SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
DISLEXIA
Prof. Esp. Vinícius Fagundes
dos santos
O QUE É????
Há várias definições de dislexia. De
acordo com British Psychological Society: a
dislexia é evidente quando a leitura e/ou
ortografia fluente e exata das palavras
desenvolvem-se de modo incompleto ou com
grande dificuldade. Mas essa é apenas uma
de muitas tentativas para definir a condição.
O QUE É????
• De acordo com a British Dyslexia Association a dislexia é:
Uma combinação de capacidades e dificuldades que afetam o
processo de aprendizagem em uma ou mais das áreas de leitura,
ortografia e escrita.
Fraquezas concomitantes podem ser identificadas nas áreas
de processamento da velocidade, memória de curto prazo,
sequencialização, percepção auditiva e/ou visual, linguagem
falada e habilidades motoras. Ela está particularmente
relacionada ao domínio e uso da linguagem escrita, o que
pode incluir notação alfabética, numérica e musical.(PEER,
in FARRELL. 2008, p. 29)
Qualificações conceituais da
dislexia
• Existem diferentes versões de classificação da dislexia e das
formas em que se subdivide dependendo do ponto de vista
do neurologista, do psicólogo ou do professor especializado.
A melhor aceita internacionalmente é a da classificação em
dislexia adquirida e dislexia do desenvolvimento:
- profunda ou fonética (fala)
- Superficial (fala e escrita)
- semântica ou fonológica (estrutural e fala)
- auditiva
- visual
- Dislexia congênita ou especifica do desenvolvimento
(aspectos patológicos/neurológicos)
- evolutiva ou maturativa (agravante crescimento se não
tratado)
- profunda (comprometimento de fala, escrita e audiovisual)
Dislexia deseidética
(visual)
Caracteriza-se por dificuldades de natureza
visual e espacial .
Os principais sintomas são:
• leitura silabada e fragamentada, sem
conseguir realizar a aglutinação, compreensão
e síntese do que foi lido;
• fragmentação e/ou troca por equivalentes
fonéticos, isto é, semelhantes fonéticos (p/b,
c/q, s/c)
• maior dificuldade no processo de
leitura relativamente à escrita.
Caracteriza-se por dificuldades de decodificação de
sons associados a letras.
Os principais sintomas são:
• trocas de fonemas e grafemas;
• alterações na ordem das letras e sílabas;
• omissões e acréscimos;
• substituições de palavras por sinônimos,
ou trocas de palavras por outras visualmente
semelhantes.
• permutas semânticas, com mutação de uma
palavra por outra de sentido idêntico.
Dislexia disfonética
(autitiva)
Dislexia aléxica
(visuoautditiva)
Caracteriza-se principalmente por
deficiência na leitura, não
atingindo a capacidade de escrita.
Os principais sintomas são:
• inabilidade de leitura muito
acentuada;
• dificuldades a nível da análise
fonética das palavras, bem como na
apreensão de letras e palavras completas.
Dislexia
Audiolinguística
Caracteriza-se por perturbações articulatórias,
problemas em denominar e qualificar
objectos e erros nos processos de leitura e
escrita.
Os principais sintomas são:
• leitura silabada;
• inexistência de pontuação e acentuação
adequadas;
• inversões cinéticas, provocando dificuldades
de compreensão;
• não descriminação auditiva de palavras com
sons semelhantes levando a representações
gráficas incorrectas;
• dificuldade na correspondência entre
grafemas e fonemas.
Dislexia
Visuoespacial
Caracteriza-se por dificuldades na orientação direita –
esquerda, problemas no reconhecimento de objetos
familiares pelo tato e lacunas na codificação da
informação visual.
Os principais sintomas são:
• leitura silábica e precipitada, originando invenções de
palavras que não constam no texto;
• escrita de fraca qualidade no que diz respeito a forma,
tamanhos e margens;
• inversões de letras e palavras;
• escrita invertida ou em espelho.
DISLEXICOS FAMOSOS
Albert Einstein
Agatha Christie
Tom Cruise
Thomas A. Edison
Leonardo DaVinci
Whoopi Goldberg
Walt Disney Cher
Pablo Picasso
Orlando Bloom
Keira Knightley
SERÁ QUE SEU
FILHO OU SEU
ALUNO(A) É
DISLÉXICO(A) ?
ENTRE 3 E 6 ANOS
1. Ele persiste em falar como um bebê?
2. Frequentemente pronuncia palavras de forma
errada?
3. Não consegue reconhecer as letras que
soletram seu nome?
4. Tem dificuldade em lembrar o nome de letras,
números e dias da semana?
5. Leva muito tempo para aprender novas
palavras?
6. Tem dificuldade em aprender rimas infantis?
ENTRE 6 E 7 ANOS
1. Tem dificuldade em dividir palavras em
sílabas?
2. Não consegue ler palavras simples e
monossilábicas, tais como “rei” ou “bom”?
3. Comete erros de leitura que demonstram uma
dificuldade em relacionar letras a seus
respectivos sons?
4. Tem dificuldade em reconhecer fonemas?
5. Reclama que ler é muito difícil?
6. Frequentemente comete erros quando escreve
e soletra palavras?
7. Memoriza textos sem compreendê-los?
ENTRE 7 E 12 ANOS
1. Costuma substituir palavras difíceis por
outras mais simples quando lê em voz alta;
por exemplo, lê “carro” invés de
“automóvel”?
2. Comete muitos erros de ortografia?
3. Escreve de forma confusa?
4. Não consegue terminar as provas de
sala-de-aula?
5. Sente muito medo de ler em voz alta?
A PARTIR DOS 12 ANOS
1. Comete erros na pronúncia de palavras longas ou
complicadas?
2. Seu nível de leitura está abaixo de seus colegas de sala-de-
aula?
3. Inverte a ordem das letras – “bolo” por “lobo”, “lago” por
“logo”?
4. Tem dificuldades em soletrar palavras? Soletra a mesma
palavra de formas diferentes numa mesma página?
5. Lê muito devagar?
6. Evita ler e escrever ?
7. Tem dificuldade em resolver problemas de matemática
que requeiram leitura?
8. Tem muita dificuldade em aprender uma língua
estrangeira?
Educação Infantil
 Falar tardiamente
 Dificuldade para pronunciar alguns fonemas
 Demorar a incorporar palavras novas ao seu
vocabulário
 Dificuldade para rimas
 Dificuldade para aprender cores, formas, números e
escrita do nome
 Dificuldade para seguir ordens e seguir rotinas
 Dificuldade na habilidade motora fina
 Dificuldade de contar ou recontar uma história na
sequência certa
 Dificuldade para lembrar nomes e símbolos.
Como lidar com um
aluno disléxico
- Incentiva-lo sempre à leitura individual, independentemente da sua forma
de leitura;
- Auxilia-lo em suas interações sociais e educativas com alunos mais
avançados;
- Ter um ambiente de aprendizagem adaptado;
- Ler em voz alta (Pacto pela alfabetização);
- Uso frequente do material concreto;
- Evitar ou dar mais tempo para que copie do quadro, pois isso é sempre
um problema
- Trabalhar a paciência, pois o aluno disléxico “sempre” vai utilizar mais
tempo que os demais.
- Adaptar as avaliações abrangendo e reavaliando esse educando dentro
de suas possibilidades.
- Incentivar a utilização, manuseio, pesquisa e leitura do dicionário, mesmo
que seja uma atividade, muitas vezes cansativa.
- EVITAR RÓTULOS E EXCESSOS.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricularKaren Araki
 
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~DisortografiaDislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~DisortografiaCassia Dias
 
Distúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escolaDistúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escolamarleneevang
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01estudosacademicospedag
 
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógico
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógicoDificuldade de aprendizagem no contexto pedagógico
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógicoassessoriapedagogica
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPatricia Bampi
 
Adaptações curriculares
Adaptações curricularesAdaptações curriculares
Adaptações curricularesElisete Nunes
 
Plano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento IndividualPlano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento IndividualDiogo Santos
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide AutismoUNIME
 
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagem
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagemDiferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagem
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagemClaudinéia da Silva de Oliveira
 
Slides sextas inclusivas needi tea
Slides sextas inclusivas needi  teaSlides sextas inclusivas needi  tea
Slides sextas inclusivas needi teaMarily Oliveira
 
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)lucianacarvalho
 

Mais procurados (20)

Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricular
 
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~DisortografiaDislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
 
Distúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escolaDistúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escola
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
 
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação EspecialOrientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
 
Transtornos da aprendizagem ufop
Transtornos da aprendizagem   ufopTranstornos da aprendizagem   ufop
Transtornos da aprendizagem ufop
 
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógico
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógicoDificuldade de aprendizagem no contexto pedagógico
Dificuldade de aprendizagem no contexto pedagógico
 
Estudo discalculia
Estudo discalculiaEstudo discalculia
Estudo discalculia
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEE
 
Adaptações curriculares
Adaptações curricularesAdaptações curriculares
Adaptações curriculares
 
Disgrafia
DisgrafiaDisgrafia
Disgrafia
 
PdI
PdIPdI
PdI
 
Plano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento IndividualPlano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento Individual
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Disturbios de aprendizagem
Disturbios de aprendizagemDisturbios de aprendizagem
Disturbios de aprendizagem
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
 
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagem
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagemDiferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagem
Diferencças entre dificuldades, transtornos e deficies de aprendizagem
 
dislexia
dislexiadislexia
dislexia
 
Slides sextas inclusivas needi tea
Slides sextas inclusivas needi  teaSlides sextas inclusivas needi  tea
Slides sextas inclusivas needi tea
 
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)
Modelo de-relatorio-neuropsicopedagogico (1)
 

Destaque

Potencialidades_Slideshare 2
Potencialidades_Slideshare 2Potencialidades_Slideshare 2
Potencialidades_Slideshare 2Anabela Protásio
 
1º dia técnicas vocais thaize
1º dia técnicas vocais   thaize1º dia técnicas vocais   thaize
1º dia técnicas vocais thaizex32win7
 
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto Bíblico
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto BíblicoApostila de Língua Portuguesa do Instituto Bíblico
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto BíblicoVinícius Fagundes Dos Santos
 
Anexo caderno de intervenção
Anexo  caderno de intervençãoAnexo  caderno de intervenção
Anexo caderno de intervençãoVerinha Ramos
 
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncional
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncionalExercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncional
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncionalCelso Silvati
 
Distúrbios da Fala
Distúrbios da FalaDistúrbios da Fala
Distúrbios da FalaCassia Dias
 
Apresentação distúrbios da linguagem
Apresentação distúrbios da linguagemApresentação distúrbios da linguagem
Apresentação distúrbios da linguagemSheilinha1
 
A dislexia e as dificuldades de disléxicos
A dislexia e as dificuldades de disléxicosA dislexia e as dificuldades de disléxicos
A dislexia e as dificuldades de disléxicosSimoneHelenDrumond
 
Consciencia fonológica 2
Consciencia fonológica 2Consciencia fonológica 2
Consciencia fonológica 2José Martins
 
Atividades de consciência fonológica
Atividades de consciência fonológica Atividades de consciência fonológica
Atividades de consciência fonológica Ana Paula Santos
 
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexia
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexiaEstratégias para trabalhar com alunos com dislexia
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexiaMagda Ferreira
 

Destaque (17)

História de São Luis de Montes Belos - GOIÁS
História de São Luis de Montes Belos - GOIÁSHistória de São Luis de Montes Belos - GOIÁS
História de São Luis de Montes Belos - GOIÁS
 
Potencialidades_Slideshare 2
Potencialidades_Slideshare 2Potencialidades_Slideshare 2
Potencialidades_Slideshare 2
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
 
1º dia técnicas vocais thaize
1º dia técnicas vocais   thaize1º dia técnicas vocais   thaize
1º dia técnicas vocais thaize
 
Mudez mutismo
Mudez mutismoMudez mutismo
Mudez mutismo
 
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto Bíblico
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto BíblicoApostila de Língua Portuguesa do Instituto Bíblico
Apostila de Língua Portuguesa do Instituto Bíblico
 
Anexo caderno de intervenção
Anexo  caderno de intervençãoAnexo  caderno de intervenção
Anexo caderno de intervenção
 
9 disfonia
9 disfonia9 disfonia
9 disfonia
 
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncional
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncionalExercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncional
Exercícios de fonoaudiologia e aprimoramento miofuncional
 
Distúrbios da Fala
Distúrbios da FalaDistúrbios da Fala
Distúrbios da Fala
 
Apresentação distúrbios da linguagem
Apresentação distúrbios da linguagemApresentação distúrbios da linguagem
Apresentação distúrbios da linguagem
 
A dislexia e as dificuldades de disléxicos
A dislexia e as dificuldades de disléxicosA dislexia e as dificuldades de disléxicos
A dislexia e as dificuldades de disléxicos
 
Fichas de dislexia
Fichas de dislexiaFichas de dislexia
Fichas de dislexia
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
Consciencia fonológica 2
Consciencia fonológica 2Consciencia fonológica 2
Consciencia fonológica 2
 
Atividades de consciência fonológica
Atividades de consciência fonológica Atividades de consciência fonológica
Atividades de consciência fonológica
 
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexia
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexiaEstratégias para trabalhar com alunos com dislexia
Estratégias para trabalhar com alunos com dislexia
 

Semelhante a Dislexia - Prof. Esp. Vinícius Fagundes dos Santos

Dislexia 121125101623
Dislexia 121125101623Dislexia 121125101623
Dislexia 121125101623rosemereporto
 
Dislexia 110411194645
Dislexia 110411194645Dislexia 110411194645
Dislexia 110411194645rosemereporto
 
Exercícios para desenvolver a consciência fonológica
Exercícios para desenvolver a consciência fonológicaExercícios para desenvolver a consciência fonológica
Exercícios para desenvolver a consciência fonológicaAna Paula Santos
 
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01Júlio Coincas
 
Dislexia power point
Dislexia power pointDislexia power point
Dislexia power pointritafeijao
 
dez tipos_de_erros de Crianças Iniciais
dez tipos_de_erros de Crianças Iniciaisdez tipos_de_erros de Crianças Iniciais
dez tipos_de_erros de Crianças IniciaisWESLEYNOGUEIRAPONCIA
 
Dislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervençãoDislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervençãoritafeijao
 
Ortografi.. quadro segundo zorzi-com alterações 2
Ortografi..  quadro segundo zorzi-com alterações 2Ortografi..  quadro segundo zorzi-com alterações 2
Ortografi.. quadro segundo zorzi-com alterações 2equipeanosiniciais
 
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...Natália Lima
 
Dislexia como trabalhar com o aluno
Dislexia como trabalhar com o alunoDislexia como trabalhar com o aluno
Dislexia como trabalhar com o alunounidadebetinho
 
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdf
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdfDIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdf
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdfJayaneSales1
 

Semelhante a Dislexia - Prof. Esp. Vinícius Fagundes dos Santos (20)

DislexiaDiagnósticoIntervenção
DislexiaDiagnósticoIntervençãoDislexiaDiagnósticoIntervenção
DislexiaDiagnósticoIntervenção
 
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEMDIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
 
Dif. aprendizagem
Dif. aprendizagemDif. aprendizagem
Dif. aprendizagem
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Os dis da cognição
Os dis da cogniçãoOs dis da cognição
Os dis da cognição
 
Dislexia 121125101623
Dislexia 121125101623Dislexia 121125101623
Dislexia 121125101623
 
Dislexia1
Dislexia1Dislexia1
Dislexia1
 
Dislexia 110411194645
Dislexia 110411194645Dislexia 110411194645
Dislexia 110411194645
 
Exercícios para desenvolver a consciência fonológica
Exercícios para desenvolver a consciência fonológicaExercícios para desenvolver a consciência fonológica
Exercícios para desenvolver a consciência fonológica
 
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01
Estratgiasparatrabalharcomalunoscomdislexia 121219130908-phpapp01
 
Dislexia power point
Dislexia power pointDislexia power point
Dislexia power point
 
dez tipos_de_erros de Crianças Iniciais
dez tipos_de_erros de Crianças Iniciaisdez tipos_de_erros de Crianças Iniciais
dez tipos_de_erros de Crianças Iniciais
 
Dislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervençãoDislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervenção
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
Patologias
PatologiasPatologias
Patologias
 
Ortografi.. quadro segundo zorzi-com alterações 2
Ortografi..  quadro segundo zorzi-com alterações 2Ortografi..  quadro segundo zorzi-com alterações 2
Ortografi.. quadro segundo zorzi-com alterações 2
 
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...
Transtornos Psicologicos_ Dislexia; discalculia; hiperatividade; impulsividad...
 
Dislexia como trabalhar com o aluno
Dislexia como trabalhar com o alunoDislexia como trabalhar com o aluno
Dislexia como trabalhar com o aluno
 
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdf
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdfDIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdf
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESCRITA-PDF.pdf
 

Mais de Vinícius Fagundes Dos Santos

A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...
A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...
A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...Vinícius Fagundes Dos Santos
 
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Vinícius Fagundes Dos Santos
 

Mais de Vinícius Fagundes Dos Santos (20)

A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...
A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...
A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICO-...
 
Poemas visuais
Poemas visuaisPoemas visuais
Poemas visuais
 
Vida e obras de cândido portinari
Vida e obras de cândido portinariVida e obras de cândido portinari
Vida e obras de cândido portinari
 
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
 
Slides curso tics
Slides curso ticsSlides curso tics
Slides curso tics
 
Projeto inclusão digital em pdf
Projeto inclusão digital em pdfProjeto inclusão digital em pdf
Projeto inclusão digital em pdf
 
Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
 
Tecnologiae educacao
Tecnologiae educacaoTecnologiae educacao
Tecnologiae educacao
 
Provinha brasil
Provinha brasilProvinha brasil
Provinha brasil
 
Present continuous1
Present continuous1Present continuous1
Present continuous1
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
Degrees of comparison
Degrees of comparisonDegrees of comparison
Degrees of comparison
 
Estudo morfossintático
Estudo morfossintáticoEstudo morfossintático
Estudo morfossintático
 
Exercícios transitividade verbal
Exercícios transitividade verbalExercícios transitividade verbal
Exercícios transitividade verbal
 
Tipos de pronomes
Tipos de pronomesTipos de pronomes
Tipos de pronomes
 
Adverbios e-locucoes-adverbiais-exercicios
Adverbios e-locucoes-adverbiais-exerciciosAdverbios e-locucoes-adverbiais-exercicios
Adverbios e-locucoes-adverbiais-exercicios
 
Atividades 7º ano
Atividades    7º anoAtividades    7º ano
Atividades 7º ano
 
Exercises about present continuous tense
Exercises about present continuous tenseExercises about present continuous tense
Exercises about present continuous tense
 
Definicao de verbo_e_a_ formas_nominais
Definicao de verbo_e_a_ formas_nominaisDefinicao de verbo_e_a_ formas_nominais
Definicao de verbo_e_a_ formas_nominais
 
Cumprimentos e datas_comemorativas
Cumprimentos e datas_comemorativasCumprimentos e datas_comemorativas
Cumprimentos e datas_comemorativas
 

Último

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalDouglasVasconcelosMa
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 

Último (20)

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Dislexia - Prof. Esp. Vinícius Fagundes dos Santos

  • 1. DISLEXIA Prof. Esp. Vinícius Fagundes dos santos
  • 2. O QUE É???? Há várias definições de dislexia. De acordo com British Psychological Society: a dislexia é evidente quando a leitura e/ou ortografia fluente e exata das palavras desenvolvem-se de modo incompleto ou com grande dificuldade. Mas essa é apenas uma de muitas tentativas para definir a condição.
  • 3. O QUE É???? • De acordo com a British Dyslexia Association a dislexia é: Uma combinação de capacidades e dificuldades que afetam o processo de aprendizagem em uma ou mais das áreas de leitura, ortografia e escrita. Fraquezas concomitantes podem ser identificadas nas áreas de processamento da velocidade, memória de curto prazo, sequencialização, percepção auditiva e/ou visual, linguagem falada e habilidades motoras. Ela está particularmente relacionada ao domínio e uso da linguagem escrita, o que pode incluir notação alfabética, numérica e musical.(PEER, in FARRELL. 2008, p. 29)
  • 4. Qualificações conceituais da dislexia • Existem diferentes versões de classificação da dislexia e das formas em que se subdivide dependendo do ponto de vista do neurologista, do psicólogo ou do professor especializado. A melhor aceita internacionalmente é a da classificação em dislexia adquirida e dislexia do desenvolvimento: - profunda ou fonética (fala) - Superficial (fala e escrita) - semântica ou fonológica (estrutural e fala) - auditiva - visual - Dislexia congênita ou especifica do desenvolvimento (aspectos patológicos/neurológicos) - evolutiva ou maturativa (agravante crescimento se não tratado) - profunda (comprometimento de fala, escrita e audiovisual)
  • 5. Dislexia deseidética (visual) Caracteriza-se por dificuldades de natureza visual e espacial . Os principais sintomas são: • leitura silabada e fragamentada, sem conseguir realizar a aglutinação, compreensão e síntese do que foi lido; • fragmentação e/ou troca por equivalentes fonéticos, isto é, semelhantes fonéticos (p/b, c/q, s/c) • maior dificuldade no processo de leitura relativamente à escrita.
  • 6. Caracteriza-se por dificuldades de decodificação de sons associados a letras. Os principais sintomas são: • trocas de fonemas e grafemas; • alterações na ordem das letras e sílabas; • omissões e acréscimos; • substituições de palavras por sinônimos, ou trocas de palavras por outras visualmente semelhantes. • permutas semânticas, com mutação de uma palavra por outra de sentido idêntico. Dislexia disfonética (autitiva)
  • 7. Dislexia aléxica (visuoautditiva) Caracteriza-se principalmente por deficiência na leitura, não atingindo a capacidade de escrita. Os principais sintomas são: • inabilidade de leitura muito acentuada; • dificuldades a nível da análise fonética das palavras, bem como na apreensão de letras e palavras completas.
  • 8. Dislexia Audiolinguística Caracteriza-se por perturbações articulatórias, problemas em denominar e qualificar objectos e erros nos processos de leitura e escrita. Os principais sintomas são: • leitura silabada; • inexistência de pontuação e acentuação adequadas; • inversões cinéticas, provocando dificuldades de compreensão; • não descriminação auditiva de palavras com sons semelhantes levando a representações gráficas incorrectas; • dificuldade na correspondência entre grafemas e fonemas.
  • 9. Dislexia Visuoespacial Caracteriza-se por dificuldades na orientação direita – esquerda, problemas no reconhecimento de objetos familiares pelo tato e lacunas na codificação da informação visual. Os principais sintomas são: • leitura silábica e precipitada, originando invenções de palavras que não constam no texto; • escrita de fraca qualidade no que diz respeito a forma, tamanhos e margens; • inversões de letras e palavras; • escrita invertida ou em espelho.
  • 10. DISLEXICOS FAMOSOS Albert Einstein Agatha Christie Tom Cruise Thomas A. Edison Leonardo DaVinci Whoopi Goldberg Walt Disney Cher Pablo Picasso Orlando Bloom Keira Knightley
  • 11. SERÁ QUE SEU FILHO OU SEU ALUNO(A) É DISLÉXICO(A) ?
  • 12. ENTRE 3 E 6 ANOS 1. Ele persiste em falar como um bebê? 2. Frequentemente pronuncia palavras de forma errada? 3. Não consegue reconhecer as letras que soletram seu nome? 4. Tem dificuldade em lembrar o nome de letras, números e dias da semana? 5. Leva muito tempo para aprender novas palavras? 6. Tem dificuldade em aprender rimas infantis?
  • 13. ENTRE 6 E 7 ANOS 1. Tem dificuldade em dividir palavras em sílabas? 2. Não consegue ler palavras simples e monossilábicas, tais como “rei” ou “bom”? 3. Comete erros de leitura que demonstram uma dificuldade em relacionar letras a seus respectivos sons? 4. Tem dificuldade em reconhecer fonemas? 5. Reclama que ler é muito difícil? 6. Frequentemente comete erros quando escreve e soletra palavras? 7. Memoriza textos sem compreendê-los?
  • 14. ENTRE 7 E 12 ANOS 1. Costuma substituir palavras difíceis por outras mais simples quando lê em voz alta; por exemplo, lê “carro” invés de “automóvel”? 2. Comete muitos erros de ortografia? 3. Escreve de forma confusa? 4. Não consegue terminar as provas de sala-de-aula? 5. Sente muito medo de ler em voz alta?
  • 15. A PARTIR DOS 12 ANOS 1. Comete erros na pronúncia de palavras longas ou complicadas? 2. Seu nível de leitura está abaixo de seus colegas de sala-de- aula? 3. Inverte a ordem das letras – “bolo” por “lobo”, “lago” por “logo”? 4. Tem dificuldades em soletrar palavras? Soletra a mesma palavra de formas diferentes numa mesma página? 5. Lê muito devagar? 6. Evita ler e escrever ? 7. Tem dificuldade em resolver problemas de matemática que requeiram leitura? 8. Tem muita dificuldade em aprender uma língua estrangeira?
  • 16. Educação Infantil  Falar tardiamente  Dificuldade para pronunciar alguns fonemas  Demorar a incorporar palavras novas ao seu vocabulário  Dificuldade para rimas  Dificuldade para aprender cores, formas, números e escrita do nome  Dificuldade para seguir ordens e seguir rotinas  Dificuldade na habilidade motora fina  Dificuldade de contar ou recontar uma história na sequência certa  Dificuldade para lembrar nomes e símbolos.
  • 17. Como lidar com um aluno disléxico - Incentiva-lo sempre à leitura individual, independentemente da sua forma de leitura; - Auxilia-lo em suas interações sociais e educativas com alunos mais avançados; - Ter um ambiente de aprendizagem adaptado; - Ler em voz alta (Pacto pela alfabetização); - Uso frequente do material concreto; - Evitar ou dar mais tempo para que copie do quadro, pois isso é sempre um problema - Trabalhar a paciência, pois o aluno disléxico “sempre” vai utilizar mais tempo que os demais. - Adaptar as avaliações abrangendo e reavaliando esse educando dentro de suas possibilidades. - Incentivar a utilização, manuseio, pesquisa e leitura do dicionário, mesmo que seja uma atividade, muitas vezes cansativa. - EVITAR RÓTULOS E EXCESSOS.