóide de uma folha
4.45) , hiperbolóide de duas folhas
4.46) , superfície esférica
4.47) , parabolóide circular
4.48) , parabolóide elíptico
4.49) , parabolóide hiperbólico
4.50) , hiperbolóide de uma folha
Vinicius Carvalho Beck, 1º edição, Outubro de 2011

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1.conto, características
1.conto, características1.conto, características
1.conto, características
Helena Coutinho
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Marina Alessandra
 
Ficha 4 exercícios -ão -am
Ficha 4   exercícios -ão -amFicha 4   exercícios -ão -am
Ficha 4 exercícios -ão -am
Manuela Mortinho
 
Sequência didática 1º ao 5º ano
Sequência didática 1º ao 5º anoSequência didática 1º ao 5º ano
Sequência didática 1º ao 5º ano
André Moraes
 
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grauExercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
André Luís Nogueira
 
Planejamento 4ª série
Planejamento 4ª sériePlanejamento 4ª série
Planejamento 4ª série
silvinha331
 
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médioDescritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
Gabriel Angelo Oliveira
 
Caça palavras com as quatro operações
Caça palavras com as quatro operaçõesCaça palavras com as quatro operações
Caça palavras com as quatro operações
Mary Alvarenga
 
Português 1º ano
Português 1º anoPortuguês 1º ano
Português 1º ano
GERALDOGOMESDEBARROS
 
Aulão preparatório para o spaece sli
Aulão preparatório para o spaece sliAulão preparatório para o spaece sli
Aulão preparatório para o spaece sli
Jota Sousa
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
Jorge Luciano
 
Exercícios sobre angulos; rectas...
Exercícios sobre angulos; rectas...Exercícios sobre angulos; rectas...
Exercícios sobre angulos; rectas...
Joao Ferreira
 
Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)
Inttermed
 
Ficha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomaticaFicha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomatica
Ana Cristina Mesquita
 
Gabarito 60 questoes
Gabarito 60 questoesGabarito 60 questoes
Gabarito 60 questoes
Maykon Santos
 
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
Adilson P Motta Motta
 
Cruzadinha matemática 2013
Cruzadinha matemática 2013Cruzadinha matemática 2013
Cruzadinha matemática 2013
Cláudio Barros
 
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro" Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Geovana Pimentel Boalento
 
Prova saeb 3º ano
Prova saeb 3º anoProva saeb 3º ano
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
Ana Arminda Moreira
 

Mais procurados (20)

1.conto, características
1.conto, características1.conto, características
1.conto, características
 
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- DescritoresAtividades de Língua Portuguesa- Descritores
Atividades de Língua Portuguesa- Descritores
 
Ficha 4 exercícios -ão -am
Ficha 4   exercícios -ão -amFicha 4   exercícios -ão -am
Ficha 4 exercícios -ão -am
 
Sequência didática 1º ao 5º ano
Sequência didática 1º ao 5º anoSequência didática 1º ao 5º ano
Sequência didática 1º ao 5º ano
 
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grauExercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
 
Planejamento 4ª série
Planejamento 4ª sériePlanejamento 4ª série
Planejamento 4ª série
 
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médioDescritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
Descritores de matematica do 5º ao 3º ano do ensino médio
 
Caça palavras com as quatro operações
Caça palavras com as quatro operaçõesCaça palavras com as quatro operações
Caça palavras com as quatro operações
 
Português 1º ano
Português 1º anoPortuguês 1º ano
Português 1º ano
 
Aulão preparatório para o spaece sli
Aulão preparatório para o spaece sliAulão preparatório para o spaece sli
Aulão preparatório para o spaece sli
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
 
Exercícios sobre angulos; rectas...
Exercícios sobre angulos; rectas...Exercícios sobre angulos; rectas...
Exercícios sobre angulos; rectas...
 
Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)
 
Ficha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomaticaFicha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomatica
 
Gabarito 60 questoes
Gabarito 60 questoesGabarito 60 questoes
Gabarito 60 questoes
 
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
Formulários de avaliação diagnóstica de 1º ao 9ª ano língua portuguesa e mate...
 
Cruzadinha matemática 2013
Cruzadinha matemática 2013Cruzadinha matemática 2013
Cruzadinha matemática 2013
 
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro" Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
 
Prova saeb 3º ano
Prova saeb 3º anoProva saeb 3º ano
Prova saeb 3º ano
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 

Semelhante a Apostila de geometria analítica espacial (1)

Apostila geometria analítica plana 2º ed.
Apostila geometria analítica plana   2º ed.Apostila geometria analítica plana   2º ed.
Apostila geometria analítica plana 2º ed.
day ....
 
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
Carlos Andrade
 
Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1
Secretaria da Educação Bahia
 
Angulos e vetores
Angulos e vetoresAngulos e vetores
Angulos e vetores
ANDREIA SANTOS
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores oficina - teoria
Vetores  oficina - teoriaVetores  oficina - teoria
Vetores oficina - teoria
Willington Muniz
 
Calculo vetorial
Calculo vetorialCalculo vetorial
Calculo vetorial
JANAINACUNHA
 
Cálculo vetorial
Cálculo vetorialCálculo vetorial
Cálculo vetorial
XequeMateShannon
 
Vetores
VetoresVetores
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
numerosnamente
 
Trabalho2
Trabalho2Trabalho2
Caderno deexercicios1 2
Caderno deexercicios1 2Caderno deexercicios1 2
Caderno deexercicios1 2
PEDRO SEREDNICKI
 
Fisica vetores
Fisica vetoresFisica vetores
Fisica vetores
comentada
 
Ap01
Ap01Ap01
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Bowman Guimaraes
 
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Bowman Guimaraes
 
4. espacos vectoriais
4. espacos vectoriais4. espacos vectoriais
4. espacos vectoriais
Gerônimo Neto
 
Vetores helena
Vetores helenaVetores helena
Vetores helena
Cristiane Tavolaro
 
Lista de exercícios geometria analítica (ponto)
Lista de exercícios   geometria analítica (ponto)Lista de exercícios   geometria analítica (ponto)
Lista de exercícios geometria analítica (ponto)
Renato Barbosa
 
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
IndiaAndreiaCostaSiq
 

Semelhante a Apostila de geometria analítica espacial (1) (20)

Apostila geometria analítica plana 2º ed.
Apostila geometria analítica plana   2º ed.Apostila geometria analítica plana   2º ed.
Apostila geometria analítica plana 2º ed.
 
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
Apostilageometriaanalticaplana 2ed-130825062334-phpapp01
 
Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1
 
Angulos e vetores
Angulos e vetoresAngulos e vetores
Angulos e vetores
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
Vetores oficina - teoria
Vetores  oficina - teoriaVetores  oficina - teoria
Vetores oficina - teoria
 
Calculo vetorial
Calculo vetorialCalculo vetorial
Calculo vetorial
 
Cálculo vetorial
Cálculo vetorialCálculo vetorial
Cálculo vetorial
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
Geometria Analítica no Plano: Teoria e Exemplos de Aplicação.
 
Trabalho2
Trabalho2Trabalho2
Trabalho2
 
Caderno deexercicios1 2
Caderno deexercicios1 2Caderno deexercicios1 2
Caderno deexercicios1 2
 
Fisica vetores
Fisica vetoresFisica vetores
Fisica vetores
 
Ap01
Ap01Ap01
Ap01
 
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
 
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
Paginas.fe.up.pt ~ldinis capitulo1
 
4. espacos vectoriais
4. espacos vectoriais4. espacos vectoriais
4. espacos vectoriais
 
Vetores helena
Vetores helenaVetores helena
Vetores helena
 
Lista de exercícios geometria analítica (ponto)
Lista de exercícios   geometria analítica (ponto)Lista de exercícios   geometria analítica (ponto)
Lista de exercícios geometria analítica (ponto)
 
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
2 - Geometria Analítica Vetores Completo.pdf
 

Mais de day ....

HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
day ....
 
Introdução à álgebra linear
Introdução à álgebra linearIntrodução à álgebra linear
Introdução à álgebra linear
day ....
 
Apostila sistemas lineares
Apostila sistemas linearesApostila sistemas lineares
Apostila sistemas lineares
day ....
 
Apostila matrizes 2º edição
Apostila matrizes   2º ediçãoApostila matrizes   2º edição
Apostila matrizes 2º edição
day ....
 
Aditivos alimentares
Aditivos alimentaresAditivos alimentares
Aditivos alimentares
day ....
 
Formulário geo analítica (1)
Formulário geo analítica (1)Formulário geo analítica (1)
Formulário geo analítica (1)
day ....
 
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
day ....
 
Quimica orgnica 2 n03 eliminação
Quimica orgnica 2 n03  eliminaçãoQuimica orgnica 2 n03  eliminação
Quimica orgnica 2 n03 eliminação
day ....
 
01 conceitos fundamentais.pptx (1)
01  conceitos fundamentais.pptx (1)01  conceitos fundamentais.pptx (1)
01 conceitos fundamentais.pptx (1)
day ....
 
Aula 11 substituição eletrofílica aromática
Aula 11   substituição eletrofílica aromáticaAula 11   substituição eletrofílica aromática
Aula 11 substituição eletrofílica aromática
day ....
 
Aula 10 aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
Aula 10   aromaticidade e substituição eletrofílica aromáticaAula 10   aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
Aula 10 aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
day ....
 
Aula 9 reação radicalares
Aula 9   reação radicalaresAula 9   reação radicalares
Aula 9 reação radicalares
day ....
 
Aula 8 reação de alcenos ii
Aula 8   reação de alcenos iiAula 8   reação de alcenos ii
Aula 8 reação de alcenos ii
day ....
 
Aula 7 reação de alcenos
Aula 7   reação de alcenosAula 7   reação de alcenos
Aula 7 reação de alcenos
day ....
 
Aula 6 -_pka
Aula 6 -_pkaAula 6 -_pka
Aula 6 -_pka
day ....
 
Aula 5 intermediários reativos
Aula 5   intermediários reativosAula 5   intermediários reativos
Aula 5 intermediários reativos
day ....
 
Aula 4 -_estereoquimica
Aula 4 -_estereoquimicaAula 4 -_estereoquimica
Aula 4 -_estereoquimica
day ....
 
Aula 2b -_alcenos,_alcinos
Aula 2b -_alcenos,_alcinosAula 2b -_alcenos,_alcinos
Aula 2b -_alcenos,_alcinos
day ....
 
Aula 2a -_alcanos
Aula 2a -_alcanosAula 2a -_alcanos
Aula 2a -_alcanos
day ....
 
Aula 1 ligação química e funções orgânicas
Aula 1   ligação química e funções orgânicasAula 1   ligação química e funções orgânicas
Aula 1 ligação química e funções orgânicas
day ....
 

Mais de day .... (20)

HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
HISTOLOGIA PRÁTICA TECIDOS .
 
Introdução à álgebra linear
Introdução à álgebra linearIntrodução à álgebra linear
Introdução à álgebra linear
 
Apostila sistemas lineares
Apostila sistemas linearesApostila sistemas lineares
Apostila sistemas lineares
 
Apostila matrizes 2º edição
Apostila matrizes   2º ediçãoApostila matrizes   2º edição
Apostila matrizes 2º edição
 
Aditivos alimentares
Aditivos alimentaresAditivos alimentares
Aditivos alimentares
 
Formulário geo analítica (1)
Formulário geo analítica (1)Formulário geo analítica (1)
Formulário geo analítica (1)
 
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
04 reaes de substituio nucleoflica laminas.ppt modo de compatibilidade
 
Quimica orgnica 2 n03 eliminação
Quimica orgnica 2 n03  eliminaçãoQuimica orgnica 2 n03  eliminação
Quimica orgnica 2 n03 eliminação
 
01 conceitos fundamentais.pptx (1)
01  conceitos fundamentais.pptx (1)01  conceitos fundamentais.pptx (1)
01 conceitos fundamentais.pptx (1)
 
Aula 11 substituição eletrofílica aromática
Aula 11   substituição eletrofílica aromáticaAula 11   substituição eletrofílica aromática
Aula 11 substituição eletrofílica aromática
 
Aula 10 aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
Aula 10   aromaticidade e substituição eletrofílica aromáticaAula 10   aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
Aula 10 aromaticidade e substituição eletrofílica aromática
 
Aula 9 reação radicalares
Aula 9   reação radicalaresAula 9   reação radicalares
Aula 9 reação radicalares
 
Aula 8 reação de alcenos ii
Aula 8   reação de alcenos iiAula 8   reação de alcenos ii
Aula 8 reação de alcenos ii
 
Aula 7 reação de alcenos
Aula 7   reação de alcenosAula 7   reação de alcenos
Aula 7 reação de alcenos
 
Aula 6 -_pka
Aula 6 -_pkaAula 6 -_pka
Aula 6 -_pka
 
Aula 5 intermediários reativos
Aula 5   intermediários reativosAula 5   intermediários reativos
Aula 5 intermediários reativos
 
Aula 4 -_estereoquimica
Aula 4 -_estereoquimicaAula 4 -_estereoquimica
Aula 4 -_estereoquimica
 
Aula 2b -_alcenos,_alcinos
Aula 2b -_alcenos,_alcinosAula 2b -_alcenos,_alcinos
Aula 2b -_alcenos,_alcinos
 
Aula 2a -_alcanos
Aula 2a -_alcanosAula 2a -_alcanos
Aula 2a -_alcanos
 
Aula 1 ligação química e funções orgânicas
Aula 1   ligação química e funções orgânicasAula 1   ligação química e funções orgânicas
Aula 1 ligação química e funções orgânicas
 

Apostila de geometria analítica espacial (1)

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSITICA APOSTILA DE GEOMETRIA ANALÍTICA ESPACIAL PROF. VINICIUS 4. Geometria Analítica Espacial 4.1 Vetores no Espaço Na Geometria Analítica Plana, estuda-se as relações entre os objetos geométricos no plano cartesiano ortogonal. Seguindo a mesma metodologia, pode-se estudar as relações entre os objetos geométricos no espaço, tais como retas, planos, esferas e outras figuras tridimensionais. O conjunto de técnicas e equações utilizadas para este propósito é chamado de Geometria Analítica Espacial. Observação: As noções de segmento orientado, vetor e as definições decorrentes destas duas na Geometria Analítica Espacial são totalmente análogas as da Geometria Analítica Plana. A única diferença é que, como o espaço é tridimensional, cada vetor terá três coordenadas em lugar de duas. Definição (espaço): O espaço é constituído por três eixos, , e , perpendiculares entre si, com mesma origem, a qual constitui o ponto de intersecção. Para evitar confusão, os números reais associados a são chamados de abscissas, os números associados a são chamados de ordenadas e os números associados a são chamados de cotas.
  • 2. Definição (segmento oposto): O segmento oposto a um segmento é o segmento , ou seja, inverte-se a origem e a extremidade. Logo, se , então . Exemplo: Se e , então . E o segmento oposto de é o segmento . Exercício 4.1: Sejam , e . Calcule os segmentos opostos dos vetores , e . Definição (vetor nulo): Vetor nulo é aquele que possui módulo igual a zero. Definição (vetor oposto): Dado um vetor , o seu oposto é o vetor que contém todos os segmentos orientados opostos dos segmentos do vetor . Definição (módulo): Seja um vetor. Chamamos de módulo de o número . Exemplo: Se , então . Exercício 4.2: Sendo e , calcule e . Definição (vetor unitário): Um vetor é unitário se . Exemplo: O vetor é um vetor unitário, pois . Exercício 4.3: Dados e , verifique quais vetores são unitários e quais não são.
  • 3. Definição (soma de vetores): Dados dois vetores e , a soma de e é o vetor . Exemplo: Se e , então . Exercício 4.4: Dados , e , calcule , e . Definição (diferença de vetores): Dados dois vetores e , a diferença de e é o vetor . Exemplo: Se e , então . Exercício 4.5: Dados , e , calcule , e . Definição (multiplicação por número real): Dado um número real e um vetor , a multiplicação por número real de por é o vetor . Exemplo: Se e , então . Exercício 4.6: Dados , e , calcule , e . Definição (base): Assumindo , e podemos representar qualquer vetor do espaço tridimensional (fazendo uso de soma de vetores e do produto escalar). Por isto, o conjunto é chamado de base do espaço tridimensional ou base do .
  • 4. Exemplo: . 4.2 Produto Escalar, Produto Vetorial e Produto Misto Definição (produto escalar): Dados dois vetores e , o produto escalar é o número . Exemplo: Se e , então . Exercício 4.7: Calcular o produto escalar , sendo e . Teorema: Dados dois vetores e , sendo o ângulo formado entre eles, então . Exemplo: Se e , então , e portanto, . Exercício 4.8: Calcular o ângulo entre e , sendo e . Exercício 4.9: Calcular o módulo dos vetores e , sabendo que e e o ângulo entre e é de . Definição (vetores ortogonais): Dois vetores e são ortogonais quando . Exemplo: Se e , então , e portanto, e são ortogonais. Exercício 4.10: Determinar um vetor unitário ortogonal ao vetor . Observação: o vetor nulo é ortogonal a qualquer vetor, pois o produto escalar dele com qualquer outro vetor sempre resulta em zero.
  • 5. Observação: Uma forma alternativa de constatar que a ortogonalidade está ligada ao fato de o produto escalar resultar em zero é observar que na expressão do teorema acima, se , então . Propriedades do produto escalar: E1: E2: E3: E4: E5: E6: Definição (produto vetorial): Dados dois vetores e , o produto vetorial entre e é o vetor , onde , e . Exemplo: Se e , então . Observação: O significado geométrico do módulo do produto vetorial de dois vetores é a área do paralelogramo formado pelos referidos vetores. Exercício 4.11: Dados os vetores , e , calcular: a) ; b) ; c) .
  • 6. Exercício 4.12: Calcular a área do paralelogramo definido pelos vetores e . Propriedades do produto vetorial: V1: V2: V3: V4: V5: é ortogonal simultaneamente a e a V6: e Definição (produto misto): Dados três vetores , e , o produto misto entre , e é o número . Exemplo: Se , e , então . Observação: O significado geométrico do módulo do produto misto de três vetores é que o volume do paralelepípedo formado pelos três vetores (deste que estes não sejam colineares), é dado por . Exercício 4.13: Calcular o produto misto dos vetores , e .
  • 7. Exercício 4.14: Dados os vetores e , determine o volume do paralelepípedo definido por , e , onde , e . Propriedades do produto misto: M1: M2: M3: 4.3 Projeção Definição (projeção de um vetor): A projeção de um vetor sobre um vetor é dada por . Exemplo: Se e , então . Exercício 4.15: Determinar o vetor projeção do vetor na direção de . Exercício 4.16: Qual o comprimento do vetor projeção de sobre o eixo dos ? 4.4 Estudo da Reta e do Plano Equações Reduzidas da Reta:
  • 8. Exemplo: Equação vetorial da reta: Seja o vetor que determina todos os pontos de uma reta , seja um ponto qualquer de e um vetor que possui mesma direção de . Então . O vetor é chamado de vetor diretor de . Exemplo: Partindo de , vamos considerar o ponto , o ponto e o vetor formado por e , no sentido de , ou seja, . Como possui mesma direção de , então podemos tomar na equação vetorial. Logo, a equação vetorial de pode ser escrita como . Equações Paramétricas da Reta: . Exemplo: Partindo da equação vetorial , poderíamos escrever as equações paramétricas de como . Equação Simétrica: . Exemplo: Partindo da equação paramétrica , poderíamos escrever a equação simétrica . Observação: Da equação simétrica podemos voltar para a equação reduzida. Por exemplo, da equação simétrica , podemos isolar em função de e obter , e também podemos isolar em função de e obter
  • 9. . Portanto, , que é exatamente a equação de onde partimos. Exercício 4.17: Obtenha os quatro tipos de equação da reta para as retas , , e . Definição (pontos colineares): Dizemos que três pontos são colineares quando estes pontos pertencem a mesma reta. Condição de colinearidade: Três pontos , e são colineares se . Exemplo: Os pontos , e são colineares, pois satisfazem a condição acima. Exercício 4.18: Mostre que os pontos , e são colineares. Condição de paralelismo de retas: Sejam e retas e e seus respectivos vetores diretores. Então e são paralelas se . Exemplo: e são paralelas, pois seus vetores diretores e satisfazem a condição de paralelismo. Exercício 4.19: Mostre que as retas e são paralelas.
  • 10. Condição de coplanaridade de retas: Sejam e retas, e seus respectivos vetores diretores, um ponto qualquer de e um ponto qualquer de . Então e são coplanares se . Exemplo: As retas e são coplanares. De fato, se considerarmos o vetor diretor de , e o vetor diretor de , , e além disso, tomarmos os pontos e , teremos , e assim, a condição de coplanaridade estará satisfeita. Exercício 4.20: Mostre que as retas e são coplanares. Equação do plano: , onde são as coordenadas de algum vetor ortogonal a . O vetor é chamado de vetor normal do plano . Observação: Analisando a equação do plano, nota-se que os coeficientes são dados diretamente por algum vetor normal ao plano. No entanto, ainda faltará determinar o coeficiente , que só pode ser obtido substituindo-se um ponto qualquer do plano na equação. Logo, para formar a equação de um plano no espaço tridimensional, precisa-se de um vetor normal a este plano e um ponto do plano. Exemplo:Vamos encontrar a equação de um plano que tem vetor normal , sendo um ponto deste plano. Como , então a equação deste plano tem a forma . Para determinar , basta substituir o ponto na equação. Deste modo temos, , e assim, . Portanto a equação do plano é . Exercício 4.21: Encontre a equação do plano que tem vetor normal e contém o ponto .
  • 11. Observação: Nem sempre o vetor normal é dado para obter a equação do plano. No entanto, outras informações tais como vetores diretores de retas ou coordenadas de pontos no plano, por exemplo, podem ajudar na obtenção de um vetor normal. Podemos convenientemente utilizar a propriedade que diz “o produto vetorial de dois vetores é simultaneamente ortogonal aos dois vetores” para obter vetores ortogonais ao plano. Isto pode ser feito através do cálculo do produto vetorial de dois vetores diretores de retas, ou dois vetores obtidos de pontos no plano, desde que tais vetores não sejam paralelos (pois neste caso o produto vetorial entre os vetores será zero, e não será possível obter o vetor normal). Exercício 4.22: Escreva a equação do plano determinado pelos pontos , e . Exercício 4.23: Determine a equação do plano que contém os pontos e e é perpendicular ao plano . Exercício 4.24: Determine a equação do plano que contém o ponto e é perpendicular aos planos e . Exercício 4.25: Determine a equação do plano que contém as retas e . Exercício 4.26: Determinar a equação do plano que contém o ponto e a reta . 4.5 Distâncias no Espaço Distância entre dois pontos: Dados dois pontos e , a distância entre e é o número .
  • 12. Exercício 4.27: Mostrar que o ponto é eqüidistante dos pontos e . Distância entre ponto e reta: Dado um ponto qualquer no espaço e uma reta de vetor diretor , a distância entre e é pode ser calculada pela fórmula , onde é algum ponto da reta . Exercício 4.28: Calcule a distância do ponto à reta . Distância entre retas paralelas: Dadas duas retas paralelas e , a distância entre e pode ser calculada por uma das duas fórmulas seguintes: , com ; ou , onde . Exercício 4.29: Calcule a distância entre as retas e . Distância entre retas concorrentes: Por definição, se duas retas e são concorrentes, logo, . Exercício 4.30: Calcule a distância entre as retas e . Distância entre retas reversas: A distância entre duas retas reversas e é calculada por , onde , , é vetor diretor de e é vetor diretor de . Exercício 4.31: Calcule a distância entre as retas e . Distância entre ponto e plano: Dado um ponto qualquer do espaço e um plano de vetor normal , a distância entre e é calculada através da fórmula .
  • 13. Exercício 4.32: Calcule a distância do ponto ao plano . Distância entre planos: Dados dois planos paralelos e , a distância entre estes dois planos pode ser calculada através de qualquer uma das duas fórmulas seguintes: , com ; ou , com . Exercício 4.33: Determinar a distância entre os planos paralelos e . Distância entre reta e plano: Dada uma reta e um plano , a distância de até é calculada por , onde . Exercício 4.34: Determine a distância da reta ao plano . 4.6 Esfera Equação da esfera centrada em com raio : . 4.7 Superfícies Quádricas Elipsóide: . Hiperbolóide de uma folha: ou ou .
  • 14. Hiperbolóide de duas folhas: ou ou . Parabolóide elíptico: ou ou . Parabolóide hiperbólico: ou ou . Nos exercícios que vão de 4.35 até 4.42, identifique a quádrica representada pela equação fornecida: Exercício 4.35: Exercício 4.36: Exercício 4.37: Exercício 4.38: Exercício 4.39: Exercício 4.40: Exercício 4.41: Exercício 4.42: Nos exercícios que vão de 4.43 até 4.50, reduza cada uma das equações `forma canônica e identifique a quádrica: Exercício 4.43: Exercício 4.44:
  • 15. Exercício 4.45: Exercício 4.46: Exercício 4.47: Exercício 4.48: Exercício 4.49: Exercício 4.50: 3.8 Respostas dos Exercícios 4.1) ; ; 4.2) e 4.3) não é unitário; é unitário. 4.4) ; ; 4.5) ; ; 4.6) ; ; . 4.7) 4.8) 4.9) ; 4.10) Um deles é 4.11) a) ; b) ; c)
  • 16. 4.12) 4.13) 4.14) unidades de volume 4.15) 4.16) unidades de medida 4.17) Se você conseguir voltar para a equação reduzida original, então está correto. 4.18) Basta mostrar que satisfazem a condição de colinearidade. 4.19) Basta mostrar que satisfazem a condição de paralelismo de retas. 4.20) Basta mostrar que satisfazem a condição de coplanaridade de retas. 4.21) 4.22) 4.23) 4.24) 4.25) 4.26) 4.27) 4.28) 4.29) 4.30)
  • 17. 4.31) 4.32) 4.33) 4.34) 4.35) Superfície esférica 4.36) Elipsóide 4.37) Hiperbolóide de uma folha 4.38) Hiperbolóide de duas folhas 4.39) Parabolóide circular 4.40) Parabolóide circular 4.41) Parabolóide hiperbólico 4.42) Parabolóide circular 4.43) , elipsóide 4.44) , hiperbolóide de uma folha 4.45) , hiperbolóide de duas folhas 4.46) , superfície esférica 4.47) , parabolóide circular 4.48) , parabolóide elíptico
  • 18. 4.49) , parabolóide hiperbólico 4.50) , hiperbolóide de uma folha Vinicius Carvalho Beck, 1º edição, Outubro de 2011