LISARBLISARB
PROJETOS PARA UMA NAÇÃO
PROPOSTA PARA IMPLANTAR PMO
Equipe:
Eliézer S. Resende
Marcio M. Damasceno
Leonardo C...
APRESENTAÇÃO
• A 4P Gerenciamento líder no mercado de
gerenciamento de projetos, programas e
portfolio, atua no mercado de...
INTRODUÇÃO
• Proposta para Implantar um PMO para os projetos
governamentais de Lisarb
• Gerenciamento de Portfolio e PMO
•...
METODOLOGIA
• A 4P Gerenciamento utilizou o fluxo abaixo
para a formulação do processo de introdução
do PMO para Lisarb.
D...
DIAGNÓSTICO
O diagnóstico é parte fundamental da proposta da 4P
Gerenciamento, ele consiste em estabelecer quais são as ár...
DIAGNÓSTICO
• PESQUISA DE MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS:
– A pesquisa apontou um nível muito baixo de maturidade...
DIAGNÓSTICO
• BENEFÍCIOS ESPERADOS
– Aderência aos objetivos estratégicos
Pela pesquisa de maturidade e pelo histórico de ...
DIAGNÓSTICO
• BENEFÍCIOS ESPERADOS
– Simplicidade e relevância
O gerenciamento do portfolio de projetos através do PMO ora...
DIAGNÓSTICO
• BENEFÍCIOS ESPERADOS
– Engajamento de stakeholders
Um dos maiores ou talvez o mais significativo benefício d...
PLANEJAMENTO
O planejamento para a implantação do PMO em Lisarb é a base
para o sucesso dos projetos estratégicos, as etap...
PLANEJAMENTO
• HIERARQUIA DO PMO
A 4P Gerenciamento através do resultados do diagnóstico propõem que a
Hierarquia do prime...
PLANEJAMENTO
• DEFINIÇÃO DAS FUNÇÕES
As funções que a 4P Gerenciamento propõem para o primeiro PMO à ser
implementado, são...
PLANEJAMENTO
• DEFINIÇÃO DAS FUNÇÕES
Fundamentamos nossa opção
pelos seguintes critérios
Métodos e Procedimentos:
O diagnó...
PLANEJAMENTO
• DEFINIÇÃO DO MODELO
A 4P Gerenciamento propõem o modelo de Torre de Controle como sendo
o modelo de gerenci...
PLANEJAMENTO
• DEFINIÇÃO DOS INDICADORES
As métricas para o gerenciamento dos projetos pelo PMO, considerando todos os
fat...
PLANEJAMENTO
• PLANO DE IMPLANTAÇÃO
DIAGNÓSTICO PLANEJAMENTO EXECUSSÃO
MELHORIA
CONTÍNUA
IMPLANTAÇÃO DE UM PMO EM
LISARB
D...
EXECUÇÃO
• IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS
– Técnica – Brainstorming com os stakeholders em função das
necessidades de Lisarb, ...
EXECUÇÃO
25) Melhoria Infraestrutura Urbana
26) Vai e Volta
27) Web Integrada
28) Pacificação
29) Aliança Internacional
30...
EXECUÇÃO
• Programas:
• Projetos:
PG – 1: ENERGIA
PG – 2: IT
PG – 3: TRANSPORTE
PG – 4: AGRICULTURA
PG – 5: CULTURAL
PG – ...
EXECUÇÃO
• Categorização dos Projetos
PG – 1:
ENERGIA
PG – 2: IT
PG – 3:
TRANSPORTE
PG – 4:
AGRICULTURA
PG – 5:
CULTURAL
P...
EXECUÇÃO
• Critérios de Avaliação dos Projetos
• Re
0 5 10
Requerimento legal 5 Prazo > 5 anos Prazo entre 1 e 5 anos Praz...
EXECUÇÃO
• Critérios de Avaliação dos Projetos - Legenda
– Requerimento Legal:
Considera o tempo necessário para responder...
EXECUÇÃO
• Critérios de Avaliação dos Projetos - Legenda
– Complexidade Implantação:
Estabelecer este critério de maneira ...
EXECUÇÃO
• Priorização do Portfólio
NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA
Requerimento legal 5...
EXECUÇÃO
• Priorização do Portfólio
NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA
Requerime...
EXECUÇÃO
• Priorização do Portfólio
NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA
Requerimento legal 5 10 50 0 0 0 0
Emergência social ...
EXECUÇÃO
• Balanceamento dos Projetos
– O balanceamento, após a priorização do portfolio, será representado por um
gráfico...
PG-4
PG-1
OBJETIVOSESTRATÉGICOS OE-1
OE-2
OE-3
OE-4
OE-5
OE-6
OE-7
OE-8
OE-9
CRESCIMENTO
QUALIDADE
DE VIDA
INTEGRAÇÃO
PROT...
EXECUÇÃO
• Autorização do Portfolio
– O portfolio foi apresentado aos principais stakeholders e ao Presidente de
Lisarb, q...
MELHORIA CONTÍNUA
• Melhoria Contínua
• Implementar as Hierarquias H2 e em seguida H3
• Implantar Estações Meteorológicas ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Implantação de PMO em LISARB

261 visualizações

Publicada em

Titulo: Implantação de PMO em LISARB
Alunos:ELIÉZER SOUZA RESENDE,Fábio Henrique Gaudêncio de Oliveira,Gonçalo Francisco Souza ,Leonardo Cheib Nahim,Marcio Martinho Damasceno,Paulino da Silva Alves,
Cidade: Belo Horizonte
Disciplina: PMO
Turma: GP55
Data:06-03-2015
Hora:16:24
Comentarios:Escritório 4P Gerenciamento
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Implantação de PMO em LISARB

  1. 1. LISARBLISARB PROJETOS PARA UMA NAÇÃO PROPOSTA PARA IMPLANTAR PMO Equipe: Eliézer S. Resende Marcio M. Damasceno Leonardo C. Nahim Paulino da S. Alves Gonçalo F. Souza Fábio H. Galdêncio de O.
  2. 2. APRESENTAÇÃO • A 4P Gerenciamento líder no mercado de gerenciamento de projetos, programas e portfolio, atua no mercado de Lisarb à mais de 30 anos, tem o prazer de apresentar a sua melhor proposta para a implantação de um PMO – “Project Management Office” ou Escritório de Gerenciamento de Projetos.
  3. 3. INTRODUÇÃO • Proposta para Implantar um PMO para os projetos governamentais de Lisarb • Gerenciamento de Portfolio e PMO • Turma: PROJ 55 – FGV • Local: IBS – Cidade Jardim, Belo Horizonte/MG • Consultores: – Eliézer Souza Resende – Marcio Martinho Damasceno – Leonardo Cheib Nahim – Paulino da Silva Alves – Gonçalo Francisco Souza – Fábio Henrique Gaudêncio de Oliveira
  4. 4. METODOLOGIA • A 4P Gerenciamento utilizou o fluxo abaixo para a formulação do processo de introdução do PMO para Lisarb. DIAGNÓSTICO PLANEJAMENTO EXECUÇÃO MELHORIA CONTÍNUA IMPLANTAÇÃO DE UM PMO EM LISARB
  5. 5. DIAGNÓSTICO O diagnóstico é parte fundamental da proposta da 4P Gerenciamento, ele consiste em estabelecer quais são as áreas e fundamentos de gerenciamento de projetos que se destacam e quais são as melhorias necessárias para o sucesso dos projetos de Lisarb. Consiste dos seguintes processos: • PESQUISA DE MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS • LEVANTAMENTO DOS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DE LISARB • BENEFÍCIOS ESPERADOS
  6. 6. DIAGNÓSTICO • PESQUISA DE MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS: – A pesquisa apontou um nível muito baixo de maturidade numa escala de 1 a 5, Lisarb está no nível 2 com uma pontuação de 69 pontos em 200 possíveis. • OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DE LISARB: – O1 – Aliança para um Lisarb mais justo – O2 – Política cidadã baseada em princípios e valores – O3 – Educação para a sociedade do conhecimento – O4 – Economia para uma sociedade sustentável – O5 – Proteção social – O6 - Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos – 07 – Cultura e fortalecimento da diversidade – O8 – Política externa para o século XXI – 09 – Combate à corrupção
  7. 7. DIAGNÓSTICO • BENEFÍCIOS ESPERADOS – Aderência aos objetivos estratégicos Pela pesquisa de maturidade e pelo histórico de projetos inacabados é evidente que os recursos e a gestão dos projetos não estão alinhados com os objetivos de Lisarb que compõem a base do programa de governo, levando a um enorme desperdício de recursos públicos, desgaste da imagem da presidência da república, insatisfação da população e a criação de um ambiente favorável à corrupção. – Gerenciamento de recursos O diagnóstico nos apresenta um quadro de ineficiência da aplicação dos recursos na implantação dos projetos em Lisarb, a 4P Gerenciamento propõem mecanismos de gerenciamento através do PMO que irão aprimorar o controle e a correta aplicação dos recursos, pois os projetos serão priorizados em função dos objetivos e das necessidades de Lisarb.
  8. 8. DIAGNÓSTICO • BENEFÍCIOS ESPERADOS – Simplicidade e relevância O gerenciamento do portfolio de projetos através do PMO ora proposto pela 4 P Gerenciamento irá proporcionar uma gestão eficiente e eficaz dos projetos estratégicos de Lisarb e por conseguinte dos recursos públicos aplicados através de métricas e índices de acompanhamento do desenvolvimento dos projetos. – Melhoria contínua O PMO irá proporcionar a criação de ciclos virtuosos na implantação dos projetos de Lisarb pois será o guardião das práticas e processos. A 4P Gerenciamento adotará como fundamento os processos preconizados pelo PMI e na metodologia de gerenciamento será inicialmente adotado o modelo de Gerenciamento 4P. À medida que os processos e o aprimoramento técnico e administrativo forem implantados naturalmente os resultados positivos virão e os elementos para os ciclos virtuosos de melhoria estarão disponíveis e atuantes em Lisarb.
  9. 9. DIAGNÓSTICO • BENEFÍCIOS ESPERADOS – Engajamento de stakeholders Um dos maiores ou talvez o mais significativo benefício da proposta do PMO da 4P Gerenciamento é o engajamento de stakeholders devido à transparência, clareza e profissionalismo advindos da implantação do PMO para o gerenciamento do portfolio de projetos de Lisarb. O PMO fará a devida priorização e balanceamento dos projetos de Lisarb e ao mesmo tempo irá patrocinar o aprimoramento profissional e de gerenciamento de projetos de Lisarb. Os interesses e a influência de stakeholders no gerenciamento do PMO de maneira transparente irá influenciar o comportamento dos stakeholders trazendo-os para o centro das discussões e proporcionando um ambiente mais integro e menos susceptível à interesses obscuros que levam à corrupção.
  10. 10. PLANEJAMENTO O planejamento para a implantação do PMO em Lisarb é a base para o sucesso dos projetos estratégicos, as etapas de planejamento são as seguintes: • HIERARQUIA DO PMO • DEFINIÇÃO DAS FUNÇÕES • DEFINIÇÃO DOS MODELOS • DEFINIÇÃO DOS INDICADORES • PLANO DE IMPLANTAÇÃO
  11. 11. PLANEJAMENTO • HIERARQUIA DO PMO A 4P Gerenciamento através do resultados do diagnóstico propõem que a Hierarquia do primeiro PMO de Lisarb seja de hierarquia H1, fundamentamos nossa opção pelos seguintes critérios: – Diversidade de projetos – Baixa maturidade em gerenciamento de projetos – Baixa qualidade dos produtos dos projetos, as entregas não atendem aos requisitos – Necessidade de acompanhar cada projeto individualmente
  12. 12. PLANEJAMENTO • DEFINIÇÃO DAS FUNÇÕES As funções que a 4P Gerenciamento propõem para o primeiro PMO à ser implementado, são “Métodos e Procedimentos” e “Integração com o Negócio”
  13. 13. PLANEJAMENTO • DEFINIÇÃO DAS FUNÇÕES Fundamentamos nossa opção pelos seguintes critérios Métodos e Procedimentos: O diagnóstico evidenciou a necessidade de organização das estruturas de gerenciamento de projetos, a padronização dos processos e uma metodologia são a base para a redução dos desperdícios, desalinhamento entre as entregas e os requisitos, retrabalhos e melhor controle Integração com o Negócio: Entendendo Negócio como o governo de Lisarb, é evidente o descompasso entre os projetos ora em implantação com os objetivos estratégicos de Lisarb, está função foi priorizada devido ao caráter político dos projetos e visam o alinhamento do objetivos dos projetos individuais aos objetivos de Lisarb.
  14. 14. PLANEJAMENTO • DEFINIÇÃO DO MODELO A 4P Gerenciamento propõem o modelo de Torre de Controle como sendo o modelo de gerenciamento ideal ao PMO de Lisarb. Este modelo auxilia de maneira mais eficiente a padronização, a sinergia entre os ministérios, suporta com mais eficácia a aderência aos padrões e proporciona um ambiente de gerenciamento do projetos buscando a melhoria contínua. Para o segundo estágio de implantação do PMO recomendamos a implantação das Estações Meteorológicas para melhorar o acompanhamento e gerenciamento dos projetos através de indicadores de performance.
  15. 15. PLANEJAMENTO • DEFINIÇÃO DOS INDICADORES As métricas para o gerenciamento dos projetos pelo PMO, considerando todos os fatores ambientais e a maturidade de Lisarb, são propostas para que proporcionem transparência, simplicidade na coleta e na apresentação. Outro fator fundamental é que devido à diversidade da natureza dos projetos de um governo, como Lisarb, os indicadores devem ser tais que possam representar o desempenho da mesma maneira para todos e proporcionar informações tais que possam alimentar as ações pertinentes de recuperação e controle. Indicadores: Retrabalho = Quant. Mudanças Sem Aprovação Quant. Mudanças com Aprovação Tempo = % Cumprimento do Cronograma Planejamento = Quant. Projetos Sem Planejamento Quant. Projetos Com Planejamento Orçamento = % Cumprimento do Orçamento Capacitação = HH Treinamentos HH Trabalhado Meta 0,5%
  16. 16. PLANEJAMENTO • PLANO DE IMPLANTAÇÃO DIAGNÓSTICO PLANEJAMENTO EXECUSSÃO MELHORIA CONTÍNUA IMPLANTAÇÃO DE UM PMO EM LISARB Diagnóstico Análise Viabilidade Stakeholders Hierarquia Modelo Funções Orçamento Capacitação Comunicação Identificar Projetos Ranquear Priorizar Balancear Acompanhar Orientar Alinhar Objetivos Cont. Integrado de Mudanças Hierarquia H2 Implantar Estações Meteorológicas Ranquear e Priorizar Projetos próximo Ciclo Orçamentário Lições Aprendidas
  17. 17. EXECUÇÃO • IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS – Técnica – Brainstorming com os stakeholders em função das necessidades de Lisarb, identificando projetos a partir dos Objetivos do Planejamento Estratégico – Foram identificados 48 Projetos: 1) Controlando a Política Externa; 2) Água Para a Vida 3) Restaurar 4) Renova Solis 5) Industrializar para Integrar 6) Melhoria Percepção Turística 7) Estruturação Área Turística 8) Justiça Justa 9) Segurança no Lugar Certo 10) Liberdade para Integrar 11) Natalidade Responsável 12) Doce Integração 13) Independência Institucional 14) Governo contra Corrupção 15) Burocratizar Jamais 16) Corrupção Zero 17) Agricultura do Futuro 18) Energia na Sua Casa 19) Sanear é Viver 20) Solares 21) Educare 22) Drogas Não 23) Viver 24)Linha Verde
  18. 18. EXECUÇÃO 25) Melhoria Infraestrutura Urbana 26) Vai e Volta 27) Web Integrada 28) Pacificação 29) Aliança Internacional 30) Conscientizar Uso da Água 31) Energia Sustentável 32) Utilizar Água da Chuva 33) Metodologia Educacional 34) Tolerância Zero – Pelotão da Paz 35) Segurança Pública por Imagens 36) Inteligência na Segurança • Pelos Objetivos Estratégicos e considerando os objetivos dos projetos individualmente, foram criados Programas agrupando os projetos por afinidade; • Portfolio com 13 Programas e 3 Projetos. • Critérios Eliminatórios: Não alinhamento com os objetivos estratégicos: 5 projetos foram eliminados do protfolio para este primeiro PMO. 37) Corrupção Banida 38) PC para Todos 39) Estado Próximo 40) Valor Social 41) Saber 42) Educando os Educadores 43) Popularização da Cultura 44) Incentivo ao teatro 45) Segurança Total 46) Trabalho Seguro 47) Educando 48) Todos Contra a Corrupção
  19. 19. EXECUÇÃO • Programas: • Projetos: PG – 1: ENERGIA PG – 2: IT PG – 3: TRANSPORTE PG – 4: AGRICULTURA PG – 5: CULTURAL PG – 6: SEGURANÇA PG – 7: SAÚDE PG – 8: EDUCAÇÃO PG – 9: ÁGUA PG – 10: TURISMO PG – 11: POLITÍCA EXTERNA PG – 12: INSTITUCIONAL PG – 13: SOCIAL PJ – 1: INDUSTRIALIZAR PARA INTEGRAR PJ -2: BUROCRATIZAR JAMAIS PJ – 3: TRABALHO SEGURO
  20. 20. EXECUÇÃO • Categorização dos Projetos PG – 1: ENERGIA PG – 2: IT PG – 3: TRANSPORTE PG – 4: AGRICULTURA PG – 5: CULTURAL PG – 6: SEGURANÇA PG – 7: SAÚDE PG – 8: EDUCAÇÃO PG – 9: ÁGUA PG – 10: TURISMO PG – 11: POLITÍCA EXTERNA PG – 12: INSTITUCIONAL PG – 13: SOCIAL PJ – 1: INDUSTRIALI ZAR PARA INTEGRAR PJ -2: BUROCRATIZAR JAMAIS PJ – 3: TRABALHO SEGURO CRESCIMENTO QUALIDADE DE VIDA SUSTENTABILIDADE INTEGRAÇÃO PROTEÇÃO SOCIAL PROBIDADE ADMINISTRATIVA
  21. 21. EXECUÇÃO • Critérios de Avaliação dos Projetos • Re 0 5 10 Requerimento legal 5 Prazo > 5 anos Prazo entre 1 e 5 anos Prazo até 1 ano Emergência social 4 Risco Médio/Baixo Risco Urgente Risco Alto Ermergente/Eminente Interesse público 3 Abrangência local Abrangencia Estadual Abrangência Nacional Viabilidade economico/financeiro 2 TIR < 50% SELIC TIR <= SELIC TIR >=50% SELIC TIR >TX SELIC Complexidade implantação 1 Alto Médio Baixo CRITÉRIO PESO LEGENDA DE NOTAS CRITÉRIOS ELIMINATÓRIOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Agrupamento de projetos afins em programas 1 - Alinhamento com objetivos estratégicos 2 - Nota zero (0) nos critérios emergência social e interesse público
  22. 22. EXECUÇÃO • Critérios de Avaliação dos Projetos - Legenda – Requerimento Legal: Considera o tempo necessário para responder à obrigação legal, como por exemplo um termo de ajuste de conduta (TAC). Considera o critério do prazo para atendimento ao requerimento – Emergência Social: Este critério corresponde a análise de riscos seja da defesa civil ou de organizações em geral, desde que com comprovado reconhecimento – Interesse público: Focado na abrangência do empreendimento, Nacional, Estadual ou Municipal/Local. – Viabilidade Econômico/Financeiro: Comparação da taxa interna de retorno com a taxa básica de juros (SELIC)
  23. 23. EXECUÇÃO • Critérios de Avaliação dos Projetos - Legenda – Complexidade Implantação: Estabelecer este critério de maneira objetiva e definir com que complexidade os seguintes requisitos devem ser avaliados: 1) Tecnologia: Disponível em Lisarb; Sim = 0; Não = 1 2) Capacidade da Mão de Obra: Expertise da Mão de Obra disponível; Sim = 0; Não = 1 3) Interfaces: Quantidade de organizações envolvidas; Até 3 = 0; > 3 = 1 4) Nota = 10; caso o projeto apresente pelos critérios acima 3 x 0 Nota = 5; caso o projeto apresente no máximo 2 x 1 Nota = 0; caso o projeto apresente pelos critérios acima 3 x 1
  24. 24. EXECUÇÃO • Priorização do Portfólio NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA Requerimento legal 5 10 50 10 50 10 50 10 50 5 25 5 25 Emergência social 4 10 40 10 40 10 40 5 20 5 20 5 20 Interesse Público 3 10 30 10 30 10 30 10 30 10 30 10 30 Viabilidade Econômico/Financeira 2 5 10 0 0 0 0 0 0 5 10 5 10 Complexidade 1 5 5 5 5 0 0 0 0 5 5 0 0 135 125 120 100 90 85 AGRICULTURASEGURANÇA PROGRAMAS CRITÉRIO PESO INSTITUCIONALSAÚDE EDUCAÇÃO ENERGIA
  25. 25. EXECUÇÃO • Priorização do Portfólio NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA Requerimento legal 5 5 25 5 25 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Emergência social 4 5 20 5 20 10 40 5 20 5 20 0 0 0 0 Interesse Público 3 10 30 10 30 10 30 5 15 5 15 0 0 Viabilidade Econômico/Financeira 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Complexidade 1 5 5 0 0 5 5 10 10 10 10 0 0 80 75 75 45 45 0 0 PROGRAMAS IT POL. EXTERNACRITÉRIO PESO TRANSPORTE ÁGUA SOCIAL CULTURAL TURISMO
  26. 26. EXECUÇÃO • Priorização do Portfólio NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA NOTA MÉDIA Requerimento legal 5 10 50 0 0 0 0 Emergência social 4 5 20 5 20 5 20 Interesse Público 3 5 15 10 30 5 15 Viabilidade Econômico/Financeira 2 0 0 10 20 0 0 Complexidade 1 5 5 5 5 5 5 90 75 40 TRABALHO SEGURO INDUSTRIALIZAR DESBUROCRATIZARCRITÉRIO PESO PROJETOS
  27. 27. EXECUÇÃO • Balanceamento dos Projetos – O balanceamento, após a priorização do portfolio, será representado por um gráfico de bolhas com o objetivo de apresentar a distribuição dos projetos através dos objetivos estratégicos e das categorias de classificação dos projetos, com o balanceamento pode-se inferir sobre a distribuição de recursos e estimativa de duração de cada projeto em um único gráfico. – Para entender o gráfico: • Eixo X – Categorias de classificação dos projetos • Eixo Y – Objetivos do Planejamento Estratégico de Lisarb • Tamanho da Bolha representa as estimativas de custos • Cor da Bolha representa as estimativas de Prazos Até US$ 100 M Entre US$ 100 e 500 M Acima de US$ 500 M AZUL ATÉ 1 ANO VERMELHO ACIMA DE 3 ANOS AMARELO ENTRE 1 E 3 ANOS
  28. 28. PG-4 PG-1 OBJETIVOSESTRATÉGICOS OE-1 OE-2 OE-3 OE-4 OE-5 OE-6 OE-7 OE-8 OE-9 CRESCIMENTO QUALIDADE DE VIDA INTEGRAÇÃO PROTEÇÃO SOCIAL SUSTENTABILIDADE PROBIDADE ADM PG-3 PG-5 PG-9 PG-7 PG-8 PG-12 PG-10 PJ-1 PG-13 PG-6 PJ-2 PJ-3
  29. 29. EXECUÇÃO • Autorização do Portfolio – O portfolio foi apresentado aos principais stakeholders e ao Presidente de Lisarb, que após a análise de todo o processo para balanceamento e priorização autorizou a implantação do PMO e a execução dos projetos priorizados, entendendo que eles estão alinhados com os objetivos estratégicos de Lisarb. – Esta autorização engloba também os critérios de seleção e classificação dos projetos, os projetos não priorizados deverão entrar como projetos propostos para o próximo ciclo de projetos de Lisarb, que se dará com a implantação da hierarquia H2 e também das estações metereológicas.
  30. 30. MELHORIA CONTÍNUA • Melhoria Contínua • Implementar as Hierarquias H2 e em seguida H3 • Implantar Estações Meteorológicas integradas às Torres de Controle e expansão de PMOs para descentralizar a gestão da Presidência da República para os Ministérios • Ranquear e Priorizar continuamente os portfolios de projetos por Ministérios • Projetos dos próximo Ciclos Orçamentários e aplicar as Lições Aprendidas

×