Terapia Familiar e Expressão pela arte: Estudo de Caso com adolescente

840 visualizações

Publicada em

Comunicação apresentada no IX Congresso Ibero Americano de Psicologia, a 11 de Setembro de 2014, pelo terapeuta Familiar Francisco Gonçalves Ferreira. Todos os direitos reservados

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
840
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Terapia Familiar e Expressão pela arte: Estudo de Caso com adolescente

  1. 1. IX CONGRESSO IBEROAMERICANO DE PSICOLOGIA Terapia familiar e expressão pela arte nos problemas de comportamento na adolescência Francisco Gonçalves Ferreira, Ana Isabel Augusto, Joana Vilhena, Luana Cunha Ferreira casa estrela-do-mar Centro Terapêutico Multi-Sistémico para Adolescentes e Famílias 11/09/2014
  2. 2. Terapia Familiar e Expressão pelas Artes na Perturbação (Disruptiva) do Comportamento A Terapia Familiar: promover competências que permitem às famílias lidar com os desafios com que se deparam. Transformar a Vulnerabilidade numa Força Expressão e partilha das Emoções Clarificação e Reforço dos limites e espaços de cada subsistema Reformulação da função do sintoma Re-introdução do jogo nas dinâmicas familiares www.casaestreladomar.pt
  3. 3. Terapia Familiar e Expressão pelas Artes na Perturbação do Comportamento A Expressão pelas Artes, pode surgir como um importante complemento à psicologia e à terapia familiar, na medida em que permite: Desenvolvimento de novas percepções de si; Promoção de uma identidade criativa e produtiva; Acesso ao conteúdo da experiência não-verbal; Construção de um ambiente menos “técnico/sério”. Boria, G., Psicoterapia Psicodrammatica. Franco Angeli, Milano,2002. www.casaestreladomar.pt
  4. 4. O Teatro e a Expressão pela arte na CEM O Teatro e a Expressão pela Arte são componentes fundamentais da intervenção da Casa estrela-do-mar (CEM). www.casaestreladomar.pt
  5. 5. A família da Patrícia Breve descrição: A família recorreu à Terapia com queixa de: Elevada impulsividade e comportamentos agressivos por parte da filha mais velha (11 anos); Grande dificuldade dos pais em gerir os comportamentos da filha; Descrição dos sintomas como resistentes às intervenções anteriores (leia-se como sintomas a oposição da filha e a insegurança/frustração dos pais); Medo de que a Patrícia fizesse mal a eles ou a si própria; www.casaestreladomar.pt
  6. 6. A Família da Patrícia Factores sistémicos relevantes: Irmã mais nova como consultora* Relato de uma impulsividade familiar Narrativa dominante Rigidez do sintoma: “já quando nasceu era estranha” Lentes de interpretação “Quando ela se passa, não sei o que hei de fazer, tenho que ser bruta também!...” As regras e os castigos “às vezes chega a um ponto em que ninguém consegue fazer nada, ela decide à última que quer ver a novela até ao fim...e aí temos que a arrastar literalmente para o quarto...é muito aflitivo! *Andolfi, M. A criança com recurso em terapia. Leya-Caminho, Lisboa, 2014. www.casaestreladomar.pt
  7. 7. O Reinado do Sintoma Ela é violenta Não sabemos lidar com a violência Não queremos lidar com a insegurança A insegurança não pertence à família! Ela tem que ser forte, tem que lutar para pertencer, para se esconder, para se controlar... Ela é Insegura
  8. 8. Circuitos Alternativos Ela está aflita Não sabemos como podemos ajudar Queremos ajudá-la a sentir-se melhor A Insegurança desafia a família A família abraça o desafio e em equipa une-se para construir ferramentas e superar obstáculos Ela está Insegura e sente-se sozinha
  9. 9. A Intervenção Familiar Focos da Intervenção: O Braço de Ferro familiar A valorização e reforço positivo A função do sintoma* As regras menos dependentes dos estados de humor A coesão e coerência da equipa parental *Lambruschi, F., & Muratori, P. Psicopatologia e psicoterapia dei distrubi della condotta. Carocci editore, Roma, 2013. www.casaestreladomar.pt
  10. 10. A Intervenção Familiar Focos da Intervenção: O reforço da conjugalidade Tens que ir para a cama porque os pais precisam de namorar! www.casaestreladomar.pt
  11. 11. A Intervenção pela Arte O recurso à expressão pela arte: A arte como objectivo / a mudança de comportamentos como consequência natural, e não o contrário. O “Eu” espontâneo da Dinamizadora da sessão O primado da vontade Fazer de conta que somos nós próprios Representar os sonhos Identificar emoções Convidar a arte a visitar o mundo interno Preparar a mudança “Durante a nossa conversa desenhámos isto...e agora? O que lhe queremos fazer?” www.casaestreladomar.pt
  12. 12. Reflexões sobre resistências Este foi (e é) também um processo de terapia conjugal camuflada A Falta de comunicação entre a família e o pedopsiquiatra aumenta a ansiedade dos pais Nota: O processo terapêutico encontra-se a decorrer, pelo que os resultados apresentados dizem respeito aos resultados obtidos até ao momento. www.casaestreladomar.pt
  13. 13. Outras Referências... Carr, A. (2006). Family Therapy. (A. Carr, Ed.). Chichester, UK: John Wiley & Sons Ltd. Haines, J. & Neumark-Sztainer, D. (2008). Theater as a Beahavior Change Strategy: Qualitative findings from a school based intervention. Eating Disorders, 16, 241– 254 Larson, R. & Brown, J. (2007). Emotional development in adolescence: What can be learned from a high school theater program? Child Development, 78, 1083 – 1099 Kindler, R. & Gray, A. (2010). Theatre and Therapy: How improvisation informs the analytic hour. Psychoanalytic Inquiry, 30, 254–266. Quek, L., White, A., Low, C., Brown, J., Dalton, N., Dow, D., & Connor, J. (2012). Good choices, great future: Na applied theatre prevention program to reduce alcool-related risky behaviours during schoolies. Drug and Alcohol Review, 31, 897–902. Silva, J. (2013). Entre o teatro e a psicologia: Processos e vivências da mudança psicológica em contexto teatral (dissertação de doutoramento). Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. www.casaestreladomar.pt
  14. 14. Contactos geral@casaestreladomar.pt tel.: 914262925 ; 917439469 www.casaestreladomar.pt

×