Inclusão: desafios e conquistas - Autismo & Realidade

2.635 visualizações

Publicada em

Inclusão: desafios e conquistas - Autismo & Realidade
por Carmen Lydia da Silva Trunci de Marco

Pedagoga - Psicóloga
Diretora do Colégio Paulicéia
Diretora do P.T.I.
Diretora da Clyma Assessoria em Educação Inclusiva
Consultora em Inclusão Educacional e no Mercado de Trabalho
Pós Graduada em Terapia Familiar Sistêmica
Especialista em Psicologia Escolar e Clínica pelo CRP

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
314
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Inclusão: desafios e conquistas - Autismo & Realidade

  1. 1. Carmen Lydia da Silva Trunci de Marco Pedagoga - Psicóloga Diretora do Colégio Paulicéia Diretora do P.T.I. Diretora da Clyma Assessoria em Educação Inclusiva Consultora em Inclusão Educacional e no Mercado de Trabalho Pós Graduada em Terapia Familiar Sistêmica Especialista em Psicologia Escolar e Clínica pelo CRP Novembro, 2012
  2. 2. Como os alunos com TEA vêem o mundo?
  3. 3. Teoria da Mente Insuficiente Implicando em dificuldades em: Entender sentimentos e pensamentos alheios; Entender que os outros esperam que seu comportamento mude dependendo de onde ou com quem estão; Prever o que as pessoas podem fazer em seguida; Interpretar diversos gestos ou expressões faciais; Entender como seu comportamento pode irritar terceiros; Entender regras sociais; Expressar as próprias emoções adequadamente.
  4. 4. …Entender a Essência… Entender a essência significa que podemos:  Retirar muitas informações de uma situação para entendê-la;  Usar o contexto e relacioná-lo a detalhes para encontrar significado  Ver uma figura ou uma situação como um todo. Indivíduos com TEA acham isso difícil e podem:  Concentrar-se em detalhes (em uma pequena parte da figura ou situação);  Concentrar-se em determinada experiência sensorial (aroma, gosto, visão, som, textura)
  5. 5. Podem apresentar… Dificuldades para: Brincar Solucionar problemas Entender piadas e humor Pensar com criatividade em certos aspectos Entender regras sociais Entender períodos de tempo Entender qualquer tempo que não seja aqui e agora Imaginar futuro
  6. 6. Dificuldades na Comunicação Problemas com a teoria da mente e entendimento da essência dificultam a comunicação social. Quando a linguagem se desenvolve ela costuma ser repetitiva e desprovida de qualidade social. As conversas podem ser bastande unilaterais. Na maioria das vezes a compreensão é literal.
  7. 7. Como facilitar o aprendizado do aluno com TEA?
  8. 8. Orientações Gerais Usar frases simples e diretas para facilitar o entendimento Valer-se de entonação e volume de voz mais acentuados para facilitar o contato Promover o contato visual, se abaixando na altura da criança para facilitar a interação Ensinar o conteúdo previsto em pequenos passos Evitar muitas informações na mesma folha Evitar instruções longas e pedidos variados no mesmo exercício
  9. 9. Outras dicas… Começar cedo com comunicação não-verbal, porque depende menos de raciocínio, fala e memória Usar linguagem simples Manter contato frente a frente (olho no olho) Dar tempo para as respostas Usar os interesses e as aptidões do aluno Tornar essencial o ato de comunicar-se
  10. 10. Outras dicas… Para alunos que falam; no sentido de melhorar a comunicação: Crie oportunidades de comunicação, elogie as tentativas Utilize canções Ensine roteiros sociais Dê instruções claras Utilize vídeos com dramatizações de aptidões sociais Utilize histórias sociais Ensine o revezamento na conversa Ajude outros indivíduos,especialmente professores a adaptarem sua linguagem
  11. 11. É preciso… Atuar nos princípios da análise do comportamento Preferencialmente, manter equipe de especialistas na escola: psicólogos; analistas do comportamento; fonoaudiólogo escolar; terapeuta ocupacional e psicopedagogos. Estabelecer contínua comunicação e parceria com especialistas que atuam com o aluno fora da escola Treinamento contínuo da equipe Desenvolver programas junto as famílias, oportunizando estratégias Conscientização dos demais alunos da instituição em relação ao seu papel na Inclusão dos colegas com TEA
  12. 12. É preciso… Estabelecer linhas de base para cada aspecto da escolarização a ser desenvolvido Promover avaliações de repertórios e acompanhamento das programações Investir na aquisição dos comportamentos acadêmicos Elaborar programas individualizados Promover as adaptações curriculares e metodológicas necessárias Adaptação dos materiais Currículo funcional
  13. 13. É preciso… Programas de desenvolvimento dos Múltiplos Talentos:  Artes;  Dança;  Música;  Teatro;  Esportes;  Informática.
  14. 14. Portanto, é preciso… Ter um programa de Inclusão efetivo
  15. 15. Com TEA ou não, cada aluno é único  É necessário entender as características do quadro, mas focar nas habilidades e possibilidades.  Reconhecer pontos fortes, necessidades e desafios.  Com apoio da comunidade escolar e a família, podemos fazer grandes progressos.
  16. 16. Obrigada Carmen Lydia da Silva Trunci de Marco direcao@colegiopauliceia.com.br Colégio Paulicéia R. Dr. Jesuíno Maciel, 1819 (11) 2344 - 1282 São Paulo – S.P.

×